Issuu on Google+

Filiado

à:

Ano VII Nº 58 JANEIRO/2013 - Edição válida até 24/02/2013 R$ 1,50 Fone: (64) 3661-1940 - e-mail: jornalcentrooeste@brturbo.com.br

MINEIROS

Presidente Dilma quer maior participação dos prefeitos no cadastramento do Bolsa Futuro e na construção de creches

Dilma conclama luta contra a miséria

Defendendo a tese de que é possível construir um Brasil Sem Miséria, a presidente Dilma Rousseff conclamou os novos prefeitos brasileiros para entrar nesta luta. Pediu que o representante dos municípios ajudasse o governo federal no cadastramento de pessoas carentes no Programa Bolsa Família e na construção de creches. (PÁGINA A-4)

AGRONEGÓCIO

Goiás chega ao 2º lugar na produção de cana e etanol A safra 2012/2013 de cana cresceu 16%, com 52 milhões de toneladas colhidas, a maior da história do Estado. Hoje Goiás ocupa o segundo lugar no ranking nacional de produção de cana e também a segunda posição na produção de etanol. O Governo de Goiás foi decisivo para a recuperação da competitividade do setor, com o benefício do crédito outorgado de ICMS de 30% para 60%. (PÁGINA A-7)

Safra de 180,4 milhões de toneladas Estimativa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) prevê que a safra de grãos para o período 2012/2013 deve atingir 180,4 milhões de toneladas, volume 8,5% maior que o registrado na safra anterior (166,17 milhões de t). Em um período de 10 anos, a produção de grãos cresceu 46,5%. (PÁGINA A-8)

Dívida da prefeitura gera polêmica A divulgação da dívida recebida pelo prefeito Agenor Rezende (PMDB) de sua antecessora Neiba Barcelos (PSDB) movimentou os bastidores políticos de Mineiros. Em entrevista coletiva o peemedebista revelou um montante herdado de R$ 37 milhões e serviços essenciais da prefeitura paralisados. A ex-prefeita tucana rebate, dizendo que

o prefeito está blefando. Os atritos tiveram ressonância na imprensa da capital, com a divulgação das versões conflitantes nos principais jornais de Goiânia. Agenor prometeu nova entrevista para breve, desta feita com a divulgação de números oficiais, pois não havia recebido ainda o balancete financeiro de dezembro/2012. (PÁGINA A-3)

Marconi tem como meta contemplar 150 mil alunos com o Bolsa Futuro O Centro de Convenções, na capital, estava lotado e o motivo não foi um show ou uma apresentação teatral. Jovens e adultos aguardavam ansiosos o momento para assinarem o contrato que vai possibilitar a concretização do sonho de ter um diploma de curso superior. Quase oito mil estudantes vão receber da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), através do Programa Bolsa Universitária, uma bolsa parcial ou integral para estudarem em universidades do Estado. No total, 7.952 estudantes passarão a receber o benefício. (PÁGINA A-2)

Marconi fala para alunos em solenidade no Centro de Convenções

Murilo Borges é o novo presidente da ACIM Vereadores de Mineiros durante reunião na AGETOP

IML em Mineiros, vereadores entram na luta

Cansados de esperar uma solução para os problemas e convivendo diariamente com o sofrimento da população, uma comissão de vereadores de Mineiros, liderados pela presidente da Câmara Flávia Resende Oliveira Vilela, foi à Secretaria da Segurança Pública e Justiça reivindicarem agilidade na implantação de uma unidade do IML. Também em Goiânia cobraram da AGETOP adequações na rodovia GO-341.  Conheça nesta edição quem são os integrantes do novo legislativo, que iniciará suas atividades no próximo dia 15/02. (PÁGINAS A-5 E A-6)

Guerra de números revela divergências entre Neiba e Agenor

Defendendo a união de forças Murilo Borges assumiu a direção da Associação Comercial e Industrial de Mineiros para o triênio 20132015. “Tenho idéias novas e projetos que comecei a traçar desde a indicação do meu nome. Confio plenamente que, ao implantá-los, a ACIM, o comércio e a vida em Mineiros irão melhorar cada vez mais”, assegurou

em entrevista ao jornal Centro-Oeste. (PÁGINA B-2)

