Issuu on Google+

JORNAL ESCOLAR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SINES • JUNHO 2013 / Nº3 / 3º PERÍODO • 0.20 jornais

Um conto que contas

Concurso de Leitura

“Uma viagem pela Matemática”

Vencedores: Leonardo Dias (3ºD), Sofia Pereira (4ºB), Alexandre Ferreira (5ºF) , Marta Ramalho (6ºG).

A aluna Eva Ferreira de Assunção do 5ºano

No passado dia 20 de maio, realizou-se, no

Ribeiro) e a assistência, onze alunos, tendo

auditório da escola sede, a final do Concurso

sido atribuído prémio àquele que foi consi-

de Leitura - AVESALER, promovido pelas

derado o melhor leitor de cada ano escolar.

foi premiado com uma menção honrosa.

turma A, participou no concurso “Um conto que contas” lançado pela Sociedade Portu-

Aqui fica uma ideia…

guesa de Matemática, com o apoio da Universidade de Évora e de outras entidades

bibliotecas escolares do agrupamento e pelos Uma viagem pela Matemática

(Fundação Luís de Molina, do Centro de

professores de Língua Portuguesa. Após seleção, nas duas primeiras elimina-

As coordenadoras das bibliotecas de 1º, 2º e 3º ciclo

Investigação em Matemática e Aplicações da

Já alguma vez pensaste que pudesse

tórias (realizadas no primeiro e segundo

Universidade de Évora, do Centro de Mate-

existir um mundo onde a matemática

períodos respetivamente), leram, perante o

Prof. Maria João Alves

mática Aplicada e Tecnologias de Informa-

reinasse? Onde os triângulos fossem

júri (Rosa Martins, Fátima Nunes e Sónia

e Manuela Cerdeira

ção da Universidade dos Açores e da Delta

reis e os ângulos fossem médicos.

Cafés) Este concurso foi aberto à participa-

Onde os números se cumprimentas-

ção de todos os jovens que frequentam esco-

sem e houvesse escolas e parques

grafia. Para o efeito foi realizada, na Ludote-

las públicas e privadas, desde o 1.º ao 12.º

onde as pequenas figuras geométricas

ca, uma exposição de trabalhos dos alunos

ano de escolaridade, e escolas profissionais

brincassem. Seria um mundo bem ale-

das turmas A, B e C do sétimo ano, sobre os

acreditadas em qualquer modalidade de

gre e divertido.

países da União Europeia. Esta data celebra

função com equivalência legal a esses níveis de escolaridade, de todo o país.

o nascimento da ideia de uma Europa unida,

E é mesmo nesse mundo que a nossa

quando Robert Schuman, o então ministro

história se vai passar…

O concurso consistia na escrita e ilustra-

francês dos Negócios Estrangeiros, retomou

ção de um conto que envolva conteúdos

a ideia originalmente lançada por Jean Mon-

matemáticos e tem como principais objeti-

Dia da Europa 9 de maio

net e apresentou, em Paris, a proposta

No dia 9 de maio comemorou-se, na Escola

Os alunos do 7º A, B e C.

A aluna do 5º A, Eva Ferreira

Sede do Agrupamento, o Dia da Europa, no

Prof. Paula Gonçalves

Prof. Helena Borralho

âmbito das disciplinas de Francês e de Geo-

e Sadrina Gomes

Queres saber mais!?

vos fomentar hábitos de leitura e de escrita nos alunos, assim como promover a articula-

Visita o facebook do agrupamento e lê em

ção entre diversas áreas do saber, desenvol-

facebook.comagrupamentovertical.escolassines

baseada nas ideias dos fundadores da Europa unida e no que é hoje a União Europeia.

ver a capacidade de expressão e comunicação, estimular a imaginação. A aluna concorreu com um conto intitulado “Uma viagem pela Matemática”, o qual


// Editorilal / Sabias que...

A Voz... A voz é algo comum nos nossos dias, todos a temos, todos fazemos uso dela sem nos apercebermos o quão ela é importante para a nossa vivência diária. É através da voz que transmitimos as nossas ideias, sentimentos, que dialogamos com os

Editorial

outros. A voz é o som resultante da atividade laríngea, ou seja, de inter-relação entre a pressão e velocida-

O ano letivo 2012/2013 trouxe consigo um

de do fluxo de ar expiratório, os padrões de adução

novo desafio para o Agrupamento de Escolas

(encerramento) e abdução (abertura) das pregas

de Sines - transformar o Clube de Letra Onli-

vocais e as propriedades de configuração das

ne num jornal escolar em formato papel.

estruturas do trato vocal. Na voz normal o som obtido é de “boa qualida-

Origem do Plástico

de” para os ouvintes e produzido sem dificuldade

encontrar um nome para o jornal, decidir

Nos fundos dos mares e grandes lagos -

pesado do que a Nafta e mais leve que o Óleo

mente face:

sobre o design, entre outros.

bacias sedimentares - depositam-se sedi-

Combustível. O Gasóleo é utilizado em moto-

· Ao esforço vocal (a voz pode se ir degradando

mentos resultantes dos processos de erosão

res de ignição por compressão ou para aque-

ao longo do dia, de acordo com a sobrecarga vocal

que afetam a Terra.

cimento.

e a necessidade de grande resistência vocal);

Muitos foram os passos e os desafios para conseguir concretizar este objetivo: encontrar os patrocinadores, mobilizar professores e alunos para enviarem os seus contributos,

Agora chegados à 3.ª edição, a última des-

ou desconforto para o falante. Há equilíbrio e harmonia muscular. No entanto, a voz pode variar episodica-

te ano letivo, pretendemos agradecer a todos

Juntamente com os sedimentos de nature-

Os Lubrificantes são substâncias que redu-

· Ao ruído ambiente (falar para se fazer ouvir,

os que contribuíram para pôr de pé este pro-

za mineral depositam-se os restos orgânicos

zem o atrito e o desgaste entre duas superfí-

num local, ruidoso, requer da parte do falante um

jeto: aos alunos do 2.º e 3.º ciclos que ajuda-

de plantas e animais - microalgas, plâncton e

cies.

nível de intensidade vocal elevado);

ram com ideias para o novo nome; aos pro-

de outros organismos mais evoluídos - que

O Fuelóleo é um combustível oleoso pesa-

· Ao stress (pode resultar em tensão muscular

fessores, alunos e demais agentes educativos

depois de morrerem são arrastados para o

do. É utilizado para a indústria e transportes.

excessiva com efeitos no funcionamento corporal e

que contribuíram com artigos; ao Centro de

fundo das bacias sedimentares.

