Page 1

F -X C h a n ge

F -X C h a n ge

W N O y to k lic

o

c u -tr a c k

.c

Exemplar do Assinante • VENDA PROIBIDA •

.d o

m o

w

w

w

.d o

C

m

C

lic

k

to

O JORNAL LÍDER EM CREDIBILIDADE w

w

w

bu

bu

y

N O

W

!

PD

!

PD

c u -tr a c k

R$ 2,00

NACIONAL R$ 4,00

www.portalodia.com

Ano 60 // Nº 16.672

TERESINA, SEGUNDA, 31 DE OUTUBRO DE 2011

Investigações rastreiam desvios de recursos na Assembleia do PI Inquérito da Polícia Federal entregue ao TJ e investigação instaurada pelo Ministério Publico Estadual rastreiam “movimentações atípicas” na Alepi No início deste ano, tornou-se público que a Polícia Federal tinha aberto investigações a respeito de de envolvimento em esquema de desvios de recursos da Assembleia Legislativa do Piauí. Após questionada a competência da PF na Justiça, o caso foi transferido para o Estado. Em meio às polêmicas, o Ministério Público Estadual (MPE), em 28 de junho deste ano, instaurou um procedimento preliminar investigatório para instalação de um inquérito civil e ação civil por supostas irregularidades financeiras também no legislativo. O inquérito aponta que o legislativo alcançou “comunicação financeira atípica constando o valor de face de R$ 121.690.163,00. Págs. 02 e 03

Guadalajara

Brasil encerra Pan com o ouro na maratona masculina Pág.08

São Januário

Vasco e São Paulo ficam no zero a zero Pág. 07

Solonei Rocha conquistou a última medalha do Brasil nos Jogos Pan-Americanos. Os brasileiros foram ao pódio 141 vezes na competição

Judô

Virada

Líder

Sarah não esconde frustração com bronze

Em casa, Grêmio vira e passa pelo Flamengo

Corinthians vence Avaí e retorna à liderança do Brasileirão

A judoca piauiense Sarah Menezes (até 48 kg) não disfarçou a frustração com o seu resultado nos Jogos PanAmericanos, disputados no México. Em entrevista, após a conquista do terceiro lugar no pódio, no último sábado, a atleta desabafou: “saio triste. Não esperava o bronze, esperava o ouro”. Sarah era uma das favoritas da modalidade para retornar com uma medalha dourada.

O Grêmio derrotou de virada o Flamengo por 4 a 2, no Olímpico, após sair perdendo por 2 a 0. Deivid e Thiago Neves abriram o placar para os visitantes. Os donos da casa viraram com dois de André Lima, Douglas e Miralles. Os cariocas permanecem na quinta colocação, enquanto os gaúchos ficam no meio da tabela.

Pág. 08

Pág. 07

Caminhoneiro

Denúncia

Oito homens são presos por envolvimento com rinhas

Acusado de matar Helvécio é preso

Policiais do 5º Batalhão da Polícia Militar e do Ronda Cidadão fecharam ontem uma rinha de galos que funcionava em uma residência localizada no bairro Cidade Jardim, zona Leste de Teresina. Oito homens foram presos em flagrante, entre eles o dono da residência. Foram encontrados no local 40 galos, 15 deles mutilados. Os presos foram levados para a Central de Flagrantes.

Foi preso nesse fim de semana o empresário Flabio Silva de Sousa, acusado de matar o caminhoneiro Helvécio Maia. O crime ocorreu em maio de 2010. Flabio foi encontrado no povoado “Galho Seco”, nas proximidades da cidade de Imperatriz, Maranhão. O empresário teria matado Helvécio por achar que este seria o responsável por um acidente de trânsito que terminou na morte do seu filho.

Pág. 04

Pág. 04

Portal O Dia

Estudante de 24 anos morre após ser sacada de um transporte escolar na Avenida Miguel Rosa PortalODia.com

Trânsito

Em dois anos, mais de 300 motociclistas morreram Cerca de 356 piauienses morrem anualmente, vítimas de acidentes em motocicletas. A maior parte delas é vítima de uma associação bastante comum e perigosa: álcool e direção. Apesar das campanhas educativas e da fiscalização, os números são crescentes. Somente uma mudança no comportamento dos condutores poderia reduzir o número de acidentes que acontecem diariamente. Capa e 03 Em Dia; Pág. 05

Mistura de álcool e trânsito é tratada como problema de saúde pública

Fechamento

Roda Viva

ONGs não deveriam ter qualquer ligação política, porque assim estariam isentas de interesses

21h

Edição 31.10.11 Pág. 02

40 páginas

Fale conosco Redação: 86 2106.9900 // 86 2106.9924 // Atendimento: 86 2106.9912 // Classificados 86 2106.9944 // Assinaturas: 86 2106.9927

.c


F -X C h a n ge

PD

c u -tr a c k

W N O y bu to k lic .d o

m o

.c

Página 2

C

m

w

o

.d o

w

w

w

w

w

C

lic

k

to

bu

y

N O

W

!

Política

F -X C h a n ge

!

PD

c u -tr a c k

Teresina, Segunda, 31 de Outubro 2011

Editor: Delano Martins (interino) / jornalodia@jornalodia.com.br // Fale concosco: 86 2106.9924

Roda Viva Pires de Sabóia piresdesaboia@hotmail.com

Cerco aos corruptos

Felizmente está se tornando uma conscientização geral no país o cerco aos corruptos, porque finalmente a Nação entendeu que o grande vilão de tudo, na administração pública brasileira, é o desvio de recursos públicos, enchendo de modo criminoso as contas bancárias de poucos e deixando o povo morrendo à míngua. Felizmente esta conscientização está crescendo em ritmo acelerado e com certeza vamos encontrar o caminho certo e preservar o que é público, e, mais importante ainda, dando às gerações futuras excelentes demonstrações de honestidade e civismo. No próprio Congresso Nacional, onde as leis são elaboradas, há uma conscientização de que não podemos mais continuar como estamos vivendo hoje e por este caminho estamos criando uma legislação capaz de frear, rigorosamente, esta verdadeira rede de desvios que acontece em nossos dias. Em termos de legislação, não podemos reclamar muito e inclusive estamos em via de receber mais uma, que entre outras coisas, amplia a lista de atos vedados ao administrador público e impõe restrições às tais ONGs, verdadeiros palcos de imoralidade, no que diz respeito a recursos. Não se pode esquecer que existem muitas delas prestando excelentes serviços, especialmente as mais antigas e que não têm nenhuma vinculação com partidos políticos. Estas sem dúvida agem corretamente, como as que cuidam de idosos, de cegos e deficientes, mas as que nasceram por vinculação com políticos ou partidos, podem ter certeza, são duvidosas. Mas não precisamos apenas de lei, pois estas já existem. Precisamos mesmo é de uma fiscalização rigorosa e uma Justiça ágil. porque entre outras coisas mostra que na mesma medida em que procuramos avançar, buscando o aperfeiçoamento das práticas de administração e inovação em qualquer ramo da administração pública, mais revelamos nossa incrível tendência à fraude. É uma pena. O ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva deixou ontem a Nação inteira em suspense, com a notícia repentina de que havia feito uma cirurgia para eliminar um cisto na garganta. Na verdade, fato desta natureza pode acontecer a qualquer um e a qualquer momento, mas a impressão que o Brasil inteiro tem é que Lula é um cidadão sadio, cheio de vitalidade e nunca se ouviu falar nada neste sentido.

Sem padrinhos

Na verdade, uma Organização Não Governamental, para prestar serviços nesta ou naquela área, sem fins lucrativos, não deveria ter qualquer ligação política, porque assim estaria completamente isenta de interesses inconfessáveis, e não teria tanta blindagem na hora de sofrer uma fiscalização, como acontece comumente com as que se abrigam sob o manto partidário.

Tenhamos fé

Os acontecimentos dos últimos dias levam a crer que a cada dia estamos mais próximos de uma solução, até porque a Internet vem sendo utilizada com muita frequência e eficiência, para acompanhar tudo. O único e sério problema é fazer com que informações colhidas saiam dos computadores e caminhem até a mesa de quem tem autoridade para punir os corruptos.

Polícia Federal e MPE

Assembleia Legislativa do Piauí é alvo de investigações Movimentações financeiras dos deputados estaduais estão entre as investigação da PF e do MPE Mayara Bastos Repórter A Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) tem sido alvo de investigação tanto no âmbito federal como estadual. Na semana passada, vazou em sites locais como nas redes sociais na internet, o conteúdo do inquérito da Polícia Federal que investigava movimentações financeiras consideradas “atípicas” no valor de R$ 120 milhões no ano de 2008. Em junho deste ano, o Jornal Folha de São Paulo publicou reportagem mostrando que a Polícia Federal investiga nove deputados estaduais suspeitos de envolvimento em esquema de desvios de recursos da

Assembleia Legislativa do Estado. De acordo com a publicação, estima-se que eles podem ter causado prejuízo de R$ 150 milhões de 2008 a 2010. O orçamento anual do legislativo é de cerca de R$ 100 milhões. A Folha apurou que a Polícia Federal investiga o suposto esquema a partir de três fontes: desvios de verbas da folha de pagamento (com laranjas e funcionários fantasmas), verba de gabinete (com a utilização de notas frias) e fraudes em licitações. A reação dos parlamentares não demorou. O presidente da Assembleia Legislativa, Themístocles Filho (PMDB) e o deputado Robert Rios (PCdoB), à época secretário estadual de segurança

pública, fizeram duras críticas à PF. A investigação federal, contudo, passou a ser questionada na Justiça. A defesa dos parlamentares iniciou uma batalha judicial para transferir as investigações da Polícia Federal para a Polícia Civil. A pedido do Ministério Público Estadual, no dia 4 de setembro, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinou que a decisão sobre a suspensão ou não do inquérito da Polícia Federal contra os deputados estaduais piauienses deveria ser julgada primeiramente no judiciário estadual. E, assim no dia 22 de setembro, por sete votos a quatro, o Tribunal de Justiça do Piauí decidiu que a

Polícia Civil seria a responsável em conduzir as investigações sobre os deputados estaduais, que desde janeiro de 2010 vinha sendo feita pela Polícia Federal. O inquérito federal concluído foi encaminhado na semana passada ao Tribunal de Justiça. Porém, em meio às polêmicas, o Ministério Público Estadual (MPE), em 28 de junho deste ano, instaurou um procedimento preliminar investigatório para instalação de um inquérito civil e ação civil por supostas irregularidades financeiras também no legislativo. De acordo com a portaria do MP, são pelo menos R$ 89 milhões movimentados irregularmente pela Assembleia em 2007, 2008 e 2009.

Lavagem de dinheiro e peculato são crimes citados no inquérito da Polícia Federal No inquérito da Polícia Federal que vazou na internet na semana passada consta o nome de alguns deputados estaduais envolvidos em movimentações financeiras “atípicas”. Os deputados estaduais são apontados como principais recebedores de cheques emitidos pela Assembleia Legislativa do Piauí. Os parlamentares são acusados de lavagem de dinheiro, peculato e sonegação de impostos. A suspeita surgiu a partir de relatórios do Conselho de Controle de Atividade Financeira (COAF). O inquérito aponta que o legislativo alcançou “comunicação financeira atípica constanto o valor de face de R$ 121.690.163,00, reportando que aquele órgão receberia, mensalmente, cerca de R$ 12 milhões em verbas provenientes da Secretaria de Fazenda

do Estado do Piauí”. A investigação federal demonstrou que ocorreram nas contas bancárias dos deputados lançamentos de cheques remetidos pela compensação, perfazendo R$ 7,1 milhões, a emissão de TED da mesma titularidade (deputado) somando R$ 5,7 milhões direcionadas à instituição financeira. Também são apontadas transações referentes a débitos autorizados equivalentes a R$ 9 milhões, a maioria para outras contas da mesma titularidade e o pagamento de guichê de caixa, de cheques, no total de R$ 18 milhões, dos quais R$ 11,8 milhões referentes à liquidação de cheques de valores inferiores a R$ 10 mil, pagos a pessoas físicas. No que tange a cheques superiores a R$ 10 mil, grande parte teriam sido emitidos para paga-

mento de faturas das obras de reforma do prédio da Assembleia Legislativa. No inquérito, por exemplo, consta que no dia 11 de julho de 2008 um cheque no valor de R$ 161 mil foi emitido em favor da empresa Uni Engenharia, culminando com o depósito de R$ 141 mil e com o saque de R$ 20 mil. Outra operação semelhante teria sido identificada. Um cheque no valor de R$ 114 mil foi emitido em nome de um parlamentar, mas apenas R$ 64 mil foram depositados, enquanto R$ 50 mil foram sacados, recurso sem destino informado. Segundo inquérito, também consta em operação financeira “atípica” no período de novembro de 2008 a abril de 2009. A conta de um parlamentar apresentou créditos no valor de R$ 140,38 mil e débitos de R$ 140,41 mil.

Em 31 de março de 2009, um deputado estadual recebeu em sua conta corrente transferência no valor de R$ 39 mil provenientes da empresa SETEL – Trabalho Temporário. No dia seguinte, teria devolvido R$ 31 mil para a conta da SETEL. Teria sido verificado ainda outros três depósitos: em 17/12/2008 no valor de R$ 10,300 mil proveniente de cheques emitidos pela Assembleia Legislativa; 29/12/2008 no valor de R$ 11,500 mil em espécie; 15/01/2009 de R$ 9,900 mil da Assembleia. O inquérito aponta ainda como irregularidades “a movimentação financeira de julho a dezembro/2008 em que a Assembleia Legislativa obteve crédito de R$ 60.890,75 e pagou por TED (Transferência Eletrônica Disponível) R$ 52,24 milhões”., (Mayara Bastos)

Saída

E como no Brasil há criatividade para tudo, menos para fazer o bem à coletividade, os profissionais de ONGs já estão se mobilizando para pedir a cabeça do novo ministro do Esporte, Aldo Rabelo, que resolveu cancelar os contratos com estas arapucas que são utilizadas no país inteiro para desviar o saudável dinheiro que deveria ser destinado ao setor.