Prefeitura de Mineiros cancela carnaval de rua Alegando falta de recurso financeiro e a necessidade urgente de investimento em serviços essenciais, como na saúde, iluminação pública, limpeza, recuperação da malha viária urbana e rural, o prefeito Agenor Rezende anunciou o cancelamento do Carnaval de Rua 2013, promovido pela prefeitura. (PÁGINA B-1)

Pedalando no parque Aliar a preservação da natureza à prática do esporte. Este é o objetivo do secretário de Meio Ambiente e de Recursos Hídricos, Leonardo Vilela, juntamente com uma equipe da Semarh ao inaugurar trilhas nos parques estaduais em Goiás para os praticantes de mountain bike. Em breve uma nova trilha será liberada, a do Parque Serra de Caldas, em Caldas Novas, um dos mais visitados do Estado. (PÁGINA B-4)

Carnaval com saúde O Carnaval chegou e para aproveitar os dias de festa sem prejudicar a saúde são necessários alguns cuidados básicos. Excesso de álcool, dormir pouco ou em horários confusos e não se

alimentar direito podem causar uma queda na imunidade e abrir o caminho para várias doenças. Não se esqueça de fatores importantes e essências para o bem-estar do corpo e da saúde. (PÁGINA B-3)


A-2 ESTADO

JANEIRO/2013 Edição válida até 24/02/2013 FOTO: MONTALVANI FERNANDES

Bolsa Universitária quer chegar a 150 mil até final de 2014 Governador Marconi Perillo reforçou ações do Estado em prol da Educação, entre as quais estão a reforma de escolas e investimentos em formação profissional

Secretário Leonardo Vilela e o prefeito Humberto Machado, durante entrega de licença

Semarh libera licença ambiental para construção do anel viário de Jataí A entrega da licença ambiental ao Dnit, que aconteceu dia 07/01 no gabinete do secretário Leonardo Vilela, titular da Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, irá permitir a continuidade das obras do anel viário que vai interligar as rodovias BR -060, BR-364 e BR-158, na cidade de Jataí. A liberação da licença ambiental permitirá ao município  o recebimento imediato de investimentos federais estimados em 65 milhões de reais (apenas na primeira etapa da obra), além de melhorar a infraestrutura da cidade, que é uma das maiores produtoras do setor agropecuário da Região Sudoeste do Estado.  “A construção e o término do anel viário resolvem não apenas um problema de trânsito no local, mas trará benefícios à economia e geração de empregos para a região; com isso, não apenas o município sai ganhando, mas também todo o Estado de Goiás,” afirma o prefeito da cidade, Humberto Machado.  “Nosso papel é fazer com que as coisas andem, nós acreditamos na boa vontade do Dnit em resolver pendências que são apenas exigências legais,” afirma

o secretário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Leonardo Vilela.  Segundo ele, a emissão da licença permitirá que a obra tenha continuidade e maior celeridade a partir de agora, e que os recursos sejam melhor aplicados e aproveitados. “Trata-se de uma obra que é muito importante não só para Jataí, mas para Goiás e estamos, ao mesmo tempo, aproveitando recursos públicos, que são sempre escassos, e ainda estamos cumprindo as exigências legais para a proteção dos recursos naturais e do meio ambiente", disse. Recursos De acordo com o superintendente Regional do Dnit, Anderson Cabral, a obra toda está orçada em R$ 117 milhões de reais, sendo que a primeira etapa, que liga a BR-158 à BR-060, tem custo estimado em R$ 65 milhões. Segundo ele, as obras deverão ser retomadas em fevereiro próximo e a primeira etapa deverá ser entregue ainda ao final deste ano (incluindo a realização de terraplanagem e a construção de duas pontes). O prazo contratual para a entrega do total da obra é em 2014.

