Page 1

Publicidade

DIRECTORA

Emília Amaral

Semanário 24 de Julho de 2009 Sexta-feira Ano 8 N.º 384

Creche e Jardim Infantil Publicidade

Quinta do Pinhô, Lote A, Gumirães - Viseu Tlf.:232 483 669 www.pinhobrinca.net

0,75 Euro (IVA 5% incluído)

O DE VISEU EMPRESAS DO DISTRIT

SEMANÁRIO DA Revista 100 Maiores

REGIÃO DE VISEU

distribuída com esta edição

|Telefone 232437461· Fax 232431225 · BairroS.JoãodaCarreira,RuaDonaMariaGracinda TorresVasconcelos,Lt10,r/c.3500-187Viseu · redaccao@jornaldocentro.pt · www.jornaldocentro.pt|

Autarca de S. Pedro do Sul admite processar autor do estudo sobre desenvolvimento local ∑ Estudo da Universidade da Beira Interior apresenta ranking dos municípios baseado na qualidade de vida dos concelhos | páginas 6 e 7

81 incêndios deflagraram numa semana no distrito de Viseu

Publicidade

Nuno Ferreira

| página 12

Hospital de Tondela Serviços de cirurgia e internamento encerram temporariamente

Viseu Moradores do Bairro de Jugueiros queixam-se da falta de segurança

Prémio Quinta de Lemos considerado “O Grande Vinho do Dão”

página 25

página 8

página 14

Cultura Piaget e Paulo Ribeiro lançam curso em Artes do Espectáculo página 17

Oferta de bilhetes O Jornal do Centro está a oferecer bilhetes para o Viseu Underground a realizar no dia 1 de Agosto no piso -3 do Forum Viseu e também para a Expofacic em Cantanhede, de 24 de Julho a 2 de Agosto. Para ganhar um, basta ligar 232 437 461. Bilhetes limitados.


Jornal do Centro

2

24 | Julho | 2009

praçapública r Existe uma certa r Viseu é

palavras

deles

obsessão em relação à Gripe A, havendo mais alarmismo do que realismo”

declaradamente a autarquia que nos tem marcado mais ao longo destes últimos anos. ”

D. Ilídio Pinto Bispo da Diocese de Viseu (Diário de Viseu, 21 de Julho)

Registos

Fernando José Ribas de Sousa Juiz de Direito – Jubilado

1. O Centro Histórico de Viseu é dos mais belos e apreciados do país. As suas praças e ruas antigas, que a Câmara Municipal tem vindo a requalificar, convidam a um passeio, à tardinha, ao encontro da História e da memória dos transeuntes, com descanso num dos vários cafés-esplanadas. Quantos escritores e artistas plásticos se demoraram e demoram a cantar e pintar as suas belezas… A foto mais sugestiva das torres da Sé Catedral e da Igreja da Misericórdia e do casario envolvente era a obtida da estrada do Sátão. Ficou prejudicada com a construção da chamada Torre da Previdência. Acontece que hoje, da Avenida da Europa, do Lar Viscondessa de S. Caetano e da Avenida de Santiago para o túnel do Campo de Viriato, se podem conseguir belas fotos, que combinam as ditas torres e casas com a afirmação de modernidade da Torre de Previdência, à qual, há tempos, com manifesta estultícia, alguém pensou retirar uns andares. Convictos que tal ideia esteja sepultada, vimos falar da possibilidade de utilizar a

Arcas da memória

Alberto Correia Antropólogo

dita Torre para instalação de um elevador turístico para, do cimo, se divisar toda a cidade. Entretanto, algo está a surgir no telhado do edifício. Não ficaria bem a colocação de uma estrutura de boa dimensão, colorida, com a figura de Viriato, em néon, para se ver à distância, de dia e de noite? 2. Quando se ventilou a ideia de iluminar os belos e sugestivos azulejos do Rossio, logo exultámos de satisfação, aguardando a sua concretização. Tal veio a suceder há cerca de um mês, com a iluminação do estreito passeio e a sua substituição por um relvado da mesma largura, contendo os holofotes, e sustido por um pequeno muro, de cerca de 30 centímetros de altura por 20 de largura. Acontece que os azulejos não estão devidamente iluminados, com manchas de claro/escuro, e o muro é percorrido, designadamente por jovens, apesar da proibição expressa num cartaz. Há, assim, que melhorar a iluminação dos azulejos e impedir que o muro constitua passagem pedestre. Se o primeiro ponto é susceptível de uma fácil solução técnica, uniformizando e reforçando a iluminação, também o segundo se nos afigura de simples resolução, com a colocação, sobre o muro de um pequeno gradeamento adequado de cerca de 30 centímetros de altura, complementando a vantagem estética pretendida.

r Podem

r Eu não entrarei

desenganar-se aqueles que acham que é bondade não recordarem isso. Da minha parte falaremos nisso quando quiserem e sem problemas”

no ataque pessoal”

Joaquim Gomes Director da Volta a Portugal em Bicicleta (O Jogo, dia 18 de Julho)

Miguel Ginestal Vereador e candidato do PS à Câmara de Viseu (Rádio Noar, dia 21 de Julho)

Fernando Ruas Presidente da Câmara de Viseu (na cerimónia de lançamento da candidatura à autarquia)

Cartas

Manual para o desassossego ? Bento XVI publicou com data de 29 de Junho, solenidade litúrgica dos apóstolos Pedro e Paulo – tidos como verdadeiras “colunas da Fé” – a sua encíclica de temática social “Caritas in Veritate”. Por mais paradoxal que pareça, surge na sequência das duas primeiras “Deus Caritas Est” e “Spe Salvi”. Na primeira, o papa afirma, num contexto de aplicação do amor ao próximo, da mesma raiz que o amor a Deus, que “a doutrina social da Igreja discorre a partir da razão e do direito natural, isto é, a partir daquilo que é conforme à natureza de todo o ser humano”. E, reconhecendo não constituir “tarefa da Igreja fazer ela própria valer politicamente esta doutrina, quer servir a formação da consciência na política e ajudar a crescer a percepção das verdadeiras exigências da justiça e, simultaneamente, a disponibilidade para agir com base nas mesmas, ainda que tal colidisse com situações de interesse pessoal”. Porém a “Caritas in Veritate”, trata expressamente a doutrina social da Igreja. E, embora se abrigue na linha de rumo traçada pelas encíclicas sociais de seus predecessores, Bento XVI, tendo em conta a situação crítica do mundo global em termos financeiros, económicos, culturais e sociais, reequaciona os fundamentos desta momentosa vertente da doutrina da Igreja, numa perspectiva refundante. Começa por enunciar o

princípio de base: “A caridade na verdade, que Jesus Cristo testemunhou com a sua vida terrena e sobretudo com a sua morte e ressurreição, é a força propulsora principal para o verdadeiro desenvolvimento de cada pessoa e da humanidade inteira”. E, declarando, sem margem para dúvidas, que “a caridade é a via mestra da doutrina social da Igreja”, garante que “o amor é uma força extraordinária, que impele as pessoas a comprometerem-se, com coragem e generosidade”. É necessário ler o mundo: a rarefacção da natalidade reduziu em grande parte as fontes de receita do orçamento dos Estados e da segurança social, o que implicou a excessiva oneração fiscal a desmesurada procura do lucro criaram um estado de crise que abalou o mundo inteiro. É imperioso criar uma nova ordem mundial . E este Servus Servorum Dei, propõe uma autoridade mundial que regule a globalização. Não é de ânimo que alguns especialistas de renome, desenharam a ideia da proposta de Bento XVI para o prémio Nobel da economia. Bem certo está o Padre Tolentino Mendonça, quando o rotula de “manual para o desassossego”, sobretudo – digo eu – para quem tem responsabilidades académicas, políticas, económicas, sociais e pastorais. Louro de Carvalho

In Memoriam dos muros de pedra seca

Antes, estes muros de pedra seca, mil pedras soltas carreadas das encostas que às vezes se cavavam para pão, eram essa eloquente voz dos homens que com amorosos mas sofredores gestos, como os de Javé ao moldar o barro, construiam na terra que habitavam um qualquer recanto que, a seu jeito, pudesse semelhar o paraiso. As pedras, pedras miúdas quase sempre, eram sabiamente dispostas por velhos pedreiro de ofício, sem cimento nem cal, e ali fica-

ram, às vezes trezentos anos, quase tão duradoiros os muros quanto o eram os castanheiros cujos soutos rodeavam tantas vezes. Os muros lá ficavam, suporte de terra pobre de courela, divisória de campo de cultivo ou de lameiro, abrigo de pastor ou caminheiro quando se armava a trovoada, corte de gado, pardieiro, cômoro amparando terras onde os homens plantavam vides de parreira ou renques de alecrim para alimento das abelhas em mês de Primavera, onde as

mulheres plantassem roseiras de rosas para chá, alfazema, talvez salsa, ou pés de erva-cidreira. Vêem-se de longe, quem passa nas estradas, vêem-se melhor se a gente andar pelos caminhos. No geral têm silvas ao redor, fetos, giesta ou rosmaninho. Mas estão lá e em sua natureza são tão dignos de se ver como os muros velhos de casa romana, como os alicerces de uma milenar casa lusitana. Acontece que alguns se vão esboroando. Outros há que os ho-

mens movimentam por cobiça. Eu já vi chãos levantados por essas terras fora. Já vi essas pedras armadas em “paletes”, à beira da estrada e uma tabuleta plantada ao jeito de pregão – “Vende-se”como se algum preço houvesse certo para comprar as medidas de suor. Já os vi levantar, os muros, já os vi seguir para erguer estranhos muros de vivenda nas margens estranjeiras de Paris. Os muros de pedra seca da identidade das aldeias!...


Jornal do Centro

OPINIÃO | PRAÇA PÚBLICA 3

24 | Julho | 2009

Foto da semana

Sofia Simões

A Associação dos Comerciantes de Viseu tem apostado em criar nos meses de Julho e Agosto programas que dinamizem o comércio tradicional. No dia 17, promoveram a animação da Rua Direita. Espantados ficaram alguns comerciantes que não tinham conhecimento do evento. Falta de interesse por parte dos comerciantes ou falta de comunicação entre a Associação de Comerciantes e os proprietários de estabelecimentos comerciais na Rua Direita? A pergunta fica no ar!

Importa-se de responder?

Na época de saldos costuma recorrer ao comércio tradicional? Também. É conforme vou passando, vejo e entro naquelas lojas que são mais adequadas para mim . Mas venho mais rapidamente ao comércio tradicional, porque nos centros comerciais há muita confusão.

Sim, costumo vir ao comércio tradicional, mas depende das alturas. Faço as compras quando é necessário, mas tento aproveitar os saldos. As promoções também estão em conta.

Ivan Fernandes

Maria Almeida

Operador de Produção

Estudante

Sim, costumo durante todo o ano. Não gosto de fazer compras nas grandes superfícies. É uma pena o comércio tradicional estar a acabar. Apesar de ser um pouco mais caro, compensa porque a qualidade é melhor. Sobretudo, no que diz respeito à alimentação. As lojas estão com boas promoções, porque há alguns anos os saldos não começavam tão cedo e os preços não eram tão baixos. Helena Esteves

Cristina Almeida

Desempregada

Desempregada

F editorial

Lar Doce Lar

Não, costumo ir às grandes superfícies. Este ano ainda não comprei nada nos saldos. Normalmente compro só nas alturas exactas, em que preciso. Mas às vezes também compro nos saldos, aproveito porque está mais barato. Depende das oportunidades.

O Bairro de Jugueiros nasceu há cerca de oito anos, ou pelo menos começou a expandir-se por volta de 2000, com promessas de se tornar numa zona nobre, atractiva, apetecível a jovens casais à procura de concretizar um projecto de vida. Os esboços apresentados pelos construtores aliciavam os jovens casais com propostas de infra-estruturas de qualidade e com direito a espaços de lazer para crianças. Mas, como em muitas situações da vida, também o Bairro de Jugueiros tem um antes e um depois. Um antes auspicioso e um depois contrafeito. Vários prédios foram abandonados em fase de construção pelos construtores civis que entraram em falência. Os bares e

espaços de convívio nocturno invadiram a zona, tornando o bairro num dos principais pontos de encontro dos estudantes. E as agressões, desacatos na via pública, viaturas vandalizadas, garrafas partidas e barulho a altas horas. Vieram como consequência dessas alterações. Os moradores dizem-se fartos, mas já não acreditam na mudança, nem nas forças de segurança, nem nas autoridades locais. E se quem passa no bairro, por passar, não se apercebe do novo cenário, a verdade é que há um medo crescente que afecta os residentes. Tanto é verdade, que receiam dar a cara, receiam que as denúncias

tenham um nome que possa mais tarde ser ameaçado. Podemos pensar que se trata de uma insegurança menor ou apenas da libertação da adrenalina juvenil. Mas como explicar os desacatos constantes e cada vez mais frequentes, os equipamentos destruídos à entrada dos prédios e as centenas de garrafas partidas que todas as noites pavimentam a via pública? Não se explica tratando o bairro como um espaço de criminosos e banditismo, não de certo falando dele como um problema. Mas desenganem-se aqueles que não olham com atenção para os subúrbios ou desculpam os problemas da juventude com a “embriaguez” natural da idade.


Jornal do Centro

4 PRAÇA PÚBLICA | OPINIÃO

24 | Julho | 2009

emilia.amaral@jornaldocentro.pt

Redacção (redaccao@jornaldocentro.pt)

há um ano

UM JORNAL COMPLETO

Bricolage . Decoração . Jardim

MARÉ DE POUPANÇA ver pág. 14

Nesta Edição

gil.peres@jornaldocentro.pt

Sara Pereira Sofia Simões (estagiária)

Departamento Comercial comercial@jornaldocentro.pt

Directora: Catarina Fonte catarina.fonte@jornaldocentro.pt

Ana Paula Duarte ana.duarte@jornaldocentro.pt

Departamento Gráfico Marcos Rebelo marcos.rebelo@jornaldocentro.pt

Projecto Gráfico

Suplemento Infantil Malta TEGRANTE PARTE INTEGRANTE MANÁRIO DO SEMANÁRIO

O CENTRO, JORNAL DO 32 DE 25 DE EDIÇÃO 332 JULHO DE 2008 E NÃO R VENDIDO PODE SER DAMENTE. SEPARADAMENTE

26

Julho

tro que a data não iria ficar esquecida, uma vez que a autarquia iria programar um conjunto de actividades comemorativas em 2009, aquando da celebração dos 900 anos do nascimento de D. Afonso Henriques. O programa comemorativo dos 900 anos do nascimento de D. Afonso Henriques termina no mês de Setembro e não prevê qualquer actividade relativa à reconquista definitiva da cidade de Viseu aos Mouros tenha sido.

LEMENTO É ESTE SUPLEMENTO

Julho 2008

Dia dos avós

Impréjornal, S.A. Rua Rodrigues Faria 103, 1300-501 Lisboa

Distribuição Vasp

| pág. 3

» Passatempos

| pág.4

Publicidade

25 de Julho de 1058 Faz hoje 950 anos que Viseu foi reconquistada aos Mouros páginas 6 e 7

Viseu Na rua das “Bocas” um carro é roubado em pleno dia com comerciantes a assistirem página 8

Prisão domiciliária “Samarreiro” acusado de fraude fiscal e associação criminosa última

| pág. 22

Hospital de Tondela vai ser ampliado para garantir novos serviços aos utentes

Negócios Banif anúncia nova agência em Lamego nas comemorações dos 20 anos em Viseu página 14

Os políticos são todos iguais, mas há uns mais iguais que outros!

4.000 exemplares por edição

Sede e Redacção Bairro de S. João da Carreira Rua Dona Maria Gracinda Torres Vasconcelos, Lote 10 r/c 3500-187 Viseu Telefone 232 437 461 Fax 232 431 225

Fernando Figueiredo

E-mail redaccao@jornaldocentro.pt

Internet www.jornaldocentro.pt

Propriedade O Centro–Produção e Edição de Conteúdos, Lda. Contribuinte Nº 505 994 666 Capital Social 114.500 Euros Detentores de mais de 10% do Capital: Sojormedia SGPS, SA Depósito Legal Nº 44 731 - 91 Título registado no ICS sob o nº 100 512

Gerência Francisco Rebelo dos Santos, Ângela Gil e Pedro Costa

Departamento Financeiro Ângela Gil (Direcção), Catarina Branquinho, Celeste Pereira, Gabriela Alves e João Machado. info@lenacomunicacao.pt

Departamento de Marketing Patrícia Duarte (Direcção), Catarina Fonseca e Catarina Silva marketing@sojormedia.pt

Departamento de Recursos Humanos Sónia Vieira (Direcção) e Magda Silva drh@sojormedia.pt

Departamento de Sistemas de Informação Tiago Fidalgo (Direcção) e Hugo Monteiro dsi@sojormedia.pt

Gestão de Assinaturas Susana Santos (Coordenação) e Maria Lopes assinaturas@sojormedia.pt

Unidade de Projectos Lúcia Silva (Direcção) e Joana Baptista (Coordenação) projectos@sojormedia.pt Os artigos de opinião publicados no Jornal do Centro são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. • O Jornal reserva-se o direito de seleccionar e, eventualmente, reduzir os textos enviados para a secção “Cartas ao Director”.

Semanário as Sai às sextas-feiras Membro de: Associação Portuguesa para o Controlo de Tiragem

Associação Portuguesa de Imprensa União Portuguesa da Imprensa Regional

Ruas e Ginestal, ou Ginestal e Ruas são politicamente idênticos, senão até iguais”.

Pois é meu caro leitor, já deve ter intuído pelo título da «primorosa» que devo ter ido à apresentação da candidatura do Fernando Ruas (foi no domingo passado, no Hotel Grão-Vasco). Não se enganou, intuiu bem, fui sim senhor! Como rapaz democrático que sou não tinha escapatória. Não fui à do Ginestal?! Tinha que ir à do Ruas, é ou não é? E que tal? pergunta-me. Vou lhe ser sincero, ainda temi ser corrido à pedrada. Mas nada disso aconteceu, fui até bem recebido! Entrei e saí ileso, embora com a alma apertada pois ao que vi e ouvi fui assaltado pela seguinte certeza: que Ruas e Ginestal, ou Ginestal e Ruas são politicamente idênticos, senão até iguais. Claro que nada disto se pode provar, a História não é condicional, mas a verdade é que tenho para mim que se por acaso as linhas e as circunstâncias do tempo se alterassem chegaríamos a essa triste conclusão. Eu explico-me… Imaginem Ruas nascido em 1965 e Ginestal a ganhar, há 20 anos atrás, aos 40 anos de idade, pela primeira vez a CMV! Que candidaturas (e que candidatos) teríamos hoje? Mais coisa menos coisa as mesmas que hoje, infelizmente, temos! Teríamos uma candidatura e um candidato, a dizer que não iria falar do passado e do presente, que só lhe interessaria falar do futuro e que o seu último mandato seria o melhor de todos (!), alicerçando, contudo, todo seu discurso na obra que fez, nos últimos 20 anos, neste «seu» Viseu. E teríamos o outro candidato prometendo generalidades, que o «Futuro é agora» e que o que Viseu precisava era de uma «nova liderança» que mobilizasse os ci-

| página 12

» Sugestões de leitura | pág. 4

A Primorosa das Beiras

Tiragem média

SEMANÁRIO DA

Poucos mas bons

sabina.figueiredo@jornaldocentro.pt

Impressão

(IVA 5% incluído)

REGIÃO DE VISEU

∑ Caravanistas espalhados pela cidade vão ser obrigados a estacionar no antigo parque de Viseu

| pág. 2

defrank@netcabo.pt

Sabina Figueiredo

0,75 Euro

» Visita ao Jornal do Centro

defrank - Comunicação Editorial

Serviços Administrativos

Emília Amaral

Semanário 25 de Julho de 2008 Sexta-feira Ano 7 N.º 332

Parques de campismo do distrito

Publicidade

Gil Peres, C.P. n.º 7571

Há um ano o Jornal do Centro dava conta da efeméride dos 950 anos da Reconquista definitiva de Viseu ao Mouros, a 25 de Julho de 1058 por Fernando O Magno, Rei de Leão e Castela. Apesar da importância da data, a efeméride não foi celebrada pela autarquia de Viseu ou por qualquer outra instituição cultural de Viseu. Há um ano, o vereador da Cultura, José Moreira, garantiu ao Jornal do Cen-

DIRECTORA

> PRAÇA PÚBLICA > ABERTURA > VISEU > REGIÃO > NEGÓCIOS > DESPORTO > CULTURAS > SAÚDE > EMPREGO > IMOBILIÁRIO > CLASSIFICADOS > NECROLOGIA

|Telefone:232437461·Fax:232431225·BairroS.JoãodaCarreira,RuaDonaMariaGracindaTorresVasconcelos,Lt10,r/c.3500-187Viseu·redaccao@jornaldocentro.pt aldocentro.pt·www.jornaldocentro.pt www.jo jorn jo nald aldocentro.pt| al

Ana Filipa Rodrigues, C.P. n.º 8673 ana.rodrigues@jornaldocentro.pt

AKI Viseu Avenida da Bélgica, E.N. 2,km 170-550 S. José I 3510-159 Viseu (junto ao Continente) T 232 427 300 I Fax 232 427 306 I e-mail 523.akipor@aki.pt

pág. 02 pág. 06 pág. 08 pág. 12 pág. 14 pág. 15 pág. 17 pág. 21 pág. 23 pág. 24 pág. 25 pág. 27

Nuno Ferreira

Emília Amaral C.P. n.º 3955

Efeméride Da Reconquista definitiva de Viseu aos Mouros não é assinalada

Publicidade

Directora

oferece bilhetes diários para a Expofacic, em Cantanhede. Contacte-nos já pelo telefone 232 437 461. A oferta é limitada.

Publicidade

O JORNAL DO CENTRO

dadãos e acabasse de vez com a gestão do PS! Diga-me lá caro leitor, dúvida que, mais coisa menos coisa, tudo não estaria na mesma (como a lesma)? A mim custame a crer que não - e isso aflige-me. Se no limite estas duas candidaturas até nem muito diferentes seriam, ou serão? Que solução então? Essa solução está na sua e minha mão, caro leitor! Como? Dando oportunidade à oposição! Viseu só tinha a ganhar se o CDS e o BE fossem na vereação Oposição! (Então e a CDU? Então você não é democrático? Pergunta! Tem mesmo que ser, pergunto eu? Então seja: Viseu só tinha a ganhar se o CDS, o BE e a CDU fossem na vereação Oposição!) É que ao que vejo e tenho ouvido com aquelas duas candidaturas, faces da mesma moeda, não vamos longe! Outra coisa que me pasmou foi o que o candidato disse aos jornalistas: “Vou levar todos os vereadores comigo, mas cumprindo a lei das quotas”. Quase me dava vontade de rir esta afirmação do dr. Ruas, não fosse isto querer dizer que irá levar consigo o dr. Moreira, o actual vereador da cultura, e isto não tem piada nenhuma, pois tanto eu como o leitor já antecipamos o Viseu cultural dos próximos 4 anos! Então onde é que está a piada? Está nisto de querer levar todos os vereadores cumprindo as leis das quotas! Tem piada imaginar qual dos vereadores teria que se submeter à mudança de sexo! Deixo isso à sua imaginação!!! Fique bem caro leitor, e na medida do possível desejo-lhe umas óptimas férias. A «primorosa» volta em finais de Agosto. Até lá, um abraço!

Sernancelhe Primeira biblioteca da Vila é inaugurada amanhã dia 26 página 17

Académico entra na nova época carregado de esperança Nova equipa técnica apresenta um plantel renovado que aposta num misto de experiência e de juventude, mas com um objectivo antigo: subir à II Divisão Nacional página 15


Jornal do Centro

OPINIÃO | PRAÇA PÚBLICA 5

24 | Julho | 2009

números

estrelas

47

No distrito de Viseu, foram contempladas 47 associaçãoes no âmbito do Programa de Apoio Juvenil edição 2009. O programa irá apoiar 185 actividades com um cerca de 165 mil euros.

José Cesário Deputado na Assembleia da República

O deputado José Cesário eleito pelo círculo fora da Europa foi um dos mais faltosos da lesgilatura com 140 faltas registadas, 124 por trabalho político, uma por doença e 15 sem justificação.O deputado considera que a contabilidade está mal feita e considera que as visitas às comunidades, que o obrigam a ausentar-se, não deviam ser consideradas faltas. Argumentos à parte, quem saiu mal no retrato foram os deputados e a bancada do PSD.

Paulo Ribeiro Director da Companhia Paulo Ribeiro e do Teatro Viriato

António Carlos Figueiredo Autarca de S. Pedro do Sul

Paulo Ribeiro já tinha anunciado há um ano a vontade de criar uma licencatura em Artes na cidade de Viseu. Faltavam na altura os parceiros ideiais. Demontrando dinamismo e vontade, Paulo Ribeiro não deixou a ideia cair por terra e juntou-se ao Instituto Piaget para criar uma licenciatura em Artes do Espectáculo com um perfil único na Região Centro.