Prefeituras

O ministro quer agora liberar estes recursos diretamente com as prefeituras e aí, mesmo admitindo-se que existem muitos prefeitos também inescrupulosos, fica mais fácil fiscalizar, até por conta da ação dos tribunais de conta, que tem se mostrado muito eficiente em apontar os erros. Resta ampliar o poder punitivo destas instituições, para não esperar apenas pela Justiça Comum.

Judiciário

Mas também o Poder Judiciário, que já deu resposta positiva em muitos casos, no que tange à celeridade, precisa andar mais rapidamente, sobretudo para fazer a população acreditar de fato na sua eficiência que anda muito arranhada por conta de inúmeros fatos acontecidos nos mais diferentes pontos do Território Nacional e com desfecho realmente trágico.

Nove empresas também são alvos da investigação O inquérito da Polícia Federal também aponta o envolvimento de nove empresas, além de três servidores da Assembleia Legislativa, nas movimentações financeiras “atípicas” dos deputados. Uma das empresas citadas recebeu pagamento no valor de R$ 340 mil, sendo que o mesmo recurso, no valor de R$ 45 mil, foram depositados na conta de uma outra empresa que também prestou serviço ao legislativo. Esta última, contudo, recebeu a quantia de R$ 472,636, quando o Tribunal de Contas da União (TCU) aponta uma terceira empresa como “única credora da Assembleia Legislativa”. O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho (PMDB), negou que haja

qualquer tipo de irregularidade no legislativo. Segundo ele, qualquer desvio que houvesse o Tribunal de Contas já haveria detectado. Ele explicou ainda que os cheques emitidos e depositados nas contas dos parlamentares são provenientes do consórcio. “Não temos nada a esconder. Todas as movimentações financeiras são avaliadas pelo TCE e nunca foram reprovadas”, observou. O consórcio, segundo deputados, já é realizado há mais de 20 anos e funciona da seguinte forma: no início da legislatura, deputados se reúnem e estipulam uma cota a ser paga mensalmente por cada parlamentar. Os valores são descontados nos contracheques mensais de cada deputado e recolhidos pelo setor

financeiro da Assembleia. É esse setor que repassa, mensalmente, por meio de um cheque da Assembleia, o valor arrecadado entre os deputados. A cota de cada um dos participantes do consórcio é de R$5 mil mensal. Ao todo, o valor arrecadado ultrapassa os R$100 mil. “Tudo que falam são insinuações. Não há provas. Se a Polícia ou o MP diz alguma coisa tem que provar. Qualquer tipo de recurso utilizado pela Alepi, sejam diárias, cheques dos consórcios ou pagamento de empresas é transparente. Tudo é devidamente comprovado. E no momento certo, na hora certa vamos poder nos defender de todas as acusações”, afirmou Themístocles Filho. (Mayara Bastos)

Apropriação

A comunicação semi-oficial, sempre preocupada em ser agradável ao Poder, vem divulgando, com insistência, nas últimas horas, que o Piauí tem as melhores estradas federais, mas faz questão de mostrar como se fosse obra local, omitindo, não se sabe exatamente o porquê, o nome do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, DNIT

Apropriação II

Mas não é apenas no caso das estradas que verificamos isto. Noutras áreas também já vimos coisa parecida, como por exemplo, nos assentamentos feitos pelo INCRA, que têm recebido muitos benefícios de apoio à produção e bem estar para os assentados. Na verdade, são órgãos e serviços federais, que acabam enchendo as estatísticas locais.

Inquérito aponta sonegação de imposto O questionamento feito em relação à competência da Polícia Federal em investigar os deputados estaduais virou o centro das atenções no caso. No decorrer da investigação, conforme documento da PF, os delegados federais constataram que as verbas utilizadas nas movimenta-

ções financeiras “atípicas” eram estaduais e não federais como se pensou inicialmente através do alerta feito pelo COAF. Porém, é mostrado no documento que foram feitos descontos de R$ 11,8 milhões “na boca do caixa de cheques emitidos pela Assembleia Legislativa”;

suposta utilização de funcionários fantasmas com o propósito de apropriação de recursos orçamentários incluindo-se para esse fim, dados falsos na Declaração de Imposto de Renda Retida na Fonte (DIRF). Por isso, o processo foi desmembrado. Um deles agora é de competência

do Tribunal Regional Federal da 1ª região. E, na conclusão do inquérito é mostrado que o legislativo sonegou imposto a partir da inclusão de dados falsos em sistema de informação disponibilizado pela Receita Federal para apropriação indébita previdenciária. (Mayara Bastos)

.c


F -X C h a n ge

F -X C h a n ge

W N O y bu to

k

Página 3 w .d o

c u -tr a c k

Ministério Público investiga irregularidades em mais de R$ 89 milhões na Assembleia Legislativa O uso de recursos calculados no valor de mais de R$ 89 milhões da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) está sendo alvo de investigação do Ministério Público Estadual (MPEE). O dinheiro é fruto de movimentações financeiras no legislativo no período, entre 2007 e 2009. O documento obtido pela reportagem do Jornal O DIA revela que foi instaurado um Procedimento Preliminar Investigatório nº17/2011 no dia 28 de junho deste ano para apurar supostas irregularidades na Alepi. Segundo a portaria do MPE, os indícios de irregularidades foram verificados a partir dos Relatórios da Diretoria de Fiscalização da Administração Estadual (DFAE), órgão do Tribunal de Contas do Estado (TCE) referente aos anos de 2007, 2008 e 2009, “dando conta de várias irregularidades cometidas, no âmbito da Assembleia Legislativa, por deputados estaduais”. São pagamentos de diárias, gastos com passagens áreas, locomoção e empenhos de milhões de reais sem a devida comprovação. No ano de 2008, de acordo com o documento, a Alepi empenhou a quantia de R$ 2.203.304,64 com despesas com passagens e locomoção, sem a justificativa correta

Indícios Segundo a portaria do MPE, os indícios de irregularidades foram verificados a partir dos Relatórios da Diretoria de Fiscalização da Administração Estadual (DFAE) e/ou ausência de comprovação documental, que “justificasse a aquisição de bilhetes de passagens”. Ainda conforme o documento do MPE, nos anos de 2007, 2008 e 2009, a Assembleia Legislativa empenhou, respectivamente, os valores de R$ 24.187.858,67, R$ 17.911.599,49 e R$ 44.860.379,86. E, segundo a portaria que instaura a investigação assinada pelo promotor de justiça, Fernando Ferreira dos Santos, os valores foram empenhados “sem a devida comprovação das despesas realizadas”. Já no ano de 2009 os relatórios do TCE apontaram que os deputados estaduais receberam, a título

de ressarcimento de despesas médicas, a quantia de R$ 20.370,34 “desacompanhadas das respectivas notas fiscais discriminando os serviços prestados”. O valor total de suspeitas de irregularidades no legislativo piauiense de R$ 89.853.515 milhões é quase o valor do orçamento anual da Assembleia, que é de cerca de R$ 100 milhões. Ao ser procurado pela reportagem do Jornal O DIA, o autor do inquérito civil e da ação civil pública no MPE, promotor Fernando Santos, evitou detalhar mais sobre o processo, mas confirmou a instauração das investigações. “Existe sim esse procedimento e está em andamento. Prefiro falar apenas na conclusão”, resumiu. O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles, afirmou desconhecer o procedimento do MP e reiteirou que todas as movimentações financeiras da Casa são avaliadas pelo TCE e que são divulgadas também no Sistema Integrado de Administração Financeira (Siafen). “Não temos nada a esconder. Qualquer instituição pode fiscalizar e não vai encontrar nada. A Alepi é uma casa legislativa transparente”, pontuou. (Mayara Bastos)

MPE também investiga mais de 170 servidores efetivos do Legislativo Pelo menos 176 servidores efetivos da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) estão no alvo da investigação do Ministério Público Estadual (MPE) a respeito de irregularidades no Legislativo piauiense. A suspeita é de que eles nos anos de 2008 e 2009 receberam indevidamente e acumulativamente vantagem pessoal e gratificação de representação.

Além desse procedimento investigatório, o MPE pede na portaria de nº 17/2011 esclarecimentos sobre movimentação financeira de 188 servidores efetivos que receberam Adicional de Insalubridade e 17 funcionários que receberam adicional de periculosidade, sem que se tenha informado a lotação dos referidos servidores nem o instrumento

legal que assegura tal benefício. Se o MPE conseguir confirmar que os funcionários de fato receberam dinheiro sem a devida comprovação, além deles, os responsáveis pela contratação deles serão acionados judicialmente em ações civis de improbidade administrativa por peculato, ou seja, apropriação de bens públicos. (Mayara Bastos)

Promotor quer relação nominal de gastos com diárias nos últimos anos O promotor de justiça, Fernando Santos, autor do procedimento investigatório, pede ainda no documento ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) a relação dos deputados estaduais que receberam nos anos de 2008, 2009 e 2010 diárias na Assembleia Legislativa do Piauí. Conforme os indícios de irregularidades que constam na portaria do Ministério Público Estadual (MPE), a partir do ano de 2008, deputados estaduais receberam, “a título de diárias, o valor

constante e individualizado de R$ 5.962,69”. O detalhe, de acordo com o documento enviado ao O DIA, é que esse valor foi pago mensalmente, inclusive durante o período de recesso parlamentar. Calculando o valor de R$ 5.962,69 das diárias individuais pagas mensalmente aos 30 deputados o gasto total em apenas um ano seria de R$ 2.146.568,40. Pelo Regimento Interno da Casa, o valor do benefício é definido ainda na legislatura anterior pela Mesa Diretora. As diárias devem

ser pagas aos parlamentares e servidores que estão em compromisso de trabalho fora de Teresina. No documento, o MPE quer saber a relação nominal dos parlamentares, o destino das viagens, atividade a ser desenvolvida durante a viagem, período de afastamento, acompanhada da comprovação do deslocamento e da atividade desempenhada e notas de empenhos e fiscais, cheques ou ordens de pagamento. (Mayara Bastos)

m o

m

o

.c

lic

bu to k lic C

w

c u -tr a c k

w

Política

Teresina, Segunda, 31 de Outubro 2011

.d o

w

w

w

C

y

N O

W

!

PD

!

PD

.c


F -X C h a n ge

F -X C h a n ge

W N O y bu to

to

bu

y

N O

W

!

PD

!

Página 4 c u -tr a c k

k

lic

.c

.d o

o

C

m

w

w

c u -tr a c k

Arimatéia Azevedo Olha aí, Wilsão!

Marca própria Sem muito alarde, e apesar das enormes dificuldades no caixa do Estado, o governador Wilson Martins vai conseguindo firmar uma marca administrativa. Uma marca que se baseia em três pilares: a capacidade de gestão, a transparência e os resultados em obras e serviços. Não é coisa fácil, ainda mais neste ano 2011, de tamanha dificuldade para todos os governantes brasileiros. Mas, nestas alturas, a imagem de Wilson vai tomando forma bem clara. Primeiro, está conseguindo mostrar ter uma visão gestora, coisa rara entre os políticos. Segundo, aposta na transparência, com abertura para os órgãos de controle e a vigilância da sociedade. Terceiro, está entregando diversas obras, quase tirando leite de pedra. Desde janeiro, o governador adotou um estilo administrativo com metas claras e controle dos resultados. Também fortaleceu os sistemas de controle, deu mais transparência e criou as condições para o controle social das ações governamentais. Por fim – resultado de tudo isso – está levando obras e serviços para a cidadania. Wilson fechará o ano com obras importantes, algumas de poder simbólico, como a Orla de Atalaia e a ponte do Mocambinho. Como não é bobo, o governador ressalta esse lado realizador, inaugurando um montão de obras. Fez de outubro, o que chamou de “mês do Piauí”, recheando a agenda com inaugurações e eventos de impacto. Só estradas asfaltadas foram 25. Este é o lado marqueteiro da gestão. Mas, apesar da eficácia do governador, há dissabores acumulados. O mais recente é o resultado das investigações do caso Fernanda Lages, que deixa a Polícia Civil em má posição, respingando no governo. Também há o caso Uespi, onde a apatia da administração da universidade ajuda a complicar as coisas. Por fim, Wilson termina o ano com arranhões no setor político. Uma base de apoio tão grande implica em interesses multiplicados. E o Estado não tem como atender a voracidade de todos.

Sarah Menezes: terceiro lugar no Pan 2011 em Guadalajara

A delegada que deveria investigar o sumiço do dono do site GaleraShow, Delson Castelo Branco, encontra em doce deleite pelos Estados Unidos. E quem deveria substituí-la nas investigações está fora de Teresina.

Muy amigos

Tiro no pé

Efeito colateral

Melhor não

O rumoroso caso Fernanda Lages trouxe pelo menos um lado positivo: por dois meses ficou um tanto esquecida a discussão sobre as eleições para prefeito de 2012. E quem mais se beneficiou dessa mudança de agenda foi o prefeito Elmano Ferrer.

Oxigênio

O governador Wilson Martins assina hoje pela manhã protocolo com a Caixa Econômica Federal. Na prática, sacramenta o empréstimoponte para pagamento de dívidas antigas. E que, após um ano de sufoco, pode permitir ao Estado respirar.

