Issuu on Google+

Locomotiva Puxando o assunto, trazendo o debate, levando informação 14 de dezembro de 2013 - sábado - nº 119 - Distribuição gratuita

O Natal é aqui Comodidade, facilidade e bom preço atraem os consumidores para prestigiar o comércio local | Pág. 3

Franco ganha Centro de Iniciação ao Esporte | Pág. 5

Corpo de Bombeiros alerta: nadar na represa é proibido | Pág. 7


2

14 de dezembro de 2013 - sábado - nº119 Distribuição gratuita

Nesta seção,

SOCIAIS

traremos sempre as pessoas, lugares e

eventos que brilham na vida social de nossa cidade e região

Aniversariantes

Djalma Benedicto 15 de Dezembro

Hilton Feliciano 15 de Dezembro

Locomotiva

EDITORIAL

D

esde que o Juquery deixou de ser a maior fonte de empregos dessa terra, sofremos com a definição de sermos uma cidade-dormitório. Sem trabalho perto de casa, há tempos os franco-rochenses tiveram que se aventurar nos trens com destino a São Paulo. Mas, Franco da Rocha tem evoluído e os empregos, ainda que timidamente, começaram a aparecer, em especial no comércio. Algumas lojas chegaram a contratar o dobro de sua equipe

costumeira. Além disso, promoções e sorteios dão um incentivo aos nossos consumidores. E a população tem colaborado, comprando e investindo na cidade. Gerando renda e fazendo com que o dinheiro circule por aqui. Um ponto positivo para o franco-rochense que quer o bem de Franco. Claro que ainda é pouco. E é necessário que a busca por novos pólos de desenvolvimento não seja esquecida. Apesar do comércio vibrante, é fato que o nosso “hospital” ainda tem

potencial para alçar nossa cidade a um patamar que volte a nos dar orgulho. Depois de oito anos do incêndio que tentou apagar nossa história, novos ventos sopram com a restauração dos prédios do Complexo. Depois disso aguardamos a sinalização da cessão da área do Estado para a União e a instalação de um equipamento de ensino superior no Juquery. E mais empregos, e mais desenvolvimento e mais Natais felizes. Um lindo Natal, Franco da Rocha.

Notícias da Câmara e Região

Franco pode ter Central de Documentos Perdidos Fernanda Poli 19 de Dezembro

Rose Castanha 19 de Dezembro

Projeto de lei nº 125/2013 do vereador Junior do Sindicato visa a criação de uma Central de Documentos Perdidos na cidade, tendo como finalidade receber,

armazenar e restituir esses documentos. O projeto foi aprovado com unanimidade na Câmara. Nesta Central, os serviços deverão ser gratuitos e os documentos

permanecerão por tempo indeterminado à disposição dos cidadãos. Para tanto, será obrigatória a apresentação de um boletim de ocorrência expedido pela Delegacia de Polícia.

Caieiras receberá astros do futebol Luciano Faganelli 21 de Dezembro

Lana Alvares 26 de Dezembro

Expediente Locomotiva é uma publicação da Gráfica LWC Ltda

Circula em Franco da Rocha, Caieiras, Francisco Morato, Mairiporã e região.

Jornalista Responsável: Bárbara Feliciano MTB 0067826 SP

Diagramação: Juliana Morais Tiragem: 10 mil exemplares - quinzenal E-mail: redacao@jornallocomotiva.com.br Todos os artigos assinados são de responsabilidade de seus autores e não representam, necessariamente, a opinião do jornal.

