Page 1

EXEMPLAR

HAUER BOQUEIRÃO ALTO BOQUEIRÃO XAXIM UBERABA GUABIROTUBA

Foto: Ricardo Dias

GRÁTIS

2ª quinzena de abril de 2014

CIRCULAÇÃO

Ano 8 - Edição Nº 124

®

EDIÇÃO QUINZENAL

Foto: Divulgação

Época de viroses

No inverno, doenças como a conjuntivite causam transtornos tanto às crianças quanto aos pais Pág. 11

A “MORDIDA” DO IMPOSTO

Foto: Ivo Lima

Sindilojas

Nova diretoria do Sindicato dos Lojistas de Curitiba toma posse Pág. 08

Apesar do consumidor não observar com frequência, o cupom fiscal aponta a alta e abusiva taxa tributária aplicada nos produtos. Em média, é cobrado 25% de impostos, ou seja, ¼ do valor das compras sai do bolso dos contribuintes e vai para os cofres públicos.

Pág. 11

D’ Luxo

Quem ama presenteia com produtos

D’Luxo Boutique!

Parcelamos em até 6X sem juros nos cartões Visa, Mastercard, Hiper e Elo

Seu novo jeito de vestir

Telefone

E-mail

Endereço

41 3278-6567 dluxo.boutique@hotmail.com R. Marechal Floriano Peixoto, 5595


2

Edição quinzenal

EDITORIAL

Quer um café expresso ou um café espresso? Não há registro de espresso (com s) nos dicionários de Língua Portuguesa. Ao que tudo indica, o café expresso (com x) originou-se do café espresso (com s), que vem do italiano caffè espresso, e refere-se ao método de preparo da bebida utilizando água quente sob pressão para passar pelo café já moído. Parece então adequado utilizar “expresso” se você está no Brasil e “espresso” se você está na Itália. É mesma situação de “lasanha” ou “lasagna”? Escrever em italiano ou em português não vai mudar o prato. Estrangeirismos são comuns na Língua Portuguesa. A maioria das palavras tem origem latina, grega, árabe, espanhola, italiana, francesa ou inglesa. Essas palavras são introduzidas em nossa língua por diversos motivos, sejam eles fatores históricos, socioculturais e políticos, modismos ou avanços tecnológicos. As palavras estrangeiras geralmente passam por um processo de aportuguesamento fonológico e gráfico. Então, seja expresso ou espresso, fica o convite pra você, caro leitor. Venha nos visitar aqui na redação e tomar um café conosco!

08h – Missa no Santuário de Santa Rita de Cássia 08h – Missa no Santuário São Judas Tadeu (Rua Carlos de Laet, 2945 – Boqueirão) 9h – Saída em carreata com a imagem de Santa Rita de Cássia do Santuário São Judas Tadeu 9h45 – Recepção da imagem de Santa Rita no Santuário (chuva de pétalas de rosas serão lançadas do helicóptero) 10h – Missa solene e campal, presidida por Dom Rafael Biernaski 12h – Almoço festivo com churrasco 19h – Missa com novena e procissão luminosa

25 DE MAIO SHOW DE PRÊMIOS ENTRE AMIGOS (Início às 14 horas)

1º Prêmio: Logan 1.0 2º Prêmio: Yamaha Fazer 250cc 3º Prêmio: Yamaha Fazer 150cc 4º Prêmio: Yamaha Factor 125cc 5º Prêmio: Geladeira, Fogão e Microondas 6º Prêmio: TV 42’’ 19h – Missa Solene e Coroação de Nossa Senhora

8 ANOS

Um pouquinho de conhecimento não faz mal a ninguém, ainda mais quando se trata da nossa Língua Portuguesa. Muitas vezes não nos damos o trabalho de pesquisar pequenas dúvidas do cotidiano, hábito que seria bastante enriquecedor para aumentar nosso vocabulário. Hoje, com a internet e tantas ferramentas de pesquisa que ela nos proporciona, temos o conhecimento a um click de distância. O bom e velho dicionário, infelizmente, anda meio abandonado. Aqui na redação nós somos inquietos e corremos para pesquisar quando veio a dúvida: café expresso ou café espresso? O cafezinho faz parte da rotina de qualquer estabelecimento e não é de hoje. A única diferença é que, com o tempo, ele foi ganhando algumas versões: coado, solúvel, expresso (ou seria espresso)? O Aurélio aqui da redação diz o seguinte: expresso adj. 3. Que é enviado rapidamente, sem delongas. 4. Diz-se de qualquer meio de transporte coletivo que vai ao seu destino sem parar em todas as estações ou cidades. sm. 5. Veículo expresso.

18 DE MAIO GRANDIOSA FESTA DE SANTA RITA DE CÁSSIA

Av. Mal. Floriano Peixoto, 5261 - sala 2 Hauer - CEP 80010-130 - Curitiba/PR Fone: (41) 3039-2986 | pauta@jornaldocomerciohauer.com.br

EXPEDIENTE 2ª quinzena de abril

Diretor geral e redator chefe: Ricardo A. Dias (DRT-PR 5504)

Marketing: Kamilla Almeida

Departamento comercial: Adriana Gomes | Cel.: 9848-5416

Projeto gráfico e diagramação: Rodrigo A. Romani (DRT-PR 7756)

Departamento financeiro: Thays de Freitas Dias

Criação e arte final: Deivin Tietjen de Oliveira

Assessoria jurídica: Ricardo Vinhas Villanueva

Distribuição: Peterson de Freitas

Reportagem: Cláudia Prati (DRT-PR 4996)

As matérias assinadas não expressam, necessariamente, a opinião deste jornal.

Massas para: lasanha, caneloni, rondelli, pastel, empadão, nhoque, macarrão, pirogue e panqueca

Rua Anne Frank, 1659 - Hauer Fone: (41) 3076-5079 massasictus@uol.com.br

Já conhece a nossa fanpage?

Acesse e conheça nosso conteúdo virtual: facebook.com/jornaldocomerciohauer


Edição quinzenal

3


4

Edição quinzenal

GERAL

Está chegando a hora Renovar a defesa de uma nova agenda para o Brasil que mantenha as conquistas dos últimos 20 anos e traga soluções novas para as demandas da população é a diretriz principal do PSB – Partido Socialista Brasileiro, para as eleições deste ano. O Brasil depara-se com o sentimento de que o ciclo de modernização econômica e social precisa se renovar. Percebe-se um desejo forte por um salto de qualidade na vida nacional. Há um sentimento generalizado de que o País, depois de um período de avanços sociais e econômicos, parou de melhorar. Queremos voltar a crescer, preservando as conquistas até aqui asseguradas, mas que não bastam. É prioritário superar a velha política do clientelismo, do abuso do poder econômico e das superadas disputas personalistas que obstruem o diálogo e o reconhecimento dos pontos de vista dos adversários. Há um clamor coletivo por novas respostas. São as demandas de quem não se contenta meramente em sair da linha da pobreza. O desafio para o ciclo que se abre é o de interpretar e solucionar estas demandas. Chegou o momento de o Estado reaproximar-se da população, não apenas pela melhor compreensão de suas necessidades, mas também pelo alinhamento às mudanças que pautam a sociedade. É necessário fundar um novo pacto social e político, baseado na nova realidade do Brasil. No entanto, agora

o País reivindica mais do que uma nova agenda. O País movimenta-se, orientado por claros compromissos progressistas e inovadores da prática política, movimento capaz de animar o nosso povo para o desafio da construção de um novo tempo, que vai além do equilíbrio econômico e de uma divisão de renda mais justa. O Brasil precisa e quer a união dos brasileiros. O mais amplo debate é imprescindível porque a construção dessa nova agenda não é tarefa apenas de um grupo de pessoas ou de um conjunto de partidos políticos. Deve ser – e será – resultado da reflexão e da decisão dos brasileiros. Foto: Cesar Brustolin / SMCS

