Page 1

Filiado

à:

Ano VII Nº 59 FEVEREIRO/2013 - Edição válida até 20/03/2013 R$ 1,50 Fone: (64) 3661-1940 - e-mail: jornalcentrooeste@brturbo.com.br FOTO: CONTATO 10

Presidente da Câmara, vereadora Flávia, recebeu o prefeito Agenor Rezende em sessão solene

Mais de 200 matérias estão em tramitação na Câmara A Câmara Municipal de Mineiros, em sessão solene realizada dia 15/02, deu o pontapé inicial para os trabalhos da legislatura 2013 – 2016. Presidida pela vereadora Flávia Resende Oliveira Vilela e com presença de todos os parlamentares, a sessão contou com a participação do prefeito Agenor Rezende, que falou sobre as dificuldades que vem enfrentando e as prioridades para o início de sua gestão. No período de 18 a 22 foram realizadas as primeiras sessões ordinárias, com a apresentação de mais de 200 matérias e eleição de cinco comissões parlamentares. (PÁGINAS A-3 E A-4)

Semarh realizará seminário de recursos hídricos FOTO: AGECON - GO

Deputado federal e secretário Leonardo Vilela

Será realizado em abril próximo o I Seminário Estadual de Recursos Hídricos, pela Secretaria do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos. Outro grande projeto anunciado pela Semarh é a reestruturação dos Parques Estaduais. O secretário Leonardo Vilela informa que uma importante parceria está sendo firmada com o Sebrae-GO, para desenvolvimentos dos projetos. (PÁGINA B-4)

Katia Abreu reivindica para o setor agropecuário FOTO: CNA

Reivindicações foram entregues ao ministro Mendes Ribeiro

Em reunião com o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Mendes Ribeiro, dia 19/02 em Brasília, a senadora e presidente da CNA, Kátia Abreu, fez várias reivindicações para o setor que representa, dentre elas a tipificação de carcaças, sanidade agropecuária, Plano Agrícola e Pecuário 2012/2013 e parceria para realização de um seminário na China. (PÁGINA A-7) FOTO: SECOM - MT

Governador Silval Barbosa garantiu ao prefeito Maia Neto pavimentação para breve

Pavimentação da rodovia MT-100 O governador de Mato Grosso, Silval Barbosa, garantiu ao prefeito de Alto Araguaia, Maia Neto, que até o mês de maio iniciará a pavimentação da rodovia MT-100, no trecho até o município de Ponte Branca. A obra é uma antiga reivindicação de prefeitos e produtores rurais de Alto Araguaia, Araguainha, Ponte Branca, Ribeirãozinho, Torixoréu, Barra do Garças, Araguaiana, Cocalinho, dentre outros municípios da região. (PÁGINA A-5)

Dilma conclama luta contra a miséria Por incrível que pareça, a maior dificuldade encontrada pela presidente Dilma Rousseff na implantação do maior programa de inclusão social do país, talvez do mundo, o Bolsa Família, tem sido localizar nos municípios e estados pessoas em extrema pobreza e cadastrá-las. A presidente, por diversas vezes em seus pronunciamentos, tem conclamado o apoio dos prefeitos e governadores. O Ministério do Desenvolvimento Social estima que aproximadamente 700 mil famílias estejam ainda em situação de pobreza extrema e precisam ser localizadas. (PÁGINA A-2)

Presidente Dilma, apoio para cadastrar carentes no Bolsa Família

Goiás intensifica ações contra a Dengue FOTO: RODRIGO CABRAL

O governador Marconi Perillo entregou nas últimas semanas do mês de fevereiro 56 leitos de atendimentos para pacientes com Dengue. Esta é mais uma resposta à epidemia de dengue vivida pelo Estado, já que de 30 de dezembro do ano passado ao dia 16 de fevereiro último já foram confirmados 32.882 casos da doença em Goiás. (PÁGINA A-3)

Entrega de 22 leitos no HDS. Goiás entra na luta contra a dengue

Força que move o mundo As redes sociais são hoje a força que move o mundo. Em termos de importância, a revolução digital só perde para a revolução industrial. As redes sociais influenciam em aspectos importantes e chega a ser difícil imaginar nossa vida sem elas. A exemplo do que acontece no mundo, Mineiros está conectada. (PÁGINA B-1)

Querido Colégio Deputado José de Assis Quem em Mineiros não alisou as carteiras do Colégio Estadual Deputado José Alves de Assis? Por certo, poucos. Com participação efetiva no desenvolvimento educacional de centenas, talvez milhares, de alunos mineirenses e de cidades próximas, o querido colégio chega aos 42 anos de criação, merecendo o carinho e atenção do jornal Centro-Oeste. Na verdade, a história da escola funde-se com a própria história do município. Pois, há 72 anos, nos idos de 1951, aconteceu a primeira reunião da “Comissão de Construção do Ginásio Santo Agostinho”, dirigido por vários anos pelas Irmãs da Sagrada Família e, que, depois, deu origem à criação do Colégio Estadual. (PÁGINA B-2)

Pratique esporte corretamente O sedentarismo causa sérios problemas à saúde humana e por isso é considerado um dos grandes males do mundo moderno. Indiscutivelmente, provoca queda de performance tanto no aspecto individual, quanto social e profissional. O sedentarismo é responsável pelo stress, pela obesidade e também pelo aumento da incidência de doenças coronarianas. A única forma de combatê-lo é através do exercício físico, mas alguns cuidados precisam ser tomados para que os resultados sejam melhores. (PÁGINA B-3)

ARTIGO

Aprendendo com a dor

“Sofrer é o mesmo que purificar. Só conhecemos verdadeiramente a essência das coisas à medida que as purificamos. O mesmo acontece na nossa vida. Nossos valores mais essenciais só serão conhecidos por nós mesmos se os submetermos ao processo da purificação...” Padre Fábio de Melo (PÁGINA B-3)


A-2 POLÍTICA

FEVEREIRO/2013 Edição válida até 20/03/2013

Dilma: “Ampliação do Brasil sem Miséria é fato histórico” Cerca de 2,5 milhões de pessoas cadastradas no Bolsa Família vão receber complemento para ultrapassar a renda de R$ 70 por pessoa

A VIVA A CRISE! Um homem levava uma vida sofrida na beira da estrada. Certo dia teve uma ideia: - Vou vender cachorro quente! Não tinha rádio, e, por deficiência de vista, não podia ler jornais. Em compensação, sabia fazer um bom cachorro quente. Colocou um cartaz na beira da estrada anunciando a mercadoria e ficou ali, gritando quando alguém passava: - Olha o cachorro quente especial, o melhor do Brasil!... E as pessoas paravam e compravam. Com isso, aumentaram os pedidos de pães e salsichas. Ele construiu então uma bela mercearia. Animado mandou buscar o filho recém-formado em Administração para ajudá-lo a tocar o negócio, e alguma coisa aconteceu. O filho chegou e foi logo dizendo: - Pai, o senhor não tem ouvido rádio? Não tem visto televisão? Não tem lido jornais? O mundo

está vivendo uma crise muito séria, a situação internacional é perigosíssima e o Brasil vai ser afetado. Não é hora de investir... Ao invés de pregar as qualidades do cachorro quente produzido pelo pai, o rapaz falava de crise, crise e mais crise. Dormia e acordava proclamando dificuldades e temendo o amanhã. As vendas pararam de crescer e, com o tempo, foram caindo... O pai pensou: - Meu filho esta certo, estudou na faculdade e sabe o que está dizendo. Estamos mesmo entrando nesta tal de crise. E então reduziu os pedidos de pães e salsichas, tirou o cartaz da beira da estrada e não ficou mais ali, apregoando o melhor cachorro quente do Brasil. E os clientes sumiram imaginando que ele tinha fechado o negócio...

presidenta Dilma Rousseff disse durante o programa “Café com a Presidenta”, dia 25/02, que a ampliação do Programa Brasil sem Miséria é um fato histórico que superou prazos e metas. Com as mudanças, cerca de 2,5 milhões de brasileiros cadastrados no Bolsa Família vão receber complemento para ultrapassar a renda de R$ 70 por pessoa, considerado o patamar que supera a linha da extrema pobreza. “Isso significa que viramos uma página, uma página decisiva de uma longa história de exclusão social e agora nós damos mais um passo para construir um Brasil sem miséria”, avaliou Dilma. No programa ela lembrou que desde o ano passado, famílias com crianças de até 15 anos já tinham direito ao benefício de R$ 70 por pessoa. “O enorme sucesso do Brasil Carinhoso nos mostrou o caminho: que era possível e que podíamos avançar ainda mais e

FOTO: contato 10

O prefeito Agenor Rezende convidou e o sub-tenente PM, João Batista Nogueira (o popular maestro João da Harpa), aceitou o convite para assumir a Superintendência Municipal de Trânsito (SMT) de Mineiros. João da Harpa (foto) também acumulará o cargo de Secretário Municipal de Cultura e Turismo, cuja pasta ainda estava sem titular. Vale lembrar que ele foi o primeiro maestro e grande responsável pela criação da Banda Municipal Brasilino Alves de Oliveira.

Prejuízo no campo

FOTO: contato 10

O presidente do Sindicato Rural de Mineiros, Fernando Carvalho Mendonça (foto), assumiu a entidade com um grande desafio: Lutar sem trégua junto aos órgãos públicos, Prefeitura e Estado pela recuperação das estradas rurais, num período de muita chuva e colheita da safra. É visível o esforço e a angústia do presidente, sobretudo ao ver que em várias lavouras os produtores já amargam com os prejuízos, pois não têm estradas para transportar o que plantou. Segundo Fernando Carvalho a Prefeitura de Mineiros possui hoje uma frota de caminhões e máquinas muito pequena, além de velha, para atender todo o município. Buscou então apoio junto a AGETOP, que demonstrou não ter como atender os produtores de Mineiros na forma emergencial que a situação requer.

A Prefeitura Municipal licitou, dia 26/02, as obras para conclusão de duas creches no setor Cidade Jardim. Uma das creches, modelo Pró-Infância, “Tipo C”, estará localizada na Avenida João de Carvalho – Quadra 01 e será construída sobre a responsabilidade de HMN Comércio e Serviços Ltda. A área a ser construída é de

EXPEDIENTE

anos de idade, com capacidade máxima para 220 estudantes. Nesta obra a vencedora do processo licitatório é a empresa JC Construções Ltda., que será responsável pela edificação. As obras tinham sido paralisadas devido ao não cumprimento das cláusulas contratuais pela empresa vencedora da última licitação. Agora, com as licita-

Grupo Citro5 busca expansão comercial Recentemente o empresário Junior da Citro5, acompanhado pelos diretores da empresa: Sirley Madureira (Comercial), Márcio Gomes (Geral) e Gutemberg Oliveira (T.I. e Negócios), estiveram em Belo Horizonte consolidando parcerias e buscando novos produtos para agregar

a marca Poizé. Na oportunidade, acertaram as bases para participação do Grupo Citro5 em um novo eixo de mercado, que é a importação de produtos. Foram mantidos contatos com o quarto maior importador do país e, em breve, o resultado desta parceria estará beneficiando

os consumidores das empresas do grupo, pois ao eliminar intermediários, produtos de qualidade poderão ser adquiridos por preços ainda menores. É o Grupo Citro5 rompendo as fronteiras brasileiras e trabalhando para atender cada vez melhor seus clientes.

Otoni visita interior goiano No mês de janeiro foi dada a largada ao início do projeto “Goiás de todos nós -2013”. O projeto faz parte do Mandato Popular do deputado federal Rubens Otoni, na qual o parlamentar, por meio de visitas, busca consolidar parcerias com representantes dos poderes Legislativo e Executivo municipais, visando à valorização das lideranças locais e sua integração numa corrente de desenvolvimento para o estado, independente de cor partidária. Rubens Otoni ressalta que seu interesse é trabalhar pelos

Goiás

Diretora Administrativa Glória Elaine Moraes Preto Editora Paula Regina Santos Rodrigues

Representação Comercial

Revisão Pite Rezende

564,50m², atendendo crianças de 0 a 3 anos, com capacidade para 120 alunos. O valor da licitação é de R$ 686.612,25. A outra obra está orçada em R$1.101.788,69, referente à creche também modelo Pró-Infância, mas do “Tipo B”, situada na Rua Leomar Ferreira de Melo – Quadra 01, e que atenderá crianças de 3 a 5

O prefeito de Chapadão do Céu, Rogério Graxa, demonstra no início de sua gestão que aposta no turismo de eventos, fortalecendo o comércio, movimentando a cidade e atraindo pessoas de diversos estados. Após o sucesso do carnaval de rua, que teve repercussão regional, ele anuncia a realização da etapa MotoCross Chapadão do Céu, numa parceria entre a Prefeitura e a Federação Goiana de Motocross. A Secretaria Municipal de Turismo, Cultura, Desporto e Juventude já ultima os preparativos do evento, que abrirá o Campeonato Goiano de 2013, com a participação de pilotos goianos e de outros estados.

