Page 1

1ª quinzena de julho de 2015

Ano 9 – Edição Nº 148

®

EDIÇÃO QUINZENAL

CIRCULAÇÃO

EXEMPLAR

HAUER BOQUEIRÃO ALTO BOQUEIRÃO XAXIM UBERABA GUABIROTUBA

Foto: Ricardo Dias

GRÁTIS

Foto: Thaline Bastos

Incentivo à literatura

Escola Pirâmide do Saber realiza Feira Cultural com a comunidade escolar para estimular a leitura

Pág. 10

Foto: Ricardo Dias

Novo binário

Motoristas que circulam pelo Boqueirão devem ter atenção redobrada ao novo sentido das ruas e novos semáforos do bairro

Pág. 07

Respeitável público O JCH visitou os bastidores do Circo Vostok, que está de passagem pela capital paranaense, para conhecer a vida dos artistas circenses fora do picadeiro

Pág. 17


2

Edição quinzenal

EDITORIAL

Custo/ano Bolsa Família: 23 dias de juros Por Hélio Duque* Os números que se seguirão desagradarão e chocarão gregos, troianos, fenícios, otomanos, petistas e tucanos. A “besta negra” para enormes segmentos da sociedade brasileira é o “Bolsa Família”. Para 2015, orçamentariamente, o seu custo será de R$ 27,1 bilhões. Já a “Bolsa Banqueiro”, com a taxa de juros Selic em 13,75%, custará R$ 420 bilhões, decorrente da dívida pública federal de R$ 2,5 trilhões. Mensalmente o sistema financeiro receberá como remuneração dos juros, R$ 35 bilhões. Já o custo do BF é de R$ 2,2 bilhões. Em relação ao PIB, a média histórica do “Bolsa Família” é de 0,45%; já a “Bolsa Banqueiro” é de 6,3%. Traduzindo: em 23 dias (valor por dia de R$ 1.166 bilhão) os bancos receberão de juros o valor anual destinado ao Bolsa Família. É preciso enxergar, sem preconceito, a realidade expressada nos números acima citados. Os lucros extravagantes do rentismo significa sangria permanente na capacidade de investimento público na economia brasileira. E o mais dramático, para os anos de 2016/17/18, as despesas com juros serão ainda maiores, ante a projeção da dívida pública atingir 70% do PIB. É fundamental entender que a sociedade brasileira é desigual e concentradora da renda. Quem constata é o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) no último censo, demonstrando que as pessoas assalariadas que ganham até 10 salários mínimos correspondem a 3,1% da popu-

lação; acima de 10 mínimos, o número é inacreditável, 0,9% dos brasileiros. Somos um País onde os 10% mais ricos acumulam 90% da riqueza nacional. Para efeito comparativo, há 100 anos era o perfil econômico da Europa, modificado substancialmente ao longo de um século, através políticas ativas de desenvolvimento com distribuição de renda e práticas ativas de criação de redes de proteção social na saúde, na educação, no emprego, com a chamada economia social. No Brasil, infelizmente, ao invés de economia social, predomina o ambiente econômico do capitalismo neoestatal e privilegiador para poucos eleitos pelo governante de plantão. E nele o sistema financeiro tem posição destacada, decorrente dos desastres gerados pelos “vôos de galinha” recorrentes, responsáveis pela estagnação, inflação, aumento do desemprego e endividamento descontrolado que alimenta as intocáveis “Bolsas Banqueiros”. Já o “Bolsa Família” (nome criado demagogicamente no governo Lula), sua origem está na rede de proteção social nascida na década de 90, no chamado “Consenso de Washington”. O Banco Mundial seria o principal gerenciador, ante futuros conflitos sociais que surgiriam pela desregulamentação das economias ocidentais, após a queda da União Soviética. No Brasil, México, Chile, Estados Unidos e outros países latino- americanos foram criados projetos destinados a garantir o

direito de se alimentar a milhões de famílias. A “Comunidade Solidária”, nascida no governo FHC, foi o início no Brasil. Nos EUA, a partir de Nova York, foi criado o “Oportunity” para combater a miséria e é programa em expansão. No México, o programa tem o nome de “Progressa” e atende a 10 milhões de famílias. No Chile, chama-se “Solidário” e atende a quase 1 milhão de domicílios. Todos eles focalizam os mais pobres, sendo claramente emergencial e de assistência social. Lamentavelmente no Brasil, uma das funções do Estado que é, também, transferir renda, ao distribuir parcela de recursos a favor da pobreza, foi transformada em benefício eleitoral. O PT e os seus candidatos vem fazendo do programa um notável cabo eleitoral em todo o País, principalmente nas regiões norte e nordeste. Na última eleição, a candidata Dilma Rousseff, obteve no Maranhão, uma diferença de 3,8 milhões de votos sobre o seu adversário. Anulando a diferença obtida pelo concorrente, nos três Estados do Sul (RS.SC.PR). No Ceará, Bahia, Minas, Rio de Janeiro e Piauí, dentre outros, não foi diferente. O grande cabo eleitoral foi o “Bolsa Família”. A tática é simples: O PT acusa que se o adversário ganhar irá extinguir o programa. Terrorismo digno do Estado islâmico. Como enfrentar a chantagem? A oposição, fundamentalmente os tucanos, deveria formatar projeto definindo o BF como política de Estado. Demonstrando

que combater a desigualdade é missão estatal, administrando a saída futura com programas de geração de renda e qualificação pela educação dos seus beneficiários. Definindo a sua sustentabilidade com cursos profissionalizantes, para que no futuro possam andar com as próprias pernas. Eliminando a força que tem hoje como cabo eleitoral de um grupo político. Igualmente voltando ao nome histórico: Comunidade Solidária. Foto: Ângelo Rigon

*Hélio Duque é doutor em Ciências, área econômica, pela Universidade Estadual Paulista (Unesp). Foi Deputado Federal (1978-1991). É autor de vários livros sobre a economia brasileira.

Diretor geral e redator chefe: Ricardo A. Dias (DRT-PR 5504) | Departamento financeiro: Thays de Freitas Dias Comercial: Leticia Richter | Marketing: Thaline Bastos | Reportagem: Raphaella Caçapava Diagramação: Rodrigo A. Romani (DRT-PR 7756) | Assessoria jurídica: Ricardo Vinhas Villanueva | Logística: Rapidex Entregas Rápidas Av. Marechal Floriano Peixoto, 5261 – Sala 2 – Hauer – CEP 80.010-130 – Curitiba PR Fone: 41 3039.2986 | pauta@jornaldocomerciohauer.com.br | www.jornaldocomerciohauer.com.br

9

ANOS

As matérias assinadas não expressam, necessariamente, a opinião deste jornal. Proibida a reprodução total ou parcial de textos ou imagens, produzidas por esta editora, sem autorização prévia e citação completa da fonte, sob pena de sanções legais.


Edição quinzenal

EU ANUNCIO! Aqui, você encontra a opinião do empresariado local sobre as vantagens de anunciar no Jornal do Comércio Hauer. “O Jornal do Comércio Hauer trouxe visão para a minha empresa. Antes mesmo de ser anunciante, já conhecia o jornal e via o quanto ele é importante para dar visibilidade às empresas aqui do bairro. No ramo de som e acessórios automotivos, uma de nossas maiores preocupações é passar confiança e credibilidade para o cliente e o jornal reforça isso. Outro destaque é que já no meu primeiro anúncio tive retorno e vários clientes me procuraram ao ver minha publicidade no jornal”.

