Issuu on Google+

Famílias chefiadas por mulheres são 37,3% do total no país

Indústrias de soja preveem caos logístico

Pág. 02

Mais de 200 morreram em quase 4 mil acidentes nas rodovias de MT Pág.04

Pág. 03

NOVA MUTUM

27 de Dezembro de 2012 a 02 de Janeiro de 2013 Edição nº 941, ano 15 DISTRIBUIÇÃO GRATUITA A VERDADE LETRA A LETRA

Saiba como começar o ano com o pé direito e as cores que devemos usar na virada Procure lembrar-se do ano que se vai somente ressaltando os melhores momentos e vendo-se nos desafios que passou sempre o lado melhor Pág. 05

Na comparação entre estados, Roraima apresentou maior percentual de cheques devolvidos (11,73%) no acumulado de janeiro a novembro Pág. 06

Norte e Nordeste tiveram aumento de óbitos masculinos por violência. No CentroOeste, morte feminina também cresceu Pág. 02

ANUNCIE CONOSCO JORNAL

(65) 3308 2222


WWW.GRUPOARINOS.COM.BR

02

27 DE DEZEMBRO DE 2012 A 02 DE JANEIRO DE 2013

Famílias chefiadas por mulheres são 37,3% do total no país Número de casais sem filhos no Brasil aumentou para um em cada cinco. Famílias onde os filhos vivem só com a mãe solteira eram 12,2% em 2010 O percentual de famílias chefiadas por mulheres no país passou de 22,2% para 37,3%, entre 2000 e 2010. Segundo novos dados do Censo Demográfico de 2010, divulgados nesta quarta-feira (17) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), também aumentou o número de mulheres solteiras com filhos e o percentual de casais sem filhos. Para o IBGE, é responsável pela família a pessoa reconhecida como tal pelos demais membros do lar. Conforme o levantamento, mais da metade dos responsáveis (56,8%) tinha entre 30 e 54 anos em 2010. O estudo diz ainda que 48,6% se declararam de cor branca, 41% eram de cor parda e 8,9% disseram ser de cor preta. Os dados mostram ainda que as mulheres têm chefiado mais famílias mesmo quando

´

FARMACIAS DE 22/11 A 28/11 CENTRO Farmácia Nativa Avenida Mutum, 367 W 3308.1616 Farmácia Brasil Avenida dos Canários, 128 N 3308.2530 BAIRRO Farmácia Bio Farma Avenida das Araras, 1560 W 3308.3832 Farmácia Nativa 3 Rua dos Cedros, nº 2312 W (65) 3308.3309 DE 29/12 A 04/13 CENTRO Farmácia Medicare Av Dos Uirapurus, 190W (65) 3308-2270 Drogaria Avenida Avenida Mutum, nº 585 W 3308.3400 / 3308.1847 BAIRRO Drogaria Brasil Av Dos Canários, 131W (65) 3308-2530 Drogaria Bella Farma Avenida das Seriemas, 1531 W 3308.1556 / 9228.8040

possuem marido. Nesses casos, houve um aumento percentual de 19,5% para 46,4%, entre 2000 e 2010. Segundo o IBGE, esse aumento se deve a uma “mudança de valores relativos ao papel da mulher na sociedade e a fatores como o ingresso maciço no mercado de trabalho e o aumento da escolaridade em nível superior, combinados com a redução da fecundidade”. No mesmo período, caiu de 77,8% para 62,7% o percentual de famílias que têm um homem como responsável. Quando há a presença de cônjuge, também houve queda, de 95,3% para 92,2%. Na maioria dos casais, responsáveis e cônjuges possuem algum tipo de rendimento (62,7%), independentemente do sexo. Já quando a mulher é responsável, em 66,4% dos casos ambos têm algum rendimento, contra 61,6%

quando o homem é responsável. Isso significa que, quando a mulher é responsável pelo lar, é menor a proporção de homens que contribuem com a renda familiar. Entre as famílias com responsabilidade feminina, em 21,2% a mulher responsável não tem rendimento, só o cônjuge. Esse percentual é de 5% nas famílias sob a responsabilidade do homem e 8,7% entre ambos. O Censo também traz dados sobre a responsabilidade compartilhada, que foi verificada em 34,5% dos domicílios ocupados por apenas uma família (15,8 milhões). Casais sem filhos Ainda conforme o IBGE, houve aumento de casais sem filhos (com ou sem parentes no convívio), que passaram de 14,9% para 20,2% do total de famílias brasileiras. Os números significam que um a cada cinco

casais brasileiros não tem filhos. No mesmo período analisado, os casais com filhos caíram de 56,4% para 49,4%. Entre outros fatores, o IBGE credita a evolução a “mudanças na estrutura da família, maior participação da mulher no mercado de trabalho, baixas taxas de fecundidade e o envelhecimento da população”. Também avançou

o número de famílias onde os filhos vivem só com a mãe solteira (de 11,6% para 12,2%, entre 2000 e 1010). Aqueles que vivem só com o pai passaram de 1,5% para 1,8%. Essas famílias são compostas por quem teve seus filhos sem contrair matrimônio ou retornou à casa dos pais por motivo de separação ou divórcio, diz o IBGE. Entre as famí-

lias que dividem um mesmo domicílio, a maioria é de mulheres solteiras com filho (53,5%), seguida de casais com filhos e casais sem filhos, representando cerca de 91% do total de famílias que convivem entre si. Já as famílias reconstituídas, formadas após a separação ou morte de um dos cônjuges, representavam 16,3% das formadas por casais.

