Issuu on Google+

��O 4 N0 38

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

CAMPINAS, MARÇO DE 2012

“Segredos da Culinária Light” Publicação do Spa Recanto com consultoria da nutricionista Renata Dalseno, reúne deliciosas receitas com baixas calorias.

Saiba como adquirir o seu exemplar, na página 9.

Você ama ou fantasia tudo? Novo livro do Dr. Mario Sabha Jr. Pag. 7

Curso Ísvara de formação e aprofundamento em Yoga. Saiba mais na página 10.

Restaurante Dona Elza Um contraponta à vida agitada das cidades. Veja mais na página 8.


Página 2

Onde encontrar o jornal 100% Vida Alphaville - Alpha Mall Barão Geraldo - Banca do Amaral - Banca do Guará - Padaria Casa Grande - Padaria Alemã - Banca Barão - Supermercado Pão de Açúcar - Frutaria Barão Bonfim - Academia Acqua Forma - Supermercado Pão de Açúcar Castelo e Chapadão - Banca Nakazone - Padaria Trapiche - Nico Paneteria - Restaurante Chimarrão - Panificadora Pão do castelo - Círculo Militar - Clínica Mario Sabha Cambuí - Pão do Cambuí - Massa Pura - Clínica Pupo Nogueira - Clínica Politano - Papelaria Cambuí - Padaria dos Alecrins - Shopping Frutas Cambuí -Terrace Open Mall

Expediente Esta é uma publicação da: Editora 100% Vida Ltda - ME CNPJ: 092 11 133 0001-81 Os artigos são de inteira responsabilidade de seus autores. Jornalista responsável: Luciane Pavini - MTB 20310 cemporcentovida@terra.com.br Publicidade: Silvia Capelazzo - 19 - 3256.7091 silvia.capelazzo@gmail.com Diretores administrativos: Alexandre Figueiredo de Souza e Alfredo Figueiredo Jornal 100% Vida : 19 - 3256.7091 www.jornal100porcentovida.com.br cemporcentovida@terra.com.br Tiragem: 30.000 exemplares Impressão: Gráfica Alpha Paper - 19 - 3256.6773

Criação, Design e Editoração: Roberto Barbosa Logotipo: Yuppie Studio Design

Distribuição: Alphaville, Barão Geraldo, Bonfim, Castelo, Chapadão, Cambuí, Chácara Primavera, Taquaral, Pq. Taquaral, Alto Taquaral, Guanabara, Vila Itapura, Nova Campinas, Jd. das Paineiras, Jd. Flamboyant, Jd. Paraíso, Parque Prado, Cosmópolis, Paulínia, Sousas, Valinhos, Vinhedo

Chácara Primavera, Taquaral, Pq. Taquaral e Alto do Taquaral - Padaria Império dos Pães - Padaria Primavera - Shopping Primavera - Centro Cultural CPFL - The Mall - Padaria Nova Diamante - Restaurante Vilani - Restaurante Takeda Guanabara e Vila Itapura - Banca do Dirceu - Banca Brasil - Instituto Salludys Nova Campinas, Jd. das Paineiras, Jd. Flamboyant e Jd. Paraíso - Ventura Mall - Banca Berini - Padaria Abelha Gulosa - Banca Paineiras - Carrefour Bairro - Padaria Norte Sul - Padaria Fratelli - Casa do Yakisoba Parque Prado - Condomínios Prado - Shopping Prado Cosmópolis -Banca do Shopping - Plena Farma Paulínia - Banca do Cemitério - Paulínia Shopping - Padaria Real - Farmácia Farmais - Banca da Praça - Banca do Bosque Sousas - Banca Praxedes - República da Pizza - Café Senzala - Galpão Supermercado - Banca do Jair - Rico Panne - Supermercado Kushi - Agropecuária Reino Animal Valinhos - Padarias Centrais Vinhedo - The Gardener Place