O número de aquistas que frequentam as Termas de São Pedro do Sul continua a aumentar. Até Julho, as termas registaram um acréscimo de 11 por cento em relação ao ano anterior. O projecto da maior estância termal da Europa contribui para dar visibilidade à cidade de São Pedro do Sul e ao próprio distrito de Viseu.

Opinião

Terá sentido a luta do poder pelo poder?

José Junqueiro Vice-Presidente do Grupo Parlamentar do PS josejunqueiro@ps.parlamento.pt

É esta realidade que impõe seriedade na discussão da coisa pública. Se as campanhas e os seus actores a ignorarem poderão adiar o seu confronto com a evidência, mas não impedirão que esta aconteça”.

As campanhas eleitorais que se avizinham poderão vir a ser, ao contrário do que o país merece, um momento de grande desinformação política. Quer nas eleições legislativas, quer nas autárquicas, o que se exige aos partidos e aos candidatos é o confronto de ideias que, na sua base, tenham a exigência de poderem vir a ser realizadas. Na avaliação dos mandatos, do Governo e do Poder Local, a seriedade é essencial. A acção de ambos terá tido, certamente, momentos bons e situações difíceis, decisões correctas e opções erradas. No entanto, só não erra ou não acerta quem nada faz. O que importa, portanto, é avaliar com objectividade. Só este exercício poderá conduzir cada um de nós, eleitores, a uma opção justa. Não me parece que isto vá a acontecer. A leitura dos jornais ou os alinhamentos das rádios e televisões transmitemnos um ambiente de preocupação. Por um lado, enfatiza-se tudo que é pontual e esporadicamente seja negativo e, por outro, há uma campanha dirigida ao carácter das pessoas e à transparência das instituições. Não me refiro à acção objectiva da justiça, nem à notícia de matérias que, como no sistema financeiro, são do interesse e conhecimento públicos. Quero é significar a promiscuidade entre agentes da justiça, da comunicação social, da política, do futebol…a perda de valor e de estatuto de pessoas e instituições por não se respeitarem o interesse e o serviço públicos. Importa saber o balanço e propostas para o futuro na Saúde, Segurança Social, Educação, Justiça, Plano Tecnológico…Ambiente, Competitividade e Emprego, por exemplo. Importa caracterizar bem o ambiente económico em que nos movimentamos, a sua inclusão na Europa e Mundo Globais, as nossas fragilidades e desafios, porque mais cedo do que tarde, seja qual for o Governo ou o Presidente da Câmara que venham a ser eleitos, a realidade estrutural a vencer será a mesma e as conjunturas continuarão voláteis, cada vez mais, em função da imprevisibilidade global. A mudança inevitável das fontes energéticas, dos nossos hábitos, a chegada e introdução de recursos e tecnologias alternativas, a sustentabilidade da Segurança Social, a escassez da água e recursos alimentares ou as alterações climáticas são já, entre outros exemplos, factores de mudança. É esta realidade que impõe seriedade na discussão da coisa pública. Se as campanhas e os seus actores a ignorarem poderão adiar o seu confronto com a evidência, mas não impedirão que esta aconteça. Não indo ao encontro das pessoas, dos pobres e do ambiente, um dia, serão eles, todos eles, que virão ao nosso encontro. É bom ter consciência que o futuro está cada vez mais próximo. Aí, a luta do poder pelo poder deixará de ter sentido!

Clareza no Pensamento (http://clarezanopensamento.blogspot.com)

Perigos da deflação

Joaquim Simões Docente na Escola Superior de Tecnologia de Viseu jasimoes@estv.ipv.pt

Em Maio passado, neste mesmo espaço, falámos da queda dos preços, a propósito da redução registada pelo Índice de Preços no Consumidor (IPC), em termos homólogos (comparação do IPC de determinado mês com o IPC do mesmo mês do ano anterior), em Março e Abril de 2009. Conhecidos os valores para Maio e Junho (do Instituto Nacional de Estatística), a tendência de queda mantém-se e até de forma acentuada (-1,2 por cento em Maio e -1,6 por cento em Junho). Apesar disso, continuamos a pensar que não estamos ainda num quadro de deflação, por não se tratar de uma queda abrangente e generalizada dos preços (aquela evolução é explicada essencialmente pela redução dos preços de alguns bens da classe dos Transportes, particularmente dos combustíveis, e da classe dos Produtos alimentares e bebidas não alcoólicas) e por o espaço temporal ser ainda curto. No entanto e embora acreditando (e desejando) que não se chegue a uma situação de efectiva deflação, trata-se de uma evolução a ter em conta, pelo que importa ter consciência de algumas dificuldades e perigos que poderiam colocar-se nessas circunstâncias. São várias e diversas as dificuldades e perigos decorrentes da deflação. Neste curto espaço referiremos apenas algumas. Uma primeira dificuldade decorre da novidade da situação, ou seja, do facto de os agentes económicos não estarem habituados a conviver com deflação (os últimos anos fo-

ram de inflação moderada). Por outro lado, e se a redução dos preços, em termos moderados e por um período curto, pode estimular a procura, num cenário de queda mais abrangente e duradoura dos preços (deflação) os indivíduos tenderão a reduzir o consumo (mais fortemente em bens não essenciais), na expectativa de conseguirem preços mais baixos no futuro. Analogamente, também os investidores, nomeadamente as empresas, adiarão algumas decisões de investimento (equipamentos, instalações, etc.). Destes adiamentos de consumo e investimento decorre, naturalmente, a redução da procura, o que prejudicará a produção e o emprego. Uma outra dificuldade advém de, num cenário de deflação, a capacidade de intervenção das autoridades ao nível da política monetária ser fortemente condicionada. O Banco Central Europeu, BCE, define a estabilidade dos preços como um aumento homólogo dos preços inferior a 2 por cento, mas próximo de 2 por cento. Esta referência explícita a um valor próximo de 2 por cento é, assumidamente, uma margem de segurança contra a deflação. É que num cenário de deflação, associado porventura a uma recessão económica em que se justifiquem medidas expansionistas da procura (nomeadamente do consumo e do investimento), uma das intervenções de política monetária mais poderosas consiste na redução do preço do dinheiro (taxa de juro). Só que essa redução tem um limite, que é zero, pois não faria sentido a existência de taxas de juro nominais negativas (pelo simples facto de, nesse caso, os agentes preferirem conservar moeda, em vez de concederem empréstimos ou efectuarem depósitos). Por estas e outras razões, importa procurar evitar que se caminhe para uma situação de efectiva deflação.


Jornal do Centro

6

24 | Julho | 2009

abertura

Textos ∑ Ana Filipa Rodrigues e Rádio Noar

Autarcas contra estudo da Universidade da Beira Interior Polémica ∑ Câmara de São Pedro do Sul pondera agir judicialmente contra o autor do estudo S. João da Pesqueira

O que é que os concelhos de Resende, São Pedro do Sul, Castro Daire e Cinfães têm em comum? Para além de pertenceram ao distrito de Viseu, são os concelhos que pior ficaram colocados no Estudo sobre o Desenvolvimento Económico e Social e de BemEstar dos Municípios levado a cabo pela Universidade da Beira Interior. O estudo, que se reporta a dados de 2006, tentou, segundo o docente e autor, Pires Manso, “avaliar a qualidade de vida dos municípios num sentido lato”. “Não nos interessou para o estudo apenas a qualidade do ar, a avaliação de parâmetros ambientais. Mas sim também outros aspectos ao nível de equipamentos culturais, desportivos, de comunicação, de saúde, investimentos no lazer, taxa de natalidade e mortalidade, prestação de cuidados de saúde, número de postos de trabalho, índices de desemprego”, explica o autor. O município de Cinfães surpreende pela negativa. Em 278 municípios analisados, Cinfães foi considerado o pior e por isso ocupa o último lugar da tabela. O concelho caiu 14 posições desde 2004. “Desde 2006, o mundo não parou”, refere o presidente Pereira Pinto realçando que os índices de fuga à escolaridade obrigatória caíram de 8,6 em 2001 para 1,6 em 2008, bem como com o alargamento da rede de saneamento básico e água. Para o autarca, o estudo permite analisar o concelho de Cinfães e é um documento que reforça a antiga luta da autarquia: a criação de uma ligação de Cinfães ao Porto pela A4, via Marco de Canaveses. “Há cerca de dois anos que temos a zona industrial concluída, mas até agora o espaço não albergou qualquer empresa, devido aos fracos acessos do concelho”, afirma. Também o concelho de Resende se destaca no ranking da qualidade de vida. Pelo segundo ano consecutivo, o concelho volta a Publicidade

figurar no grupo dos 30 piores classificados. Em 2004, o município era o que apresentava o pior desenvolvimento económico e social no distrito de Viseu e era o terceiro pior município classificado na tabela nacional. Resende subiu, em 2006, 16 posições, mas nem essa subida lhe permitiu melhorar consubstancialmente a posição no ranking. O município apresenta o quarto pior desenvolvimento económico e social do distrito de Viseu. O autarca de Resende, António Borges, adianta que é preciso olhar com cautela para os resultados do estudo. “A esta data [2009] eu diria que Resende não pode ter apenas subido 16 posições. Se o estudo fosse hoje, Resende teria subido muito mais posições”, defende. António Borges acredita que o estudo “reflecte 30 anos de ausência de políticas públicas e locais”. “As 16 posições dizem-nos que já estamos a recuperar. Eu acredito que nestes últimos três anos Resende foi muito mais produtivo que antes de 2003”, explica. Apesar de considerar os dados desactualizados, o autarca afirma que “o estudo merece a atenção da autarquia” e que “vai estar atento” a este tipo de publicações. O concelho de São Pedro do Sul encontra-se também na cauda da tabela, em posição inferior a Resende. Foi o concelho que, segundo o estudo mais desceu no ranking desde 2004, 46 posições. Para o presidente da Câmara de São Pedro do Sul, António Carlos Figueiredo, o estudo “é um atentado à inteligência das pessoas”. “O autor do estudo é um charlatão. Como é que é possível que um concelho como São Pedro do Sul, em dois anos desça 46 posições? Ainda para mais quando alguns dados se reportam a 2001. Como é possível que Aguiar da Beira, da Beira Interior, tenha subido tanto ultrapassando Santa Publicidade

Armamar

Tabuaço Maria da Feira, OliveiLamego Resende Cinfães ra de Azeméis ou Santo Tirso?”, questiona o Tarouca Moimenta da Beira autarca sublinhando que Penedono dada “lamenta que a UniversidaCastro Daire de da Beira Interior tenhaa dado Sernancelhe Vila Nova de Paiva cobertura ao estudo” que não passa de “uma corrida de cavalos feita com S. Pedro do Sul os municípios”. “Os municípios Nelas foi Satão Oliveria de Frades têm a sua dignidos mais dade. E o concesubiu em Viseu Vouzela Penalva do Castelo lho de São Pedro do termos de Sul vai agir judicial-qualidade Mangualde mente contra este de vida. “É pseudo-estudo”, gacom agraNelas Tondela rante o autarca. d o q u e ve Em decla rarificamos que os indic ções ao Jornal dicadores analisados reveCarregal do Sal do Centro, Anlam que o Concelho de Nelas está Mortágua S. Comba Dão e franco desenvolvimento”, refere tón io Ca rlos em Figueiredo afira autarca acentuando que tal resultado ma que a autarsurge das melhorias nas zonas industriais, quia vai interpor uma requalificação da rede do pré-escolar e 1.º providência cautelar de forma a exigir que Ciclo e implementação de programas de o estudo deixe de ter validade. “O autor terá apoio às famílias. de justificar quais foram os critérios que utiO Concelho de São João da Pesqueira foi o lizou para chegar a estes resultados”. que subiu mais no ranking, 104 posições. EnTambém o autarca de Viseu não poupa contra-se agora classificado em 150.º Lugar. críticas ao estudo. Fernando Ruas considera O autor do estudo, Pires Manso, consique o autor do estudo “é um padeiro”. dera pouco animador o cenário do país em O município de Viseu ocupa a 68.º posi- termos de desenvolvimento económico e ção a nível nacional e, embora tenha caído social ou de qualidade de vida no sentido cinco pontos, é o concelho do distritomelhor mais amplo. Pires Manso conclui que “o classificado. Um resultado que não deixa o país vai a duas velocidades: uma de nível autarca de Viseu satisfeito. europeu, a que correm os concelhos do Em posição oposta aparece a presidente litoral e do Algarve e outra velocidade à da Câmara de Nelas, Isaura Pedro, que saú- qual se desloca (ou não desloca) a grande da o estudo de Pires Manso. Nelas é a segun- maioria dos concelhos do interior Norte, da cidade do distrito com melhor qualidade Centro e Alentejo. de vida. Ocupa a 71.º posição. À semelhança De frisar que em primeiro lugar do de São João da Pesqueira, o município de ranking se encontra a cidade de Lisboa. Publicidade


Jornal do Centro

ESTUDO SOBRE QUALIDADE DE VIDA | ABERTURA 7

24 | Julho | 2009

Autor acredita que se trata do “maior estudo” sobre desenvolvimento Metodologia ∑ Pires Manso utilizou os dados do Anuário Estatístico Pela abrângência de dados analisados, Pires Manso defende que o estudo sobre o “Indicador Sintético de Desenvolvimento Económico e Social ou de Bem Estar dos Municípios” é o “maior estudo que já foi feito em Portugal” nesta área. O trabalho de investigação surge no seguimento de um outro realizado em 2004 pelos mesmos autores. “É um estudo que nos permite fazer algumas comparações. Há municípios que melhoraram a sua posição no ranking, mas também houve outros que tiveram grandes retrocessos”, afirma. O estudo teve como objectivos reeditar um trabalho feito há dois anos com os dados estatísticos de 2004, comparar os dados obtidos e identificar os concelhos do país que mais avançaram e os que mais recuaram. A base de dados utilizaPublicidade

da pelo autor voltou a ser o Anuário Estatístico publicado pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) referente a 2006 e publicado em 2009. O autor analisou as condições materiais, as condições sociais e as condições económicas de cada concelho. Pires Manso salienta que se trata de um estudo de qualidade superior pois a metodologia utilizada é “muito usada em teses de mestrado”. “Não é contestada porque reúne um maior número de dados. E portanto achamos que este estudo é o mais válido que já se fez em Portugal”, explica. Relativamente a algumas oscilações abruptas, como o caso de São Pedro do Sul que desceu 46 posições no ranking da qualidade de vida e São João da Pesqueira, o autor admite quem nem sempre é pos-

sível explicá-las. “Nós temos dados concretos que nos permitem comparar os municípios, mas nem sempre conseguimos chegar aos critérios que levaram a essa oscilação”. Erros na compilação dos dados feita pelo próprio INE ou inquéritos solicitados pelo INE mal preenchidos são duas das incorrecções que o estudo pode conter. Apesar de admitir algumas limitações, Pires Manso alerta para o facto de o estudo ser muito abrangente e admitir dados que noutros estudos não têm gande relevância. “O estudo valoriza variáveis de natureza económica como o número de postos de trabalho criados. Nòs sabemos que as pequenas autarquias não têm capacidade para criar emprego e portanto acabam por ser penalizadas.”justifica.

Desenvolvimento Económico e Social dos Municípios Ranking

Ranking

Variação

2006

2004

2004 / 2006

Viseu

68

63

-5

Nelas

71

116

45

Mangualde

96

104

8

Santa Comba Dão

107

130

23

Oliveira de Frades

114

150

36

Carregal do Sal

144

143

-1

Lamego

148

176

28

São João da Pesqueira

150

254

104

Tondela

153

160

7

Sernancelhe

179

261

75

Penedono

186

261

75

Mortágua

201

169

-32

Vila Nova de Paiva

210

236

26

Moimenta da Beira

218

224

6

Penalva do Castelo

221

274

53

Tarouca

235

234

-1

Armamar

236

227

-9

Sátão

238

212

-26

Tabuaço

247

240

-7

Vouzela

250

211

-39

Resende

260

276

16

São Pedro do Sul

261

215

-46

Castro Daire

266

256

-10

Cinfães

278

264

-14

Concelhos


Jornal do Centro

8

24 | Julho | 2009

viseu

D Inauguração de percurso pedestre

Autarquia de Viseu inaugura, dia 25, às 18h00 a Rota de Corvos, na freguesia de Santos-Êvos. A nova Rota integra a Rede Municipal de Percursos Pedestres do concelho de Viseu.

SIMULACRO NO FUNICULAR

Os comerciantes do centro histórico sentem-se pouco motivados a aderir aos saldos. Apesar da crise “já se sentir há muito tempo”, do comércio estar mau e de este ter sido “o pior ano de sempre”, os comerciantes consideram que não são os saldos que vão salvar as suas lojas. “Não sou a favor dos saldos. Sou a favor de se vender sempre e barato”, argumenta Fernanda Correia, comerciante da “Drogaria Ferreira”. A indiferença perante a época dos saldos fazse sentir de uma forma generalizada ao longo da Rua Direita Indiferente aos cartazes colocados por alguns estabelecimentos, a comerciante Emília Alves da “Casa dos Cobertores” mostrase admirada por se falar em época de saldos. “Já começaram os saldos? Ainda nem tinha dado conta”, re-

fere. A explicação por não seguir atentamente as datas de redução de preços surge mais tarde. “Às vezes pomos as coisas mais baratas e parece que as pessoas ainda desconfiam”, explica. Maria Helena Mendes, comerciante da “Sapataria Pina” assegura que “no comércio tradicional as pessoas não ligam aos saldos, porque não há diferença no número de vendas”. Desta forma, os comerciantes garantem que apesar de se vender menos que há alguns anos atrás, as vendas se mantêm relativamente estáveis durante o ano. “A minha loja não tem saldos e como tal não há quebras”, declara Fernanda Correia. Contrariamente aos anos anteriores, a afluência de imigrantes e turistas a passear pela principal artéria da cidade tem sido cada vez menor. SS

Torre do Quartzo roubada A data de abertura do Museu do Quartzo, prevista para o mês de Setembro, pode ser adiada devido ao desaparecimento de uma torre de exploração do Quartzo, “Era uma torre de exploração do Quartzo e que devia ser recuperada para ser um marco de que ali houve uma actividade mineira. A torre foi serrada mas vamos tentar encontrar o seu paradeiro”, explica o vice-presidente da câmara, Américo Nunes. De acordo com o autarca, Publicidade

a torre tem um valor histórico importante, sendo difícil de estimar o seu valor financeiro. Além do desaparecimento da torre em ferro com oito metros de altura, também têm sido provocados estragos ao nível do sistema eléctrico na obra do Museu do Quartzo. O vice-presidente da autarquia garantiu que já foi aberto um concurso para vigilância permanente do museu e assim que estiver equipado, o local irá ser vigiado de noite e dia. SS

Ana Filipa Rodrigues

Comércio tradicional indiferente aos saldos

A Jovens utilizam prédios abandonados para consumir álcool

Insegurança peocupa moradores de Jugueiros Estaleiro ∑ Prédios abandonados dão imagem degradada ao bairro Vandalismo, agressões, insegurança, medo são as palavras mais proferidas pela maioria dos moradores do Bairro de Jugueiros. Desde há sete anos que “Maria” (nome fictício) mora no Bairro. Escolheu o sítio porque o considerou um “bom investimento” devido à sua localização. Hoje diz-se arrependida. “Todas as noites acontece algum problema. É o barulho constante, os desacatos à entrada do prédio e o lixo acumulado na via pública”, explica a lesada, salientando que actualmente tem as campainhas avariadas. “Alguém as partiu , talvez ao murro”. O Bairro de Jugueiros é um dos principais pontos de encontro nocturno dos estudantes, devido ao elevado número de bares aí existentes. Administradora do prédio onde habita, “Maria” não é a única a queixar-se da situação. “Já chamámos várias vezes a polícia, mas ela só passa por aqui. Quem provoca os desacatos ou foge ou esconde-se. E depois volta tudo ao mesmo”, explica revoltada. “Maria” prefere o anonimato porque hoje tem medo, um medo que não sentia há anos atrás e que a levou a intervir algumas

vezes. “Uma vez desci para falar com uns jovens que estavam a fazer muito barulho. Expliquei-lhes que tinha uma criança pequena que precisava de descansar. Responderam-me mal e fui ameaçada”, afirma. Também os carros são muitas vezes vandalizados. Os moradores sentem-se “abandonados” e exigem mais policiamento, nem que para isso tenham de avançar com um abaixoassinado. O Bairro de Jugueiros é desde o início um verdadeiro estaleiro com inúmeros prédios abandonados a meio da construção devido a processos de falência. Há seis anos que os moradores a Rua Engenheiro Beirão do Carmo se debatem com problemas de insegurança num desses prédios abandonados. “Para além do barulho que é até às tantas da madrugada,

os jovens aproveitam esse prédio para consumir álcool e drogas. Aquilo é só lixo”, afirma um dos moradores. O prédio em causa constitui uma preocupação para os pais. “Temos medo que vão para lá brincar e se magoem lá”. Um preocupação que ganha força pela ausência de parques infantis ou espaços verdes. “Quando comprei a casa foi me apresentado um projecto que continha a construção de um parque infantil e um court de tenis. Esse projecto nunca se concretizou”, refere o morador que pretende vender o seu apartamento e deixar o bairro. “Enviamos várias cartas à autarquia a explicar a situação deste prédio, mas nunca nos deram resposta”, lamenta. Ana Filipa Rodrigues

Autarquia dá ultimato a bancos

∑ Na semana passada, a autarquia efectuou um ultimato aos bancos que herdaram os processos de falência de prédios a meio da construção. Ou começam as obras ou a autarquia irá accionar as garantias bancárias. De acordo com o vice-presidente da câmara de Viseu, Américo Nunes, a medida “radical” é tomada depois de dois anos de negociações “inconsequentes”. Após o ulitmato, as obras já recomeçaram com alguns prédios abandonados a serem isolados.

No f inal do mês irá ocorrer um simulacro para testar os possíveis situações de emergência com o funicular e perceber como é que as entidades envolvidas e que participam activamente na comunidade deverão actuar. O simulacro contará com a presença do corpo de bombeiros, da Polícia Municipal, do INEM, da Cruz Vermelha e da autarquia, a ssi m como d a E DP, SMAS e Beira Gás. Durante a reunião do conselho municipal de segurança, o vice-presidente da câmara, Américo Nunes, mostrou-se preocupado e realçou a importância de “sinalizar toda a via do funicular” para evitar que os transeuntes andem em cima da linha, assim como colocar placas de informação e também agentes da PSP e da Polícia Muncipal nos primeiros dias, para que as pessoas se possam habituar ao novo tipo de circulação naquela zona. SS

OPERÁRIO MORRE SOTERRADO EM VISEU Um homem de 51 anos morreu na sequência de um acidente de trabalho nas obras de duplicação da EN 229, junto à Quinta Agrária, em Viseu. De acordo com as testemunhas, o operário foi atingido por uma pedra de grandes dimensões que estava a ser levantada por uma retroescavadora. O trabalhador era natural de São Cipriano (Resende). O INEM chegou 15 minutos depois ao local, tendo-se limitado a retirar o corpo da vítima para a ambulância, depois de a pedra ter sido retirada com a ajuda da máquina retroescavadora. A obra é da autarquia de Viseu e está a ser levada a cabo pela Asfabeira - Sociedade de Asfaltagem e Britagem das Beiras, Lda. A empresa garante que os seguros estão em dia.


Jornal do Centro 24 | Julho | 2009

PUBLICIDADE 9


Jornal do Centro

10

24 | Julho | 2009

eleições O social-democrata, Hernâni Fonseca, presidente da Câmara de Armamar há 16 anos é novamente o candidato do PSD à presidência daquele concelho. O candidato defende que nos últimos quatro mandatos o executivo camarário fez muito pelo concelho. Os mais de cem quilómetros de caminhos rurais para o apoio à agricultura e a recuperação do edifício dos paços do concelho são algumas das obras que o autarca realça. No próximo mandato o autarca espera concretizar o projecto do centro escolar e da construção de um auditório.

Hernâni Fonseca considera ainda essencial a ligação de Armamar à A24 e a Tabuaço. O concelho de Armamar, com 7231 eleitores, é liderado há 24 anos pelo PSD. Pelo Partido Socialista concorre o professor de literatura Américo Moreira. O candidato reconhece que tem pela frente uma batalha difícil. O socialista pretende dar um novo impulso ao concelho e tem como prioridade o turismo, a captação de novos investidores e a fixação das camadas mais jovens. O CDS-PP leva a votos Manuel Carvalho.

Empresária agrícola candidata-se pela CDU a Cinfães As acessibilidades e a sobrevivência da pequena agricultura é a prioridade da candidata da CDU para Cinfães, Margarida Barbedo. A candidata justifica a sua candidatura com o facto de conhecer a região e os problemas da sua terra. Margarida Barbedo promete lutar pela via rápida com ligação à A4, uma ligação que permitirá quebrar a isolamento do concelho. O encerramento dos serviços públicos locais é também uma das preocupações da candidata. “A CDU tem estado na linha da frente na luta em defesa de serviços públicos de qualidade, nomeadamente uma boa rede escolar e serviços de saúde adequados, pelo funcionamento pleno do tribunal, pela reabertura de serviços que antes aqui existiam e que fo-

ram desmantelados como a EDP, a PT”, afirma Margarida Barbedo no site da Organização Regional de Viseu do PCP. Também a agricultura será defendida na sua campanha. A empresária agricola quer criar apoios para que o sector possa sobreviver. Margarida Barbedo candidata-se pela primeira vez à liderança do município e defende que é pretensão da CDU voltar a eleger elementos para os orgãos municipais. O operário metalúrgico Armando Monteira Nogueira será o cabeça de lista à Assembleia Municipal de Cinfães. O actual autarca do município, José Pereira Pinto, recandidatou-se a um quarto mandato pelo Partido Socialista. O docente Laureano Valente é a aposta do Partido Social Democrata.