Mineiros (matriz) Rua 8, nº 135 - Setor Machado CEP: 75830-000 - Mineiros-GO - Fone/Fax: (64) 3661-1940 jornalcentrooeste@brturbo.com.br

Diagramação Rodrigo T. Martins

Dilma, é localizar pessoas que vivem na extrema pobreza e que ainda estão fora do cadastro único. A estimativa do governo federal é de que 700 mil famílias vivam nesta situação e não recebam benefício algum. “Vencemos a pobreza extrema visível e agora vamos atrás da pobreza extrema invisível, aquela que teima em fu-

Motocross em Chapadão do Céu

Notícias

Diretor Presidente Fernando Brandão

garantir a todas as famílias brasileiras que recebem o Bolsa Família uma renda de pelo menos R$ 70 por pessoa, tirando-as da chamada pobreza extrema”, lembrou. Com a ação, o governo considera que terá retirado da miséria cerca de 22 milhões de pessoas desde 2011. O próximo passo, segundo

Licitadas empresas que irão concluir creches no Cidade Jardim

FILIADO À: Integração regional

Presidente conclama apoio dos municípios e estados no cadastramento de famílias carentes

gir dos nossos olhos e dos nossos programas sociais”, destacou. “Contamos com a valiosa parceria das prefeituras e dos estados para percorrer as periferias das grandes cidades, as comunidades ribeirinhas e extrativistas lá na Amazônia, procurar no Semiárido do Nordeste e, no Nordeste em geral, nas áreas rurais e em todos os cantos desse enorme país, identificando as pessoas em situação de extrema pobreza e dando a elas o acesso a todas as ações do Brasil sem Miséria”, completou. Segundo o Ministério do Desenvolvimento Social, esse incremento custará aproximadamente R$ 770 milhões este ano, elevando o orçamento do Bolsa Família em 2013 para R$ 24 bilhões. Apesar de eliminar a pobreza extrema das famílias cadastradas, o ministério estima que aproximadamente 700 mil famílias estejam nessa condição e precisem ser localizadas. (Agência Brasil)

JATAÍ-GO

FOTO ILUSTRATIVA

João da Harpa comandará cultura e trânsito

FOTO: AGÊNCIA BRASIL

São Paulo

AGROMÍDIA (Caderno Agronegócio) Rua Barão do Triunfo, 464, 6º Andar, Cj. 61 - São Paulo - SP CEP: 04602-001 - Fone: (11) 5092-3305 - Fax: (11) 5092-3153 agromidia@terra.com.br As opiniões emitidas em matérias, cartas e colunas assinadas não correspondem necessariamente à opinão do jornal.

municípios. “Independente de questões partidárias ou de apoio político, venho aqui me colocar à disposição para ajudar. Não sou deputado apenas para o PT e nem apenas para aqueles que votaram em mim. Sou deputado para o povo de Goiás e é por isso que não tenho dificuldade de firmar uma parceria produtiva com os prefeitos e com os vereadores”, afirmou.  Durante a edição do projeto o deputado federal já visitou prefeituras, câmaras e vistoriou obras do Governo Federal no interior goiano. Mais de 20 municípios

Já está funcionado nesta cidade a CASA LAVANDERIA, que iniciou suas atividades recentemente, com serviços que podem facilitar sua vida: lava e passa sua roupa pessoal, de cama, mesa e banho; lava, inclusive, calçados e tapetes; e se encarrega também de pequenos reparos em roupas, como pregar botões, colocar zíper, fazer barras, dentre outros.

Rubens Otoni reuniu com lideranças de Mineiros

goianos já foram visitados em fevereiro pelo deputado federal. Dentre eles, o petista esteve nos municípios da região sudoeste do estado: Rio Verde, Mineiros, Perolândia, Jataí, Maurilândia e Porteirão. (Assessoria de Comunicação).

ções já realizadas, a Prefeitura promete agilizar o processo para que as empresas comecem as construções, que serão findadas no prazo previsto de oito meses. Ambas as construções possuem verbas conjuntas entre Governo Federal e Prefeitura Municipal. As creches atenderão a moradores do bairro Cidade Jardim e região. (Rogério Rodrigues)

JOGO RÁPIDO... 4 D u v i d a q u e m pensa que o ex-governador Iris Rezende (PMDB) pendurou as chuteiras para a política. Há quem garanta que ele sonha em enfrentar novamente Marconi Perillo nas urnas, em mais uma disputa ao Governo do Estado. 4 A deputada federal Iris Rezende incluiu o nome dos prefeitos Agenor Rezende (Mineiros) e Humberto Machado (Jataí) na lista do PMDB como nomes em potencial para disputar o Governo do Estado. 4 Ganha destaque o carisma e a desenvoltura política da Primeira Dama do Estado, Valéria Perillo, nos eventos que participa. Tem potencial político e é um trunfo do PSDB. 4 O deputado federal Leonardo Vilela (PSDB) confirmou recentemente que vai postular a reeleição. Atualmente, Leonardo comanda com sucesso a Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Estado de Goiás. 4 Nos bastidores políticos de Mineiros são tidas como certas as postulações do empresário Junior Citro5 e da médica Ivane Mendonça à Assembléia Legislativa de Goiás.

Aguardamos sua visita, à Terceira Avenida, n. 32 – Centro – Mineiros-GO. FONE: (64) 3661-6176


A-3

POLÍTICA

FEVEREIRO/2013 Edição válida até 20/03/2013

Luta contra a dengue em Goiás Governador Marconi Perillo inaugura 56 novos leitos de atendimentos para pacientes com dengue na capital

C

om os 22 leitos inaugurados dia 26/02 no Hospital de Dermatologia Sanitária (HDS), soma-se 56 inaugurados somente uma semana pelo Governo do Estado. Com investimentos de R$ 250 mil do Tesouro Estadual, os novos leitos deverão, segundo o diretor da Unidade, Wolf Moreira, entrar em funcionamento imediatamente. De acordo com a Secretaria da Saúde, a inauguração dos leitos no HDS é mais uma resposta à epidemia de dengue vivida pelo Estado, já que de 30 de dezembro do ano passado ao dia 16 de fevereiro último já foram confirmados 32.882 casos da doença em Goiás. Os novos leitos serão regulados pelo telefone 0800 646 1560 do SUS e terão como finalidade melhorar o atendimento prestado aos pacientes com dengue. Em coletiva à imprensa o governador Marconi Perillo afirmou que o Ministério da Saúde solicitou ao secretário Faleiros e ao Governo de Goiás a viabilização de 100 leitos para apoio às vítimas da dengue, já que houve uma epidemia de dengue esse ano. “Já conseguimos viabilizar 56 leitos, 34 deles no Huapa, em

Aparecida de Goiânia e 22 aqui no HDS”, esclarece. Segundo ele, o secretário está avaliando com o MS a necessidade de completar os 100 leitos, já que houve uma espécie de arrefecimento da dengue nos últimos dias. “De qualquer forma, se for necessário, nós vamos chegar aos 100 leitos solicitados porque a preocupação máxima do Governo do Estado é criar condições para que as vítimas sejam recuperadas e possam sair da doença com vida e saúde”, afirma o governador. Ainda segundo o governador, outras políticas estão sendo adotadas pelo governo e pela Secretaria da Saúde, especialmente no que se refere a políticas preventivas. “Nós temos hoje campanhas massivas e maciças de conscientização da população em relação ao papel que ela deve exercer para que problemas em relação à dengue sejam evitados”. Atendimento prestado pelo Estado Quanto ao atendimento prestado, Marconi afirma que o Estado tem sim condições de atender às demandas. “Temos condições de atender às demandas e rapidamente fizemos a nossa parte,

FOTO: RODRIGO CABRAL

Governador Marconi Perillo durante entrega de novos leitos

pelo menos em parte daquilo que nos foi solicitado”. O governador lembrou ainda que o pleito do MS não foi dirigido apenas ao Governo Estadual, mas também às prefeituras e que as devidas providências foram tomadas de forma muito rápida. “Nós já tomamos as devidas iniciativas; na última sexta-feira estávamos em Aparecida de Goiânia e hoje, quatro dias depois, estamos aqui, ou seja, as providências estão sendo tomadas, rapidamente, para que a população seja bem atendida.” Mais reformas para o HDS “Com certeza haverá mudanças significativas aqui nos próxi-

mos meses e nos próximos anos, já que pela reestruturação da Secretaria da Saúde, este hospital foi colocado sob a Jurisdição do Crer”. De acordo com o governador, o fato de estar jurisdicionado ao Crer fará com que a Secretaria da Saúde tenha mais facilidades para agilizar os processos de reconstrução de todos os prédios que compõem a unidade e trará melhorias em relação à aquisição e manutenção de equipamentos. “Eu não tenho dúvidas de que esse hospital, dentro de pouco tempo, terá condições de atendimento muito parecidas às que são praticadas hoje pelo Crer”, concluiu.

Saúde intensifica ações Secretaria Estadual de Saúde (SES) está desenvolvendo uma série de ações com parceiros para reduzir o número de casos de dengue em Goiás. Segundo a Gerente de Vigilância Epidemiológica de Doenças Transmissíveis da SES, Huilma Alves, estão sendo realizadas ações em parceria com os municípios através de supervisões integradas. “A gente tem uma equipe que vai ver a situação do município e faz as orientações pertinentes [à população] e dá o apoio necessário”. Há a distribuição de material educativo, além de palestras e capacitação de técnicos. A Gerente ressalta que há a distribuição de insumos farmacêuticos como soro e analgésico, quando algum município necessita desse apoio. Ela também informa que recentemente foi realizada uma reunião com representantes da Secretaria de Saúde do Distrito Federal na tentativa de controlar o aumento de casos da doença. “A gente definiu que faremos mutirões em algumas cidades todo final de semana com

entrega de panfletos e manejo ambiental”. O objetivo é que com este apoio haja a continuidade das ações pela população. É necessária a participação de toda população na mobilização para eliminar os focos do mosquito. As medidas são simples e devem ser praticadas diariamente. “A gente conclama a população para que cuide de seus quintais, evitando qualquer objeto que possa acumular água, que possa servir de criadouro. A ajuda popular é primordial para que a gente reduza o número de casos”, enfatiza Huilma. O Boletim Epidemiológico da dengue é divulgado toda quinta-feira no site da SES. Os últimos dados revelam que são mais de 32 mil casos em Goiás do período de 1º de janeiro a 16 de fevereiro deste ano, um aumento de 433% em relação ao mesmo período do ano passado. “Nós temos 20 óbitos em investigação. Estamos fazendo um trabalho intensificando as ações para diminuir os números de casos, assim como possíveis óbitos por dengue”, conclui Huilma.

MINEIROS-GO

Legislativo inicia atividades Em movimentada sessão solene e com o plenário lotado, a Câmara Municipal de Mineiros iniciou, dia 15/02, as atividades da Legislatura 2013 – 2016. Conduzida pela presidente da Casa, vereadora Flávia Resende Oliveira Vilela, a sessão contou com a presença dos 15 vereadores e a participação do prefeito Agenor Rezende, cumprindo determinação da Lei Orgânica do Município, que convoca o chefe do Executivo Municipal a estar presente na sessão solene de abertura dos trabalhos legislativos a cada ano, abrindo espaço para que o mesmo faça uma prestação de contas e apresente suas metas de governo. Falando na abertura da sessão, o prefeito Agenor Rezende assegurou não ser possível apresentar um plano de metas consistente para seu início de gestão, pelo fato de não ter ainda em mãos os números efetivos e reais da economia do município, em relação ao ano de 2012. Ele pontuou as áreas mais críticas da cidade e assegurou que elas vem recebendo de seu governo atenção prioritária, dentre elas a saúde pública e a infraestrutura urbana. Agenor enfatizou que a determinação no seu governo é a de trabalhar incansavelmente,

investindo com responsabilidade e transparência os recursos da prefeitura, em todas as suas ações. Informou que desde o primeiro dia de sua gestão, trabalha no sentido de melhorar a saúde pública e que já é possível verificar avanços no setor, com a melhoria do funcionamento no hospital municipal e postos de saúde. Na área de infraestrutura o prefeito apresentou avanços no que toca ao serviço limpeza pública, com realização de um mutirão, roçagem em terrenos baldios e o início da operação tapa-bucacos no asfalto. Assegurou que, com o fim do período chuvoso, será intensificada a recuperação do asfalto na cidade, com o recapeamento das vias mais afetadas e troca de lâmpadas queimadas, cujo déficit é de cinco mil lâmpadas, segundo levantamento da Prefeitura. A zona rural também receberá atenção especial, garantiu o prefeito, com a aquisição de uma nova frota de caminhões e máquinas, que dará assistência permanente na recuperação e manutenção das estradas. Agenor revelou que muitas pontes caíram na zona rural e que a Prefeitura conta com os produtores visando reconstruí-las.