Página 3

O novo perfil do profissional da saúde

A

pesar de todo o avanço tecnológico da medicina, é crescente o nível de insatisfação com a visão fragmentada e mecanicista do ser humano, no atual modelo de saúde. Sem falar no mau atendimento à população, na falta de recursos médicos e no descaso para com a dor e a dignidade daqueles que sofrem, esta é uma visão que reduz o paciente a um corpo sem subjetividade, onde tudo que existe é um amontoado de órgãos que são tratados como peças de uma máquina. Qualquer uma pode ser substituída, lubrificada,consertada. Não existe a preocupação com a interrelação entre os órgãos do corpo e nem desses para com os níveis mais sutis da subjetividade, como se nossos sentimentos e pensa mentos não interferissem no estado geral de saúde. Os exames de laboratório substituíram o olhar, o toque, a escuta. Mas, com toda a sua sofisticação, os exames de laboratórios não passam de uma linguagem mecânica de máquinas, que não captam emoções nem sentimentos por detrás de um órgão doente. Essa visão distorcida do ser humano é resultado direto de um paradigma da ciência que reduziu a natureza a uma massa inerte e sem vida própria. Sem ver o Todo, o saber se multiplicou em especializações, que obrigam o olhar do médico a ver apenas parte do corpo, aquela sobre a qual se especializou e por isto sabe muito, mas vê pouco porque não vê o essencial, que são as conexões, a interrelação entre os órgãos, a rede sistêmica que possibilita a vida e a saúde. Como nos sentimos diante disso? Impotentes, insignificantes, desorientados e perdidos. Os antigos tratamentos caseiros à base dos chás e das ervas medicinais foram esquecidos e substituídos por cápsulas e comprimidos caros e repletos de efeitos colaterais. Costumes corriqueiros como andar descalços e receber a energia da terra também foram substituídos pelas sandálias de borracha

ou de plástico, que isolam os pés do contato com a terra. Nossa vida não acompanha mais os ciclos da natureza, todos os alimentos tornaram-se contaminados pelos agrotóxicos e até o ar que respiramos está saturado de poluentes. Não nos damos conta de que os efeitos nocivos desse estilo de vida são físicos, emocionais, mentais e espirituais. Não surpreende que nossa civilização esteja profundamente adoecida. É nesse contexto que surge um novo perfil de profissional da saúde, resgatando conhecimentos ancestrais, trazendo uma nova visão de saúde holística e integrada, consciente de que o ser humano é uma unidade físicoemocional-mental-espiritual,e em sintonia com as mais recentes descobertas científicas da Física sobre matéria/energia. O Terapeuta naturista, seja através da fitoterapia, dos florais, da aromaterapia ou cromoterapia, reiki, toque terapêutico, reflexologia e muitas outras abordagens, é o novo profissional das medicinas complementares, holísticas e integrativas. Algumas mudanças já começam a ser observadas. Segundo a ONU - Organização Mundial da Saúde, cada vez mais pessoas recorrem às práticas complementares e holísticas como tratamento para seus problemas de saúde. Recentemente, a ONU reconheceu também formas não convencionais de tratamento, como parteiras, benzedeiras, raizeiros, e algumas técnicas de terapia vibracional. A acupuntura, a homeopatia e a fitoterapia tornaram-se disciplinas universitárias. O bem estar obtido num atendimento dessa natureza já começa pelos cuidados com a energia e a vibração do local: muitas plantas, música suave de fundo, essências aromáticas no ambiente, cores tranqüilizantes nas paredes, almofadas pelo chão, decoração profundamente espiritualizada. Contudo, este é um momento em que é preciso refletir sobre os

rumos e os perigos que rondam essa mudança de perspectiva. Atualmente, muitos são aqueles que estão sentindo o chamado para o trabalho terapêutico. Pessoas de diversas áreas: pedagogos, funcionários públicos, engenheiros, advogados, empresários sentem e respondem ao chamado para as artes de cura. Por onde começar? A maioria busca cursos que oferecem técnicas e instrumentos práticos e funcionais. Estamos contaminados pela visão tecnológica, onde o que importa é ter uma boa técnica, uma boa ferramenta nas mãos para poder trabalhar. Queremos ir pelo caminho mais rápido. Mas, atenção, o caminho do Terapeuta começa por ele mesmo. A palavra “terapia’ significa ‘cuidar’. E para se tornar Terapeuta, é preciso começar por aprender a cuidar de si mesmo. Um Terapeuta não é um tecnólogo. Nem um curador. Ele é um mestre que sabe como despertar o curador interno do paciente, como estimular sua autoconfiança e fé no seu poder pessoal de criar um estado de saúde. Toda cura verdadeira envolve a autotransformação. O Terapeuta é aquele que sabe como devolver a capacidade de se curar a quem a perdeu, e por isso está doente. Por isso, há que se cuidar do perigo tentador de colocar as ferramentas em primeiro lugar. Técnicas, métodos, teorias,