O Asfalto é um produto petrolífero extre-

na qualidade vocal);

Artes de Sines pela cedência da técnica

Com o passar dos anos, a matéria orgânica

mamente pesado e é obtido do resíduo do

· A fatores hormonais (hormonas sexuais -

Alexandra Santa-Bárbara que apoiou no

transformou-se em compostos ricos em car-

petróleo. É utilizado principalmente na pavi-

período pré-menstrual, glândula tiroidea, disfun-

design gráfico e ainda desenvolveu as Ofici-

bono, utilizando o oxigénio dissolvido nos

mentação de estradas.

ção pancreática).

nas de paginação; às alunas de 2.º ciclo que

sedimentos.

participaram ativamente nas Oficinas de

Quando uma rocha sedimentar tem muita

Paginação; à REPSOL e à AICEP GLOBAL

matéria orgânica em condições de produzir

PARQUES pelo apoio financeiro; a todos os

grandes quantidades de hidrocarbonetos

que têm comprado e divulgado o nosso

chama-se rocha-mãe.

“Vasquinho”.

Os hidrocarbonetos gerados nas rochas-

Os Termoplásticos amolecem quando são

· À poluição (vapores tóxicos, pó, podem ser

aquecidos e endurecem novamente quando

extremamente agressivos para as mucosas do

arrefecem.

nariz, faringe e laringe).

O Poliestireno é um plástico límpido utili-

Ou progressivamente, face às influências

zado em utensílios de cozinha. Na forma de

dos hábitos sociais, como:

espuma serve para isolamentos e coberturas.

· Tabaco (efeitos irritativos nas pregas vocais);

mãe deslocam-se através de rochas mais

O Polietileno é um plástico translúcido de

Agora que este projeto ganhou asas, espe-

porosas para outras superficiais e mais poro-

cor branca utilizado em embalagens, garra-

massa das pregas vocais);

ramos poder continuar a contar convosco

sas que se designam por rochas-reservatório.

fas, brinquedos, conservantes de madeira,

· Cafeína (desidratação das mucosas do trato

cabos elétricos, canalizações e tubulares.

vocal).

nos voos do próximo ano letivo.

Quando rochas-reservatório, devidamente cobertas por rochas impermeáveis, estão

A todos o nosso muito obrigado e até breve!! Boas Férias

deformadas por

movimentos tectónicos,

podem reter os hidrocarbonetos formando acumulações ou jazigos de petróleo.

Aplicações

O Policloreto de Vinilo (PVC) é utilizado

Na voz patológica (disfonia) há alteração da comu-

em canalizações, revestimentos de chão, dis-

nicação oral, na qual a voz não consegue cumprir o

cos áudio, sapatos e malas de mão.

seu papel de transmissão da mensagem verbal e

Os Plásticos Termoestáveis permanecem

emocional de um indivíduo, ou seja, toda e qual-

rígidos depois de serem preparados e não

quer dificuldade ou alteração na emissão vocal que

amolecem depois de aquecidos.

impede a produção natural da voz. Não se mantém

As Resinas são utilizadas em tintas, em vernizes, na laminação da madeira e em cola.

são utilizadas diretamente como produtos

O Poliéster é utilizado em fibras têxteis sinté-

Funcionais - alterações do comportamento vocal

petrolíferos ou são incorporados no fabrico

ticas.

devido à falta de conhecimento vocal e modelo

O Butano e o Propano são produtos gaso-

Agrupamento de Escolas de Sines COORDENAÇÃO: Patrícia Cardoso

a harmonia e equilíbrio musculares.

As frações de petróleo, depois de tratadas,

de outros produtos químicos. FICHA TÉCNICA: PROPRIEDADE:

· Álcool (causa edema e irritação com aumento da

sos, incolores e que possuem cheiro característico. São utilizados como combustível industrial e doméstico.

O Poliuretano preparado na forma líquida

Classificação das Disfonias:

vocal deficiente. Exemplos: fendas glóticas.

serve para tintas ou vernizes, e na forma de

Orgânico-Funcionais - disfonia de base funcio-

espuma para estofos e enchimentos.

nal com lesões secundárias. Representam uma

Os Silicones são utilizados em borrachas

etapa posterior na evolução da disfonia funcional.

de silicone, tintas, materiais de isolamento

Exemplos: nódulos, pólipos, edemas de Reinke,

A Gasolina é uma mistura altamente volá-

elétrico, laminados, impermeabilização de

alguns quadros de úlceras de contacto, granulomas

EXECUTIVO EDITORIAL:

til e extremamente inflamável. É utilizada

paredes, tecidos que não mancham e cosmé-

e leucoplasias das pregas vocais.

Inês Coutinho, Paula Gonçalves, Pedro Martins, Sandrina Gomes

essencialmente como combustível de moto-

ticos.

Orgânicas - são independentes do uso da voz.

REDACÇÃO: Alunos e Professores AVES / REVISÃO: Paula Gonçalves / DESIGN GRÁFICO: Ana Rita Viegas, Daniela Estaço, Gabriela Silva, Inês Santana, Madalena Correia, Mafalda Gonçalves, Inês Mesquita, Maria Pinto, Melissa Lopes, Soraia Ferreira / 3º Período - Ano Letivo 2012 / 2013 junho / 500 Exemplares

res de ignição comandada.

Os Medicamentos são substâncias natu-

Exemplos: malformações laríngeas, paralisia das

O Querosene de Aviação é utilizado como

rais ou sintéticas utilizadas para fins tera-

pregas vocais, disfonias por distúrbios neurológi-

combustível nos aviões a jacto. O Querosene

pêuticos. Atualmente são sintetizados em

cos (A.V.C., Doença de Parkinson, Esclerose Late-

Iluminante é utilizado quer como fonte de

números cada vez maiores em laboratórios.

ral Amiotrófica).

luz, quer como combustível doméstico. O Gasóleo é um combustível oleoso, mais

A Terapeuta da Fala do Agrupamento Catarina Santinhos


// Projeto TEIP / Projeto Comenius

“Flying: Understanding and supporting dyslexic child in the early age”