A

meta do Governo de Goiás é contemplar pelo menos 150 mil alunos com o Programa Bolsa Universitária até o final do ano que vem, desde a criação do programa até hoje. A afirmação foi feita dia 24/01 pelo governador Marconi Perillo, durante a solenidade de assinatura de contratos, quando quase oito mil novos estudantes foram contemplados pelo programa, no Centro de Cultura e Convenções de Goiânia.  “A nossa meta é chegarmos até o final do ano que vem com pelo menos 150 mil alunos bolsistas, formados ou cursando o ensino superior, desde o lançamento do programa em 1999. Também anunciamos hoje a abertura de inscrições a partir de primeiro de março, para mais cinco mil alunos; e a partir de agosto para mais 10 mil alunos,” completou o governador. Segundo ele, somente nesse governo serão cerca de 50 mil alunos beneficiados com o Bolsa Universitária.  Desde o ano passado o programa apresenta como novidades a possibilidade de obtenção de bolsa integral, e adota como critério, para o repasse do benefício, o desempenho apresentado do aluno contemplado. O valor do benefício parcial no primeiro semestre correspondente a 80% da mensalidade, sendo limitado a R$ 300; e a partir do segundo semestre esse valor poderá chegar a R$ 500, de acordo com o desempenho acadêmico do aluno.  A melhor ação preventiva “Em um momento em que

FOTO: EDUARDO FERREIRA

Marconi: “Este programa é um verdadeiro instrumento de garantia de oportunidades”

todo mundo fala de ações preventivas contra a criminalidade, a violência, as drogas e o crack, somente instrumentos como a informação, a qualificação das pessoas e instrumentos educacionais podem nos ajudar a transformar nossa sociedade e melhorar essa situação”, reforça. Segundo o governador, com os alunos contemplados hoje, somam-se 126 mil  atendidos pelo Bolsa Universitária,  desde o seu lançamento em maio de 1999. “Hoje 7952 pessoas, jovens carentes que não teriam condições econômicas de cursarem uma faculdade, recebem esse benefício.”  “Esse programa é um verdadeiro instrumento de garantia de oportunidades para as pessoas mais pobres de alcançarem o mercado de trabalho, de serem competitivas, de crescerem na vida. Isso significa promoção social, cidadania, ajudar as pessoas

a crescerem e a serem pessoas bem sucedidas na vida. Ele relembrou a implementação de 15 escolas de tempo integral, que começam a funcionar agora em 2013; o pagamento do piso nacional aos professores da rede e também a reforma de mais de 750 escolas (autorizadas somente no ano passado), das 1100 existentes no Estado. Marconi disse  que está sendo analisada, pela Secretaria de Educação, a possibilidade de criação do Bolsa Aluno, para  substituir, de forma mais aprimorada, o Salário Escola, e cuja finalidade será beneficiar mais de 100 mil alunos com bolsas mensais,  funcionando como forma de combate à evasão escolar no Estado. “São ações focadas no futuro dos nossos jovens e no futuro do nosso Estado.” Ações de Governo Além do Bolsa Universitária, o governador relembrou outras

ações do governo em prol da educação no Estado, entre as quais a criação da UEG em 1999, que já formou mais de 60 mil alunos, gratuitamente; investimentos em formação profissional, por meio do Programa Bolsa Futuro, pago inteiramente pelo Governo do Estado; e a conquista de Goiás com a colocação no 5º lugar no Ideb, em avaliação do Ministério da Educação; quando anteriormente, nesta mesma avaliação, ocupávamos a 16ª posição. O governador reforçou ainda a importância da educação como sendo a forma e a ação preventiva de maior eficácia no combate à violência e à criminalidade. “Só a educação é capaz de democratizar oportunidades, seja ela pública, privada ou apoiada pelo Estado; a maioria das pessoas que vão para o crime, o fazem, na maioria das vezes, por falta de melhores oportunidades na vida”,  analisou Marconi.