FATOS MARCANTES NA HISTÓRIA

18 ABRIL

Dia de Monteiro Lobato Dia Nacional do Livro Infantil

José Bento Monteiro Lobato nasceu em Taubaté, no Vale do Paraíba, em 18 de abril de 1882. Em 2002 foi criada uma Lei (N°10.402/02) que registrou o seu nascimento como data oficial da Literatura Infanto-Juvenil Brasileira por ser um dos mais relevantes autores da literatura infanto-juvenil e leitura obrigatória na educação básica brasileira. Monteiro Lobato jamais escondeu sua paixão pela pintura e seu sonho de cursar uma escola de Belas Artes, mas por imposição do avô, seu tutor após a morte dos pais, acabou entrando para a Faculdade de Direito. Depois de um tempo desistiu das artes plásticas e se fez escritor.

Considerado um dos mais influentes escritores do século XX, teve suas obras eternizadas na literatura brasileira após sua morte, em julho de 1948. Entre as mais populares estão: “A Menina do Nariz Arrebitado”, “O Saci”, “Fábulas do Marquês de Rabicó”, “Aventuras do Príncipe”, “Noivado de Narizinho”, “O Pó de Pirlimpimpim”, “Reinações de Narizinho”, “As caçadas de Pedrinho”, “Emília no País da Gramática”, “Memórias de Emília”, “O Poço do Visconde” e “O Pica-Pau Amarelo”. A obra de Monteiro Lobato ficou definitivamente enraizada na cultura brasileira e no imaginário coletivo após a obra televisiva “Sítio do Pica-Pau Amarelo”, nos anos 80.

Boneca de pano é gente. Na imagem, a Emília da primeira geração do “Sítio do Pica-Pau Amarelo”. A série de televisão foi exibida de 1977 a 1986 na Rede Globo. A obra recebeu nova versão entre 2001 e 2007

26

ABRIL Luciano Ducci é ex-prefeito de Curitiba e pré-candidato a Deputado Federal pelo PSB

BUFFALO BAND ClássiCos anos 50 & 60 RoCK anD Roll RoCKaBillY BlUEs CoUnTRY WEsTERn

9672.6130 & 3434.5130 osieckibuffalo@gmail.com

Dia da 1ª Missa no Brasil

A primeira missa no Brasil foi celebrada por Dom Frei Henrique de Coimbra no dia 26 de abril de 1500, um domingo, na praia da Coroa Vermelha, em Santa Cruz Cabrália, no litoral sul da Bahia. Foi um marco para o início da História do Brasil e descrita por Pero Vaz de Caminha na carta que enviou ao rei de Portugal, D. Manuel I (1469-1521), dando conta da chegada ao Brasil, então Ilha de Vera Cruz, pela armada de Pedro Álvares Cabral que se dirigia a Índia. O momento encontra-se retratado em um quadro “A Primeira Missa no Brasil”, uma das principais obras de Victor Meireles, pintado em 1860. O

28

ABRIL

Quadro “A Primeira Missa no Brasil”, de Victor Meireles

dia é ainda marcado como feriado, em Portugal, no município de Belmonte, terra natal de Cabral.

Dia da Sogra

Sogra é como é chamada a mãe do cônjuge. Na cultura popular moderna, a sogra é vista como um fardo a ser carregado e, muitas vezes, a palavra acaba por adquirir sentido pejorativo. Ela é geralmente representada como uma figura que não se dá tão bem com o genro ou nora, sendo inclusive tema de muitas piadas relacionadas a cobras. Mas este relacionamento nem sempre é ruim, existem muitas sogras que se dão muito bem com os parceiros dos seus filhos. Na maioria dos casos, eles acabam se tornando muito amigos.


Edição quinzenal

EU ANUNCIO! Aqui, você encontra a opinião do empresariado local sobre as vantagens de anunciar no Jornal do Comércio Hauer. “Quando inserimos nossa propaganda no Jornal do Comércio Hauer não imaginávamos que o resultado fosse tão rápido. O retorno foi positivo e bem maior que o esperado. Acredito que a qualidade do material, todo colorido e linha editorial bem definida, seja o grande diferencial do jornal. Com tantos atributos, o leitor tende a prestar mais atenção no conteúdo e automaticamente passa a conhecer e consumir nas empresas da região. Eu anuncio e recomendo.”

OPINIÃO

OBSERVATÓRIO DA MANCHETE Espaço dedicado exclusivamente a notícias positivistas. Reflexões e alfinetadas sobre manchetes que foram destaque na imprensa.

:: Por Ricardo Dias ricardodias@jornaldocomerciohauer.com.br

:: Com o prestígio em queda Dilma aumenta em 10% o Bolsa Família (Rádio Jovem Pan) “Mais assistencialismo! Para tentar compensar a falta de prestígio e a queda na pesquisa eleitoral a presidente Dilma anunciou para os 4 mil alto-falantes que a Bolsa Família, que já é um sucesso, ficou ainda melhor, pois teve um reajuste de 10%. Ao invés disso, nós brasileiros queremos educação, saúde, emprego e segurança, com qualidade é claro. O povo quer caminhar com as próprias pernas e ter orgulho de dizer: eu sou brasileiro. O Estado tem o dever de cuidar do cidadão, não dando o pequeno peixe e sim ensinando a pescar.”

:: Copa ajudará Brasil a atingir a marca de uma televisão por habitante ainda neste ano (Agência Estado) “Uma marca histórica será batida nesta Copa do Mundo. O mercado de vendas de televisão no Brasil atingirá, neste ano, a média de um aparelho por habitante. Hoje, cerca de 97% da população tem pelo menos uma TV, média acima da mundial que chega a 72%, isso de acordo com a 25ª Pesquisa Anual Sobre o Uso de Tecnologia da Informação (TI), divulgada pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). É até engraçado de imaginar que na Copa 70 era comum a cena de vários torcedores, muitas vezes espremidos, na casa do vizinho que tinha o aparelho, assistindo o show da charmosa e campeã seleção brasileira. E mais, as telinhas eram em preto e branco.”