Cresce registro de óbito com morte de origem ignorada no país De 2010 para 2011, aumentou 38,1% nº de registros de morte sem causa. Segundo IBGE, aumento é alerta na produção de informações sobre óbitos G1 O número de registros de óbito com morte de natureza ignorada, ou seja, o documento que não contém a causa da morte, cresceu 38,1% no país entre 2010 e 2011, segundo pesquisa divulgada nesta segunda-feira (17) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).Conforme o instituto, embora o percentual de registros de óbito com essa rubrica seja de 1,4% do total, “o

crescimento em relação a 2010 foi expressivo, o que é um alerta para cartórios, familiares e estabelecimentos de saúde e demais entidades envolvidas na produção das informações sobre óbitos”. Em 2011 foram registrados nos cartórios brasileiros 111.546 óbitos violentos, o que significa um crescimento de 1,3% em relação ao ano de 2010. O aumento foi maior nas regiões Nordeste (5,5%) e Centro-Oeste (6,9%).

jornalarinos@grupoarinos.com.br (65) 3308.2222 Redação/Comercial

A maioria ocorreu em via pública (37%), mas 35,3% dos classificados como violentos ocorreram em hospitais e 13,7% no domicílio. Do total de óbitos do país, 68,1% ocorreram em hospitais e outros 20,6% em domicílios. Dos óbitos de origem ignorada, 38,5% ocorreram em hospitais. Com relação aos óbitos ao nascer, o IBGE afirma que, em 2011, apenas 51,8% dos óbitos infantis registrados foram neonatais preco-

EXPEDIENTE Diretor Geral. Claudio Prestes Diretor Administrativo. Andrei Mariotti Reportagem. Ana Paula Dias, Chico Tello e Poliana Chaves Diagramação. Bruna Alves

ces (de 0 a 6 dias). Isso indica que não houve avanço suficiente para impedir mortes de crianças com mais tempo de vida. Ainda conforme o IBGE, diminuiu a subnotificação, ou seja, mais registros de óbitos estão sendo realizados, mais ainda há problemas. Em 2001, o percentual de sub-registro foi de 16,3%, passando para 11,8% em 2006 e, atingindo 6,2%, em 2011. Nas regiões Norte e Nordeste o percentual é de

20,6%. “A subnotificação dos óbitos resulta da desigualdade de acesso a determinados bens e serviços, especialmente os relacionados com a saúde, fatores culturais e socioeconômicos e com as grandes distâncias entre as comunidades locais e os cartórios”, diz o IBGE. Maranhão (44,3%) e Roraima (40,1%) tinham, em 2011, as mais elevadas proporções de sub-registro entre os estados do Nordeste e Norte.

Editado e distribuído por BFF Gráfica e Comunicação. Endereço: Rua dos Cedros, 39 N, Centro, CEP 78450-000, Nova Mutum, MT. O Jornal Arinos é impresso na Gráfica e Editora Regional. Circulação. Nova Mutum e região. Tiragem. 1 mil exemplares.


WWW.GRUPOARINOS.COM.BR 27 DE DEZEMBRO DE 2012 A 02 DE JANEIRO DE 2013

03

Estudo de ferrovia entre MT e PA começa em janeiro Ferrovia que ligará Cuiabá a Santarém (PA) deve escoar entre 15 a 20 milhões de toneladas de grãos por ano AgroDebate Estimada em R$ 10 bilhões, a ferrovia ligando Cuiabá (MT) a Santarém (PA) deve escoar entre 15 a 20 milhões de toneladas de grãos (soja, milho e outras commodities) por ano, quando estiver em operação. Pelo menos um consórcio chinês (constituído por três estatais) manifestou interesse em executar e também explorar o empreendimento. A previsão é que em janeiro de 2013 sejam iniciados os estudos de viabilidade técnica e econômica (EVTEA), etapa que antecede ao processo licitatório, estimou a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). O prazo para sua conclusão é de um ano. Durante cerca de quatro horas os representantes dos governos de Mato Grosso, do Pará, da União e investidores chineses reuniram-se em Cuiabá para nova rodada de conversações acer-

ca do projeto. Técnicos da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) apresentaram o formato de como será executado o EVTEA da ferrovia. Os trilhos vão percorrer uma distância de 1,8 mil quilômetros. Segundo o superintendente da ANTT, Noboro Ofuge, o governo pode definir a implantação deste modal de transporte ferroviário à lista de prioridades para o próximo ano. “Estamos concluindo um entendimento com a universidade e no começo de 2013 começam os estudos com prazo de um ano para serem concluídos”, pontuou o gestor. No entanto, Ofuge diz que a licitação pode ficar somente para 2014. Ao todo, R$ 15 milhões serão utilizados pelo Governo Federal para custear o diagnóstico que vai indicar a viabilidade da obra. O recurso está incluso no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e já alocado junto ao Ministério do Pla-

nejamento. A farta produção agrícola das regiões inseridas sob a influência da ferrovia nos estados e a possibilidade de escoar toda matéria-prima via Porto de Santarém (PA), ampliou o interesse dos investidores chineses pelo projeto, segundo definiu o diretor da Asian Traiding Investiment (ATI), representante do consórcio chinês em Mato Grosso. “Neste trecho estão alocados grandes produtores de alimentos e a China é demanda grande quantidade de commodities agrícolas. Compra maciçamente soja de Mato Grosso e tem interesse em criar um caminho mais barato para a soja chegar no país. Hoje, o custo de transporte da soja de Mato Grosso é três vezes maior que a média padrão mundial”, considerou Anselmo Leal. Marco atraente Para o representante da ATI, o novo marco regulatório para