27 de Setembro de 2009

11 de Outubro de 2009

Ruas sem receio de falar do “caso das pedradas” Autarca∑ candidata-se ao sexto mandato para lutar pela “coesão territorial e social” O autarca de Viseu, Fernando Ruas, vai abordar o tema do “caso das pedradas” na campanha para as autárquicas. A garantia foi deixada pelo presidente na apresentação pública da sua recandidatura à presidência da Câmara de Viseu, que decorreu no domingo, dia 19. Apesar da oposição ter certificado que não vai usar o assunto, Fernando Ruas afirma-se sem receio de tocar no assunto. “Quem vai falar nisto em campanha sou eu. Eu não fui a tribunal por nenhuma gestão danosa, por não defender o meu concelho, por ter problemas com um outlet qualquer. Eu fui a tribunal por aquilo que acho que era a defesa justa das populações e de quem as representa”, explicou. O autarca aproveitou ao lançamento da candidatura para, pela primeira vez falar sobre o processo. Fernando Ruas disse-se “muito mais descansado” por o processo ir ser “apreciado numa outra instância”. “Espero que quem aprecie o novo processo não tenha necessidade de fazer carreira. Fico contente que numa outra instância, com o distanciamento e a equidade que a justiça deve ter, este caso será perfeitamente esclarecido”, afirmou o autarca confiante de que “há-de fazer-se justiça”. Fernando Ruas foi há uma semana condenado pelo Tribunal de Viseu por incitamento à violência, a uma pena de cem dias de

Nuno Ferreira

Autarca de Armamar candidata-se a quinto mandato

Legislativas | Autárquicas

A Fernando Ruas não poupou críticas aos opositores multa à taxa diária de 20 euros, devido a afirmações proferidas na Assembleia Municipal de 26 de Junho de 2006. Com o lema “Viseu somos todos nós”, o autarca candidata-se ao sexto mandato e promete continuar a lutar pela “coesão territorial e social” do muncípio. Para isso, o candidato promete continuar a “desenvolver as acessibilidades e a requalificação de forma mais moderna”, continuar o “apoio à requalificação das habitações, a distribuição das refeições, a redução nas ligações e nas facturas da água” serão algumas das medidas que o autarca quer manter. Como bandeira de campanha, o candidato refere ainda a concretização de algumas obras como a construção do Centro de Artes e Espectáculos, a conclusão da requalificação das infra-estruturas do Fontelo, a Bar-

ragem da Frágua, no Rio Pavia, e a requalificação do Parque Aquilino Ribeiro. Fernando Ruas assumiu também o compromisso de percorrer a pé a ecopista desde Santa Comba Dão até Viseu quando a sua a ligação for concluida. “Liderança forte, rigorosa, sem vacilações nem cedências” é o que Ruas promete para o sexto mandato. “Nós faremos o contrário daqueles que estão aqui sempre em defesa do Governo. São os mesmos que não percebem quando o presidente da Câmara defende os presidentes de Junta de forma tão acérrima”, comentou. Na cerimónia de apresentação da candidatura, Fernando Ruas escusou-se a dar a conhecer a equipa que o acompanhará, mas garante que irá manter todos os actuais vereadores. “A seu tempo direi toda a equipa. Vou levar todos os

vereadores. Mas cumprindo a lei, vou meter as mulheres necessárias no sítio certo”, refere. Oposição. “O discurso de candidatura [do presidente da câmara] foi uma desilusão, porque não trouxe ideias novas”. Foi assim que o candidato do PS à câmara de Viseu, Miguel Ginestal reagiu ao discurso proferido pelo autarca. De acordo com o candidato, o programa de Fernando Ruas está “mais centrado na acção do governo central do que propriamente nas propostas para a governação do munícipio”. Miguel Ginestal apela aos restantes candidatos, referindo que “é tempo de apresentarem as suas ideias concretas”, pois considera que o que viseenses querem “é mais respostas concretas e menos fait-divers”. Ana Filipa Rodrigues/SS

PS de Vouzela quer dignificar o concelho Viriato Garcez do Partido Socialista à Câmara de Vouzela apresentou a sua candidatura à liderança do município, no sábado dia 18, com críticas ao actual executi-

vo. O candidato acusou o executivo de maioria PSD de não ter um rumo para o desenvolvimento do concelho. “ Nos oito anos anteriores, as políticas sem rumo, sem

visão, sem estratégia do PSD não permitiram lançar o desenvolvimento sustentável”, referiu. Na opinão de Viriato Garcez, as medidas do executivo conduziram

as finanças do município a um “estado calamitoso”. O candidato disse pretender dignificar o concelho a nível regional e nacional.


Jornal do Centro 24 | Julho | 2009

PUBLICIDADE 11


Jornal do Centro

12

24 | Julho | 2009

D Encontro Gastronómico

região Televisão online nos 24 concelhos de Viseu

Publicidade

7

Incêndios regressam ao distrito de Viseu dias Dados∑ 81 incêndios deflagraram em 15 concelhos

“ c a d a concelho vai ter uma programação específica, no entanto, também vão ter um tronco comum com vários blocos noticiosos regionais”. Fazer chegar ao imigrante as notícias sobre a sua terra é outro aspecto que o projecto pretende desenvolver através da utilização da internet. As emissões vão ser também transmitidas em locais públicos como salas de espera, bares e associações. A Localvisão vai começar a desenvolver o projecto no distrito com três equipas.

Oitenta e um incêndios deflagraram na última semana no distrito de Viseu. Segundo dados do Centro Distrital de Operações e Socorro (CDOS), as chamas atingiram, desde o dia 16 ao dia 21 de Julho, 15 concelhos. O incêndio que mobilizou mais meios e que demorou mais tempo a ficar circunscrito foi o da Quinta do Pocelo, no concelho de Sernancelhe. O fogo, que teve início às 2h57 do dia 21, em zona de mato e pinhal mobilizou cerca de 200 bombeiros. O combate às chamas foi dificultado pela mudança constante da direcção do vento. As duas frentes avançaram em direcção à povoação de Antas, no entanto as chamas não atingiram as casas. Também no concelho de Mangualde houve um incêndio de grandes dimensões que deflagrou em Mesquitela no dia 16. O fogo foi combatido por 150 bombeiros. A Autoridade Nacional de Protecção Civil teve de recorrer a quatro meios aéreos.

Publicidade

A Fogo de Sernancelhe mobilizou 200 bombeiros O incêndio teve início por volta das 13h15 numa zona de mato. O vento e os difíceis acessos dificultaram a tarefa dos bombeiros. O fogo acabou por ser extinto no final do dia, tendo as habitações das localidades ameaçadas sido salvaguardadas pelos bombeiros. Para além de Mangualde e Sernancelhe, também os concelhos de Cinfães, Castro Daire, Armamar, Carregal do Sal, Resende, Penalva do Castelo, La mego, Moi menta d a B ei ra , Tarouca, Tondela, Vila

ACIDENTE RODOVIÁRIO EM TABUAÇO Um acidente rodoviário originado por uma colisão entre um camião cisterna e um veículo ligeiro provocou três feridos graves e três feridos ligeiros na estrada nacional 222, concelho de Tabuaço, na tarde de 15 de Julho. Quatro dos feridos – três graves e um ligeiro seguiram de ambulância para o Hospital de Vila Real, tendo os outros dois feridos seguido para a mesma unidade hospitalar de helicóptero.

Nuno Ferreira

Os habitantes de e cad a concel ho do o distrito de Viseu vão poder assistir, através da internet, a informações e prog ra m a s de st i n a dos à sua área de residência. Localvisão é o nome do projecto que visa aposostar na proximidade e na envolvência com a sociei dade, através da cobertura de acontecimentos locais com divulgação nacional e mundial. Para o director geral do projecto, Carlos Ramalho, “os canais nacionais nunca conseguem ter uma proximidade deste género com o seu público”. E continua afirmando que este trabalho “implica uma grande participação das pessoas”. Em Viseu, a Localvisão vai criar 24 canais na continuação de um projecto já implementado em outros distritos do país. Segundo a directora dos canais de Viseu, Gabriela Leal,

Vouzela vai receber no fim-de-semana de 1 e 2 de Agosto, na Alameda D. Duarte de Almeida, a iniciativa “Doce Vouzela – I Mostra de Doçaria”. O evento é da responsabilidade da autarquia que pretende aumentar a visibilidade turística do concelho de Vouzela, promover o desenvolvimento económico local e valorizar e divulgar o património gastronómico local.

Nova de Paiva, Viseu e Oliveira de Frades foram atingidos pelas chamas. No combate aos incêndios estiveram 251 corpos de bombeiros, 1914 bombeiros, 456 viaturas, com o apoio de meios aéreos, dos GIPS da GNR e das equipas de Sapadores Florestais. Detenção.Em Oliveira de Frades, a Polícia Judiciária deteve um homem de 58 anos por suspeita de ter ateado um incêndio florestal numa zona de eucaliptos. Ana Filipa Rodrigues/Sara Pereira

HOMEM MORRE AFOGADO EM RESENDE Um homem, de 56 anos, faleceu na tarde de domingo vítima de afogamento na Praia Fluvial de Porto de Rei, em Resende, distrito de Viseu. Segundo o Centro Distrital de Operações de Socorro, quando os bombeiros chegaram ao local, o homem já tinha falecido, tendo sido depois transportado para o Instituto de Medicina Legal de Vila Real.

CORREIO ROUBADO EM VISEU E TONDELA Um marco de correio junto às instalações dos CTT na Balsa, em Viseu, foi assaltado na madrugada de segunda-feira. O mesmo tipo de assalto aconteceu pouco depois em Tondela. O objectivo principal deste tipo de furto é roubarem os cheques, para mais tarde levantarem ou depositarem. Toda a correspondência que se encontrava no marco de correio foi levada pelos ladrões.


Jornal do Centro

REGIÃO 13

24 | Julho | 2009

Moimenta recria enforcamentos no centro histórico.

Tem a palavra

“Em 365 dias conseguimos editar 1100 notícias”

Bruno Pereira Director dal Dão TV

∑ Aproveitando o aglomerado de meios de comunicação social que se encontrava em Viseu durante o estágio para o mundial da Selecção de Futebol, a Dão TV fez o seu lançamento. Após um ano de trabalho, num projecto composto apenas por dois elementos, o canal digital vai comemorar no mês de Agosto o seu primeiro aniversário. Para breve está prometida a criação de um magazine regional com tradução gestual.

1.

2.

Que balanço é que faz deste primeiro ano?

Faço um balanço muito positivo. Em 365 dias conseguimos editar 1100 notícias o que dá uma media de três por dia. Sempre que podemos tratamos notícias em vídeo, mas sabemos que não podemos estar em todo o lado ao mesmo tempo e daí que optámos também pelo texto e a fotografia.

Quais as principais dificuldades em implementar um projecto deste género?

É sempre difícil fazer uma notícia partindo de Viseu para a Pesqueira ou para Armamar. Chegávamos lá e já estava tudo noticiado. Então optámos por criar o projecto numa área já definida como é a do Dão. E a partir daí foi pôr mãos à obra. A maior dificuldade é sem dúvida a angariação de patrocínios, porque é um projecto novo. O jornal impresso é palpável enquanto que a publicidade online é diferente, mas penso que está a crescer. Já temos empresários a pedirnos publicidade e isso é muito bom. A massa humana embora reduzida trabalha muito bem.

3.

4.

Qual a chave para manter o projecto da Dão TV?

É manter o site o mais actualizado possível. As pessoas querem saber as informações na hora, nem que seja o mais básico. E vão-se tornando cada vez mais exigentes, mas eu também gosto dessa exigência. Há pessoas que dizem que vão visitar o site duas ou três vezes por dia.

Que projectos têm para o futuro?

O desporto é uma área que não decidi fazer até agora, mas muito apetecível e quem sabe se não será uma aposta para o futuro. Ou também alguns sub-canais temáticos. A questão nova que vou mesmo implementar neste segundo ano é a criação de um magazine regional, semanal, em vídeo e no qual haverá a componente da linguagem gestual. Estamos a estudar a ideia de ser um pivô virtual a fazer a tradução ou mesmo uma pessoa escolhida para colaborar. Acho que não há muito a utilização dessa plataforma gestual na internet. O objectivo do magazine é fazer um resumo das notícias da semana. Temos pretensões de alargar a equipa mas temos que dar um passo de cada vez. Sara Pereira

O carrasco de Moimenta da Beira, que em tempos idos efectuava os enforcamentos nas três forcas que existiram na praça O Terreiro das Freiras no concelho, vai ser recriado através da II edição do “VIVA + O Centro Histórico”. A iniciativa da autarquia de Moimenta da Beira, decorre nos dias 7 e 8 de Agosto. A personagem vai ser resPublicidade

suscitada na noite de sextafeira, dia 7, de forma a lembrar as noites tenebrosas do século XVIII, onde os vilões eram enforcados e expostos ao ridículo em plena praça pública. Sendo uma figura macabra para alguns, a autarquia pretende recordar e reproduzir parte da história de Moimenta da Beira. A II Edição do “VIVA +

O Centro Histórico” surge depois do sucesso da primeira iniciativa. “A I edição foi um teste para a autarquia. Pelo sucesso obtido, a autarquia decidiu realizar a II edição assente numa matriz que integra a história local, património, gastronomia, artes tradicionais, pintura, dança e música”, explica em comunicado o autarca José

Agostinho Correio. O objectivo da iniciativa passa novamente pela dinamização do Centro Histórico. Nos dias do evento será proporcionada uma mostra gastronómica, bem como será inaugurada a edificação do pelourinho e lançado o livro “Os Pelourinhos do Concelho de Moimenta da Beira”. AFR


Jornal do Centro

14

24 | Julho | 2009

negócios PROVA DE VINHOS EM NELAS Com o intuito de dar maior visibilidade e notoriedade aos vinhos do concelho, a autarquia de Nelas organizou, no dia 17, uma Prova de Vinhos dos Produtores do Concelho, que participaram na última edição da Feira do Vinho do Dão. A prova contou com provadores nacionais e estrangeiros, nomeadamente José Peñin, crítico de vinhos, Nuno Pires, director da revista WINE A Essência do Vinho, Fernando Melo, crítico de vinhos na revista WINE, Aníbal Coutinho, crítico de vinhos e colaborador do Sol e do Oje.No total foram provados 25 vinhos. Durante a iniciativa os convidados visitaram também uma unidade de produção de Queijo Serra da Estrela por forma a permitir a criação de sinergias promocionais entre ambos os produtos endógenos da região. Publicidade

D Sexshop abre em Viseu

Abriu, em Viseu, a loja Diamante Sexshop. A loja, situada na Urbanização Vilabeira, em Repeses e encontra-se aberta de segunda a sábado das 14h00 às 22h00.

Quinta de Lemos distinguida como o Grande Vinho do Dão Vinho∑ Concurso é promovido pela Comissão Vitivinícola Regional do Dão O vinho Quinta de Lemos Touriga Nacional tinto 2008 foi eleito “O Grande Vinho do Dão”. A distinção foi atribuida no XLVII Concurso “Os Melhores Vinhos do Dão no Produtor”, uma iniciativa da Comissão Vitivinícola Regional do Dão (CVRD). O vinho vencedor tem origem em Passos de Silgueiros, num dos mais recentes projectos vitivinícolas do Dão, com mais de 25 hectares em que dominam as castas Touriga Nacional, Tinta Roriz, Jaen e Alfrocheiro. A Quinta de Lemos

foi adquirida por Celso de Lemos e Esteves em 1997 e desde essa altura sofreu uma profunda replantação de vinhas. O enólogo Hugo Sousa é o responsável pelos vinhos produzidos na quinta. De acordo com o enólogo, o vinho premiado é um vinho com bastante corpo, muito floral e intenso. Actualmente, os vinhos da Quinta de Lemos só podem ser adquiridos na própria adega. No concurso da CVRD, o júri analisou 109 amostras de 33 produtores, durante dois

A CVRD distinguiu mais 33 produtores dias. A CVRD distinguiu 16 vinhos com medalhas de ouro e 17 com

medalhas de prata. Ana Filipa Rodrigues

FICA VOUGA DÁ A CONHECER REGIÃO Economia, indústria e gastronomia são as três áreas chave da XIX edição da Fica Vouga que irá decorrer de 25 de Julho a 2 de Agosto, no concelho de Sever do Vouga. O evento pretende dar a conhecer as actividades económicas da região, a indústria, os serviços do sector do comércio e a gastronomia da região. O certame conta com a participação massiva de empresários e comerciantes locais, que aproveitam o evento para dar a conhecer os seus produtos e iniciativas. Integrado no Fica Vouga, a autarquia promove também o VI Festival Gastronómico “Comeres de Se Ver”, um festival que se destina à confecção de pratos tradicionais sem esquecer a culinária criativa. A animação está também garantida com a presença de os “Deolinda”, de Ana Free, dos “Lucky Duckies”.


Jornal do Centro

15

24 | Julho | 2009

DSeleccção de voleibol em Resende

desporto

A Selecção Nacional de Voleibol joga contra a equipa do Egipto no dia 25 às 21h00 e no dia 26 às 17h00 no Pavilhão Municipal de Anreade, em Resende.

“Queremos que apareçam mais sócios e mais gente” António Albino, recém reeleito presidente do Académico de Viseu acredita que o clube tem condições para fazer uma boa época na II Divisão B, mesmo espreitando a subida. Um plantel remodelado, uma equipa técnica consolidada e uma massa adepta fiel, mas escassa. São 700 pagantes, insuficientes para levar o Académico a patamares mais elevados. António Albino quer 1500, no mínimo, ou “o clube não pode ir para a frente”.

posta para continuar. O que se passou foi que ele “esticou muito a corda”. Valores que não tínhamos condição de lhe pagar. Se ele reconsiderar e apresentar uma proposta com valores dentro daquilo que o clube tem condições de pagar, logo se verá. Qual o orçamento para esta temporada?

Posso dizer que aumentou 40% em relação ao ano anterior. Como é que o Académico cobre este orçamento? Só com subsídios da autarquia e publicidades?

Grande parte sim.

A António Albino, presidente do Académico de Viseu O plantel está fechado?

Em princípio está fechado.

O treinador Luís Almeida quando chegou ao Académico disse que encontrou um plantel desequilibrado. Este ano, considera que isso já não acontece?

Entendemos que sim, mas só o futuro o dirá. Temos 22 jogadores no plantel e com dois jogadores para cada posição.

Um plantel feito a pensar em que objectivos?

Penso que são conhecidos. Queremos andar pelos primeiros lugar, sempre à espreita dos lugares de subida. Alguma justificação para as dispensas?

O Sérgio foi-lhe feita uma proposta mas não quis as-

sinar. E as outras? Rui Lage, Casal, e todos os outros?

Cerca de 700, mas queremos angariar muitos mais.

Foram meras opções técnicas. Dos jogadores, do treinador e da direcção.

Com alguma campanha específica?

No caso do Everson, considerado um dos melhores jogadores da última época. A sua não continuidade foi também uma opção técnica?

E Everson quando foi de férias para o Brasil foi com tudo pago e com uma proPublicidade

Publicidade

Venha ter connosco, baixamos-lhe as suas prestações mensais até 60% juntando todos os seus créditos num só

A Sua Rede de Confiança Apoio Jurídico Direito Executivo (Crédito Mal Parado)

Consultoria Financeira

Direito Comercial

Soluções de financiamento

Constituição De Empresas

Soluções de crédito para empresas e particulares Crédito automóvel Credito habitação Crédito consolidado

Contabilidade e Gestão Planeamento e Preparação de Impostos

Produtos estruturados de aforro e poupança Leasing

IRS A PARTICULARES Candidaturas ao QREN, IEFP “Centro de emprego”

Tel: 232083884 Fax: 232085132 Tlm: 918060901 Correio electrónico: hiperfinance@gmail.com

Rua Comandante António Góis Guerreio Lote 185, Loja 2, Marzovelos 3510-223 Viseu

E quotizações? Quantos sócios, pagantes, tem o Académico de Viseu?

Na sequência de outras que temos feito. Temos aumentado, pouco, mas temos aumentado. O objectivo é chegar aos 1500 sócios. Em breve, em pontos estratégicos da cidade, será visível essa campanha de angariação de sócios para o

Académico de Viseu. Este clube não pode viver sem sócios. Tem sido a nossa maior luta agora, não me peçam para os arrastar à força para que sejam sócios e paguem cinco euros por mês. Queremos que as pessoas venham para sócios porque o queiram ser e por acreditarem neste clube, e gostarem deste clube. Uma equipa de futebol forte não pode motivar os adeptos?

Temos consciência disso, e por isso acreditamos nesta equipa e neste plantel para motivar os adeptos a apoiar o clube e a fazeremse sócios do Académico de Viseu. Acreditamos que esta equipa vai mobilizar os adeptos em torno deste projecto que é ambicioso. Já o disse, e reafirmo, que gostaria que os ex sócios do Clube Académico de Futebol voltassem e se fizessem sócios deste Académico de Viseu, porque, queiramos ou não, é este Académico que temos, não é o outro. Sem, pelo menos, 1500 sócios, o clube não pode ir para a frente. As pessoas que não pensem que está aqui um mecenas que vai resolver todos os proble-

mas do Académico, porque eu não os vou resolver todos. Um discurso de subida não poderia mobilizar mais adeptos?

No primeiro ano, assumimos a subida à terceira, e subimos. Na última época também subimos, Agora é tempo de pensar e ter os pés bem assentes na terra para saber que clube os viseenses querem e em que patamar competitivo. Se numa divisão maior ou numa segunda B. Quer com isso dizer que, nesta altura, o Académico não tem condições de ir para as competições profissionais?