GERAL

3

ESIC Business Marketing School A melhor faculdade internacional de negócios Faça sua matrícula e aprenda como ajudar empresas a aumentar suas vendas e reduzir os custos. Conheça nossos cursos de Administração – Gestão Comercial – Gestão Financeira. Informações: www.esic.br | (41) 3376-1417

Robert Rodrigues

Instalador e proprietário da RD Auto Som

Já conhece a nossa fanpage?

Acesse e conheça nosso conteúdo virtual: facebook.com/jornaldocomerciohauer

Massas para:

lasanha, caneloni, rondelli, pastel, empadão, nhoque, macarrão, pirogue e panqueca “Disse Jesus: Eu sou o caminho, a verdade e a vida, ninguém vem ao Pai se não por mim”. João 14:6

Rua Anne Frank, 1659 - Hauer Fone: (41) 3076-5079 | massasictus@uol.com.br


4

BAIRRO

Edição quinzenal

Respeitável público o Circo do Cidade chegou Para garantir a alegria das crianças nas férias, Shopping traz toda a magia do circo para perto dos pequenos Tecido acrobático, trapézio, equilibrismo, malabares, lira e, claro, os palhaços, as figuras mais representativas do circo dão às boas-vindas as crianças no Circo do Shopping Cidade. Até o dia 2 de agosto, toda a família poderá assistir gratuitamente aos espetáculos circenses no espaço de eventos do Shopping. Já é prática comum da administração do Shopping Cidade preparar eventos e atividades para o período das férias escolares. Por aqui passaram espetáculos teatrais, aquário e oficinas para que as crianças aprendessem a cozinhar, e o melhor: sem-

pre de graça. Para a administração do Shopping esta é uma época em que pais e filhos podem aproveitar para relaxar, se divertir e porque não aprender.

SERVIÇO Circo do Cidade Quando: de 03/07 a 02/08 Segunda a sexta-feira às 15h e 18h Sábados e domingos às 14:30h, 16:30h, 18:30h Onde: Shopping Cidade Av. Mal. Floriano Peixoto, 4984. Hauer. Fone: (41) 3017-3000 www.shoppingcidade.net Entrada gratuita.


Edição quinzenal

5


6

POLÍTICA

Edição quinzenal

Hospitais filantrópicos podem ter desconto na conta de luz Foto: Divulgação

Com os descontos nas tarifas de energia elétrica, as instituições poderão destinar mais recursos para melhorar a qualidade do serviço de saúde prestado Atualmente no Paraná existem 60 instituições filantrópicas de saúde. De acordo com a Federação das Santas Casas de Misericórdia e Hospitais Beneficentes do Estado do Paraná (Femipa), os hospitais filantrópicos são responsáveis por mais de 50% dos atendimentos ao SUS e mais de 70% dos procedimentos de alta complexidade no estado. Para beneficiar essas instituições, o Deputado Federal Luciano Ducci (PSB) apresentou projeto de lei para garantir aos hospitais filantrópicos desconto nas tarifas de energia elétrica, que podem variar de 40% a 80%. Os descontos serão estabelecidos de acordo com o percentual de serviços de saúde destinados pelos hospitais ao SUS. “Os hospitais filantrópicos dos país atravessam situação financeira grave, acumulam dívidas bilionárias, o que certamente afeta a qualidade do serviço prestado por essas tão importantes entidades”, explica Ducci.

Deputado Federal Luciano Ducci apresentou um projeto de lei para reduzir a despesa dos hospitais filantrópicos com energia elétrica.


Edição quinzenal

TRÂNSITO

7

Novo binário é implantado no Boqueirão Foto: Ricardo Dias

Motoristas deverão ter atenção redobrada ao novo sentido das ruas e novos semáforos da região A Secretaria Municipal de Trânsito (Setran) implantou, no dia 20 de julho, o binário das ruas Napoleão Laureano e Antônio Schiebel, no bairro Boqueirão. Além da mudança do sentido das ruas envolvidas, também entram em operação os semáforos implantados no cruzamento das ruas Antônio Schiebel e Anne Frank. Na nova configuração de trânsito, a Rua Napoleão Laureano passa a ter sentido único de circulação da Rua Anne Frank para a Rua Carlos Essenfelder e a Rua Antônio Schiebel passa a ter sentido único de circulação da Rua das Carmelitas para a Rua Frederico Maurer. Transporte público Duas linhas – Interbairros III e Iguape I – mudam de trajeto por causa da mudança do sentido único de circulação da Rua Napoleão Laureano. Os ônibus da linha Interbairros

III vindos da Rua das Carmelitas em direção ao Terminal Carmo, agora dobram à direta na Rua Antônio Schiebel, onde foi instalado novo ponto de parada antes da chegada ao terminal.

A linha alimentadora Iguape I, também vinda da Rua das Carmelitas, mas no sentido oposto ao do Interbairros III, também chegam ao Terminal Carmo pela Rua Antônio Schiebel.

A partir de agora a Rua Napoleão Laureano tem mão única para o sentido do bairro Uberaba.


Edição quinzenal

EDUCAÇÃO

9

Em tempos de recesso econômico, estudar é uma boa opção para aproveitar oportunidades futuras Curso superior abre portas e contribui para a valorização do profissional Foto: Divulgação

Neste ano vimos à situação econômica do país se agravar e as movimentações do mercado em relação à crise se intensificarem. Muito se fala em como driblar este momento ou no que investir para aproveitar futuras oportunidades. Para Ari João Erthal, diretor geral da ESIC Business Marketing School do Brasil, essa é a hora de investir em educação. “Um curso superior é um imperativo nos dias de hoje. Toda crise passa e as pessoas precisam estar preparadas para o momento pós-crise”, explica Ari. Há inúmeras vantagens para a carreira do profissional que vão além do diploma. Um curso superior abre portas e permite que a pessoa, de fato, siga uma determinada carreira, com uma bagagem de conhecimento teórica que a tornará mais produtiva e que não seria adquirida sem uma graduação. Para o Rafael Schon (40) que concluiu o curso de gestão comercial em 2014 a

escolha de investir em conhecimento foi certeira. “Escolhi o curso para aprimorar meus conhecimentos e adquirir novas ferramentas na minha área de atuação. O curso abriu novos horizontes, derrubou alguns paradigmas e pré-conceitos que eu tinha a respeito da profissão de vendas e do curso de tecnólogo. O futuro é promissor e me trará ótimas possibilidades”, afirma ele. Diretor da melhor faculdade internacional de negócios, Ari separou algumas vantagens de investir no curso superior: # Diploma: começando pelo óbvio, um curso superior lhe garante um diploma. E este não é importante apenas para concursos públicos. Por mais que alguns digam que o que conta é a experiência prática, o fato é que muitas empresas sequer consideram candidatos sem graduação para certos cargos, e é muito comum até mesmo que sequer considerem

Foto: Divulgação

“Sou formado na 1ª turma do curso de Gestão Comercial da ESIC Business Marketing School. Além da iniciativa de iniciar um curso superior a escolha da instituição foi fundamental. É preciso ter uma ótima estrutura e professores e encontrei isso aqui”. Rafael Schon, consultor comercial.