práticas, tudo isso são apenas ferramentas que só existem para auxiliar no trabalho do mestre que ensina o paciente a despertar de sua inconsciência, de sua passividade mórbida e dependência do outro, alimentada por um modelo médico que começa a se tornar ultrapassado em nossa cultura. Um verdadeiro Terapeuta deve ter, em primeiro lugar, o coração aberto e receptivo. Outro perigo é deixar-se corromper pelo espírito da ganância, do lucro, da competitividade, e transformar as práticas complementares num tratamento elitista, um luxo alternativo de quem pode pagar por ele. Ainda não existe uma organização sem fins lucrativos que congregue os Terapeutas numa associação com o objetivo de zelar pela ética terapêutica, refletir sobre os possíveis rumos de sua missão, unir suas diferentes práticas num serviço social e comunitário, criar um banco de horas para um tra-balho voluntário em hospitais, escolas ou centros de saúde. Há muito a ser feito. Mas, o novo tempo está apenas começando.... Mani Alvarez é diretora do CLASI – Centro latinoamericano de Saúde Integral e coordenadora do curso de pós graduação em Práticas Complementares www.clasi.org.br


Página 4

Síndrome Metabólica

É

a associação de diversas doenças que se relacionam à obesidade, entre elas, alterações do metabolismo da glicose (resistência insulínica, intolerância a glicose), aumento da pressão arterial (HAS) e aumento das taxas de gordura no sangue. A ocorrência da Síndrome Metabólica está ligada ao aumento de risco para o desenvolvimento de Diabetes mellitus tipo 2 e doenças cardiovasculares (arteri osclerose e infarto

do miocárdio) decorrentes do aumento dos triglicerídeos, LDL (colesterol ruim) e redução do HDL (colesterol bom).

O tratamento da Síndrome Metabólica pode ser dividido em medicamentoso e não medicamentoso. O tratamento medicamentoso consiste na administração de medicamentos para controlar a HAS, o Diabetes Mellitus e a Dislipidemia. Já o tratamento não medicamentoso visa a reeducação alimentar para que haja uma redução do peso corporal, redução da gordura visceral com o objetivo de normalizar os níveis da pressão arterial, correção das dislipidemias e da hiperglicemia. É fundamental incluir uma rotina muito bem planejada e acompanhada de atividades físicas com:

a) exercícios aeróbios de 3 a 5 vezes/semana com duração de 30 a 60 minutos e intensidade de 50% a 70% da freqüência cardíaca máxima; b) exercícios resistidos (musculação) trabalhando com cargas de 50% da força máxima.

Marcio Roberto Marinho, educador físico e sócio das unidades 40+, Cambuí e Nova Campinas Unidades: Cambuí:

3203-5178

Guanabara:

3235-2887

Valinhos:

3869-9442

Nova Campinas: 3307- 5173 www.40mais.com.br


Página 5

P

Ninguém Tira o Que é Seu elo adorável hábito que te-

Melhoramos nossa autoestima, eli-

um lado da história. Então você pode

te ser muito pequena para compreen-

nho em escutar a queixa

minamos nossas fantasias de ideal,

estar se perguntando: “Como faço,

der os motivos que a natureza (Deus)

alheia, hoje vamos discorrer sobre

aproveitamos o que realmente temos

não posso mais sonhar e ter desejos

tem por nos aproximar ou afastar de

algo muito curioso. Não chega a ser

para atingir uma determinada meta.

na vida?” Claro que sim, mas perceba

alguma situação, ninguém nunca será

sobre a inveja, mas sim sobre a an-

E porque ela não acontece?