Indústrias de soja preveem caos logístico Para piorar a situação, uma nova legislação restringe a oferta de caminhões, o meio de transporte mais utilizado no país para escoamento de mercadorias Aprosoja As indústrias de soja do Brasil preveem que 2013 seja o “pior ano da história” em termos de logística, num momento em que o país se prepara para colher uma safra recorde de grãos usando uma capacidade de transporte e armazenagem já saturada. Para piorar a situação, uma nova legislação restringe a oferta de caminhões, o meio de transporte mais utilizado no país para escoamento de mercadorias. “Em todos os modais temos problemas”, disse Carlo Lovatelli, presidente da Abiove, associação que reúne as principais empresas do setor, durante encontro

com jornalistas em São Paulo. A principal preocupação é com o gargalo na chegada da soja aos portos, no pico da colheita da atual safra, em março e abril, provocando fila e atraso na liberação de navios, com pagamento de multas aos armadores. Lovatelli diz que o próximo período de escoamento vai superar o pior momento já registrado, há cerca de quatro anos. Naquele momento, o executivo calculou que o pagamento de “demurrage” (multa por atraso na partida de transportes de frete) chegou a US$ 1,5 bilhão. Na atual temporada, o prejuízo das indús-

trias pode superar essa cifra, embora os cálculos ainda não tenham sido feitos. “É como queimar dinheiro”, reclama Lovatelli. FALTA DE CAMINHÕES Na safra 2012/13, a safra brasileira de grãos e oleaginosas deve atingir o recorde de 180 milhões de toneladas, com ampliação na colheita de soja e uma produção abundante de milho, que também passa a ser importante na pauta de embarques brasileiros. Somando-se a isso, haverá a implementação da chamada Lei da Jornada dos Caminhoneiros, que restringe o número de horas que o profissional pode ficar ao volante.

as ferrovias, lançado em agosto deste ano pelo governo brasileiro, também favoreceu o interesse chinês sobre o negócio. “Nesse novo modelo, fica mais simples entender o que é o negócio. É a construção de uma ferrovia que foi avaliada e que será concebida em prazo determinado e com demanda conhecida desde seu nascimento”, avaliou. Com o novo critério, o governo decidiu separar a gestão de infraestruutra, o controle

de tráfego e a gestão dos empreendimentos. Ao invés de construir uma obra, por exemplo, possibilitou aos investidores a idealização do projeto Em troca, a União assume o compromisso de garantir pelo menos 85% do volume de carga que transita, em caso de prejuízo pela empresa exploradora. “O setor ferroviário abandonou o modelo antigo. Uma concessionária antiga tomava conta da ferrovia e prestava o serviço ferroviário”, complemen-

tou o superintendente da ANTT, Noboro Ofuge. Dois em um Com os mesmos R$ 15 milhões que o governo utilizará para custear o estudo de viabilidade técnica para a ferrovia entre Cuiabá a Santarém, ele também vai realizar o mesmo levantamento para a extensão de 220 quilômetros entre Cuiabá e Rondonópolis. Esta é a faixa que corresponde ao trecho da Ferronorte, e que irá se ligar àquela que sairá da capital de Mato Grosso rumo ao Pará.

SEMENTE DE FÉ

VÉSPERA DE NATAL

Véspera de Natal! Mil e uma coisas ainda precisam ser feitas para garantir que a festa seja completa. A casa precisa ser limpa, a roupa ajeitada e os últimos presentes embrulhados. Vai ser um dia corrido antes de a festa que celebra o momento maior da humanidade enfim poder começar. Ah, e ainda tem o peru que precisa ser temperado. Quanta coisa precisa ser ajeitada para celebrar o nascimento daquele que dividiu a historia ao meio, cerca de 2012 anos atrás! Não é por menos. A vinda do filho de Deus certamente merece a festa maior. No entanto, no meio da correria, ás vezes, esquecemo-nos de que a celebração do Natal é exatamente a celebração do reencontro de Deus com a sua criação bagunçada. Celebra a reconciliação com o Deus que com tanto amor nos criou com dor nos observou como nos afastamos dele através do pecado. O Natal está aí para nos lembrar do nosso Pai Celeste, que não desistiu de nós. Mesmo vendo que desperdiçamos o presente da criação, Deus prometeu uma segunda chance ao seu povo por intermédio dos profetas e a concedeu através de Jesus Cristo! Quando tudo parecia perdido, Deus veio ao nosso encontro através de seu filho único. Recebeu a nós, pecadores, e ceou conosco! Em seu infinito amor, conspirou para nos resgatar. Veio estar conosco apesar dos nossos pecados e pagou o caro preço do nosso resgate. O que diremos frente à tamanha compaixão? Glória a Deus nas alturas! E Glória ao Deus Eterno também através das nossas vidas!E AINDA, não se esqueça que Natal é Emanuel (Deus conosco); Natal é abrir a porta da sua casa e do seu coração para Jesus entrar e se for necessário nascer (2012 anos atrás não fizeram isso); Natal é aceitar o presente de Deus para nós (Jesus), e não apenas troca de presentes e ganhos financeiros; Natal é dia do amigo verdadeiro e não do amigo oculto; Enfim, Natal deve ser uma celebração com Jesus e não dia de se perder Dele em meio a tantas festas (José e Maria o perderam uma vez em dia de festa em Jerusalém); Natal é uma linda festa quando você sabe o que e quem você esta comemorando. Então, faça uma reflexão, e tenha um real e feliz Natal!