O deputado Hugo Napoleão faz aniversário hoje. Passou o final de semana em contatos pelo interior do estado. A Prefeitura de Teresina está fazendo uma galeria que há décadas era esperada na rua Jônatas Batista, zona norte da capital. A PMT deveria fazer uma varredura em Teresina em busca de árvores mortas. Há dezenas delas e isso representa ameaça às pessoas.

Disputa

O prefeito de Luís Correia, Kim do Caranguejo, está em ritmo de campanha à reeleição. Mas não está só. Lá, também em ritmo aceleradíssimo, trabalha a ex-primeira-dama Adriane Prado. Que em 2008 perdeu para Kim por apenas 32 votos, apesar de ter feito apenas 10 dias de campanha.

Não terminou a novela da aproximação entre PSB e PSDB, em torno da corrida pela prefeitura de Teresina. O diálogo segue. E só não ganha corpo por um temor. De que a aliança de dois exadversários não seja assimilada pelo povo.

ping pong Expressas

w

.d o

o

C

lic

k

Teresina, Segunda, 31 de Outubro 2011 w

w

w

O ministro da Educação, Fernando Haddad, pode até ser candidato a prefeito de São Paulo. Mas vai para o palanque sob a sombra do Enem. Ou melhor, dos escândalos que cobrem o exame por três anos seguido. O ministro Fernando Haddad programou viagem para o Piauí na semana passada, quando participaria de inauguração de escola modelo em Cocal dos Alves. Adiou para a próxima. Melhor não vir. Ninguém vai perguntar sobre educação. Só sobre fraude no Enem.

Acordou

Ao que parece, a presidente Dilma Rousseff acordou para a necessidade de estimular o consumo como estratégia para frear a crise econômica, que é gigantesca, e também afeta o Brasil - ainda que menos intensamente. Assim, o empresariado voltou a falar bem do governo federal.

Futebol

Está marcada para o dia 4 de novembro, sexta-feira próxima, a eleição do novo presidente da Federação Piauiense de Futebol. Logo após escolhido o presidente e toda a diretoria, os eleitos serão empossados.

Medalhas

Sarah Meneses garantiu bronze no Pan de Guadalajara, mas não deve ser a única piauiense a trazer medalhas nesta reta final de ano para o Piauí. Meninos e meninas de Cocal dos Alves iniciam sexta-feira a participação nas Olimpíadas de Matemática da Escola Pública Brasileira. Alguém duvida que eles vão trazer medalhas?

Foco

O professor Mike Stricklin sempre mede a frequência com que certos temas são citados no Twitter. O caso Fernanda Lages é, de longe, o mais citado nos últimos dois meses.

Cocar e má sorte

José Sarney é supersticioso. Nunca usa cocar indígena porque atribui má sorte a esse gesto. Parece que o velho cacique maranhense sabe das coisas. Lula usou cocar na semana passada em Manaus. No sábado foi diagnosticado com câncer na laringe.

Sem gosto e econômico

Roda de prosa no Teresina Shopping. Presentes o repórter Efrém Ribeiro, o secretário Robert Rios (Segurança), o gerente do Ibama, Romildo Mafra e o publicitário Marcus Peixoto. Assunto: gastos pessoais de cada um. Romildo: “O Efrém é muito econômico, gasta pouco...” Efrém: “É mesmo, doutor, eu gasto muito pouco...” Robert: “As pessoas só gastam com o que gostam. Como o Efrém não gosta de nada, não gasta nada”. 15 de fevereiro de 2005

Maranhão

Empresário Flabio Silva acusado de matar caminhoneiro Helvécio é preso Delegado Canabrava dará entrevista coletiva hoje, às 9h, no 12º Distrito Policial

CREA

Foi preso neste fim de semana o empresário Flabio Silva de Sousa, acusado de matar o caminhoneiro Helvécio Maia dos Prazeres. O crime ocorreu no dia 10 de maio de 2010. Flabio foi encontrado no povoado “Galho Seco”, nas proximidades da cidade de Imperatriz, no Maranhão. O mandado de prisão foi cumprido pela Polícia Civil do Piauí, em operação coordenada pelo delegado Ademar da Silva Canabrava, titular do 12º Distrito Policial, em parceria com os Núcleos de Inteligência das Secretarias de Segurança Pública

do Piauí e Maranhão e com a Delegacia de Prevenção e Repressão a Entorpecentes. O empresário teria matado Helvécio por achar que este seria o responsável por um acidente de trânsito que terminou na morte do seu filho. Flabio Silva de Sousa será recambiado à cidade de Teresina, onde ficará recolhido em estabelecimento prisional, à disposição da 1ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Teresina. O delegado Canabrava concederá entrevista coletiva hoje(31), às 9 horas, no 12º DP. Portalodia.com

Zona Leste

Polícia estoura rinha de galos e prende oito homens

Juliana Dias PortalOdia.com Luiz Carlos de Oliveira Editor Policiais do 5º Batalhão da Polícia Militar e do Ronda Cidadão fecharam na tarde de ontem (30) uma rinha de galos que funcionava nos fundos de uma residência localizada no bairro Cidade Jardim, zona Leste de Teresina. Oito homens foram presos em flagrante, entre eles, o dono da casa.

Juazeiro

m

PD

Foram encontrados no local 40 galos, 15 deles mutilados. Os presos foram levados, junto com os animais feridos, para a Central de Flagrantes. “Recebemos a denúncia pelo Copom [Central de Operações da Polícia Militar]. São pessoas que se reúnem nos finais de semana para praticar esse tipo de crime. Vêm de vários bairros para se encontrar no local”, disse o soldado Alencar, que participou da ação.

.c


F -X C h a n ge

PD

c u -tr a c k

W N O y bu to k lic .d o

m o

.c

Página 5

C

m

w

o

.d o

w

w

w

w

w

C

lic

k

to

bu

y

N O

W

!

Últimas

F -X C h a n ge

!

PD

c u -tr a c k

Teresina, Segunda, 31 de Outubro 2011

Formação

Atitudes de respeito podem mudar o trânsito “Aprender a obedecer as regras e a respeitar os direitos desde cedo”, diz neuropsicóloga Maria Gorete bebida alcoólica a situação ganha uma gravidade bem maior, a partir do prejuízo do equilíbrio, fundamental para quem pilota uma motocicleta. “O álcool faz aumentar a falta de limites, a autoconfiança, reduz a noção da velocidade aplicada, diminui o medo da punição, entre várias outras coisas. Se antes existia alguma preocupação, sob o efeito do álcool não existe mais. Quem bebe com frequência, por exemplo, acredita que ingerir apenas dois ou três copos de uma bebida qualquer não vai fazer diferença, o que é um grande erro. Muitas vidas têm se perdido por conta disso”, explica.

Marcelo Costa Repórter As estatísticas que mostram o número de vítimas de acidentes de trânsito aumentam a cada ano, deixando, muitas vezes, profissionais que atuam na área de fiscalização e educação com a sensação de incapacidade diante de tantas tragédias. Muita coisa tem sido realizada, em todas as esferas de governo e até mesmo em ações isoladas de algumas pessoas de boa vontade, sensibilizadas pela gravidade do problema. E mesmo assim as atitudes que levam, inevitavelmente, aos acidentes continuam acontecendo. Nem mesmo as cenas e notícias constantes de acidentes e vítimas fatais parecem a ter a força suficiente para mudar esse quadro. Diante desta constatação uma afirmação acaba ganhando força, a de que a origem desta negatividade é muito forte e vem de longe, ou seja, está principalmente enraizada no aspecto histórico-cultural. O brasileiro guarda em sua raiz, e isso é indiscutível, uma espécie de necessidade de levar vantagem a cada oportunidade apresentada, de tentar mostrar superioridade. Isso se reflete no trânsito de uma forma bem clara. A menor chance apresentada, a maioria dos condutores tenta ultrapassar o veículo a sua frente, ser mais rápido que o outro, mostrar que foi hábil ao invadir um sinal vermelho sem nada sofrer, atingir velocidades sempre maiores e assim por diante. Entre os motociclistas, levados pelo fato deste meio de transporte ser bem menor, e por isso mais fácil de passar por locais estreitos, se um gerador

Neuropsicóloga Maria Gorete diz que atitudes refletem em todos ambientes certamente levará esse de uma sensação maior de mesmo sentimento para o liberdade, tudo isso acaba sendo ampliado. Da mesma trânsito. “Da mesma forma que quem durante sua forforma que o perigo aumenta, mação aprendeu e teve já que a única proteção do exemplos em casa de rescondutor é o capacete, objeto peito ao próximo, de que não esse muitas vezes despreexiste nada de humilhante zado. em dar passagem ao outro, Obviamente que nem os de respeitar o direito dos seres humanos são iguais, mas essa base cultural peridosos, por exemplo, certamente correrá menos riscos tence a todos que vivem em ao dirigir e saberá respeitar uma mesma comunidade e mais facilmente as regras”, que somente pode ser transavalia. formada de duas formas. É evidente também Através da educação, em erros no trânsito estimulam casa com os pais e na escola, outras pessoas a seguirem ou pela punição, que no caso do trânsito vai desde no mesmo caminho. “Se não estiver muito firme sobre o uma advertência a, ainda que é certo ou errado, quem em raríssimos casos, a proestá perto se sentirá muito cessos judiciais. impelido a praticar a mesma A neuropsicóloga Maria falha”, alerta. Um exemplo Gorete Oliveira lembra prático sobre o que Maria que as atitudes de qualGorete acabou de relatar é a quer pessoa refletem em quantidade de motociclistas todos os ambientes em que passam cruzamentos que ela esteja. Isso signisem ao menos olhar para os fica dizer, por exemplo, que lados. um indivíduo que em casa Quando se acrescenta aprendeu que o importante tudo isso a ingestão de é levar vantagem em tudo,

Mudança Para a neuropsicóloga, uma das principais barreiras para reverter esse quadro é que as pessoas acreditam que as coisas ruins sempre vão acontecer com os outros e nunca com elas mesmas. Os dois principais caminhos, segundo ela, são a correta formação do cidadão, aprender desde cedo a obedecer as regras e a respeitar os direitos, e uma punição verdadeiramente efetiva. “Existem leis, mas as punições não estão acontecendo como deveriam. Enquanto isso não acontecer, não haverá conscientização”, completou. Já pelo lado educacional, os pais precisam lembrar que esse tipo de formação traz benefícios sempre, não só para o trânsito. “Na escola, uma criança que não consegue obedecer regras e limites, certamente é da mesma forma em casa, não foi dado a ela essa noção de limites, que as linhas de respeito ao próximo não podem ser ultrapassadas”, disse.

Relatórios apontam como falhas a negligência, imprudência e imperícia Tecnicamente falando, as causas de acidentes de trânsito envolvendo motocicletas são basicamente três: a negligência, imprudência e imperícia. Traduzindo para uma linguagem mais popular essas palavras representam tentativas de ultrapassagem de forma errada, desobediência a sinalização, avanço de sinal, manobras irregulares, ou seja, todas as situações apre-

sentadas no início desta reportagem. De acordo com dados da Companhia Independente de Policiamento de Trânsito (CIPTran), foram registrados no ano passado 4.120 acidentes de trânsito. São 1.573 vítimas, sendo que 66 delas perderam suas vidas e praticamente a metade, 31, andavam em motos (pilotos e passageiros). Este ano, até o mês

Uma vítima da imprudência Walyson Gabriel de Carvalho não cometeu uma imprudência, mas foi vítima dela. Na noite do dia 1º de fevereiro do ano passado andava em sua moto pela avenida principal do conjunto Saci, na zona Sul de Teresina, quando foi atingido por trás por um carro. Com o impacto, bateu a perna direita em uma árvore do canteiro central e logo depois atingiu a cabeça na árvore ao lado. Sobreviveu por que estava de capacete, mas a perna quebrou seriamente e teve que ser amputada. Alguns dias depois foi vítima de uma infecção bacteriana e um novo corte foi feito, desta vez acima do joelho. Com muita força de vontade Walyson Gabriel conseguiu superar o trauma e voltou a trabalhar. Para isso teve que implantar uma prótese para compensar a perda da perna e faz intensas sessões de fisioterapia. “Nunca mais quero saber de moto em minha vida”, conta. Waylon não cometeu um erro, mas quase perde sua vida se a pessoa que o atingiu tivesse sido “prudente” em manter a velocidade correta ao fazer a curva.

de setembro o número de acidentes já é maior que todo o ano de 2010: 1.699. E nada menos que 48 pessoas morreram este ano, 28 delas motociclistas. “Nós, que observamos diariamente essa situação, vemos muita falta de atenção, desrespeito a sinalização, motociclistas que não mantém uma distância de segurança para os outros veículos e, pior, muitos condutores que usaram bebida alco-

ólica. São essas as principais causas de acidentes. Sabemos que todos os acidentes poderiam ter sido evitados, mas o que nós deixa mais tristes é que a maioria deles bastava seguir as regras mais básicas, como obedecer uma placa de pare, esperar o semáforo ficar verde ou não ultrapassar de maneira absurda como muitos fazem ”, lembrou Evandro Sousa, soldado da CIPTran.

Ricardo Noblat noblat@oglobo.com.br

“Isso de ONGs é uma visão neoliberal. A participação de militantes do PCdoB em ONGs é minoria”.

(Renato Rabelo)

Deixem Aldo em paz Difícil dizer qual foi o momento de mais brilhante cinismo que marcou a entrevista coletiva concedida na última sextafeira por Renato Rabelo, presidente do Partido Comunista do Brasil (PCdoB). Terá sido aquele onde ele garantiu que Aldo Rebelo, seu correligionário e novo ministro do Esporte, escolherá livremente com quem irá trabalhar?