:: Último dia para entrega do imposto de renda (Portal do Governo Federal) “O prazo de entrega da Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física 2014 encerrou-se na quarta-feira (30), às 23h59. A Receita Federal estima que 7 milhões de formulários tenham sido enviados. A assessoria de imprensa do órgão, afirmou que o prazo de entrega não será prorrogado. Para aqueles que não entregaram a DIRPF sofrerão penalidades. E o ataque do leão é na parte mais frágil do homem, no bolso. O valor mínimo da multa é de R$ 165,74 e o máximo é de 20% do imposto devido.” Sérgio Wincher, proprietário da

empresa Fachadas e Revestimentos

:: Campanha de vacinação contra gripe alcança metade da meta em Curitiba em abril (Jornal Bem Paraná) “Já foram vacinadas mais de 176 mil pessoas em Curitiba. Receberam a imunização, vulneráveis e que são contabilizados – crianças de seis meses e menores de 5 anos (até 4 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, idosos e mulheres até 45 dias após o parto (em puerpério) e presos, ao total receberam 163.840 doses, o equivalente a 52,85% da meta, que em Curitiba é vacinar 310 mil pessoas pertencentes aos grupos. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, estudos apontam que a vacinação contribui para a redução de 32% a 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade por complicações da influenza.

Já conhece a nossa fanpage?

Acesse e conheça nosso conteúdo virtual: facebook.com/jornaldocomerciohauer

5

Categorias de trabalhadores do transporte coletivo e taxistas alegam que também fazem parte do grupo mais suscetível a pegar gripe, pois trabalham em ambiente fechado e com contato direto com pessoas. E alegam se até presidiários recebem porque os trabalhadores não podem receber?”


6

Edição quinzenal


Edição quinzenal

ECONOMIA

7

Em ano de eleições gerais, a sociedade deveria exigir dos candidatos uma posição clara sobre a urgência de uma Reforma Tributária. É prioridade nacional intransferível. Nos últimos 25 anos, desde a Constituição de 88, segundo o IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário) foram criadas 155.954 normas federais na área tributária. Recorde de 19 por dia. Deveria ser consenso brasileiro saber que, desde o gasto familiar ao orçamento das empresas, é insuportável o assalto tributário a que estão submetidos. Em 1979, a Câmara dos Deputados instalou a CPI de Empobrecimento dos Estados e Municípios. No último governo do ciclo autoritário, general João Figueiredo, a concentração tributária nos cofres da União, esmagava Estados e Municípios gerando situação de humilhante dependência ao poder central. O MDB ficou com a relatoria daquela CPI. O deputado Ulysses Guimarães indicou-me para ser o relator. Ao longo de meses, com depoimentos de ministros, governadores, prefeitos e respeitáveis tributaristas, o relatório final, aprovado unanimemente, sugeria estruturais mudanças. O senador Paulo Brossard, líder do partido no Senado, editou como livro o relatório final, dando o título: “ICM, uma política antinacional”. Na Constituinte, muitas propostas nascidas naquela CPI, foram transformadas em Lei. Um quarto de século depois, as distorções do sistema tributário brasileiro, em diferentes governos, deformaram aquelas conquistas. Hoje a arrecadação voltou a ser concentrada no governo central. A divisão é desigual: a União, do total de impostos, fica com 67%; os Estados e Municípios ficam com 33%. O enfraquecimento da Federação (Estados e Municípios) é flagrante, levando a crônica dependência ao governo federal. Ficam os Estados e Municípios de pires na mão aos humo-

Foto: angelorigon.com.br

A inadiável reforma tributária

Hélio Duque é doutor em Ciências, área econômica, pela Universidade Estadual Paulista (Unesp). Foi Deputado Federal (1978-1991). É autor de vários livros sobre a economia brasileira res e boa vontade do governante da União. O relativo equilíbrio no recolhimento de impostos, nos três níveis de governo, promovido pela Constituição de 1988, foi anulado com aceitação e passividade bovina dos governadores e prefeitos. Os grandes perdedores, mesmo tendo poder de pressão sobre o Congresso Nacional, em função dos mandatos parlamentares se originarem nos Estados e Municípios, não se empenham na defesa da Reforma Tributária (com letras maiúsculas). Convivem com o sistema tributário injusto, mas temem uma reforma que levem em um primeiro momento, a redução da arrecadação. E nisso tem a implícita solidariedade do governo da União. Ninguém quer perder dinheiro, mesmo gastando muito e mal. Reformar significa a redução dos gastos governamentais, reduzindo o supérfluo e a corrupção triunfante. Sem essa mudança estrutural, não há saída para uma realidade que arrecada tributos de primeiro mundo e oferece serviços de padrão etío-

pe. O contribuinte é escorchado por uma carga tributária mastrodômica e recebe a contrapartida dos serviços públicos de baixíssima qualidade. Daí o crescimento dos serviços privados. Seja na educação dos filhos em escolas particulares, nos planos de saúde privados, na contratação das empresas de segurança pública, ante a crescente violência urbana. A lista de carências não atendidas na área pública é extensíssima. Hoje esse desequilíbrio é real. A tributação sobre consumo é de 49%, demonstrando que o pobre paga o mesmo valor das pessoas que tem renda elevada e se situam no patamar de riqueza. Sendo regressiva é cruel e injusta. Exemplo: recentemente, numa compra em supermercado no valor total de R$ 1.585,96. A mercadoria levada recebeu 36,7% de tributos, exatamente R$ 581,98. A multiplicação de tributos de natureza arrecadatória é brutal. São 6 sobre bens e serviços: IPI, Cofins, PIS, Cide, ISS e ICMs. Sobre lucro mais 2: Imposto de Renda Pessoa Jurídica e Contribuição Social sobre Lucro Líquido. O apetite arrecadador é pantagruélico. O tributarista Antoninho Marco Trevisan, dos maiores especialistas na área, há alguns anos, formulou proposta que é de uma atualidade impressionante. Apontou 4 pontos: 1 – Substituir as 27 legislações estaduais do ICMs por uma única; 2 – Neutralizar a guerra fiscal, cobrando o imposto no Estado destinatário da mercadoria e não mais na origem; 3 – Juntar Cofins, PIS, Salário educação e Cide em uma único tributo. Seria o IVA (Imposto do Valor Adicionado; e 4 – Incorporar a CSLL (Contribuição Social sobre Lucro Líquido) ao Imposto de Renda das pessoas jurídicas. Seria avanço positivo, a adoção dessas medidas simplificadoras e antiburocráticas. Representaria o ponta pé inicial para a reestruturação do perverso e injusto sistema tributário nacional.