Pastor Christian Piovesan Igreja Casa da Bênção de Nova Mutum | Av. das Araras, 480 W – Centro | www.icbnovamutum.com.br


WWW.GRUPOARINOS.COM.BR

04

27 DE DEZEMBRO DE 2012 A 02 DE JANEIRO DE 2013

54 municípios concentravam 50% do PIB do país em 2010 'Fatia' de SP, Rio e Brasília no PIB brasileiro ficou menor. Catas Altas, em MG, foi município que mais ganhou posições no ranking G1 Apenas 54 municípios – dos cerca de 5,5 mil existentes no Brasil – concentravam cerca de 50% do Produto Interno Bruto (PIB) do país em 2010, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na outra ponta, outras 1.325 cidades, juntas, detinham 1% do total. “Nesta faixa, estavam 75,0% dos municípios do Piauí, 61,4% dos municípios da Paraíba, 50,9% dos municípios do Rio Grande do Norte e 48,9% dos municípios do Tocantins”, aponta o estudo do IBGE. Somados, São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília concentraram 20,8% dos R$ 3,77 trilhões do PIB daquele ano. A “fatia”, no entanto, foi menor que no ano anterior: em 2009, os três municípios foram responsáveis por 21,4% do PIB. A participação de São

Paulo – que seguiu no primeiro lugar do ranking dos maiores PIBs do país –, caiu de 12% para 11,8%; do Rio, de 5,3% para 5%; e de Brasília, de 4,1% para 4%. Segundo o IBGE, a indústria de transformação, comércio e serviços de manutenção foram os principais responsáveis pela queda de participação de São Paulo. No Rio, os “vilões” foram a indústria de transformação, na fabricação de máquinas e equipamentos industriais. No ranking dos seis municípios que mais geraram renda em 2010 estão ainda Curitiba e Belo Horizonte, com 4,1% cada, e Manaus, com 1,3%. Juntos, os seis responderam por 25% de todo o PIB brasileiro naquele ano. Tirando as capitais, 11 municípios se destacaram por gerarem mais de 0,5% do PIB

– oito deles no estado de São Paulo: Guarulhos (SP), Campinas (SP), Osasco (SP), São Bernardo do Campo (SP), Betim (MG), Barueri (SP), Santos (SP), Duque de Caxias (RJ), Campos dos Goytacazes (RJ), São José dos Campos (SP) e Jundiaí (SP). Menores PIBs Na outra ponta, dois municípios do Piauí registraram os menores PIBs do país em 2010: Santo Antônio dos Milagres, com R$ 7,2 milhões, e Miguel Leão, com R$ 8,8 milhões. São Félix do Tocantins (TO), Viçosa (RN) e Quixabá (PB) completam a lista dos cinco menores. PIB per capita De acordo com o IBGE, o PIB per capita (PIB dividido pelo número de habitantes) do Brasil foi de R$ 19.766,33 em 2010. Quase 4,8 mil municípios, no entanto, registraram PIB per capita abaixo dessa média.

O maior PIB per capita foi registrado em São Francisco do Conde, na Bahia, de R$ 296,8 mil. Em seguida, aparecem Porto Real (RJ), com R$ 290,8 mil, Louveira (SP), com R$ 239,9 mil, Confins (MG), com R$ 239,7 mil, e Triunfo (RS), com 223,8 mil. “Em comum, observa-se que esses municípios possuíam baixa densidade demográfica”, aponta o IBGE. São Francisco do Conde abrigava a segunda maior refinaria em capacidade instalada de refino do país. No município de Porto Real, situava-se uma indústria automobilística. Louveira concentrava centros de distribuição de grandes empresas. Confins ganhou posição desde 2006, com a transferência da maior parte dos voos do aeroporto em Belo Horizonte para o aeroporto internacional situado no município. Já Triunfo era sede de

um polo petroquímico importante. O IBGE ressalta, no entanto, que “nem toda a renda gerada no município é apropriada por sua população residente, uma vez que a geração da renda e o consumo não são necessariamente realizados em um mesmo município” – ou seja, a renda gerada no município nem sempre se traduz em uma população rica. Do outro lado do espectro, entre as cinco cidades com menor PIB per capita, quatro estão no estado do Pará. O menor é o de Curralinho, de R$ 2,2 mil, no arquipélago de Marajó, onde 60% dos recursos vêm de transferências federais. Depois de Curralinho, aparecem Bagre (R$ 2,3 mil), São Vicente Ferrer (no Maranhão, R$ 2,4 mil), Cachoeira do Piriá (R$ 2,46 mil) e Muaná (R$ 2,58 mil). Mudanças no ranking

São Salvador do Tocantins foi a cidade que mais caiu no ranking de PIBs dos municípios, da 2.617ª para a 4.295ª posição. Segundo o IBGE, a queda ocorreu por conta do fim das obras de uma usina hidroelétrica na cidade vizinha de Paranã. Paranã, por sua vez, teve a terceira maior alta no mesmo ranking, da 3235ª para a 1724ª posição, por conta do início de funcionamento da mesma usina. Já as duas cidades que mais ganharam posições no ranking foram de Minas Gerais. Catas Altas passou da 2973ª para a 1119ª posição (R$ 310 milhões). O ganho veio da alta do preço do minério de ferro depois da crise de 2008. Itamarati de Minas, por sua vez, passou da 4577ª para a 2958ª posição (R$ 84 milhões), com a retomada da extração de bauxita.

