Page 18

APEF em Estágio Os destinatários destes estágios são todos os estudantes de MICF das Instituições de Ensino Superior Membros da APEF, estando acessível tanto a estudantes do 1º e 2º ciclos. Estes estágios são constituídos por duas fases, sendo que um mesmo estudante se pode candidatar e ficar colocado nas duas. No entanto, se houver sobreposição dos períodos de estágios, o aluno será penalizado. Regulamento Por cada dez dias úteis de estágio, o estagiário pode faltar, no máximo, uma vez e devidamente justificada à entidade. As desistências após a formalização da colocação conduzem ao levantamento do respetivo cheque-caução pela APEF. As vagas livres deixadas pelos desistentes serão, sempre que possível, atribuídas a outros candidatos de acordo com os critérios de seleção. Todos os estagiários devem estar assegurados, assim se a entidade não lhe fornecer um seguro o estudante deverá realizar um, sendo as despesas do mesmo responsabilidade do aluno. No final do período de estágio, é atribuído, a cada estagiário, um certificado comprovativo da participação no estágio. Candidatura Cada estudante pode candidatar-se por ordem de preferência a 10 opções, no máximo. Terá também de entregar comprovativo de matrícula numa Instituição de Ensino Superior de um Membro da APEF, comprovativo da média, Curriculum Vitae com certificados e/ou comprovativos e carta de motivação. A candidatura é seriada através de um sistema de pontos que pode ser consultado no Regulamento Interno APEF em Estágio (a divulgar posteriormente). Após a divulgação dos resultados, o estudante terá de entregar pessoalmente na sua Associação/Núcleo de Estudantes, nos 3 dias úteis seguintes à divulgação dos resultados, um cheque-caução no valor de cinquenta euros e preencher o Termo de Responsabilidade no formulário online disponibilizado pelo DESP (Departamento de Estágios e Saídas Profissionais).

Testemunhos Estágio UC | Concurso Inscrevi-me no estágio de Verão em Farmácia Hospitalar no Hospital da Santa Casa da Misericórdia da Mealhada com o objetivo de entrar em contacto com o mundo do trabalho e com este ramo da nossa área de estudos, de forma a ter um conhecimento fundamentado e experienciado das funções práticas de um farmacêutico hospitalar. Por ser um hospital pequeno, com muito trabalho diário para ser feito apenas por 3 pessoas (as quais me ensinaram imenso e me acolheram com toda a simpatia), tive a sorte de poder ajudar em várias tarefas, o que tornou o meu estágio dinâmico e interessante. Dois dias por semana ajudava a preparar a medicação para vários dias da semana, para todos os doentes dos Cuidados Continuados e Internamento, sendo que, muitas vezes, fui entregar medicação a estes serviços, estabelecendo contacto com alguns médicos e enfermeiros. Entre outros trabalhos, recebia encomendas (conferir lotes, datas de validade, e armazenar), fazia a etiquetagem das doses individuais dos medicamentos, ou ajudava nos registos informáticos. Foi uma experiência muito gratificante, mesmo se, muitas vezes cansativa, que aconselho a qualquer um! Ana Fresco - 4º ano MICF

-18-

O Pilão | nº 17 | Março2017

17ª Edição  
17ª Edição  
Advertisement