Ou terá sido o momento seguinte, quando Renato

citou Nádia Campeão, ex-secretária de Esporte de São Paulo e ex-presidente do PCdoB no estado? Renato admitiu que Nádia está cotada para a secretaria executiva do Ministério do Esporte, embora “não seja uma indicação do partido”. Como é mesmo, Renato? Repita!

Em 2002, ao se eleger presidente da República e

decidir que o Esporte caberia ao PCdoB, Lula pediu ao partido que sugerisse o nome do ministro. Por partido entenda-se Renato. Ninguém ali o contesta. Renato tentou emplacar Nádia Campeão. Lula preferiu Agnelo Queiroz, deputado federal pelo PCdoB de Brasília.

Então Renato empurrou goela abaixo de Agnelo os

nomes de Orlando Silva para secretário nacional de Esporte, e de Ricardo Leyser Gonçalves para secretário nacional de Esporte de Alto Rendimento. Foi o primeiro emprego da vida de Orlando, que pelo PCdoB presidira a União Nacional dos Estudantes entre 1995 e 1997.

Orlando e Ricardo serviram ao partido no ministério como uma espécie de tutores de Agnelo. Vigiavam seus passos. E confrontavam atos que poderiam desagradar ao partido. Em certa ocasião, Agnelo aceitou convite para assistir no exterior a uma competição de natação. O autor do convite era um dirigente esportivo do Rio. Os tutores de Agnelo se opuseram. Alegaram que a aceitação do convite fortaleceria seu autor, empenhado em que o Rio sediasse os Jogos Pan-Americanos de 2007. E, para o PCdoB, o melhor seria que o Pan fosse disputado em São Paulo. Ali o partido concentra seus maiores interesses. O ministro viajou mesmo assim. Os dois viviam no gabinete de Agnelo. Não se

anunciavam antes de entrar, simplesmente giravam a maçaneta da porta e entravam. Uma vez, irritado, Agnelo foi visto saindo do seu gabinete com as mãos na cabeça para desabar diante de secretárias perplexas: “Tirem esses dois da minha sala. Não aguento mais”. Vexame!

O posto de Orlando só lhe dava direito a dispor

de carro oficial para se deslocar dentro da Esplanada dos Ministérios. Pois ele visitava a namorada que morava na Asa Norte dizendo que usara o carro em viagem ao Setor Hospitalar Norte. Para ir ao aeroporto, anotava que usara o carro em viagem ao Setor de Carga. Há um dossiê a esse respeito.

Apontado como o homem-forte dos Jogos Pan-

Americanos, Ricardo acabou condenado pelo Tribunal de Contas da União a devolver aos cofres públicos mais de R$ 18 milhões. Foi acusado de superfaturamento e de pagamentos indevidos. Nem por isso deixou o ministério. Mais do que Dilma, Lula tolerava desvios de conduta.

Quem deixou o ministério foi Agnelo, candidato ao

governo do Distrito Federal e depois ao Senado. O PCdoB abandonou-o. Agnelo quis voltar a ser ministro no segundo governo de Lula — o partido preferiu Orlando. Mas escalou o advogado Ronald Freitas, um dos sete membros do seu secretariado, para monitorar o novo ministro.

Agora, quem haverá de controlar de perto ou à distância o desempenho de Aldo Rebelo? Dele se diz — e com razão — que é um político experiente e respeitado por seus pares. Foi presidente da Câmara dos Deputados e ministro de Relações Institucionais de Lula. Até a oposição (leia-se: Aécio Neves e José Serra, ambos do PSDB) gosta dele. Seria razoável que o PCdoB o deixasse em paz. Aldo é tido como um quadro disciplinado. No ano passado, pediu socorro à direção quando temeu não se reeleger devido à quantidade de dinheiro gasto para eleger deputado Gustavo Petta, cunhado de Orlando. O partido espera que ele retribua a ajuda que recebeu. Força, Lula# E-mail para esta coluna: noblat@oglobo.com.br BLOG DO NOBLAT: www.oglobo.com.br/noblat

.c


F -X C h a n ge

PD

c u -tr a c k

W N O y bu to k lic .d o

m o

.c

Página 6

C

m

w

o

.d o

w

w

w

w

w

C

lic

k

to

bu

y

N O

W

!

Opinião

F -X C h a n ge

!

PD

c u -tr a c k

Teresina, Segunda, 31 de Outubro 2011

Editora: Viviane Bandeira// Envie artigos para jornalodia@jornalodia.com.br // Fale conosco: 86 2106.9924

Editorial

Com a vida nas mãos

Acidentes acontecem todos os dias. Uns mais graves, outros menos, uns com culpados, outros sem. O que preocupa é que muitas vezes acontecem acidentes que podem ser evitados, cujos culpados são também vítimas, e que deixam enlutadas famílias inteiras. Não se pode generalizar, mas é o que acontece muitas vezes nos acidentes de trânsito que envolvem motociclistas e uma adição perigosa - o álcool. Quando se fala em vidas, não é possível calcular os prejuízos, já que a maior perda é a que as famílias vivem, sem dinheiro algum que possa recompensar. Além deste valor irreparável, há os gastos que o Estado tem com os pacientes que precisam de atendimento de urgência e emergência. Dados do Hospital de Urgência de Teresina (HUT) mostram que são gastos por mês R$ 1,3 milhão somente com

acidentados de trânsito, sendo que a maioria deles (80%) envolve os motociclistas. Os números são assustadores cerca de 356 piauienses morrem anualmente, vítimas de acidentes em motocicletas. A maior parte delas é vítima dessa associação perigosa: álcool e direção. De 2009 até outubro deste ano foram registrados 3.458 acidentes somente nas rodovias federais envolvendo motocicletas, conforme dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). Exatas 318 morreram, 975 pessoas ficaram feridas gravemente e 1.187 motociclistas ficaram feridos levemente. Se contabilizadas as ocorrências nas vias municipais, rodovias estaduais e federais do Piauí, em todo o ano de 2010 mais de sete mil motocicletas estiveram envolvidas em acidentes. Para o diretor-geral do Departamento Estadual

de Trânsito (Detran), José Vasconcelos, a situação do trânsito no Estado é de guerra. “Temos que enfrentar essa guerra. A conscientização é apenas uma batalha que deve ser encarada por todos”, declara. Antônios, Franciscos, Paulos. Os nomes mudam, mas quase sempre a história é a mesma: o condutor do veículo ingeriu bebida alcoólica e acreditou que não haveria problema algum em conduzir seu veículo mais uma vez, afinal, acidentes acontecem, mas sempre com os outros. Pensando assim é que chega um dia em que a empreitada não dá certo e o dono da vida a entrega de mão beijada, aumentando as graves estatísticas. A responsabilidade sobre a segurança nas ruas cabe às autoridades, mas não somente a elas. Cuidar da própria vida é dever principalmente de cada indivíduo, que arrisca a sua vida no trânsito.

Frases do dia “Ele sabe o que aconteceu, sabe o que foi diagnosticado. Foi bem discutido o tratamento” Roberto Kalil Filho Médico do ex-presidente Lula

“Como a moto é um veículo que desenvolve altas velocidades rapidamente, além de ser de baixo custo, os condutores acabam se envolvendo em acidentes, geralmente graves”

Marcos Basílio Inspetor da PRF

“A situação do trânsito no Estado é de guerra. Temos que enfrentar essa guerra. A conscientização é apenas uma batalha que deve ser encarada por todos” José Vasconcelos Diretor-Geral do Detran

Artigos O preço de uma vida André Falcão - Contador Estava lendo sobre a construção da Usina Hidroelétrica de Belos Montes. A obra que custará bilhões enfrenta o grande desafio de prejudicar as vidas de milhares de pessoas com seus impactos socioambientais para beneficiar outras dezenas de milhões com o desenvolvimento econômico. A nossa Constituição Federal, no seu art. 5º, coloca a vida como direito inviolável. E no inciso XLVII proíbe a pena de morte, mas abre uma exceção: “salvo em caso de guerra declarada”. Dessa forma, fica clara a prioridade dada à proteção dos nossos compatriotas. Mas

será que existem vidas mais importantes do que outras? No art. 3º da Declaração Universal dos Direitos Humanos, adotada e proclamada pelas Nações Unidas, é assegurado a todos o direito à vida. Mas, sem dúvida, a lógica humana admite o sacrifício de alguns, mesmo que muitos, em benefício da maioria. E esse pretexto tem sido usado por vários líderes destas nações para promoverem verdadeiros genocídios. Foi assim tanto em Hiroshima e Nagasaki como no Iraque. Verdadeiras fortunas são gastas no resgate de pessoas em perigo em todo

o mundo. E muitas vezes várias vidas são arriscadas para salvar alguém que talvez nem esteja mais vivo. Na Líbia aconteceu o contrário: milhares se arriscaram para promover a morte de um. E conseguiram. As cenas da execução de Muamar Kadafi foram transmitidas para o mundo inteiro num espetáculo dantesco. Há poucos dias, na cidade onde trabalho, um jovem pediu um real a um senhor que passava. Ao receber a resposta negativa, desferiu três fulminantes golpes de faca naquele senhor que teve morte instantânea. Talvez mais banal e estúpido do

que isso sejam os usuários de drogas, lícitas ou não, que constroem estatísticas como a do cigarro que, segundo a Organização Mundial de Saúde, mata uma pessoa a cada seis minutos. Semelhante são os suicídios, que crescem de forma alarmante e nos fazem empreender esforços na tentativa de encontrar sentido para nossa própria existência e não incorrermos no mesmo erro. A vida não é apenas um direito individual. É um bem da sociedade. Cada vez que uma é tirada não é apenas o direito daquela pessoa que está sendo vilipendiado, mas de toda a sociedade. Por isso o

esforço às vezes aparentemente inútil para salvar um só. Por isso valem à pena as manifestações contra um dos atos mais covardes que existem, o aborto. Por isso os protestos contra a impunidade no caso da estudante que foi cruelmente arremessada de um prédio em Teresina. Protestos que, entretanto, contrastam com a nossa omissão diante dos inúmeros sequestros, assassinatos e estupros que ocorrem diariamente, inclusive com crianças. Quando a vítima é um pobre a indignação parece ser menor. Na verdade, estamos cada vez mais perdendo a noção do valor da vida. Estamos nos

acostumando com a crueldade humana e banalização da morte. Quem deve morrer primeiro? Existem vidas mais importantes? Contrariando a lógica humana, Jesus Cristo, diante da necessidade de salvar toda a humanidade, não sacrificou ninguém. Antes, entregou a si mesmo. Uma atitude singular, já que não é tão surpreendente alguém se dar por um inocente ou um justo. Ele, porém, se entregou até mesmo pelos mais vis pecadores. Isto sim é um exemplo de valorização da vida. Com certeza o maior de todos: não colocar a sua própria vida em primeiro lugar, mas a de outrem.

De volta às obras estruturantes Jesus Rodrigues - Deputado Federal (PT) Como prometi em artigo anterior, fiz contatos com alguns ilustres homens públicos, os quais, através da imprensa, reclamaram que o Piauí, no período Lula/Wellington, não teria recebido Obras Estruturantes, nem atraído grandes empresas. Fiz os contatos porque precisava de mais informações para não ficar apenas pelo que li nos jornais. Foi possível chegar a uma conclusão sem muito esforço, mas deixo aqui aberta a possibilidade de correção caso alguma dessas autoridades entenda que não é bem assim. Todos nós, piauienses, quem sabe dos outros estados também, entendemos que

deveríamos estar melhor na fita, que deveríamos estar mais desenvolvidos, que o povo deveria gozar de melhor qualidade de vida e etc. Isso seria verdade se tivéssemos um porto, se tivéssemos uma refinaria da Petrobras, uma fábrica de automóveis, por falar nessa, a Volkswagem planeja colocar uma no Nordeste. Que tal corrermos atrás? Assim, diziam as autoridades, o Piauí estaria mais desenvolvido e eu concordo. Entretanto, deixaram de relacionar como grande obra as ações que dizem respeito à distribuição de energia elétrica, como a subestação de São João do Piauí, as linhas de

transmissão e as várias pequenas subestações pelo Estado. Na minha opinião, esse “esquecimento” foi um erro que eles cometeram. Esqueceram de citar que a Suzano veio para o Piauí, mas não tenho dúvida de que é uma grande empresa. Outra que não foi lembrada como grande obra foi a instalação do Ensino Médio em todas as cidades do Piauí, inclusive em algumas zonas rurais, quando isso é verdadeiramente estruturante. Mas vamos às obras que não aconteceram. Compreendo que o esforço de cada um ilustre homem público não foi suficiente para que tivéssemos o porto, a refinaria ou a fábrica de auto-

móveis. Na minha opinião, cada ilustre homem público fez, individualmente, um grande esforço. Cada um na sua, buscava aquela ação que mais se identificasse. Houve um consenso no seguinte ponto: as obras que não vieram para o Piauí não foram somente por culpa de Lula ou Wellington, mas do conjunto. Mesmo aqueles que estavam mais afastados do governo estadual compreenderam que a falha foi do conjunto de todos os ilustres homens públicos. Estou vendo o prenúncio de que nesta 54ª Legislatura poderá acontecer o mesmo que vem acontecendo até hoje. Abro mais uma vez a possibilidade de

estar errado porque estou no meu primeiro mandato, não vivi essa experiência de muito próximo, como parlamentar, apenas como gestor. Mas, se os ilustres homens públicos do Executivo e do Legislativo são aqueles que têm a solução de trazer ou fazer as obras estruturantes, da forma como estamos trabalhando, essas obras estruturantes não virão na qualidade e quantidade que o Piauí deseja ou merece. E por que isso aconteceria? Porque estamos sem coordenação. Porque estamos sem liderança. Ainda há tempo, é verdade. Nossa bancada, deputados federais e senadores, nos reunimos duas vezes ape-

nas, uma entre nós para discutir cargos e outra com o governador Wilson Martins, na qual ele apontou as áreas e as obras mais importantes, e foi só. E ainda usando uma frase daqueles que polemizaram semanas atrás a respeito de obras estruturantes, são poucas discussões para decidir sobre “emendinhas” de parlamentares. E as outras ações junto ao governo federal e para atração de grandes empresas? Se o governador Wilson Martins fizer um grande esforço, individualmente, não será suficiente. Precisamos organizar o time e apontar os objetivos. Da minha parte estou aqui, no aquecimento.