Mais de 200 morreram em quase 4 mil acidentes nas rodovias de MT De 1º de janeiro a 6 de dezembro, 236 pessoas morreram nas cinco BRs. Segundo PRF, falta de atenção dos motoristas motivou acidentes no período G1 A Polícia Rodoviária Federal de Mato Grosso (PRF-MT) registrou de 1º janeiro a 6 de dezembro deste ano, 3.864 acidentes nas cinco rodovias federais que cortam o estado. O número equivale a mais de 11 acidentes por dia e é superior aos registros do mesmo período do ano passado, quando foram contabilizados 3,6 mil acidentes. Ainda neste ano, segundo a PRF, 236 pessoas morreram até o dia 6 de dezembro. Um total também superior ao registrado no mesmo período do ano passado, que foi de 214 mortes. Ainda de acordo com a PRF, o mês de outubro foi o mais violento no período, com

406 acidentes. Já o mês de julho terminou com o maior números de mortes, 30 no total, com quase um óbito por dia. Conforme o balanço, os acidentes foram motivados, em sua maioria, pela falta de atenção dos motoristas. Nesse quesito, a PRF contabilizou 1.125 acidentes por conta da distração dos condutores. Desse total de registros, 59 pessoas morreram. O chefe do núcleo de acidentes da PRF-MT, Alessandro Barbosa Dorilêo, confirmou ao G1 que a falta de atenção dos motoristas é a principal causadora dos acidentes nas estradas. “Os condutores estão acabando por não acatar o que a legislação de-

termina. Está faltando a aplicação da direção defensiva por parte dos motoristas”, relatou. Além disso, o segundo Dorilêo, os motoristas precisam planejar a viagem com antecedência para não abusar na velocidade durante o percurso. “Muitos motoristas tentam recuperar o tempo perdido nas paradas em trechos com menor fluência de trafegabilidade. É aí que alguns deles aumentam a velocidade para ganhar tempo. Com isso, eles começam a passar por situação de riscos nas rodovia e assim a correr além da velocidade permitida e fazendo ultrapassagens indevidas que põe em risco a vida deles e a de outros motoristas”, declarou. Segundo a PRF, a

velocidade limite é de 80km/h nas rodovias federais e nas estradas estaduais. Acidente grave Entre as vítimas, um rapaz de 26 anos morreu no dia 5 ao se envolver em um acidente na rodovia BR-070. De acordo com a Polícia

Rodoviária Federal, a vítima teve parte de uma das pernas dilacerada. Ele pilotava uma moto e foi encontrado pela PRF às margens da rodovia já com uma das pernas, do joelho para baixo, mutilada. Segundo informou ao G1 o policial rodo-

viário Marcelo Nascimento, a motocicleta do rapaz estava com a parte traseira amassada.“Pelo que nós analisamos ele deveria estar na contramão realizando um ultrapassagem e algum veículo acabou atingindo a lateral”, contou.


WWW.GRUPOARINOS.COM.BR 27 DE DEZEMBRO DE 2012 A 02 DE JANEIRO DE 2013

05

Dicas para começar muito bem o Ano de 2013

Somos todos um 1. Comece o Ano com determinação, vontade e fé. Logo nos primeiros minutos da chegada do novo ano tenha pensamentos elevados e use a imaginação para fortalecer seus desejos. (Comece dias antes a imaginar e a mandar boas energias para esse novo começo). 2. Quando estamos em estado de alegria e felicidade sempre atingimos aos valores reais com mais serenidade e espontaneidade essa vibração de luz fortalecerá as desordens adivinhadas das experiências pessoais e auxiliará aos sentimentos movidos de perdão, paz e gratidão essa luz esta em você e só você pode conectar. “Libere o seu melhor que irá encontrar o melhor”. Deixe para lá pensamentos ou sentimentos que roubam a paz e o bem-estar.

3. Procure lembrar-se do ano que se vai somente ressaltando os melhores momentos e vendo-se nos desafios que passou sempre o lado melhor (procurando deixar passar e viver especialmente “o agora” isso é fundamental sempre). 4. Alinhe seus desejos e pensamentos ao melhor de cada “Ser”, e deixe fluir com abundância e emoção do sentimento que brotar de carinho, gratidão, amor, paz, alegria e motivação. E que este novo ano seja abundante e repleto dos melhores sentimentos sobre todos nós. 5. Procure logo no início do ano priorizar algumas metas para se dedicar com mais atenção e aproveitar a energia nova que surge em cada virada do novo ano, novo dia, novos tempos e pensamentos que vibram e move céus... (sinta-

-se assim, renovado e envolvido nesta vibração). Sugiro que você escreva 3 a 5 metas e colocando o primeiro passo para essa conquista vá à luta com determinação, vencendo os desafios. 6. Invista em autoconhecimento e seja sempre inovador, ajuda muito, afinal, estamos sempre crescendo; escolha “SER” ao ter por ter. 7. Celebre: Dance, solte-se e se cuide com todo carinho e atenção de quem vai para a festa da vitória e da alegria. Dê carinho e atenção aos familiares e amigos e cuide também da casa interior pois ela e o reflexo da luz que você vai transmitir e trocar. Brinde, brinque e agradeça por estar vivendo neste momento especial. Outra reflexão: Celebre novos começos: “O meu olhar é níti-