Dr. Sergio Viapiana Médico veterinário CRMV/PR 2825

Consultas

Endoscopia

Rinoscopia

Cirurgias

Exames laboratoriais

Conoscopia

Vacinas

Ecocardiograma

Ultrassonografia

Internamentos

(conveniado PET imagem)

Raio X

Pet shop

Fone

Celular

41

41

3275-8558

9974-5489

E-mail

viapiana@hotmail.com

Rua Waldemar L. de Campos, 4388 Xaxim - CEP 81.830-000 - Curitiba PR


8

Edição quinzenal

GERAL

Rua J oão Z Xaxim eferin da Co o sta

Diretoria do Sindilojas Curitiba toma posse

HISTÓRIA DA MINHA RUA

Presidente do Fecomércio encara mais um desafio na luta em prol da classe empresarial Foto: Ivo Lima

João Zeferino da Costa nasceu no Rio de Janeiro (RJ) a 25 de agosto de 1840 no Rio de Janeiro (RJ) e faleceu no dia 24 de agosto de 1916. Em 1857, ingressou na Academia Imperial de Belas Artes (AIBA), onde se destacou como aluno de Victor Meirelles. Participou das exposições da AIBA, nos quais obteve as seguintes premiações: medalha de prata em 1859, medalha de ouro em 1860, grande medalha de prata em 1866 e prêmio de viagem à Europa em 1868. Em Roma estudou na Accademia di San Luca. Lá, torna-se aluno de Cesare Mariani (1826-1901), autor de pintura histórica e decorador de igrejas. De volta ao Brasil, em 1877, substituiu temporariamente Victor Meirelles na cadeira de Pintura Histórica na AIBA; lecionou ainda nas cadeiras de

O presidente em exercício do Sistema Fecomércio-Sesc-Senac/ PR, Ari Faria Bittencourt, tomou posse no dia 16 de abril como presidente do Sindicato dos Lojistas do Comércio e do Comércio Varejista de Maquinismos, Ferragens, Tintas, Material Elétrico e Aparelhos Eletrodomésticos de Curitiba e Região Metropolitana (Sindilojas Curitiba), durante cerimônia realizada no Restaurante do Senac Curitiba. Membro desde 1972 e à frente da entidade há 16 anos, o presidente empossado disse que o novo mandato traz consigo também novos compromissos e desafios. “Graças à confiança desta diretoria e de todos os nossos associados, pelos próximos quatro anos estaremos juntos e pre-

sentes na realidade diária sindical”, agradeceu. O novo presidente do Sindilojas comentou sobre grandes feitos em prol da classe empresarial, entre elas a realização em 2013 do 29º Encontro Nacional de Sindicatos Patronais em parceria com o Sindicato dos Representantes Comerciais Autônomos e Empresas de Representação Comercial do Estado do Paraná (Sirecom). Ele lembrou também que no mês de Maio tem a Convenção Coletiva da categoria. “É um momento de oportunidades na busca de melhores condições de trabalho e luta para reduzir a carga tributária e facilitar o trabalho das empresas do comércio de bens da sua área de atuação”.

Imagem: Divulgação

Membros da nova diretoria do Sindilojas no evento de posse realizado no Restaurante do Senac, em Curitiba

Desenho, de Pintura de Paisagem e de Desenho de Modelo Vivo, já na então chamada Escola Nacional de Belas Artes (ENBA). Em 1878, é escolhido pelo imperador Dom Pedro II (1825-1891) para elaborar as pinturas da Igreja da Candelária, sua principal obra. Na cúpula, pinta o tema da Virgem rodeada pelas virtudes da Fé, Esperança, Caridade, Prudência, Justiça, Fortaleza e Temperança e, na capela-mor, diferentes cenas da vida da Virgem. Na mesma época, viaja novamente a Roma para realizar estudos para os painéis que compõem a nave central da Candelária. Em 1917, dois anos após sua morte, é publicado Mecanismos e Proporções da Figura Humana, livro de sua autoria com diversos de seus desenhos.

João Zeferino da Costa foi escolhido pelo Imperador Dom Pedro II em 1878 para elaborar as pinturas da Igreja de Nossa Senhora da Candelária


FACULDADE FIDELIS.

S O V S O NO S UR C

QUALIDADE SUPERIOR AQUI NO SEU BAIRRO.

A GRADUAÇÃO QUE VOCÊ QUER.

80%

DOS PROFESSORES SÃO PHDS, DOUTORES E MESTRES

2

*Lançamento – aguardando publicação do Ato Autorizatório, pelo M.E.C.

mc

C

ELO AADD A PE AALE AIPD ROV QTEU STAD

MEC

ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS*

MBA - GESTÃO DE NEGÓCIOS (420 h)

PEDAGOGIA*

GESTÃO DE RH

TEOLOGIA

TEOLOGIA PRÁTICA (ESPECIALIZAÇÃO - 360 h)

INTEGRALIZAÇÃO DE CRÉDITOS

METODOLOGIA PARA ENSINO PRESENCIAL E À DISTÂNCIA (ESPECIALIZAÇÃO - 390 h)

(ESPECIALIZAÇÃO - 390 h)

14 0 2 R A L U VESTIB

CURSOS LIVRES • FINANÇAS PESSOAIS • LEIA O LIVRO, LIVRO POR LIVRO • COMO CRIAR SEUS FILHOS • Conheça em nosso site diversos outros cursos disponíveis.

Agende sua prova pelo site fidelis.edu.br ou ligue 3376-4566

fidelis.edu.br

A PÓS-GRADUAÇÃO QUE VOCÊ PRECISA.

(41)

3376-4566

Rua Dr. Danilo Gomes, 834 Boqueirão


10

Edição quinzenal

OPINIÃO

A banalidade do mal Por José Pio Martins

Fiquei chocado com a cena de presos jogando bola com a cabeça de um detento morto por decapitação dentro da penitenciária. Imaginei até que ponto é possível o homem continuar sendo um ser humano, com capacidade de raciocícinio e, ao mesmo tempo, perder completamente sua humanidade e qualquer rasgo de sensibilidade. Tentei uma explicação fazendo analogia com o nazista Adolf Eichman. Eichman esteve no comando do transporte de judeus para os campos de concentração na Polônia. Ele não participou da decisão política de extermínio, mas esteve profundamente envolvido na organização do sistema ferroviário que tornou possível a matança de seres humanos apenas porque eram judeus. Eichman era eficiente, disciplinado, e montou um organizado sistema de trens que partiam e chegavam no horário. Um belo trabalho. Mas o resultado de seu trabalho foi a morte de milhões de pessoas – incluindo crianças, mulheres e velhos –, que seguiam nos trens eficientes, muitas vezes sem água, sem comida e sob frio extremo. No destino, eram queimados em massa nas câmaras de gás e os mais fortes em postos em tortura