Anuncie no Locomotiva

(11) 97478-2801 (Bárbara) 4811-4104 (João)

No próximo sábado (21), a cidade de Caieiras receberá mais uma edição do jogo beneficente “Futebol Solidário”, a partir das 10h, no Estádio Municipal Carlos Ferracini, localizado no centro da cidade. O evento faz parte das comemorações de aniversário do município. Neste ano, o anfitrião é o astro do Santos

F.C., Marcos Assunção, nascido na cidade de Caieiras. Grandes nomes do futebol brasileiro já estão confirmados, como: Leandro Damião (Internacional), Ralf (Corinthians), Gilmar (ex-Corinthians), Wesley, Vinicius, Luis Felipe, Renatinho, Amaral (todos do Palmeiras), Léo, Renê Júnior, Gabriel, Neílton, Ewerton

Costa (todos do Santos), Luan (Cruzeiro), Nunes (Santo André), Nenê (Al Gharafa), Cafu, Denilson, Juninho Paulista, Vampeta e Edmilson. Com o objetivo auxiliar o Fundo Social de Solidariedade da Prefeitura, os espectadores terão que doar um quilo de alimento para assistir a partida.

Franco-rochense ganha troféu em maratona de Mairiporã Benê Pereira, 58, recebeu o troféu na categoria master na sétima edição do Mairiporã Eco Fest Adventure. A maratona aconteceu mês passado no espaço

viário Mário Covas. A prova reuniu atletas entre 50 e 60 anos percorrendo um percurso de 12km. Houveram mais de 150 inscritos. Benê enfrentou o circuito

misto que tem chão batido e asfalto e concluiu a corrida em 55 minutos e 16 segundos. Agora o atleta pretende correr a São Silvestre do bairro Pouso Alegre em Franco da Rocha.

Dois projetos que entregam brinquedos e roupas para crianças carentes da cidade estão recebendo doações Para o projeto VH Para um Rua Rui Barbosa, 01, Centro. Natal mais Feliz, os donativos podem ser entregues na loja Para o projeto Natal Feliz, Romeu e Julieta, localizada na deve-se entregar as doações

no Centro Espírita Luz e Caridade, localizado na Rua Coronel Domingos Ortiz, 385, Centro.


Locomotiva

3

14 de dezembro de 2013 - sábado - nº119 Distribuição gratuita

Por que fazer as compras de natal na cidade? Conheça a importância e vantagens de valorizar o comércio local

Lojas cheias, promoções e a grande quantidade de consumidores andando pelas ruas do centro da cidade resume o cenário que se vê durante todo o mês de dezembro. O período é considerado, pelo comércio varejista, a melhor data para vendas devido a injeção do décimo terceiro salário. O mercado local tem diversas opções para o consumidor além de disponibilizar a facilidade de troca do produto e oferecer prêmios e promoções. Comprar no comércio do município significa dinamizar este setor e fortalecer a economia da cidade. O estudante de economia da Pontifícia Universidade Católica, Rafael Padilha, afirma que “os munícipes têm importante participação no desenvolvimento do comércio

local pois contribuem com o aquecimento deste setor, gerando um aumento na arrecadação municipal e na renda da população”. Para maior comodidade dos munícipes que preferem comprar em Franco, muitas lojas estenderão o horário de vendas entre as 20 e às 22 horas. Bom para os clientes, bom para a cidade, pois o alongamento do horário gera mais empregos. Para atrair mais compradores, as lojas fazem muitas promoções e sorteios nesta época. A casa de carnes Baby Beef está sorteando uma TV e um micro-ondas. Na Caedu, a cada R$30 em compras, o consumidor concorre a uma moto. A Majô Modas está sorteando uma cesta de natal e os supermercados, carros.

Programação de Natal na cidade

17 DEZEMBRO

20 DEZEMBRO

Comprando aqui economizo com gasolina ou condução, pesquiso sempre onde é mais barato.”

disse Fabio Rogerio, 34, morador do Jardim Progresso.

Fica mais fácil para trocar os presentes e se eu fizer crediário não preciso ir pra outro lugar só pra pagar.”

disse Aline Paranhus, 21, moradora do Parque Vitória.

Operação Final de Ano

“Big Band”

Apresentação da banda Big Band com o maestro Jairo Farias, em frente à Casa de Cultura (antiga Biblioteca), a partir das 19h.

“Cantata de Natal”

Apresentação do coral IASD de Franco da Rocha, em frente à Casa de Cultura (antiga Biblioteca), a partir das 19h.