O que as cores dizem Branco – traz paz, harmonia, disposição, vontade de vencer. Simboliza a pureza. Preto - é ausência de cor, porém é forte e ao usá-la a pessoa deve colocar algum complemento que melhor lhe convier. Cinza - cor fria e triste; deverá ser complementada com o vermelho, por exemplo. Vermelho - traz amor, romantismo, paixão e sensualidade. Deve ser usado com cuidado. Laranja – traz ótimas energias, calor, alegria, sensação de confiança e segurança. Amarelo - traz sorte e prosperidade, alegria, inteligência e otimismo. Azul - Traz calma, confiança, serenidade e tranquilidade. Roxo (lilás, violeta etc)- cor da transmutação, violeta com o dourado traz a prosperidade e mudanças positivas. Marron - Cor da solidão, para quem quer ficar sozinho, símbolo da pobreza, deve ser usado com parcimônia. Os complementos devem dar brilho e mais riqueza à cor. Rosa - simboliza amor maior, afeto, compaixão e romantismo. Verde - traz saúde, estabilidade, autocontrole, vitalidade, harmonia, equilíbrio, confiança e esperança. Dourado - traz sorte e prosperidade, como o amarelo.

do como um girassol. Tenho o costume de andar pelas estradas Olhando para a direita e para a esquerda, E de vez em quando olhando para trás... E o que vejo a cada momento É aquilo que nunca antes eu tinha visto, E eu sei dar por isso muito bem... Sei ter o pasmo essencial Que tem uma criança se, ao nascer, Reparasse que nascera deveras... Sinto-me nascido a cada momento Para a eterna novidade do mundo...” (Fernando Pessoa) Celebre novos começos... Viva o Agora! Pense positivo e construa um “olhar novo e brilhante” diante da vida, a cada dia deste novo ano, diante das pessoas e em relação ao mundo. Almeje um mundo melhor para você e para todo o

mundo, pois todos somos um só. 8. Lembre-se: nada de exageros com comidas ou bebidas o especial é quanto mais consciente e inteiro e presente você estiver vai aproveitar o melhor de você e da festa. 9. Sinta-se revigorado e especialmente fortalecido pronto para o recomeço. Invista em energias e pensamentos positivos e busque a suavidade e a harmonia na simplicidade e na paz. 10. Confie e ajude a enviar e a desfrutar da nova ordem capaz de evoluir e transformar nossa existência. Acredite e pratique com mais energia e motivação essa nova abertura e foque no melhor crendo que tudo é possível e será pois o universo esta pronto para atender os seus pedidos você já reconhece isso? Então, tudo de bom mesmo, pois você merece

o melhor tenho certeza. 11. Leia também, passe pela transformação, esteja aberto às novas e boas mudanças. 12. Aproveite este momento de confraternização e harmonia para compartilhar com o Cosmos todo sentimento maior entre os seres e a unidade do todo e que esta vibração superior acalente e permaneça sempre nos corações e na consciência de cada um de nós e seja plena e duradoura. E que a cada instante e cada amanhecer venha florido das mais belas flores e cores que a natureza tão generosamente nos oferta e que nossos dias sejam abençoados e que sobretudo possamos evoluir e somente caminhar para o melhor e para o bem. Importante: Faça da sua parte o melhor, pois você é único e especial.

Receita de Lombo com abacaxi e espumante Ingredientes 1 kg de lombo suíno / 2 sachês de Caldo SAZÓN Caseiro / 1 sachê de Tempero SAZÓN Vermelho / 1 xícara (chá) de vinho branco espumante (200 ml) / 3 colheres (sopa) de suco de limão (50 ml) / 2 colheres (sopa) de azeite de oliva / 2 colheres (sopa) de manteiga sem sal / Rodelas de meio abacaxi grande cortadas em quatro partes (500g) / 1/2 xícara (chá) de uvas-passas escuras, sem sementes (60g) Modo de preparo Em uma tigela média, coloque o lombo, o Caldo SAZÓN, o Tempero SAZÓN, meia xícara (chá) de vinho, o suco de limão e o azeite, e deixe tomar gosto, na geladeira, de um dia para o outro. Transfira o lombo e a marinada para uma assadeira média, cubra com papel-alumínio, e leve ao forno médio (180 graus), preaquecido, por 45 minutos. Retire o papel e asse por mais 25 minutos, ou até dourar. Enquanto isso, em uma frigideira grande, coloque a manteiga e leve ao fogo alto para derreter. Junte o abacaxi e frite por 3 minutos de cada lado, ou até dourar. Acrescente o vinho restante e as passas, e deixe cozinhar por mais 2 minutos, ou até secar o líquido. Fatie o lombo e sirva regado com o molho que restou na assadeira e com o abacaxi. Dica: Frite o abacaxi aos poucos para que não solte muito líquido. Deixe 12 horas para marinar. Rendimento: 5 porções / Tempo de preparo: 1 hora e 20 minutos