se está pronto para enfrentar aquilo

capaz de lhe tirar o que realmente é

gústia que algumas pessoas sentem

Há dias refletíamos no consultó-

com que tanto sonha, não se esqueça

seu, seja uma experiência, uma pes-

quando falam sobre uma situação

rio em conjunto: eu e um casal que

de olhar de maneira suficientemente

soa, um bem, ou situação. Confie

que elas próprias não conseguem

havia feito inúmeros tratamentos mé-

profunda para saber se tem condição

mais na vida que age por forças in-

atrair para sua vida, enquanto outras

dicos para poderem ter filhos e não

de bancar o que quer. A natureza

visíveis para nos proporcionar o bem

atingem até com certa facilidade. Será

conseguia, apesar de ser sadio. No

sabe o que faz, e “ninguém tira o que

que necessitamos.

apenas uma falta empenho e qualida-

aspecto psicoenergético e emocional,

é teu!”, contudo existe algo que pre-

Se você gostou acesse nosso site:

des para conseguir atingir um objeti-

não obstante, tínhamos trabalhado

cisamos aprender, seja ao conquistar

www.mariosabha.com.br, nele você

vo, será apenas a falta de vibração e

incansavelmente para eliminar cren-

ou ao não conseguir atingir algo tão

pode conhecer também o livro que

pensamentos positivos? Qual será o

ças e possíveis resistências, mas o fato

sonhado, talvez por que seja apenas

escrevi recentemente sobre relaciona-

motivo de não conseguirem na vida o

é que “o casal não conseguia engravi-

sonho e não nos faça bem de verda-

mentos afetivos: “Você Ama ou Fan-

que parece fácil aos outros?

dar”! Às vezes, por um pequeno des-

de. Se não chegou é porque ainda

tasia Tudo?”, disponível em todas as

Conheço pessoas que por mais

cuido, inclusive adotando métodos

não é o momento, não está maduro

livrarias do Brasil. Ele foi um sucesso

que tenham estudado, feito cursos

contraceptivos, existem pessoas que

para aquilo que quer, ou é porque

em vendas (2000 cópias em 40 dias

e terapias para ressignificarem suas

geram mais filhos do que esperavam

não é para você, da mesma forma

após o lançamento).

crenças,

pensamentos

ter. Outros não conseguem apesar de

que existem pessoas que necessitam

negativos, aprenderem a ser poten-

serem saudáveis e fazerem um gran-

de maneiras mais severas e passaram

cialmente melhores para si mesmas,

de esforço. Por que razão isso acon-

por experiências tão ruins pelas quais

inclusive sendo bem sucedidas, não

tece?

você nunca passará na vida, porque

eliminarem

não é para você...

Dr. Mário Sabha Jr. . Doutor em Neuroanatomia

conseguiram o sonho que mais al-

Perceba como nos apegamos tan-

mejavam. Seja ele o emprego ideal,

to às ideias do que precisamos na

Enquanto reclamamos pelo que

o amor de sua vida, a família harmo-

vida, sonhamos com o que queremos,

não temos, esquecemos de olhar e

niosa, até mesmo a aquisição de um

mas não sabemos se teremos estrutu-

agradecer o que temos. Será que neste

bem material, a concretização de um

ra psicológica, emocional para enca-

exato momento você não está sendo

energético (Luiz Gasparetto)

projeto de vida. Enfim, várias são as

rar, para conquistar. Quantas pessoas

ingrato por esperar da vida aquilo

Em Campinas, fones:

aspirações e desejos que temos. A

atingiram seu sonho financeiro sem

que não tem? “Pare de se lamentar,

(19) 3386-9411/ 8173-7731.

questão é: “Por que isso não acontece

estarem preparadas para tal, e em

chorão!”, pois a cobiça é consentir a

www.mariosabha.com.br

para mim?”.

seguida por medo de perderem esta

falta. Isso atrai mais falta. Agradecer

(UNICAMP) . Palestrante Motivacional e Consultor Metafísico . Conselheiro Metafísico Trans-

Participe da Comunidade “Dr.