A diretoria de Trânsito da Prefeitura e a Guarda Civil Municipal estão realizando a Operação Final de Ano, pois, nesta época, o tráfego de automóveis fica mais intenso. De 10 a 30 de dezembro, o horário de fiscalização de trânsito no Centro foi

ampliado, das 7h às 22h. Os agentes estão nas ruas para organizar e disciplinar o trânsito, principalmente a respeito das vagas de idosos, deficientes e de carga e descarga. A GCM dará suporte aos agentes de trânsito, evitando incidentes, como furtos.


4

14 de dezembro de 2013 - sábado - nº119 Distribuição gratuita

Locomotiva

Para encerrar o ano letivo Formaturas temáticas animam o final de 2013

O encerramento do ano letivo do ensino básico das escolas municipais aconteceu com festa no início deste mês no Centro Cultural Newton Gomes de Sá. Ao todo foram 16 formaturas organizadas pela Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e lazer da Prefeitura de Franco. Cada escola fez uma apresentação, para os pais e familiares dos estudantes, com o tema: “No reino da educação infantil, sonhar e imaginar é só começar”. Os formandos entraram no clima dos contos de fadas e vestiram-se de personagens de histórias como Cinderela, Chapeuzinho Vermelho

e Branca de Neve. Todos os 1.850 alunos receberam kits com livros e dvd’s de contos infantis.

Adultos também fizeram a festa

Adultos também fizeram a festa Na Educação de Jovens e Adultos (EJA), a festa de formatura aconteceu na quinta-feira (12), no Centro Social Urbano para os alunos que frequentaram as aulas nas EMEBs Dionysio Bovo e Donald Savazoni. Foram 80 formandos que concluíram o ensino fundamental e já estão aptos para cursar o ensino médio.

Utilidade Pública

Lumque volenit, volore pro beria voluptas et laborestet fugiam, sumquia volore, comnimil moloren tibeaquam aruntiam que maio beruptati te prereptas autemqui acienduciis am quia iumquam, a voloreheni

Falsos atendentes aplicam golpes em clientes de caixa eletrônico Um golpe, não tão novo, volta a acontecer em nossa cidade. A ação é simples: um falso atendente do banco fica posicionado à espera de alguém que esteja com dificuldades para operar o caixa eletrônico e oferece ajuda. Sem saber que se trata de um golpe, os clientes bancários acabam informando sua senha de acesso. A partir daí, o bandido faz a transferência do dinheiro do correntista para uma conta de terceiros. Até o golpe ser denunciado o dinheiro já foi sacado e a pessoa enganada perde tudo o que tinha em sua conta.

Para facilitar a ação, na maioria das vezes os bandidos atuam aos finais de semana, quando não há movimentação de funcionários nas agências. E grande parte das vítimas é formada por pessoas idosas. O gerente de uma das agências bancárias de Franco da Rocha, Osmar Sant’ana, afirma que é preciso alertar a todos sobre o golpe e, ainda, que as pessoas não andem com a senha junto ao cartão pessoal. Além disso, deve-se evitar grandes retiradas em caixas, dando preferência para pagamentos via débito, caixas lotéricas ou débito automático.

Já o 2º sargento PM Mateus, do 26º Batalhão de Franco da Rocha, recomenda que as vítimas procurem a polícia imediatamente. “A polícia só pode iniciar uma investigação depois que houver a ocorrência registrada. As câmeras de segurança podem auxiliar na identificação dos criminosos”, afirma o sargento. A dica do sargento da PM é para que as pessoas “não confiem em estranhos, não passem senhas da conta para ninguém e, quando houver algum problema, liguem para o gerente da conta ou para a central de atendimento do banco”.