Neste momento, e com os sócios que temos, analisem e vejam. Acho que não é preciso dizer mais nada. O que é preciso é trabalhar, e muito, para no final do mês termos dinheiro para pagar aos jogadores, e é isso que temos feito. Mas não é fácil, por isso queremos, cada vez mais, que apareçam mais sócios e mais gente a acreditar neste projecto e a investir neste clube. Gil Peres


Jornal do Centro

16 DESPORTO | MODALIDADES

24 | Julho | 2009

Futebol

Viseu quer a Volta e a Volta quer Viseu

Tondela inicia preparação

José Lorena

Ciclismo

A Fernando Ruas e Joaquim Gomes querem que Viseu continue na Volta em 2010 No próximo ano, Viseu pode vir a ser o palco do início da Volta a Portugal em bicicleta. O contrato com a PAD/ João Lagos Sports, entidade organizadora da prova, que possibilitou que Viseu recebesse etapas nos últimos oito anos, termina agora. O presidente da câmara de Viseu, Fernando Ruas, que se recandidata a mais um mandato, e o director da Volta, Joaquim Gomes, já demonstraram vontade em renovar a colaboração. Na apresentação, em Publicidade

Viseu, da edição da Volta 2009, que termina no dia 16 de Agosto, com um contra-relógio em Viseu, Joaquim Gomes lançou o desafio para que no próximo ano a cidade acolhesse, pela primeira vez, o início da prova. “ Pelo peso da televisão, é um dos produtos mais apetecíveis”, realçou. Na etapa inaugural os ciclistas são apresentados um a um, ao partirem para o prólogo individual. Antes há um programa de três horas, em directo na televisão, “de promoção do ciclismo e da região onde se inicia

a prova”, explicou o director da Volta. Concretizando-se ou não este desafio, Joaquim Gomes não tem dúvidas de que a caravana vai continuar a passar nos próximos anos por Viseu, “ já que talvez seja a autarquia mais importante, em termos de ligação com a organização e a que mais nos marcou ao longo dos últimos anos”. Ao desafio sobre Viseu vir a receber o início da Volta no próximo ano, prometeu responder Fernando Ruas , mas só depois das eleições de 11 de Outubro. Publicidade

O autarca referiu, “que a cidade ficou muito honrada , por nos últimos anos, em três vezes, ter sido a capital do ciclismo, pelo menos teoricamente, ao receber a última etapa da volta”. O presidente da câmara de Viseu deixou claro que continua com a expectativa da cidade continuar a ser a capital do ciclismo por mais anos, realçando que o município “está na fila das entidades com que a PAD queira assumir compromissos para as próximas edições da Volta”. AF / SF

Os treinos da equipa sénior do Clube Desportivo de Tondela, para época 2009 / 2010, em que vai disputar o campeonato da 2ª divisão nacional, começam na próxima segunda-feira, dia 27 de Julho. Segundo os dirigentes do clube não vai haver apresentação formal do novo plantel, antes do jogo de apresentação aos sócios marcado para 15 de Agosto. No estádio municipal João Cardoso a equipa do Tondela vai defrontar o Boavista Futebol Clube. Para além deste encontro estão já agendados outros sete jogos de pré-época (ver quadro).O primeiro é em Mangualde frente a uma equipa que na próxima época vai disputar o campeonato da 3ª divisão nacional. Com vinte e um jogadores já contratados os dirigentes do Tondela dizem que o plantel ainda não está fechado. Até agora foram assegu-

rados sete reforços: Luís Carvalho (Cinfães), Luís Miguel e Hélder (Pampilhosa), Sílvio (Fafe), João Antunes (Ribeira Brava), Carlos André (Beira-Mar), Cobra (Nelas) e Idrissa (Senegal). Da última época permanecem: Espanhol, Rui Vale, Barca, Xico, Ivo Maia, Tarzan, Piojo, Ricardo, Nuno Pedro e Gomes. Quatro atletas das camadas jovens, são promovidos e vão fazer parte do plantel sénior: Fabio e Séninho (ex-Juniores), Cristóvão e Ruben (Juniores). O campeonato da 2ª divisão nacional tem a primeira jornada marcada para 6 de Setembro. AF JOGOS DE PREPARAÇÃO (PRÉ-ÉPOCA) 01.Ago - Mangualde x CDT 05.Ago - CDT x Tourizense 08.Ago - CDT x Mêda 12.Ago - CDT x Penalva do Castelo 15.Ago - CDT x Boavista FC ( Jogo de Apresentação aos sócios) - (20h) 19.Ago - Anadia x CDT 20.Ago - Jogo a confirmar 23.Ago - Penalva do Castelo x CDT

Motonáutica

Resende capital da Motonáutica O presidente da Federação Portuguesa de Motonáutica ( FPM), considera que as Caldas de Aregos, junto ao rio Douro, no concelho de Resende, têm das melhores condições do país para a prática da modalidade. Para Mário Gonzaga Ribeiro, “a mini - marinha , o pontão para a largada e o envolvimento que se consegue à volta do secretariado fazem de Resende o melhor que há em Portugal”. Declarações feitas no último fimde-semana , numa altura em que decorria nas Caldas de Aregos mais uma jornada dos Campeonatos Nacionais das classes S850 (catamarans), PR 750 (semi-rígidos) e T850 (monocascos). O piloto António Gonzaga Ribeiro alcançou duas vitórias, nas classes T 850 e PR 750, onde superou o actual campeão nacional, André

Correia. Na classe S 850, Luís Miguel Ribeiro, campeão nacional há três épocas, somou mais uma vitória nas águas do Rio Douro . Esta jornada de motonáutica, que decorreu durante dois dias, sábado e domingo, 18 e 19 de Julho, serviu para no âmbito do programa Fórmula Futuro, 20 jovens do concelho de Resende, com idades compreendidas entre os 08 e os 16 anos, terem uma oportunidade de estar ao comando de uma embarcação. Segundo o presidente da FPM o objectivo é que os clubes da zona , neste caso o Clube Náutico de Caldas de Aregos e o Clube de Natação de Resende, organizem escolas de iniciação. “A federação coloca à disposição dos clubes oito barcos escola”, realçou Mário Gonzaga Ribeiro. AF/BS


Jornal do Centro

17

24 | Julho | 2009

D Viseu Underground

culturas expos

No dia 1 de Agosto, o Forum Viseu acolhe o Viseu Underground. Uma festa conta com a participação de DJ’s, animação, demonstração de Urban Culture, exposição de Tunings, tatuagens, graffietes. O evento decorre no piso -3.

Destaque ∑ Forum Viseu

∑ Fnac Viseu

Até dia 30 de Julho

Até dia 9 de Agosto

“A Vida é uma Flor”, da

“Prémio Photoespaña

autoria de Iara

Ojodepez de Valores Humanos 2008

∑ Forum Viseu Até dia 26 de Julho

Câmara Municipal

Exposição da Maior

Até dia 24 de Julho

Mala do Mundo

“Urbanidades”, da autoria de Miguel Silva

VILA NOVA DE PAIVA

∑ Auditório Municipal ∑ Museu Grão Vasco

Até dia 31 de Julho

Até dia 30 de Agosto

“Feito à mão por nós”,

“11 de Setembro - In

exposição colectiva

Memorium”, da autoria de Pedro Albuquerque

∑ Auditório Municipal Até dia 30 de Julho

∑ Empório

“Vila Nova - Capital

“Ontem & Hoje”, expo-

Ecológica”, mostra do

sição FotoGermano e

Concurso de Fotografia

Luís Belo

do Município

∑ Puro Café (Marzove-

∑ Auditório Municipal

los)

Até dia 31 de Julho

Até dia 31 de Julho

“Grande Guerra”, expo-

“Idiossincrasias”, da

sição do Regimento de

autoria de Sara Belo

Infantaria 14

livros

Viseu já tem licenciatura em Artes do Espectáculo Curso∑ Foi criado pelo Piaget em parceria com a Companhia Paulo Ribeiro Artes do Espectáculo é a nova licenciatura do ISEI de Viseu do Instituto Piaget. O novo cursoresulta de um protocolo entre o Instituto Piaget e a Companhia Paulo Ribeiro e o Teatro Viriato. A licenciatura pretende ser “uma mais valia para os artistas e uma importante ferramenta de acreditação dos mesmos. De acordo com a responsável do curso, Adriana Queres, a nova licenciatura irá permitir “fortalecer os cursos de artes que já são desenvolvidos no Instituto Piaget” em Viseu. “Na Região Centro, não encontramos um curso de artes com este perfil. Penso que a nova licenciatura vai fortalecer o ISEI de Viseu, a própria área de artes já existente no instituto e fomentar a criação de um centro de artes no insti-

Ana Filipa Rodrigues

VISEU

Variedades

A Curso arranca no próximo ano lectivo tuto”, explica a coordenadora do curso. A licenciatura permitirá a futuros artistas “uma entrada mais sólida no mercado de trabalho”. A companhia Paulo Ribeiro ajudou a definir o plano curricular do curso que conta com dois ramos de formação: Interpretação e Criação nas Artes e Gestão e Produção nas

Artes de Espectáculo. Programação, organização e acolhimento de eventos, produção e difusão de obras, artes de palco e do espectáculo, iluminação, sonoplastia, audiovisuais são algumas das actividades profissionais a que o curso dá acesso. Ana Filipa Rodrigues / Rádio Noar

Artes “A VIAGEM”

∑ “A Viagem” é uma obra da autoria de Alfredo Nascimento que conta a aventura do autor que desceu o Rio Amazonas no Brasil. A obra vai ser apresentada amanhã, dia 25, pelas 16h00, no Auditório Municipal de Sernancelhe.

Maratona Fotográfica em Viseu A Fnac Viseu, situada no Palácio do Gelo, organiza a 1.ª Maratona Fotográfica de Viseu inspirada no tema “As cidades em Nós”. A iniciativa tem como principal objectivo promover o convívio entre entusiastas da fotogra-

roteiro cinemas Forum Viseu/Lusomundo Sessões diárias às 11h30 (Dom.), 14h40, 17h50, 21h20, 00h30 Harry Potter e o Príncipe Misterioso)

Sessões diárias às 13h40, 16h30, 18h55, 21h45, 00h10 A Proposta

Sessões diárias às 13h20, 15h30, 17h40, 19h50, 22h00, 00h15 Herói Procura-se Sessões diárias às 11h10 (Dom.), 14h00, 16h10, 18h20, 21h10, 23h20 Idade do Gelo 3 (M4) (Dob) Sessões diárias às 11h20

(Dom.), 14h20, 17h00, 19h10 Cidade das Sombras Sessões diárias às 15h00, 18h05, 21h30, 00h35 Transformer’s 2 CB Sessões diárias às22h15, 00h25 Incendiário Palácio do Gelo

fia A maratona tem início no dia 8, pelas 10h00 e só termina no dia 9 também pelas 10h00. Durante as 24h0ras de duração do evento, os participantes terão de encontrar os oito pontos de encontro montados pela organiza-

ção da maratona de forma a terem acesso aos temas que cada um terá de explorar. O ponto de partida da Maratona será na loja Fnac de Viseu. As incrições encontram-se abertas até dia 31 de Julho.

Lusomundo Sessões diárias às 11h00 (Dom.), 14h10, 17h25, 21h00, 00h15 Harry Potter e o Príncipe Misterioso

Sessões diárias às15h00, 17h10, 19h20, 21h30, 23h50 Sedução Mortal

Sessões diárias às 11h10 (Dom.), 14h00, 16h25, 18h50, 21h15, 23h40 A Proposta

Sessões diárias às 14h40, 17h00, 19h15, 21h40, 00h00 Lutador – A Lei das Ruas Sessões diárias às 22h00, 00h20 Bruno

Exposição no Forum Viseu O Forum Viseu acolhe, até dia 20, a exposição “A Vida é uma Flor”. A mostra é da autoria de Iara, um pseudónimo da artista que “desde cedo demosntrou o gosto pelo desenho e pintura”. “A vida é uma flor” revela uma pintura moderna, surrealista e paisagística através da utilização de técnicas mistas. A formação da artista teve início em 1994, na Associação Cultural de Vale de Cambra, e mais tarde na Escola de Pintura e Artes da Professora Maria Emília Marafusta.

Exposição em São Pedro do Sul Um grupo de artistas brasileiros vai expôr os seus trabalhos no Balneário Rainha D. Amélia, nas Termas de São Pedro do Sul. A mostra de pintura e escultura intitulada “(Re) Descobrir o Brasil” vai ser inaugurada amanhã, dia 25. A iniciativa foi organizada pelo Museu Rural do Centro de Promoção Social de Carvalhais, em parceria com a Casa Museu Maria da Fontinha (Castro Daire). A exposição é composta por 38 quadros e 10 estátuas da autoria dos diversos artistas plásticos brasileiros. O tema central é a cultura do Brasil. A mostra vai estar disponível até dia 31 de Agosto, de segunda a sexta-feira das 9h00 às 17h30 e aos sábados e domingos das 9h30 às 17h30.

Sessões diárias às 15h10, 17h25, 19h40 A Ressaca(CB) Sessões diárias às 11h20 (Dom.), 13h15, 15h25, 17h35, 19h45, 21h55, 00h05 Idade do Gelo 3 (M4) Digital 3D


Jornal do Centro

18

D Teatro em São Pedro do Sul O Cénico -Grupo de Teatro Popular apresenta hoje, dia 24, no Cine Teatro de São Pedro do Sul, a peça “As Preciosas Ridículas de Molière.

D Concerto na FNAC

Bruno ÁVila apresenta o seu segundo trabalho de originais “À espera de Godot” na Fnac Viseu amanhã, dia 25, pelas 21h30. O músico propõe uma viagem pop aos meados da relatividade. O seu trabalho pretende questionar o verdadeiro sentido da felicidade.

conversas

Qual a importância de dar a conhecer a história de Vila Chã de Sá? Este trabalho foi realizado porque o presidente da junta da freguesia perguntou-me se eu estaria dispo-

A companhia Teatro Regional da Serra do Montemuro apresenta, em Vila Nova de Paiva, dia 25, a peça “Presos por uma corrente de ar”. A exibição decorre às 22h00 no Anfiteatro ao ar livre do Auditório Municipal.

cartaz VISEU ∑ Lugar do Capitão Até dia 30 de Julho Exposição de fotografia “Relances” da autoria de José Cruzio

∑ Fnac Viseu Dia 26, pelas 11h30 Forúm Miúdos “Pim Pam Pum, Oficina de Lengalengas”

Jorge Adolfo Docente

Os segredos do passado de Vila Chã de Sá podem ser agora conhecidos no livro “A Nossa Terra e a Nossa Gente”. Nas 178 páginas que compõem a obra, o autor, Jorge Adolfo, procurou surpreender os habitantes da freguesia com informações sobre o património, a etnografia e também a evolução política que se verificou, relacionando estes aspectos com a história do concelho.

Neste tipo de trabalho quais são as principais fontes? Tive duas fontes principais: as pessoas da aldeia, que me deram informações orais sobre a história que depois tive que confirmar, e a junta de freguesia. Muitos dos documentos foram também recolhidos no arquivo distrital de Viseu e no arquivo militar de Lisboa, visto que alguns jovens da terra tinham participado na I Grande Guerra.

D Teatro em Vila Nova de Paiva

Destaque

“As pessoas ficam surpreendidas com o facto de haver tanta coisa que desconheciam”

Que aspectos de Vila Chã de Sá compilou neste livro? Dividi o livro em quatro partes onde incluí: a história de Vila Chã de Sá desde as origens até ao século XVI, a etnografia: os costumes, as tradições mais populares, o que fazem na freguesia que é essencialmente agrícola. Valorizei o facto de haver lá um Eco-Museu que tem muitos objectos relacionados com essas actividades. Falei da história da freguesia desde a constituição como freguesia até aos nossos dias, de algumas obras que foram feitas, o ensino escolar do tempo da república. E centrei-me também no património religioso.

24 | Julho | 2009

nível para fazer a história da freguesia. E acabou por me dar muito gosto porque não esperava que numa freguesia pequena houvesse tanta informação para ser tratada. Faço este trabalho por gosto e também porque acho que é importante para as pessoas da própria freguesia e para todos aqueles que gostam de história e de conhecer as nossas origens. No final as pessoas ficam surpreendidas com o facto de haver tanta coisa que desconheciam. Essa informação é importante porque liga mais as pessoas à sua região. No futuro está a pensar trabalhar mais em mais algum trabalho do género? Tenho publicado alguns trabalhos no âmbito da história local e regional. Assim, de uma área tão pequenina, é o primeiro e gostaria de fazer mais trabalhos do género e estou neste momento a fazer um estudo sobre outra freguesia do concelho para ver até que ponto há possibilidade de fazer um trabalho semelhante. Estou também envolvido nas comemorações do Aniversário de Afonso Henriques e estou a fazer um livro, com a Fátima Eusébio, sobre o concelho de Viseu que estará pronto no inicio do próximo ano. Quais são as principais dificuldades que encontra na realização deste género

de trabalhos? A principal dificuldade é por vezes a ausência de documentos. Às vezes sei o nome das pessoas que viveram há 100 anos, mas pouco mais há. Se houvesse fotografia já era uma informação mais válida. Até mesmo cerimónias públicas por vezes não há registo fotográfico, quanto mais do povo. Numa monografia a fotografia é tão ou mais importante do que o texto? Nós hoje vivemos muito da imagem e uma obra da história local deve também acompanhar essa tendência. As próprias pessoas da freguesia gostam de ver retratados os seus parentes, o rancho folclore ou até a equipa de futebol. A fotografia tem o mesmo valor que a escrita ou por vezes até mais. Há imagens que fizeram história. Quanto tempo demorou a escrever o livro? Um ano a trabalhar a um ritmo intenso. Acha que este livro também vai ter interesse para outras regiões? Penso que sim. O que eu procurei foi fazer um livro mesmo para aqueles que não são da freguesia. Porque o grande defeito destas histórias sobre as freguesias é fazerem livros que só interessam para as pessoas da terra e não para os outros. Sara Pereira

∑ Fnac Viseu Dia 28, pelas 16h00 Oficina de Ilustração para Crianças

A Festival na quinta edição

Festival Tribal nas Caldas da Felgueira Evento ∑ Reúne música e workshops A Quinta da Bugueira, no concelho de Nelas, acolhe a V edição do Festival Tribal. O evento organizado pela Associação “Civilização Activa” tem início hoje, dia 24 e termina no domingo. O festival promete muita música alternativa que será apresentada quer na Tenda Electrónica, quer no Palco Tribal. Pela Tenda Electrónica irão passar “Sick Addiction”, “Myrah”, “Hipnotic Reaction”, “Absense”, “Double Reaktion” e Mulambo”. O palco Tribal estará entregue a “Stein&Turnbull”, “Velha Gateira”, “New Ske-

tch”, “Fanfarra Kaustika” e Katharsis”. Para além dos concertos e da actuação de DJ’s, o festival ficará também marcado pelos workshops sobre tai chi chuan, Djembé Didegeridoo, recuperação da fauna selvagem, plantas que ajudam o ambiente e tribal Yin Belly Dance. A Quinta da Bugueira, local onde o evento decorre, situa-se perto de Caldas da Felgueira, no Vale do Mondego. Dispõe de praia f luvial privativa, parque de merendas, zona de lazer. Ana Filipa Rodrigues Ana.rodrigues@jornaldocentro.pt

CARREGAL DO SAL Museu Municipal Até dia 30 de Julho Exposição de Pintura de Carminda Martins e Isabel Martins LAMEGO ∑ Teatro Ribeiro Conceição Dia 25 de Julho Teatro Revista: “É só rir” VOUZELA ∑ Alameda D. Duarte de Almeida Dia 26 de Julho, pelas 17h30 Actuação do Grupo de Cavaquinhos e Cantares à Beira MANGUALDE ∑ Mata do Palácio dos Condes de Anadia Dia 26 de Julho, pelas 14h00 Comemoração do dia dos Avós

∑ Átrio da Biblioteca Municipal de Mangualde Até dia 31 de Julho Exposição fotográfica “A geometria da Serra da Estrela”

roteiro bares&discotecas Viseu Bar da Academia Música ambiente Bar Puro Espaço tranquilo para uma boa conversa entre amigos. Jazz clássico e contemporâneo. Marzovelos - Viseu Eça de Queirós Bar Música ambiente, promoções, festas, petiscos. Factor C Bar dançante, aberto das 23h00 às 04h00. Música Pop-Rock e música alternativa na noite de Viseu Hangar, Club Sextas, Ladies Night. Quartas, Noites Academicas

Maionese Música ambiente Fast-food - Snooker NB Club Discoteca Aniversário dia 24 de Julho Aberto 3ªs, 5ªs, 6ªs e Sábados das 21h00 às 06h00 Obviamente Bar Sexta, 24 de Julho, Emissao:35 By: Dj Omphalos Palha D’aço De Julho a Setembro, serviço de esplanada diáriamente. Aberto todos os dias até às 04h00. Reitoria Café-bar, música ambiente, jogos. 2ª a 6ª das 12h00 às 03h00 e Sábados e Domingos das 20h00 às 03h00

Ritual Celta Bar Música ambiente • Variedade de Cervejas Winebar Música ambiente, aberto até às 02h00, ecrã gigante e jogos. Francesinhas e outros pratos. Largo da Prebenda, Junto à antiga GNR - Viseu 19x Bar esplanada, música ambiente. Aberto 6ªs e Sábados e vésp. de feriado. 21h00 às 04h00. Para aderir ligue para o Jornal do Centro: 232 437 461


Jornal do Centro

19

24 | Julho | 2009

viseu antigo OPINIÃO

D. Beatriz Pinheiro de Lemos (VII) Começo por transcrever o texto completo do polémico discurso de D. Beatriz Pinheiro, que me foi cedido por gentileza do Dr. Martim Gouveia e Sousa, que muito agradeço. Humberto Liz

ALLOCUÇÃO proferida pela ex.ma sr.ª D. Beatriz Pinheiro, como presidente de Commissão Executiva da União Liberal de senhoras vizienses, na sessão commemorativa da inauguração da Escola Liberal João de Deus em 10 de novembro de 1901 Meus senhores e minhas senhoras: Numa hora de protesto, alguns cavalheiros que a cidade de Vizeu considera como dos que mais a honram, lembraram-se de solicitar a collaboração da mulher para a grande obra de resurgimento social que se tornava urgente e que as circumstancias do momento affirmavam opportuna. Um grupo de Senhoras, em cujo coração mais fundo eccoara o nobillissimo appello, naturalmente satisfeitas de que á sua actividade tão cerceada viessem essas instancias rasgar caminho largo, onde a força da sua fé se evidenciasse em fructos de bem, que a consciencia lhes fazia prever como certos, num momento esse grupo de senhoras se deu as mãos, e, d’uma hora para a outra congregou todos os esforços para os ajudar a erguer, contra a onda de fanatismo e de ignorancia que nos vem de ha muito assoberbando, alguma coisa que bem claro significasse o seu acendrado amor á causa do progresso e da liberdade. Assim foi que eu me encontrei associada a ellas, e d’alma e coração como ellas, á nossa obra consa-

grei todas quantas horas os encargos de familia me deixavam livres. Hoje que a pri meira pedra do edificio está lançada, é em meu nome e no d’ellas, e a seu pedido, que tomo a palavra para vos agradecer, por ellas e por mim, a subida honra da vossa comparencia a esta sessão commemorativa da inauguração da Escola Liberal João de Deus - que é a obra a que nós vimos de ha mezes consagrando os nossos mais desvelados esforços e a que vós, de ha mezes tambem, vindes rendendo as vossas mais provadas sympathias. A alguns de vós que menos me conheçam bem receio eu que lhes possa parecer terem-me trazido a este logar motivos de singularidade ou propositos de emancipação: aquelles não os tenho; estes ... seriam demais aqui. Trouxeram-me aqui simplesmente exigencias de situação e circumstancias de momento que todos, se o quizerem, devidamente sabem avaliar. E aos que (se os ha) consigo mesmo recordassem o preceito do Apostolo que recommenda ás mulheres o silencio, poderia eu responder-lhes que onde S. Paulo manda que as mulheres estejam caladas é nas egrejas: e nas egrejas tambem eu entendo que as mulheres, assim como os homens, não devem fallar. Nas egrejas tambem eu serei a primeira a calar-me, como o Apostolo preceitua. E, de mais, se um bispo excommun-

Publicidade

gou Hypathia, um papa canonisou Santa Catharina. Ambas pregoeiras da civilisação; ambas victimas do fanatismo dos maus; ambas martyres da sua fé: mas em summa, ambas mulheres que se não limitavam a governar a sua casa e a fiar lã; ambas estudando, ambas doutrinando, e ambas, apesar de assim serem, ou antes, por isso mesmo que assim foram, gloriosas atravez dos seculos. Aqui, porém, - n’esta casa e no dia d’hoje - bem certa estou de que a ninguem surprehenderá que eu, fazendo-me interprete dos sentimentos de todas nós, a todos vós renda os devidos agrandecimentos pela gentileza da vossa annuencia ao nosso convite, felicitando-me jubilosissima por ver n’esta sala reunido o que de melhor e mais illustrado possue a dentro do seu recinto esta terra que é a minha terra - a terra onde a luz do sol primeiro me sorriu aos olhos e ao espirito mais clara me sorriu a luz da instrucção. Mas, Senhores: se tenho que vos agradecer e muito, o terdes acceitado o nosso convite, mais ainda, muito mais, tenho que vos agradecer o haverdes concorrido para que vol-o fizessemos. Esta Escola, cuja inauguração aqui vos chamou, se é nossa, bem nossa, pelo muito que lhe queremos e pelo muito que para a crear trabalhamos, não é menos vossa, é pelo contrario muito vossa tambem, por-

que de vós, da vossa enthusiastica adhesão, da vossa omnimoda generosidade é que a nós nos vieram os recursos imprescindiveis para a sua creação. Certo que nos não faltou a fé nem um momento: mas tambem é de toda a justiça que se diga que de vós, nunca, nem por um momento, nos veio o minimo motivo para que ella nos desfallecesse: antes nos vossos conselhos e estimulos se nos acrisolou, e com os vossos donativos ella se nos tornou capaz de fructificar, de se evidenciar fé viva - como fé que em obras se manifesta. Tivesse-nos faltado o vosso appoio, que já o nosso proposito se teria malogrado tambem: e o primeiro passo dado para o realisarmos resultaria uma imprudencia que muitos teriam desculpado, é certo, mas que outros muitos teriam coberto de ridiculo tambem. Publicidade

Devemos-vos pois, a nossa justificação: este sobretudo o motivo do nosso particular, do nosso incondicional reconhecimento para com todos vós, Senhores e Senhoras, que para a Escola Liberal João de Deus contribuistes com generosidade tal que a nós proprias nos maravilhou, apesar de em vós termos confiado. Assim é que, contando nós para as despesas do 1.º anno com o producto de recitas e bazares que para logo projecta-mos, tudo isso para agora se tornou dispensavel, posto que d’esses e d’outros meios tenhamos que lançar mão para o futuro, afim de que a nossa Escola possa rodear-se de todos os elementos que a tornem, em todo o sentido, uma Escola modelo. Mas para o momento não se fez preciso estimular-vos a caridade pelo attractivo das festas; sois fundamentalmente generosos;

sois por natureza liberaes em todo o sentido. Folgo de poder aqui fazer, e com toda a justiça, esta para vós honrosissima declaração: á Escola Liberal João de Deus outras bençãos lhe poderão ter faltado; mas a vossa é que lhe não faltou: a vossa tevea ainda em embryão; temna hoje ainda no berço; e essa só lhe bastou; e essa só lhe basta. Abençoada por vós, protegida por vós, como filha da vossa generosidade, esta Escola ha-de forçosamente produzir soberbos fructos de educação e de morigeração no nosso povo, nas filhas do nosso bom povo a quem principalissimamente a destinamos, como a quem mais de Escolas precisa: de Escolas, digo, que se inspirem nas necessidades do nosso tempo e pelas aspirações do nosso tempo se regulem e se orientem. (continua)


Jornal do Centro

20

24 | Julho | 2009

férias Sernancelhe

?

GUIA

Como chegar

∑ Partindo de Viseu, a primeira fase do

percurso é seguir em direcção ao Sátão,

?