Projeto TEIP no Agrupamento de Escolas de Sines (2009/2013) O Agrupamento de Escolas de Sines candida-

turaram três eixos – Níveis insatisfatórios de

O projeto Parceria Multilateral Comenius

2012 realizou-se o encontro de professores

tou-se, há quatro anos, aos projetos TEIP

sucesso escolar; Indisciplina e Falta de um

“Flying: Understanding and supporting

em Sines, onde foram apresentados e discuti-

(Território Educativo de Intervenção Priori-

ambiente escolar saudável, sendo que cada

dyslexic child in the early age”, financiado

dos todos os documentos necessários ao

tária), da 2ª geração, da Direção Geral de

eixo, com as respetivas atividades, é coorde-

pela Agência Nacional PROALV (Programa

prosseguimento do projeto, realizados por

Inovação

nado por um docente. No terceiro ano do

de Aprendizagem ao Longo da Vida), procura

cada escola parceira, para avaliar e apoiar a

projeto TEIP, por decisão dos departamentos

desenvolver um sistema destinado a prepa-

criança com problemas, que possam indiciar

Os territórios de intervenção prioritária

curriculares, optou-se por juntar os dois últi-

rar a criança disléxica para a transição do pré

dislexia, na transição da educação pré-

foram definidos como territórios com uma

mos eixos num só, vindo a chamar-se o 2º

-escolar para a escola primária, através da

escolar para o 1º ciclo. No encontro de par-

população escolar inserida em contextos

eixo estruturante de atividades- Promoção

comparação de práticas alternativas nos paí-

ceiros da Irlanda do Norte, em Belfast, de 28

económicos e sociais críticos onde as condi-

de um ambiente escolar saudável.

ses parceiros, o desenvolvimento de um

de maio a 1 de junho de 2012, foram concluí-

um

modelo de melhores práticas utilizadas e de

das as checklist de prevenção e de transição,

resultados académicos e sociais dos alunos

docente ou por um técnico, tem um grupo de

protocolos para receber o indivíduo disléxi-

bem como o modelo do plano individual de

eram mais difíceis de alcançar. Deste modo,

trabalho que planeia e dinamiza, ao longo do

co, para descobrir a sua história pessoal,

apoio. Foram analisados os guiões para pais

os projetos TEIP têm como princípio contri-

ano letivo. Nestes grupos de trabalho inse-

educacional e social, e fornecer aconselha-

e docentes. No presente ano letivo, entre os

buir para a igualdade de oportunidades de

rem-se professores, técnicos do agrupamen-

mento, apoio e orientação a todos os profes-

dias 26 e 28 de fevereiro de 2013, quatro

todos os alunos.

to, assistentes operacionais, encarregados de

sores e pais. O objetivo do projeto é mudar

docentes fizeram uma mobilidade a Belfast,

e

Desenvolvimento

Curricular

(DGIDC).

ções de ensino e aprendizagem, bem como os

Cada

atividade,

coordenada

por

Deste modo para que as escolas tenham

educação, parceiros da comunidade e alunos.

práticas de gestão no que diz respeito ao

Irlanda do Norte, onde foram debatidos os

maior qualidade e sucesso nas respostas a

Destacamos entre muitas atividades, todas

apoio do aluno disléxico durante a fase de

Guiões finais para pais e professores, a

dar às problemáticas identificadas, em cada

elas de grande importância para o sucesso

transição do pré-escolar para o 1º ciclo e terá

checklist e Plano de Suporte. Estes documen-

escola/ agrupamento, os projetos são, sobre-

dos alunos, o trabalho dos técnicos onde se

um impacto transversal ao currículo.

tos serão apresentados no Relatório Final do

tudo, financiados do POPH (Programa Ope-

insere a “Equipa multidisciplinar de apoio à

No primeiro ano do projeto constituíram-se

Projeto. Ficou também decidido que a Página

racional Potencial Humano) para afetarem

escola/alunos” que tenta dar resposta a

as equipas de projeto e equipa alargada e

Web (em construção pelo país coordenador –

recursos humanos e materiais, necessários às

situações de alunos e suas famílias, chaman-

criaram-se os documentos necessários ao

Itália), irá ter uma apresentação em Italiano

atividades. O desenvolvimento dos projetos

do a si parceiros internos dentro da escola ou

estudo piloto:

e Inglês, bem como terá quatro links, um em

TEIP tem o acompanhamento de Peritos

da comunidade, conforme os casos a resol-

Lista de transição para identificar pontos

cada língua dos países parceiros (Português,

Externos, professores das Escolas Superiores

ver.

fortes e fracos;

Espanhol, Inglês e Italiano), nos quais constarão os documentos elaborados na língua

de Educação ou de Universidades da proxi-

Referimos, ainda, uma das atividades do

Modelo de Plano de Apoio Individual,

midade da escola/agrupamento, pagos atra-

projeto -“Turma Piloto”- que se iniciou no 1º

incluindo métodos de monitorização, ras-

vés dos financiamentos concedidos. O agru-

ano, e que foi uma das atividades centrais.

treio e estratégias de intervenção Checklists

Foi bastante interessante a partilha de

pamento de Sines teve, durante os primeiros

Uma turma de 5ºano, constituída por 13 alu-

de prevenção de dislexia para crianças em

novas experiências bem como a troca de

três anos, o acompanhamento da Escola

nos, apresentando diversas problemáticas,

idade pré-escolar

estratégias no âmbito da problemática: disle-

Superior de Educação de Portalegre e, neste

com diversas retenções, oriundos de contex-

Iniciados os guiões para professores e

último ano, de um professor da Universidade

tos familiares de disfuncionalidade comple-

pais, com previsão de conclusão para outu-

Católica de Lisboa.

xos, causando problemas graves de perturba-

bro de 2012.

materna.

xia. Em todos os encontros foram visitadas escolas, onde se pôde constatar “in loco” o

Além dos Peritos Externos, as escolas/

ção permanente dentro da escola. Esta turma

Os documentos foram trabalhados por

sistema de ensino dos diferentes países, com

agrupamentos têm a possibilidade de contra-

teve um conselho de professores selecionado

todos os parceiros e nos encontros de profes-

partilha de estratégias implementadas e de

tarem técnicos especializados e professores

que a seguiu até ao final do 6ºano de escola-

sores e de projeto foram discutidos e decidi-

práticas de intervenção dos países parceiros,

para trabalharem nas áreas identificadas de

ridade. Acrescente-se, também, que com o

das as alterações finais. A equipa de projeto

bem como escolas especializadas em pertur-

maior fragilidade. No Agrupamento de Sines,

financiamento dirigido a esta atividade, con-

do AVES, organizou a informação e concluiu

bações da leitura e da escrita e centros de

sempre existiu um técnico de serviço social,

seguiu contratar-se profissionais especializa-

a checklist de transição que foi apresentada e

recursos. Nas mobilidades realizadas foi bas-

uma mediadora sociocultural, uma animado-

dos para acompanhar os professores, alunos

aprovada no encontro de Belfast.

tante interessante a partilha de novas expe-

ra sociocultural, dois professores para asses-

e pais durante estes dois anos. No final do 2º

Até final do ano letivo a checklist de tran-

soria pedagógica no 1º e 2º anos do 1º ciclo e

ciclo, estes alunos foram encaminhados para

sição vai ser aplicada a todas as crianças com

mais dois professores, um de matemática e

cursos de educação e formação.