FOTO: CONTATO 10

Câmara Municipal de Mineiros é composta por 15 parlamentares

Presidente Flávia destaca avanços Após ouvir a fala de Agenor Rezende e dos vereadores, a presidente Flávia Resende Oliveira Vilela fez questão de desejar ao prefeito sucesso em sua gestão, propondo uma parceria de trabalho harmoniosa e produtiva entre os poderes Executivo e Legislativo, sobretudo na realização de ações em benefício do município e seus habitantes. Flávia observou a determina-

Cyro Miranda recebe homenagens ao assumir a presidência da Comissão de Educação A Comissão de EduÉ um presente saber que cação (CE) elegeu, por poderei contar com uma aclamação, dia 27/02, os vice-presidente da estatura da senadores Cyro Miranda senadora Ana Amélia, par(PSDB/GO) e Ana Améceira e companheira  atuante lia (PP/RS) para presidente em favor das causas e dos e vice-presidente. Após a interesses do Brasil”, afirmou. instalação dos trabalhos, Entre os temas imporCyro disse que a presitantes que serão discutidos dência de uma comissão é pela CE estão o Plano Natarefa que se exerce de for- Senador Cyro Miranda assume cional de Educação (PNE), ma democrática e coletiva. presidência da Comissão de Educação que estabelece metas a serem “Espero contar com os noatingidas pelo país ao longo senso, construído por debates bres pares e com o valoroso dos próximos 10 anos; o detrabalho que tem sido realizado em favor da legitimidade de bate sobre a destinação dos royalpela secretaria da Comissão de cada opinião e dos interesses ties provenientes da produção de Educação para cumprirmos uma maiores do Brasil. Agradeço a petróleo e a atualização da Lei agenda positiva e proativa. Como cada um dos membros desta Rouanet, de incentivo à cultura. Cyro Miranda recebeu elopresidente da CE, desejo ser, Comissão, que nos elegeram, e sobretudo, um mediador, capaz ao meu partido, o PSDB, pela gios de todos os senadores de ajudar a Comissão e todos os confiança depositada para uma presentes à reunião, dos mais pares a confluírem para o bom tarefa de tamanha envergadura. diversos partidos.

ção dos vereadores que, mesmo antes dos início dos trabalhos legislativos, já trabalhavam em busca de benefícios à população. Dentre os exemplos, ela citou visitas dos parlamentares à órgãos públicos, como o hospital municipal, e viagem até Goiânia onde defenderam junto à Secretaria de Segurança Pública e Justiça do Estado, agilidade na implantação de uma unidade do Instituto Mé-

dico Legal (IML) em Mineiros. Ele frisou, também, reuniões com o deputado e Secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Estado, Leonardo Vilela, e outra na Agência Goiana de Transportes e Obras (AGETOP), onde alertaram para o sério problema vivido pelos moradores de três setores que margeiam a GO-341, solicitando a instalação de lombadas

eletrônicas e radares, melhoria na sinalização, a construção de passarelas para pedestres e de um trevo nos cruzamentos das vias públicas com a rodovia. A presidente ressaltou que, assim agindo, nossos parlamentares demonstram muita vontade de trabalhar e que estão antenados com os problemas da cidade. Leia mais sobre o trabalho dos vereadores na página A-4.

Não estresse. Viva Tranquilo. Nós cuidamos da burocracia para você.

Sexta Avenida, Qd. 11, Lt 22, Setor Mundinho, Mineiros - GO. Fones: (64) 3661-4418, 3661-6391, 3661-5599 E-mail: arno@arnocontabilidade.cnt.com.br


A-4

POLÍTICA

FEVEREIRO/2013 Edição válida até 20/03/2013

MINEIROS – GO

Mais de 200 requerimentos estão em tramitação na Câmara Municipal Início dos trabalhos na Câmara Municipal de Mineiros foi marcado pelo grande volume de matérias apresentadas e a eleição das comissões parlamentares A abertura das sessões ordinárias da Câmara Municipal de Mineiros, para a legislatura 2013 – 2016, foi marcada pela atuação intensa dos 15 vereadores que fazem parte da casa. Mais de 200 requerimentos estão em tramitação e devem ir

a plenário nas próximas sessões ordinárias de março, que serão realizadas de 11 a 13 de março, sempre às 16:00 horas. Veja abaixo os requerimentos discutidos e aprovados nas sessões ordinárias de fevereiro e seus respectivos autores.

Beatriz Carvalho Borges Delben: 4 Solicita que a Prefeitura Municipal realize a transferência da Estação Rodoviária para as proximidades do Ipê Shopping. 4 Requer que a Prefeitura adquira um veículo modelo Van para transportar e atender pacientes que precisam se deslocar até a cidade de Rio Verde para fazerem hemodiálise. Edmar Ferreira de Andrade: 4 Peticiona que o Poder Executivo faça repasse no valor de R$ 15 mil à 7ª CIPM para pagamento de horas extras aos policiais. Jeane Rezende Freitas Moreira: 4 Requer que a Prefeitura realize pavimentação em todas as vias públicas do Setor Cruvinel. 4 Sugere que a Prefeitura construa estacionamento subterrâneo na Praça Deputado José Alves de Assis. 4 Reivindica instalação de um Centro de Hemodiálise em Mineiros. José Sávio Costa: 4 Requer que seja realizado um amplo projeto de ampliação e adequação do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE). 4 Pede a implantação de novos filtros na Estação de Tratamento de Água da cidade, visando à melhoria da qualidade da água fornecida pelo SAAE. 4 Solicita aquisição de um veículo para o SAAE. 4 Sugere que a Prefeitura contrate um médico oncologista. 4 Reivindica que a Prefeitura pavimente todas as ruas do Setor Cruvinel. Washington Luiz Alves da Costa: 4 Requer que a Prefeitura autorize aumento da gratificação, insalubridade e aquisição de EPI – Eq. Proteção Individual, para os agentes de endemias.

Criadas as comissões parlamentares Adão Oliveira Lima (PPS)

Beatriz Carvalho Borges Delben (PSDB)

Edmar Ferreira de Andrade (PP)

Ernesto Vilela Rezende (PMDB)

Fernando Costa Lima (PPS)

Flávia Resende Oliveira Vilela (PSDB)

Gervanir Rodrigues de Rezende (PR)

Jeane Rezende Freitas Moreira (PMDB)

José Sávio Costa (PMDB)

Marcelo Rezende do Vale (PSDB)

Marcelo Timo Machado (PT)

Paulo Advíncula da Cunha (PSDB)

Renato Vasques de Souza (PMDB)

Sílvio Azarias de Oliveira (PSDB)

Washington Luis Alves Costa (PPS)

Nas sessões de fevereiro a atenção dos parlamentares estiveram voltadas também à aprovação das cinco comissões parlamentares. Veja quais são os representantes de cada uma e suas atribuições. COMISSÃO DE CONSTITUIÇ ÃO, JUSTIÇ A E REDAÇÃO: Sua função é a de deliberar sobre os processos legislativos que tramitam na Câmara, dando pareceres sobre os aspectos constitucional, legal e jurídico, gramatical e lógico. Presidente – Renato Vasques de Souza Vice-presidente – Adão Oliveira Lima Membra – Beatriz de Carvalho Borges Belben CO M I S S ÃO D E F I NANÇAS, ORÇAMENTO E ECONOMIA: Manifesta-se sobre matérias do ponto de vista financeiro, tributário, econômico e orçamentário. Presidente – Gervanir Rodrigues de Rezende Vice-presidente – Paulo Advíncula da Cunha Membro – José Sávio Costa COMISSÃO DE EDUCAÇÃO, CULTURA, LAZER, ESPORTE, MEIO AMBIENTE, SAÚDE E ASSISTÊNCIA SOCIAL: Sua função é a de deliberar sobre assuntos relativos a educação, ensino, arte, patrimônio histórico, recreação, esporte, bem-estar, ecologia, poluição, conservação do solo

e de áreas verdes, preservação das nascentes e mananciais, proteção do meio-ambiente, saúde pública, higiene, assistência social pública e ao funcionalismo municipal. Presidente – Marcelo Timo Machado Vice-presidente – Jeane Rezende Freitas Moreira Membro – Paulo Advíncula da Cunha COMISSÃO DE OBRAS, SERVIÇOS PÚBLICOS E URBANISMO: Compete deliberar sobre assuntos pertinentes a realização de obras e serviços prestados pelo Município, a permissão, a concessão e uso, a fruição e o gozo dos mesmos, bem como sobre tudo o que se referir a transportes e comunicações no âmbito municipal. Presidente – Fernando Costa Lima Vice-presidente – Silvio Azarias de Oliveira Membro – Edmar Ferreira de Andrade COMISSÃO DE AGRICULTURA, INDÚSTRIA E COMÉRCIO: Delibera sobre assuntos que enfoquem sobre agricultura, a indústria, o comércio, a pecuária, assuntos rurais, mercado e abastecimento. Presidente –  Edmar Ferreira de Andrade Vice-presidente –  Washington Luiz Alves da Costa Membro – Marcelo Timo Machado

FALA SECRETÁRIO

Carlos Roberto defende ação social mais abrangente Fomentar a nova mentalidade do que é ação social e seu papel na organização comunitária faz parte da nova ideia de gestão que vem sendo desenvolvida pelo Secretário Municipal de Ação Social, Carlos Roberto Oliveira Amorim. “É preciso conscientizar a população que ações sociais são ações coletivas, são projetos sociais que dão oportunidade ao cidadão de ter emprego, renda, sustentabilidade e garantia de melhor qualidade de vida”. Disse ele, em entrevista ao jornal Centro-Oeste. Carlos Roberto adiantou, ainda, que a rede de projetos da pasta está sendo reorganizada dentro desta nova dinâmica. Fala secretário! Você ocupa uma das mais importantes secretarias da Administração Agenor Rezende, a pasta de Ação Social. Um grande desafio, não é mesmo? Carlos Roberto – Isso mesmo. Porque é a área que cuida da natalidade até a mortalidade de usuários que realmente necessitam de ação social. Quais são os principais problemas que afetam a população

nesta área? Carlos Roberto – Considero dois grandes problemas: O primeiro deles é a falta de informação e comunicação a todos os mineirenses do que é uma Secretaria de Ação Social, do que é uma rede social (SUAS – Sistema Único De Assistência Social, ligado ao governo federal) é, ainda, da questão cultural do querer ganhar tudo (assistencialismo), ao invés de promover de fato o cidadão. O segundo deles é a desarticulação dessa rede social que envolve conselhos, município, estado, país (união), iniciativa privada, entidades, pessoas físicas, ou seja, participação de toda a comunidade. Quais são as principais metas do Secretário de Ação Social diante deste quadro? Carlos Roberto – Justamente melhorar ao máximo os dois problemas citados anteriormente: Conscientizar a população que ações sociais são ações coletivas, projetos sociais que dão oportunidade ao cidadão de ter emprego, renda, sustentabilidade e garantia de melhor

qualidade de vida. Ligar essa rede já existente em Mineiros, num planejamento estratégico de combate as desigualdades sociais em todos os aspectos. Há de salientar que o mineirense é altamente solidário, só que essa participação esta desarticulada. Pretendemos então articular e ampliar essa rede social. O que já foi realizado neste início de gestão? Carlos Roberto – Primeiramente tomamos pé da situação da secretaria, tanto no aspecto de estrutura física (precário) e de recursos humanos (mudança no quadro de pessoal), consequentemente arrumar a casa. Inteiramos-nos de todos os projetos existentes e os regularizamos perante o governo federal, sob pena de o município perder recursos financeiros e bloqueios de projetos. Refizemos três conselhos da nossa área: Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS), Criança e Adolescente (CMDCA) e do Idoso (CMI), que estavam vencidos e desativados. Iniciamos todos os projetos sociais, estamos organizando novos projetos, reestruturando

a secretaria e firmando parcerias com diversas instituições sociais. Quais os programas na área de ação social em atividade? Carlos Roberto – Consideramos projetos, todas as ações sociais em Mineiros, então é difícil citar todas. Convidamos a todos a participarem dessa rede. Por parte de projetos municipais e convênios temos o Lar Transitório, a Comunidade Terapêutica Resgatando Vidas, Gestante Saudável, Projovem, Escola Profissionalizante, PETI, Bolsa Família, Beneficio de Prestação Continuada, Renda Cidadã, Conviver, FAMI/ FIMES, Telecentro, CRAS, CREAS, Conselhos Municipais, Conselho Tutelar, Agentes de Proteção, Poder Judiciário, Ministério Público, Cadastro Único, Agricultura Familiar, SENAR, SENAC, PRONATEC, Abrigo Bom Pastor, Abrigo Bezerra de Menezes, (FIMES, FAMA: Projetos Sociais), ações conjuntas com a secretaria de saúde, desporto e educação em vários projetos, além de apoio as instituições sociais (associações, sindicatos, clubes de serviços, igrejas, entidades organizadas e

O mineirense é altamente solidário, só que essa participação está desarticulada. Pretendemos então articular e ampliar essa rede social. Carlos Roberto Oliveira Amorim

empresas privadas), que são dezenas de projetos sociais desenvolvidos por essas instituições. Você quer deixar alguma mensagem especial? Carlos Roberto – Acredito que temos amplas condições de formar essa enorme rede social, desde que mostremos muito trabalho e credibilidade. Queria convidar e convencer que

todos nós somos responsáveis pelas crianças, jovens, adultos e idosos que passam por dificuldades extremas em nossa cidade. Todos têm a oportunidade de participar, através de doações, participando dos conselhos, sendo voluntários por tempo mínimo, realizando serviços e/ou apoiando algum projeto muitas vezes somente com sua presença.