Onde comer

posteriormente siga segue em direcção a Aguiar da Beira, daí até à Ponte do Abade e finalmente Sernancelhe.

∑ Restaurante do “Hotel Rural” - integrado no Hotel Rural, instalado num convento datado do século XVII, de grande valor histórico e arquitectónico e rodeado de uma magnífica paisagem. A antiga capela do convento, que conserva alguns frescos e lápides, foi adaptada para receber o espaço de restauração e o resultado é soberbo. A gastronomia proposta é, claro está, baseada nos melhores sabores regionais. ∑ Restaurante “Transmontano” em Sernancelhe. ∑ Restaurante “4 estações”. ∑ Restaurante “Miradouro”.

?

Onde dormir

∑ A Casa da Comenda de

Malta - situada em pleno centro histórico da vila de Sernancelhe, está rodeada de antigos monumentos da região representando um

Publicidade

belo exemplo da arquitectura do século XVII. A sua história está associada ao desenvolvimento da Ordem Militar de Malta que teve na casa da Comenda o seu último albergue. Actualmente, adaptado às mo-

Manhã Ao entrar na vila de Sernancelhe, a Porta do Sol, aberta na cerca da muralha medieval, é a primeira magnífica imagem que se pode observar. Ao percorrer as artérias chega-se junto ao Cruzeiro de Templete do Senhor dos Aflitos (século XVII), transpõese a linha de um desaparecido muro do Castelo que conserva a nascente e norte a firmeza dos muros que foram alicerce para as torres reconstruídas no século XII, por D. Egas Gosende, o

homem que outorgou à Vila o 1º foral em 1124. O monumento mais significativo é a “alma mater” da Vila é a Igreja Matriz. Os solares e as casas senhoriais abundam por toda a Vila. A destacar a casa da Comenda de Malta. Continuando esta viagem real pelo tempo, visite a Nossa Senhora da Lapa, um dos cultos mais populares e tradicionais de Portugal, e é sem dúvida um dos mais antigos e famosos santuários de Portugal.

dernas exigências de um turismo de qualidade está preparado para oferecer uma agradável estadia. ∑ Hotel Rural Quinta

Nova de Nossa Senhora do Carmo - adaptado de uma mansão senhorial do século XVIII, no coração do Vale do Douro, o primeiro hotel do vinho em Portugal, dispõe de 11 confortáveis quartos, todos com

Tarde Situada na margem direita do rio Távora, a 10 quilómetros da vila de Sernancelhe, a Fonte Arcada é uma aldeia museu que conserva a imagem típica das povoações antigas, e que deve visitar ao descobrir Sernancelhe. Apro-

veite e conheça o Paço de D. Loba, exemplo de arquitectura civil gótica, o Solar dos Brigadeiros e o miradouro da Senhora da Saúde. Antes de conhecer a Casa das Artes na vila de Sernancelhe, passe pela barragem do Vilar.

ar condicionado, aquecimento, telefone directo, minibar, TV satélite e uma

Noite

vista panorâmica para a vinha e para o rio Douro. Entre os serviços oferecidos destacamos uma loja, bar e biblioteca sobre o tema do vinho, piscina exterior e um delicioso restaurante regional.

Durante a noite, em Sernancelhe, pode conhecer o bar “Purpurinas” e/ou o “Sindicato” bar. Para aqueles que não ficaram satisfeitos com os bares, e que de-

sejam “explorar” todas as potêncialidades nocturnas do concelho, a sugestão é deslocar-se à freguesia de Vila da Ponte e visitar a discoteca Via Láctea.


Jornal do Centro

21

24 | Julho | 2009

indo eu, indo eu Arraiais Viseu ∑ Festa

do Comércio Tradicional

Leituras de Verão actuação do grupo musical “Soma e Segue”.

∑ Lourosa

24 de Julho – Festa da Sardinha e Festa da Cerveja a realizar nos restaurantes e bares aderentes da zona histórica. ∑ Animação

em Alca-

fache

25 de Julho – 21h30 actuação da tuna do centro cultural recreativo e desportivo Moure de Carvalhal. ∑

Rio de Loba

24 de Julho - 22h00

Publicidade

conjunto musical “Catedráticos”. de Baixo

25 de Julho - 21h30 actuação do grupo musical “k 3 ou 4”. 26 de Julho - 21h30 animação com a banda “Século XXI”. 25 de Julho - 22h00 animação com a banda “TGV”. 26 de Julho - durante a tarde actuação da Infantuna Académica de Viseu, 22h00 actuação do grupo “IM”. 27 de Julho - 22h00

27 de Julho - 21h30 espectáculo com o grupo “RX”.

“O nome da Rosa”

Emanuel Nunes Jornalista televisivo

A história passa-se na Idade Média e o autor conta-nos como um monge de nome Guilherme de Baskerville, acompanhado do jovem Adso (que só depois de velho narra o que viu) quer descobrir uma morte estranha, numa abadia do norte da Itália, morte que é a primeira de uma série de sete, que Baskerville interrompe ao desmascarar o culpado. No centro da abadia, levanta-se uma enorme biblioteca, considerada a mais importante e completa de toda a cristandade. Durante a investigação, Guilherme de Baskerville encontra-se em concorrência com a Inquisição e com o seu incontornável representante Bernard Gui, o qual defende que os hereges são os homicidas que Guilherme procura, designadamente os seguidores de Dolcino, o criador de uma seita hostil ao papado. Consegue, através de horrendas torturas, arrancar confissões, favoráveis à sua tese, a vários monges. Mas não convence Baskerville. A conclusão a que este chega é bem diversa: conclui que as mortes não são obra de hereges e que os monges morrem, ao tentarem ler um livro misterioso, ciosamente guardado na biblioteca. A cena final do livro põe frente a frente Baskerville e o assassino, um cego que era um dos monges mais velhos da abadia. Desmascarado, o assassino faculta ao investigador o livro que já havia provocado sete mortes.


Jornal do Centro

22 PUBLICIDADE

24 | Julho | 2009

Colecção composta por 20 volumes, de 28 Maio a 8 Outubro, às quintas; PVP unit.: €5,50; PVP total: €110.

Wallquê?

Patrocinado por:

Wallpaper City Guides. Os guias de viagem onde só encontra o melhor que o mundo oferece em design e arquitectura. Para cada cidade, uma edição sucinta, surpreendente e rigorosa dos locais a visitar, hotéis onde dormir (incluindo o quarto onde ficar) e bares e restaurantes a não perder. Tudo longe, muito longe do lugar comum. Todas as quintas-feiras com o i, por apenas mais €5,50.

www.ionline.pt


CONFISSÕES

Jornal do Centro 24 | Julho | 2009

vida & tv

23 “”. “O que toca o coração das pessoas são as baladas”.

Mila Ferreira cantora, a propósito do lançamento do seu novo álbum, in revista “TV 7 Dias”

horóscopo carneiro 21/3 a 20/4

touro 21/4 a 21/5

gémeos 22/5 a 21/6

caranguejo 22/6 a 22/7

leão 23/7 a 23/8

virgem 24/8 a 23/9

Goza de boas influências no sector amoroso, podendo dizer-se que a sua vida sentimental está em alta. As suas características pessoais tendem a dar nas vistas e ser apreciadas. Pode permitirse gerir as suas actividades com fluidez, tendo hipóteses de chegar a acordos.

A evolução sentimental promete ser muito posibalança 24/9 a 23/10 tiva, sobretudo se souber adaptar-se às circuns-

O panorama sentimental não se apresenta uniforme ou particularmente promissor. Algumas das suas iniciativas podem ter efeito contrário ao desejado; pense bem no que diz e faz. Rodeie-se de cautelas especiais na programação das actividades profissionais.

escorpião 24/10 a 22/11

É notória alguma instabilidade e insegurança, até porque tende a colocar as fasquias muito altas. A harmonia é possível desde que se disponha a ser realista. Esta semana, seja acima de tudo prático e faça as alterações necessárias no sentido de uma maior funcionalidade.

sagitário 23/11 a 20/12

Bom período para mudar o rumo da sua vida sentimental, pondo termo a uma ligação já gasta; iniciará nova relação, se tem estado só. No amor, pode estar optimista, ainda que deva dar todos os passos clássicos de aproximação. O sector profissional é o mais favorecido.

capricórnio 21/12 a 20/1

Revela uma tendência acentuada para não se satisfazer com o que lhe dizem, necessita de grandes certezas. Avalie bem os sentimentos, pois pode afastar alguém de quem gosta com as suas atitudes. A evolução dos acontecimentos não é clara nem se apresenta positiva.

aquário 21/1 a 19/2

Em caso de conflito ou relações tensas, tente amenizar o ambiente, levando a vida com humor e evitando criar maiores atritos. A sua capacidade de relacionamento está excelente. Tem possibilidade de superar problemas importantes ou mesmo iniciar novas actividades.

peixes 20/2 a 20/3

tâncias; não procure o ideal constantemente. Pode enfrentar e ultrapassar com êxito dificuldades conjunturais. Propostas profissionais ou negociais nesta semana.

palavras cruzadas Marcos Cruz - Rede Expresso

De uma maneira geral, tudo corre bem no campo sentimental, podendo chegar a importantes definições e melhorias da sua posição pessoal nos relacionamentos. Contudo, atitudes egoístas ou possessivas da sua parte podem contrariar esta tendência positiva. Esta semana está muito hábil a lidar com situações difíceis e relações em conflito; por isso, pode preparar-se para entrar em nova fase, mais positiva. Avalie bem as opções de vida; os caminhos mais fáceis não serão os melhores. Não deve deixar os seus créditos por mãos alheias. Tende para estados sentimentais de apatia ou comodismo, nada aconselhável. Poderá superar crises sentimentais, se os problemas incidirem sobre opções ou valores e não sobre incompatibilidade física. Esta semana deve revelar disponibilidade para ouvir os outros. Esta semana tendem a surgir novos interesses sentimentais, não lhe cabendo a si a manifestação dos mesmos; neste campo, pode ter surpresas. Pondere bastante sobre os sentimentos. Pode lançar-se em mudanças, desde que bem equacionadas. Tem boas bases de trabalho. Prevê-se uma nova fase sentimental, independentemente da sua vontade. Necessita de muita coragem para enfrentar oposições ou circunstâncias materiais menos boas. Conduza a sua vida de forma mais independente, saindo da alçada de outros e correndo riscos.

sudoku

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11

7

2

4

2

8

6

6

6 1

5 1 6

cabo

Concurso nº 29/2009

Sexta-feira, dia 24

Hollywood 21:30 A Lagoa Azul 23:15 Miami Vice

euro

milhões

2 | 8 | 17 | 32 |50| 3 | 7

toto

8

4

2

7

HORIZONTAIS: 1 - Fundados por Baden-Powell. 2 - Planeta Vermelho. Naipe. 3 - Faz-se com duas bolas. A agulha do pinheiro. 4 - Península em forma de bota. 5 - Falta pouco para ser rico. Palavra tem três. 6 - Deusa egípcia. Capital timorense. 7 - Era a Tailândia. Reveste sofás. 8 - Romanos. Faz-se à realeza. 9 - Diálogo entre marido e mulher. Os muçulmanos invocam-no constantemente. 10 - Termo da dialéctica marxista. Princípio de contagem. 11 - Há só uma. Simboliza o Sporting. VERTICAIS: 1 - Acredita que a experiência é tudo. 2 - …como um pêro. Sofrem de tuberculose pulmonar. 3 - Vizinha da Sérvia. Víscera. 4 - O ideal é juntá-lo ao agradável. Não gosta nada de abrir os cordões à bolsa. 5 - Ninfa do mar. Cardeal. 6 - Onde se põe o Sol. 7 - Romanos. São ventos. 8 - Letra grega (pl.). Elevada. Precedia o rei. 9 - Capa sem mangas. Prefixo de vida. 10 - Tio americano. Circula no Tejo. 11 - A sua força vinha-lhe do cabelo. Dono e senhor.

8

7

3

1 2 1 X 2 1 X 2 X 1 2 1 2

toto

5 8 6

3

9

loto1

9 |22 | 39 | 43 |44| 45 | 8

7

joker

8 9

4.692.011

2

8

6

4

5

7

5

1 4

6

16:20 16:45 17:35 18:00 18:50 19:40

Fashion House Extreme Makeover: Reconstrução Total Ásia Sabor e Cultura Durante a Tua Ausência T.2 Ep.10 Miami Ink Esquadrão da Moda Sport Tv1 - Transmissões Directas

Sexta-Feira, Dia 24 09:00 Automobilismo Veloc. - F1 (G.P. Hungria) 12:00 Futebol - Particular (Fc Seoul X M. United) 14:00 Ténis - ATP World Tour 500 (Torneio De Hamburgo) 17:10 Futebol - Wembley Cup (Celtic X Al Ahly) 20:00 Futebol - Wembley Cup (Tottenham X Barcelona) 01:00 World Football Challenge (Chelsea Fc X Ac Milan)

Sábado, Dia 25 10:00 13:00 15:00 19:30 21:30

Automobilismo Veloc. - F1 (G.P. Hungria) Automobilismo Veloc. - F1 (G.P. Hungria) Automobilismo Veloc. - Gp2 Series (Gp Budapeste) Futebol - Peace Cup (Lyon X Besitkas) Futebol - Peace Cup (Málaga X Aston Villa)

Domingo, Dia 26 13:10 Futebol - Wembley Cup (Barcelona X Al Ahly) 19:30 Futebol - Peace Cup (Sevilha X Seongnam) 21:30 Futebol - Peace Cup (Real Madrid X Al-Ittihad)

Terça-Feira, Dia 28 19:30 Futebol - Peace Cup (Juventus X Seongnam) 21:30 Futebol - Peace Cup (Real Madrid X Liga De Quito)

Quarta-Feira, Dia 29 16:00 Tenis - ATP World Tour 250 (ATP Studena Croatia) 19:30 Futebol - Peace Cup (Aston Villa X Atlante) 21:30 Futebol - Peace Cup (Besiktas X Fc Porto) Sport Tv2 - Transmissões Directas

Sexta-Feira, Dia 24 13:00 14:50 16:00 19:30

Automobilismo Veloc. - F1 (G.P. Hungria) Automobilismo Veloc. - Gp2 Series (Gp Budapeste) Ténis - ATP World Tour 500 (Torneio De Hamburgo) Futebol - Peace Cup (Liga De Quito X Al-Ittihad)

13:00 Ténis - ATP World Tour 500 (Torneio De Hamburgo)

Domingo, Dia 26 09:30 Automobilismo Veloc. - Gp2 Series (Gp Budapeste) 10:20 Automobilismo Veloc. - Camp. FIA GT (24 Horas Spa) 13:00 Automobilismo Velocidade - F1 (G.P. Hungria) 16:00 Futebol - Wembley Cup (Tottenham X Celtic) 19:00 Ténis (Banka Koper Slovenian Open, Portoroz - Final) 22:00 World Football Challenge (Ac Milan X Inter Milan) 00:00 World F. Challenge (Chelsea Fc X Club América)

Terça-Feira, Dia 28

8

6 7

2

Domingo, dia 26

16:00 Ténis - ATP World Tour 250 (Atp Studena Croatia)

6 4

8

Extreme Makeover: Reconstrução Total Os Novos Detectives Arquivos do FBI Miami Ink Extreme Makeover: Reconstrução Total

Segunda-Feira, Dia 27

1 2

20:30 21:20 22:10 23:00 23:50

Sábado, Dia 25

1 2

O Mundo Perdido Fuga Para a Vitória Harry Potter e a Pedra Filosofal O Último Samurai

19:20 Futebol - Peace Cup (Málaga X Atlante) 21:30 Futebol - Peace Cup (Lyon X Fc Porto)

5

7

Domingo, dia 26

Sábado, dia 25

8 3

Regresso ao Futuro III Miami Vice Boneca de Luxo Jumanji Outra Questão de Nervos O Homem Demolidor Shining

Segunda-Feira, Dia 27

3 9

13:00 15:00 17:30 19:30 21:30 23:05 01:00

People + Arts

bola 1. São Paulo - Santos 2. Fluminense - Goiás 3. Palmeiras - Santo André 4. Vitória - Atlético MG 5. Cruzeiro - Corinthians 6. Grémio - Internacional 7. Atlético PR - Coritiba 8. Guarani - Paraná 9. Bragantino - Ponte Preta 10. Atletico GO - Fortaleza 11. Campinense - Bahia 12. São Caetano - Duque de Caxias 13. América - Juventude

Sábado, dia 25

15:00 17:15 19:15 22:00

3

7 9

sorte

Super 14. São Paulo - Santos M : 1

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11

F in revista “”

3

Só há uma regra: completar a grelha, de modo a que cada linha, cada coluna e cada bloco de 3x3 incluam os números de 1 a 9, sem repetições!

toto

loto2

9 |22 |30 | 32 | 35| 46|45 Estes resultados não dispensam a consulta da lista oficial do Departamento de Jogos da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa

16:00 Ténis - ATP World Tour 250 (Atp Studena Croatia) 19:10 Atletismo (Iaaf Super Grand Prix, Monaco)

Quarta-Feira, Dia 29 17:30 Futebol - Particular (Man. United X Boca Juniors) 19:40 Futebol - Particular (Bayern Munique X Ac Milan) Sport Tv3 - Transmissões Directas

Sexta-Feira, Dia 24 12:40 Motociclismo Velocidade (Moto GP. Grã-Bretanha)

Sábado, Dia 25 09:00 Motociclismo Velocidade (Moto GP. Grã-Bretanha) 13:00 Motociclismo Velocidade (Moto GP. Grã-Bretanha) 16:00 Voleibol De Praia (França - 1ª Meia-Final Masculina) 18:00 Automobilismo Veloc. - Camp. FIA GT (24 Horas Spa)

Domingo, Dia 26 12:30 Motociclismo Velocidade (Moto GP. Grã-Bretanha) 19:00 Automobilismo Velocidade - Náscar

VERTICAIS: 1 - empirismo. 2 - sã; tísicas. 3 - Croácia; rim. 4 - útil; sovina. 5 - Tétis; este. 6 - ocidente. 7 - IC; alísios. 8 - rós: alta; el. 9 - opa; bio. 10 - Sam; falua. 11 - Sansão; amo. HORIZONTAIS: 1 - escuteiros. 2 - Marte; copas. 3 - oito; sama. 4 - Itálica. 5 - ric; sílabas. 6 - Ísis: Díli. 7 - Sião; estofo. 8 - MC; vénia. 9 - oaristo; Alá. 10 - síntese; um. 11 - mãe; leão. Soluções


24

guia de restaurantes Mais em www.jornaldocentro.pt

Jornal do Centro 24 | Julho | 2009 A página semanal “Guia de Restaurantes” é uma montra útil da variedade dos restaurantes da região, convidando os leitores a descobrirem sabores e iguarias em ambientes variados. Para a inclusão de novos restaurantes neste guia, pode contactar através do número de telefone 232 437 461.

TONDELA

VISEU

RESTAURANTE BAR O PASSADIÇO

RESTAURANTE O MARTELO Especialidades Cabrito na Grelha, Bacalhau, Bife e Costeleta de Vitela. Folga Não tem. Morada Rua da Liberdade, nº 35, Falorca, 3500-534 Silgueiros. Telefone 232 958 884. Observações Vinhos Curral da Burra.

Especialidades Cozinha Tradicional e Regional Portuguesa. Folga Domingo depois do almoço e Segunda-feira. Morada Largo Dr. Cândido de Figueiredo, nº 1, Lobão da Beira, 3460-201 Tondela. Telefone 232 823 089. Fax 232 823 090 Observações Noite de Fados todas as primeiras Sextas de cada mês.

RESTAURANTE BEIRÃO Especialidades Bife à Padeiro, Posta de Vitela à Beirão, Bacalhau à Casa, Bacalhau à Beirão, Açorda de Marisco. Folga Segundafeira (excepto Verão). Preço médio refeição 12,50 euros. Morada Alto do Caçador, EN 16, 3500 Viseu. Telefone 232 478 481 Observações Aberto desde 1970.

RESTAURANTE PONTO DE ENCONTRO Especialidades Grelhada Mista do Oceanos, Grelhada à Ponto de Encontro, Bacalhau c/ Natas, Bife à Ponto de Encontro. Folga Sábado. Morada Avenida do Salgueiral, nº 3, Fojo, Molelos, 3460211 Tondela. Telefone 232 812 867. Observações Casamentos, Baptizados e outros eventos; Refeições económicas (Almoço – 2ª a 6ª feira) – 5 e 6 euros

RESTAURANTE TIA IVA Especialidades Bacalhau à Tia Iva, Bacalhau à Dom Afonso, Polvo à Lagareiro, Picanha. Folga Domingo. Preço médio refeição 13 euros. Morada Rua Silva Gaio, nº 16, 3500-203 Viseu Telefone 232 428 761. Observações Refeições económicas ao almoço (2ª a 6ª feira) – 6 euros.

RESTAURANTE SANTA MARIA

RESTAURANTE O PERDIGUEIRO

Especialidades Cozido à Portuguesa, Picanha, Borrego Estufado, Bacalhau Santa Maria. Folga Quarta-Feira. Preço médio por refeição Desde 6,50 euros. Morada Avenida da Igreja, nº 989, Canas de Santa Maria, 3460-012 Tondela. Telefone 232 842 135. Observações Refeições económicas c/ tudo incluído – 6,50 euros; Refeições p/ fora – 5,50 euros.

Especialidades Peixes Grelhados e ao Sal, Filetes de Polvo c/ Migas, Cabrito Assado à Padeiro. Folga Sábado. Morada Quinta do Galo, Lote B R/C Direito, 3500 Viseu. Telefone 232 461 805.Observações Aceita Multibanco.

RESTAURANTE PICANHA REAL Especialidades Rodízio de Picanha. Folga Domingo. Morada Bairro S. João da Carreira, Lote 1 R/C, Travassós de Cima, 3500-187 Viseu Telefone 232 186 386/7 - 917 038 215. Observações Refeições económicas ao almoço (2ª a 6ª feira).

RESTAURANTE O VISO Especialidades Cozinha Caseira, Peixes Frescos, Grelhados no Carvão. Folga Sábado. Morada Alto do Viso, Lote 1 R/C Posterior, 3500-004 Viseu. Telefone 232 424 687. Observações Aceitamse reservas para grupos.

RESTAURANTE MILHO REI Especialidades Cabrito Grelhado, Naco da Casa, Mimos à Milho Rei, Arroz de Polvo,Filetes de Polvo com migas e arroz de tomate. Folga Domingo ao jantar e segunda-feira todo o dia. Morada Quinta das Lameiras,EstradadaRamalhosa,Gumirães - 3500-022 Viseu Telefone 232 448 487 – 926 711 211. Observações Sala com lareira. Jantares de grupo e especialidade snack-bar francesinha.

RESTAURANTE MAJOAL Especialidades Arroz de Pato, Bacalhau c/ Natas, Grelhados, Frango de Churrasco. Folga Segunda-feira. Morada Avenida Capitão Silva Pereira, 3500-208 Viseu. Telefone: 232 431 891 - 964 043 709.

RESTAURANTE O PINHEIRÃO Especialidades Rodízio à Brasileira, Carnes e Peixes Grelhados. Folga Terça-feira. Preço médio refeição 15 euros. Morada Rua Derribanças, nº 2, Vila Chã de Sá, 3510-928 Viseu. Telefone 232 183 870 – 919 403 304. Observações Executam-se serviços de Casamentos, Baptizados, Grupos.

CORTIÇO Especialidades Bacalhau Podre, Polvo Frito Tenrinho como Manteiga, Arroz de Carqueja, Cabrito Assado à Pastor, Rojões c/ Morcela como fazem nas Aldeias, Feijocas à maneira da criada do Sr. Abade. Folga Não tem. Preço médio por refeição 15 euros. Morada Rua Augusto Hilário, nº 45, 3500-089 Viseu. Telefone 232 423 853 – 919 883 877. Observações Aceitam-se reservas; Take-way.

RESTAURANTE O CAMBALRO Especialidades Camarão, Francesinhas, Feijoada de Marisco. Folga Não tem. Morada Estrada da Ramalhosa, nº 14, Rio de Loba, 3500-825 Viseu. Telefone 232 448 173. Observações Prato do dia - 5 euros.

RESTAURANTE O LARGO DA PREBENDA Especialidades Pratos Tradicionais. Folga Segunda-feira. Morada Largo da Prebenda, 37/45, 3500-172 Viseu. Telefone 232 435 366 - 964 233 844. Observações Aos domingos pratos tradicionais (Bacalhau Podre, Cabritinho Assado no Forno, etc...).

DELJONATA RESTAURANTE Especialidades Terra Mar, Sinfonia Quente ou Fria, Mariscos, Sapateira, Lagosta, Grelhados, Combinado do Mar. Folga Terça-feira. Morada Edifício D. João I, Lote 364 R/C, Loja 7, Letra E, 3510-076 Viseu Telefone 232 411 500. Observações Comida para fora.

PIZZERIA VENEZA Especialidades Pizzas, Lasanha, Hambúrgueres, Francesinhas, Esparguete à Bolonhesa, Carnes e Peixes variados. Folga Não tem. Morada EN 2, nº 205, Abraveses, 3510-197 Viseu. Telefone 232 459 943 – 938 741 189. Observações Comida para fora, Fácil estacionamento.