aqueles que não têm formação na área, principalmente para quem está entrando no mercado de trabalho. Isso porque um diploma transmite credibilidade. No mínimo, assegura ao empregador que você tem interesse no tema e passou alguns anos da sua vida estudando o mesmo. # Diferenciação: nível fundamental e médio é igual para todos. Não há diferenciação, não há matérias específicas para ninguém. É o básico, que todos têm. No curso superior, no entanto, o profissional já começa a estudar matérias específicas, não disponíveis para estudantes de outras áreas. Ou seja, já começa a se especializar em um determinado assunto. # Possibilidade de evoluir para uma especialização ou mestrado: muitas das especialidades mais interessantes, que realmente trarão uma diferenciação para o profissional (logo, potencialmente mais rentáveis em termos de salário e possibilidades de ascensão profissional) só estão disponíveis em cursos de especialização e mestrado que só são acessíveis para profissionais formados. # Vivência: um curso superior lhe permite ter uma vivência com outros estudantes e profissionais que atuam na mesma área que você, permitindo a aquisição de conhecimento que dificilmente seria possível apenas em ambiente de trabalho. Além disso, em instituições como a ESIC Business Marketing School, possibilitam ao acadêmico

“O ensino promove o desenvolvimento social e econômico do país. Precisamos de pessoas inovadoras para encarar os novos desafios com um olhar diferenciado.” Pe. Ari Erthal – Diretor Geral da Esic Curitiba

experiências internacionais para turbinar a carreira. # Entrada para o mercado de trabalho: muitas profissões só estão disponíveis para quem está cursando o ensino superior. Por meio de estágios e com a ajuda de suas instituições de ensino, o estudante pode começar a estagiar em empresas e organizações importantes em suas áreas, tendo a oportunidade de ingressar no mercado de trabalho por caminhos que não estão disponíveis para outros profissionais.


10

EDUCAÇÃO

Edição quinzenal

Escola Pirâmide do Saber realiza Feira Cultural com a comunidade escolar Alunos e professores da Educação Infantil e Ensino Fundamental se apresentaram em dia dedicado à Literatura A Escola Pirâmide do Saber, localizada na Vila Hauer, realizou a Feira Cultural tendo como objetivo estimular a leitura e proporcionar a vivência e resgate dos clássicos da Literatura Infanto-Juvenil. O evento aconteceu de uma forma bastante atrativa, através da dança, teatro, música, trabalhos artísticos, artes visuais e manuais apresentados pelos alunos e seus professores, e contou com o prestígio dos pais, familiares e toda comunidade escolar. “Quem trabalha com educação sabe que só com empenho, dedicação e comprometimento alcançamos bons resultados. Foi o que pudemos ver e sentir através da Feira Cultural”, afirma Cleide Aparecida Alberti, coordenadora da Escola Pirâmide do Saber. Para conhecer o trabalho realizado pela escola e conferir toda a cobertura do evento, é só acessar o site www.piramidedosaber.com.br.

Foto: Thaline Bastos

Os alunos fizeram o resgate de clássicos da Literatura Infanto-Juvenil através de apresentações de dança, teatro e música, além de exposição de trabalhos manuais confeccionados por eles.

Fotos: Divulgação Pirâmide do Saber


Edição quinzenal

ECONOMIA

11

Primeiro semestre apresentou queda no varejo paranaense Apesar de uma leve melhora no mês de Maio, pesquisa da Fecomércio indica perdas de 3,42% Pesquisa conjuntural da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR) mostra que o varejo paranaense teve queda de -3,42% nas vendas no acumulado de janeiro a maio. Na comparação de maio com abril, houve pequena melhora, com alta de 3,17%. No entanto, em relação ao mesmo mês de 2014, verificase redução de -8,17%. A pesquisa também revela que os empresários têm diminuído a formação de estoques. No acumulado do ano, as compras foram -3,52% inferiores às do mesmo período do ano passado. Com a queda nas vendas, o nível de emprego já começou a cair. No período de janeiro a maio, o comércio paranaense teve cortes de -1,88% no quadro funcional e na comparação com maio do ano passado, houve diminuição de -3,67%.

riação interanual, os números de maio deste ano são piores do que no mesmo mês de 2014. Tiveram crescimento apenas as livrarias e papelarias (10,06%), supermercados (9,27%) e combustíveis (4,42%).

Dados regionais

De acordo com o presidente do Sistema Fecomércio Sesc Senac PR, Darci Piana, a crise política e econômica tem afetado a percepção tanto dos empresários quanto dos consumidores. “De um lado, temos o declínio na intenção de compras das famílias, que retêm o consumo por causa da inflação e pelo receio de eventuais demissões. Por outro lado, os empresários veem o movimento de suas lojas cair e por isso acabam freando investimentos e reduzindo estoques”, analisa. Segun-

do o dirigente, endividamento das famílias e a inadimplência completam o cenário pouco favorável para o comércio. Os piores indicadores no período são observados pelas concessionárias de veículos (-24,29%), autopeças (-14,03%), calçados (-11,43%) e vestuário e tecidos (-6,21%). Por outro lado, vêm mantendo crescimento as livrarias e papelarias (11,56%), supermercados (8,04%), combustíveis (5,84%), farmácias (5,79%) e lojas departamentos (4,81%). Na va-

Os dados regionais são negativos em todas as regiões pesquisadas no acumulado do ano. A maior redução no faturamento foi apresentada por Ponta Grossa (-8,06%), seguida pelo Sudoeste (-5,81%), Londrina (-3,68%), Curitiba e Região Metropolitana (-3,28%), Oeste (-3,23%) e Maringá (-2,76%). Frente ao mesmo mês de 2014, maio apresentou retração considerável em todas as regiões, sobretudo para Ponta Grossa (-12,83%), Sudoeste (-12,33%), Londrina (-10,8%), Oeste (-9,36%), Curitiba e Região Metropolitana (-7,11%) e Maringá (-4,65%).


12

Edição quinzenal


Edição quinzenal

Doação de sangue cai no inverno Hemepar convoca população para aumentar o estoque dos bancos de sangue no período Doar sangue é um gesto de solidariedade e amor ao próximo que pode ajudar a salvar milhares de vidas. Por isso, é preciso reforçar a importância de ampliar o esforço no número de doações no inverno, época em que há um baixo estoque nas unidades de saúde. Segundo a assistente social do Centro de Hematologia e Hemoterapia do Paraná (Hemepar) Fabiane Janata, as doações caem muito no período de férias escolares, inverno e nos dias que antecedem os feriados. “A doação de sangue ainda não é um hábito da população, infelizmente, e por isso o desafio para suprir essa necessidade”, destaca ela. O quadro de doação de sangue no Brasil ainda é complicado: apenas cerca de 2% da população é doadora de sangue, enquanto o recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) é de 5% - mais que o dobro da média atual. Para doar, sangue é preciso estar em boas condições de saúde, estar alimentado, ter entre 16 e 67 anos, pesar no mínimo 50 kg e levar um documento original com foto. O período entre uma doação e outra é de 60 dias para homens e 90 para mulheres. Mais informações ligue gratuitamente para 0800-645 4555 (Hemepar). Na matéria ao lado você confere os alimentos que melhoram a qualidade do seu sangue.

Campanhas de doação pretendem aumentar os estoques de sangue em todo país.