De imediato, pensamos em in-

condição, se afundaram? Quantos ou-

o que tens te faz entrar em sintonia

vestir de forma direta em busca do

tros conseguiram um bem material e

com a abundância natural, para con-

Mário Sabha Jr.” no FACEBOOK,

que queremos. Sabemos que se nos

tiveram que aguentar briga dos filhos

seguir o bem exatamente necessário

clicando no link abaixo:

esforçarmos em prol de um objetivo

na disputa que separou a família?

para o seu desenvolvimento espiri-

http://www.facebook.com/

ele pode acontecer, eliminando con-

Somos miseráveis, por termos visão

tual e pessoal, mesmo que não seja o

profile.php?id=100002559081921#!/

dicionamentos e crenças negativas.

curta, enquanto enxergamos apenas

que você quer. Apesar de nossa men-

groups/324303910929778/


Página 6

Ciúme A idéia de posse que se apossa de você.

O

ciúme é um tempero bem perigoso para as relações amorosas. Tempero que em excesso intoxica a vida das pessoas. O ciumento sofre muito porque devido a sua enorme insegurança vive em desconfiança e com a necessidade de controle. Assim, as coisas boas que poderiam acontecer na relação amorosa, desaparecem em meio às crises de ciúme.

também.

O desejo do ciumento crônico é que o parceiro seja exclusivamente dele. Se pudesse filmar e acompanhar seu dia seria uma maravilha. Claro que não seria, mas é nisso que ele acredita.

mas os mais graves chegam a oferecer risco real de morte. Cerca de vinte por cento dos homicídios são causados por esse sentimento.

Para os ciumentos de nada adianta que o companheiro dê provas constantes de sua fidelidade contando detalhadamente de como foi seu dia, com quem se encontrou e conversou. No dia seguinte, ele terá que repetir e repetir e repetir... O ciumento se baseia em sua insegurança e não propriamente em fatos concretos. Ele tem ciúmes daquilo que acha que vê e daquilo que não vê

Existem níveis de ciúmes,

O ciumento é um verdadeiro representante do FBI dentro de casa. Procura vestígios, ouve na extensão, mexe em carteira, celular, correspondência e e-mails com o objetivo de encontrar alguma prova do que mais teme: a infidelidade. É como um delírio que para ele tem coerência. O ciumento cronometra o tempo que o parceiro deveria levar do trabalho para casa ou da padaria ou do clube e, pode criar uma cena lamentável em função da desconfiança e sentir

péssimo depois. O ciumento grave tem enorme dificuldade de enxergar o outro e acredita que se o parceiro o amasse realmente, satisfaria suas expectativas como forma de amor e consideração. O ciumento sente que seu afeto está constantemente em risco porque tem baixa autoestima e precisa de ajuda para se encontrar, se gostar, se valorizar e vencer o medo extremo de perder o outro. Sabemos que ninguém pertence a ninguém e que estar junto é uma escolha diária. Esta sensação é ameaçadora para o ciumento que precisa acreditar que o outro lhe pertence! A psicoterapia é a melhor alternativa para vencer esse sentimento. A saúde do relacionamento depende da disposição do casal de encarar esta dificuldade e buscar a ajuda que necessita. Quem se ama entende perfeitamente porque é amado. Já quem não se gosta não consegue achar motivos

para que o outro lhe seja fiel.

Silvia Barros • Terapeuta clínica de adolescentes,adultos e casais há 20 anos • Professora do curso de Psicologia da Faculdade Anhanguera • Professora de ética do anglo Paulínia • Palestrante com mais de 300 palestras no Brasil e Portugal • Especialista e Sexualidade Humana • Psicodramatista • Cursa especialização em Terapia Transpessoal • Capacita professores das redes pública e particular há vinte anos • Tem vinte participações em programas de TV www.silviabarros.com Tels: 3252.1005/ 3252.6513


Página 7

Longe de casa? O sonho e o desafio de morar sozinho.

P

ara muitos jovens morar sozinho é um sonho, para outros uma necessidade depois de prestar vestibular, ou quando se inicia a vida profissional.

lar, o jovem precisa se encher de coragem para procurar em sua nova cidade um bom lugar para morar. Neste momento começam a surgir as primeiras dificuldades como a localização, preço, se a decisão é por morar sozinho ou dividir apartamento, república, e por aí vai… Depois vem a hora de se ajustar à nova rotina, arrumar a casa, preparar as refeições, estudar, trabalhar, conhecer pessoas novas, se enturmar, enfim, viver a vida.