MUNICÍPIOS A-5

FEVEREIRO/2013 Edição válida até 20/03/2013

ALTO ARAGUAIA – MT

SANTA RITA DO ARAGUAIA – GO

Governador Sinval Barbosa reforça compromissos O

município de Alto Araguaia (415 km de Cuiabá) foi o maior beneficiado com a rodada de audiências que o prefeito Maia Neto (PR) teve com o governador de Mato Grosso, Silval Barbosa (PMDB), dias 19 e 20/02, no Palácio Paiaguás em Cuiabá. O assunto mais comemorado na pauta, sem dúvida, foi à reafirmação da presença do governador do Estado no lançamento das obras da MT100 no trecho até Ponte Branca. As obras neste trecho devem começar entre final de abril e início de maio de 2013. Mais do que ajudar no escoamento da produção agrícola e fomento ao turismo na região, a pavimentação da MT-100 representa a interligação direta e a redução do tempo de viagem entre os municípios de Alto Araguaia, Araguainha, Ponte Branca, Ribeirãozinho, Torixoréu, Barra do Garças, Araguaiana e Cocalinho. A vinda de Silval Barbosa para lançar as obras da MT-100 ainda no primeiro quadrimestre do ano representa um novo capítulo na história da região. A última vez que um governador veio ao município lançar empreendimentos foi na inauguração do terminal de cargas da Ferronorte. À época, o Estado era administrado pelo atual senador Blairo Maggi (PR).

FOTO: PREFEITURA DE ALTO ARAGUAIA

Prefeito Maia Neto e o governador Silval Barbosa (esquerda) durante audiência

“Com certeza é um momento histórico para Alto Araguaia e região. O lançamento das obras de pavimentação será um novo marco de desenvolvimento e progresso para todos os municípios”, disse o prefeito. A pavimentação da MT100 colocará a região no centro das atenções, incluindo-a totalmente na rota de grandes investidores, visto que os municípios interligados pela estrada são grandes produtores de grãos, além de dispor de um vasto rebanho bovino. O trecho da MT-100 entre os municípios de Alto Araguaia a Alto Taquari voltou a ser tema durante a audiência nesta quarta. O assunto foi tratado numa ação entre os prefeitos Maia Neto e Maurício Joel de Sá (DEM). Silval reafirmou que

em breve o trecho de 66 km entre as duas cidades receberá obras emergenciais de tapa-buraco. Delegacia Regional permanece O prefeito Maia Neto ainda solicitou ao governador Silval Barbosa a manutenção do funcionamento da Delegacia Regional de Polícia Civil em Alto Araguaia, que atende também os municípios de Alto Garças, Araguainha, Ponte Branca e Alto Taquari. Eram grandes os rumores sobre uma possível transferência da unidade para Rondonópolis, distante 208 km de Alto Araguaia. O prefeito Maia Neto justificou junto ao governador que a permanência da unidade em Alto Araguaia é de importância estratégica em função de

garantir a ordem e a segurança à população. “Esse assunto [de transferência] é dado como encerrado. O governador nos garantiu que a delegacia permanece em Alto Araguaia”, diz Maia Neto. Aterro sanitário é discutido Depois de reuniões técnicas em Alto Taquari e Alto Garças, os prefeitos Maia Neto, Maurício Joel de Sá e Cezalpino Mendes Teixeira Júnior, o Pitucha, de Alto Garças, estiveram com o governador Silval Barbosa para discutir a implantação de aterro sanitário na região. Os prefeitos aproveitaram a ocasião para explanar acerca dos problemas que o lixo produzido nas cidades vem provocando ao meio ambiente por falta de aterro sanitário adequado. Aproveitaram ainda para afirmar que estão empenhados em buscar uma solução. O governador prometeu apoio para implantação do projeto que beneficiará os três municípios. “Os três prefeitos estão envolvidos e conseguiram este projeto. Quem ganha, sem dúvida, é a região”, pontuou o prefeito, acrescentando que a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (SEMA) vai propor a melhor localização para implantação do aterro. (Marcos Cardial – www.altoaraguaia. mt.gov.br)

FOTO: ASCOM/SANTA RITA

Casa de garrafas peti em construção na cidade de Santa Rita

“Casa de garrafa Peti” necessita de doação para ser concluída Seu Antônio e dona Carmelita são moradores da cidade de Santa Rita do Araguaia e há cerca de 6 meses começaram a construção de uma casa inusitada no Setor Bela Vista, feita com garrafas descartáveis de 2 litros. Ao invés de empregar tijolos na construção utiliza-se garrafas cheias de areia peneirada. Inicialmente o casal retirava essas garrafas do lixão do município, mas atualmente sem condições de ir ao local coletar garrafas o sonho de construir a casa tornou-se distante. As únicas garrafas que a família consegue são através de doações de vizinhos. Vendo essa luta pela casa própria a Secretaria de Assistência Social do município levantou a bandeira da solidariedade e deu início à Campanha de Doação de Garrafas Descartáveis. A Secretaria pede

RIO VERDE – GO

para que a população se mobilize e doe garrafas descartáveis de 2 litros para o término de construção da “Casa de garrafa Peti”. As garrafas podem ser deixadas na própria casa ou no Centro de Convivência da cidade. “Isso é um ato de solidariedade com o próximo; se cada pessoa da cidade doar apenas uma garrafa já teremos o suficiente para que a casa seja construída. Doar não deixa ninguém mais pobre, muito pelo contrário, nos sentimos útil por estar ajudando ao próximo. Doar é antes de mais nada um ato de amor, de compaixão”, afirmou Joelma Gomes, Primeira-Dama do município. “Vamos nos unir neste gesto de solidariedade e ajudar a dona Carmelita e o seu Antônio a construírem a sonhada casa.” (Hiala Araujo – www. santaritadoaraguaia.go.gov.br)

FOTO: WASHINGTON OLIVEIRA

Agente verificando quintal de residência do Jardim Goiás, em Rio Verde

Prefeitura lança força-tarefa contra a dengue Teve início, dia 19/02, uma força-tarefa com o intuito de reduzir os casos de dengue em Rio Verde. A iniciativa é da Prefeitura Municipal, em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde. A primeira ação, lançamento da campanha, ocorreu na Praça Orcalino Ferreira Guimarães (praça dos skatistas), localizada no Jardim Goiás, e contou com a presença de secretários, gestores municipais, agentes de saúde e a imprensa, importante apoiadora na divulgação dessas ações. Segundo informações do coordenador da vigilância epidemiológica de Rio Verde, Luís Brasileiro, a força-tarefa está sendo realizada de forma que envolve uma ação conjunta de várias secretarias municipais no combate ao mosquito transmissor da dengue. “Por exemplo, a Ação Urbana está nos auxiliando com a limpeza dos lotes. Contamos também com a Secretaria de Transportes, que nos fornece os caminhões e tratores, e assim por diante”, explicou. Ele disse também que todos os prédios públicos de Rio Verde terão um síndico dengueiro, classificação dada a uma pessoa escolhida como a responsável por tentar identificar possíveis

focos e conscientizar toda a equipe que ali trabalha. “É uma ação sugerida pela Secretaria de Estado da Saúde, a qual todos os municípios devem aderir”, comentou Luís. O primeiro bairro a receber esse reforço foi o Jardim Goiás, que por meio dos carros fumacê, a visita de agentes de saúde e a limpeza de lotes baldios poderá ficar livre dos Aedes aegypti  (mosquito da dengue). A operação atingirá todos os bairros da cidade. Secretaria de Estado da Saúde De acordo com o assessor técnico de endemias do Estado, Jamilton de Freitas Pimenta, que esteve em Rio Verde acompanhando de perto o trabalho da força-tarefa, somente em 2013 já foram registrados 27 mil casos de dengue em Goiás. “No período chuvoso há uma maior incidência de casos, mas durante a seca também alguns são registrados, o que é preocupante. Além disso, é preciso ressaltar que em Goiânia já tivemos um registro do vírus tipo 4, o que aumenta a preocupação”, enfatizou. Conforme ele, ainda não houve esse ano em Goiás nenhum óbito causado pela doença. (Secom/Rio Verde – www. rioverdegoias.com.br)


A-6 GERAL

FEVEREIRO/2013

Em busca do sucesso Associação Comercial e Industrial de Mineiros promoveu curso repleto de empresários que querem crescer

C

erca de 99,3% das empresas brasileiras são microempresas e empresas de pequeno porte, demonstrando assim, sua relevante importância no mercado econômico de nosso país. Essa importância, que também é social, é evidenciada por elas empregarem 57,2% dos trabalhadores formais. “Somos maioria, mas a redução da mortalidade das micros e pequenas empresas e, o mais importante, o direcionamento correto de seu negócio para o sucesso, passa, obrigatoriamente, pela qualificação dos empresários”. Explicou o Presidente da ACIM, Murilo Borges, durante o curso de Crédito Produtivo realizado de 18 a 20 de fevereiro no auditório da instituição. O curso é uma parceria com o GoiásFomento e visa reciclar e, porque não, mostrar necessidades e alternativas que muitos empresários que atuam em Mineiros desconhecem ou não relevam. Além disso, seu objetivo foi credenciar os participantes para conseguir financiamentos a juros

Curso Crédito Produtivo, realizado pela ACIM

baixos. “O interessante do curso não é apenas disponibilizar o crédito, mas também orientar como ele pode ser investido. A ACIM e sua diretoria acreditam que cada empreendedor precisa conhecer o processo produtivo e os meandros do negócio, ter a capacidade de interpretar o mercado e saber

aproveitar as oportunidades”, completa Murilo. A pequena empresária Jucemara Brigoni, que há pouco tempo abriu uma farmácia de manipulação, ficou muito satisfeita com o curso. “Já havia feito o curso em Jataí, mas gostei muito mais do daqui. Me deu uma

ótima base e aumentou minha segurança para tomar algumas decisões que irão fazer minha empresa se solidificar e crescer de forma consistente”. O curso foi oferecido gratuitamente e contou com cerca de 80 participantes. Uma próxima edição está sendo planejada para junho.

Desenvolvimento agropecuário X Meio ambiente:

Um desafio mineirense

FOTO: RÁDIO ELDORADO

Eduardo Candido

Desenvolver sem agredir o meio ambiente: este é, com certeza, um grande desafio para a humanidade atualmente e continuará sendo nas próximas décadas e séculos. Em Mineiros e região o conflito “desenvolvimento agropecuário X meio ambiente” já faz parte de nossa realidade há muitos anos. A questão primordial é a seguinte: como salvar a fauna e a flora local, sendo que a maior parcela da economia do município provém da produção e exploração agropecuária? Este é um assunto que muitos temem em discutir e debater, por achar que não há solução imediata, ou de médio e longo prazo.  Mas também, há várias pessoas em Mineiros que sabem muito bem equacionar este problema. São produtores rurais que estão em franco desenvolvimento em suas atividades agropecuárias e, mesmo assim, mantêm uma bela harmonia com o meio ambiente em suas propriedades rurais. Um traço comum entre eles é marcante: um forte senso de respeito ao novo Código Florestal, que foi recentemente sancionado no Brasil.  Um bom exemplo é o agropecuarista Higino Piacentini.