SAÚDE

13

Alimentos para um sangue “bom” Confira os seis alimentos que ajudam a manter o sistema circulatório do seu corpo em dia Nos alimentos é possível encontrar tudo que precisamos para manter o corpo saudável. Além do valor nutritivo, alguns alimentos podem ainda desempenhar um papel potencialmente favorável na redução do risco de doenças. Abaixo está uma lista de seis alimentos naturais que podem beneficiar nossa saúde:

1. Vinho O vinho tinto e o suco integral de uva protegem o organismo contra ação antioxidante dos radicais livres, ajudam a aumentar o colesterol “bom” (HDL). Além de melhorar a circulação sanguínea, previne danos às artérias e diminui o risco de doenças cardiovasculares. A quantidade diária de vinho não deve ultrapassar uma taça de 200 a 300 ml. Dê preferencia ao vinho seco e suco integral de uva sem adição de açúcar. Atenção: não tome bebidas alcoólicas se tiver restrições médicas.

2. Peixe Possui Ômega 3 e nutrientes que, se consumido frequentemente, reduz o risco de doenças cardiovasculares.

3. Couve

5. Espinafre

É rica em clorofila e muitas outras vitaminas e minerais. O ferro da couve é essencial para o sangue saudável. Adicionar um pouco de couve em seus sucos verdes ou fazer uma bela salada é uma ótima maneira de incluir em sua alimentação.

O espinafre é rico em ferro e vitamina C, e os dois juntos ajudam a melhorar a absorção de ferro. Além de combater a anemia.

4. Beterraba

6. Figos

Tem um bom teor de potássio e mineral que ajuda a controlar a pressão arterial, auxiliando a manter o sistema circulatório saudável. Melhora a estrutura do sangue e auxiliar na prevenção de doenças do sistema circulatório e do sistema digestivo. Beber suco de beterraba fresca, por exemplo, pode ajudar a reverter problemas com anemia.

A nutricionista Tatiane Semchechem alerta que para obter os benefícios desses alimentos é preciso consumi-los regularmente. “Além disso, é importante que todos saibam que esses alimentos somente funcionam quando fazem parte de uma dieta equilibrada e balanceada”, destaca.


Edição quinzenal

GERAL

15

FATOS MARCANTES NA HISTÓRIA

04 JUL

Independência dos EUA Fotos: Divulgação

A declaração de Independência dos Estados Unidos é lida em Nova York na presença de George Washington (foto), em 8 de julho de 1770. Ela foi redigida por uma comissão de cinco membros liderados por Thomas Jefferson, baseados no iluminismo. A declaração só é promulgada no dia 4 de julho de 1776.

09 JUL

O Poeta do Amor Em 9 de julho de 1980, morreu Marcus Vinícius de Melo Moraes, o poeta do amor. Nascido em 1913, no Rio de Janeiro, Vinícius de Moraes foi um dos mais populares poetas brasileiros. Bacharel em Letras e em Direito, em 1943 ingressou na carreira diplomática e, em 1953, compôs o primeiro samba.

10 JUL Surge a minissaia Em 10 de julho de 1964, a estilista inglesa Mary Quant apresenta a minissaia. No início da década de 60, as moças comportadas começavam a abandonar as saias rodadas e atacavam de calças cigarette. Mas a grande vedete dos anos 60 foi a minissaia, criação conjunta de Mary Quant e André Courrèges.

11 JUL

Projeto Rondon Em 11 de julho de 1967, sai do Rio de Janeiro o primeiro grupo do Projeto Rondon. Inspirado na trajetória desbravadora de Cândido Mariano Rondon, o projeto mobilizou, entre 1967 e 1989, quase 400 mil professores e universitários. Os grupos percorreram diversas regiões do Brasil, tentando auxiliar pessoas carentes.


16

Edição quinzenal

GERAL

Copel lança projetos para promover bom uso de energia e conscientização

A Copel iniciou no dia 1º de julho dois projetos para promover a eficiência energética e a preservação do meio ambiente: o Lar Eficiente – para oferecer aos consumidores a oportunidade de trocar a geladeira antiga ou freezer por produtos novos com 45% de desconto – e o Fatura Solidária – através do qual a Copel vai doar R$ 1,00 a uma Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) a cada cliente que trocar sua conta impressa pela fatura por e-mail. Lar Eficiente: 45% de desconto na aquisição de eletrodomésticos mais eficientes O projeto Lar Eficiente oferece desconto de 45% aos clientes da Copel na troca da geladeira antiga ou freezer por produtos novos e mais eficientes. A venda será feita em todo o Paraná pelas Lojas Colombo, vencedora da licitação.

Foto: Daniela Catisti/AEN

Através do Projeto Lar Eficiente é possível a troca de geladeira com desconto de 45%

O projeto Lar Eficiente oferece aos consumidores a oportunidade de trocar a geladeira antiga ou freezer por produtos novos com 45% de desconto.

O projeto é destinado aos consumidores residenciais, tanto da área urbana como da rural. Ao todo, serão 12 mil eletrodomésticos, entre refrigeradores e freezers, e 18 mil kits de iluminação, formado por quatro lâmpadas fluorescentes compactas de 15W e uma lâmpada LED de 9,5W. Para participar é necessário estar em dia como o pagamento das faturas da Copel e possuir uma geladeira ou freezer com pelo menos cinco anos de uso e em funcionamento. O consumidor deve entregar um conjunto de cinco lâmpadas in-

méstico adquirido seja de um modelo equivalente ao antigo. A tabela com os equipamentos equivalentes e os valores com descontos estará disponível nas lojas. Todos os refrigeradores e freezers recolhidos serão destinados a um processo de reciclagem, contribuindo para a preservação do meio ambiente. Fatura Solidária: Receba sua conta de luz por e-mail e ajude uma APAE

candescentes de 60W e pagar o valor simbólico de R$ 1 para receber o novo kit de iluminação. Para comprar, basta que o titular da conta de luz compareça a uma loja Colombo munido de uma conta de luz em seu nome. Os clientes que vivem em cidades onde não há Lojas Colombo podem ligar para o setor vendas da empresa no 0800 642 4242. O cliente não precisa contatar ou ir à Copel. Cada consumidor tem direito à substituição de um eletrodoméstico por imóvel. A escolha da nova geladeira ou freezer segue regras para garantir que o eletrodo-

O projeto Fatura Solidária estimula a adesão à conta de luz por e-mail para reduzir o consumo de papel e estimular a cidadania. O cliente acessa a agência virtual da Copel (www.copel.com) e faz o cadastro para receber a fatura por e-mail. Ao deixar de receber a conta de luz impressa, cada consumidor pode escolher uma APAE, que receberá R$ 1 de doação da Copel. Com o projeto Fatura Solidária, o consumidor pode aliar essa facilidade à cidadania, uma forma de preservar o meio ambiente e colaborar com instituições reconhecidamente comprometidas com o trabalho social.


Edição quinzenal

17

CAPA

Antes do acender das luzes Nos bastidores os artistas destemidos são pessoas comuns Ao entrar no circo parece que nos tele transportamos para outro mundo. O tempo para e ficamos hipnotizados com o show de acrobacias, cores e apresentações que se sucedem. É de fato um mundo encantador. Mas antes de a cortina abrir, da luz acender e do picadeiro ganhar vida, os artistas de circo são pessoas comum. Débora Tavares – nome artístico da mágica e trapezista do Circo Vostok – volta a ser Débora Assis de Lima. Com 29 anos de idade e de circo, ela é casada há 12 anos com Ulisses – também mágico – e é mãe de três filhos, a mais nova, Julie, tem apenas 25 dias de vida. “Certamente não é fácil conciliar tudo isso com o trabalho circense. Mas hoje muitas mulheres também trabalham, cuidam dos filhos, da casa. Para nós não é diferente”, explica ela. O maior desafio envolve a logística das mudanças de uma cidade para outra. “Precisamos nos organizar para solicitar a documentação de transferência das crianças, mas nada complicado”, completa. De dia, assim como as pessoas comuns,

Foto: Raphaella Caçapava

“É a vida que a gente conhece, é a vida que estamos acostumados, não temos como parar. O mudar é natural pra gente, estranho seria ficar no mesmo lugar.”