Juraci Martins anuncia suas prioridades de governo

Prefeito de Rio Verde, Juraci Martins

Mobilidade Urbana, Segurança Pública e Saneamento Básico. Estes serão os pilares da gestão Dr. Juraci Martins de Oliveira para este mandato que se inicia. Se em 2008 a prioridade era o asfalto, agora, com o problema solucionado, o foco estará para estes três setores. Conforme destacou o prefeito

Juraci Martins, em Rio Verde, assim como na maioria das cidades brasileiras, tem sido significativa a venda de automóveis e motocicletas que chegam as ruas diariamente, engrossando a frota de veículos e ocasionando alguns transtornos. “Colocaremos em prática um projeto, já existente, para melhorar o fluxo de veículos

em nossa Cidade e, além disso, iremos priorizar a construção de dois anéis viários, fatores imprescindíveis para a garantia da mobilidade segura e eficiente,” revelou. O prefeito ressaltou ainda a construção de ciclovias e as melhorias no transporte público, já em processo. Entre outras importantes obras

previstas para serem iniciadas e/ou concluídas neste mandato, o chefe do Executivo Municipal de Rio Verde lembrou que a plataforma multimodal será uma realidade, assim como o Hospital Materno-Infantil, cuja construção já está em processo inicial. “Podemos lembrar ainda a canalização e urbanização da orla do Córrego do

Sapo, prevista para ser concluída em dois anos; dois anéis viários; a Praça dos Esportes e da Cultura no Bairro Céu Azul; o Complexo Esportivo do Bairro Canaã; a construção do Centro de Convenções e de mais 12 praças, entre outras importantes obras que vão garantir ainda mais qualidade de vida aos rio-verdenses”. (Secom-Rio Verde)

Farpas em evidência

Fala secretário! O jornal Centro-Oeste inicia nesta edição uma série de entrevistas que pretende realizar com os secretários da Administração Agenor Rezende. O primeiro entrevistado foi Sergislei Carrijo, que ocupa a pasta de Agronegócio, Indústria, Comércio e Serviços.

Efeito Iris Rezende Partidos de oposição em Goiás vivem o dilema se Iris Rezende (PMDB) será ou não candidato a governador de Goiás no próximo pleito. De olho na candidatura, alguns políticos tentam desvendar o segredo e romper o silêncio de Iris, organizando reuniões e pregando a união da base. Mas se Iris levantar, bater no peito e disser: “Aceito ser candidato”, qual será a posição de Júnior Friboi, Vanderlan Cardoso, Paulo Garcia, Sandro Mabel, Antônio Gomide, Ronaldo Caiado?...

A dívida do município de Mineiros anunciada pelo prefeito Agenor Rezende (PMDB) rendeu as primeiras farpas. Ele e a ex-prefeita Neiba Barcelos (PSDB) ganharam espaço na imprensa da capital devido à divergência dos números divulgados. O conceituado jornalista Helton Lenine divulgou em sua coluna Fio Direto, publicada no jornal Diário da Manhã do dia 27/01, nota do prefeito Agenor afirmando que “assumiu caos administrativo em Mineiros”, rebatida por Neiba na coluna do dia seguinte: “O prefeito está blefando”. Veja as duas notas publicadas na coluna Fio Direto:

Goiás contará com 5 novas Escolas Técnicas O Ministério da Educação (MEC), por meio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), liberou R$41 mil para o estado de

Goiás. A verba é destinada à construção de cinco novas escolas técnicas no estado e ainda ampliação de três Centros de Educação Profissional

Foco empresarial O empresário Júnior da Citro5 era praticamente um desconhecido na política de Mineiros antes da última eleição para prefeito. Ao longo da campanha, Júnior foi tomando gosto pela política e pelas questões de interesse da comunidade. Sua popularidade cresceu. Perdeu a eleição, mas obteve quase sete mil votos e aprendeu muito com os percalços de uma campanha. Não caiu no esquecimento, como acontece com muitos políticos pós-eleição. Sempre é saudado calorosamente por onde passa.