6 anos de idade (nascidas no ano de 2006),

um outro de língua portuguesa, para apoia-

Registe-se, ainda, que a Direção Geral de determina

que

as

escolas/

âmbito da problemática: dislexia.

por serem estas as crianças a fazer a transi-

rem alunos do 2º e 3º ciclos. Estes dois últi-

Educação

mos professores estão inseridos no projeto

agrupamentos elaborem relatórios de avalia-

“Turma Satélite”, uma nova estratégia do

ção semestral e avaliação final, para se dar

Foram realizados dois encontros de proje-

projeto TEIP, criada para este corrente ano

conta da execução das atividades do projeto,

to, em Vasto na Itália e Belfast na Irlanda do

letivo, como meio para se alcançar mais

desvios e fragilidades. No final de cada ano, a

Norte e um encontro de professores em

sucesso às disciplinas de matemática e de

equipa elabora um plano de melhoria, com

Sines, Portugal. O encontro de Itália, em

língua portuguesa.

base na avaliação final.

Vasto, decorreu de 7 a 11 de novembro de

ção para o primeiro ciclo, na vigência do projeto.

O projeto implica ter uma equipa TEIP,

2011 e foi essencialmente para reorganizar o

presidida pela Diretora do Agrupamento e

projeto, em virtude de 5 dos 9 países candi-

uma Coordenadora das atividades do proje-

datos não terem sido aprovados nas suas

to. Ainda tem como suporte legal uma comis-

agências nacionais da PROALV. Redistribuí-

são de avaliação do projeto.

ram-se as tarefas pelos países da parceria,

O projeto do Agrupamento de Sines assen-

riências bem como a troca de estratégias no

sendo que o nosso Agrupamento ficou res-

tou, logo de início, em três problemáticas

Coordenadora do Projeto TEIP

ponsável pela checklist de transição. Na

A coordenadora

diagnosticadas, como prioritárias, que estru-

Prof. Celina Arroz

semana de 27 de fevereiro a 2 de março de

Educadora Rosa Martins


// Curtas / Concurso literário / Regras no AVES

Concurso literário Scriptorium A nossa Escola O ano letivo 2012/2013 está a terminar, mas

Concurso de Leitura

muitos foram os trabalhos realizados e atividades desenvolvidas. Aqui ficam apenas alguns desses traba-

Realizou-se no passado dia 20 de maio, a final do Concurso de Leitura do Agrupamen-

lhos.

to “Aves a ler”, na E. B. 2/3 Vasco da Gama

Com a ajuda dos seus pais, um grupo de alu-

de Sines .

nos do 3º D construiu uma maquete da nossa

Os alunos do 3º, 4º, 5º e 6º anos leram para

escola, que ficou muito bonita.

um júri e o Leonardo Dias do 3º D foi o ven-

Claro, que também fizemos um texto sobre a nossa escola… A minha escola

cedor do 3º ano. Ele ficou muito feliz. Os alunos e professora desta turma tam-

Nós somos alunos do 3º D e frequenta-

bém estiveram presentes na final, que foi

mos a Escola Básica nº 2 de Sines, que

uma experiência muito motivadora e interes-

pertence ao Agrupamento Vertical de

sante.

Escolas de Sines. A escola é muito grande e tem um bom espaço para brincarmos.

Os alunos do 3ºD - Escola Básica nº2 de Sines Prof. Donzília Farinha

O MAR Não acaba, não tem fim Comporta as lágrimas que choro Acalma os fortes sentimentos que há em mim

No âmbito do Eixo II - Atividade 13 - Regras

Com ele sempre traz uma brisa suave Uma música que me embala Não sei qual é o tom, não sei qual é a clave É hospedeiro de muitos Almas que acalenta Animais que acolhe e alimenta É imensidão e profundidade Beleza e calmaria Morte e saudade

zam os jogos do torneio de futebol da No espaço exterior há uma horta e debaixo do telheiro há bancos e mesas para lancharmos.

de Comportamento no espaço exterior escolar do Agrupamento, vários foram os encarregados de educação dos alunos a frequentar desde a educação pré-escolar até ao 2. º Ciclo, que corresponderam às solicitações do nosso grupo de trabalho, veiculadas pelo pessoal docente e não docente (sem esquecer as estruturas de coordenação e direção), envolvendo-se na elaboração de trabalhos que deram a conhecer o ponto de vista das famílias e dos alunos acerca das regras afixadas nas escolas. Estes trabalhos fizeram

Tem um campo de futebol, onde se realiprimavera.

As regras no Agrupamento

Pirâmides Etárias de Sines

Na escola existem salas de aulas, um ginásio, uma cantina, uma cozinha,

No âmbito da disciplina de Geografia foi

uma sala multiusos, uma sala da coor-

realizada, na Biblioteca da Escola Sede do

denadora, uma sala de professores e

Agrupamento, uma exposição de trabalhos

casas de banho.

realizados pelos alunos das turmas do 8º ano

No recreio, as assistentes operacionais

de escolaridade, sobre a evolução da estrutu-

organizam jogos com os alunos, que são

ra etária da população de Sines, através da

muito divertidos.

construção de pirâmides etárias, para os

As senhoras assistentes operacionais

anos de 1980, 1991, 2001 e 2011. Foi possível

são nossas amigas porque nos ajudam

concluir que se tem registado uma redução

quando precisamos.

significativa da base das pirâmides, devido à

Os professores desta escola são muito

redução da taxa de natalidade, com a conse-

simpáticos, bons professores e nós gos-

quente redução do número de jovens, e um

tamos muito deles.

aumento do topo da pirâmide, devido ao

Nós gostamos muito da nossa escola

aumento da esperança média de vida, com o

porque é a nossa segunda casa.

consequente aumento do número de idosos.

Quando em fúria está Aos inocentes arranca A vida e o que deixaram cá

parte da mostra/pequena exposição sobre o tema, patente na sede do Agrupamento ao longo do mês de Maio de 2013. Igualmente no âmbito desta atividade, os

Se o faz por mal não o sei dizer Sei que muita angústia retém E o desejo de como nós viver Os que dele se aproveitam Deviam parar para pensar Que o que fazem o pode magoar Mas só quando ele transbordar E com ele muitas vidas arrastar É que da sua força e poder se vão lembrar

alunos da Unidade de multideficiência participaram na ilustração de uma das regras expostas no exterior das salas de aula – “Não deitar lixo no chão” -, em alguns contentores da Escola Vasco da Gama, deixando-os mais coloridos e apelativos. Ainda, no âmbito da atividade 13 e na sequência do trabalho desenvolvido no ano letivo transato, realizou-se em todas as Escolas do Agrupamento, “O Dia das Cores”, tendo-se comemorado em Maio, no dia 23, a cor Azul, relativa à AMIZADE e

E embora muito sofra Embora muito suporte Nunca nada vai negar Não fala, só geme, porque é o MAR!