.c


F -X C h a n ge

PD

c u -tr a c k

W N O y bu to k lic .d o

m o

.c

Página 7

C

m

w

o

.d o

w

w

w

w

w

C

lic

k

to

bu

y

N O

W

!

Esportes

F -X C h a n ge

!

PD

c u -tr a c k

Teresina, Segunda, 31 de Outubro 2011

Editora (Interina): Aline Rodrigues // email: jornalodia@jornalodia.com.br // Fale conosco: 86 2106.9924

Topo

Com um a menos, Corinthians vence Avaí de virada e retorna à liderança O timão apostou na raça e saiu de campo com mais três pontos e a ponta do Brasileirão com 58 pontos, pontuação semelhante à do Vasco Na raça, o Corinthians evitou uma tragédia, ontem, no Pacaembu, e voltou à liderança do Campeonato Brasileiro. Jogando mal e com um jogador a menos desde os cinco minutos do segundo tempo, quando Leandro Castán foi expulso, o Timão apostou na garra para virar por 2 a 1 sobre o Avaí e recuperou a primeira colocação. Róbson, após passe do impedido Willian, fez para os catarinenses, enquanto Emerson e Liedson, com requintes de drama, comandaram a

festa dos mais de 30 mil alvinegros presentes. Toda a dificuldade esperada por Tite se confirmou em um primeiro tempo de muitos erros e nervosismo do Corinthians. O Timão se lançou ao ataque nos minutos iniciais, mas esbarrou na forte marcação catarinense. Danilo e Paulinho foram seguidos de perto por Júnior Urso e Diogo Orlando, respectivamente, e quase não criaram. Jorge Henrique, substituto de Alex, machucado, também pouco apareceu.

Olímpico

Sem gols

Grêmio vira e goleia Flamengo Em uma partida bastante movimentada e marcada por vaias e protestos da torcida contra o meiaatacante Ronaldinho, o Grêmio derrotou de virada o Flamengo por 4 a 2, no Olímpico, após sair perdendo por 2 a 0. O resultado mantém o Flamengo com 52 pontos, na quinta posição. O Grêmio foi a 46 e ocupa o meio da tabela. Vaiado a cada vez que pegava na bola, Ronaldinho Gaúcho assustou a torcida gremista no primeiro lance de perigo, em cobrança de falta aos 2min. O camisa 10 fez boa cobrança, mas a bola tocou no travessão após desvio goleiro Vitor. O Grêmio descontou com Douglas, três minutos depois. De fora da área, o meia gremista chutou cruzado e obrigou Felipe a fazer grande defesa. Aos 18min, Escudero achou Douglas na área, que fez a finta e chutou forte para mais uma defesa do goleiro flamenguista. Os cariocas abriram o placar com Deivid, aos 23min. Após boa troca de passes no ataque e um escorregão do zagueiro Rafael Marques, o centroavante ficou livre para chutar rasteiro e marcar o primeiro do Flamengo. O time do técnico Vanderlei Luxemburgo chegou ao segundo gol pouco mais de dez minutos depois. Aos 35min, Léo Moura tocou para Thiago Neves chutar na entrada da área -a bola ainda desviou na zaga gremista antes de entrar. Aos 42min, o Grêmio iniciou a reação. Após levantamento na área flamenguista, o centroavante André Lima dominou a bola e chutou rasteiro para fazer o primeiro gol gremista. O empate veio logo no início do segundo tempo. De fora da área, André Lima colocou a bola entre as pernas de Renato Abreu antes de chutar no canto de Felipe, aos 5min. Aos 34min, Douglas comandou o contraataque, entrou na área e chutou colocado para virar o placar. Cinco minutos depois, de fora da área, o argentino Miralles fechou a vitória gremista com um belo gol de fora da área.

Com Weldinho e Fábio Santos liberados para apoiar, o Corinthians abriu espaços em demasia e sofreu com a velocidade dos três armadores do Avaí. Em uma bobeira da defesa em cobrança de falta rápida de Lincoln, os azuis ficaram em vantagem no placar. Willian dominou na área em posição irregular e ajeitou para Róbson chutar forte, rasteiro, acertando o canto esquerdo de Julio Cesar. O Corinthians voltou para o segundo tempo tentando impor a mesma

pressão da etapa inicial. Emerson apareceu mais pelo lado direito e tendo mais velocidade. Logo aos cinco minutos, porém, o Timão recebeu um duro golpe. Último homem da defesa, Leandro Castán cometeu falta em Lincoln na intermediária e foi expulso pelo árbitro Leandro Pedro Vuadem. Todo o equilíbrio alvinegro acabou após o lance. O time passou a jogar na base da garra, mas sofria com o excessivo número de erros de passe. A situação só não piorou ainda

mais por causa da linda defesa de Julio Cesar em chute forte de William na área. O mesmo centroavante perdeu um gol claro pouco tempo depois ao furar na pequena área um cruzamento vindo da esquerda. O empate corintiano veio em uma falha de marcação do Avaí. Os catarinenses se abriram em um lance ofensivo e ofereceram o contraataque aos paulistas, aos 16. Willian disparou pela direita e deu ótimo passe na área para Emerson

soltar a bomba na saída de Felipe. No embalo da torcida, o Corinthians foi para cima do Avaí na busca da virada. O sofrimento acabaria em um lance “chorado”, aos 32 minutos. Felipe saiu mal do gol, Liedson cabeceou, o goleiro tentou fazer a defesa, mas a bola já havia passado pela linha. Explosão de alegria e alívio no Pacaembu. Nos minutos finais, o Avaí foi para cima, mas perdeu duas boas chances de empatar. Quanto sofrimento, Fiel!

Após empate com o São Paulo, Vasco cai para segundo Com uma ótima atuação do goleiro Denis, substituto de Rogério Ceni, o São Paulo arrancou um empate sem gols com o Vasco, em São Januário, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. O destaque da partida foi Denis, que fez ao menos quatro difíceis defesas e parou o Vasco. O Vasco perdeu a liderança do Nacional para o Corinthians. O time carioca também tem 58 pontos, mas uma vitória a menos que o time paulista. Já o São Paulo completou oito jogos sem vencer na competição. A equipe treinada pelo téc-

nico Emerson Leão tem 50 pontos e ocupa a sexta colocação. Leão escalou João Filipe, Rhodolfo e Xandão no trio de zaga. O treinador ainda teve que fazer algumas alterações forçadas, já que não podia contar com Rogério, Luis Fabiano e Dagoberto. Denis assumiu o gol. Lucas e Willian José formaram a dupla de ataque. Apesar de ver o Vasco ter a posse de bola, o São Paulo chegou com mais frequência ao ataque, muito por causa da boa movimentação de Lucas e Willian José. Mas o goleiro Fernando Prass

apareceu bem para evitar o pior. O Vasco, por sua vez, esbarrou na forte marcação do adversário. A linha de cinco jogadores dificultou as ações ofensivas do time carioca, que teve o controle do primeiro tempo, mas foi pouco incisivo. Denis trabalhou pouco. Mas fez boa defesa aos 14min, num chute forte do veterano Juninho.

No início do segundo tempo, Denis salvou o São Paulo com outra grande defesa, dessa vez após um chute cruzado de Élton. O São Paulo caiu de rendimento depois do intervalo e obrigou Leão a fazer três mudanças em cinco minutos. Cañete, Henrique e Rivaldo entraram nos lugares de Marlos, Lucas e Willian José. O Vasco

perdeu Juninho -foi substituído por Nilton- no meio de campo. Douglas e Bernardo deram novo fôlego ao time da casa. Depois disso, Denis voltou a aparecer por duas vezes. Primeiro parou Élton, que cabeceou do centro da área. No lance seguinte, fez outra grande defesa em uma nova jogada aérea do Vasco.

.c


F -X C h a n ge

F -X C h a n ge

W N O y k

to

bu

Esportes

Teresina, Segunda, 31 de Outubro 2011 .d o

Guadalajara

c u -tr a c k

Brasil fecha Pan com ouro na maratona

Solonei Rocha colocou o país no topo do pódio no último dia de disputa As ruas de Guadalajara foram pintadas de verde-amarelo durante os Jogos Pan-Americanos do México. Depois de Adriana da Silva vencer a maratona feminina, ontem, foi a vez de Solonei Rocha colocar o país no topo do pódio. A 4km do fim, sem ninguém por perto para ameaçá-lo, o ex-catador de lixo já corria com a bandeira do Brasil nas mãos. Faltava pouco para cruzar a linha

de chegada em primeiro. Uma última olhadinha para trás só para garantir, e lá estava ele, sorridente, comemorando o ouro, sambando, depois de completar os 42km em 2h16m37s. Um primeiro pelotão seguiu junto durante quase 20km. A partir desta marca, Solonei começou a apontar na frente. O atleta de Penápolis (SP) aumentou o ritmo da prova e abriu distância para os

adversários. O colombiano Diego Colorado cruzou a linha de chegada em segundo e ficou com a prata. Seu compatriota, Juan Cardona completou o pódio. Jean da Silva, o outro brasileiro na disputa, chegou em nono lugar. SALDO: Encerrado o Pan de Guadalajara, o saldo brasileiro foi de 141 medalhas e 23 vagas conquistadas em Londres-2012.

Medalha de bronze

Sarah não disfarça frustração e desabafa: “saio triste” Josiel Martins Portal ODIA Aline Rodrigues Repórter Cogitada como uma das favoritas para a medalha de ouro no México, Sarah Menezes esbarrou no nervosismo. A piauiense revelou durante entrevista que ficou apavorada em todas as lutas que competiu. “Por conta disso, acabei não tendo sucesso na competição”, disse a judoca. Ela conquistou, no último sábado, a medalha de bronze no Pan. Sarah não escondeu a frustração após a derrota para a cubana Dayaris Mestre ainda nas semifinais. O tropeço tirou a

piauiense da briga pelo ouro. “Saio triste. Não esperava o bronze, esperava o ouro. Apesar de ter acontecido várias coisas na minha vida até aqui, tenho que trabalhar para que isso não ocorra novamente”, lamentou, esclarecendo que ainda se recupera da lesão. Ela comentou também que não houve excesso de confiança. “Sempre é bom vencer no final. A prata você chega no momento e perde, fica chato, mas depois pensa que foi segundo. No bronze, você vence”, constatou a atleta. “Agora é treinar mais e evitar que os erros se repitam”, comentou. Algoz das brasileiras nas últimas edições do Pan, as cubanas não foram pou-

m

w

o

m

o

.c

lic

k lic C

w

c u -tr a c k

w

Página 8

.d o

w

w

w

C

to

bu

y

N O

W

!

PD

!

PD

padas nas sua declarações. “Querendo ou não, é uma Olimpíada na América. Falta trabalhar um pouco a cabeça. Temos talento para vencer, falta controlar essa ansiedade que temos dentro da gente. Lá fora, o Brasil ganha tudo. Aqui dentro é o contrário, Cuba ganha da gente. Temos que mudar esse quadro”, desabafou. Os piauienses, aliás, tiveram uma participação especial na competição. Além do bronze de Sarah, a fundista Cruz Nonata destacou-se com duas medalhas de prata nas provas dos 5 mil e 10 mil metros. Joelma das Neves, que defendeu o Piauí por vários anos, faturou a prata no revezamento 4x400m.

.c


F -X C h a n ge

F -X C h a n ge

W N O y bu to k lic

c u -tr a c k

.d o

o

.c

m

C

m

w

o

.d o

w

c u -tr a c k

.c

Teresina, Segunda, 31 de Outubro 2011

Editora: Natacha Maranhão // Repórteres: Maria Romero, Katylenin França, Viviane Menegazzo e Mayara Bastos // Fale conosco: 86 2106.9924 // email: jornalodia@jornalodia.com.br

Mistura perigosa

Fotos: Jailson Soares / O Dia

w

w

w

w

C

lic

k

to

bu

y

N O

W

!

PD

!

PD

Álcool e trânsito: sinal fechado A aquisição de motocicletas é cada vez mais facilitada para os brasileiros, que muitas vezes negligenciam os cuidados com a própria vida no trânsito Mayara Bastos Repórter É difícil uma mudança. A motocicleta em todo o país chegou como mobilidade sob a luz da imobilidade do trânsito. Contudo a avalanche de motos esbarra em uma estrutura precária. E isso gerou a epidemia em duas rodas. Os acidentes envolvendo motos crescem em índices assustadores. Cerca de 356 piauienses morrem anualmente, vítimas de acidentes em motocicletas. A maior parte delas são vítimas de uma associação bastante comum e perigosa: álcool e direção. Uma geração inteira em risco. Assim, as autoridades sabem que estão diante de um dos mais graves problemas de saúde pública da atualidade. De 2009 até outubro deste ano foram registrados

3.458 acidentes somente nas rodovias federais envolvendo motocicletas, conforme dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). Exatas 318 morreram, 975 pessoas ficaram feridas gravemente e 1.187 motociclistas ficaram feridos levemente. Se contabilizadas as ocorrências nas vias municipais, rodovias estaduais e federais do Piauí, em todo o ano de 2010 mais de sete mil motocicletas estiveram envolvidas em acidentes. Número que impressiona, mas que revela apenas um dos lados de um problema que devasta a saúde pública do país e está enraizado na precária estrutura da sociedade piauiense. Para especialistas, o problema ganhou contornos assustadores com o recente crescimento econômico, que aumentou o

Estatísticas Em quase dois anos, foram registrados 3.458 acidentes de trânsito envolvendo motocicletas. Neste período, mais de 300 pessoas morreram e 975 ficaram feridas poder de consumo de parte significativa da população, Porém, atropelou etapas fundamentais de qualquer processo de desenvolvimento. A estrutura social - educação, trânsito, transporte e saúde - entrou em colapso com a onda desenfreada de compra de motos e motonetas.