WWW.GRUPOARINOS.COM.BR

06

27 DE DEZEMBRO DE 2012 A 02 DE JANEIRO DE 2013

Volume de cheques sem fundos tem primeira queda na variação anual em 21 meses

Classificados

Agência Brasil O volume de cheques devolvidos no país apresentou redução de 0,23 ponto percentual em novembro na comparação com o de igual período do ano passado (2,19%), segundo levantamento divulgado hoje (18) pela empresa de consultoria Serasa Experian. A taxa ficou em 1,96% no penúltimo mês do ano, o que representou a primeira queda na variação anual em 21 meses. O último decréscimo na comparação em 12 meses havia sido registrado em fevereiro de 2011, quando o percentual de cheques sem fundos ficou em 1,83% ante 1,85% de fevereiro de 2010. Para os economistas da Serasa, esse resultado sinaliza uma tendência para o próximo ano de normalização gradual dos níveis de

EMPREGOS MECANICA QUATRO RAMOS

Função: Mecanico geral. Contato : (65) 3308-3891 Falar com Jair.

inadimplência com cheques. No acumulado de janeiro a novembro deste ano, o índice apresenta alta de 2,01%. A taxa é levemente maior do que a do mesmo período de 2011, quando o percentual ficou em 1,95%. Em relação a outubro deste ano, o número de cheques devolvidos por falta de fundos também é ligei-

CLASSIFICADOS

ramente superior, com taxa de 1,94%. Na comparação entre estados, Roraima apresentou o com maior percentual de cheques devolvidos (11,73%) no acumulado de janeiro a novembro. Em seguida aparecem o Amapá (10,36%) e o Acre (10,10%). Os estados com menor percentual de devolução foram São Paulo (1,47%), o Rio de Janeiro (1,55%) e o

Amazonas (1,59%). Entre regiões, o índice do Norte (4,43%) é mais do que o dobro da média brasileira (2,01%). O Nordeste aparece em seguida com 3,74%. O percentual de cheques não compensados no Centro-Oeste é 2,84%. As regiões Sul (1,95%) e Sudeste (1,58%) registram taxas menores do que a média do país.

- A casa, um sobrado, fica no Condomínio Alphagarden em Cuiabá (perto de shopping, farmácias, Parque Mãe Bonifácia) - Tem 365 m2 de área total sendo 232 m2 de área construída - São 03 suítes, sala de estar, de jantar, lavabo, cozinha, área de serviço, banheiro para empregada, piscina, churrasqueira, banheiro na área externa - Valor R$ 680.000,00 Contato : (65) 9985-9000


WWW.GRUPOARINOS.COM.BR 27 DE DEZEMBRO DE 2012 A 02 DE JANEIRO DE 2013

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

www.coquetel.com.br

© Revistas COQUETEL 2011

(?) Pedro I, imperador do Brasil

Em tempo algum (adv.) SE (Geog.)

Bolsa de viagem (pl.)

Estádio do Enchido Atlético de carne Paranaen- de porco picada se (fut.)

Tumulto; confusão (bras.)

Despidas

Homens jovens são os que mais morrem de causas violentas Norte e Nordeste tiveram aumento de óbitos masculinos por violência. No Centro-Oeste, morte feminina também cresceu entre 2009 e 2010

Que cola

G1

(?) uma vez: inicia histórias infantis

O "salário" dos filhos

Polvilho Ave colorida do Brasil

Circuito da F1 (Itália) Vidrada (gír.) Agência espacial dos EUA (sigla)

Divisão do mês Apartamento (bras.) Acharam graça Terceira vogal

A atual moeda do Japão

Misericórdia Embalar (o bebê) Mistura de terra e água

A "rival" da sogra (pop.) Bebida do remédio caseiro

Ocupar (o espaço vazio)

Radical (abrev.) Academia Brasileira de Letras (sigla)

(?) já: imediatamente Relacionado Falta de sorte

Um, em inglês

Período fértil dos animais

Vazio; sem nada no interior O popular bichopapão (Folcl.) Cauteloso; cuidadoso Fixador de cabelo

Alimento apreciado pelo esquilo

Origem (abrev.)

Ordem dos Advogados do Brasil (sigla)

3/auê — one. 4/afim — nasa — ogro. 5/amido — ímola.

BANCO

Olavo Bilac, poeta

Letrasímbolo da vitória

47

07

Estatísticas de registro civil divulgadas nesta quarta-feira (30) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) mostram que os homens jovens, na faixa entre os 15 e 29 anos, são os que mais morrem de causas violentas no país. De acordo com o instituto, a proporção de mortes violentas de homens vem caindo desde o início da década passada no Brasil. Em 2000, eram 15,8% do total de óbitos registrados e, em 2010, eram 3,7%. Nas regiões Norte e Nordeste, porém, houve aumento do percentual de óbitos masculinos. No caso do Nordeste, o crescimento

vem ocorrendo desde 2001, quando as mortes violentas de homens representavam 13,6% do total. Em 2010, era 16,4%, maior do que a taxa brasileira. No Norte, houve aumento entre 2009 (16,9%) e 2010 (17,8%). No Centro-Oeste, a mortalidade feminina também cresceu com relação a 2009. As maiores proporções de óbitos violentos em 2010 foram registradas no Amapá (24,4%) e Alagoas (23,0%), no caso dos homens, e Mato Grosso (7,3%) e Maranhão (6,4%), para as mulheres. O IBGE também calculou a proporção entre mortes masculinas por violência com relação às mortes femininas pelo mesmo motivo. Pernambuco, Bahia

e Rio de Janeiro foram os estados com os maiores índices, ou seja, onde morrem muito mais homens do que mulheres. As menores relações estão no Amazonas, Acre e Maranhão, onde há uma violência elevada para ambos os sexos. Segundo o IBGE, os números mostram que “a mortalidade violenta, particularmente entre os homens, ainda é elevada, apesar da tendência de início de declínio observado a partir de 2002”. “Os dados assinalam que o fenômeno da violência é bastante generalizado, envolvendo um número expressivo de áreas geográficas de todas as regiões brasileiras”, conclui o instituto.