Locomotiva

5

14 de dezembro de 2013 - sábado - nº119 Distribuição gratuita

Franco receberá Centro de Iniciação ao Esporte De olho nas olimpíadas em 2016, governo federal quer incentivar a prática esportiva

Franco da Rocha é um dos municípios selecionados para receber um Centro de Iniciação ao Esporte (CIE), iniciativa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) do governo federal. A notícia foi dada pelo Ministro dos Esportes, Aldo Rebelo, em Brasília. O processo de seleção para as cidades interessadas foi aberto em fevereiro deste ano e o prazo de cadastramento encerrou-se em abril. O Ministério do Esporte recebeu as propostas e selecionou as cidades que se enquadravam nos critérios estabelecidos. O CIE é um dos maiores projetos de legado dos Jogos Olímpicos e dos Jogos Paraolímpicos de 2016, que serão realizados no Rio de Janeiro e

beneficiarão todo o Brasil. Com ginásios poliesportivos e outras estruturas que podem receber até 13 modalidades olímpicas, seis paralímpicas e uma não-olímpica, o programa é parte do objetivo de disseminar a prática do esporte em todo o país. Franco receberá o modelo II do CIE, que comporta uma área de até 3.500 metros quadrados para a construção e terá um ginásio poliesportivo com arquibancada, uma quadra externa descoberta e uma área de apoio com copa, vestiários, enfermaria, depósito, academia e administração. O Centro será instalado na Chácara São José e as obras devem começar no ano que vem.

Modelo do Centro de Iniciação Esportiva que será instalado em Franco da Rocha

Oportunidade de moradia para 224 famílias

Nesta semana, a Prefeitura, por meio do programa habitacional chamado Terra Boa, fez uma negociação com a Caixa Econômica

Os apartamentos que fazem parte de um conjunto de prédios localizados na Avenida da Saudade, na Vila Palmares, foram construídos há oito anos, porém, estavam inutilizados devido a alguns problemas de execução na obra. Neste ano, a Prefeitura para que problemas foram resolvidos. Para se candidatar a residir no local, é necessário se encaixar em um perfil pré-estabelecido que prevê que o candidato tenha renda familiar comprovada entre R$2 mil Federal para que dois condomínios, e R$3 mil, não tenha restrição de totalizando 224 residências, fossem cadastro, more em Franco da Rocha disponibilizados para a população há mais de cinco anos e não possua franco-rochense. imóvel próprio.

Como se inscrever:

Funcionários Públicos Municipais (Estatutários) Dias 18, 19 e 20 de dezembro das 9h às 16h, no Paço Municipal, sala 7. População em Geral Dias 8, 9, 10 e 11 de janeiro, das 9h às 16h no Centro Social Urbano (CSU). Documentos necessários: a Documentos pessoais dos componentes da família (RG, CPF, Certidão de Nascimento, Certidão de Casamento); a Comprovante de residência; a Comprovante de renda dos componentes da família que trabalham.


6

14 de dezembro de 2013 - sábado - nº119 Distribuição gratuita

Locomotiva

Juquery passará por grande obra de restauração Governo estadual anuncia 41 milhões para reforma

Nesta semana, o governo estadual anunciou que irá investir R$41 milhões em uma grande obra de restauração que atingirá 20 prédios e a vila médica do Complexo Hospitalar do Juquery. A previsão é de que a obra comece no primeiro semestre de 2014 e seja concluída em dois anos. Por enquanto, os especialistas fazem os

estudos nas fachadas com o objetivo de chegar à cor original dos prédios, num processo que antecede a execução do projeto. No total, a obra contempla restauração, modernização e acessibilidade. Em algumas áreas serão implantados elevadores e rampas de acesso e toda a parte de infraestrutura hospital será refeita. Além disso, sete casas que ficam

Além do resgate histórico, a reforma dará acessibilidade, já que a média de idade dos internos é de 65 anos e o tempo médio de internação 30 anos.”

Glalco Cyriaco, diretor do Complexo Hospitalar do Juquery

na ala conhecida como Vila Residencial, inaugurada em 1934 para moradia dos médicos que trabalhavam ali, serão transformadas num espaço destinado ao tratamento de reabilitação e reinserção social de pacientes crônicos. Pelo projeto, a estrutura comportará 48 doentes. Todos os prédios inclusos no projeto são tombados pelo Conselho

de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico (Condephaat). Tudo que não faz parte do projeto original será demolido com autorização do Condephaat. Após a reforma, a previsão é de que 30 leitos fiquem disponíveis para auxiliar o hospital, porém serão apenas para cuidados de curta permanência.