Autoridades dizem que mistura entre álcool e motocicletas é um problema de saúde pública Um acidente de trânsito pode mudar o rumo de uma família inteira em uma fração de segundos. Maria Isabela Gomes, 31 anos, passou por esse trauma quando perdeu o marido em um acidente de moto, há dois anos e meio. Ao tentar passar por um cruzamento, na zona sul de Teresina, ele morreu depois de colidir com um veículo. Saulo Aguiar tinha apenas 42 anos e decidiu sair conduzindo uma motocicleta mesmo tendo ingerido álcool. “Ele saiu mesmo a gente dizendo para ele

não fazer isso. Porque a gente sabe que bebida é uma coisa perigosa complicada. Mas a gente acha que nunca vai acontecer na nossa família”, comentou Maria. O acidente de trânsito também expõe quatro fatores decisivos para a consolidação desta epidemia que lotam leitos dos hospitais: a falta de educação da população, a ausência de fiscalização de trânsito, as vantagens econômicas em usar a moto e a precariedade do transporte público. Para a

superintendente de Trânsito de Teresina, Auzenir Porto, “é impossível o poder público fiscalizar tudo”. Segundo ela, todos são responsáveis pela segurança no trânsito. “As pessoas precisam se conscientizar de que são responsáveis por si e pelas outras pessoas. Temos feito constantes campanhas de conscientização para que a população entenda que a segurança do trânsito não depende do poder público e sim do comportamento de cada um na direção do veículo”, destacou.

Risco de morte em duas rodas é quatro vezes maior A epidemia dos acidentes de trânsito é agravada pelo crescimento acelerado da frota de motos, além do despreparo e da imprudência dos condutores desse tipo de veículo. No Piauí, as motocicletas matam proporcionalmente quatro vezes mais que os automóveis e se envolvem três vezes mais em acidentes fatais. De janeiro a julho deste ano, a taxa de mortalidade entre passageiros e condutores de carros foi de 1,1 para cada 10 mil veículos. Entre as motos, ela subiu para 4,2 por 10 mil motocicletas. Números da Polícia Rodoviária Federal (PRF) apontam que dos 3.483 acidentes registrados este ano nas rodovias federais no Estado, 647 foram como motocicletas, resultando em 71 mortes. Para os especialistas, o grande número de mortos entre motociclistas é decorrente de fatores como o crescimento exagerado da frota de motos (12% ao ano), problemas na fiscalização, e, principalmente, por causa da imprudência. “Como a moto é um veículo que desenvolve altas velocidades rapidamente, além de ser de baixo custo, os condutores acabam se envolvendo em acidentes, geralmente graves. A própria forma da moto já coloca o condutor em uma situação de vulnerabilidade, já que qualquer desequilíbrio pode ser fatal. E a imprudência também está relacionada ao consumo de álcool”, explicou o inspetor da PRF no Piauí, Marcos Basílio. O inspetor afirmou ainda que a maioria dos acidentes envolvendo motociclistas nas vias localizadas na zona rural estão atreladas à velocidade. Já na área urbana, o álcool tem sido o principal fator para acidentes com vítimas fatais. Calcula-se

que o número de vítimas fatais em rodovias brasileiras chega a ser equivalente à queda de um avião comercial por dia, sem sobreviventes. No Piauí, o Anuário Estatístico de Trânsito do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), mostra que existem 269.318 motocicletas e motonetas. “Em uma década seremos um país e um Estado sobre duas rodas. Isso é efeito de um transporte público ruim, pouco atrativo. A forma que o cidadão encontra para deixar o transporte público é ir para a motocicleta”, afirma o engenheiro especialista em Trânsito, Marcos Gomes Lima. Somente nos últimos três anos, a frota de todos os tipos de veículos em Teresina cresceu 75%, ou

seja, 25 vezes mais que o aumento da população no mesmo período, que foi de cerca de 3%. Em 2007, foram emplacados 9.746 veículos novos. A população naquele ano na capital piauiense era de 779.939 habitantes. Um dos motivos do aumento expressivo da frota é a má qualidade do transporte público e o fato de os brasilienses buscarem opções mais rápidas para chegarem ao trabalho. “Para fugir dos engarrafamentos, muitas pessoas preferem comprar motos baratas, mas temos estatísticas mostrando que os motociclistas correm riscos oito vezes maiores do que os passageiros de ônibus”, afirma Marcos Gomes Lima. (Mayara Bastos)

“A situação do trânsito no Estado é de guerra. Temos que enfrentar essa guerra. A conscientização é apenas uma batalha que deve ser encarada por todos” José Vasconcelos, diretor do Detran

Com ou sem álcool, motociclistas cometem imprudências no trânsito e colocam a vida em risco

80% dos acidentados de trânsito do HUT estavam em motos Dentro dos hospitais, o cenário remete a uma guerra. No Hospital de Urgência de Teresina (HUT) são homens e mulheres, sobretudo jovens, com lacerações, amputações, fixadores de aço e fêmures fraturados. É absolutamente comum encontrar em enfermarias ocupadas só por acidentados de motos. Fernando Almeida Lima, 29 anos, nem lembra como tudo aconteceu. “Quando eu vi estava no chão”, disse. O jovem internado no HUT sofreu fortes traumas nas pernas após colidir com um veículo na zona norte de Teresina. Questionado se tinha ingerido álcool, o universitário não esconde um certo constrangimento: “A gente sabe que não pode, mas acaba fazendo”. Já Caio Júnior, 22 anos, não teve a mesma sorte. Faleceu em junho de 2010 quando retornava da casa de amigos na avenida Maranhão em Teresina. Tinha passado boa parte do dia bebendo e mesmo assim achou que podia conduzir sua motocicleta comprada à época, há pouco mais de seis meses. “Até hoje não

acredito como tudo aconteceu tão rápido. Ele saiu de casa sorrindo, alegre. E não voltou mais com vida por uma coisa que podia ter sido evitada”, lembra a mãe, Joelina Barbosa, 51 anos. Histórias que se parecem, que se repetem. Quase sempre as mesmas causas. Quase sempre as mesmas consequências - desastrosas para elas e para o Estado. No novo Nordeste, impulsionado pelo crescimento econômico que fortaleceu as classes C e D, não são mais as doenças do subdesenvolvimento nem a violência que preocupam médicos e gestores de hospitais. Eles nem pensam duas vezes ao definir: o maior e mais grave problema de saúde pública agora é a moto. “A situação do trânsito no Estado é de guerra. Temos que enfrentar essa guerra. A conscientização é apenas uma batalha que deve ser encarada por todos”, afirma o diretor geral do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), José Vasconcelos. Além da quantidade, o que também compromete o funcionamento da saúde

pública é o grave quadro desses acidentados - quase sempre politraumatizados. Do total de atendimentos realizados no HUT, cerca de 22% são com acidentes de trânsito. São 1.300 pacientes por mês. Destes, 80% são vítimas de acidentes com motocicletas. Mensalmente são gastos R$ 1,3 milhão só com acidentados de trânsito no Estado. “De todas as entradas por traumatismo craniano, por exemplo, 90% estão ligadas ao álcool - em função de acidentes”, afirmou a diretora do HUT, Clara Leal. De acordo com ela, os atendimentos de vítimas acidentes de trânsito com veículos têm diminuído nos últimos anos. Porém, as estatísticas de acidentes fatais com motociclistas só aumentam. “Não há diminuição. Pelo contrário só aumenta o número de acidentados de motos. É preciso entender que o álcool diminui as reações do seu corpo, causando falta de coordenação, visão embaçada e sonolência, ou seja, os fatores proibidos para a condução de qualquer veículo, principalmente motocicleta”, alertou. (Mayara Bastos)


F -X C h a n ge

F -X C h a n ge

W y

N O

Horóscopo

k

to

bu

Agenda

Teresina, Segunda, 31 de Outubro 2011

Cinema

.d o

m

w

o

m

o

.c

lic

k lic

c u -tr a c k

.c

Áries

Lua e nódulo lunar se unem em sagitário e mobilizam assuntos de viagens e estudos. É possível que você decida começar aquele curso que fará diferença em sua carreira nos próximos meses

Touro Nesta fase tome cuidado com o excesso de agressividade e a falta de clareza na resolução de assuntos que envolvam família, carreira ou relacionamentos.

Gêmeos Nesta altura assuntos relacionados ao amor já estão mais claros e é possível que alguém mais importante tenha ganho o seu coração

Câncer Neste período você deve tomar cuidado com brigas e discussões que podem levar a rompimentos dos quais você pode se arrepender

Leão Marte em seu signo é pressionado por Netuno e algumas confusões e mal entendidos podem ocorrer. Esta é uma fase para refletir muito antes de dar qualquer passo adiante, pois pode haver ilusões

O Palhaço, em cartaz no Cinema Teresina

Teresina shopping 1 O Palhaço Drama Nacional 15h, 17h, 19h e 21h

Sala : Filme: Gênero: Versão: Sessões:

Sala : Filme: Versão: Gênero: Sessões:

3 Gigantes de Aço Aventura Legendado 15h50, 18h30 e 21h10

Sala : 4 Filme: O Retorno de Johnny English Versão: Dublado Sessões: 14h10, 16h30, 18h50 e 21h10

Libra A fase é de mudanças efetivas em suas finanças e sua maneira de ganhar dinheiro. Não é hora de se arriscar em investimentos inseguros, pois há riscos de perda. Ótima fase para acordos comerciais e viagens

Escorpião A fase é boa, no entanto, é tensa. Os ânimos podem estar exaltados acima da média, portanto, mantenha a calma e a paciência. Tenha controle sobre suas reações e palavras.

Sagitário O momento ainda é de reclusão, mas essa energia dura somente mais alguns dias. Sagitarianos do primeiro decanato já podem sentir a influência de Vênus e Mercúrio nos últimos graus de escorpião

Capricórnio

As energias de hoje levam você a uma viagem para dentro de si mesmo. Momentos de reclusão e reflexão podem ser muito positivos.

Sala : Filme: Gênero: Versão: Sessões:

1 Os Três Mosqueteiros Aventura Dublado 16h20, 18h30 e 20h50

As energias estão tensas e você deve evitar brigas e discussões, especialmente em seu ambiente de trabalho. Evite confusões e mal entendidos. Adie decisões definitivas em seus relacionamentos

Peixes Vida financeira em ebulição pode trazer algumas dificuldades neste período. Procure não se envolver em investimentos de risco e mantenha seus gastos sob controle.

Piada Piada de Mulher Dois homens estavam andando na rua, quando um disse pro outro: - Olha aquele cachorro com um olho só. O outro tapou um dos olhos com a mão e virou-se procurando o cachorro.

2 Os Três Mosqueteiros - 3D Aventura Dublado: 14h20 e 19h Legendado: 16h40 e 21h30

Sala : Filme: Gênero: Versão: Sessões:

5 Atividade Paranormal Terror Legendado 15h10, 17h10, 19h10 e 21h20

Sala : Filme: Gênero: Versão: Sessões:

2 O Zelador Animal Comédia Dublado 16h30 e 18h30

Sala : Filme: Gênero: Versão: Sessões:

3 Gigantes de Aço Aventura Dublado 15h40, 18h10 e 20h40

*O Filme dos Espíritos: 20h30

Teatro / Shows / Eventos Comédia “Improvável” No Theatro 4 de Setembro dias 26 e 27 de novembro. Informações: 3133-2070 | 3086-0208 | 3230-2233. Curso de Marketing Político Dias 24 e 25 de novembro, com Carlos Manhanelli, Caio e Cândido Gomes. O Rappa Show no Atlantic City dia 25 de novembro. Mostra de Cinema e Direitos Humanos na América do Sul De 3 a 9 de novembro na Sala Torquato Neto, Clube dos Diários. Agendar escolas pelo 8808-0405. Sessões às 14h, 16, 18h e 20 horas. Samba Piauí Ano I Com Belo, Rodriguinho e Chrigor (ex-Exaltasamba) no dia 14 de novembro, no Atlantic City. Racionais MC´s Na AABB dia 5 de novembro

com Rzo e Big Bang Jhonson. Sol Sanguíneo Espetáculo no Teatro João Paulo II dia 26 de outubro às 20h.

Coletivo Monstra Exposição “13 obras que você não colocaria na sala da sua casa” no Clube dos Diários.

Monobloco No Bourbon Buffet dia 18 de novembro com as atrações Frennesy (CE), Theregroove (PI) e DJ´s Dudu Carioca x Gringo.

Karl Dixon Dia 4 de novembro, no Planeta Diário Pub, a partir das 21h, acompanhado da banda a Caro Watson Band at GP.

Zeca Baleiro Na AABB dia 9 de dezembro, às 22h com seu mais novo show Bala na Agulha.

Samba no Coreto Dia 1 de novembro, no Coreto da Praça Pedro II, a partir das 19h

Halloween No Boemia dia 1º de novembro com Belladona e Radiola de Ruah.