no dia 28, a cor AMARELA, relativa à ALEGRIA. Pretendeu-se sensibilizar/envolver os alunos de todo o Agrupamento, a família, professores e funcionários, bem como toda a Comunidade Educativa no sentido de, nes-

Os alunos 3ºD - Escola Básica nº2 de Sines

Os alunos do 8º ano

Prof. Donzília Farinha

Prof. Sandrina Gomes

Espirro A aluna Ana Cecília Cerdeira - 9ºB

ses dias, participarem com uma peça de vestuário ou um adereço simples. Foi possível, através da cor, e de uma forma simbóli-

PIT - Plano Individual

ca, transmitir afetos e emoções, dando

É prática comum no nosso agrupamento, o acompanhamento individualizado e personalizado aos alunos de educação especial, no seu percurso

Assim e a todos os que participaram nesta

escolar. Os alunos de currículo específico individual, tal como o nome indica beneficiam de um currículo especial de acordo com as suas capacida-

forma, ainda que singela de sensibilização

des e interesses. Quando chegam ao 9ºano usufruem de um plano individual de transição para a vida ativa, onde se proporciona ao aluno um

para o cumprimento de regras e valores

estágio de acordo com os seus interesses vocacionais. É o caso de um dos nossos alunos que este ano se encontra a estagiar na clinica veterinária

cívicos, apelando a um ambiente escolar

de Sines Svet. O aluno é acompanhado pelas veterinárias que lhe proporcionam variadas experiências, permitindo assim a sua integração neste

mais saudável, deixamos uma palavra de

local. Existem outros alunos a estagiar noutros locais, nomeadamente os jardins-de-infância do nosso agrupamento, a autarquia e algumas

agradecimento!

maior colorido, nesses dias, à vida do nosso Agrupamento.

empresas do concelho. As Coordenadoras da Atividade A coordenadora do Departamento de Educação Especial

Prof. Fátima Nunes

Prof. Ana Isabel Coelho

e Educadora Isabel Gonçalves


// Comboio da Morte / Tutoriais / Concurso de Artes Visuais / SOBE de, que foi enviada para Auschwitz, depois de ter sido descoberta pelos nazis no sótão de uma casa de amigos dos pais, em Amesterdão. Anne Frank morreu, no campo de concentração, pouco tempo antes de a guerra finalizar, com a doença do tifo. A comunidade escolar teve oportunidade de poder ler muitos dos escritos pendurados nas paredes do corredor, excertos do Diário

O Comboio da Morte Holocausto do Povo Judaico

de Anne Frank, selecionados pelos alunos, que ela escreveu durante o tempo que esteve com a sua família no esconderijo. Os alunos analisaram a obra e selecionaram

as

frases

que

mais

os

impressionaram no Diário de Anne Frank. Os alunos do 9ºano pediram a todas as

A exposição simboliza um comboio da

turmas da escola que todos lessem algumas

morte que transportava os judeus para os

frases, escritas por Anne Frank, para que

campos de concentração para serem depois

nunca mais se apague da memória de todos

Concurso de Artes Visuais

exterminados, durante os anos da 2ª Guerra

nós, um dos maiores horrores da História do

Integrado na Semana da Leitura 2012/2013,

das alunas Sara Nunes e Sofia Nunes, do

Mundial (1939-1945).

Século XX – O GENOCÍDIO DO POVO

foi

6ºA.

JUDAICO.

articulação com os professores de Educação

Os prémios foram entregues no dia 20 de

Visual, Educação Tecnológica, Expressão

maio, entre as 10:00h e as 11:30h, no auditório da Escola.

6 Milhões de judeus foram mortos por ordem do ditador nazi ADOLF HITLER, ten-

promovido pela Biblioteca Escolar, em

do como objetivo acabar com o povo judaico.

Devemos olhar para as outras cultu-

Plástica e do Projeto Oficinas, o Concurso de

Anne Frank foi uma das muitas crianças e

ras e povos com tolerância e, sobretu-

Artes Visuais.

jovens judias que foram transportadas num

do, com a capacidade de compreen-

Neste âmbito, foram realizados, pelos alunos

integraram a 4ª edição do projeto “Os valo-

destes

dermos que nos enriquecemos cultu-

do 2º e 3º ciclos,

res do Sítio de Sines”, do Centro Cultural

Birkenan, nome de um grupo de campos de

ralmente

das diferentes técnicas em estudo

concentração localizados na Polónia manda-

outros.

comboios

para

Auschwitz-

e

socialmente

uns

aos

dos construir a partir de 1940. Os alunos do 9ºano, na disciplina de Histó-

Todos os trabalhos presentes a concurso trabalhos com aplicação que

Emmérico Nunes, que tem como objetivo

obedeceram obrigatoriamente ao tema “O

e

juntar e dar a conhecer criações da autoria

MAR”.

de pessoas ligadas à nossa cidade.

Em resultado da votação, por parte da

A exposição foi inaugurada no sábado, dia

ria, fizeram um trabalho sobre o Diário de

Alunos das turmas 9ºA e 9ºB

comunidade educativa, foram premiados os

11 de maio, pelas 17:00h e terminará a 6 de

Anne Frank, uma jovem com 15 anos de ida-

Prof. Celina Arroz

três trabalhos mais pontuados, a saber, o

Julho.

trabalho dos alunos Diana Gonçalves e Rodrigo Oliveira do 6ºC, dos aluno João

É a primeira vez que o Agrupamento de Escolas de Sines integra este projeto.

Tavares e Rafael Leal, também do 6ºC, e o A Coordenadora da Biblioteca da Escola Básica

As tutorias

com o dos docentes disponíveis. Este ano

Vasco da Gama

letivo são 3 docentes que trabalham com 17

Prof. Manuela Cerdeira

Para quem deseja saber mais sobre o Projeto

alunos estão a ser trabalhadas competências

Tutorias aqui ficam algumas ideias chave

pessoais e sociais, autoestima, organização

sobre o que se tem feito até aqui. Este proje-

escolar, autonomia, instabilidade emocional

escreveram. Foi muito interessante ver o seu

to já existe há alguns anos na escola sede e

e familiar. Há também alunos que aguardam

empenho nas atividades propostas.

pretende ser mais um apoio que esta oferece

vaga para ingressar no projeto dado as horas

aos alunos. Visa promover a integração, o

existentes não chegarem.

alunos de 5º, 6º e 7º ano. Com este grupo de

Numa outra sessão, os alunos voltaram a estar presentes e a higienista oral voltou a

sucesso e reduzir o risco de abandono escolar

De qualquer modo, a ideia geral é que o

chamar a atenção para a importância de

precoce, educar para a cidadania, contribuir

aluno se sinta à vontade, perceba que pode

lavar bem os dentes prevenindo assim cáries

para o desenvolvimento do aluno nas várias

confiar ou pedir orientação ao tutor. Este

e outros problemas. Foi-lhes entregue uma

dimensões: pessoal, social, cultural, facultar

tipo de apoio é individual e funciona sema-

escova e pasta para aprenderem a escovar

processos de aprendizagem e condições que

nalmente durante 45 minutos, embora haja

bem os dentes.

despertem o gosto pelo aprender, fomentan-

dois casos que funcionam em pares devido à

do a autoconfiança, a autonomia e a realiza-

rentabilização de recursos e o trabalho ser

ção pessoal bem como a cooperação.

semelhante.