Anta fotogravada na fazenda do produtor Higino

Ele é um visionário produtor rural que se enquadra perfeitamente neste grupo de empresários rurais de sucesso, que consegue manter o equilíbrio entre desenvolvimento e preservação do meio ambiente. Em uma de suas propriedades, por exemplo, todo o trecho do Rio Araguaia que corta suas terras tem sua mata ciliar preservada. São vários quilômetros de floresta praticamente virgem.

A pesca também é totalmente proibida na época da piracema, na propriedade. Em outras fazendas do senhor Higino, antas, veados, emas, entre outros animais silvestres, convivem harmonicamente junto às máquinas e aos funcionários. A prova disso é que não tem como não achar alguma surpresa animal ao circular por suas terras. São exemplos como este que

mostram que o produtor rural não precisa ser um destruidor insensato e ganancioso, mas sim um empresário comprometido com o futuro do país e com o futuro do planeta. O município de Mineiros tem muitas riquezas naturais e, com certeza, iremos necessitar de mais senhores Higinos, ou melhor, mais homens com a mentalidade do senhor Higino para preservar estas maravilhas. (www.eldorado790.com.br)

Edição válida até 20/03/2013

Beterrabas perdidas Márcia Maria de Paula

Num país que tem 5.565 municípios (Censo IBGE 2010), onde a maioria absoluta deles tem menos de 20.000 habitantes, em torno de 70%, e que a economia gira em torno da agropecuária. Num país em que 84,4% dos estabelecimentos rurais são de agricultores familiares (Censo Agropecuário 2006). Num país, que teve sua história econômica alicerçada na produção agrícola, e que se fala oficialmente que em 2000, 81% da população era urbana e que esse número subiu em 2010 para 84%. Essas informações colocadas nestes termos são questionadas. O pesquisador José Ely da Veiga, professor da USP, em seu livro Cidades Imaginárias – 2003 questiona essa classificação e mostra que o Brasil é muito menos urbano do que se fala. Nesse mesmo país, que em seus poucos mais de 500 anos de “colonização”, conseguiu um feito histórico, onde em menos ou quase 50 anos tirou a população do campo e trouxe para a cidade, para atender a indústria que nascia. Os dados mostram que na década de 1950, 80% da população vivia no campo e conseguia plantar, colher com um conhecimento acumulado de no mínimo 8 mil anos, que sumariamente esse conhecimento foi tirado, arrancado desses agricultores, nestes últimos 50 anos, com a chamada modernização da agricultura. Uma riqueza enorme de espécies, raças e técnicas de cultivo foi perdida, dando lugar à modernidade, insumos químicos e sementes altamente produtivas. Nesse mesmo país, com 190.732.694 pessoas (Censo IBGE 2010) que necessitam de alimentos todos os dias, infelizmente vemos ainda um descaso enorme com esses pequenos agricultores e agricultores familiares, que contrariando toda ordem econômica e seguindo seus instintos e sua relação com a terra, plantam, cultivam, criam e não conseguem colocar os seus produtos no mercado. Um mercado que ao mesmo tempo em que quer padrão, agilidade, profissionalismo, quer produtos de qualidade, isentos de resíduos de veneno, produtos frescos, ricos em nutrientes. Nesse país, que fala que faz reforma agrária, “joga” milhares de famílias com os seus sonhos num campo longínquo, que ninguém chega nem sai, pois nem estrada tem. Nesse país, os produtores de leite, por exemplo, que com um conhecimento herdado de seus pais, de seus avós, fazem queijos que qualquer chef renomado gostaria de apresentar nos seus cardápios gourmet, agem como verdadeiros “foras da lei”, entregando sua produção às escuras, com medo da fiscalização. Produtores de doces, descascadores de mandioca, precisam desembolsar uma “fábula” (quando têm... e isso é uma minoria, pois são pequenos agricultores), entre tantas exigências só vou exemplificar algumas: a construção deve ter em torno

de 80 a 90 metros quadrados, também deve ter dois banheiros. Ironicamente, deve ser um para a esposa e outro para o esposo (só lembrando que, infelizmente, nem todo agricultor familiar na nossa região tem sequer um banheiro). Nesse país, nesse estado, nesse município, a produção agrícola ainda é perdida no campo, por falta de transporte, por falta de se organizar o processo de produção que envolve toda uma logística adequada. Deliciosas “tachadas” de rapaduras produzidas com todo cuidado, revestidas de uma dose enorme da cultura local, também são perdidas por falta de armazenagem adequada. Tudo isso nos causa espanto, transtorno, revolta. Talvez a palavra mais adequada seja indignação. Esse país rural, que “enche o peito” pra falar que é urbano, desrespeitou, desconsiderou e destratou o pequeno agricultor. Na realidade se fez um desserviço. Porém, espera-se que esse cenário tende a mudar muito rapidamente. Estamos vendo nos últimos anos, a partir da década de 1990, uma série de políticas públicas, na dimensão federal, voltadas para o fortalecimento da agricultura familiar. Em primeiro lugar, com o acesso ao crédito, via o PRONAF – Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar, e mais recentemente com os programas de apoio à comercialização como o PAA (Programa de Aquisição de Alimentos) e o PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar), que prevê no mínimo a compra de 30% de alimentos da agricultura familiar. Com isso, estados, municípios, instituições, agricultores estão se mexendo. São necessárias políticas públicas de apoio à agricultura familiar nas dimensões do estado e do município. São necessárias as adequações das legislações sanitárias, que no Brasil, só atendem a agroindústria empresarial. É necessária, a assistência técnica, respeitando a cultura, o ambiente, as aptidões, as pessoas, organizando o que na realidade já tem uma ordem, talvez perversa. Finalmente, é necessário não deixar as melancias, beterrabas, se perderem no campo! Aliás, a natureza é sábia, no campo elas não serão perdidas, não serão lixo, serão fertilizantes para o solo! Márcia Maria de Paula é Engenheira Agrônoma – EMATER/UNIFIMES

MINEIROS, UMA CIDADE GRANDE... Corival Rezende Irineu De vez em quando rodo pelos quatro cantos desta cidade. Não menos de duas horas para reparar novas construções, outras ruas abertas, um tanto de loteamentos e observar pessoas no vaivém do dia. Fico imaginando como o ser humano é dinâmico e progressista. Quando criança de dez/doze anos, entregador de jornal para o José de Assis, apelidado de “Zé Bregué”, rara era a pessoa que eu não chamava pelo nome e até sobrenome. A nossa urbs, no sentido norte, não ultrapassava da atual Rua 15, local de pequenos olhos d´água os quais jorravam no duro do verão e a água descia pela atual Segunda Avenida, contornava a esquerda pela Avenida Alessandro Marchió e chegava ao Córrego Capoeira, justo ali onde a CDL está construindo sua sede. No sentido norte, as últimas casas estavam construídas na Praça Cel. Carrijo, abaixo do antigo fó-

rum/prefeitura, caminho por onde eram levados os fé retros seguidos a pé por quase toda a população da cidade até serem enterrados em buracos de sete palmos de profundidade no cemitério, construção essa rodeada que era de cerrado por todos os lados, local onde os araticuns e as gabirobeiras floresciam em setembro e amadureciam seus deliciosos frutos já nos primeiros dias de novembro, o que motivava a criançada a ir ali, não só para rezar

pelos familiares mortos, no dia de finados mas, também, para catar aquela deliciosa fruta a qual, parece, está em franco processo de extinção. A Oeste, a cidade mal chegava ao Matadouro Municipal que era conhecido por “matança”, lugar onde, mais tarde, o ex-prefeito Raul Brandão loteou e distribuiu pequenas propriedades a pessoas necessitadas de moradia. Situava-se na antiga Baixadinha, hoje Setor Oeste, aos fundos da Escola Dona Tonica. Ao leste ia tão somente até o antigo Quebra-Dedo, onde residiam os troncos da grande e progressista família Teodoro. Não passava da Igreja São João.   Depois de trinta e cinquenta anos chegamos à nossa atual Mineiros. Grande em tamanho, crescida sem maiores planejamentos e sem a qualidade merecida. Recordo-me que o referido e forçado crescimento se deu com a abertura do Setor Divino Espírito Santo, onde os Padres Beneditinos, proprietários

da área, fizeram o loteamento com divisões dos lotes, a maioria deles de sete metros de frente por vinte metros de fundo, o que motivou de mim, quando vereador formular à Câmara Municipal várias e azedas críticas pela diminuta propriedade que era vendida a longas prestações. Apesar de pequenos, aqueles lotes serviram a muitas pessoas de baixa renda, razão pela qual, agora, me rendo ao motivo social que levou aqueles religiosos a fazerem tal loteamento. Não muito tempo depois criou-se o Setor Ioris, com terrenos grandes e ruas largas, como larga foi a visão do loteador em fazer nesta cidade um loteamento digno das grandes metrópoles. É justamente por ali que as grandes firmas estão se instalando, o que não acontece com o Setor Divino Espírito Santo. Antes, porém, daqueles dois loteamentos, surgiu o Bairro Popular/ Vila Nova, acima do cemitério e que veio ser habitado a passos len-

tos. Antes do Setor Ioris foi loteado o Setor Santa Izabel, sem qualquer legalidade observada pelos antigos proprietários, só regularizado pelo ex-prefeito Aderaldo Barcelos, que escriturou os possuidores. Veio, na mesma época, o Loteamento Souza, nas imediações da Citro5. Seguiram-se a Vila 31 de Outubro, ou “Casas Populares” e o Loteamento Manoel Abrão. Ao Norte, após o Setor Ioris criou- se o Setor Leontino, como se dizia, para os pobres pelo tamanho pequeno das datas. Identicamente, da mesma forma, criou-se o Setor Taninho, local embrejado e longe do centro. Daí para cá expandiram-se os loteamentos: Setor Perobeiras, Mutirões I, II, III e IV, Nova República, Cohacol I, I e III, Setor Cruvinel, Parque São José, Jardim Floresta, Setor José de Oliveira Martins, Alvina Paniago, Setor Primavera, que foi necessário para retirar dezenas de famílias que moravam miseravelmente nos buracos

onde existe a Avenida Contorno, Parque São José e vários outros de cujos nomes não me recordo nesta noite chuvosa de 28 de fevereiro, último dia do papado de Bento XVI. Sim, como disse no título, Mineiros é uma cidade grande, mas grande também em problemas. A população cresceu. Milhares de pessoas vindas de outras regiões em busca de trabalho nas indústrias que chegaram pelas mãos dos ex-prefeitos Aderaldo e Neiba Barcelos usufruem de uma infraestrutura insuficiente e que não será melhorada por um simples estalar de dedos, ou inflamados discursos. Muitas pessoas que para cá vieram mais recentemente e desfrutam dos progressos desta cidade, em todas as áreas, não dimensionam o sacrifício que o mineirense teve para chegar até aqui, mas que sejam todos bem vindos, menos os “malas” que vêm para a cidade tirar proveito do povo a qualquer preço. corivaladvogado@bol.com.br


AGRONEGÓCIO A-7

FEVEREIRO/2013 Edição válida até 20/03/2013

Goiás sediará Congresso Internacional da Carne Detentor do quarto maior rebanho bovino do Brasil, com 21,3 milhões de cabeças, que representam 10% do rebanho total do País, Goiás sediará o Congresso Internacional da Carne de 2013, entre os dias 25 e 27 de junho. O evento objetiva destacar as vocações do Estado para a produção agropecuária, que é sua principal atividade econômica. No entanto, o foco não é somente na produção bovina, visto que a avicultura e suinocultura são tecnificadas e em sistemas de integração. A avicultura é praticamente integrada. Já no caso da suinocultura, 70% das matrizes estão em sistema de integração e 30% em produção independente. A ovinocultura e caprinocultura também estão em desenvolvimento constante. A programação do Congresso abarca visitas técnicas, painéis, palestras e debates onde serão abordados temas como tendências da economia e mercado, qualidade e sanidade da carne, organização do setor, promoção e marketing, dentre outros motes ligados ao setor de carnes nacional e internacional. A grade de palestrante, formada por profissionais de renome, conta com Marcelo Fielder, da Sociedade Rural da Argentina, Richard Brown, da Gira Consultancy e Research e Francisco Vila, membro do Conselho Superior de Agronegócio (Casag) e da Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp), que ministra no dia 26 a palestra  O caminho do boi: A revolução na pecuária. O presidente executivo da Federação Colombiana de Bovinocultura (Fedegan), José Felix, também realiza palestra, que tem como tema  Acesso a novos mercados. A estimativa é que milhares de profissionais de todo o mundo se reúnam no Centro de Convenções de Goiânia no evento que é realizado pela Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg) e pelo International Meat Secretariat (IMS-OPIC). (Agecom-GO)