TORRE DI PIZZA Especialidades Pizzas, Massas, Carnes. Folga Segunda-feira. Morada Avenida Cidade de Aveiro, Lote 16, 3510720 Viseu. Telefone 232 429 181 – 965 446 688. Observações Menu económico ao almoço – 4,90 euros.

SÃO PEDRO DO SUL RESTAURANTE CLUBE CAÇADORES Especialidades Polvo à Lagareiro, Bacalhau à Lagareiro, Cabrito Churrasco, Javali na Brasa c/ Arroz de Feijão, Arroz de Perdiz c/ Míscaros, Tarte de Perdiz, Bifes de Veado na Brasa. Folga Quarta-feira. Preço médio por refeição 15 euros. Morada Muna, Lordosa, 3515-775 Viseu. Telefone 232 450 401. Observações Reservas para grupos e outros eventos.

SOLAR DO VERDE GAIO Especialidades Rodízio à Brasileira, Mariscos, Peixe Fresco. Folga Terça-feira. Morada Mundão, 3500-564 Viseu. www. solardoverdegaio.pt Telefone 232 440 145 Fax 232 451 402. E-mail geral@solardoverdegaio.pt Observações Salão de Dança – Clube do Solar – Sextas, Sábados até às 03.00 horas. Aceita Multibanco.

RESTAURANTE QUINTA DE CATAVEJO Especialidades Feijoada à Trasmontana (terça-feira), Mão de Vaca à Casa (quarta-feira). Folga Domingo. Morada Quinta do Catavejo, Lote 1 R/C, Mundão, 3505-572 Viseu. Telefone 917 640 194. Observações Refeições económicas ao almoço (2ª feira a Sábado) – 5 euros. Aceitam-se reservas para eventos (Casamentos, Baptizados...).

RESTAURANTE SANTA LUZIA Especialidades Filetes Polvo c/ Migas, Filetes de Espada com Arroz de Espigos, Cabrito à Padeiro, Arroz de Galo de Cabidela, Perdiz c/ Castanhas. Folga Segundafeira. Morada EN 2, Campo, 3510-515 Viseu. Telefone 232 459 325. Observações Quinzena da Lampreia e do Sável, de 17 de Fevereiro a 5 de Março. “Abertos há mais de 30 Anos”.

O SOEIRINHO Especialidades Bacalhau c/ Marisco, Picanha c/ Alecrim, Lulas à Baiana, Enguias, Cozido à Portuguesa. Folga Sábado. Preço médio refeição 10 euros. Morada Estrada Principal de Vilela, Lote 3, S. João de Lourosa. Telefone 232 429 054. Observações Sábados reservados a grupos pré-marcados. www.osoeirinho.com

RESTAURANTE A BUDÊGA Especialidades Picanha à Posta, Cabrito na Brasa, Polvo à Lagareiro. Acompanhamentos: Batata na Brasa, Arroz de Feijão, Batata a Murro. Folga Domingo. Preço médio por refeição 12,50 euros. Morada Rua Direita, nº 3, Santiago, 3500-057 Viseu. Telefone 232 449 600. Observações Vinhos da Região e outros; Aberto até às 02.00 horas.

PIAZZA DI ROMA Especialidades Cozinha Italiana (Pizzas, Massas, Carnes e Vinhos). Folga Domingo e segunda-feira ao almoço. Morada Rua da Prebenda, nº 37, 3500-173 Viseu Telefone 232 488 005. Observações Menu económico ao almoço.

COMPANHIA DA CERVEJA Especialidades Bifes c/ Molhos Variados, Francesinhas, Saladas Variadas, Petiscos. Folga Terça-feira. Preço médio refeição 8,50 euros. Morada Quinta da Ramalhosa, Rio de Loba (Junto à SubEstação Eléctrica do Viso Norte), 3505570 Viseu Telefone 232 184 637 - 962 723 772. Observações Cervejaria c/ amplo espaço (120 lugares), fácil estacionamento, acesso gratuito à internet.

RESTAURANTE D. INÊS Especialidades Pratos económicos de Carne e Peixe. Folga Domingo. Preço médio refeição 5 euros. Morada Rua Serpa Pinto, nº 54, 3500 Viseu Telefone 232 428 837 – 232 184 900.

QUINTA DO GALO CERVEJARIAS

QUINTA DA MAGARENHA

Especialidades Grelhados de Peixe e Carne. Folga Domingo. Morada Quinta do Galo, Lt3 | Bairro Stª Eugénia, Lt21, Viseu. Telefone 232 461 790 Observações Aberto até às 2h00.

Especialidades Lombinho Pescada c/ Molho de Marisco, Cabrito à Padeiro, Nacos no Churrasco. Folga Domingo ao jantar e Segunda-feira. Preço médio por refeição 15 euros. Morada Nó 20 A25, Fragosela, 3505-577 Viseu. Telefone 232 479 106 – 232 471 109. Fax 232 479 422. Observações Parque; Serviço de Casamentos.

TELHEIRO DO MILÉNIO QUINTA FONTINHA DA PEDRA Especialidades Grelhados c/ Churrasqueira na Sala, (Ao Domingo) Cabrito e Aba Assada em Forno de Lenha. Folga Sábados (excepto para casamentos, baptizados e outros eventos) e Domingos à noite. Morada Rua Principal, nº 49, Moure de Madalena, 3515-016 Viseu. Telefone 232 452 955 – 965 148 341.

A PÚCARA – RESTAURANTE Especialidades Lombinhos de Tamboril c/ Presunto, Bacalhau Gratinado c/ queijo na Púcara, Lombinhos de Porco Preto c/ Cogumelos Silvestres. Folga Domingo ao jantar e Segunda-feira. Preço médio por refeição 15 euros. Morada Quinta do Catavejo, Lote 44, Mundão, 3505-582 Viseu. Telefone 232 429 174. Observações Ementas executiva ao almoço p/ 12,50€ / pessoa. Ementas especiais p/ grupos.

O CANTINHO DO TITO

RESTAURANTE IBÉRICO Especialidades Grelhados, Francesinhas, Bacalhau à Ibérico, Grelhada Mista, Vários Petiscos. Folga Não tem. Morada Quinta de Dentro, Lote 79, R/C Dto., 3505-496 Rio de Loba, Viseu. Telefone 232 449 743 – 919 908 984. Observações Refeições económicas; Comida para fora.

RODÍZIO REAL Especialidades Rodízio à Brasileira. Folga Não tem. Preço médio por refeição 19 euros. Morada Repeses, 3500693 Viseu. Telefone 232 422 232. Observações Casamentos, Baptizados, Banquetes; Restaurante Certificado.

RESTAURANTE A COCHEIRA

Especialidades Cozinha Tradicional, Petiscos. Folga Domingo. Morada Rua Mário Pais da Costa, nº 10, Lote 10 R/C Dto., Abraveses, 3515-174 Viseu. Telefone 232 187 231 – 962 850 771.

Especialidades Bacalhau Roto, Medalões c/ Arroz de Carqueija. Folga Domingo à noite. Morada Rua do Gonçalinho, 84, 3500-001 Viseu. Telefone 232 437 571. Observações Refeições económicas ao almoço durante a semana.

RESTAURANTE BELOS COMERES (ROYAL)

RESTAURANTE SOLAR DE PASCOAL

Especialidades Restaurantes Marisqueiras. Folga Não tem. Morada Cabanões; Rua da Paz, nº 1, 3500 Viseu; Santiago. Telefone 232 460 712 – 232 468 448 – 967 223 234. Observações Casamentos, baptizados, convívios, grupos.

Especialidades Rodízio à Brasileira, Espetada de Picanha, Polvo à Lagareiro, Bacalhau à Lagareiro. Folga QuartaFeira. Preço médio por refeição 15 euros. Morada Estrada Nacional 16, Recta de Pascoal, 3515-828 Viseu. Telefone 232 459 511 – 969 651 322. Observações Salão para banquetes; Almoço comercial (2ª a sábado) – 7,50 euros.

EÇA DE QUEIRÓS Especialidades Francesinhas, Bifes, Pitas, Petiscos. Folga Não tem. Preço médio refeição 5,00 euros. Morada Rua Eça de Queirós, 10 Lt 12 - Viseu (Junto à Loja do Cidadão). Telefone 232 185 851. Observações Take-away.

GREENS RESTAURANTE Especialidades Toda a variedade de prato. Folga Não tem. Preço médio refeição Desde 2,50 euros. Morada Fórum Viseu, 3500 Viseu. Observações www.greensrestaurante.com

MAIONESE Especialidades Hamburguers, Saladas, Francesinhas, Tostas, Sandes Variadas. Folga Não tem. Preço médio refeição 4,50 euros. Morada Rua de Santo António, 59-B, 3500-693 Viseu (Junto à Estrada Nacional 2). Telefone 232 185 959.

RESTAURANTE ROSSIO PARQUE Especialidades Medalhão de Vitela p/ duas pessoas 800g Pura Alcatra, Bacalhau à Casa, Massa c/ Bacalhau c/ Ovos Escalfados, Corvina Grelhada; Acompanhamentos: Migas, Feijão Verde, Batata a Murro. Folga Sábado à Noite e Domingo. Morada Rua Soar de Cima, nº 55 (Junto ao Jardim das Mães – Rossio), 3500-211 Viseu. Telefone 232 422 085. Observações Refeições económicas (2ª a 6ª feira) – sopa, bebida, prato e sobremesa ou café – 6 euros.

RESTAURANTE PORTAS DO SOL Especialidades Arroz de Pato com Pinhões, Catalana de Peixe e Carne, Carnes de Porco Preto, Carnes Grelhadas com Migas. Folga Domingo à noite e Segunda-feira. Morada Urbanização Vilabeira - Repeses - Viseu. Telefone 232 431 792. Observações Refeições para grupos com marcação prévia.

MANGUALDE

RESTAURANTE MODERNO Especialidades Cabrito Assado à Serrana, Rojões à Mangualde. Folga Sábado e Domingo à noite. Preço médio refeição 15 euros. Morada Largo Dr. Couto, nº 85, 3530 Mangualde. Telefone 232 622 941 – 963 460 290. Observações Mais de uma dúzia de Quintas na Região onde se podem fazer festas.

OS GALITOS Especialidades Bacalhau à Galitos, Feijoada de Marisco, Picanha à Brasileira, Arroz de Tamboril c/ Gambas. Folga Não tem. Morada Rua 25 de Abril, nº 91 (Junto às Escolas Primárias), 3530-140 Mangualde. Telefone 232 612 950. Observações Serviços de Casamentos, Baptizados, Aniversários, Grupos.

FORNO DA MIMI

PENALVA DO CASTELO

Especialidades Assados em Forno de Lenha, Grelhados e Recheados (Cabrito, Leitão, Bacalhau). Folga Não tem. Preço médio por refeição 14 euros. Morada Estrada Nacional 2, Vermum Campo, 3510-512 Viseu. Telefone 232 452 555. Observações Casamentos, Baptizados, Banquetes; Restaurante Certificado.

Especialidades Feijão de Espeto, Cabidela de Galinha, Arroz de Míscaros, Costelas em Vinha de Alhos. Folga Não tem. Preço médio por refeição 10 euros. Morada Sangemil, Penalva do Castelo. Observações Sopa da Pedra ao fim-de-semana.

O TELHEIRO

RESTAURANTE QUINTA DO MARQUÊS Especialidades Bacalhau c/ Natas, Rojões à Beirão, Vitela à Lafões, Tiramisú. Folga Domingo (Dezembro a Junho). Preço médio por refeição 10 euros. Morada Galerias Quinta do Marquês, 2º Piso, Fracção Z (junto ao Pav. Desportivo Municipal e Piscinas), 3660 S. Pedro do Sul. Telefone 232 723 815. Observações Refeições económicas (2ª a 6ª feira).

SANTA COMBA DÃO RESTAURANTE TÍPICO O PEDRO Especialidades Mariscos, Grelhados e Pratos Regionais. Paelha, Camarão À Pedro, Arroz de Marisco, Bacalhau Zé Pipo, Carne Porco Alentejana, Naco, Cabrito, Cabidela de Galo. Folga Não tem. Morada Rua Principal, nº 11 A, 3440-465 São João de Areias. Telefone 232 891 577 – 964 262 750. Observações Casamentos, Baptizados, Grupos; Espaço Verde.

OLIVEIRA DE FRADES OS LAFONENSES – CHURRASQUEIRA Especialidades Vitela à Lafões, Bacalhau à Lagareiro, Bacalhau à Casa, Bife de Vaca à Casa. Folga Sábado (excepto Verão). Preço médio por refeição 10 euros. Morada Rua D. Maria II, nº 2, 3680-132 Oliveira de Frades. Telefone 232 762 259 – 965 118 803. Observações Leitão por encomenda.

NELAS RESTAURANTE QUINTA DO CASTELO Especialidades Bacalhau c/ Broa, Bacalhau à Lagareiro, Cabrito à Padeiro, Entrecosto Vinha de Alhos c/ Arroz de Feijão. Folga Sábado (excepto p/ grupos c/ reserva prévia). Preço médio refeição 15 euros. Morada Quinta do Castelo, Zona Industrial de Nelas, 3520095 Nelas. Telefone 232 944 642 – 963 055 906. Observações Prova de Vinhos “Quinta do Castelo”.

VOUZELA RESTAURANTE O REGALINHO Especialidades Grelhada Mista, Naco de Vitela na Brasa c/ Arroz de Feijão, Vitela e Cabrito no Forno, Migas de Bacalhau, Polvo e Bacalhau à Lagareiro. Folga Domingo. Preço médio refeição 10 euros. Morada Rua Teles Loureiro, nº 18 Vouzela. Telefone 232 771 220. Observações Sugestões do dia 7 euros.

TABERNA DO LAVRADOR Especialidades Vitela à Lafões Feita no Forno de Lenha, Entrecosto com Migas, Cabrito Acompanhado c/ Arroz de Cabriteiro, Polvo Grelhado c/ batata a Murro. Folga 2ª Feira ao jantar e 3ª todo o dia. Preço médio refeição 12 euros. Morada Lugar da Igreja - Cambra Vouzela. Telefone 232 778 111 - 917 463 656. Observações Jantares de Grupo.

RESTAURANTE EIRA DA BICA Especialidades Vitela e Cabrito Assado no Forno e Grelhado. Folga 2ª Feira. Preço médio refeição 15 euros. Morada Casa da Bica - Touça - Paços de Vilharigues - Vouzela. Telefone 232 771 343. Observações Casamentos e Baptizado. www.eiradabica.com


Jornal do Centro

25

24 | Julho | 2009

D Doentes acompanhados nas Urgências

saúde

Todos os doentes que dêem entrada numa urgência do Serviço Nacional de Saúde passam a ter direito a um acompanhante. Segundo a lei n.º 33/2009, publicada em Diário da República, no dia 15, o doente deve ser informado desse direito no momento da admissão.

RASTREIOS EM CASA NO DISTRITO DE VISEU

UTENTES ASSINAM PETIÇÃO A FAVOR DE EXTENSÃO DE SILGUEIROS A extensão de Saúde de Silgueiros vai continuar aberta. A garantia foi dada pelo director executivo do Agrupamento de Centros de Saúde de Viseu, José Carlos Almeida. A garantia de que a extensão não vai fechar surge numa altura em que os utentes daquele serviço de saúde fizeram circular uma petição através da qual exigem o reforço do número de médicos, sobretudo durante o período de férias. De acordo com os utentes, os problemas na infra-estrutura aumentam nos meses de Julho e Agosto, com o regresso dos emigrantes. Os utentes mostraram-se ainda desgostos como facto da enfermeira do posto não ter sido substituída durante as suas férias. A petição conta com 764 assinaturas e vai ser entregue ao Centro de Saúde I. AFR

Nuno Ferreira

Cerca de 774 habitantes do distrito de Viseu vão receber rastreios à fibrilhação auricular, um dos mais importantes factores de risco para os acidentes vasculares cerebrais (AVC). A iniciativa, denominada Projecto FAMA, é da responsabilidade do Instituto Português do Ritmo Cardíaco (IPRC) e da Associação Portuguesa de Arritmologia, Pacing e Electrofisiologia (APAPE). O projecto FAMA irá visitar até Setembro o concelho de Oliveira de Frades, Viseu, Castro Daire e Mortágua. Trata-se de uma iniciativa inédita em Portugal, visto serem os Técnicos de Saúde a deslocarem-se às habitações da população, escolhidas de forma aleatória. A avaliação será composta por um electrocardiograma com leitura de ritmo através de software automatizado e por um inquérito destinado a recolher dados demográficos, sócioeconómicos, clínicos e terapêuticos. O rastreio será feito a um total de 10 mil portugueses e os primeiros resultados serão anunciados no final do mês de Novembro. SS

FARMÁCIAS

A Investimento de cerca de um milhão de euros foi anúnciado o ano passado na visita da ministra

Hospital de Tondela encerra algumas valências Projecto ∑ Encerramento temporário surge devido a obras de ampliação A medicina interna, a actividade cirúrgica e a unidade de internamentos do Hospital Cândido Figueiredo de Tondela vão encerrar por algum tempo devido às obras de remodelação que estão previstas iniciar em Setembro. Segundo o presidente do conselho de administração, Cílio Correio, o número de cirurgias e de doentes internados vai ser diminuído até à segunda quinzena de Agosto, para que se efectue a recolha do material hospitalar que se encontra na zona onde irão decorrer as obras. A administração considera que ao libertar espaço, encerrando alguns espaços, possa ganhar diminuin-

do o tempo das obras. A grande novidade, que advém da remodelação, é a construção de uma valência de cuidados paliativos que pretende acol her doentes terminais. O projecto prevê também a requalificação de um bloco central de três pisos e a construção de um novo bloco de dois pisos. O Hospital não vai encerrar todas as portas ma ntendo -se em funcionamento o serviço de urgência, a patologia clínica e as consultas externas. O presidente da administração refere que vai ser feito “um reforço do pessoal de enfermagem” nas secções que vão continuar aber-

tas e que “os horários das consultas externas vão ser ajustados para que funcionem correctamente” mesmo com a diminuição dos espaços que se vai verificar. A intervenção pretende “dar mais conforto aos doentes melhorando as actividades que hoje o Hospital desenvolve”. O anúncio foi feito no dia 21 de Julho do ano passado, após a visita da ministra da saúde Ana Jorge, e previa-se que o projecto estivesse concluído este ano, contudo decorreram alguns atrasos burocráticos que atrasaram a intervenção. Sara Pereira

Dia 24/ Julho – 6ª Feira Canas de Senhorim Farmácia Pelourinho 232 671 210; Carregal do Sal Farmácia Moderna 232 968 101; Castro Daire Farmácia da Misericórdia 232 382 235; Lamego Farmácia Santos Monteiro 254 609 900; Mangualde Farmácia Albuquerque 232 611 952; Moimenta da Beira Farmácia Ferreira 254 584 143; Mortágua Farmácia Gonçalves 231 922 223; Nelas Farmácia A. Pais 231 944 214; Oliveira de Frades Farmácia Oliveirense 231 761 128; Penalva do Castelo Farmácia Silveira 232 641 362; Resende Farmácia da Avenida 254 877 253; Santa Comba Dão Farmácia Monteiro 232 891 238; São Pedro do Sul Farmácia Dias 232 711 213; Sátão Farmácia Carvalho 232 985 295; Tondela Farmácia Molelos 232 813 957; Viseu Farmácia Costa 232 414 075, Vildemoinhos Dia 25/Julho – Sábado Canas de Senhorim Farmácia Monteiro 232 671 220; Carregal do Sal Farmácia Moderna 232 968 101; Castro Daire Farmácia da Misericórdia 232 382 235; Lamego Farmácia Senhora dos Remédios 254 612 968; Mangualde Farmácia Albuquerque 232 611 952; Moimenta da Beira Farmácia Ferreira 254 584 143; Mortágua Farmácia Gonçalves 231 922 223; Nelas Farmácia Faure 231 944 241; Oliveira de Frades Farmácia Oliveirense 231 761 128; Penalva do Castelo Farmácia Silveira 232 641 362; Resende Farmácia da Avenida 254 877 253; Santa Comba Dão Farmácia Monteiro 232 891 238; São Pedro do Sul Farmácia Dias 232 711 213; Sátão Farmácia Andrade 232 982 028; Tondela Farmácia Molelos 232 813 957; Viseu Farmácia da Misericórdia 232 430 310, Av. 10 de Junho, 1 Dia 26/Julho – Domingo Canas de Senhorim Farmácia Monteiro 232 671 220; Carregal do Sal Farmácia Moderna 232 968 101; Castro Daire Farmácia da Misericórdia 232 382 235; Lamego Farmácia Parente 254 612 764; Mangualde Farmácia Albuquerque 232 611 952; Moimenta da Beira Farmácia Ferreira 254 584 143; Mortágua Farmácia Gonçalves 231 922 223; Nelas Farmácia Faure 231 944 241; Oliveira de Frades Farmácia Oliveirense 231 761 128; Penalva do Castelo Farmácia Silveira 232 641 362; Resende Farmácia da Avenida 254 877 253; Santa Comba Dão Farmácia Monteiro 232 891 238; São Pedro do Sul Farmácia Dias 232 711 213; Sátão Farmácia Andrade 232 982 028; Tondela Farmácia Molelos 232 813 957; Viseu Farmácia Viso 232 471 678, Viso Sul Dia 27/Julho – 2ª Feira Canas de Senhorim Farmácia Monteiro 232 671 220; Carregal do Sal Farmácia Rodrigues 232 968 203; Castro Daire Farmácia Moderna 232 382 112; Lamego Farmácia Cardoso 254 646 261; Mangualde Farmácia Feliz 232 622 238; Moimenta da Beira Farmácia Moderna 254 582 154; Mortágua Farmácia Abreu 231 922 185; Nelas Farmácia Faure 231 944 241; Oliveira de Frades Farmácia Pessoa 231 781 118; Penalva do Castelo Farmácia Claro 232 641 251; Resende Farmácia Lemos de Freitas 254 870 150; Santa Comba Dão Farmácia Carrilho 232 881 867; São Pedro do Sul Farmácia da Misericórdia Santo António 232 611 952; Sátão Farmácia Andrade 232 982 028; Tondela Farmácia Matos 232 822 227; Viseu Farmácia Nery 232 459 822, Abraveses Dia 28/Julho – 3ª Feira Canas de Senhorim Farmácia Monteiro 232 671 220; Carregal do Sal Farmácia Rodrigues 232 968 203; Castro Daire Farmácia Moderna 232 382 112; Lamego Farmácia Avenida 254 609 030; Mangualde Farmácia Feliz 232 622 238; Moimenta da Beira Farmácia Moderna 254 582 154; Mortágua Farmácia Abreu 231 922 185; Nelas Farmácia Faure 231 944 241; Oliveira de Frades Farmácia Pessoa 231 781 118; Penalva do Castelo Farmácia Claro 232 641 251; Resende Farmácia Lemos de Freitas 254 870 150; Santa Comba Dão Farmácia Carrilho 232 881 867; São Pedro do Sul Farmácia da Misericórdia Santo António 232 611 952; Sátão Farmácia Andrade 232 982 028; Tondela FFarmácia Matos 232 822 227; Viseu Farmácia Portugal 232 423 317, Av. Alberto Sampaio, 76 Dia 29/Julho – 4ª Feira Canas de Senhorim Farmácia Monteiro 232 671 220; Carregal do Sal Farmácia Rodrigues 232 968 203; Castro Daire Farmácia Moderna 232 382 112; Lamego Farmácia Santos Monteiro 254 609 900; Mangualde Farmácia Feliz 232 622 238; Moimenta da Beira Farmácia Moderna 254 582 154; Mortágua Farmácia Abreu 231 922 185; Nelas Farmácia Faure 231 944 241; Oliveira de Frades Farmácia Pessoa 231 781 118; Penalva do Castelo Farmácia Claro 232 641 251; Resende Farmácia Lemos de Freitas 254 870 150; Santa Comba Dão Farmácia Carrilho 232 881 867; São Pedro do Sul Farmácia da Misericórdia Santo António 232 611 952; Sátão Farmácia Andrade 232 982 028; Tondela FFarmácia Matos 232 822 227; Viseu Farmácia Gastromil 232 426 666, Rua do Comércio, 10 Dia 30/Julho – 5ª Feira Canas de Senhorim Farmácia Monteiro 232 671 220; Carregal do Sal Farmácia Rodrigues 232 968 203; Castro Daire Farmácia Moderna 232 382 112; Lamego Farmácia Senhora dos Remédios 254 612 968; Mangualde Farmácia Feliz 232 622 238; Moimenta da Beira Farmácia Moderna 254 582 154; Mortágua Farmácia Abreu 231 922 185; Nelas Farmácia Faure 231 944 241; Oliveira de Frades Farmácia Pessoa 231 781 118; Penalva do Castelo Farmácia Claro 232 641 251; Resende Farmácia Lemos de Freitas 254 870 150; Santa Comba Dão Farmácia Carrilho 232 881 867; São Pedro do Sul Farmácia da Misericórdia Santo António 232 611 952; Sátão Farmácia Andrade 232 982 028; Tondela FFarmácia Matos 232 822 227; Viseu Farmácia Pinto de Campos 232 437 225, Largo Pintor Gata, 2


Jornal do Centro

26 SAÚDE

24 | Julho | 2009

FRANCISCO CORTEZ VAZ MÉDICO ESPECIALISTA GINECOLOGIA-OBSTETRÍCIA MESTRADO EM PATOLOGIA MAMÁRIA (Faculdade de Medicina da Universidade de Barcelona)

Rua António Alves Martins, 40-4ºE Tel/Fax: 232 441 127 3500-078 - Viseu

Veja todas as farmácias de serviço do distrito de Viseu em www.jornaldocentro.pt , ia.’’ ição ânc erfe ignific P a Ins elo) g zem ma s fa o é u uel An a i c ã g n n i â o M c ( ã ifi ign rfeiç ‘‘Ins s a Pe a m

SensoCarie CLÍNICA MÉDICA DENTÁRIA

O crescimento constante deste espaço reservado aos sorrisos tem sido aplaudido pelos nossos clientes. Cada vez mais toda a equipa SensoCarie trabalha para lhe dar um atendimento personalizado, caracterizado pela excelência dos seus serviços e conforto dos espaços de tratamento.