Corre notícia nos bastidores políticos de Mineiros que Júnior Citro5 deverá postular candidatura a deputado estadual na próxima eleição. Por hora, o empresário dedica-se com afinco ao trabalho de dirigir as empresas do grupo, que está negociando a aquisição de uma indústria de laticínios. Em breve a empresa passará a produzir uma nova linha de lácteos da marca Poizé, inclusive com o lançamento de produtos que dificilmente são encontrados pelos consumidores no mercado de Mineiros e região.

(CEP).  As unidades serão construídas em Santo Antônio do Descoberto, Mineiros, Valparaíso, Aparecida de Goiânia e Goiânia - na região noroeste. As escolas terão capacidade para 1.200 alunos, anfiteatro,

quadra coberta e laboratórios para os cursos - cada unidade custará R$7,5 mil. O restante da verba, R$3,5 mil, será usado na reforma dos CEPs da Secretaria de Ciência e Tecnologia (Sectec) em Anápolis, Catalão e Goiânia.

Otoni visita vereadores de Rio Verde No município de Rio Verde, quarta maior cidade de Goiás, o deputado federal Rubens Otoni foi recebido pelos vereadores da Câmara Municipal, dia 28/01. A visita faz parte do projeto “Goiás de todos nós - 2013”, por meio do qual  o petista  busca  consolidar parcerias com representantes dos poderes Legislativo e Executivo municipais. Na

ocasião, o deputado se colocou à disposição dos vereadores para auxiliar na conquista de benefícios importantes para Rio Verde. “Estamos aqui para ajudar no desenvolvimento do município”, observou. A visita contou com a presença das vereadoras do PT, Naudia e Lucia Helena, além do vereador Paulo Henrique (PMDB) e do vereador Leilton (PSB).


POLÍTICA

JANEIRO/2013

A-3

Edição válida até 24/02/2013

Afinal, quanto deve a Prefeitura? A população mineirense aguarda com expectativa a divulgação dos números oficiais da dívida recebida pelo prefeito Agenor Rezende

A

Em entrevista coletiva, prefeito Agenor divulgou dívida de R$ 37 milhões

s últimas semanas do mês de janeiro movimentaram os bastidores políticos de Mineiros com as entrevistas do prefeito Agenor Rezende (PMDB) e da ex-prefeita Neiba Barcelos (PSDB). Os dois principais jornais da capital e a imprensa local enfatizaram a dívida recebida pelo peemedebista, apresentada em entrevista coletiva dia 22/01. Agenor Rezende declarou que herdou de sua antecessora uma dívida de cerca de R$ 17 milhões com fornecedores, contra um depósito de R$ 4

milhões. Além da dívida, o prefeito afirmou ter recebido mais de R$ 20 milhões de parcelamento com o Mineiros Previ, instituto de previdência dos servidores municipais. “Estamos recebendo o município com cerca de R$ 37 milhões de dívidas e com um caixa de pouco mais de 4 milhões, que não podemos lançar mão dos mesmos, pois são destinados ao pagamento de obras que estão sendo realizadas, que são as consideradas verbas com fins específicos”. O prefeito assegurou à imprensa que os números foram

levantados por sua equipe e que ainda não são oficiais. “Somente depois do dia 15 de fevereiro, prazo assegurado por lei para a administração anterior apresentar o balancete de dezembro/2012, é que vamos ter todos os dados em mãos. “Aí sim, vamos convidar a imprensa para mais uma entrevista e divulgar a dívida que recebemos com números atualizados”, garantiu. Diante do quadro apresentado, Agenor concluiu que a situação financeira da Prefeitura não é das mais agradáveis e, segundo ele, foi agravada

FOTOS: RÁDIO ELDORADO

Neiba: “Acusações são falsas” Respondendo afirmações feitas pelo prefeito Agenor Rezende ao jornal O Popular, do dia 25/01/2013, a “ex-prefeita de Mineiros Neiba Barcelos nega que tenha deixado qualquer tipo de pendência financeira com fornecedores do poder público e afirma que honrou o pagamento de todas as parcelas da dívida com o Mineiros Previ.