e trabalhos forçados. Tendo fugido para a Argentina ao fim da guerra, Eichman foi capturado em 1960 pelo Mossad, o serviço secreto israelense, e foi levado a julgamento em Jerusalém. Adolf Eichman apresentou-se diante do juiz como uma pessoa normal, um homem a quem ensinaram a ser patriota, a cumprir as leis e a obedecer às ordens. Se o estado totalitário alemão, sob Adolf Hitler, criou leis tão cruéis, não caberia a ele discutir, mas apenas cumprir sua obra de engenharia com competência. Eichman nunca matou ninguém, nunca visitou um campo de concentração. Ele apenas construiu trens e um notável sistema de transporte. Hanna Arendt, a grande filósofa judia que conseguiu fugir às garras de Hitler, foi a Jerusalém para ver como era um monstro de perto. No julgamento de Eichman, ela ficou estupefata ao notar que ali estava um homem normal, cujo trabalho ajudou a viabilizar a monstruosidade assassina de um estado totalitário. Foi aí que Hanna Arendt cunhou a expressão “a banalidade do mal”. Onde a analogia? Por estar impregnada de tanta violência, crime, medo e tragédias, a sociedade brasileira vem produzindo, em

cada um de nós, certa redução da sensibilidade e uma quase indiferença diante de vidas assassinadas. Se o crime e a violência ficaram tão banais e tão rotineiros no país, por que a indignação diante da cena de presos jogando futebol com a cabeça de alguém que no dia anterior havia almoçado com eles? A violência social brasileira está gerando – se não em todos, mas em muitos de nós – a mesma banalidade do mal que o estado totalitário de Hitler gerou em Adolf Eichman. A princípio, ele era apenas um homem bom e burocrata competente, que não perdia o sono porque seu eficiente sistema ferroviário transportava mulheres, crianças e velhos para serem mortos nos campos de concentração da Polônia. Talvez o conformismo venha da constatação de que individualmente podemos fazer muito pouco, a não ser votar, gritar e sair às ruas em protesto. Este artigo estava pronto quando a imprensa noticiou que um rapaz de Brasília, faltando um dia para completar 18 anos, matou a namorada de 14 anos, filmou tudo e mandou o vídeo aos amigos. Ele não irá para a cadeia, é inimputável. Essa mons-

truosidade tornou-se normal, não alterou nada e, no máximo, tomou alguns minutos da imprensa. Essa é a sociedade que vamos deixar aos nossos filhos.

José Pio Martins, economista, é reitor da Universidade Positivo

QUE TAL DIVULGAR SUA EMPRESA PARA MAIS DE 30 MIL LEITORES? Economia com distribuição e fixação da marca

Estimula o consumidor e a decisão de compra

Maior volume de informações

Alcança grande número de clientes

Fácil manuseio e transporte dos exemplares

Permite a inclusão de encartes

HAUER

BOQUEIRÃO

ALTO BOQUEIRÃO

XAXIM

GUABIROTUBA

jornaldocomerciohauer

UBERABA

3039-2986


Edição quinzenal

CAPA

11

A hora da verdade Agora o consumidor vai saber quanto está pagando em imposto e qual o preço real do produto adquirido A Lei Nº 12.71, de 8 de Dezembro de 2012, que altera o Código de Defesa do Consumidor, obriga fornecedores de bens e serviços a informar na nota fiscal o valor médio dos impostos pagos em cada item da compra. Os estabelecimentos terão até junho de 2014 para se adequar. A mudança já pode ser vista nas notas de compra de alguns estabelecimentos de Curitiba, que já estão discriminando os impostos federais, estaduais e municipais. É claro que, devido à complexidade da realidade tributária do país, o valor exigido não é exato, mas sim, aproximado, o que mesmo assim já representa um grande avanço para o consumidor, que passará a saber quanto os entes federativos arrecadam por produto. De acordo com a cartilha “A Sombra do Imposto”, produzida pela Federação das Indústrias do Paraná (FIEP), entregamos em média 40% do que ganhamos. “A Sombra do Imposto está presente em cada produto que compramos e em cada conta que pagamos”, explica a cartilha pedagógica.

Confira abaixo o tamanho da “mordida” dos tributos em alguns produtos básicos segundo dados da Fiep

53%

Gasolina

32%

40%

Papel Higiênico

26%

Agora é o momento em que essa “sombra” começa a ganhar luz, o que ainda não é sinônimo de transparência, mas já nos serve de alerta para que saibamos que todo esse valor que incide sobre as nossas mercadorias deveria ser revertido em saúde, educação e segurança. Dentre os tributos a serem discriminados estão: ICMS (sobre Operações relativas a Circulação de Mercadorias e sobre Prestação de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação); ISS (sobre Serviços de Qualquer Natureza); IPI (sobre Produtos Industrializados); IOF (sobre Operações de Crédito, Câmbio e Seguro ou Relativas a Títulos ou Valores Mobiliários), além de contribuições como PIS/PASEP, COFINS e CIDE.

Açúcar

18%

Óleo de cozinha

17%

Segundo o texto da lei, é direito básico do consumidor a informação adequada e clara sobre os diferentes produtos e serviços, com especificação correta de quantidade, características, composição, qualidade, TRIBUTOS INCIDENTES e preço, bem como sobre os riscos que apresentem. A FIEP apresenta uma lista de produtos com o percentual de quanto se paga em impostos em seu site: www.fiepr.org.br/sombradoimposto. No topo da lista estão os produtos importados.

Macarrão

Feijão


12

Edição quinzenal


Edição quinzenal

SAÚDE

13

Aberta a temporada de viroses Foto: Divulgação

Colchão Conjunto Box Além dos cuidados com a higiene, a vacina contra a gripe é uma das alternativas na tentativa de reduzir a incidência das doenças mais comuns do inverno

Conjuntivite é uma doença que traz transtornos tanto aos filhos quanto aos pais

Canto Alemão

TUDO

12 X

em

sem juros no cartão

Sofá em Couro

Av. Marechal Floriano Peixoto, 6.391 - Hauer

Fone: 3078-1696

Com a proximidade do inverno, aparecem também as famosas viroses que tanto preocupam os pais que têm suas crianças e bebês em creches e escolinhas. As doenças mais comuns nessa época são aquelas relacionadas às gripes e resfriados, como faringites, amigdalites, bronquites, pneumonias e otites. Porém, há uma doença que é bastante comum nessa época e que é sinônimo de transtorno, tanto para as crianças quanto para os pais das crianças: a conjuntivite, que pode ser causada por reações alérgicas ou por vírus e bactérias. Neste último caso, ela se torna altamente contagiosa. A inflamação da conjuntiva, membrana transparente e fina que reveste a parte da frente do globo ocular e interior das pálpebras, pode perdurar por até 15 dias, o que significa um grande transtorno para a família, já que o aluno é obrigado a ficar afastado da escola neste período por causa do seu alto risco contágio, o que nem sempre é possível dependendo da rotina da família. Pais que trabalham fora nem sempre conseguem o afastamento do trabalho durante o período necessário para poder se dedicar aos pequenos até que se recupe-