Teste de cor para início da restauração da pintura externa

Incêndio no prédio central do Juquery completa oito anos Há oito anos, mais de 100 anos de história do Complexo Hospitalar do Juquery viraram cinzas na madrugada do dia 17 de dezembro de 2005. O prédio central do CHJ foi destruído pelas chamas, restando apenas as paredes estruturais e uma parte da cobertura do piso inferior, numa das laterais. O prédio foi planejado por Ramos de Azevedo na virada do século XIX e é patrimônio histórico reconhecido pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico. “O incêndio ocorrido em um final de semana, de um final de

ano, de uma final de campeonato esportivo, não chamou a atenção da imprensa como poderia ou deveria”, lembra Iná Rosa, franco-rochense e arquiteta. Queimaram, junto com o prédio, mais de cem anos da história da psiquiatria paulista e brasileira, por meio de prontuários médicos, arquivos técnicos e administrativos que guardavam o dia a dia do Hospital do Juquery desde o tempo do Dr. Franco da Rocha, fundador da instituição. O edifício abrigava, ainda, a mais completa biblioteca brasileira de livros e periódicos em psiquiatria da metade do século XIX até metade do século XX.


Locomotiva

7

14 de dezembro de 2013 - sábado - nº119 Distribuição gratuita

Calor aumenta risco de afogamentos na represa Corpo de Bombeiros alerta: é proibido nadar e pescar

Represa Paulo de Paiva Castro

O verão está chegando e os dias vão ficando cada vez mais quentes, este fator, combinado com as férias, resulta em grandes quantidades de pessoas que vão à represa para se refrescar. Porém, nem todos sabem que a entrada de banhistas, além de ser proibida, pode ser muito perigosa. As margens e as águas das represas são vedadas para quaisquer tipos de veraneio, pois a utilização indevida das represas por banhistas pode interferir na própria qualidade da água que é captada e fornecida, posteriormente, à população da região. O Corpo de Bombeiros alerta para o principal fator de risco: os afogamentos. As margens da represa não foram projetadas para receber banhistas, nem há a presença de salva-vidas nesses locais. Ressalta, também, a importância de estarmos atentos às sinalizações e as áreas de segurança do reservatório. “O posto de Bombeiros de Franco

da Rocha, no mês de dezembro, atendeu duas ocorrências de afogamento em curso, próximas a Ponte de Santa Inês e na Estrada da Cacéia. Em ambas as situações foram possíveis retirar as vítimas com vida, porém, na maioria das vezes, o Corpo de Bombeiros, infelizmente, chega apenas para realizar a operação de mergulho para retirada do corpo”, disse o capitão Dorce, comandante do posto. Ainda segundo ele, algumas pessoas utilizam da represa para se banhar e acabam sendo surpreendidas com os diversos riscos que o local apresenta, devido aos desníveis de profundidade e ainda com galhos e pedras que podem enroscar e prender os banhistas. Além disso, alguns banhistas fazem o uso de bebida alcoólica, agravando o risco de afogamento. “O Corpo de Bombeiros não realiza nenhuma ação preventiva com barcos e salva-vidas, pois o local é de propriedade da SABESP. Algumas

Cuidado

Nadar em locais proibidos é crime! Eventuais banhistas e veranistas praticam o crime definido pela Lei de Crimes Ambientais (Lei Federal 9.605/98) ao nadar nas represas e ao sujar estes locais e infringem o Código Florestal (Lei Federal 4.771/65) ao invadir as Áreas de Preservação Permanente (APPs). Nas represas, as APPs correspondem a uma faixa de 50 metros contados a partir das margens, em todas as direções. A prisão em flagrante pode ser feita pela Polícia Militar, Polícia Militar Ambiental e pela Guarda Civil Municipal