Deixei as contas pagas e R$ 6 milhões em caixa. Ela garante que as acusações do prefeito são falsas e que possui todos os comprovantes negativos de débito. A tucana diz ainda que abriu as contas da prefeitura durante o período de transição para a equipe indicada pelo novo prefeito e que, já prevendo futuras acusações do

adversário, filmou e registrou em ata todas as reuniões. Neiba confirma o aumento de despesas com o pessoal, mas atribui a elevação dos gastos ao crescimento populacional do município e ao pagamento do novo piso salarial dos professores. De acordo com ela, o serviço de limpeza urbana não sofreu nenhuma interrupção até o final do seu mandato”.

com o sucateamento da frota rodoviária do município e a interrupção de alguns serviços essenciais no final da gestão anterior, como o serviço de limpeza pública, falta de profissionais e postos de saúde fechados. A previsão dele é de que a receita mensal do município gire em torno de R$ 7 milhões, para atender todas as demandas públicas e pagar a dívida recebida. Ele revelou, ainda, que a despesa mensal com o funcionalismo subiu de R$ 1,8 milhões para R$ 4,6milhões na administração passada.

Neiba negou valor da dívida e interrupção de serviços

Números apresentados na transição do cargo Na solenidade de transferência do cargo para o prefeito Agenor Rezende, ocorrida à meia noite do dia 31/12 para 01/01, Neiba fez um discurso de despedida, fazendo a prestação de contas das principais obras e realizações de sua gestão. Quando da apresentação do balancete financeiro de seu governo, a ex-prefeita provocou suspense ao afirmar em seu pronunciamento: “Todos

estão curiosos e muitos apostam numa situação financeira ruim. Enganaram-se os que apostaram no pior. A situação financeira da prefeitura é tranquila e equilibrada”, afirmou. Mais adiante ela revelou: “Estamos deixando em disponibilidade financeira o valor de R$ 5 milhões, 764 mil e 553 reais. Trouxe todos os extratos para provar nossos dados. Estamos deixando uma dívida com fornecedores

de RS 378 mil, isto porque a Prefeitura não pode parar e os serviços essenciais muito menos, por isso não conseguimos pagar todos os fornecedores a tempo”, disse ela no discurso. Neiba Barcelos informou que estava deixando dívidas parceladas, inclusive algumas que recebeu, no valor de R$ 17 milhões. Ela informou, ainda, que ficavam em convênios assinados com os governos Estadual e Federal, com re-

cursos garantidos, o montante de R$ 12 milhões, relatando todos eles e seus respectivos valores. “Nem todos estão com recursos em caixa, mas todos os contratos estão assinados e com a garantia dos recursos”, justificou. NÚMEROS CONFLITANTES Os números apresentados por Agenor Rezende e Neiba Barcelos não batem, muito

menos se aproximam, são conflitantes. A população mineirense, por certo, aguarda com expectativa a divulgação dos números oficias da dívida da Prefeitura pelo prefeito Agenor Rezende, tão logo ele tenha as informações do balancete de dezembro/2012. O prefeito prometeu, inclusive, que essa dívida será levada ao conhecimento em detalhes a todos os veículos de comunicação e que será publicada

inclusive em outdoor: “Convidarei a imprensa novamente e darei até os centavos. Tanto darei à imprensa, como pretendo divulgar a dívida até mesmo em outdoor para que todos fiquem sabendo. O povo precisa saber o que a Prefeitura tem, o que ela deve, o que arrecada, para poder cobrar as obras que a cidade precisa”, disse durante encerramento da entrevista coletiva do dia 22/01.