Projeto SOBE

Seguidamente mastigaram um comprimidinho roxo que identificava quem os tinha lavado bem…

A dinamização do Projeto Tutoria tem de

Finalizando, poderemos considerar que é

Os alunos das Necessidades Educativas

ter em conta o princípio de que a ação deste

um projeto válido que pode ajudar os alunos

Especiais, participaram com muito empenho

orientações da higienista oral que explicou a

se desenvolve com um trabalho colaborativo

em concreto embora nem sempre se consi-

no Projeto SOBE.

maneira correta de escovar os dentes.

entre alunos, encarregados de educação e

gam resultados mais expressivos.

voltaram

a

lavá-los

com

Assistiram com os professores à apresen-

docentes para assim colmatar a falta de assi-

tação do teatro de fantoches sobre a impor-

duidade, resolver problemas de aprendiza-

tância de lavar todos os dias os dentes. A

gem dos alunos, facilitar a integração na

Depois

higienista

oral

e

a

enfermeira

escola e nos grupos/ turma e atenuar even-

explicaram muito bem tudo o que tem de ser

tuais situações de conflito.

feito para manter os dentes saudáveis.

Numa primeira fase, os alunos são refe-

Depois realizaram vários trabalhos em

renciados em Conselho de Turma por apre-

sala de aula nas disciplinas de Português

A Coordenadora do Departamento de Educação

sentarem algum tipo de dificuldades e depois

Coordenação do Projeto “Tutorias”

Funcional e Autonomia Pessoal e Social…

Especial

é visto o horário destes em conformidade

Prof. Ana Maria Ribeiro

Recortaram, colaram, pintaram e

Prof. Ana Isabel Coelho


// Atividades Aquáticas / Educação para a Saúde / Oficinas de Pais

Atividades Aquáticas da UAEAM

Educação para a Saúde A promoção da Educação para a Saúde,

tório do Bullying e trabalho em articulação

vem sendo uma área trabalhada no nosso

com a Equipa Multidisciplinar e Programa

agrupamento ao longo dos anos, contando

de Competências Pessoais e Sociais e ainda Projeto “À Priori E5G”;

Os alunos da Unidade de Apoio Especializa-

de global e fina;

com a participação/articulação de diversos

da a Alunos Multideficientes (UAEAM) fre-

- Melhora a consciência corporal, equilíbrio e

parceiros da comunidade (Equipa de Saúde

- Programa “Crescer para a Igualdade”

quentam todas as semanas a Piscina Munici-

estabilidade do tronco.

Escolar do Centro de Saúde de Sines, Núcleo

subordinado ao tema da igualdade de géne-

Escola Segura da GNR e Projeto A Priori),

ro, dinamizado pelas técnicas do Projeto “À Priori E5G”, para alunos de 2º ano;

pal de Sines, desde o início do ano letivo, inseridos na disciplina de Educação Física

Psicológicos

bem

Adaptada – Natação, acompanhados pelas

- Promove o bem-estar;

(Bibliotecas Escolares, Equipa dos Serviços

docentes de Educação Especial, Assistente

- Socialização.

Técnico Pedagógicos, professores e outros).

Operacional e Fisioterapeuta. A Fisiotera-

como

do

próprio

agrupamento

Durante o presente ano letivo têm sido

peuta acompanha os alunos na modalidade

Cognitivos

realizadas várias atividades nesta área, entre

de Hidroterapia. Para quem ainda não

A motivação pelas atividades na água permi-

as quais:

conhece bem os benefícios desta modalidade

te realizar algumas aprendizagens, contar,

aqui vai um pequeno esclarecimento. Nos últimos anos, muito se tem falado sobre os

- Projeto “A Minha Lancheira”, no âmbito da temática da alimentação saudável, envolvendo 3 turmas de 1.º ano. - E por último um projeto lançado por um grupo de alunos do 8º ano, dando continui-

- Projeto SOBE dedicado à temática da

dade a uma atividade que se realizava nos

reconhecer letras e números, diferenciar

Higiene Oral, dinamizado pelas bibliotecas

anos anteriores, a “limpeza do espaço exte-

cores e formas, entre outras.

escolares em articulação com a Equipa da

rior da escola”.

efeitos benéficos da água para pessoas porta-

Na piscina, com os nossos alunos não faze-

Saúde Escolar do Centro de Saúde, desenvol-

Todas estas atividade procuram contribuir

doras de deficiência, mas na realidade, a

mos hidroterapia pura, nem natação, faze-

vendo atividades no pré-escolar, primeiro

para a construção de um ambiente escolar

utilização da água como elemento terapêuti-

mos um pouco de tudo, aproveitamos a água

ciclo e alunos apoiados pela Unidade Estru-

mais saudável e é com esse objetivo que

co, não é novo, já existe desde a época dos

em toda a sua virtude, fazemos o que conse-

tura de Apoio a Alunos Multideficientes;

começam já a ser pensadas as ações para o

gregos e dos romanos, que já utilizavam a

guimos! E lá, na piscina, quase que passamos

- Programa de Prevenção e Remediação

água para a cura de doenças.

despercebidos…não fossem os gritos estri-

da Violência em Meio Escolar, que com-

dentes de alegria, as gargalhadas e o chapi-

preendeu sessões para alunos do 4º ano,

A Coordenadora de Educação para a Saúde

nhar efusivo na água!

sessão de sensibilização para Pais, o observa-

Prof. Rita Vicêncio

A hidroterapia significa hydor- água e therapeia – cura, no fundo é aproveitar todas as

próximo ano letivo.

propriedades da água para atingir e manter o melhor nível funcional, sensorial, intelectual,

Promovida pelo Agrupamento de Escolas

psíquico e social de cada um.