Equipamento utilizado para salvamentos pelo Corpo de Bombeiros

placas e cercas foram colocadas, mas por imprudência, muitas pessoas não respeitam estes limites e acabam entrando na represa. É importante que os pais orientem seus filhos sobre os riscos e que as placas de sinalização sejam obedecidas, assim, veículos não irão parar no acostamento da pista,

fato que atrai a atenção de turistas”, finaliza o capitão. Uma boa opção para se refrescar neste verão, é procurar as piscinas públicas de seu município. Vale lembrar que a piscina do Centro Social Urbano (CSU) voltou a ser aberta para o lazer durante os finais de semana.


8 NOSSA GENTE

14 de dezembro de 2013 - sábado - nº119 Distribuição gratuita

Locomotiva

Nesta seção vamos registrar as histórias, os “causos”, a vida dos homens e mulheres que fizeram e fazem, a cada dia, a nossa cidade.

Um franco-rochense saudoso Ricardo Mancz, trabalhou e cresceu junto com a cidade

Ricardo Mancz é franco-rochense há 79 anos, nascido na Vila Martinho, que na época era uma chácara de seu avô, que tinha o mesmo sobrenome do bairro. Seu Ricardo é um senhor

de pouca fala e lindos olhos azuis, herdados da descendência húngara de seu sobrenome. Mancz foi sapateiro por mais de 30 anos. Inicialmente teve seu próprio comércio, depois prestou

concurso para o Estado e foi exercer sua profissão no Juquery, em 1973. Na época havia muitas oficinas lá e a responsabilidade dele era fazer botinas para os internos. Posteriormente, as oficinas fecharam e ele foi encaminhado para trabalhar na agricultura, que ficava onde hoje é o espaço da Fundação Casa, lembra-se ele. “Para mim os dois trabalhos sempre foram gratificantes na sapataria e na horta, sem diferença”. Ricardo Mancz aposentou-se, por lá, em 2000. “O que eu sinto na cidade é que a gente não conhece mais ninguém, grande parte dos meus amigos já se foram, tenho poucos como o Sr. Emiliano, sapateiro, e o Baiano, por exemplo”. Ricardo sempre jogou bola e um de seus companheiros foi o Baiano. Mancz participou de muitos campeonatos. Começou com 13 anos no Clube Expedicionários,

depois no Corinthians e no time da Cia. da Estrada de Ferro. Lembra-se, também, do Ponto 4, um time criado pelo Toti da farmácia que durou pouco tempo. “Recebi convites para jogar profissionalmente, mas já estava casado e preferi abdicar pela família”, afirmou. Mancz é casado com dona Jacira há 53 anos, “devido a muita paciência, principalmente da parte dela, sempre fui pavio curto”, brinca ele. Da união tiverem 4 filhos, todos franco-rochenses e, atualmente, já tem 8 netos. “Franco é a cidade que eu vi crescer, cresci com ela e onde vivi tudo da minha juventude, mas sinto falta de como era antes”. Sr Mancz fala com saudosismo da Franco de antigamente, e tem suas fotos para lembrar dela. Franco cresceu e Sr Mancz ficou com as lembranças de sua cidade pequena.

A bola rolou no Ginásio Paulo Rogério Seixas Na quinta-feira (12), quatro times disputaram duas categorias na final da 2ª Taça Franco da Rocha de Futsal. Na categoria veterano, a equipe de Mairiporã disputou com o time da Alvorada Calçados e venceu por 4x3. Corinthians do Pouso Alegre e A&M Calçados fizeram o jogo da categoria principal, que ficou empatado em 4x4, porém, A&M

Calçados venceu na disputa dos pênaltis. No mesmo dia, a 1º Taça de Franco da Rocha de Futsal Feminino também teve o jogo da final. A equipe Cruz da Malta foi campeã em cima da equipe Franco da Rocha, nos pênaltis após empatar o jogo em 2x2. Todas as equipes vencedoras receberam troféus.

O jornal Locomotiva deseja à todos um Feliz Natal!


Jornal Locomotiva 119