Foto: Jaime Batista

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Dos palcos para a vida. Quando as luzes se apagam artistas de circo tem vida comum e dividem trabalho com afazeres domésticos.

Débora cuida das crianças, da casa e aproveita para ensaiar seus números. “É parte do trabalho. A diferença é que no meu trabalho temos uma jornada prolongada com as apresentações e um pouquinho mais de adrenalina”, comenta. À noite o ritmo acelera e ela começa a se maquiar por volta das 18 horas, depois é hora dos artistas também ajudarem nas vendas do circo. Apenas 20 minutos antes da sua entrada, é que ela assume seu posto de artista. Como parte do ritual a reza também acompanha os minutos que antecedem sua entrada no picadeiro. “Aqui todos somos multitarefas. Não é todo o glamour que as pessoas pensam. Trabalhamos no palco e também nas outras atividades, como vendas de comida e lembranças, por exemplo”, explica Débora. Mas isso em nada muda o amor da artista pelo picadeiro. “O circo é encantador. Quem já assistiu um espetáculo sempre tem boas memórias e geralmente faz questão de compartilhá-la com seus filhos, trazendo eles para assistirem também”, completa. Se existem só flores? Débora garante que não, mas em que outro lugar a vida é só fácil. “A única coisa que me incomoda no circo é a lama (risos). Mas depois organizamos as coisas e aí tudo se ajeita”. As crianças também participam de todo o processo. Kimberlie, 10, e Richard, 7, interagem em vários momentos do espetáculo. “Eles entram fantasiados de bichinhos na animação, ele às vezes entra de palhacinho, ela participa de algumas ma-

gias. Estão sempre se divertindo”, conta. Débora completa que essa interação das crianças com essa rotina faz deles mais desinibidos. “Eles são mais soltos, gostam de conversar e já assumem responsabilidades”.

ir antes de ela me arrumar. Um dia resolvi não pedir para ir ao banheiro e acabei fazendo xixi no picadeiro. Até hoje lembramos e rimos muito desse momento”, ri Débora.

29 anos de vida, 29 anos de circo

Sobre o Circo Vostok

Débora nasceu no circo. Seu pai fugiu ainda jovem com o circo e virou domador de animais. Em uma temporada pelo Rio de Janeiro, conheceu a mãe de Débora que também foi embora com o circo ao se casar. “Mesmo separados nós todos convivemos no mesmo espaço”, explica Débora ao contar que sua mãe, padrasto e pai trabalham no mesmo local. Sobre seus talentos, Débora conta que quando se cresce no circo é natural descobrir suas habilidades. “A gente já sabe o que quer fazer desde pequeno. Isso vem vendo uma pessoa fazendo um número que gostamos, ou assistindo na televisão alguma coisa diferente e às vezes até por necessidade do circo. Se de repente falta trapezista, ensaiamos e nos arriscamos para ver se conseguimos. Por vezes descobrimos que nos saímos bem onde imaginávamos que não teríamos sucesso”, detalha. Das histórias de quase três décadas de circo, Débora guarda uma em especial. “Aos quatro anos eu participava de um número com meu pai domando um elefante. Minha mãe me preparava toda e sempre antes de entrar no picadeiro eu pedia para ir ao banheiro. Então ela falava porque eu sempre fazia isso, ao invés de

De origem Russa, o Circo Vostok foi fundado em 1873 e já esteve em turnê por todo Brasil e também no exterior. Com artistas de todas as partes do mundo, o Vostok busca trazer atrações diferentes e inovadoras. Ao todo são 105 pessoas entre funcionários e artistas trabalhando dia e noite para promover a cultura circense. O espetáculo tem duração de duas horas. O Circo Vostok fica de duas semanas a cinco meses em cada cidade, dependendo do tamanho do município, número de habitantes e etc. Em Curitiba o circo teve sua estreia no mês de julho e deve permanecer na cidade até setembro.

SERVIÇO Circo Vostok End.: Linha Verde próximo a Havan do Parolin. Apresentações: De terça à sextafeira às 20h30min Sábados, domingos e feriados às 16h, 18h e 20h30min Inf.: www.circovostok.com.br


18

Edição quinzenal

CULTURA

Ebulição Marginal Em 2015, o ciclo de leitura promove encontros e apresentações artísticas para jovens da Regional Boqueirão Com a proposta de aproximar os jovens da Regional Boqueirão das várias manifestações culturais, o Ciclo de Leitura Ebulição Marginal 2015 foi criado em 2013, e a terceira edição do evento será realizada de 27 de julho a 1º de agosto. O projeto idealizado pela produtora cultural Anna Carolina Azevedo tem como objetivo desenvolver atividades culturais. “Queremos fomentar a leitura entre os jovens, promover a literatura enquanto linguagem artística acessível e valorizar a produção cultural do movimento Hip-Hop curitibano”, explica a idealizadora. Em sua terceira edição, o ciclo é um circuito de encontros de mediação de leitura e apresentações artísticas que busca revelar conexões entre a literatura e o rap, o breaking e o graffiti - pilares da cultura Hip -Hop. Para este ano a programação vai contar com rodas de leitura em múltiplas linguagens e uma oficina de estêncil (técnica usada para aplicar um desenho ou ilustração, através da aplicação de tinta, aerossol ou não, por meio do corte ou perfuração em papel ou acetato). As crianças da Escola Municipal Jornalista Arnaldo Alves da Cruz, localizada na Vila Pantanal, também terão atenção especial e vão participar de contações de história no desdobramento “Menino, Menina Ebulição”. “Estimular a arte e a leitura entre o público infantil é imprescindível, já que os pequenos de hoje poderão ser os jovens interessados por cultura de amanhã”, comenta Anna Carolina.

Já no encerramento serão realizadas atividades para difundir a proposta ao grande público, por meio da Batalha dos Eucaliptos de Breaking e a sessão de grafitagem Leitura & Graffiti, com a participação de artistas convidados. As intervenções serão aplicadas em muros da Praça Eucaliptos, atendendo a uma antiga reivindicação da comunidade do Alto Boqueirão para a revitalização e a apropriação cultural do local. O Ciclo de Leitura Ebulição Marginal é uma realização do Coletivo Ebulição, grupo formado por artistas, mediadores de leitura, produtores e agitadores culturais. Na edição 2015, o evento tem apoio da Regional Administrativa Boqueirão, por meio dos núcleos regionais da Fundação Cultural de Curitiba, da Fundação de Ação Social e da Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude (Portal do Futuro e Estação Juventude). Além desses, AgendArte Livros, Portal A Escotilha, Programa Curitiba Lê, Batalha do Eucaliptos e Master Tintas são também apoiadores da iniciativa. “Salve Batista” Assim como nas edições anteriores, o Ciclo de Leitura Ebulição Marginal 2015 prestará reverência à obra de um poeta da literatura marginal curitibana, de modo a exaltar a produção de artistas que em seu tempo permaneceram à margem das elites culturais e/ou acadêmicas da cidade. Por meio de atividades diversas – rodas de leitura, oficina de criação poética e grafittis -, já foram homenageados Paulo Leminski (2013) e Marcos Prado (2014). Neste ano, o ciclo irá se debruçar sobre a poesia de João Batista de Pilar, um dos ícones da cena underground – ou “maldita” – de Curitiba.