Projeto aumenta prazo para consumidor desistir de compra

Proposta de Wilder destina-se às compras fora das lojas, como as feitas por telefone

O consumidor que se arrepender de compra feita fora do estabelecimento comercial terá um prazo maior para desistência do produto ou serviço. Projeto de  Wilder  Morais (DEM-GO) aumenta o prazo para 15 dias. O Código de Defesa do Consumidor (CDC) prevê sete

FILIADO À: Integração regional

Notícias

EXPEDIENTE

Diretor Presidente Fernando Brandão

Goiás

Diretora Administrativa Glória Elaine Moraes Preto

Mineiros (matriz) Rua 8, nº 135 - Setor Machado CEP: 75830-000 - Mineiros-GO - Fone/Fax: (64) 3661-1940 jornalcentrooeste@brturbo.com.br

Editora Paula Regina Santos Rodrigues

Representação Comercial

Diagramação Rodrigo T. Martins Revisão Pite Rezende

São Paulo

AGROMÍDIA (Caderno Agronegócio) Rua Barão do Triunfo, 464, 6º Andar, Cj. 61 - São Paulo - SP CEP: 04602-001 - Fone: (11) 5092-3305 - Fax: (11) 5092-3153 agromidia@terra.com.br As opiniões emitidas em matérias, cartas e colunas assinadas não correspondem necessariamente à opinão do jornal.

dias para que o consumidor possa desistir da compra realizada fora do estabelecimento, em especial por telefone ou em domicílio. O prazo começa a contar da assinatura ou do recebimento do produto ou serviço. Para estender o período de desistência de contrato, o projeto PLS 458/12 altera o CDC.

Já está funcionado nesta cidade a CASA LAVANDERIA, que iniciou suas atividades recentemente, com serviços que podem facilitar sua vida: lava e passa sua roupa pessoal, de cama, mesa e banho; lava, inclusive, calçados e tapetes; e se encarrega também de pequenos reparos em roupas, como pregar botões, colocar zíper, fazer barras, dentre outros.

Na hipótese de o consumidor desistir da aquisição da mercadoria ou do serviço contratado, prevê a legislação em vigor, os valores pagos deverão ser devolvidos imediatamente com ­atualização monetária. Segundo o autor, a intenção é estimular o consumo consciente. A iniciativa, res-

saltou  Wilder Morais, também vai contribuir para evitar o superendividamento das pessoas. Tal prazo, na opinião do senador, é “necessário para verificar a necessidade de realização daquela compra, bem como a satisfação do cliente sobre aquele produto”. (Agência Senado)

Aguardamos sua visita, à Terceira Avenida, n. 32 – Centro – Mineiros-GO. FONE: (64) 3661-6176


A-4

POLÍTICA/GERAL

JANEIRO/2013

Dilma quer ampliar Bolsa Família Em recente pronunciamento presidente Dilma Rouseff pediu ajuda a prefeitos para ampliar Bolsa Família e construção de creches

A

presidente Dilma Rousseff pediu que os prefeitos ajudem o governo federal no cadastramento de pessoas no Programa Bolsa Família e na construção de creches para cumprir a meta de acabar com a pobreza extrema no país, e reduzir a desigualdade de oportunidades. “Estamos chegando perto de poder levantar-nos sobre os nossos pés, erguer a cabeça e dizer com orgulho: este país não tem mais pobreza extrema”, disse a presidente. Dilma Rousseff afirmou que milhões de famílias saíram da linha da pobreza extrema, mas há famílias com direito a receber o auxílio do governo porque  não foram incluídas no cadastro único feito pelos municípios. “Nós temos que cadastrar todas as famílias que vivem na extrema

Presidente Dilma conclama maior participação dos prefeitos nos programas do Governo Federal

pobreza ou na miséria. Por que? Porque nós temos condições de superar essa fase da nossa his-

tória, de desigualdade, que é ter brasileiros na extrema pobreza”. Em relação às creches, a pre-

sidente assegurou que são instrumentos para dar oportunidades iguais a todas as pessoas desde os primeiros anos de vida. “Queremos fazer creches para assegurar que estamos mexendo na raiz da desigualdade. Queremos que as crianças das classes populares mais vulneráveis tenham acesso à mesma educação dos filhos da classe média e dos ricos”. A presidente adiantou que o governo federal tem a meta de construir seis mil creches. Além da construção, o governo garantirá  dinheiro para a manutenção, incluindo contratação de professores, alimentação e equipamentos. Caso a creche seja para crianças de famílias de baixa renda, haverá um acréscimo de 50% nos repasses. “Queremos o auxílio das prefeituras todas para que a gente cumpra uma meta importante para o Brasil”.