rem. O resultado é que muitos acabam deixando suas crianças nas creches mesmo assim e é aí que a doença se espalha rapidamente prejudicando a todos, já que as crianças, principalmente os bebês, têm o hábito de colocar as mãos na boca e nos olhos e ainda não têm noções de higiene. Muitos aluninhos acabam pegando a doença várias vezes ao longo do ano letivo. É importante ficar atento aos sintomas para poder combater a doença já no começo: olhos vermelhos e lacrimejantes, pálpebras inchadas, sensação de areia nos olhos, secreção amarelada e coceira. O tratamento exige acompanhamento médico e uso de colírio antibiótico. Cuidados especiais com a higiene ajudam a controlar o contágio e a evolução da doença. Vacinação Na Campanha de Vacinação contra Gripe deste ano, que começou no dia 22 de abril no Paraná, o grupo das crianças foi ampliado e abrange também as que têm entre 2 e 5 anos incompletos. Antes, apenas as crianças de seis meses até menores de 2 anos recebiam a vacina. Outros grupos contemplados nesta campanha são: gestantes, mulheres em pós-parto até 45 dias (puérperas), indígenas, idosos, doentes crônicos, trabalhadores da área da saúde e população privada de liberdade. A expectativa é que 2,9 milhões de paranaenses sejam vacinados durante a campanha.


14

Edição quinzenal

TEATRO

Há alguns anos, o dramaturgo Ronaldo Ciambroni e o produtor teatral Luiggi Francesco resolveram desmistificar o universo clássico dos contos de fadas. Depois de redigir duas adaptações de muito sucesso (Os Três Porquinhos – O Musical e A Chapeuzinho Vermelho e o Lobo), a dupla agora brinda o público dirigindo uma saborosa miscelânea de personagens e enredos que se propõem não apenas a entreter, mas a divertir e educar. A coreografia fica a cargo do experiente Roberto Azevedo, um dos ícones brasileiros da dança. Resistentes a mudanças há séculos, os contos-de-fadas distraem, divertem e educam crianças de todas as idades, alimentando a fértil imaginação infantil com seres misteriosos e mágicos, personagens de nobre linhagem, monstros terríveis e situações que, por mais estranhas e apavorantes que sejam, sempre acabam com um final feliz. O mundo real, no entanto, não permite que contemos sempre com o célebre “... e viveram felizes para sempre”. Muitas situações vividas pelas pessoas modernas não permitem mais que a felicidade seja definida pela idéia de um casamento perfeito com um príncipe encantado.

Foto: Divulgação

Conto de fadas pós-moderno “As Princesas do Castelo Encantado” ficará em cartaz no Teatro Fernanda Montenegro, contando com um renomado elenco, numa montagem produzida pela empresa Tchesco Produções, responsável por diversos sucessos do teatro nacional.

SERVIÇO Ficha técnica: Texto: Ronaldo Ciambroni Direção: Sebastião Apollônio Coreografias: Roberto Azevedo Diretora de Produção: Carmen Sanches Assistente de produção: Nicole Baldasso Assessoria de imprensa: José Dantas

Foi pensando nisso que o célebre dramaturgo Ronaldo Ciambroni criou “As Princesas do Castelo Encantado”, um conto-de-fadas pós-moderno, cujo texto super bem humorado remete tanto crianças quanto adultos a uma reflexão mais profunda sobre os relacionamentos inter-pessoais e sobre a importância da criatividade e da fantasia em nossas vidas e na formação do caráter e da personalidade infantil. Uma velha fada, cansada de fazer trapalhadas pelos reinos encantados afora, resolve estabelecer-se num castelo medieval. Como o custo

e vida anda alto demais, ela transforma o castelo numa hospedaria e começa a abrigar velhas conhecidas, como a Rapunzel, a Cinderela, a Bela Adormecida e a Branca de Neve. Cada uma delas vive uma realidade diversa daquela narrada nos contos clássicos. Com a chegada do novo mordomo, as princesas descobrem que o príncipe encantado sofreu uma maldição da fada proprietária da pensão e se unem, criando situações hilárias, para livrar o pobre rapaz do peso de ser metade sapo e metade gente.

Elenco: Carol Hubner, Kamilla Bielawski, Fernanda Berti, Bruna Zanotto, Maíra Natássia, Alex Carvalho e Marcelo Daleva Local: Teatro Fernanda Montenegro Shopping Novo Batel - Alameda Dom Pedro II, 255 – Batel Única apresentação! Dia 18 de Maio - Domingo às 16h Ingressos: Inteira: R$ 40,00 e meia R$ 20,00 Contato: 41 3224-4985

Será que todo homem tem um preço? “Um Certo Machão”, produção de sucesso do mesmo produtor que levou cerca de 2 milhões de pessoas para se divertir com a comédia “As Filhas da Mãe” Mais uma produção de sucesso! “Um Certo Machão”, com participação especial de Maria Melilo, comédia de Wilson Coca, direção de Sebastião Apollônio, completando o grande elenco atores experientes como Luiggi Francesco e Carmen Sanches. Todo homem tem seu preço. A máxima, antiga e anônima, é mostrada, neste espetáculo, com todo seu vigor. Wilson Coca, experiente dramaturgo paulistano, nos brinda com uma comédia em que o dinheiro, com todas as portas que abre, pode ser um inimigo mortal para aquele que tem – ou pensa ter – convicções enraizadas. O texto teatral nos remete à história de um executivo (Luiggi Francesco) bem sucedido, bon vivant, que mora sozinho e mantém um relacionamento amoroso com sua empregada doméstica (Carmen Sanches), mulher de atributos físicos exuberantes. Nosso herói, no entanto, está

longe de ser um rapaz fino e educado. É, literalmente, um machão à moda antiga. Grosseiro, autoritário, para quem a mulher possui qualidades apenas na cama e no fogão. Num certo momento, ele recebe um telegrama dizendo que herdará uma fortuna tendo que se submeter, no entanto, à excentricidade de seu benfeitor. uma cláusula do testamento diz que ele só receberá a herança se comprovar ser homossexual. A partir de então, ele se submete ao crivo de uma advogada (Maria Melilo) e precisa, com seu escassos recursos intelectuais, comprovar à profissional a sua suposta homossexualidade, criando situações embaraçosas e altamente hilárias. “Um Certo Machão” é uma comédia que está nos palcos brasileiros há alguns anos, fazendo grande sucesso entre o público e a crítica. Dirigido pelo magistral Sebastião Apollônio, considerado um dos me-

lhores diretores de comédias do País, leva não só o riso ao público, mas provoca também algumas reflexões: será que todo homem, no fundo, realmente tem um preço?