Senadora Kátia Abreu leva reivindicações ao MAPA Sanidade, tipificação de carcaças, Plano Agrícola e Pecuário 2012/2013, promoção comercial e seminário que será realizado pela CNA na China foram temas do encontro

A

presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), senadora Kátia Abreu, reuniu-se dia 19/02, em Brasília, com o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Mendes Ribeiro, para discutir questões relacionadas à sanidade agropecuária, à tipificação de carcaças, ao Plano Agrícola e Pecuário (PAP) 2013/2014, além da criação do “Ano do Leite”. Também foram debatidos aspectos relacionados à promoção comercial de produtos agropecuários do Brasil no exterior, assim como a realização de seminário com autoridades e empresários chineses e brasileiros que a CNA realizará em setembro, na China. SUASA  -  Em relação à sanidade agropecuária, a senadora Kátia Abreu solicitou ao ministro rapidez no processo de credenciamento dos Estados e Municípios junto ao  Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (SISBI-POA), que integra o Sistema Unificado de Atenção a Sanidade Agropecuária (SUASA), do MAPA, com o propósito de conceder equivalência sanitária aos processos aprovados por esses entes federativos. “A equiparação é necessária para ampliar a comercialização dos produtos de origem animal, nas diversas escalas, garantido a inocuidade do alimento”, afirmou.  Para os Estados e Municípios obterem a equivalência de seus serviços de inspeção é necessário comprovar

Senadora Kátia Abreu, reivindicações para o setor agropecuário

que têm condições de avaliar a qualidade e a inocuidade dos produtos de origem animal com a mesma eficiência do Governo federal. Tipificação de carcaças - A presidente da CNA também avaliou como fundamental a definição de critérios para a tipificação de carcaças bovinas. “A tipificação é uma forma de incentivar a inovação, garantindo preços mais atrativos para os pecuaristas que investiram num sistema diferenciado de criação”, afirmou. Ela sugeriu ao ministro Mendes Ribeiro que o MAPA crie um grupo de trabalho para discutir o tema, discussão que pode ter como base os modelos adotados pelo Uruguai e Austrália. Mendes Ribeiro informou que há interesse nessa discussão. Além do  MAPA  e da CNA, representantes da Organização das Cooperativas Brasileiras

(OCB), da Associação Brasileira da Indústria Exportadora de Carnes (Abiec) e da Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo) devem integrar o grupo. P lano de Safra  - S o b re o Plano Agrícola e Pecuário (PAP) 2013/2014, a presidente da  CNA  apresentou ao ministro as principais reivindicações do setor agropecuário para o pacote de medidas a ser anunciado até junho. Entre elas, o pedido para que o plano tenha regras de financiamento e valores das linhas de crédito para o período de 18 meses. “Ampliar o período do plano de safra de 12 para 18 meses é fundamental para permitir que os produtores rurais possam planejar melhor a atividade, inclusive, com a possibilidade de comprar antecipadamente, e por preços melhores, os insumos”, afirmou. Numa etapa posterior, a  CNA  solicita que o

Governo federal elabore planos quinquenais para o setor. Ainda sobre esse tema, outra reivindicação é para o que o prêmio do seguro rural fique com o produtor rural, permitindo a escolha da seguradora que oferecer as melhores condições para a contratação da apólice. “Hoje, o dinheiro vai direto para a seguradora e o produtor não tem a opção de escolher entre uma das seis operadoras que oferecem seguro rural”, explicou a presidente da CNA. Defendeu, ainda, a extensão do seguro rural para a garantia de preço, e não apenas para clima. “A renda da atividade também precisa estar garantida, assegurando o faturamento necessário ao crescimento da atividade”, afirmou. Ano do Leite  - A senadora Kátia Abreu também comunicou ao ministro que a CNA pretende definir 2013 como o “Ano do Leite”, período no qual terá início uma série de atividades cujo foco é ampliar a competitividade do setor no Brasil. “Produzimos leite de qualidade, mas o produto nacional não é competitivo. O preço no Brasil é o dobro do registrado em qualquer outro lugar”, afirmou. Medidas de qualificação e extensão rural estão entre as prioridades para 2013, especialmente para as médias propriedades leiteiras. Inicialmente essas ações serão desenvolvidas no Rio Grande do Sul (que tem a maior média de produção do País, de 2.700 litros de leite), Santa Catarina, Paraná e

Minas Gerais (maior produtor nacional). Para a presidente da CNA é preciso melhorar a competitividade do setor lácteo para garantir excedentes exportáveis. Exter ior –  A p re s i d e n t e da CNA e o ministro Mendes Ribeiro também conversaram sobre a necessidade de intensificação das ações de promoção comercial de produtos agropecuários do Brasil no exterior. “O Brasil pode produzir mais para atender à demanda externa, mas o incremento das vendas depende de uma política comercial que garanta a diversificação da pauta e a ampliação do comércio”, afirmou, ao lembrar que a CNA e o MAPA poderão ocupar dois assentos que estão vagos na Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). Nesse contexto, a senadora Kátia Abreu informou ao ministro que a CNA realizará, em abril, em São Paulo, um debate preparatório para outro grande seminário, que será realizado provavelmente em setembro deste ano, em Pequim, na China. A ideia é reunir, em São Paulo, representantes de 200 empresas ligadas ao agronegócio. “Os chineses querem conhecer mais fornecedores e por isso vamos preparar os empresários brasileiros para que eles cheguem à China preparados para realizar negócios”, afirmou. Além de ampliar o comércio, a proposta da CNA é atrair investimentos chineses para o Brasil, seja na área de produção ou de infraestrutura.


A-8

FEVEREIRO/2013 Edição válida até 20/03/2013


Ano viI, nº 59, Fevereiro/2013 - fone: (64) 3661-1940 - e-mail: jornalcentrooeste@brturbo.Com.Br

Mineiros conectada Em apenas nove meses Facebook conseguiu chegar a marca de 100 milhões de usuários. Redes sociais crescem no mundo e Mineiros acompanha ritmo

C

omo o assunto é internet, vamos começar com um interessante vídeo criado e postado no Youtube pelo Discovery Channel que traz comparações que ilustram o impressionante crescimento das redes sociais. Comparando com outros meios de comunicação, a televisão, por exemplo, precisou de 13 anos para reunir 50 milhões de usuários. O Facebook conseguiu o dobro em 9 meses. No mercado fonográfico, Michael Jackson vendeu em toda a história mais de 100 milhões de cópias do álbum Thriller. Já Justin Bieber, com apenas uma música, já passa de 500 milhões de visualizações de uma única canção. Estima-se que mais de um terço da população mundial está cadastrado nas 10 redes sociais mais populares. E as empresas começaram a enxergar isso. Por aqui, pesquisa da Gauge mostrou como os brasileiros se comportam e se relacionam com as empresas no Facebook. 74% dos internautas curtem páginas de marcas que consomem. Na faixa entre 18 e 25 anos, 36% dos internautas não têm qualquer critério para curtir uma Fan Page. Eles responderam que “vai do momento”. Este público está mais interessado em compartilhar postagens que tenham alguma dose de humor e que possam divertir seus amigos. A partir dos 26 anos, o envolvimento tem como principal motivador a indicação de um conhecido

(65%), o consumo da marca no dia a dia (38%) e lembranças de momentos importantes (35%). Acima dos 35 anos, as pessoas curtem FanPages de produtos que utilizam (80%) e 62% se relacionam com empresas que tenham alguma ligação com a sua profissão. Em Mineiros, o Facebook já vem demonstrando sua força. Já são diversos grupos relacionados à cidade e percebemos ações interessantes das empresas locais. O Ipê Shopping, por exemplo, utiliza sua Fan Page para divulgar suas atrações culturais e eventos, mas se preocupa em sempre gerar outras formas de entretenimento. A Mão Única usa mais sua página para avisar sobre novos produtos e mostrar o dia a dia da loja, e a Viga Engenharia e Arquitetura vem se destacando com postagens relacionadas ao seu mercado. Entretanto, a Fan Page do Colégio Ágape, apesar de ainda não ser a com mais “curtir”, é a que mais vem envolvendo seus fãs. Além de fotos do cotidiano dos alunos em várias atividades promovidas pelo colégio (que é um sucesso entre os pais), a escola estendeu o processo de educar até a internet, em seu site (www.colegioagape.com) e nas redes sociais. São dicas de leitura, análises textuais, música, ou seja, muita educação e cultura. Essa conexão ainda envolve os professores, que gravam vídeos de dicas de provas e de incentivo para a moçada.

Programa Cidades Digitais já recebe inscrições A Secretaria das Cidades alerta os municípios goianos com até 50 mil habitantes que o período de inscrição ao Programa Cidades Digitais  está aberto. As inscrições devem ser feitas no site do Ministério das Comunicações até o dia 5 de abril. As cidades selecionadas serão apoiadas com a construção de rede para conexão dos órgãos públicos à inter-

net, instalação de aplicativos de governo eletrônico, criação de pontos públicos de acesso à internet para uso livre pela população, e a formação e capacitação de servidores públicos para utilização das ferramentas. A segunda chamada do Cidades Digitais foi incluída no PAC 2 e vai contar com R$ 100 milhões do orçamento de 2013.

Presídio de Mineiros terá biblioteca A Unidade Prisional de Mineiros vai ganhar uma biblioteca. O acervo inicial, de 143 livros, foi doado pela Associação Espírita Alan Kardec e a OAB da cidade. Os volumes serão catalogados e distribuídos em estantes para a organização do espaço de leitura. Os livros são literários e temáticos, sendo a maioria

Fan Page do Colégio Ágape, interessante e envolvente

O mais interessante é a escola entender seus alunos e assumir a influência da internet na formação deles. Ao invés de barrar, a escola entrou fundo no local onde as crianças e adolescentes passam a maior parte do dia. “Todos nós estamos e queremos ficar conectados, não importa a idade. Então, a escola tem que falar a língua do aluno e proporcionar mais conteúdo e conhecimento dentro e, principalmente, fora da sala de aula”, afirma Danizete Rodrigues, diretora do Colégio Ágape.

De fato, as redes sociais virtuais representam um poder de comunicação impressionante. “Mas, não é tão simples”, alerta o Diretor de Criação da agência Juicebox, Danilo Melo. “Trabalhar marcas em redes sociais é uma responsabilidade muito grande. Se não for bem feito, os efeitos podem ser desastrosos. Mas, com o auxílio de profissionais capacitados, a empresa pode aumentar o seu valor de marca, entre tantos outros benefícios”, finaliza. (Glória Elaine)

Cantinho da Reflexão

de orientação da doutrina espírita. O presídio abriga 160 detentos. Segundo o diretor da unidade, Ugles Pereira Machado, como são na maioria livros que levam à reflexão religiosa, a psicóloga que atende o presídio vai aproveitar o enriquecimento teórico para auxiliar nos acompanhamentos realizados com os detentos.

Municípios podem se inscrever para ter centro esportivo Municípios goianos com mais de 70 mil habitantes terão a oportunidade de contar com mais um espaço para a prática esportiva e a descoberta de talentos. A Secretaria das Cidades alerta que já foi publicada no Diário Oficial da União portaria do Ministro do Esporte, Aldo Rebelo, instituindo processo de seleção de propostas para constru-

ção de Centros de Iniciação ao Esporte, equipamentos públicos multiuso destinados à prática de diversas modalidades. As inscrições podem ser feitas no site do Ministério do Esporte até o dia 5 de abril. O programa do governo federal prevê a contratação de 300 instalações ainda neste ano, com investimento de R$ 800 milhões. (Agecom-Goiás)

Padre Fábio de Melo

Quando o sofrimento bater à sua porta Sofremos demais por aquilo que é de menos Sofrer é como experimentar as inadequações da vida. Elas estão por toda parte. São geradas pelas nossas escolhas, mas também pelos condicionamentos dos quais somos vítimas. Sofrimento é destino inevitável, porque é fruto do processo que nos torna humanos. O grande desafio é saber identificar o sofrimento que vale a pena ser sofrido. Perdemos boa parte da vida com sofrimentos desnecessários, resultados de nossos desajustes, precariedades e falta de sabedoria. São os sofrimentos que nascem de nossa acomodação, quando, por força do hábito, nos acostumamos com o que temos de pior em nós mesmos.