Pouca Vogal 17 de dezembro, a partir das 23h, no Jockey Club

Lança Piau No Palácio da Musica às terças- feiras de novembro com a produção de um DVD e terá entrada franca.

15 anos sem Renato Russo Com Aislan Leal e Outro Lado, dia 1º de novembro, no Belas Artes

Mocambinho Estreia do filme dias 5 e 6 de novembro no Theatro 4 de Setembro às 20h.

Programação TV Aberta Globo

Aquário

Sala : Filme: Gênero: Versão: Sessões:

Riverside

Virgem Procure manter a calma diante de situações que não tem controle. Alguns momentos de introspecção podem levar você a uma maior compreensão do que deve ser feito ou decidido

1 Winter, o Golfinho Aventura Dublado 14h10 e 16h30

Sala : Filme: Gênero: Versão: Sessões:

06h30 Bom Dia Piauí 07h30 Bom Dia Brasil 08h30 Mais Você 09h55 Bem Estar 10h40 TV Globinho 12h05 Piauí TV - Primeira Edição 12h50 Globo Esporte 13h20 Jornal Hoje 13h50 Vídeo Show 14h45 Mulheres de Areia 16h15 Sessão da Tarde 17h51 Globo Notícia 17h54 Malhação 18h25 A Vida da Gente 19h15 Piauí TV - Segunda Edição 19h30 Aquele Beijo 20h30 Jornal Nacional 21h05 Fina Estampa

Jota A

SBT

06:00 Jornal do SBT Manhã 07:30 Carrossel Animado 09:30 Bom Dia e Cia 12:45 As Visões da Raven 13:15 Chapolin 13:45 Chaves 14:15 Amigas e Rivais 15:10 Cristal 16:00 Marimar 17:00 Casos de Família 18:00 Chaves Humor 19:40 SBT Brasil 20:15 Qual é o Seu Talento 21:15 Amor e Revolução 23:45 SBT Repórter 00:45 Jornal do SBT Noite

Record

06h00 Balanço Geral 08h35 Fala Brasil 09h35 Hoje em Dia 12h00 Record Notícias 18h15 Jornal da Record 19h15 Rebelde 22h00 Vidas em Jogo Pan Guadalajara 2011 23h00 - 50 Por 1 (Reprise) 23h30 - Jornal Da Record (Reprise)

Fotos: Divulgação

C

w

c u -tr a c k

w

Página 2

.d o

w

w

w

C

to

bu

y

N O

W

!

PD

!

PD

Música

Zeca Baleiro no dia 9 de dezembro, na AABB, apresentando seu novo show Bala na Agulha

Resumo das Novelas MALHAÇÃO

Gabriel comenta com Cristal e Babi sua teoria de que Douglas pode estar enterrado em um cemitério de pescadores. Débora sugere a Laura que Guido se aproveita dela. Alexia manda um e-mail de despedida para Moisés. Laura confessa para Guido que desconfia que Juarez esteja ligado à morte de Douglas. Nelson e Helena discutem antes de viajar. Igor fica envergonhado ao descobrir que Débora e Michele já sabem que ele criou um falso perfil na internet. Moisés embala os pertences de Alexia em um saco de lixo. Aparecida descobre que o notebook de Jefferson e Dieguinho está quebrado

AQUELE BEIJO

Amália alerta a irmã sobre o acordo de Sebastião com Raíssa. Felizardo, Locanda e Agenor comemoram o prêmio de Raíssa. Brigitte conhece Marisol. Raíssa pensa em deixar o emprego. Brigitte conta para Maruschka que descobriu quem é a costureira da Shunel. Lucena liga para Vicente. Brites, Sebastião, Felizardo, Locanda e Agenor descobrem que o bilhete premiado da loteria sumiu.

A VIDA DA GENTE

Jonas propõe que Lourenço seja o doador para a fertilização de Cris. Lourenço conta para Celina

a proposta que seu irmão fez e ela fica indignada. Rodrigo tem dificuldades de conseguir um emprego por ser filho de Jonas. Cris e Vivi entrevistam candidatas para o cargo de empregada da casa. Manuela começa a trabalhar na ONG de Lúcio. Eva reclama da equipe de enfermagem na administração do hospital. Manuela convida Rodrigo para morar em Gramado com ela e Iná. Laudelino lamenta o fim de seu namoro. Manuela e Iná preparam uma recepção de boas vindas para Rodrigo em Gramado

Fina Estampa

Enzo faz uma ligação misteriosa e pergunta pelo dono da casa onde Griselda mora. Leandro vê a oficina cercada por policiais e volta para a “Fashion Moto”. Zuleika fotografa Rafael dando dinheiro para seu funcionário. Tereza Cristina ofende Griselda na reunião e Vilma ameaça mandar sua filmagem para a TV. Renê manda Crô e Patrícia levarem a esposa para casa, enquanto inicia outra votação com os condôminos. Íris e Alice tentam invadir o quarto de Marcela. Marcela manda um recado para Paulo. Patrícia despreza Antenor. Griselda consegue comprar sua casa no Marapendi Dreams e começa sua sociedade com Celeste no restaurante. Enzo faz mais um telefonema misterioso para falar sobre Griselda.


F -X C h a n ge

F -X C h a n ge

W N O y

y

N O

W

!

PD

!

bu

to

to

bu

Em Dia Página 3

c u -tr a c k

k

Editora: Natacha Maranhão // email: jornalodia@jornalodia.com.br // Fale conosco: 86 2106.9924

Continuação da Capa

Fotos: Jailson Soares / O DIA

Jovens com 15 a 39 anos são as principais vítimas de acidentes de motos. Em dez anos, acidentes foram a maior causa de amputações

Custo de cada acidente de moto custa R$ 280 mil

Em 2010, 256 mil pessoas foram indenizadas pelo seguro DPVAT. Mais da metade era motociclista Um milhão de mortos. Vinte milhões de feridos. Cinco milhões com lesões irreversíveis, com membros amputados ou em cadeiras de rodas. A soma dos prejuízos com danos materiais, perda de produção, custos médicos, pensões, chega a R$ 1 trilhão. Cada acidente de motocicleta com vítima fatal custa aos cofres públicos do Piauí cerca de R$ 280 mil. É o que aponta o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA). Em todo o país, todos os anos, 40 mil pessoas perdem a vida nas nossas ruas e estradas e 800 mil ficam feridas. O trânsito é a principal causa de morte entre crianças de cinco a 14 anos; um em cada três brasileiros será ferido no trânsito antes de completar 60 anos e em

2010, dez mil motociclistas morreram e 500 mil ficaram feridos. Que doença faz tantas vítimas? “Temos de reverter essa situação”, destacou o ortopedista e traumatologista, Gerardo Mesquita que também é pesquisador da Fiocruz. “A maioria das mortes de homens jovens não é causada por problemas de saúde, mas porque as pessoas se colocam em situações de risco. A direção de uma motocicleta, por exemplo, após consumo de bebidas alcoólicas é uma dessas principais situações”, lembra. Luís Alberto Oliveira, 30 anos, fraturou a coluna fazendo uma ultrapassagem pela contramão a 90 km/h. Sem capacete, descalço, alcoolizado, não possuía habilitação. A moto era emprestada e não tinha a documentação em dia. “Vacilo mesmo. Nunca pensei que podia

acontecer comigo. Passei quase dois anos para me recuperar 100%”, conta. “Não quero nem lembrar do que passei”, completa o rapaz que até hoje tem dificuldades de locomoção por conta do acidente. São justamente os jovens dos 15 aos 39 anos, as principais vítimas dos acidentes de motos. Para muitos, inclusive, os acidentes significam o fim precoce da vida produtiva. A Associação Nacional de Assistência à Criança Deficiente fez um levantamento entre 1999 e 2009 e constatou que os acidentes com motocicletas foram a maior causa de amputações: 26,9% dos casos. E o retrato da geração perdida se revela: entre os amputados, 55% foram aposentados ou recebem benefício por invalidez, 25,8% estão desempregados e 2,2% trabalham informalmente. Apenas 5,6% conseguiram

um emprego remunerado. Os números do DPVAT - o seguro obrigatório para todas as vítimas de acidentes de trânsito - são ainda mais significativos. No ano passado, 256 mil pessoas foram indenizadas pelo seguro e 57% delas estavam em cima de uma moto. Essa parcela dos acidentados custou R$ 1,9 bilhão, 48% do total pago pelo Dpvat em 2009. O detalhe é que as motocicletas e motonetas correspondem a apenas 25,5% da frota do país. Do total de indenizações, 53.052 foram por óbito, a maioria (34%) envolvendo motos. Em valores, o DPVAT pagou R$ 828,6 milhões por conta de mortes no trânsito - sendo R$ 278 milhões referentes às motocicletas. Ainda foram pagas 118.021 indenizações por invalidez permanente, com as motos correspondendo à absurda fatia de 65% dos casos.

O trânsito não pode esperar Por que morrem tantos piauienses no trânsito? Por que para uma mesma distância percorrida há dez vezes mais vítimas no Brasil que nos países desenvolvidos? Será que não percebemos ou nos sentimos impotentes diante da catástrofe? Qualquer pessoa observadora constata que o trânsito no Piauí tem o ambiente perfeito para ferir e matar: estradas e ruas perigosas, carros sem manutenção, motoristas que dirigem em alta velocidade ou embriagados, motociclistas que arriscam a vida a todo instante. Poderia ser diferente. O trânsito tem jeito. Campanhas educativas têm sido feitas pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) para conscientizar os condutores de motocicleta e veículos em Teresina através do projeto Vida no Trânsito. Além disso, as autoridades de trânsito reforçam a fiscalização aos motoristas por meio da Operação Lei Seca, com blitze frequentes nas ruas da cidade. “Não temos descansado nas fiscalizações. Porém, o principal é que haja mudanças em nosso comportamento, com atitudes mais solidárias para que possamos reduzir os índices de acidentes

Campanhas educativas não impedem motociclistas de cometerem imprudências diariamente de trânsito”, acrescenta Auzenir Porto, superintendente da Strans.

Atitude Mais do que leis, mudanças no comportamento dos condutores são necessárias para que sejam reduzidos os números de acidentes e mortes

A Lei Federal n.º 11.705/08, de 20 de junho de 2008, foi batizada de Lei Seca por estipular punições graves a quem dirige sob efeito de álcool. A legislação anterior previa a possibilidade de se dirigir com até 0,6 gramas de álcool por litro de sangue uma vez que pesquisas médicas apontavam ser esse um “nível seguro” de álcool no organismo. Com a nova legislação, beber sob efeito de álcool passou a ser considerado infração gravíssima, agravada em cinco vezes a penalidade de multa. Medidas como uso do cinto de segurança, controle de velocidade, fiscalização efetiva, inspeção

de segurança dos veículos, educação de trânsito têm grande impacto na redução do número de vítimas e podem ser implementadas já. As soluções no trânsito são conhecidas e os benefícios, animadores: a cada real investido na prevenção, economizamos cinco que seriam necessários para cuidar de vítimas e enterrar mortos. Não é uma tarefa fácil, é preciso perseverar por anos, mas é imprescindível encarar a empreitada. O governo e a sociedade não podem mais esperar. É urgente reduzir alguns decibéis dessa toada fúnebre que ronda os lares piauienses. (Mayara Bastos)

.d o

c u -tr a c k

m

lic

.c

Mayara Bastos Repórter

C

m

w

w

w

.d o

o

C

lic

k

Teresina, Segunda, 31 de Outubro 2011

w

w

w

o

PD

.c


F -X C h a n ge

F -X C h a n ge

W N O y k

to

bu

Em Dia

Teresina, Segunda, 31 de Outubro 2011 .d o

c u -tr a c k

Por Mágnum Rógeres Coordenação: Robert Pedrosa

IN LOVE: Um clique dos noivos Julia e Marcos Lira

As amigas Mariel Osório e Luna Serra na Quartaneja do Água de Chocalho

IN LOVE 2: Giovana Madeira Campos e Marco Aurélio Cavalcanti

Clicia Carvalho, Daniella Sales e Céris Marques

Um flash da empresária Alda Caddah para esse colunista

O casal Sonia e Manoel Holanda

BELAS: Ieline Mourão, Isabel Borges e Lana Napoleão

IN LOVE 4: Pedro Paulo e Andrea Mello presentes em balada VIP

IN LOVE 3: Fernanda e Frederick Lustosa

Carla Santos, Pepa Hidd e Silvia Scarceli também prestigiaram a exposição

Nasaré Castelo Branco ladeada das filhas Renata, Daniele e Elaine Miranda durante exposição

A advogada e artista Nasaré Castelo Branco recebeu amigos, familiares e imprensa em high evento que expôs quadros de sua assinatura com o tema ‘Na dança das cores’

Sandra Castro para O DIA na Noite

fica a dica

m

w

o

m

o

.c

lic

k lic C

w

c u -tr a c k

w

Página 4

.d o

w

w

w

C

to

bu

y

N O

W

!

PD

!

PD

Rafaela Brandt sempre presente nas melhores baladas da cidade

ÁGUA DE CHOCALHO * Segunda: SEGUNDA SEM LEI com Anderson Rodrigues e banda * Quarta: QUARTANEJA com Waldo & Felipe Você pode conferir mais acessando nosso blog no Portal O DIA

.c


F -X C h a n ge

F -X C h a n ge

W N O y bu to k lic

c u -tr a c k

.d o

o

.c

m

C

m

w

o

.d o

w

w

w

w

w

C

lic

k

to

bu

y

N O

W

!

PD

!