A Fisioterapeuta do Agrupamento

de Sines esta é uma iniciativa que procura

Alguns dos benefícios do exercício em água

Andreia Romão

também incluir pais que não apenas os do

aquecida são: Fisiológicos: - Aumento da frequência respiratória; - Diminuição da pressão sanguínea;

agrupamento. O primeiro GAE (Grupo de

Torneio de Futebol

Apoio Emocional) de Sines contou com 14 inscritos entre pais de crianças de vários níveis de ensino e com problemáticas muito diversificadas, que se vão encontrar ao longo

- Aumenta o retorno venoso;

de 7 sessões com uma periodicidade quinze-

- Diminuição de edemas;

Começou no dia 8 de abril na EB n.º 2, o

- Aumento da circulação de fluidos corporais

Torneio de Futebol da Primavera com a par-

Oficinas de Pais

nal com fim previsto para 22 de junho, e que têm

como

facilitadores

Inês

Coutinho

Um espaço para os pais de crianças especiais

(Mediadora) e Miguel Braga (Psicólogo) dos

Estes jogos são também uma forma de

Em articulação com a Associação PAIS EM

termos de partilha, um espaço que se tem

- Promove o relaxamento muscular;

promover a disciplina uma vez que a partici-

REDE, iniciou-se no passado mês de abril o

constituído como um espaço dos pais/

- Facilita o movimento das articulações;

pação nos jogos está condicionada ao bom

primeiro grupo do conselho de Sines das

encarregados de educação.

- Aumenta a força muscular e a resistência ao

comportamento dos alunos.

Oficinas de Pais. O objetivo destas oficinas é

- Diurese;

ticipação de todas as turmas do 1.º ciclo. Os

- Relaxamento muscular.

jogos realizam-se durante o intervalo das

Terapêuticos

manhã, sendo a equipa de arbitragem consti-

- Diminui a dor;

tuída pelas AO e pelo Prof de AFD.

- Reduz os espasmos musculares;

esforço;

Serviços Técnico Pedagógicos do Agrupamento. Estes têm sido encontro muito ricos em

criar um espaço de partilha entre os pais com

- Estimula a orientação espácio-temporal;

A coordenadora da EB nº2 de Sines

filhos especiais, para que se vá construindo

Mediadora Sociocultural do Agrupamento

- Estimula o desenvolvimento da motricida-

Educadora Graça Laço

uma rede de apoio e suporte entre eles.

Inês Coutinho


// Visitas de Estudo / Desenvolvimento Local / A quinta na nossa Sala

Visita de Estudo à lota do Porto de Sines

aicep Global Parques

No âmbito da semana da leitura, promovida

sos piscícolas e ainda as artes e atividades de

A aicep Global Parques é a empresa responsável pela gestão da maior Zona Industrial e

pela equipa da Biblioteca Escolar, e em arti-

pesca no Porto de Pesca de Sines.

Logística nacional, localizada em Sines. A Zils destaca-se pela sua dimensão, pela qualidade das

Aposta na constante divulgação da ZILS - Zona Industrial e Logística de Sines

culação com a disciplina de Geografia, as

Estas visitas foram do inteiro agrado de

infraestruturas que disponibiliza, e pela sua proximidade a um porto de águas profundas. A

turmas do 8º ano da Escola Básica Vasco da

todos os alunos e professores que nela parti-

aicep Global Parques é detida maioritariamente pela aicep Portugal Global, a Agência para o

Gama visitaram, nos dias 5, 17 e 24 de abril,

ciparam e permitiram a realização de apren-

Investimento e Comércio Externo de Portugal. A sua atividade é dedicada à gestão de Parques

a lota do Porto de Pesca de Sines. A atividade

dizagens significativas e a aquisição de con-

Empresariais, como a Zils, e à prestação de serviços de localização industrial e logística em Por-

contou com a colaboração imprescindível

teúdos da disciplina de Geografia de uma

tugal Continental – o Global Find e Global Force. Estes serviços ajudam os investidores a insta-

dos investigadores do Laboratório de Ciên-

forma ativa e inovadora, bem como a envol-

lar-se de forma mais célere e simples.

cias do Mar da Universidade de Évora e do

vência e articulação de diferentes atores e

Centro de Oceanografia, que conduziram a

estruturas da comunidade escolar.

A aicep Global Parques dedica parte da sua atividade à Promoção nacional e internacional da Zils. Esta atividade exige a constante divulgação das características e das vantagens para

atividade e transmitiram aos alunos conheci-

Os professores dinamizadores agradecem

a localização de empresas na Zils. Com este objetivo a aicep Global Parques lançou, em

mentos relativos ao funcionamento da lota e

ao Laboratório de Ciências do Mar da Uni-

dezembro de 2012, o Guia do Investidor da Zils. Disponível em globalparques.pt, em por-

aos peixes e mariscos ali vendidos - nome

versidade de Évora e do Centro de Oceano-

tuguês e inglês, o Dossier disponibiliza informação muito completa, de forma organizada e esti-

vulgar de cada espécie, o seu modo de vida e

grafia, à Docapesca, S. A., e a todos os docen-

mula o contacto direto com a aicep Global Parques. Num contexto em que é extremamente

de reprodução; a sua distribuição e abundân-

tes que colaboraram para que esta atividade

importante promover o investimento em Portugal, a aicep Global Parques lançou este ins-

cia; o tipo de alimentação; o modo de captu-

se

trumento para aumentar a notoriedade da Zona Industrial e Logística de Sines e a rapidez e

ra (arte de pesca) e o seu valor comercial; o

Prof. Sandrina Gomes

modo de exploração e conservação dos recur-

e Equipa da Biblioteca Escolar

pudesse

concretizar

com

sucesso.

eficiência em todas as fases do processo de localização na Zils. Neste âmbito, da promoção e divulgação da Zils, são igualmente regulares visitas de comitivas de empresários, potenciais investidores e Câmaras de Comércio e Embaixadas. A responsabilidade social na aicep Global Parques é outra das preocupações da empresa.

E.M.R.C.

S. Miguel em Odeceixe; nos dias 11 e 12 de

Caracterizada por um conjunto sólido de valores de preocupações sociais, económicas e

junho os alunos do 8º ano estarão a partici-

ambientais, presentes na sua cultura e no seu dia-a-dia. Desde o estudo de uma localização

par no tão esperado Acampamento Ecológico

industrial, até ao momento da operacionalização do mesmo, a aicep Global Parques tem em

no Zmar. Também estarão a participar alu-

atenção valores éticos, económicos, sociais e ambientais que têm em atenção políticas, regula-

nos do 8º ano da Escola Secundária de Sines

mentos e práticas existentes. Nesta vertente procura igualmente o envolvimento com as comu-

em articulação com a Escola Básica; no dia

nidades locais onde os parques sob sua gestão se inserem apoiando diversas atividades cultu-

13 de junho os alunos do 5º ano vão passar o

rais e de desenvolvimento dos recursos humanos. São exemplo disso o apoio às diversas edições

dia na piscina do Sitava perto de Milfontes

da Limpeza de Praias da Costa de Santo André às Areias Brancas, à Reflorestação do parque

aproveitando assim para se divertirem e con-

central de Vila Nova de Santo André, à prova Sinescat e a atribuição da Bolsa de Mérito Etla -

viverem.

aicep Global Parques.