Perdemos a oportunidade de saborear a vida só porque não aprendemos a ciência de administrar os problemas que nos afetam. Invertemos a ordem e a importância das coisas. Sofremos demais por aquilo que é de menos. E sofremos de menos por aquilo que seria realmente importante sofrer um pouco mais. Sofrer é o mesmo que purificar. Só conhecemos verdadeiramente a essência das coisas à medida que as purificamos. O mesmo acontece na nossa vida. Nossos valores mais essenciais só serão conhecidos por nós mesmos se os submetermos ao processo da purificação. Talvez, assim, descubramos um jeito de reconhecer as rea-

lidades que são essenciais em nossa vida. É só desvendarmos e elencarmos os maiores sofrimentos que já enfrentamos e quais foram os frutos que deles nasceram. Nossos maiores sofrimentos, os mais agudos. Por isso se transformam em valores. O sofrimento parece conferir um selo de qualidade à vida, porque tem o dom de revesti-la de sacralidade, de retirá-la do comum e elevá-la à condição de sacrifício. Sacrifício e sofrimento são faces de uma mesma realidade. O sofrimento pode ser também reconhecido como sacrifício, e sacrificar é ato de retirar do lugar comum, tornar sagrado, fazer santo. Essa é a mística cristã a respeito

do sofrimento humano. Não há nada nesta vida, por mais trágico que possa nos parecer, que não esteja prenhe de motivos e ensinamentos que nos tornarão melhores. Tudo depende da lente que usamos para enxergar o que nos acontece. Tudo depende do que deixaremos demorar em nós. Spinoza escreveu: “Percebi que todas as coisas que temia e receava só continham algo de bom ou de mau na medida em que o ânimo se deixava afetar por elas”. O filósofo tem razão. A alegria ou a tristeza só poderão continuar dentro de nós à medida que nos deixamos afetar por suas causas. É questão de escolha. Dura, eu sei. Difícil, reconheço. Mas ninguém nos prometeu que

seria fácil. Se hoje a vida lhe apresenta motivos para sofrer, ouse olhá-los de uma forma diferente. Não aceite todo esse contexto de vida como causa já determinada para o seu fracasso. Não, não precisa ser assim. Deixe-se afetar de um jeito novo por tudo isso que já parece tão velho. Sofrimentos não precisam ser estados definitivos. Eles podem ser apenas pontes, locais de travessia. Daqui a pouco você já estará do outro lado; modificado, amadurecido. Certa vez, um velho sábio disse ao seu aluno que ao longo de sua vida ele descobriu ter dentro de si dois cães – um bravo e violento, e o outro

manso, muito dócil. Diante daquela pequena história o aluno resolveu perguntar- E qual é o mais forte? O sábio respondeu – O que eu alimentar. O mesmo se dará conosco na lida como os sofrimentos da vida. Dentro de nós haverá sempre um embate estabelecido entre problema e solução. Vencerá aquele que nós decidirmos alimentar... Padre Fábio de Melo, sacerdote da Diocese de Taubaté, mestre em teologia, cantor, compositor, escritor e apresentador do programa “Direção Espiritual” na TV Canção Nova


B-2 HISTÓRIA

FEVEREIRO/2013 Edição válida até 20/03/2013

REVISTA

Colégio Deputado José de Assis chega aos 43 anos de história Antes de sua criação, em 1970, a escola recebia a denominação de Ginásio Santo Agostinho e era dirigida pelas Irmãs da Sagrada Família

O

Colégio Estadual Deputado José Alves de Assis chega aos 43 anos com um rico legado de trabalho prestado à educação de Mineiros e cidades da região. Centenas de alunos, talvez milhares, ocuparam suas cadeiras por longos anos, do primeiro ano escolar até a última série oferecida pela escola. Hoje muitos deles são conceituados médicos, advogados, engenheiros, educadores... espalhados pelos quatro cantos do país e até fora dele. Criado em 20 de fevereiro de 1970, na gestão do governador Otávio Lage de Siqueira, graças à luta e visão futurista do deputado José Alves de Assis, a escola teve como primeira diretora a professora Maria Luiza de Carvalho Luciano. Atualmente, com 1.424 alunos, o colégio é dirigido por Lucélia Morais Vilela Soares. Como contribuição à história de Mineiros, o jornal Centro-Oeste publica datas e fatos que marcaram a trajetória do Colégio José de Assis, um referencial de escola pública no Brasil. Veja: 4 Conforme registro em atas arquivadas na escola, em 15/05/1951 aconteceu a primeira reunião da Comissão Construtora do Ginásio Santo Agostinho. Em 1956 foram matriculados os primeiros alunos da 1ª Série Ginasial e em 1959 foi realizada a formatura da primeira turma de concluintes, tendo como Paraninfo de Honra, José Alves de Assis. Em 1960 foi criado o curso Normal. 4 De 1956 a 1970 o Ginásio Santo Agostinho foi dirigido pelas Irmãs da Congregação da Sagrada Família. A partir de 11/02/1970 foi criada a primeira escola estadual de Mineiros, quando ocorreu a transferência dos alunos para o Colégio Estadual de Mineiros. 4 Em 12/02/1970, Maria Luíza de Carvalho Luciano assumiu a direção do Colégio Estadual de Mineiros. 4 Em 20/02/1970, pelo Decreto Lei nº 130, publicado no Diário Oficial de 02/03/1970 nº 10.982, o então governador Otávio Lage de Siqueira criou o Colégio Estadual de Mineiros, com os cursos do Ensino Fundamental de 1ª a 8ª Séries, cujo projeto é de autoria do Dep. José Alves de Assis. As aulas se iniciaram em 01/03/1970 com 426 alunos matriculados, ainda no antigo prédio do Ginásio Santo Agostinho. Somente em 19/01/1971 foi inaugurado, pelo mesmo governador, o moderno prédio com três blocos, um ad-

Foto: arquivo colégio

Vista noturna da fachada do Colégio Estadual Deputado José Alves de Assis

ministrativo e os outros dois com oito salas de aula, e uma quadra de esportes. 4 Em 1971 a escola já contava com 547 alunos matriculados nos cursos Ginasial, Normal e Científico. Em 1974 iniciaram-se os cursos de 2º Grau (Técnicas Agrícolas e Técnico em Magistério, 4º Ano Pedagógico) e em 1975 teve início também o Técnico de Enfermagem. 4 Em 29/11/1979 a Lei nº 8763 modificou o nome do estabelecimento, que passou a denominar-se Escola de 1º e 2º Graus Deputado José Alves de Assis. 4 Em 1980, pela Lei 8.780/80, o estabelecimento educacional passou a chamar-se Colégio Estadual Deputado José Alves de Assis, em homenagem ao seu patrono Deputado José Alves de Assis. 4 Em 01/03/1980 deixou o cargo de diretora Marta Lúcia Marques de Sousa, que havia assumido no início de 1974, reassumindo a direção Maria Luíza de Carvalho Luciano, que permaneceu até 1983, quando então assumiu a direção da escola o Padre Joaquim Carlos de Carvalho. As atividades tiveram início em 07/02/1983, tendo três dias de aulas e os professores aderiram à greve geral dos professores do Estado de Goiás, retornando às atividades no dia 23/03/1983. Em 1985, o novo diretor, Walter Chaves Marinho, no 2º semestre criou o Clube Escolar Salviano Amorim e em 04/10/1985 o Colégio realizou a Festa da Primavera (com eleição da Rainha do Colégio e Rainha da Primavera), com objetivo de

Ex- diretores do colégio, na inauguração da galeria de fotos

angariar fundos para a construção das piscinas, cuja renda foi de aproximadamente 75 salários mínimos. 4 A escola iniciou suas atividades em 03/02/1986, com 1.819 alunos matriculados. 4 Em 1986 aconteceu a conclusão das instalações do Clube Escolar Salviano Amorim, contando com duas piscinas, que foi colocado à disposição dos alunos e hoje encontra-se à disposição da Prefeitura Municipal. 4 Em 29/06/1987 aconteceu a eleição para diretor de escola em todo o Estado. E a primeira diretora eleita foi a professora Iraci Luiza Severino. 4 Em 1989 ocorreu a 1ª Gincana Esportiva e Cultural numa instituição educacional em Mineiros. Vale ressaltar aqui,

segundo informações do professor Beto, a grande participação dos professores da escola como uma equipe entre as equipes dos alunos. 4 Em 1991 assumiu a direção da escola o professor Wilmar Soares Mendonça tendo como proposta de trabalho: A) Valorização do ensino aprendizagem; B) Abertura do Colégio para a comunidade; C) Acompanhamento psicológico dos alunos; D) Aproximação do Colégio à sociedade; E) Aproximação do Colégio à UFG. 4 Em 1992 reassume a direção do colégio o Padre Joaquim Carlos, permanecendo até 1993, quando então Sebastião Pereira Alves torna-se diretor, até 01/12/1994, deixando a direção para assumir o cargo de 1º Delegado de Educação da

Subsecretaria de Educação de Mineiros. O cargo de diretor do colégio passa a ser ocupado pela professora Elizabete Neves de Oliveira, em 01/12/1994. 4 1995, no mês de dezembro, a Delegacia Regional de Educação de Mineiros, sob a direção do professor Sebastião Pereira Alves, devolveu à Prefeitura Municipal de Mineiros o antigo prédio do Ginásio Santo Agostinho, havendo assim uma grande perda de estrutura física do Colégio, acontecendo a transferência do curso não-profissionalizante (2º Grau) para o Colégio Estadual Professora Alice Pereira Alves. 4 1997 – A Secretaria de Educação repassou R$ 87.478,00 para ampliação do Colégio, com a construção de 5 salas, sendo: uma biblioteca, uma para laboratório

de informática, uma de vídeo e duas salas de aula, passando de 9 para 14 salas de aula. 4 1999 – Criação do “Grupo Inovação” de Quadrilha, que se classificou em 1º Lugar no Concurso Municipal de Quadrilha. 4 1999 – O Colégio alcançou o 4º Lugar no Prêmio Gestão Escolar. 4 2000 – Realizou-se a eleição para diretor com candidato único, o professor Valcir Rodrigues Resende; terminando o mandato de seis anos da Professora Elizabete Neves de Oliveira. 4 1999 – 2002 - Valcir Rodrigues Resende permaneceu no cargo por dois anos, não se candidatando para um segundo mandato. 4 2002 – Não se realiza a eleição para diretores, com previsão para 17/12/2002, e o atual diretor não aceita permanecer no cargo. Foi nomeada para a direção a secretária geral da escola, Eliane Tavares, para assumir a direção até que ocorressem novas eleições. 4 2004 – O grupo de quadrilha, Inovação, continua ensaiando no Colégio e levando o nome da escola em suas apresentações. 4 2005 – Eliane Tavares finaliza seu mandato em Julho. 4 2005 – No mês de maio aconteceu eleição para nova diretoria do colégio, sendo eleitos: Florisvaldo Borges de Freitas (diretor); Lucélia Morais Vilela Soares (vice-diretora) e Floripes Brandão de Rezende e Rezende (secretária geral). Assumiram a direção em agosto de 2005. 4 2005 – No mês de novembro foi finalmente instalado o Laboratório de Informática, com 22 micros computadores e um servidor, onde diversos professores fizeram cursos de capacitação para utilizá-lo junto aos seus alunos. 4 Em 30/09 e 01/10 aconteceu a 1ª Festa das Regiões do Colégio. 4 1999 – 2007 – 31/05 aconteceu a eleição para Gestores das Unidades Escolares Biênio 2007/2009, sendo eleitos: Florisvaldo Borges de Freitas (diretor reeleito), Marilda Anísia de Rezende (vice-diretora), Rodrigo Alves de Carvalho (secretário geral). 2010 – Assume a direção da escola: Lucélia Morais Vilela Soares (diretora), Keila Marta de Resende (vice-diretora), Rodrigo Alves de Carvalho (secretário geral), com reeleição para o triênio 2012-2014.