Programação De 27 a 31 de julho “Linha de Frente” – Varal de Rimas Das 8h30 às horas 17h30 | Gratuito Mediação de Franciele Cruz | Portal do Futuro Boqueirão – Espaço da Leitura Eucaliptos

1º de agosto (sábado) Sessão de Grafitagem “Leitura & Graffiti” Com os convidados Café, Devis, Ysto, Nyel, JC e Confraria da Cola. 9 horas | Gratuito Praça Eucaliptos (ao lado do Portal do Futuro Boqueirão)

27 de julho Roda de Leitura em múltiplas linguagens “O Boqueirão é o Capão” :: Com Anna Carolina Azevedo e Chardie Batista Participações de Asiatiko MC (Batalha do MUMA) e Luis Cilho (Beat Brazuca) 14 horas | Gratuito Portal do Futuro Boqueirão - Auditório

“Batalha do Eucaliptos de Breaking – Edição Ebulição Marginal” Mestre de Cerimônias: Muka UniBreakers Crew Aberta a b-boys e b-girls de toda a cidade 14 horas | Gratuito Portal do Futuro Boqueirão – Auditório

28 e 30 de julho (terça e quinta-feira) Oficina de Estêncil “Uma Viagem da Gravura ao Graffiti” :: Com Felipe Pacheco 14 horas | Gratuito (vagas limitadas) | Inscrições: ebulicaomarginal@gmail.com Portal do Futuro Boqueirão – Auditório 29 de julho (quarta-feira) Roda de Leitura “Ninguém é inocente em São Paulo” :: Com Samuel Teixeira 14 horas| Gratuito Rua da Cidadania do Carmo – Casa da Leitura Wilson Martins 31 de julho (sexta-feira) Roda de Leitura e Apresentação Musical “Salve Batista” :: Com Bhorel Enrique e Felipe Pacheco Presença do autor João Batista de Pilar 14 horas | Gratuito Rua da Cidadania do Carmo – Auditório 2

Endereços e telefones: Casa da Leitura Wilson Martins Rua da Cidadania do Carmo Av. Mal. Floriano Peixoto, 8430 - Boqueirão Tel.: (41) 3313-5512 Portal do Futuro Boqueirão R. Pastor Antonio Polito, 2200 – Alto Boqueirão Tel.: (41) 3286-4084 Rua da Cidadania do Carmo Av. Mal. Floriano Peixoto, 8430 – Boqueirão Tel.: (41) 3313-5515 (Fundação Cultural de Curitiba - Núcleo Regional) Para mais informações: Ciclo de Leitura Ebulição Marginal E-mail: ebulicaomarginal@gmail.com Facebook: /ebulicaomarginal Anna Carolina Azevedo Produtora cultural anna.azevedo@aescotilha.com Facebook: /annacarolina.azevedo Twitter: @anna_azevedo


Edição quinzenal

CULTURA

19

A magia da arte do teatro de bonecos

Você já ouviu falar no termo bonecaria? Essa é a arte de construir e dar vida a fantoches, marionetes, bonecos articulados e máscaras. Pensando em expandir e democratizar o acesso ao teatro de bonecos como linguagem artística e formadora de memória é que o projeto Encena Boneco, vai realizar apresentações teatrais e uma oficina de formação na arte do boneco, no espaço Villa Hauer Cultural, de junho a outubro de 2015. “Queremos que mais pessoas possam atuar artisticamente e como agentes multiplicadores em suas comunidades dessa arte.”, explicam os organizadores da iniciativa. O projeto cultural foi aprovado no 1º Edital Regionais – Ações Culturais e Constituição de Memória, da Fundação Cultural de Curitiba. O projeto é desenvolvido pela Cia Manoel Kobachuk e conta com a parceria do Villa Hauer Cultural. Durante a oficina de formação os participantes terão aulas teóricas e práticas, vivenciando o processo de uma montagem teatral na linguagem teatro de animação. O resulta-

do final da oficina será uma peça montada com e pelos participantes. A oficina é composta por 18 encontros, com a duração de 4 horas cada. Os encontros acontecerão de junho a outubro, aos sábados, pela manhã. Mesmo em andamento os interessados podem realizar inscrições. A participação é permitida a partir dos 14 anos e as vagas são limitadas. Além da oficina, o projeto Encena Boneco apresentará ao público cinco espetáculos com duas sessões cada, de maio a outubro.

Ficha técnica: Idealização: Elcio Di Trento Produção: Alejandro Mozzo e Élcio Di Trento Direção Geral: Manoel Kobachuk Coord. Oficinas: Élcio Di Trento

SERVIÇO Local de realização: Villa Hauer Cultural End.: R. Bom Jesus do Iguape, 2121. Hauer - Curitiba/PR Inscrições: (41) 3322-2775


20

Edição quinzenal

LEGISLAÇÃO

Você acha caro a contratação de um advogado? Quem nunca reclamou ou ouviu alguém reclamar sobre o valor dos honorários cobrados por um advogado? Sendo este um dos maiores problemas que cercam a profissão da advocacia atual, importante fazermos uma reflexão sobre a origem do valor dos serviços advocatícios nos dias de hoje. O tempo e valores investidos na obtenção do diploma, despesas com a manutenção do escritório e o tempo de trabalho despendido em cada ação são alguns fatores que auxiliam na definição do valor de um serviço jurídico. Além disso, poucas pessoas sabem as responsabilidades envolvidas quando o advogado assina um contrato de prestação de serviços jurídicos ou contrato de honorários. A partir da assinatura do contrato, o problema do cliente passa a ser o problema do advogado. Enquanto o cliente retorna à sua casa e descansa, o advogado despende horas, dias e até meses de trabalho, abdicando, por vezes, de noites de sono, finais de semana e compromissos familiares, no intuito exclusivo de buscar uma solução para o caso que lhe foi confiado. Algumas pessoas pensam que após concluir o curso de Direito e a aprovação no Exame da OAB, o advogado está pronto para atuar. Estas pessoas estão equivocadas, pois os advogados nunca param de estudar, principalmente porque as leis frequentemente sofrem alterações. Além disso, importante destacar a existência de um mercado profissional farto, com muitos profissionais se formando a cada dia, o que impõe ao advogado a busca pelo

aperfeiçoamento, através de cursos de especialização, congressos, conferências e outras atividades que contribuam para sua experiência e que, também requer investimentos e dedicação. A Constituição Federal destaca a importância do advogado em seu artigo 133, que dispõe: “O advogado é indispensável à administração da justiça, sendo inviolável por seus atos e manifestações no exercício da profissão, nos limites da lei”. Para se ter uma noção da relevância da pessoa do advogado na vida das pessoas, basta imaginar como poderíamos preservar e defender nossos direitos contra abusos ou atos ilícitos praticados por terceiros se não fossem através dos advogados. Atrevo-me a dizer que se você ainda não precisou dos serviços de um advogado, possivelmente precisará no futuro e não hesitará em pagar os honorários advocatícios por ele cobrados, já que, a partir de agora, suas ideias sobre o assunto, talvez, tenham mudado.