Implantologia | Ortodontia | Dentisteria Estética Cirurgia Oral Avançada | Prótese Fixa e Removível Branqueamento dentário | Odontopediatria

Medicina Dentária no Domicílio Também temos preocupação com aqueles que por diferentes razões não se podem deslocar à clínica. Para todos estes pacientes que se encontram impossibilitados dispomos de um serviço ao domicilio para execução de tratamentos em residências privadas, lares, etc...

Não somos apenas uma equipa de Médicos Dentistas mas pessoas que criam sorrisos! Linha

SOS

24h 92 673 7989

R. Miguel Bombarda - tel:

232 962 395 - 3430-068 Carregal do Sal

Rua 1º Maio, nº18 1ºD - tel: 232

623 047 - 3530-139 Mangualde


Jornal do Centro

27

24 | Julho | 2009

emprego & formação Publicidade

Publicidade

· TÉCNICO SUPERIOR DE SEGURANÇA E HIGIENE DO TRABALHO – 550H, HOMOLOGADO PELO ACT, A DECORRER SEXTAS DAS 19:00 ÀS 23:00 E SÁBADOS DAS 9:00 ÀS 18:00 – VISEU E OLIVEIRA DE FRADES. · ESPECIALIZAÇÃO EM HIGIENE ALIMENTAR – 280H, A DECORRER SEXTAS DAS 19:00 ÀS 22:30 E SÁBADOS DAS 9:00 ÀS 17:00 – VISEU E OLIVEIRA DE FRADES.

· ESPECIALIZAÇÃO EM COORDENAÇÃO DE SEGURANÇA NA CONSTRUÇÃO CIVIL – 240H A DECORRER SEXTAS DAS 19:00 ÀS 23:00 E SÁBADOS DAS 9:00 ÀS 18:00 – VISEU E OLIVEIRA DE FRADES · FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES – 97,5H A DECORRER EM HORÁRIO PÓS LABORAL DAS 19:00 ÀS 22:30 – VISEU E OLIVEIRA DE FRADES.

· FORMAÇÃO CONTINUA – 60H A DECORRER EM HORÁRIO PÓS LABORAL DAS 19:00 ÀS 22:30 – VISEU E OLIVEIRA DE FRADES.

INSCREVA-SE PARA MAIS INFORMAÇÕES CONSULTAR O SITE: WWW.AMBIFORMED.PT, OU ATRAVÉS DOS CONTACTOS 232 728 728/729 OU E-MAIL GERAL@AMBIFORMED.PT EMPRESA AUTORIZADA PARA PRESTAR SERVIÇOS DE HIGIENE, SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO, PELO ACT (AUTORIDADE PARA AS CONDIÇÕES DE TRABALHO) E DGS (DIRECÇÃO GERAL DE SAÚDE).

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Jornal do Centro

28 EMPREGO & FORMAÇÃO

Fernando Sebastião reeleito no IPV Fernando Sebastião foi reeleito presidente do Instituto Politécnico de Viseu (IPV), na passada quinta-feira, 16 de Julho, pelo Conselho Geral do IPV. Tendo sido o único candidato à presidência do IPV, Fernando Sebastião garante que o seu objectivo é “dar continuidade ao projecto do Instituto, iniciado em Setembro de 2008”. Em Julho do ano passado, Fernando Sebastião já havia sido escolhido para a presidência do IPV com 80 por cento dos votos. No entanto, um processo de impugnação do acto eleitoral foi interposto, na altura, em tribu-

nal, por um conjunto de professores, que defendiam que o acto eleitoral devia ocorrer no âmbito do novo Regime Jurídico do Ensino Superior e não do antigo. O Tibunal validou o motivo, o que levou à realização de novas eleições. O novo presidente do IPV avançou com as metas que pretende alcançar no mandato de quatro anos. “Temos de fazer uma aposta na qualificação do corpo docente e uma maior ligação à comunidade na prestação de serviços, na realização de projectos de investigação aplicada e na melhoria das infra-estruturas”, adianta.

Wall Street Institute inicia novo método de ensino O Wall Street Institute inovou o seu ensino com o método FLEX, um método mais actualizado que melhorou os conteúdos linguísticos apresentados pela institução. Conscientes de que a necessidade de aprender inglês nunca foi tão universal como agora, a Wall Street Institute pretende munir os alunos de formas de comunicação capazes de serem aplica-

das em qualquer País de Lingua Inglesa, sendo os programas baseados em linhas do Conselho da Europa. No Wall Street Institute todos os cursos são personalizados, com horários flexíveis O Wall Street Institute é um agente autorizado para a realização do teste de Inglês Bulats, produzido pela University of Cambridge Examinations.

24 | Julho | 2009

EMPREGO OFERTA Procuro Consultoras de Beleza com ou sem experiência para integrar uma empresa conceituada. T. 967 762 766 Procuro Consultoras de Estética T. 963 702 816 Procuram-se consultores comerciais. Oferecemos comissões e prémios p/ objectivos. T. 938 798 043 Part-time/Full-time. Transforme os seus tempos livres num negócio de sucesso. Marque entrevista T. 961 050 604 / 916 437 393 Precisa-se Auxiliar de Geriatria cm.apoiofamilia@gmail.com T. 933 110 425 Aulas de Italiano com professora nativa. Língua, cultura, conversação. Email: cinquenomi@yahoo.it T. 910 827 005 Precisa-se canalizador para aquecimento central / Orçamentista. Urgente. T. 918 793 593 / 232 954 911 Procuram-se pessoas dinâmicas para gerir negócio na área das telecomunicações. T. 937160866 Projectos Criação do Próprio Emprego do IEFP T. 919 350 133 Procuro pessoas p/ venda de cosméticos p/ catálogo. T. 966 230 254 Precisa-se manobrador para tamrock e pedreiro com experiência em pedreiras. Zona de Penalva do Castelo. T. 919 519 553

Precisa-se ajudante de cozinha e empregada de mesas p/ restaurante, junto ao pavilhão Multiusos, Viseu. T. 914 621 320 Precisa-se cozinheiro de 1ª para Restaurante no Palácio do Gelo em Viseu. T. 961 207 889 Precisa-se funcionária(o) p/ loja no centro da cidade. Entrada imediata. T. 937 711 999

Oferece-se senhora para fazer limpeza a particulares. T. 967 896 592

EMPREGO PROCURA Senhora c/ formação toma conta de idosos e deficientes. Dão-se referências. T. 967 211 980

Professora dá explicações do 1º ao 9º ano. T. 963 355 362 Faço limpezas, região de Viseu, brasileira c/ referências (2ª a sábado – Manhãs). T. 232 108 031

Cozinheiro com experiência em cozinha tradicional e internacional oferece-se para hotel ou restaurante. Zona de Viseu ou arredores. T. 934 965 462

Procuro trabalho como empregada interna p/ tratar de senhora doente, ou para limpezas. T. 936 388 122

Guitarrista e vocalista masculino precisa-se para banda (música de baile) - Viseu. T. 966 438 445

Faço qualquer tipo de trabalho doméstico (horas) – Zona de Viseu. T. 918 179 972

Senhora c/ carta de condução e referências, ½ idade, procura trabalho de manhã, interior casas ou outro. T. 232 188 179

Relações públicas (promoção e vendas) com carta de condução, precisa-se para empresa de espectáculos. T. 966 438 445

Procuro trabalho área administrativa/educativa. Urgente. T. 967 167 957

Procuro pessoa c/ prática em aplicação de Unhas de Gel. T. 964 233 787

Precisa-se de Professor de Inglês, no âmbito do programa de Enriquecimento Curricular, no concelho de S. Pedro do Sul. T. 232 723 003 Precisa-se de pessoas para limpezas. T. 232 468 357 / 968 623 862 Precisa-se Professor de Matemática – Explicações. T. 965 136 935 Precisa-se cozinheiro(a) c/ experiência p/ restaurante típico. T. 232 414 024 / 913 824 656 Preciso de comerciais dinâmicos. Mude a sua vida. T. 938 996 534 Professores para dar explicações T. 966 088 494 Procuro esteticista profissional – Viseu. T. 232 416 301 Procura um rendimento extra? Rentabilize os tempos livres em um negócio de sucesso. T. 914 160 114

Licenciada em Educação Social, procura emprego na sua área. T. 934 388 310 Part-time para casa particular, cuidar de crianças, ajudante de cozinha em regime diurno, lavandaria/passar a ferro. T. 963 861 485 Tomo conta de crianças e idosos ao domicílio, tenho formação profissional na área. T. 962412767 Procuro trabalho Administrativo (contabilidade, serviço de bancos, cobranças, etc…). T. 914 569 620

Procuro trabalho na área administrativa (Part-time ou Full-time). T. 966 756 847 Jovem licen. em C. Social procura trabalho nas áreas de Rádio; Publicidade; Marketing; Relações Públicas; Informática e Área Comercial. T. 961 136 971 Procuro trabalho p/ secretariado e recepção / área comercial (lojas). T. 966 852 198 Ofereço-me para fazer limpezas, cuidar de crianças, passar a ferro. Zona de Marzovelos. T. 912 040 905

Procuro trabalho como motorista nacional ou internacional. T. 919 648 979

Procuro trabalho como motorista / distribuidor de Quinta a Domingo. Carta C+E. Furgão próprio T. 966 163 163

Jovem de 29 anos procura trabalho como doméstica ou ajudante de cozinha, na zona de Viseu, T. 967 269 099

Técnica de Cardiopneumologia procura emprego. E-mail: poliveira.cpl@gmail.com T. 968 802 649

Procuro trabalho como motorista de pesados, nacional e internacional. T. 962 643 868

Cabeleireira desempregada oferece-se para: Cabeleireiros, serviço ao domicílio e deslocação a lar de idosos. T. 936 931 516


Jornal do Centro

29

24 | Julho | 2009

imobiliário IMOBILIÁRIO V END E- SE Terreno c/ vinha em plena produção. 6 Hect. Zona de Mangualde. T. 965 081 533 T1 no centro da Cidade (Viseu). Boas áreas. Zona nova. T. 966 493 070 T3 + 2 centro Viseu. Aceita parte pagamento, viatura ou autocaravana. T. 912 219 647 T3 remodelado, c/ aq. central e AC. Entre 3 superf. comerciais e a 7 min. do centro Net Wirless, no condomínio. 110.000 € T. 918 639 302 2 Lotes juntos para construção. Preço acessível. T. 962 645 933 Moradia de luxo, Repeses, com possibilidade de permuta por apartamento. T. 962 645 933 Terreno para construção, Póvoa de Sobrinhos com 3.400 m2. T. 962 645 933 Moradia Banda T4, Coz. mobilada equipada, Escritório mobilado, Lav. c/ máq., Garagem p/ 2 carros, Aquec. Central, Churrasqueira. T. 968 046 925 Moradia T5, arquitectura moderna, excelente localização, áreas verdes. T. 918 739 748 Lote industrial e armazéns, área 25 mil m2. Acessos TIR IC12 e A25. T. 918 739 748 T2 Centro Viseu. Bom estado – 69.000€. T. 968 381 978

Moradia isolada próxima do Palácio do Gelo - Viseu (Nova) T. 938 445 815

Casa para reconstrução no centro histórico – Viseu. T. 916 195 468

T2 mobilado em Marzovelos. p/ pessoa c/ referência. T. 962 645 933

Moradia isolada junto ao Sátão T. 938 445 815

Lote industrial e armazéns c/ área de 25.000 m2. Acessos TIR (IC12/ A25). T. 918 739 748

Aluga-se quartos na Quinta do Galo (1 deles com wc privativo) a professores ou estudantes. Boas condições. Serventia de cozinha. T. 967 211 980

Casa antiga, totalmente remodelada, c/ aq. central, a 10 minutos de Viseu. T. 965 563 130 Moradia T5, arquitectura minimalista, áreas verdes, Nelas. O próprio. T. 918 739 748 Casa Antiga p/ restaurar c/ 40.000 m2 de terreno. Junto à barragem da Aguieira. T. 917 460 551 Terreno, zona de Mundão, 16.000 m2 construtivos. T. 962 645 933 T1 novo, Gala – Figueira da Foz. Preço acessível. Perto da praia. T. 962 645 933 Moradia em tosco. Zona de Cavernães – Viseu. Bom preço. T. 962 645 933 Terreno c/ 6.000 m2 p/ construção de moradias ou prédios até 3 pisos. Área de construção 2.700 m2 - Coimbra. T. 917 460 551

Junto ao rio Paiva com Bengalow em madeira do Brasil tipo T1 equipado e uma cave preparada para T0 c/ dois furos artesinos e bomba-electricidade- murada com muros em pedra e rede. Folgosa - Castro Daire T. 917 518 984

Moradia próximo de Viseu c/ possibilidade de permuta p/ apartamento. T. 964 344 612 T1 centro da cidade – Viseu. T. 965 319 494

Consultório dentário completamente equipado. T. 966 070 287 232 422 424

T2 a 4 min. Cidade recuperado c/ 90m2, lareira, despensa, sótão, varandas, garagem fechada.79.500,00€ T. 969 090 018

T3 Stº. Estêvão c/125m2 área, lareira c/ recup., roupeiros, sótão, varandas, garagem fechada.100.000,00€ T. 917 921 823 T3 Duplex a 3 min. Cidade c/160m2, aquec. central, cozinha equipada, garagem fechada.103.000,00€ T. 969 090 018 T3 Ranhados c/125m2, aquec. central, lareira, roupeiros, varandas, arrumos, garagem fechada.110.000,00€ T. 917 921 823

Terreno p/ construção, c/ grande área e poços.A 15 minutos de Viseu. Bom preço. T. 917 251 378 Terreno em Viseu para construção. Óptimo local. T. 962 645 933 Terreno p/ construção c/ 6.000 m2. Podem 2.700 m2 de construção ser em moradias ou prédios de 3 pisos (Coimbra). T. 917 460 551

Quartos ao lado do Hospital de Viseu. T. 960 050 949

T2 Centro Cidade c/90m2 área, aquec. central, roupeiros, cozinha mob. e equipada, varandas.75.000,00€ T. 917 921 823

T3 Stº. Estêvão c/140m2 área, lareira, aquec. central, cozinha mob. e equipada, sótão, garagem.87.500,00€ T. 969 090 018

Casa, centro de Nelas. T. 969 527 373

Armazém em Abraveses c/ 120 m2. 350,00€. T.962 995 636

T3 Stº Estêvão. 325€. T.960 050 949

T2 Duplex c/ aquecimento central. Quinta de Dentro, Rio de Loba – 117.500€. T. 232 187 105 / 916 220 977 Terreno em Repeses com projecto aprovado para geminada. T. 962 645 933

T1 na Gala, Figueira da Foz. Perto da Praia. T. 962 645 933

T2 a 3 min. Cidade c/ 80m2 área, hall, cozinha mob. e equipada, sótão, varandas, arrumos. 73.000,00€ T. 917 921 823

T3 Stº. Estêvão c/130m2 área, lareira, roupeiros, despensa, marquise, sótão, varandas, garagem.85.000,00€ T. 917 921 823

Lote insdustrial e armazéns c/ área de 25.000 m2, acessos TIR. IC12/A25 - Z.I. Nelas. Particular. T. 918 739 748

T3 Urb. Vilabeira, próximo Politécnico – Repeses, 5º andar, c/ pintura interior nova, área bruta 210 m2, garagem fechada p/ 2 carros e arrumos c/ janela. Trata o próprio. T. 917 515 180

T2 Marzovelos bom estado c/ 95m2, roupeiros, cozinha mob. e equipada, lavandaria, marquise.70.000,00€ T. 917 921 823

Moradia T5, arquitectura minimalista, excelente localização, áreas verdes. O próprio... T. 918 739 748

T3 c/ lareira, aquecimento central, garagem fechada p/ 2 carros, no centro da cidade, Aveiro. Preço negociável. T.: 967 043 240

Moradia Pascoal nova c/ 300m2, aquec. e aspiração central, roupeiros, varandas, logradouro. 190.000,00€ T. 967 914 455

T2 Centro Cidade c/100m2,aquec. eléctrico, cozinha mob. e equipada, óptimo investimento. 55.000,00€ T. 917 921 823

T2 mobilado, junto à escola sec. Alves Martins T. 918 443 707

Bonita moradia na praia da Foz do Arelho – a cinco minutos a pé do mar. Tem 2 andares e cave (2 quartos e uma suite) com boa cozinha, sala, garagem, totalmente apetrechada para férias ou para viver em permanência. T. 919 378 633 - Álvaro Cardoso

A R R E N DA- SE T3 mobilado no Bairro de Stª Eugénia T. 962 734 566 T4 apartir de Setembro em Marzovelos. Viseu T. 962 645 933

Andar de moradia T3 no caçador. 300,00€. T. 960050949/ 232098416 T3 no Brº de Sta Eugénia. 325€. . T. 960 050 949 / 232 098 416 T3 semi-mobilado na zona histórica. 325,00€. T. 960 050 949 / 232 098 416 T4 mobilado no centro. 450€. 960050949/232098416 Andar de moradia no viso norte. 320,00€ T. 960 050 949 / 232 098 416 Moradia geminada T5 a 5 min do centro, com garagem p 3 carros, A/c., lareira, jardim 600,00€ T. 960 050 949 / 232 098 416 Moradia geminada nova a 2 min do centro. Com churrasqueira e garagem. 700,00€. T. 960 050 949 / 232 098 416 T0 Jugueiros novo c/35m2 área, quarto mobilado, kichnette mob. e equipado, óptima localização. 225,00€ T. 917 921 823

T3 Stº. Estêvão c/130m2, roupeiros, cozinha mob. e equipada, varandas, garagem fechada.330,00€ T. 917 921 823 T3 Stº. Estêvão c/120m2, hall, lareira, marquise, despensa, sótão, varandas, arrumos, garagem.300,00€ T. 917 921 823 T3 Viso c/130m2 área, lareira, roupeiros, despensa, marquise, sótão, varandas, arrumos.325,00€ T. 969 090 018 T3 Viso c/110m2 área, lareira, lavandaria, despensa, marquise, sótão, varandas, garagem. 300,00€ T. 917 921 823 T3 Marzovelos c/120m2, hall, lareira, cozinha mob. e equipada, despensa, garagem fechada.375,00€ T. 969 090 018 T3 Abraveses c/130m2, lareira, roupeiro, lavandaria, despensa, varandas, garagem fechada.350,00€ T. 969 090 018

Moradia T2 Travassós c/90m2 área, lareira, roupeiro, despensa, sótão, varandas, arrumos. 275,00€ T. 969 090 018

T2 – Viseu, cozinha c/ placa de fogão, esquentador e exaustor, 300,00 € T. 232 422 883 / 932 367 994

T2 Centro Cidade c/100m2 área, kichnette mob. e equipada, roupeiro, varandas, arrumos. 375,00€ T. 917 921 823

T4 – Orgens, Cozinha equipada, chorrasqueira, logradouro e garagem privativa, 700,00 € T. 232 422 883 / 932 367 994

T3 Abraveses c/90m2 área, 2 frentes, lareira, despensa, sótão, varandas, óptima exposição solar.350,00€ T. 969 090 018

T3 – Gumirães, Cozinha equipada, Semimobilado, 325,00 € T. 232 422 883 / 932 367 994

T3 Rio de Loba c/140m2 área, hall, cozinha mob. e equipada, sótão, varandas, garagem. 320,00€ T. 917 921 823

T0 – Viseu, Cozinha c/ forno, fogão e exaustor, 255,00 € T. 232 422 883 / 932 367 994

T2- Viseu, Cozinha c/ esquentador, exaustor, sala c/ lareira, 350,00 € T. 232 422 883 / 932 367 994

T3 – Viseu, Cozinha c/ forno, fogão, esquentador e exaustor c/ uma varandas T. 232 422 883 / 932 367 994

T3 – Póva de abraveses, Cozinha c/ exaustor, sala c/ lareira e garagem privativa, 300,00 € T. 232 422 883 //932 367 994

T2 – Cozinha equipada; mobilado, 350,00 € T. 232 422 883 / 932 367 994 T3 – Viseu, Cozinha c/ esquentador e exaustor garagem privativa, 300,00 € T. 232 422 883 / 932 367 994

T3 – St Estêvão, Cozinha c/ placa de fogão, esquentador e exaustor, 300,00 € T. 232 422 883 / 932 367 994

Publicidade

ESCOLA SECUNDÁRIA DE VIRIATO - 402977 Direcção Regional de Educação do Centro Centro de Área Educativa de Viseu

T2 mobilado c/ lugar de garagem – Viseu. T. 239 098 146 T2 c/ lugar de garagem - Viso. T. 919 537 477 T2 + 1 c/ lugar de garagem – Viso Norte. T. 917 460 551 T2 c/ lugar de garagem em Rio de Loba – Viseu. T. 917 460 551 Gabinete p/ esteticista. T. 232 416 301 Armazéns industriais c/ área de 200 a 2.500 m2. Acessos TIR. T. 914 212 770 T0 mobilado no centro de Viseu. 180,00€. T. 960 050 949 / 232 098 416 T2 mobilado no centro de Viseu. 300,00€. T. 960 050 949 / 232 098 416 T1 novo com ou sem mobília e lugar de garagem. 350,00€. T. 960 050 949 / 232 098 416

IMOBILIÁRIO

T3 no Viso sul com aquecimento central, lareira, garagem fechada e sótão. 350,00€. 960050949/232098416

Andar de moradia T2 semi-mobildado em Abraveses. 230,00€. T. 960 050 949 / 232 098 416 T2 no centro da cidade. 300,00. T. 960 050 949 / 232 098 416

CONCURSO AVISAM-SE TODOS OS INTERESSADOS QUE SE ENCONTRA ABERTO CONCURSO PARA FORNECIMENTO DOS SEGUINTES GÉNEROS E OUTROS PRODUTOS PARA O ANO ESCOLAR DE 2009/2010. SECTOR DE PAPELARIA - Diversos materiais de consumo corrente e de uso escolar. SECTOR DO REFEITÓRIO - Mercearias, pão, carne (vaca, porco, borrego, frango e peru), congelados, fruta, legumes, ovos, bacalhau. SECTOR DO BUFETE

-Bebidas, chocolates, pão, pasteis, fiambre, produtos lácteos. SECTOR DE ACÇÃO SOCIAL - Manuais escolares de acordo com os títulos adoptados nesta escola. As propostas deverão ser apresentadas até ao dia 31 de Julho de 2009. As propostas devem ser individualizadas, em envelope fechado, e lacrado por cada um dos sectores acima indicado, delas devendo constar, inequivocamente, todos os elementos,

referências,

características,

preços

unitários

e

condições

de

funcionamento. O período de validade dos preços será o correspondente ao ano lectivo, ou seja até 30/06/2010. Conjuntamente deverá ser apresentada declaração de honra onde constará que o candidato tem a sua situação regularizada perante as Finanças e Segurança Social. Os candidatos

seleccionados

deverão

apresentar,

posteriormente,

documentos

comprovativos passados pelas entidades competentes, ou dar autorização para consulta da sua situação tributária, nos 15 dias subsequentes à adjudicação do fornecimento, sob pena de serem automaticamente excluídos. Viseu, Escola Secundária de Viriato, em 7 de Julho de 2009. O DIRECTOR, Carlos Alberto Borges Oliveira

Estrada Velha de Abraveses - Tel. 232 418330 - Telefax - 232 418331 - Apartado 1079 - 3511 - 951 Viseu E-Mail: esviriato@mail.telepac.pt -


Jornal do Centro

30 CLASSIFICADOS

24 | Julho | 2009

advogados VISEU ANTÓNIO PEREIRA DO AIDO Rua Formosa, nº 7 – 1º, 3500-135 Viseu T. 232 432 588 Fax 232 432 560 CARLA DE ALBUQUERQUE MENDES Rua da Vitória, nº 7 – 1º, 3500-222 Viseu T. 232 458 029 Fax 232 458 029 Telm. 966 860 580 MARIA DE FÁTIMA ALMEIDA Rua Miguel Bombarda, nº 37 – 1º Esq. Sala G, 3510-089 Viseu T. 232 425 142 Fax 232 425 648 CATARINA DE AZEVEDO Largo General Humberto Delgado, nº 1 – 3º Dto. Sala D, 3500-139 Viseu T. 232 435 465 Fax 232 435 465 Telm. 917 914 134 E-mail: catarina-azevedo-5275c@ adv.oa.pt