Solução J A D M O A M I S A P N E A N C A R O N R E L

M A A N U L A E A D A S E M A R I R I E D A N O R C T A H E R A A F A D O Z C C A V I O R O

A R E N A D A B A I X A D A

O B L A M A S A L A M E

www.coquetel.com.br

E M S I G L N A D I E S E P R O G I P G E

Nas bancas e livrarias.

Horóscopo Áries (21/3 a 20/4)

É necessário estabelecer um parâmetro seguro para sua caminhada cotidiana. Tente resolver, de preferência, as situações mais complexas. Busque apoio e solidariedade dos amigos e da família. Eles vão lhe dar sugestões importantes que poderão mudar o rumo de alguns acontecimentos de forma favorável. Não tenha receio e boa sorte.

Leão (22/7 a 22/8)

Neste período encontrará uma oportunidade para o recolhimento e a reflexão. Procure identificar quais foram os aspectos positivos de sua caminhada e valorize-os. O que deu errado poderá servir como lição de aperfeiçoamento. O importante é gerar um espaço seguro e confortável para atravessar este momento com paz de espírito. Coragem.

Sagitário (22/11 a 21/12) Não complique as coisas. Facilite a vida, principalmente nas relações. Respeitar as opiniões alheias não significa aceitá-las. Deixe de lado qualquer tipo de preconceito e siga seu caminho. Cada coisa tem o tempo certo para ocorrer e passo a passo tudo acaba se ajeitando. Controle a ansiedade e diminua a expectativa.

Virgem (23/8 a 22/9)

Não perca de vista o foco dos objetivos nesta fase de prosperidade e crescimento. Seja perseverante, mesmo diante de algum tipo de adversidade. Mantenha bem claro em sua mente onde pretende chegar com seus projetos. O sucesso está próximo, mas é preciso não desperdiçar energia com situações que estão fora de seu controle.

Capricórnio (22/12 a 20/1)

Preste atenção em seus sentimentos. Aproxima-se uma fase extremamente romântica em seu cotidiano. As relações afetivas ganham novas colorações e o entusiasmo estará presente. Aproveite este momento especial para seduzir. Abra o coração para novas experiências e deixe fluir o carinho e o prazer. Excelentes vibrações positivas.

Cooperação é importante, principalmente no trabalho. Procure aliados mais estáveis e diversifique sua área de atuação. Nos próximos dias sentirá uma onda de criatividade invadir seu cotidiano. Aproveite ao máximo esse fluxo de energia positiva. Coloque em prática antigos projetos. Continue incentivando o diálogo em seus relacionamentos.

Gêmeos (21/5 a 20/6)

Libra ( 23/9 a 22/10)

Aquário (21/1 a 19/2)

Touro (21/4 a 20/5)

Boa fase para a estruturação material. Oportunidades profissionais e comerciais surgirão nos próximos dias. Toda atenção será necessária. Mostre disponibilidade para aceitar desafios. Seu poder criativo é um dos mais poderosos do zodíaco. Invista em você e no que acredita. Doses de autoestima serão bem-vindas. Siga com confiança.

Câncer (21/6 a 21/7)

Não tenha receio de revelar seus sentimentos. É preciso manter a calma, porém expor o que se deseja também ajuda a catalisar novas emoções, que movimentarão o cotidiano. Procure realizar alguns de seus desejos, mesmo que o momento seja apenas de observação. Evitar crises é prática saudável que traz estabilidade e compreensão.

Sua natureza é prudente e observadora, porém nesta fase estará um pouco displicente e terá momentos de impulsividade e ansiedade. Preste atenção em cada detalhe de seus compromissos. Não deixe passar despercebidos fatores importantes e significativos. Com essa medida evitará constrangimentos e situações indesejáveis.

Escorpião (23/10 a 21/11)

Você é uma pessoa enfática e altamente observadora. Mas muitas vezes uma simples observação pode soar como agressão. Analise sua linha de raciocínio ao expor idéias e sentimentos. Não permita que algum tipo de mal-entendido atrapalhe seus relacionamentos, principalmente o amoroso. Esta fase pede discernimento e cautela.

Começa a ingressar numa excelente fase profissional. Muitas oportunidades surgirão. Mas preste atenção para não deixar escapar as boas chances. Lembre-se de que seu poder de visualização é imenso. Use essa energia a seu favor incentivando ainda mais essa capacidade tão peculiar. Siga em frente com determinação e ousadia.

Peixes (20/2 a 20/3)

Incentive o contato com familiares e amigos. Renove sempre os laços de afeto. Quanto mais fortalecidos são os vínculos de companheirismo, maior será a disponibilidade para enfrentar as dificuldades do cotidiano. Não perca a oportunidade de dizer o quanto algumas pessoas são importantes em sua vida. Faça isso de modo honesto.


Click

Em meio a fracassada “profecia” do 21 de dezembro de 2012, Nova Mutum dançou a espera do “fim do mundo” e comemorou a “nova era” em grande estilo na noite de sábado, 22 de dezembro. A festa Casa Amarela na Pollo Pub ficou lotada por muita gente bonita curtindo a vida.


ARINOS EDIÇÃO 941