Já para os pais, é um período de adaptação, tranquilo para alguns, de sofrimento para outros. Mas quando a possibilidade se torna real, as coisas podem não sair exatamente como se imaginava. Sem dúvida, depois da pressão de passar no vestibu-

Seja esta empreitada uma opção pessoal ou em função da necessidade da circunstância, sabemos que a mala vem recheada de sentimentos conflituosos, como a euforia pela conquista, alegria, ansiedade, o medo do novo, angústia, saudade, a falta dos amigos, solidão, desorganização, etc. Se para quem mora sozinho a solidão pode ser o sentimento mais intenso, para os que irão dividir a casa, é preci-

so ter um bom jogo de cintura e procurar jovens com os mesmos traços de personalidade, pois pode haver discórdia sobre gostos e preferências, por exemplo: musicais, hora de estudo, privacidade, sobre o que é ou não permitido no espaço, organização, divisão de despesas e tarefas, e aprender a lidar com as diferenças sociais . Mas nem sempre os jovens conseguem lidar bem com tantas mudanças. O medo do desconhecido e a pressão interna para ser bem sucedido na nova empreitada fazem com que o jovem se estresse e sinta os reflexos da mente em seu corpo. Algumas pessoas sofrem mais que as outras, podendo gerar sintomas físicos como: aperto no peito, ansiedade elevada, dores musculares, enxaquecas, sudorese, crises de choro, desconforto nos ambientes, falta de concentração, medo, desejo de voltar

para casa e desistir do estudo ou trabalho, e nesses casos é preciso procurar a ajuda psicológica. Quanto antes esse passo for dado, menos tempo de sofrimento emocional. Para os jovens que não têm condições financeiras, eles podem optar pela clínica social, que oferecemos. Na psicoterapia você terá a chance de aumentar o conhecimento de si mesmo, e aprender a lidar com suas dificuldades da melhor maneira possível, cuidando de você. Tais Azevedo Psicóloga R: Jorge de Figueiredo Corrêa, 1334 – Taquaral – Campinas Fone: (19) 3256 -5488 atendimento@psicologoscampinas.com.br www.psicologoscampinas.com.br


Página 8

O

Restaurante Dona Elza está localizado na Pousada Estância Parque e oferece deliciosos pratos de comida do campo com um toque gourmet, dispostos entre o buffet de saladas e o fogão a lenha. O cuidado na preparação dos pratos evidencia a preocupação com a comida saudável, perfumada com ervas e folhas da horta orgânica que fica ao lado do restaurante. A casa grande de espaçosas varandas nos remete às casas de mães, avós e tias onde é possível experimentar um pedaço de pão caseiro, acabado de sair do forno com manteiga temperada, antes de chegar à mesa. O lugar rodeado de verde, água, borboletas e passarinhos permite às crianças se divertirem no pedalinho do lago, na fazendinha, no campo de futebol, na ponte pencil, nos jogos de dama gigante, amarelinha e caracol, também nas trilhas pela mata. Com tanto entretenimento dá tempo de saborear vagarosamente a sobremesa antes de saber o paradeiro dos filhos, e continuar ali por mais tempo, com eles, desfrutando a beleza do lugar. - Restaurante Dona Elza, um contraponto à vida agitada das cidades Viva essa experiência! Restaurante Dona Elza - Rodovia Amparo - Serra Negra, km 147, a 50 metros do asfalto.

Tel: (19) 3892.5433 | www.estanciaserranegra.com.br


Página 9

A publicação, elaborada pelo Spa Recanto e consultoria da nutricionista Renata Dalseno, traz pratos atrativos e fáceis de preparar.