Grupo gestor reeleito para triênio 2012-2014 O Colégio Estadual Deputado José Alves de Assis conta atualmente com um quadro de 80 funcionários, sendo 45 professores regentes, 25 funcionários do administrativo, coordenadores e o grupo gestor atendendo cerca de 1.424 alunos, distribuídos nos três turnos de funcionamento da Unidade Escolar. No matutino funcionam 13 turmas de Ensino Médio; no Vespertino 13 turmas de Ensino Fundamental (de

6º ao 9º ano); e no Noturno 9 turmas de Ensino Médio e 1 de Ensino Fundamental. Procurando colocar em prática uma gestão participativa na qual sua organização depende da ação construtiva e conjunta, e para que haja realmente participação, o Colégio dispõe de um Conselho Escolar, constituído conforme regimento e participação da comunidade escolar, que atua de forma significativa nas

decisões da escola. Em colaboração com o Conselho Escolar a escola administra com base no Regimento Interno regulamentado pelas Resoluções do Conselho Estadual de Educação, PPP e Leis Educacionais. O que assegura sua missão: Oferecer aos educandos um ensino de qualidade, garantindo e contribuindo para a formação do cidadão crítico, consciente e capaz de agir na transformação da sociedade.

Atual diretora, Lucélia Moraes Vilela Soares, e o secretário geral Rodrigo Alves de Carvalho


saúde B-3

FEVEREIRO/2013 Edição válida até 20/03/2013

REVISTA

Tenha uma vida saudável. Pratique esporte! Para muitos, a prática de esportes serve como busca de um corpo perfeito, já outros acreditam que as atividades físicas são as melhores armas para a manutenção de uma vida saudável

T

odo mundo já sabe que praticar exercícios físicos faz bem para a saúde, pois melhora a circulação, os batimentos cardíacos, tonifica a musculatura, além de deixar o corpo bem mais definido. O que pouca gente tem conhecimento é que há outros benefícios que essas atividades provocam. Exercitar-se de forma contínua reduz sintomas característicos de depressão, fadiga, estresse, melhora a qualidade do sono, da pele, retarda envelhecimento e até minimiza dores agudas. Quando você pratica uma atividade física regularmente causa aumento de endorfinas, substâncias atreladas ao nosso estado de humor. Um “estado de espírito” positivo lhe faz sentir bem consigo mesmo, causando uma sensação de bem-estar. Consequentemente, o sistema imunológico funciona melhor, o que o deixa mais resistente a doenças. Essa análise é senso comum no meio de especialistas que analisam o assunto. “A reação em cadeia retarda o efeito de radicais livres – sustâncias que aceleram o envelhecimento da nossa pele – diminuindo, portanto, as alterações cutâneas, inclusive a acne”, explica dermatologista carioca Izabelle Azevedo.  Além disso, a própria oxigenação do corpo,  estimulada quando se  praticam exercícios aeróbicos, retarda o ritmo em que a pele sofre as modificações do tempo. “Sem contar que dá muito mais vontade de se cuidar quando você se sente bem com seu corpo”, ressalta a médica.

Isso não acontece apenas com a pele. Todo nosso corpo torna-se mais sadio e, portanto, o envelhecimento ocorre de forma menos acelerada e com mais qualidade de vida. A catarata, por exemplo, é uma doença que ocasiona lesões no cristalino, sistema que funciona como a lente dos nossos olhos, provocando gradativamente a perda da visão.   “Como ela é um fenômeno decorrente do envelhecimento, os exercícios regulares poderiam retardar a ocorrência dessa doença”, explica o oftalmologista Mário Motta, especialista em retina e presidente da Sociedade Brasileira de Oftalmologia e professor da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio). Veja alguns motivos importantes para a prática da atividade física:  4 AUTOESTIMA – A prática regular de exercícios aumen-

ta a confiança do indivíduo. 4 CAPACIDADE MENTAL – Pessoas ativas apresentam reflexos mais rápidos, maior nível de concentração e memória mais apurada.  4 COLESTEROL – Exercícios vigorosos e regulares aumentam os níveis de HDL (lipoproteína de alta densidade, o “bom colesterol”) no sangue, fator associado à redução dos riscos de doenças cardíacas. 4 DEPRESSÃO – Pessoas com depressão branda ou moderada, que praticam exercícios de 15 a 40 minutos em dia alternados, experimentam uma variação positiva do humor já após a terceira semana de atividade. 4 DOENÇAS CRÔNICAS – Os sedentários são duas vezes mais propensos a desenvolver doenças cardíacas. A atividade física regula a taxa de açúcar no sangue, reduzindo o risco de diabetes. 

4 ENVELHECIMENTO – Ao fortalecer os músculos e o coração, e ao amenizar o declínio das habilidades físicas, os exercícios podem ajudar a manter a independência física e a habilidade para o trabalho, retardando o processo de envelhecimento. 4 OSSOS – Exercícios regulares com pesos são acessórios fundamentais na construção e manutenção da massa óssea. 4 SONO – Quem se exercita “pega” no sono com mais facilidade, dorme profundamente e acorda restabelecido. STRESS E ANSIEDADE – A atividade física libera os hormônios acumulados durante os momentos de stress. Também funciona como uma espécie de tranquilizante natural – depois do exercício a pessoa experimenta uma sensação de serenidade. Conceitos importantes para a prática da atividade física.

Que esporte devo praticar? Existem vários tipos de exercícios e pessoas de todas as idades podem fazê-los, obviamente antes de se praticar um esporte é sempre recomendável a consulta e a orientação especializada. Veja algumas dicas: Crianças Para as crianças quase todos os esportes são possíveis, entretanto a esgrime não é indicada, pois os seus movimentos podem trazer comprometimentos ósseos, defor-

mando o crescimento; a natação é muito indicada para aumentar a constituição e o vigor físico da criança. Adultos Para os jovens adultos (na faixa etária dos 20 anos) não há limitações quanto à modalidade, mas é muito comum o jovem desanimar. Por isso, especialistas recomendam os esportes competitivos ou coletivos, como o futsal, o basquete e o futebol.

Com a chegada dos 30 anos aos 40 indica-se a musculação e a corrida, pois ajuda a prevenir contra fraquezas musculares e sanguíneas que possam surgir. Os exercícios aeróbicos leves começam a ser geralmente prescritos aos homens e mulheres acima de 40 anos. A partir dessa idade, até o fim da vida, o acompanhamento médico e a intensidade dos exercícios devem ser mais monitorados, a caminhada é muito útil nessa fase, sendo sempre solicitada. Vale

ressaltar que esta lista se refere aos dois sexos. Existem inúmeras outras modalidades de esportes, como a dança e as artes marciais, por exemplo. Os esportes, além das vantagens acima citadas, possibilitam uma forma saudável de relaxamento e diversão. Obviamente que toda  prática de esportes deve ser feita com moderação. Além dessas práticas, para uma boa qualidade de vida indica-se uma alimentação saudável e balanceada.


B-4 MEIO AMBIENTE

FEVEREIRO/2013 Edição válida até 20/03/2013

REVISTA

Trilha de Ciclismo no Parque Altamiro de Moura Pacheco

Semarh e Sebrae-GO discutem reestruturação de parques A reestruturação dos parques estaduais, com suporte para o ecoturismo, foi discutida dia 19/02 entre o secretário do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Leonardo Vilela, e diretores do Sebrae-Goiás. Cada instituição possui R$ 500 mil para investir em capacitação de guias e microempresários para que façam um bom aproveitamento turístico dos parques. A ação integra o projeto da Semarh de investir na infraestrutura dos parques, tornando essas unidades de conservação grandes áreas para pesquisa, prática de esportes e contemplação. Primeiramente, os parques a receberem investimentos são o Altamiro de Moura Pacheco (Peamp), em Goiânia; Parque dos Pireneus, em Pirenópolis; Parque Serra de Caldas (Pescan), em Caldas Novas e o Parque

Terra Ronca, em São Domingos. Estes parques foram escolhidos por receberem o maior número de visitantes no Estado. Para se ter uma ideia, somente o Pescan recebeu mais de 20 mil turistas no ano passado. A meta da Semarh é chegar a 60 mil visitas neste ano. As conversas entre a Semarh e o Sebrae vinham ocorrendo desde o final do ano passado e agora avançam para a formatação prática. Para Leonardo Vilela, o Sebrae tem todo o conhecimento técnico para desenvolver um projeto que amplie o atendimento aos visitantes dos parques. “Estou entusiasmado e quero realizar o projeto o mais rápido possível”, resume. Participaram do encontro o diretor-superintendente do Sebrae Goiás, Manoel Xavier e o gestor de projetos, Augusto de Araújo Almeida, além de técnicos das duas instituições.

Semarh e UFG vão ampliar parcerias Estágios e monitoramento do ar estão entre os principais projetos que serão implantados

P

arcerias entre a Secretaria Estadual do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) e a Universidade Federal de Goiás (UFG) foram o tema central da reunião do secretário Leonardo Vilela com o reitor Edward Madureira, realizada no início deste mês. Uma das parcerias discutidas se refere à abertura de vagas de estágio na Semarh para estudantes de engenharia ambiental. “Realizamos todas as ações de meio ambiente que colocam em prática o que os alunos aprendem na teoria”, destaca Leonardo. Outra parceria versa sobre o monitoramento do ar e da água, que já são realizados pela Semarh. Todavia, a UFG também realiza trabalho semelhante, e a proposta é unificar

Leonardo Vilela e Edward Madureira, parceria em prol do meio ambiente

os esforços para elaborar pareceres mais detalhados sobre a qualidade do ar e da água, para assim obter informações que sirvam como base para projetos de transporte e saneamento, entre outros. Para

o secretário esta é uma oportunidade de aproveitar todo o conhecimento e o cabedal científico da UFG, enquanto a Semarh oferece sua estrutura e suas unidades de conservação ambiental para pesquisas.

PRESERVAR A NATUREZA É LEI.

! e t r a p a u s a ç Fa Lei Orgânica do Município de Mineiros: Art. 145 – Na defesa e proteção do meio ambiente, o Governo Municipal proibirá qualquer tentativa de implantação no Município de reatores nucleares e depósitos de lixo atômicos e/ou radiativos. Art. 146 – As nascentes dos córregos Mineiros, Capoeira, Cambauva e Cedro, são patrimônios do Município e sua utilização dar-se-á na forma da lei, dentro das condições que assegurem a sua preservação. 1º - Fica proibida toda e qualquer tentativa de

urbanização na nascente do córrego Cambauva, ressalvados os direitos dos prédios já edificados no local. 2º - O Poder Executivo demarcará a área da nascente do córrego Cambauva a ser preservada, conservando os lotes que não abrangerem a área da nascente. Art. 152 – O Município assegurará a participação das entidades representativas da comunidade, no planejamento e na fiscalização da proteção ambiental, garantindo o amplo acesso dos interessados às informações sobre as fontes de poluição e de degradação ambiental a seu dispor.

Leonardo Vilela destacou ainda a sua emenda parlamentar de R$ 3 milhões destinada a projetos da UFG, como a ciclovia entre o Campus Samambaia e a Praça da Bíblia. Para este ano, diz, deve encaminhar mais cerca de R$ 2,5 milhões em emendas para as parcerias entre a Semarh e a Universidade. “Vamos deixar os projetos prontos para darmos início à sua operacionalização assim que a emenda for liberada”, declarou o reitor Edward Madureira. Por fim, Leonardo ressaltou que as unidades de Conservação do Estado vão receber grandes investimentos em estrutura para realização de pesquisa científica, além do lançamento de editais de pesquisa já neste primeiro semestre.

Vem aí I Seminário Estadual de Recursos Hídricos A Secretaria do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), por meio da Superintendência de Recursos Hídricos e com o apoio do Fundo Estadual do Meio Ambiente, promove o I Seminário Estadual de Recursos Hídricos nos dias 24, 25 e 26 de abril deste ano. O evento será realizado no Centro de Convenções Ilídia Maria de Sousa, anexo ao Terminal Rodoviário, na cidade de Caldas Novas. O objetivo do Seminário é debater os problemas e os desafios do setor de recursos hídricos no Estado de Goiás com representantes da comunidade técnico-científica, dos usuários de recursos hídricos, da sociedade civil, agentes públicos, professores, pesquisadores, consultores, empreendedores, agentes privados, estudantes e demais interessados. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo site www.semarh.goias.gov. br do dia 4 a 29/03/2013.   IMPORTANTE: Data:  24, 25 e 26 de Abril de 2013 Local: Centro de Convenções Ilídia Maria de Sousa, anexo ao Terminal Rodoviário Cidade: Caldas Novas Inscrições:  4 a 2 9 de Março de 2013 pelo site www.semarh.goias.gov.br Inf or mações:  ( 6 2 ) 3201.5177 ou seminarioestadualderh@semarh.goias.gov.br

Jornal Centro-Oeste - ED 59  

Edição 59, fevereiro/2013

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you