Também está a decorrer a exposição dediNo passado dia 26 de abril decorreu com

cada aos alunos que têm a disciplina de

bastante sucesso, o Jantar Oriental no âmbi-

E.M.R.C. Para o efeito foi organizado um

to da disciplina de Educação Moral e Religio-

painel junto à zona do bufete com dezenas de

sa Católica. Estiveram envolvidos 48 alunos

estrelas coloridas que representam cada alu-

do 9º ano das Escolas Básica e Secundária de

no. É uma forma simples de homenagear

Sines e Escola Secundária de Santiago do

todos os alunos que escolheram ter a disci-

Cacém. Foi uma noite bastante agradável

plina de E.M.R.C. São todos bem-vindos! E

com diversidade de iguarias orientais. O con-

no próximo ano quem sabe se o painel não

vívio e a boa disposição foram a palavra -

terá de ser ainda maior. Fazem todos falta

chave da noite. Já vai sendo um momento

nesta grande família! E.M.R.C. contínua a

desejado e vivido em franco convívio.

ser uma opção com sentido! Aposta no gran-

Vão decorrer diversas atividades no âmbi-

de desafio e junta-te a nós e poderás viver

to desta disciplina: no dia 7 de junho os alu-

em pleno algumas destas atividades.

nos do 7º ano irão passar o dia na Piscina de

Os alunos de E.M.R.C; Prof. Ana Maria Ribeiro

aicep Global Parques – Estamos a construir o futuro Contributo da aicep Global Parques

A quinta na nossa sala A mãe da Bruna veio à nossa sala para falar sobre a quinta, os animais e produtos da quinta. Vimos filmes sobre o leite, os animais e sobre frutos. Aprendemos que o leite vem das vacas, das ovelhas e das cabras. Do porco tiramos carne, toucinho, linguiça e fiambre. O porco rebola -se na lama que é o seu creme protetor. A mãe da Bruna trouxe muitos legumes, frutas e outras coisas para nos mostrar e depois nós comemos as cenouras, os morangos, as maçãs, as peras, as laranjas, as bananas, os iogurtes e o pão. Também trouxe um bolo para o nosso lanche que estava muito bom. Para crescermos bem e saudáveis devemos comer frutas e legumes.

1ºC - EB nº1 de Sines; Prof. Luísa Macedo


// Animais / Profissões

Os Animais

As Profissões

O homem e a maldição

Ao longo do 3º período e no âmbito do tema

Ao longo do 2º período e no âmbito do tema

Era uma vez um homem que era adorado por todos os habitantes da tribo. Ele tinha um lobo. O

“Os

do

“As Profissões” referente à área do Conheci-

lobo chamava-se Rex.

Conhecimento do Mundo, as crianças da sala

mento do Mundo, as crianças da sala PE3 da

O Rex não tinha um olho - que lhe foi arrancado - quando ele salvou a tribo de ser atacada por

PE3 da E. B. nº 1 de Sines escolheram cinco

E. B. nº 1 de Sines foram à descoberta das

um tigre.

animais que mais gostavam e foram à

profissões de alguns familiares e amigos.

Desta vez o problema era maior. A tribo tinha encontrado uma gruta e lá dentro havia um

descoberta de informação sobre eles. Assim,

Assim, ficaram a saber muitas coisas sobre a

Xamam (feiticeiro). Ele tinha amaldiçoado o dono do Rex, que se chamava Falcão, porque usa-

com a ajuda da internet, de livros e através

profissão de bombeiro, de pintor, de pedrei-

va uma garra de falcão ao peito. A maldição que o Xamam que lhe tinha dado era perceber a

de conversas com os pais e com os amigos

ro, de mergulhador e de pescador, entre

fala dos animais. Todos os médicos da tribo tentaram arranjar a cura, mas não deu resultado,

ficaram a conhecer muitas coisas sobre o

outras. Visitaram locais de trabalho de

não havia cura.

cavalo, o leão, o golfinho, o gato e a

alguns pais e receberam, na sala, a visita de

Mas ele não se importava com isso e conseguiu ver o lado positivo da situação. Assim, aquilo

tartaruga. Receberam a visita na sala de

encarregados de educação e amigos para

que tinha sido uma maldição passou a ser um dom, pois ao comunicar com os animais Falcão

gatos e de tartarugas e puderam pegá-los,

falarem sobre as suas profissões. Fizeram

podia ajudá-los a resolver os seus problemas, coisa que mais nenhuma pessoa no mundo conse-

fazer-lhes festas e dar-lhes de comer. Além

trabalhos que ilustraram o que aprenderam.

guia fazer, o que o aproximou ainda mais do seu inseparável amigo, o lobo Rex.

Os alunos do PE3 – E. B. nº 1 de Sines

Texto e desenho de Daniel Varela, Nº4, 5ºD

Educadora Alda Barata

Prof. Margarida Gorgulho

disso,

Animais”

referente

realizaram

à

trabalhos

área

sobre

os

respetivos animais.

Dia da Mãe

Jardim da Reciclagem

No dia 5 de maio comemorou-se o Dia da

Os insetos

- Têm cabeça, tórax e abdómen

Mãe. Os alunos do 3º D presentearam as

As turmas do segundo ano da Escola nº 3,

suas mães com um alfineteiro.

elaboraram o painel « Jardim da Recicla-

É muito simples de fazer e foram utilizados

gem» no âmbito da reutilização de mate-

Estivemos a aprender e descobrir coisas

- Têm uma rainha (Que põe os ovos)

materiais reciclados. Para além do apoio da

riais, com o apoio da Engenheira do Ambien-

sobre os insetos e, descobrimos que as formi-

- Têm operárias

professora da turma também contámos com

te da Câmara Municipal de Sines.

gas e as abelhas têm muita coisa em comum :

- São pequenas

uma ajuda preciosa… a ajuda da professora As turmas de 2º F e 2º G - EB n.º 3

Os alunos cortaram, colaram e até coseram!!!

Prof. Helena Gonçalves e Emília Caldas

Prof. Donzília Farinha APOIOS:

- Nascem dos ovos

- Vivem em sociedade

Preciosa.

Os alunos do 3ºD - Escola Básica nº2 de Sines

- Têm antenas

- Têm 3 pares de patas

Alunos do PE7 EB nº2 Educadora Lurdes Cristóvão

PATROCÍNIOS:

Nota: NOTA: Por questões de organização do jornal as atividades desenvolvidas na última semana de aulas deste ano letivo estão disponíveis na página do facebook: www.facebook.com / agrupamentovertical.escolassines


Jornal 3