Jessica Caldeira Advogada do escritório Villanueva Advogados


Edição quinzenal

21

COMÉRCIO

Parceria entre Senai e Prefeitura de Curitiba forma mais de 600 profissionais Além da oportunidade de qualificar-se em áreas tecnológicas, os alunos receberam material didático, uniforme e conteúdos técnicos com temas relacionados à formação pessoal e à cidadania As primeiras turmas dos cursos dos Liceus de Ofícios da parceria entre Senai no Paraná e a Secretaria Municipal do Trabalho e Emprego de Curitiba, formaram mais de 600 pessoas, nos cursos de Gestão, Mecânica Básica, Costura, Informática, Gastronomia e Eletricidade Predial. O programa ofertará até o fim do ano mais de 1,6 mil vagas para cursos profissionalizantes de curta duração, com cerca de 160 horas. A solenidade de formatura aconteceu no Salão Nobre da Prefeitura de Curitiba. Segundo o conselheiro do Senai e vice-presidente da Fiep, Wilson Bill, “o Senai oferece cursos de qualidade, o mercado precisa de bons profissionais e a Prefeitura tem a necessidade de atender da melhor maneira possível a demanda existente”. Ele destacou ainda que espera poder fortalecer a parceria e que há novas vagas abertas para o segundo semestre, em cinco áreas de atuação. “Serão 15 Liceus e cinco unidades do Senai empenhados na oferta de cursos que são uma real oportunidade de mudar de vida. Como ex-aluno do Senai, conheço o peso que ter um certificado da instituição traz para a carreira profissional”, completa. A vice-prefeita e secretária municipal do Trabalho e Emprego, Mirian Gonçalves, também par-

Foto: Levy Ferreira

ticipou da cerimônia e destacou a importância de se abrir os Liceus para a formação profissional. “Hoje marcamos uma virada em Curitiba, sobre o que significa entrar no mercado de trabalho qualificado. Agora é para todos, só depende da vontade de cada um”, afirmou Mirian. Liceus de Ofício Destinado a jovens de baixa renda que buscam o seu primeiro trabalho, pessoas que já atuam no

Alunos participaram dos cursos de Gestão, Mecânica Básica, Costura, Informática, Gastronomia e Eletricidade Predial.

mundo produtivo e demais interessados que desejam se requalificar, os cursos constituem-se em uma ação de inclusão social. Mais informações sobre os cursos profissionalizantes podem ser obtidos no site da Prefeitura.


22

Edição quinzenal

ESPORTE

Foto: Divulgação Evolution Fitness

Academia do Hauer conquista 2º lugar no Revezamento Subway

A equipe de corrida da Academia Evolution Fitness conquistou dois troféus na Corrida de Revezamento Subway realizada no Parque Tingui no dia 5 de julho: 2º lugar no Octeto Misto (masculino/feminino) e premiação de Maior Academia em número de participantes. Com 16 atletas no total, a academia participou com duas equipes de oito atletas, onde cada corredor percorreu cerca de 5 quilômetros e meio. No total, são 42 quilômetros de prova. “São alunos que treinam todos os dias e que começaram inicialmente visando apenas bem estar e saúde, mas conforme a evolução de cada

Equipe Evolution Running comemora a conquista de dois troféus no revezamento no Parque Tingui.

um, a gente vai incentivando e estimulando para que participem dos eventos de corrida do calendário local e nacional”, explica Anderson Balotin, proprietário da academia. Sob a coordenação do professor Eduardo Robson Buck, a equipe de corrida Evolution Running já se prepara para mais um desafio: a Corrida de Revezamento das Nascentes do Iguaçu, que acontece na Região Metropolitana de Curitiba em 20 de Setembro.


24

Edição quinzenal

e d s i g é R s a i sa Rua I a d Miran

r

Haue

HISTÓRIA DA MINHA RUA Foto: Google

Nasceu em Ipiranga (PR) no dia 6 de julho de 1875 e faleceu em Curitiba (PR) em 30 de novembro de 1940. Foi proprietário do Cartório de Títulos

Eleitorais de Curitiba; Fiscal Federal e Coletor Federal de São Manuel do Sul. Esportista entusiasta foi presidente do Britânica Esporte Clube.

VENDO: Terreno medindo 12m x 32m End.: R. das Amoras, 11 - Balneário Pontal do Sul - Cidade Pontal do Paraná. O terreno fica próximo ao embarque para a IIha do mel, há 8 quadras do mar e conta com toda infraestrutura urbana (luz, água, telefone e iluminação pública). Valor: R$ 65.000,00 (somente dinheiro).


Edição quinzenal

BAIRRO

Imagens do Bairro - HAUER Foto: Ricardo Dias

De acordo com a Rede de Proteção Animal da Secretaria Municipal do Meio Ambiente estima-se que Curitiba conta com uma população de 450 mil cães. O problema, é que deste total, 48% ou é abandonado ou semidomiciliado, ou seja, passam os dias soltos nas ruas. Esses animais frequentemente andam em matilha e procuram locais com abrigo e alimentos. Nesta ocasião os cachorros estavam reunidos no Terminal do Hauer atraídos por uma cadelinha que estava no cio.

Participe dessa coluna você também. Envie imagens de situações curiosas de seu bairro para pauta@jornaldocomerciohauer.com.br e nos conte sua história.

25


Edição quinzenal

POLÍTICA

27

Ruas serão revitalizadas no Boqueirão e região até o final do ano Vereador Geovane Fernandes em parceria com a prefeitura estabelece revitalizações na região do Boqueirão Por Camila Moreira | jornalista Foto: Divulgação

Vereador Geovane Fernandes e prefeito Gustavo Fruet em audiência para revitalização das ruas. Durante audiência entre o vereador Geovane Fernandes e o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet, foram estabelecidas as revitalizações das seguintes ruas: Humberto Higino Parolin (Xaxim) - 690m; Vereador Oswaldo Nascimento Bittencourt (Xaxim) 350m; Moacir Potier (Xaxim) - 250m; André Ferreira Camargo (Xaxim) - 180m; Frei Henrique de Coimbra (Hauer), entre as ruas Oliveira Viana (Hauer) e Professor José Nogueira dos Santos (Boqueirão) - 500m; Bley Zorning (Boqueirão), entre as ruas Paulo Setúbal (Boqueirão) e Júlio Zandoná (Alto Boqueirão) - 830m; Max Schubert (Alto Boqueirão), entre as ruas Francisco Derosso (Xaxim) e Júlio Zandoná (Alto Boqueirão) 600m; Bom Pastor (Alto Boqueirão),

entre as ruas Júlio Zandoná (Alto Boqueirão) e Jorge Brey (Alto Boqueirão) - 530m; Júlio Zandoná (Alto Boqueirão),entre as Ruas Max Schubert (Alto Boqueirão) e Bom Pastor (Alto Boqueirão) - 175m; Jorge Brey (alto Boqueirão), entre as ruas Bom Pastor (Alto Boqueirão) e Max Schubert (Alto Boqueirão) -175m; Presidente Pádua Fleury (Hauer),entre as ruas Anne Frank (Boqueirão) e Das Carmelitas (Boqueirão) - 500m; Salvador Ferrante (Boqueirão), entre as ruas Anne Frank (Boqueirão) e Carlos de Laet (Boqueirão). Os trechos acima citados receberão as revitalizações até o final do ano, este é o resultado do trabalho realizado pelo vereador Geovane Fernandes em parceria com a prefeitura de Curitiba.


Edição quinzenal

SAÚDE

Queijo Cottage caseiro Fonte: Tatiane S. Lins Souza

Dentre os queijos brancos, o cottage se destaca pela baixa quantidade de calorias e por ser super versátil: pode ser consumido com torradas, pães, pode ser utilizado como ingrediente para compor patês e pastas, além disso, pode ser adicionado de ervas finas ou cheiro verde e azeite de oliva ou consumir com mel.