SERVIÇO Ficha técnica: Texto: Wilson Coca Direção: Sebastião Apollonio Diretora de Produção: Carmen Sanches Assistente de Produção: Nicole Baldasso Técnico de som e luz: Daniel Gagliano Assessoria de Imprensa: José Dantas Elenco: Luiggi Francesco, Carmen Sanches e participação especial de Maria Melilo Local: Teatro Fernanda Montenegro Shopping Novo Batel - Alameda Dom Pedro II, 255 – Batel Datas e horários: Dias 16, 17 e 18 de Maio Sexta e sábado às 21h e domingo às 19h Ingressos: Inteira: R$ 50,00 e meia R$ 25,00 Contato: 41 3224-4985


15

Edição quinzenal

Aberto à comunidade para todas as idades.

Espanhol Preparatório para certificação internacional

Futsal Ginástica Rítmica Handebol Judô

Conversação Aulas Residencial e Empresarial Intensivo de férias

Vôlei Xadrez Atividade Física para adultos e 3º idade

Balé Coreografia

Jazz Teatro

Artes Música

Super Cérebro Raciocínio lógico Cálculo mental Concentração

Robótica Genius Líder

Teclado Violão Guitarra Contrabaixo Piano

Artes Cênicas Tecnologia Esportes Idiomas

Alemão Inglês

Flauta doce Canto Coral infantil Musicalização infantil Teoria musical

Feltro com pedrarias Macramê

Corte e costura Mosaico

Desenho artístico Crochê Artesanatos em Geral

Pintura em tela Scrapbook Textura em tela

Bordados

Tricô

Júnior Achievement Fotografia Sonoplastia Web Designer Marketing Digital Técnicas de Redação Técnicas para aprendizagem de Língua estrangeira

Paisagismo Horta infantil Limpeza de pele Auto maquiagem / Penteados Depilação egípcia (a fio) Oficina de Graffiti Cursos de férias Meia de seda Culinária

R u a Da n il o Gomes, 740 | Boque irão C u rit ib a | PR | C EP 81670-250 F on es : 3 0 51-9706 e 3051-9729 c en t r ocu ltur al@c entr oc u lturale g.com .br

Desenvolvimento Pessoal e Profissional

Mais de 50 cursos em um só lugar!

www.cent rocul t ural e g.c o m.br

Apresente este anúncio e ganhe uma aula experimental gratuita!


16

Edição quinzenal

BELEZA

C LOSET DE PRINCESA Kamilla Almeida é blogueira e colunista de moda kamy.almeida@hotmail.com

S

letes, casacos, mangas, detalhes e até mesmo em botas. Exploram suas diversas origens, aparecendo em diversas camadas e/ou com influências tribais, nas cores preta, bege, branca, azul marinho e roxo. Nos acessórios, as botas de pele colorida fazem sucesso e as bolsas, com misturas de tendências, aparecem com franjas, brilhos, tranças e etc. Combinações legais para se fazer com as peles e pelos, são peças em couro. Como calça de couro skinny, camisa branca fluída e colete de pele com cinto preto, são looks fáceis e bem comuns de se compor.

Fotos: Divulgação

im! Como disse a especialista em moda Glória Kalil, os defensores de animais vão odiar essa tendência. As peles e pelos fizeram sucesso no ano passado e prometem arrasar nesse inverno novamente. Claro que a grande maioria dessas peças com pelagens são sintéticas e somente uma minoria são com pelos naturais. Entretanto, os pelos fakes já estão tendo uma procura maior, pois além de serem mais acessíveis, são menos agressivos a natureza. Simbolizando luxo e exuberância os pelos e peles aparecem em co-

Quer ficar ainda mais interada sobre o mundo da moda? Acesse o site www.portalexclusiva.com Todos os dias com dicas de moda, beleza, saúde e relacionamento!


Edição quinzenal

GERAL

Boa alimentação e paixão pela cozinha vêm de berço A preocupação com os hábitos alimentares dos filhos é algo que vem atingindo as mães de todo o mundo, resultado da facilidade das fast foods e dos produtos industrializados, somados aos apelos comerciais cada vez mais intensos. O primeiro erro começa com a substituição precoce do leite materno. Já nas fases da “papinha”, diante de muito cansaço e choro, algumas mães optam por produtos artificiais que são impróprios para o bebê. Hoje, nem todas as mães têm a prática de cozinhar diariamente. Algumas sentem prazer, mas muitas acham desgastante ficar horas na cozinha e acabam influenciadas pela mídia, que apresenta uma oferta muito grande de alimentos ricos em gordura, açúcar e sal (sódio). É difícil fazer com que os filhos consumam alimentos saudáveis (saladas, legumes, verduras, frutas) se esses mesmos alimentos passam longe de seus próprios pratos. Mas nunca é tarde para mudar e o melhor exemplo é dado com atitudes e não com palavras. Por isso você mãe, que é grande responsável pela saúde e educação dos filhos, comece já a rever seus conceitos alimentares. Algumas mudanças simples como: trocar a fritura pelo grelhado, os refrigerantes por sucos naturais, os temperos industrializados pelos frescos, pratos congelados por comidas caseiras, doces por frutas, entre outras atitudes, já é um grande passo. Se não conseguir sozinha, busque a ajuda de profissionais e lembre-se: cabe somente a você formar filhos regrados, conscientes e saudáveis. Eu adoro cozinhar e me alimentar bem, e sempre tive uma ‘quedinha’ para a cozinha e pelos alimentos. Acredito que minha mãe, a senhora Romalice, foi a grande responsável por isso. Suas panelas e seu jeito na cozinha me inspiraram. Apesar de fazer comidas simples do dia a dia, ela sempre foi uma cozinheira de mão cheia e adorava receber amigos e

familiares e surpreender a todos com pratos maravilhosos. Minha mãe foi fundamental para que eu sempre tivesse uma alimentação saudável e com certeza me influenciou na minha escolha profissional. O dom de cozinhar vem de berço e, com muito orgulho, estou passando tudo isso para a filha Bruna, de 10 anos. Apesar da pouca idade, ela já tem interesse pela cozinha e se preocupa com a qualidade dos alimentos. Receita especial para o Dia das Mães: Com o Dia das Mães se aproximando, quero deixar uma dica de receita especial para comemorar a data: tire sua mãe da cozinha. Vamos dar uma folga para as mãe no Dia das Mães, afinal, elas merecem. Mesmo que você não tenha muita habilidade, faça algo diferente, crie, inove, inspire-se, porque alimentar também é uma linda forma de amar. A comida é a celebração de união entre as pessoas. Atenção para os ingredientes: - Escolha uma carne com muita felicidade - Combine uma massa com uma porção de carinho - Capriche na salada, com muita saúde - Faça uma torta cheia de vida - Prepare uma sobremesa com amor a vontade

Por Rossana Queiroz

Proprietária do Restaurante “O Caipira” E-mail: ro2908@hotmail.com

17


18

Edição quinzenal

3 2

4

5

LEGENDAS

1

6

1. Em destaque a bela modelo Bruna Ambrósio. Foto: Gabriel Castro 2. O leitor Valdir Almeida ficou mais experiente ao comemorar seu aniversário. Que Deus continue te iluminando. 3. Parabéns ao aniversariante Manoel Honorato. Felicidades e que seus sonhos se concretizem. 4. Felicidades ao Sr. Prati, pai de Cláudia Prati, jornalista do JCH que comemorou aniversário nesta quinzena. Sua família te ama e deseja paz, luz e saúde. 5. O casal apaixonado Mirian e Luiz Carlos Dias esbanjam felicidade em “selfie.” 6. O morador do Boqueirão Carlos Regner comemorou aniversário. Sorte e felicidades ao fiel leitor do Jornal do Comércio Hauer.


observar Atitude infantil Divisão de uma cidade

Edição quinzenal

© Revistas COQUETEL

Varredor de ruas Nome da Perceber; letra "X" observar

Desconforto co- Emilinha mum em Borba, resfriados cantora

Atitude infantil Divisão de uma cidade (?) juramento: situação da testemunha Ene Preposição de lugar

Grupo de apoio a um candidato Afeição; estima Sorteado; agraciado Umidade da noite; relento

(?) Maia, atriz de "Joia Rara"

Família (p. ext.)