CARLA MARIA BERNARDES Rua Conselheiro Afonso de Melo, nº 39 – 2º Dto., 3510-024 Viseu T. 232 431 005 JOÃO PAULO SOUSA Lg. General Humberto Delgado, 14 – 2º, 3500-139 Viseu T. 232 422 666 JOÃO MARTINS Rua D. António Alves Martins, nº 40 – 1º A, 3500-078 Viseu T. 232 432 497 Fax 232 432 498 ANA PAULA MADEIRA Rua D. Francisco Alexandre Lobo, 59 – 1º DF, 3500-071 Viseu T. 232 426 664 Fax 232 426 664 Telm. 965 054 566 E-mail: anapaula.madeira@sapo.pt MANUEL PACHECO Rua Alves Martins, nº 10 – 1º, 3500078 Viseu T. 232 426 917

PAULO DE ALMEIDA LOPES Travessa da Balsa, nº 21 3510-051 Viseu T. 232 432 209 Fax 232 432 208 E-mail: palopes-4765c@adv.oa.pt

FILIPE FIGUEIREDO Rua Conselheiro Afonso de Melo, nº 31 – 5º, sala 502, 3510-024 Viseu T. 232 441 235 Telm. 964 868 473 E-mail filipe.figueiredo-5153c@adv. oa.pt

ANTÓNIO M. MENDES Rua Chão de Mestre, nº 48, 1º Dto., 3500-113 Viseu T. 232 100 626 E-mail: antonio.m.mendes-3715c@ adv.oa.pt

FABS – SOCIEDADE DE ADVOGADOS – RENATO FERNANDES, JOÃO LUÍS ANTUNES, PAULO BENFEITO Av. Infante D. Henrique, nº 18 – 2º, 3510-070 Viseu T. 232 424 100 Fax 232 423 495 E-mail: fabs.advogados@netvisao.pt

ARNALDO FIGUEIREDO E FIRMINO MENESES FERNANDES Av. Alberto Sampaio, nº 135 – 1º, 3510-031 Viseu T. 232 431 522 Fax 232 431 522 E-mail: a-figueiredo@iol.pt e firminof@iol.pt MARQUES GARCIA Av. Dr. António José de Almeida, nº 218 – C.C.S. Mateus, 4º, sala 15, 3514-504 Viseu T. 232 426 830 Fax 232 426 830 E-mail: marques.garcia-3403c@advogados.oa.pt

automóveis AUTOMÓVEIS V END E- SE Opel Vivaro 1.9 100 CV, 2002, 69.000 Kms com A.C. T. 964034940 Renault Clio 1.5 DCi,2001, 5 lugares, Gasoleo,com ABS,Dir Assistida,em excelente estado geral T. 917 610 594 Renault Megane Break 12-05. AC, FC, VE, BA, FN, excelente estado T. 965 837 928 Fiat Palio 1.7 TD, 190.000 km, ano 2000. T. 969 654 598 Citroen Saxo 1.5d, 2000, 2 lug, novo modelo. 2.500€ - Viseu. T. 969 007 499

Nissan Patrol 2.8 Turbo – 5.500€. T. 960 045 604

Viaturas Clássicas,vários T. 917 610 594

Peugeot 106 1.5d, 1997, comercial – 1.900€. T. 960 045 604

Opel Corsa 1500, gasóleo, isuzu, 5 lugares, 1992. Em bom estado. T. 962 361 184

Polo G40 preto 143000km, GPL, supensão+volante sport, JLL14. Bom estado, 2250€, T. 962 615 858 Opel Corsa 1.3 CDI Comercial. Óptimo estado - Janeiro/2005 T. 937 322 520 Ford Mondeo SW 1.8 TD Ghia,1998,com ar cond, ABS,T. abrir,bom preço e bom estado,4500€ T.917610594 Nissan Almera 1.5 Sport 3P Ar Cond., bom estado geral 6500€ T. 917 610 594 Renault Clio 1.2, 1999. Apenas 56.000Km, 5 portas - 3.750 € T. 963 435 401 Alfa Romeo 145, 1.4 TS 16v junior, AC /103cv, 3.900€ T. 968 125 245

Para a inclusão do seu nome na secção “Advogados”, deve contactar através dos números 232 437 461 ou 962 108 777.

Vendo Opel Corsa A 1.5 Diesel Comercial. Em muito bom estado. T. 966 544 800 Opel Corsa 1.2 5P,2005,com Ar Cond.Cx.Automática e sequencial,bom estado geral T. 967 266 608 Renault Mégane 1.5 dci 3p 105 cv, 18.950€, 41.000 Km, 2006-08, Preto, Ar condicionado, ABS, JLL, Sensor de chuva e Luz T. 918 717 919

JOÃO NETO SANTOS Rua Formosa, nº 20 – 2º, 3500-134 Viseu T. 232 426 753 CONCEIÇÃO NEVES E MICAELA FERREIRA – ADVOGADAS Av. Dr. António José de Almeida, 264 – Forum Viseu [NOVAS INSTALAÇÕES], 3510-043 Viseu T. 232 421 225 Fax 232 426 454 ELISABETE MENDONÇA Rua Nunes de carvalho, nº 39 – 1º, sala 3, 3500-163 Viseu T. 232 471 284 Fax 232 471 284 E-mail elisabetemendonca-5907c@ adv.oa.pt

Mitsubushi Carisma 1.9TD,5P,excelente estado, c/livro de revisões,8950€ T.967 266 608 Mazda 3 1.4 Gasolina, 13.250€, 26.000 KM, 2006-03, cinza, Ar condicionado automático, ABS, Rádio de CDS. JLL T. 918 717 919 Alfa Romeo 147 1.9Mjet 140cv, 105000Km, 2003, 5P, estado novo T. 962615858 BMW 320 D,Nacional,1999,em excelente estado geral e bom preço T. 967 266 608

BRUNO DE SOUSA Esc. 1 - Rua D. António Alves Martins Nº 40 2ºE 3500-078 VISEU T. 232 104 513 | Fax 232 441 333 Esc. 2 - Edifício Guilherme Pereira Roldão, Rua Vieira de Leiria Nº14 2430-300 Marinha Grande T. 244 110 323 | Fax 244 697 164 Tlm. 917 714 886 Áreas preferenciais: Crime | Fiscal | Empresas

MANGUALDE JOSÉ MIGUEL MARQUES Rua 1º de Maio, nº 12 – 1º Dto., 3530-139 Mangualde T. 232 611 251 Fax 232 105 107 Telm. 966 762 816 E-mail: jmiguelmarques-4881c@adv. oa.pt JOSÉ ALMEIDA GONÇALVES Rua Dr. Sebastião Alcântara, nº 7 – 1º B/2, 3530-206 Mangualde T. 232 613 415 Fax 232 613 415 Telm. 938 512 418 E-mail: jose.almeida.goncalves14291l@adv.oa.pt

Renault Mégane break 1.5 dci Dyn 80cv, 18.750€, 68.000 Km, 2006-01, Cinza Rato, Ar condicionado, JLL, ABS, Sensor de chuva Chuva e Luz T. 918 717 919 Seat Ibiza 1.0 5P,Ano 2000,c/ Dir.Assistida,bom estado,4250€ T. 917 610 594 BMW 318I Cabriolet,1993, em excelente estado.8950€. T. 917 610 594 Porsche 944 Targa 2.5,com ar cond.,cx. automática,livro revisões,69890 KMS,como novo T. 917 610 594

NELAS JOSÉ BORGES DA SILVA, ISABEL CRISTINA GONÇALVES E ELIANA LOPES Rua da Botica, nº 1, 1º Esq., 3520-041 Nelas T. 232 949 994 Fax 232 944 456 E-mail: j.Borges.silva@mail.telepac.pt JOSÉ BORGES DA SILVA, ISABEL CRISTINA GONÇALVES E ELIANA LOPES Rua da Botica, nº 1, 1º Esq., 3520-041 Nelas T. 232 949 994 Fax 232 944 456 E-mail: j.Borges.silva@mail.telepac.pt

LAMEGO

ÂNGELO MENDES MOURA Av. Visconde Guedes Teixeira, 29 – 1º, 5100-073 Lamego T. 254 612 402 FERNANDO AMARAL Rua dos Bancos, 5100-115 Lamego T. 254 612 274/ 254 600 223 Fax 254 600 229

C2, vermelho, gasolina, Óptimo estado, ano 2004. 34.000Km - 6.000€ T. 967 951 682 Fiat Punto Branco, 5 portas, gasolina 1.2, 16v, ano 2000/ Junho. Contacto T. 965 846 855 Vendo Vw Passat TDI 115 cv carrinha azul c/ tecto de abrir do ano 2000, nacional . 1 proprietario . Muito bom estado e bom preço. T: 917 515 180

MOTOS V END E- SE

Rover 414, 1500 cc, fins 96, bom estado, particular, vermelho metalizado, a/c, j.e., tecto abrir, alarme, fechos eléctricos. T. 933 697 870

Yamaha TZR 125, 1995. Urgente. T. 968 553 269

Ford Escort XR3, 87, Bom estado - 3.000€. T. 969 466 817

KTM 520 SX, 2003 + Kit super motar. Urgente. T. 968 553 269

Mini, cinzento, 2004, 1400 D, 100 Cv, AC, Jante 17, Bom Preço T. 917 349 903

Opel Corsa Swing, 93, Gasóleo, 5 lugares. Possibilidade de troca p/ carro a gasolina T. 963 964 170

Yamaha Dragstar 650, c/ 3200 Km, Oferta 2 Capacetes Piaggio e Casaco Bering! Preço: 6.500,00€ T. 965 822 960

Passa-se a ferro p/ fora a bons preços. Vamos a sua casa recolher e entregar s/ custos adicionais. Zona de Viseu.. T. 969 547 228

Mini-escavadoras e Plataformas elevatórias www.visogrua.com T. 917 212 358

Herbalife! Fitness, Nutrição Desportiva, Controle o seu peso – www.nutriloja.com/xl T. 962 954 221

Procuro terreno zona Viso Sul ou Repeses com > = 1500 m2 contacto T. 963 939 094

Vendo mobiliário e equipamentos de escritórios (em estado novo). Contactar H.F. T. 962 629 219

Consulta MEDA, terapia Quântica para Stress, ansiedade, medo, e outros sintomas de doença. Terapias biofísicas.Faça a marcação de um check-up gratuito! T. 963 163 472

Toyota Hiace 2.5 D 9 Lugares,Ano 2000,em bom estado geral, T. 917 610 594 Mazda 2 1.3 Gasolina, 10.250€, 24.000 KM, 2007-02, Cinza, Ar condicionado, JLL T. 918 717 919

Mazda 3 HB MZ-CD 1.6 110cv Exclusive, 17.950 €, 29.000 Km, 2007-04, Cinza Rato, Ar condicionado Automático, JLL, ABS, Faróis nevoeiro T. 918 717 919

diversos Tratam-se Pensões Nacionais e Estrangeiras. T. 965 525 207

VÁRIOS Criação e Alojamento de Sites. Coloque a sua empresa na internet ao melhor preço. T. 962 649 437 Explicações. Estudo Acompanhado. Viseu (C.C. 2000, Lj. 60). Nelas (Ed. Titanic) T. 962 820 381

Cavalheiro. Casa própria, pretende senhora dos 48 anos aos 60 anos para compromisso sério. Tlm.: 912 069 683 / 966 793 261 Terapias corporais, relaxamento, hatha-yoga e outros recursos antistress (massagem), hidroginástica, yogiatsu, yogilates, etc.Atende-se também ao domicílio T. 969 734 494 Serviço de Enfermagem ao Domicílio. Enfermeira Carmen Lúcia Monteiro T. 934 720 782

Tratamento Coluna Vertebral Massagem. T. 966 789 368 Explicações de Português - Básico / Secundário T. 918 846 034 Projecto inovador, rendimento máximo. T. 919 176 261

Tratamento natural má circulação, circulação dificiente T. 962 600 648 Recolha gratuíta (ao Domicílio) de electrodomésticos metálicos. Todo o tipo de sucata. Abate de automóveis. T. 966 544 800

Projectos de Arquitectura e Engenharia, Direcções de Obra, preços competitivos. T. 967 118 875 Procuro rapariga ou senhora para compartilhar casa comigo na zona de Viseu, ofereço quarto e muito boas condições de que falarei pessoalmente. Pode ser estudante, trabalhadora ou estar desempregada – luarpaulino@gmail.com

Vende-se colecção AutoMagazine. Nºs 1 a 140, 75€. T. 916 132 542

Sr. Viúvo pretende conhecer senhora para relacionamento sério. Contacto: 969 655 969


Jornal do Centro 24 | Julho | 2009

D Morreu o jornalista Walter Cronkite

necrologia António dos Santos, 69 anos, casado. Natural e residente em Aguieira, Nelas. O funeral realizou-se no dia 20 de Julho, pelas 18.00 horas, para o cemitério de Aguieira. Carlos Manuel Pereira de Campos, 39 anos, solteiro. Natural de Oliveira do Conde, Carregal do Sal e residente em Travanca de S. Tomé, Oliveira do Conde. O funeral realizou-se no dia 22 de Julho, pelas 18.30 horas, para o cemitério de Travanca. Agência Funerária São Brás Carregal do Sal Tel. 232 671 415 Maria Rosa da Silva Lopes, 84 anos, viúva. Natural de Gafanhão, Castro Daire e residente no Vila Franca de Xira. O funeral realizou-se no dia 23 de Julho, pelas 11.00 horas, para o cemitério de Gafanhão. Agência Morgado Castro Daire Tel. 232 107 358 José Almeida Marques Nunes, 61 anos, divorciado. Natural de Moimenta de Maceira Dão e residente em Nelas. O funeral realizou-se no dia 16 de Julho, pelas 18.00 horas, para o cemitério de Moimenta de Maceira Dão.

31

O jornalista e pivô norte-americano Walter Cronkite, que fez história do jornalismo televisivo na CBS, morreu aos 92 anos. Era considerado um ícone do jornalismo, um nome admirado e reverenciado por milhões de americanos.

Fernando Ferreira Rodrigues, 54 anos, casado. Natural de Rio de Loba e residente no Bairro S. João da Carreira, Viseu. O funeral realizou-se no dia 16 de Julho, pelas 18.00 horas, para o cemitério novo de Rio de Loba. António da Silva Matos, 71 anos, casado. Natural de Ferreira de Aves e residente no Bairro da PSP, Viseu. O funeral realizou-se no dia 17 de Julho, pelas 19.00 horas, para o cemitério de Povolide.

1ª Publicação

Armando Rodrigues Coelho, 37 anos, solteiro. Natural de Santos Evos e residente em Corvos à Nogueira. O funeral realizou-se no dia 17 de Julho, pelas 19.30 horas, para o cemitério de Santos Evos. Artur Alberto Ramos Veríssimo, 56 anos, casado. Natural de Angola e residente no Alto da Muna, Lordosa, Viseu. O funeral realizou-se no dia 18 de Julho, pelas 18.00 horas, para o cemitério novo de Viseu. Fernando de Almeida, 57 anos, solteiro. Natural de Moledo, Castro Daire e residente em Lisboa. O funeral realizou-se no dia 19 de Julho, pelas 19.00 horas, para o cemitério de Moledo.

Agência Funerária Ferraz & Alfredo Mangualde Tel. 232 613 652

Luís Manuel Varela Roque de Almeida Leitão, 46 anos, casado. Natural da Guarda e residente em Viseu. O funeral realizou-se no dia 21 de Julho, pelas 19.30 horas, para o cemitério novo de Ranhados.

António Rodrigues, 71 anos, casado. Natural e residente em Cunha Baixa, Mangualde. O funeral realizou-se no dia 21 de Julho, pelas 18.00 horas, para o cemitério de Cunha Baixa.

Agência Funerária Decorativa Viseense, Lda. Viseu Tel. 232 423 131

Agência Funerária Pais Mangualde Tel. 232 617 097 Maria Salete Pereira Simões Viegas, 66 anos, casada. Natural de S. Salvador, Viseu e residente em Nelas. O funeral realizou-se no dia 18 de Julho, pelas 18.00 horas, para o cemitério novo de Nelas. Agência Funerária Nisa, Lda. Nelas Tel. 232 949 009 2ª Publicação

Mário Gomes dos Santos, 78 anos, casado. Natural e residente em Arcozelo das Maias, Oliveira de Frades. O funeral realizou-se no dia 21 de Julho, pelas 16.30 horas, para o cemitério de Arcozelo das Maias. Agência Funerária Figueiredo & Filhos, Lda. Oliveira de Frades Tel. 232 761 252 (Jornal do Centro - N.º 384 de 24.07.2009)

Maria de Lurdes de Carvalho Ramos, 42 anos, casada. Natural e residente em Castro Daire. O funeral realizou-se no dia 18 de Julho, pelas 11.30 horas, para o cemitério de Esporões, Tarouca. Fausto Cardoso, 97 anos, casado. Natural e residente em Tarouca. O funeral realizou-se no dia 18 de Julho, pelas 11.30 horas, para o cemitério de Esporões, Tarouca.

1ª Publicação

Agência Funerária Maria O. Borges Duarte Tarouca Tel. 254 679 721 Leonídio de Figueiredo da Assunção, 80 anos, viúvo. Natural de Silgueiros e residente em Pindelo de Silgueiros. O funeral realizou-se no dia 16 de Julho para o cemitério de Silgueiros.

(Jornal do Centro - N.º 384 de 24.07.2009)

Gonçalo Nuno Touro Mateus de Mendonça e Prada, 21 anos, solteiro. Natural de Cedofeita, Porto e residente na Quinta da Longra, Viseu. O funeral realizou-se no dia 17 de Julho, pela 16.00 horas, para o cemitério de velho de Viseu. Cândida Judite Marques da Cruz, 72 anos, solteira. Natural e residente em Mosteiro de Fráguas. O funeral realizou-se no dia 18 de Julho, pelas 15.30 horas, para o cemitério local.

2ª Publicação

Maria Adelaide Castilho, 94 anos, solteira. Natural de Paredes da Beira, S. João da Pesqueira e residente na Quinta do Seminário, Centro Pastoral de Viseu. O funeral realizou-se no dia 20 de Julho, pelas 15.30 horas, para o cemitério novo de Viseu. Agência Funerária Balula, Lda Viseu Tel. 232 437 268 João Loureiro, 81 anos, casado. Natural e residente em Fragosela. O funeral realizou-se no dia 19 de Julho, pelas 16.00 horas, para o cemitério local. Agência Funerária D. Duarte Viseu Tel. 232 421 952 Manuel Gomes Ferreira, 86 anos, casado. Natural de Barreiro, Viseu e residente em Viseu. O funeral realizou-se no dia 22 de Julho, pelas 15.30 horas, para o cemitério novo de Viseu. Maria Marques Simões, 95 anos, viúva. Natural de S. Cipriano e residente em Canelas. O funeral realizou-se no dia 23 de Julho, pelas 18.00 horas, para o cemitério de S. Cipriano. Agência Funerária de Figueiró Viseu Tel. 232 415 578 (Jornal do Centro - N.º 384 de 24.07.2009)

(Jornal do Centro - N.º 384 de 24.07.2009)


tempo: sol

JORNAL DO CENTRO 24 | JULHO | 2009

Hoje, dia 24 de Julho, sol. Temperatura máxima de 23ºC e mínima de 16ºC. Amanhã, dia 25 de Julho, sol. Temperatura máxima de 26ºC e mínima de 16ºC. Domingo, dia 26 de Julho, sol. Temperatura máxima de 26ºC e mínima de 17ºC. Segunda, dia 27 de Julho, sol. Temperatura máxima de 25ºC e mínima de 17ºC.

Impresso em papel que incorpora 30 por cento de fibra reciclada, com tinta ecológica de base vegetal

∑agenda Sexta 24 S. Pedro do Sul

∑ A Livraria/Café “Sabores do Livro”, apresenta pelas 21h30, “Encontros de Astronomia”, moderado por Alberto Correia e Hermínio Gonçalves,

Sábado 25 Viseu

∑ A Rota de Corvos, Santos-Êvos, tem concentração marcada às 17h30, junto ao café Rodrigues e café Tozé S. Pedro do Sul

∑ Festejo do 9º centenário do nascimento de D. Afonso Henriques, com jantar às 19h30, no Hotel Rural Villa do Banho

Domingo 26 S. Pedro do Sul

∑ Realização da Rota do Romeiro durante a madrugada, seguida pela festa de São Macário no fim do percurso Mangualde

∑ Comemoração do Dia dos Avós, pelas 14h00, na mata do Palácio dos Condes de Anadia. Para avós e netos residentes no concelho.

Publicidade

Olho de Gato

Festival de Gastronomia dá a conhecer o Douro

http://twitter.com/olhodegato

Joaquim Alexandre Rodrigues joaquim.alexandre.rodrigues@netvisao.pt

Decência

Iniciativa ∑ Turismo do Douro cria primeiro programa de transferes/táxi para turistas A cidade de Lamego recebe, até dia 26, o I Festival de Gastronomia do Douro, um certame organizado pela HTDouro, pela Associação de Empresários de Hotelaria e Turismo do Douro e pela autarquia de Lamego. O objectivo da iniciativa é dar a conhecer a gastronomia de Lamego, Régua, Tarouca, Moimenta da Beira e Armamar, bem como promover os produtos tradicionais e o artesanato da região do Douro. No evento estarão presentes três restaurantes e 11 empresas e colectivas. Açorda de bacalhau e couve trouxa, milhos com carne de vinha d’alhos, carpaccio de rosbife com molho de espargos são alguns

FESTA DA SARDINHA E DA CERVEJA A Festa da Sardinha e a Festa da Cerveja, organizada pela Associação Comercial do Distrito de Viseu, realiza-se hoje, dia 24. A partir das 19h30, cerca de 10 restaurantes aderentes da zona histórica irão servir o tradicional prato gastronómico. À semelhança da Festa do Rancho o trânsito também ficará cortado até às 22h00. A Festa da Cerveja irá decorrer tanto no centro histórico como no Mercado 2 de Maio.

dos pratos que os visitantes podem experimentar na Avenida Dr. Alfredo de Sousa. Ta m b é m o s d o c e s conventuais serão uma atracção do certame. A organização preparou ainda um variado conjunto de actividades de animação centradas na cultura e na música tradicional da região. A partir de hoje, dia 24, o recinto abre ao público às 12h00 e encerra à 1h00. O autarca de Lamego, Francisco Lopes, acredita que o I Festival de Gastronomia do Douro tem uma elevada importância “para mostrar a cultura local e o Douro num só todo”.

Publicidade

A O evento conta com a participação de três restaurantes Parceria. Associandose às várias iniciativas que irão decorrer este fim-desemana na região, o Turismo do Douro criou o primeiro programa de transferes/táxi para turistas e visitantes entre Lamego, Régua e Vila Real. O Turismo do Douro irá disponibilizar dois autocarros gratuitos a todos os visitantes.

O circuito será feito entre as 9h00 e as 22h00 com paragem em Lamego junto à Avenida Dr. Alfredo de Sousa, no Peso da Régua, na Estação de Caminhosde-ferro e em Vila Real Junto ao Cabanelas/Rodonorte. Ana Filipa Rodrigues Ana.rodrigues@jornaldocentro.pt

Nesta legislatura, em matéria de luta contra a corrupção e defesa da ética política, o parlamento foi mais lento do que couves a crescerem numa horta. Que o diga João Cravinho deixado pelos seus pares a falar sozinho. Reconheça-se que há gente na assembleia da república, em todos os partidos, que se dedica à defesa do interesse público com brio e com brilho. Mas as coisas na casa da democracia não estão bem. Conforme contas feitas pelo Correio da Manhã, metade dos deputados exerce o seu mandato em part-time, recebendo dinheiro de outras proveniências. Alguns deputados de topo abicham consultorias de topo, alguns deputados do meio da tabela ficam-se por avenças de meio da tabela e alguns dos de baixo pretendem subir nesta cadeia alimentar. Que fazer para acabar com este pântano? Exclusividade obrigatória aos deputados? Se as coisas continuarem como estão, para lá temos de ir. Para já, ajudava os deputados terem algum auto-controle. No início deste mês, num plenário de militantes, mesmo perante o evidente desconforto dos vips do PS-Viseu, defendi que os deputados eleitos pelo PS deviam assumir o seguinte compromisso: durante o período em que estão na AR, não recebem dinheiro de empresas ou grupos económicos que recebam fundos públicos, nem mesmo em situações permitidas na lei. Assim mesmo. Um compromisso de decência. Sem ser preciso escrever isso em letra de lei. Ao fim e ao cabo, o mesmo aconteceu com as bicandidaturas. O PSD e o PS acabaram com as candidaturas simultâneas. O que impediu que uma mesma criatura seja candidata a deputado e a presidente da câmara não foi nenhuma lei. Foi a decência. E chegou.

Jornal do Centro - Ed384  

Jornal do Centro - Ed384

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you