PD

c u -tr a c k

Teresina, Segunda, 31 de Outubro 2011

Editoras: Biá Boakari/Natacha Maranhão Repórter: Aline Rodrigues

Piauí

Prefeitura de Nazária oferece 150 vagas Os interessados podem se inscrever até o dia 24 de novembro, as provas objetivas serão realizadas no dia 17 de dezembro A Prefeitura Municipal de Nazária lançou, na última semana, edital de concurso público oferecendo 150 vagas para todos os níveis. As inscrições para o certame podem ser feitas até o dia 24 de novembro no site do Instituto Machado de Assis, organizador do concurso. O valor da taxa varia de R$ 45 a R$ 90. As remunerações variam de R$ 545, para o cargo de agente de endemias, por exemplo, e podem chegar a perto dos R$ 10 mil. Esse último valor corresponde ao salário de um médico do Programa Saúde da Família (PSF), somado o vencimento de R$ 1.500 mais 557% de produtividade. Em todas as ocupações, a carga horária é de 40 horas semanais. O processo seletivo acontecerá em duas etapas realizadas em Teresina. A primeira será uma prova objetiva, de caráter classificatório e eliminatório, para todos os cargos. Na segunda fase, consistirá na apresentação de títulos, e será voltada exclusivamente para os cargos de professor, bem como os demais de nível superior e médio. As provas objetivas devem estão previstas para acontecer no dia 17 de dezembro deste ano.

Enquanto isso, a entrega dos títulos ocorrerá nos dias 19 e 20 de janeiro. O resultado final será publicado no dia 18 de fevereiro de 2012 tanto no Diário Oficial dos Municípios quanto no site www.institutomachadodeassis.com.br. O prazo de validade deste concurso é de dois anos, a contar da data de homologação, e pode ser prorrogado por igual período. As oportunidades de nível fundamental são para os cargos de agente de endemias, agente comunitário de saúde, agente de portaria e auxiliar de serviços gerais. A remuneração para esses cargos é de R$ 545. Os agentes de vigilância terão salário semelhante. Para esse cargo, no entanto, é preciso ter nível médio completo ou médio/técnico. Auxiliar administrativo, técnico de higiene bucal PSB, técnico em enfermagem e técnico em enfermagem PSF terão remuneração de R$ 545. Enquanto isso, auxiliar fiscal terá salário de R$ 700. Os professores nível I – educação infantil e professores nível II – 1º ao 5º ano terão remuneração de R$ 1.187,00 a R$ 1.187, respectivamente. As oportunidades destinadas àqueles que possuem nível superior também são

muitas. A seguir você confere o número de vagas e os respectivos vencimentos: enfermeiro e enfermeiro PSF, ambos com salário de R$ 800; fiscal de tributos,

R$ 900; dentista e dentista PSF, ambos R$ 900; nutricionista, R$ 1.200; procurador do Município, R$ 2.200; controlador do Muni-

cípio, R$ 1 mil; supervisor escolar, R$ 1.187; psicopedagogo, R$ 1.200; bibliotecário, R$ 900; psicólogo, R$ 800; fisioterapeuta, R$ 800; fono-

audiólogo, R$ 800; professor de informática, R$ 1.187; assistente social, R$ 800; professor nível III - matemática, R$ 1.187; agente de vigilância sanitária, R$ 700.

.c


F -X C h a n ge

F -X C h a n ge

W N O y bu to

k

Página 3 w .d o

c u -tr a c k

Agenda de Concursos Ceará Órgão

Cargo

Salário Inicial R$

Vagas

Inscrições

TRE/CE

Diversos

R$ 4.052 a R$ 6.611

45

De 17/11 a 9/12

Assembleia Legislativa

Diversos

R$ 1.260

63 e CR Até 11 de novembro

Taxa R$

Provas

Organizador

RS 60 a R$ 90

29.01.12

FCC

R$ 85

1ªetapa 18.12

Cespe/UnB

Rondônia Prefeitura Municipal

Diversos

R$ 609 a R$ 5,9 mil

1058

De 21/11 a 21/12

R$ 30 a R$ 60

15.01.12

Consulplan

Até 25 de novembro

R$ 80

18.12.11

Ieses

07.11 a 11.12.11

114,36

-

Faperp

06/10 a 04/11 Até 20 de novembro R$ 70 a R$ 80

15.01.12

FCC Ceperj

Até 25 de novembro R$ 50 a R$ 70

22.01.12

Fundepes

Não informado

UFMT

Santa Catarina Corpo de Bombeiros

Soldado bombeiro

250

R$ 2.435

Paraíba Secretaria de Educação

Professor

R$ 1.111

1040

Pernambuco TRE-PE Novo Degase

Diversos Diversos

R$ 4 mil e R$ 6 mil R$ 2 a R$ 2.555,94

32 500

Alagoas Ministério Público

Diversos

R$ 1.720 a R$ 3 mil

50

Mato Grosso Universidade Federal

Professor

R$ 1 mil e R$ 7.333,67.

29

Até 8 de novembro

R$ 100

m o

m

o

.c

lic

bu to k lic C

w

c u -tr a c k

w

Concursos

Teresina, Segunda, 31 de Outubro 2011

.d o

w

w

w

C

y

N O

W

!

PD

!

PD

.c


F -X C h a n ge

F -X C h a n ge

W N O y bu to

k

Página 3 w .d o

c u -tr a c k

Agenda de Concursos Ceará Órgão

Cargo

Salário Inicial R$

Vagas

Inscrições

TRE/CE

Diversos

R$ 4.052 a R$ 6.611

45

De 17/11 a 9/12

Assembleia Legislativa

Diversos

R$ 1.260

63 e CR Até 11 de novembro

Taxa R$

Provas

Organizador

RS 60 a R$ 90

29.01.12

FCC

R$ 85

1ªetapa 18.12

Cespe/UnB

Rondônia Prefeitura Municipal

Diversos

R$ 609 a R$ 5,9 mil

1058

De 21/11 a 21/12

R$ 30 a R$ 60

15.01.12

Consulplan

Até 25 de novembro

R$ 80

18.12.11

Ieses

07.11 a 11.12.11

114,36

-

Faperp

06/10 a 04/11 Até 20 de novembro R$ 70 a R$ 80

15.01.12

FCC Ceperj

Até 25 de novembro R$ 50 a R$ 70

22.01.12

Fundepes

Não informado

UFMT

Santa Catarina Corpo de Bombeiros

Soldado bombeiro

250

R$ 2.435

Paraíba Secretaria de Educação

Professor

R$ 1.111

1040

Pernambuco TRE-PE Novo Degase

Diversos Diversos

R$ 4 mil e R$ 6 mil R$ 2 a R$ 2.555,94

32 500

Alagoas Ministério Público

Diversos

R$ 1.720 a R$ 3 mil

50

Mato Grosso Universidade Federal

Professor

R$ 1 mil e R$ 7.333,67.

29

Até 8 de novembro

R$ 100

m o

m

o

.c

lic

bu to k lic C

w

c u -tr a c k

w

Concursos

Teresina, Segunda, 31 de Outubro 2011

.d o

w

w

w

C

y

N O

W

!

PD

!

PD

.c


F -X C h a n ge

F -X C h a n ge

W N O

Teresina, Segunda, 31 de Outubro 2011

k

to

bu

y

Concursos

Grandes concursos

.d o

m

w

o

m

o

.c

lic

k lic C

w

c u -tr a c k

w

Página 4

.d o

w

w

w

C

to

bu

y

N O

W

!

PD

!

PD

c u -tr a c k

Número de vagas atrai mais concurseiros Quanto maior o número de vagas, mais esperança os candidatos têm de ser aprovados Aline Rodrigues Repórter Não é preciso ser concurseiro para saber que, todas as semanas, diversas oportunidades são anunciadas nos quatro cantos do país. Algumas, no entanto, não precisam nem ter edital divulgado para atrair aqueles que buscam estabilidade financeira e um pouco de sossego. A expectativa de ter edital lançado leva milhares de pessoas a se debruçarem sobre os livros ou procurar preparatórios. Há um ano, havia apenas a promessa de realização do concurso do Instituto

Nacional do Seguro Social (INSS). No último dia 27, a notícia dada pelo ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves, deixou aqueles que estavam focando apenas o concurso do INSS animados e também atraiu os que, com a certeza do certame, passarão a se dedicar aos estudos. De acordo com o ministro, o edital do concurso será publicado ainda este ano, mais precisamente no dia 23 de dezembro. O certame irá preencher 1.875 vagas no órgão. A portaria do Ministério do Planejamento, publicada no mês de outubro, prevê 375

vagas de perito médico previdenciário, que exige nível superior em Medicina, e 1.500 para técnico do Seguro Social, que exige nível médio. As 1.875 vagas são um dos principais atrativos do concurso do INSS. O concurso, aliás, será um dos maiores do país em número de oportunidades oferecidas. Junto com isso, poderá ter vagas para todos os 26 estados e o Distrito Federal. “Esse será um dos maiores concursos do Brasil e deve atrair muita gente não apenas pela quantidade de vagas, mas pelos outros benefícios que o órgão oferece, como a remoção e a possibilidade

de crescimento”, afirmou o professor André Sandes. Ele lembra que, pelas oportunidades oferecidas, o candidato tem a “possibilidade real de passar”. Outro ponto favorável ao certame é a contratação logo após a homologação do resultado do concurso. Isso, segundo informações do ministro da Previdência, deve acontecer nos meses de março ou abril e perdurar até a lotação do novo quadro de servidores aprovados. Há ainda a previsão de instalação de 720 agências da Previdência Social até 2014 nas cidades com mais de 20m mil habitantes.

responderam questões de ética no serviço público, Direito Administrativo e Previdenciário, além das disciplinas citadas acima. Enquanto isso, as provas de Perito Médico incluíram ainda assuntos ligados ao conhecimento da medicina, legislação do SUS, medicina do trabalho, legislação do trabalho e legislação previdenciária. “Uma das matérias certas para esse concurso é a que inclui a parte de previdenciário. Assim como as disciplinas básicas, é bom que o estudante comece logo a estudá-la”, comentou André Sandes. Ele lembra que o candidato pode deixar para estudar o resto do conteúdo a partir do final do

mês de dezembro, quando será lançado o edital. Debruçar-se sobre a teoria ou assistir às aulas diariamente são apenas alguns itens que devem ser inclusos na rotina do concurseiro. Outra é responder questões de provas anteriores, principalmente as da Cesp/UNB, provável organizadora do concurso. “O estudante precisa se acostumar com o que a organizadora cobra, como ela cobra. No caso da Cesp, as questões exigem que o candidato possua conhecimento do assunto e se inteligente na hora de marcar a resposta”, disse. No caso específico da Cesp, uma errada anula uma certa. (Aline Rodrigues)

Hora de focar nos estudos O anúncio feito pelo ministro da Previdência, Garibaldi Alves, deixou muita gente animada e disposta a estudar para o certame. Alguns estão há dois anos focando o concurso, outros devem começar somente agora a preparação. Esse último grupo deverá ter, no mínimo, quatro meses para aprender os conteúdos das nove disciplinas cobradas na hora da prova. Se você está nesse último grupo, não se preocupe. De acordo com professores de cursos preparatórios, há tempo suficiente para estudar todo o conteúdo programático. Será necessário, no entanto, se dedicar algumas horas a

mais do que aqueles que estão há dois anos ou mais com foco exclusivo para o INSS. “Quem ainda não começou a estudar deve fazer isso o mais rápido possível. O ideal é que se comece pelas básicas, que são aquelas que caem em todos os concursos”, aconselhou o professor André Sandes, referindo-se às disciplinas de Português, Direito Constitucional e Informática. “É bom também que o concurseiro passe a se interessar também pela parte de atualidades, que será cobrada na hora da prova”, complementou. No último concurso, os concorrentes ao cargo de Técnico do seguro social

Estabilidade e possibilidade de crescimento chamam concurseiros Um dos atrativos do concurso do Instituto Nacional do Seguro Social é o salário. De acordo com o Caderno 57 da Tabela de Remuneração dos Servidores Públicos Federais, o salário inicial pode chegar a R$ 4.192,89 para o cargo de Técnico do Seguro Social e R$ 9.824,53 para o de perito médico. “É um salário muito bom. Além disso, é um órgão federal que te permite conciliar o trabalho com outros estudos”, afirmou a concurseira Luciana de Sousa, que

buscará uma vaga para o cargo de Técnico do Seguro Social. “A estabilidade também é um atrativo, mas no INSS a quantidade de vagas é grande e te dar uma esperança maior de passar”, disse. Para conseguir uma das vagas, a concurseira aderiu a uma rotina puxada de estudas, que superam a média de cinco horas diárias. “Estudo uma média de quatro horas, além de assistir vídeo-aula e responder as questões de provas

passadas”, relatou Luciana. Nos próximos meses, ela pretende dar mais ênfase à resolução de questões e a assuntos específicos, como Direito Previdenciário. Luciana não é a única a se dedicar 100% aos estudos para o concurso do INSS. Daniel Rommel está há seis meses se dedicando às provas do certame. De acordo com ele, dois fatores foram essenciais para que começasse a estudar para o órgão. O primeiro é a afinidade, que vem desde a uni-

versidade, com o Direito Previdenciário, uma das disciplinas cobradas no concurso. A outra foi a possibilidade de crescimento dentro do próprio INSS. Daniel, assim como Luciana, possui uma rotina rígida de estudos. Hoje são seis horas dedicadas aos livros por dia. “Estudo as disciplinas especificar e também algo de Direito previdenciário, que é um conteúdo certo que irá ser cobrado”, relatou. (Aline Rodrigues)

.c

Jornal O DIA  

Investigações rastreiam desvios de recursos na Assembleia do PI

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you