Produto para afastar insetos Arrasta(?): forró Porção de oceano

Obra como "Amor à Vida" (TV)

Cintura de calças Sufixo de "febril"

Família (p. ext.)

lacionamentos que merecem algumas muMaia, danças.(?)Sua vida afetiva torna-se fraternal atriz de e racional. "Joia Rara"

Produto Touro: É preciso agilidade para lidar em para Escorpião: Possíveis tensões na vida proafastar todas as áreas da sua vida, principalmente fissional. Dê uma pausa na vida amorosa e insetos na financeira. cuidado ao conhecer pessoas novas. ArrastaEstou (?): forró (bras. Porção de pop.) Gêmeos: Sua vida sentimental oceanoganha claSagitário: Sua vida profissional será beLista; reza nesse mês. Você estará mais firme, neficiada com o desenvolvimento da sua Adminisrelação sem se vangloriar para vida social, abrindo portas para novas trador de fazer com que as Letra pessoas próximasescola as aceite. oportunidades. "que" (?) funeráSucede à oitava ria: caixão Capricórnio: Você terá melhores persCâncer: Sua vida sentimental e financeira Acessório O maior é pectivas para evolução. A solidão, em terá sorte, mas cuidado para não cometer da noiva o fêmur certos momentos, será uma boa aliada excessos e nem sacrificarScooby-(?), seus interesses. Carta do para isso. baralho cão da TV Pedra Forma do antiafta funil Aquário: Novos encontros e relações Leão: Facilidade para criar laços afetivos Cintura Sigla que serão favoráveis paraO som sociais desenvolver Prudêne desenvolver estratégias bem elaboradas. de calças precede o emitido cia; juízo grandes cifrão, no projetos. em Sufixo de dólar risadas "febril" Obra como AcresVirgem: Duvidar de si mesmo, espePeixes: Você irá se aproximar de pessoas "Amor à centar; na área amorosa será normal. diferentes do seu ciclo de amizade. Não Vida"cialmente (TV) adicionar

lhe faltará intuição para estar no lugar certo na hora certa.

2

Solução Carta do baralho Pedra antiafta Sigla que precede o cifrão, no dólar

O L H E I R A S

Prudência; juízo

corda: desistir

BANCO

Sucede à oitava O maior é o fêmur

Scooby-(?), cão da TV Forma do funil

Áries: Tempo de paz na sua vida amorosa e familiar. Desvincule-se dos estereótipos, (?)pois a isso te trará grandes benefícios.

Momento para dedicar-se profundamente ao trabalho.

Administrador de escola

Umidade da noite; relento Libra: Você poderá questionar certos re-

Paraná (sigla)

R A

Lista; relação Letra "que" (?) funerária: caixão Acessório da noiva

Estou (bras. pop.)

Afeição; estima Sorteado; agraciado

(?) Rosa, compositor carioca

O som emitido em risadas

Acrescentar; adicionar

E B

3/don - doo. 4/brio. 5/apego. 6/comitê.

2

Solução C B A C H D O R R R O Q U V E N T T E

B R I I R O M Ã N O E E P L D R N U C I NO L E

G A N R O I T A P R R E L M A I R A D O O S S N O

X C I C S O E N P E G M E S S E N T R Ã E T O N O N O A U S O M A V E L

R A O L H E I R A S E B

BANCO

X C I C S O E N P E G M E S S E N T R Ã E T O N O N A O U S O M A V E L

(?) a corda: desistir

HORÓSCOPO QUINZENAL

(?) Juan, conquistador

G A N R O I T A P R R E L M A I R A D O O S S N O

Paraná (sigla)

Manchas escuras sob os olhos

B R I I R O M Ã N O E E P L D R N U C I NO L E

(?) Rosa, compositor carioca

Ene Preposição de lugar

Grupo de apoio a um candidato

C B A C H D O R R R O Q U V E N T T E

(?) Juan, conquistador

Manchas escuras sob os olhos

ENTRETENIMENTO

3/don - doo. 4/brio. 5/apego. 6/comitê.

Dignidade; honra Filha de mesmo pai

Sanduíche com pão, salsicha e molho (bras.)

Fonte: meu-horoscopo-do-dia.com

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

www.coquetel.com.br

19

(?) juramento: situação da testemunha


ATUALIZADO

FACULDADE FIDELIS. A FORMA MAIS PRÁTICA E INTELIGENTE DE ATUALIZAR SEUS CONHECIMENTOS. UM MUNDO INTEIRO DE CURSOS, SOB MEDIDA PARA VOCÊ.

Fotografia - Marketing Digital - Técnicas de Aprendizagem de Língua Estrangeira - Finanças com HP - Leia O Livro-livro Por Livro - Como Elaborar sua Declaração de Imposto de Renda - Sonoplastia - Web Designer Técnicas de Redação - Fluxo de Caixa - Primeiros Socorros - Libras - Como Elaborar um TCC - Folha de Pagamento e Rescisão Trabalhista - Marketing Pessoal - Recrutamento e Seleção - Rotinas Trabalhistas - Como Elaborar um Artigo Científico - Plano de Negócios - Excel - Fidelização de Clientes - Melhorando Relacionamentos com a Ferramenta Disc - Planejamento - Gestão Comercial - Segurança e Medicina do Trabalho.

Visite fidelis.edu.br e consulte agenda de cursos.

T. 3376-4566 Rua Dr. Danilo Gomes, 834 Boqueirão

Jornal do Comércio Hauer - Edição nº 124  

NESTA EDIÇÃO: A hora da verdade - pág. 11; Aberta a temporada de viroses - pág. 13; Diretoria do Sindilojas toma posse - pág. 08; A inadiáve...

Jornal do Comércio Hauer - Edição nº 124  

NESTA EDIÇÃO: A hora da verdade - pág. 11; Aberta a temporada de viroses - pág. 13; Diretoria do Sindilojas toma posse - pág. 08; A inadiáve...

Advertisement