“Segredos da Culinária Light”

O

Reúne deliciosas receitas com baixas calorias sabor delicio-

quantidade de calorias

so, o aroma

nas porções. “Todos

chamativo e a apresen-

os pratos podem ser

tação agradável são os

feitos em casa, no dia a

principais ingredientes

dia, ou mesmo em al-

do livro “Segredos da

moços e jantares para

Culinária Light”, que

convidados

foi elaborado pelo Spa

são, realmente, deli-

Recanto, em Cabreúva

ciosos”, garante o SPA

(80 km de São Paulo),

Recanto.

com a consultoria e autoria da nutricionista Renata Dalseno. A publicação

porque

“Segredos da Culinária Light” custa R$ 55,00 e está sendo

pretende

vendido no Spa Re-

colaborar com quem

canto, que atende as

trava uma dura ba-

solicitações feitas pelo

talha diária contra o

telefone 11 - 4528.0200.

excesso de peso e quer alternativas para fazer

O SPA Recanto fica

no Sítio do Chuca, s/n, tivos criados, testados na boca e receitas fáde forma fácil e rápida bairro Guaxatuba, em receitas de baixa calo- e aprovados, a partir ceis de serem preparaCabreúva, São Paulo ria, mas sem deixar o do trabalho de reedu- das, o livro é a solução CEP: 13.315-000. sabor de lado. O livro cação alimentar que para emagrecer sem Para conhecer o SPA reúne as orientações o Spa Recanto desen- sofrimento com pratos salgados, doces, sala- Recanto visite o site : sobre os ingredientes volve há 23 anos. www.sparecanto. Com imagens ilus- das, sopas, pães, semtos deliciosos e nutri- trativas que dão água pre com a indicação da com.br. e modos de fazer pra-


Pรกgina 10


Página 11

Firenze Residencial: um espaço para convivência de idosos

A

Firenze Residencial e Espaço de Convivência para idosos é uma empresa familiar criada para atender e cuidar desta população de forma técnica, ética e responsável. O objetivo é a melhoria da qualidade de vida e individualização dos cuidados, proporcionando aos familiares, segurança e tranquilidade. Com um ambiente adequado, confortável e arejado, a Firenze facilita a locomoção e autonomia dos seus hóspedes nas atividades diárias, estimulando a convivência. A filosofia é baseada na arte do cuidar, respeito à vida, ética e comprometimento no serviço prestado. O trabalho é feito com uma equipe de cuidadores, terapeuta ocupacional, fisioterapeuta, médico, nutricionista, equipe

de apoio e psicologia. Há o serviço de moradia, acolhimento noturno, Day-care e acolhimento de finais de semana.

vivência saudável, através de atendimento grupal de fisioterapia, oficinas terapêuticas, grupo de terapia ocupacional e avaliação mensal com nutricionista. O grupo de fisioterapia proporciona “O Encontro no Quintal” e trabalha respeitando a limitação de cada idoso, desenvolve atividades relacionadas ao cuidado com o corpo, motricidade, alongamento, desenvolvimento de potências e manutenção dos exercícios.

O local dispõe de suítes individuais e quartos coletivos, assinatura do jornal do dia e TV a cabo. São oferecidas seis refeições diárias, serviço completo de lavanderia e o horário de visita é livre pensando em facilitar os encontros familiares. O cotidiano é planejado de forma a preservar a individualização do cuidado e uma con-

As oficinas terapêuticas nasceram com o desejo de propiciar aos hóspedes que chegam à casa acolhimento e integração. Ir para o residencial de idosos é um momento delicado, de perdas significativas e que requer estratégias que facilitem esta transição e adaptação. Nesta proposta as oficinas foram tomando corpo, construídas a partir das necessidades e sugestões dos

próprios idosos e dos profissionais envolvidos nesse “cuidar”. As atividades envolvem: conversas, poesias, jogos, músicas, relaxamento, respiração, dinâmicas de grupo e atividades manuais. Elas possibilitam convivência, conhecimento, criatividade, saúde e qualidade de vida. Cuidar das coisas implica ter intimidade com elas, senti-las dentro, acolhê-las, respeitá-las, dar-lhe sossego e repouso. Cuidar é entrar em sintonia. Auscultar-lhe o ritmo e afinar-se com ele. Cuidar é estabelecer comunhão. (Boff, 2001) Venha nos conhecer e fazer parte desta grande família... Bianca Bittencourt Rua Bernardo José Sampaio, 325 Botafogo - Campinas/SP Fone: 19-3231.1456 / 9701.9903 www.firenzeresidencial.com.br


Pรกgina 12


Jornal 100% Vida - Edição de Março de 2012