Ingredientes • 1 litro de leite semidesnatado (se você quer uma versão 0 gordura pode usar o leite desnatado – porém a receita vai render uma quantidade menor de queijo cottage) • 3 a 6 colheres (sopa) de vinagre branco ou limão • Opcional: 1 pitada de sal

Modo de preparo 1. Em uma panela, coloque o leite para ferver; 2. Quando iniciar fervura desligue a panela; 3. Vá acrescentando o vinagre (ou limão) até começar a “talhar” o leite (o soro do leite começa a separar-se do leite coalhado) > a média é adicionar 4 colheres de sopa de vinagre ou suco de 1 limão (mas se for necessário acrescente mais até “talhar” o leite); 4. Deixe descansar por cerca de 10 minutos na panela (opcional: adicionar 1 pitada de sal e mexer); 5. Passe a mistura por uma peneira e pressione levemente; 6. Transfira para um recipiente de vidro, com tampa e armazene em geladeira.

29


30

Edição quinzenal

1

2

LEGENDA

3

4 1. 2. 3. 4. 5. 6.

5

6

As amigas inseparáveis, Maria Julia, Sophia, Alice Dias e Nicole se divertiram com as atrações internacionais do Circo Vostok. Parabéns em dose dupla. Thays e Zayon Hipólito de Almeida comemoraram nesta quinzena. Felicidades, saúde e sucesso. Felicitações a Belinha Dias que comemorou mais um ano de vida. Desejamos paz, amor e muitas realizações. Parabéns ao caipirinha Nicolas Semchenchem L. Souza, venceu como melhor caracterização na festa junina da Academia Evolution. Boa sorte a linda Maria Paula Piccoli irá participar do Concurso Miss Brasil Infantil no Canal da Música. O vereador Mario Ignácio entrega a Ricardo Dias, diretor do Jornal do Comércio Hauer, menção honrosa em reconhecimento pelo serviço prestado durante a comemoração ao Dia da Imprensa.


(símbolo) trabalhos acadêmicos

(1994 2009)

materiais em suas letras

Divisão de um texto

Edição quinzenal

(?) World, parque aquático (EUA)

A primeira luz da manhã

Casillas, Buffon ou Júlio César Bode Coletânea de definijovem ções de termos espeGênero musical popularesco cíficos, comum em que valoriza o consumo de bens Rádio materiais em suas letras (símbolo) trabalhos acadêmicos

Divisão de um texto Coreia do (?), país comunista asiático

A primeira luz da manhã

Antigo pedido de socorro (Morse)

Região de origem do retirante (abrev.)

Atriz carioca da telenovela "Viver a Vida"

Bebida alcoólica japonesa, feita de arroz

Local do combustível no avião (?) sexual infantil, crime hediondo Caixas rígidas antigas Prêmio salarial

Traço do anão Zangado (Lit.)

Antílope africano Navio de Colombo

Olga Benário, militante comunista alemã

BANCO

Marisa (?), atriz (?) Cavalera, baterista

Solução G A F O S U L N E ZU K I O R U S O N T G E M N AU R T H G A U Ç M S Ã O D O R

O gato de Magali Mapa, em inglês A raiz quadrada de dez mil (Mat.)

Unidade de medida de massa molecular

Sandro Dias, skatista paulista Rio (?) Francisco: O Velho Chico

Equipado; munido (?) de telemarketing, funcionário que trabalha em "call centers"

3/air — emu — gnu — map — sea. 4/alba — igor — mãos — orth. 13/daniel e suzuki.

28

Solução P A L A A D N T M Ã O M E D G I C D O

A M U L E T O C A B R I T O

R A G R A L S O S EL E S U A S A S A B A I R Q U I A U O B E LO O M I N M G O A D O P E R A

G A F O S U L N E ZU K I O R U S O N T G E M N AU R T H G A U Ç M S Ã O D O R

BANCO

28

C A B R I T O

Ar, em inglês Utilidade da figa

HORÓSCOPO QUINZENAL Local Atriz carioBebida aldo comca da telecoólica jabustível novela "Viponesa, feiÁries: Assuntos profissionais Libra:noTemas avião ligados ao lar e junto a ver a Vida" ta defarão arroz repensar suas condutas, em momento para(?)mais familiares marcarão momentos para sexual estratégia e finalização de pendências infantil, antes esclarecimentos. crime de tratar algum novo assunto. hediondo Momento especial Ar, em CaixasEscorpião: rígiLimpo de Traço para Touro: Assuntosinglês profissionais são prodas antigas (?): honesto do anão quem trabalha à distância ou lida com a ajustesUtilidade em papéis, documentos Zangado Prêmio Melhorpensos (?), viagens, especialmente por contatos (Lit.) da figa salarial e escritos. Atente-se com boatos ou inforprêmio diferentes ou esclarecimentos sobre técnico mações equivocadas. algum tema nessas condições. do Oscar A maior ave nativa Gêmeos: Assuntos materiais e financeiros Sagitário: Período importante para daserão marcados por ajustes e mais ponderaAntílope Olga Berevisões em assuntos financeiros e Austrália africano nário, milição antes de decidir sobre algum interesse. temas materiais, áreas propensas a tante comuNavio de Combate nista alemã contratempos Colombo neste período. entre duas pessoas Marisa Câncer: A comunicação estará mais dire(?), atriz Compositor ta, algo essencial para esclarecer assuntos de "Refa(?) CavaleCapricórnio: Momento para uma importantes com suas amizades, familia- ra, baterista zenda" atenção extra a detalhes e informares e na vida amorosa. O gato de ções no trabalho. Magali Mapa, em Leão: Aproveite mais suas inglês crenças, exerAquário: Será um momento para exerA raiz Unidade Sandro citando a espiritualidade ou com algum lacitar a diplomacia com algumas pessoas, quadrada de medida Dias, zer e atividade que funcione como terapia. principalmente de dez mil de massa skatista na sua comunicação. (Mat.) molecular paulista Rio (?) Virgem: Um pouco mais de diplomacia Peixes: Período para uma mudança Francisco: e o chamado “jeitinho” para dizer certas de postura junto às suas amizades e de O Velho coisas fará diferença para evitar equívocos Chico atenção para não se sacrificar demais Equipado; munido em suas relações. com assuntos de quem gosta. (?) de telemarketing, funcionário que trabalha em "call centers"

R A G R A L S O S EL E S U A S A S A B A I R Q U I A U O B E LO O M I N M G O A D O P E R A

Limpo de (?): honesto Melhor (?), prêmio técnico do Oscar A maior ave nativa da Austrália Combate entre duas pessoas Compositor de "Refazenda"

Região de origem do retirante (abrev.)

A M U L E T O

(?) World, parque aquático (EUA)

Antigo pedido de socorro (Morse)

P A L A A D N T M Ã O M E D G I C D O

Seriado com George Clooney, ambientado em uma sala de emergência de um hospital (1994 2009)

© Revistas COQUETEL

ENTRETENIMENTO

3/air — emu — gnu — map — sea. 4/alba — igor — mãos — orth. 13/daniel e suzuki.

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

www.coquetel.com.br

31

Coreia do (?), país comunista asiático


Jornal do Comércio Hauer - Edição nº 148  
Jornal do Comércio Hauer - Edição nº 148  
Advertisement