Edição válida até 24/02/2013

Começa em março compensação de dívidas de municípios com a Previdência A partir de março o governo federal começará a compensar os municípios que têm dívidas com a Previdência Social, anunciou a presidente Dilma Rousseff. Segundo ela, 833 municípios começarão a receber compensações de R$ 500 mil mensais. Segundo Dilma, os municípios beneficiados foram os que concluíram primeiro a apuração das dívidas com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Até o final do ano, disse Dilma, o governo federal espera ter zerado a dívida de 796 municípios, o que representa 95% do total de prefeituras beneficiadas na primeira fase do programa. Ela informou ainda ter determinado a abertura de uma força-tarefa para acelerar

a apuração das dívidas nas prefeituras de todo o país. A presidente rechaçou qualquer possibilidade de rever a política de divisão dos royalties do petróleo. “Não faço demagogia. A verdade é que não temos de onde tirar [recursos]. Temos visão de médio e longo prazo para as futuras gerações. Por isso, precisamos colocar muito dinheiro na educação”, afirmou. Dilma pediu ainda que as prefeituras melhorem a capacidade de gestão para impedir atrasos nas obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). “Os recursos do PAC não estão contingenciados [bloqueados]. Não há motivos para as obras estarem atrasadas”, ressaltou.

FALA SECRETÁRIO

Sergislei: “A maior ação é atendimento de qualidade” Indicado pelo prefeito Agenor Rezende (PMDB) para conduzir a Secretaria Municipal de Agronegócio, Indústria, Comércio e Serviços, Sergislei Carrijo teve um princípio de gestão bastante movimentado. Sua secretaria já atua em diversas frentes de serviço e os trabalhos prometem ser mais intensos a partir de agora. Sergislei Carrijo foi eleito vereador mais votado de Mineiros em duas eleições consecutivas: 20012004 e 2005-2008, vice-prefeito de 2009-2012. É formado em Administração e Marketing e presidente do Diretório Municipal do Partido Progressista (PP). Corresponder à expectativa do prefeito Agenor e da população mineirense é, agora, sua grande missão. Após ser eleito vereador mais votado por duas vezes consecutivas e ex-vice-prefeito de Mineiros, o que te motivou aceitar uma secretaria na administração do prefeito Agenor Rezende? Sergislei Carrijo – Foi porque fizemos uma parceria política em prol de Mineiros. Agradeço o prefeito Agenor pela confiança. A nossa secretaria está trabalhando com uma equipe unida, sempre em busca de resultados positivos para Mineiros e pela melhoria da qualidade de vida

do nosso povo. É um grande desafio, pois trata-se de uma pasta muito importante, representada por segmentos da economia, agronegócio, indústria, comércio e serviços. Vamos trabalhar em equipe, fazer o melhor possível, ter mais criatividade e comprometimento com a coisa pública. Quais são as ações desenvolvidas em janeiro pela Secretaria de Agronegócio, Indústria, Comércio e Serviços, uma das pastas mais importantes do Governo Agenor Rezende? Sergislei Carrijo – Seguindo determinação do prefeito Agenor Rezende, a maior ação da nossa secretaria é atender bem todos os que a procuram. Prestar atendimento de qualidade, mesmo diante das dificuldades que estamos enfrentando neste início de gestão, é a maior prioridade que recebemos do nosso prefeito. Informe ao povo de Mineiros que iniciamos ações importantes, sendo elas:  Estamos elaborando o plano de ações integradas para o desenvolvimento das áreas de agropecuária, indústria, comércio e serviços.  Nossa secretaria, em parceria com a EMATER, está elaborando ações voltadas para

o fortalecimento da agricultura familiar, através da Coopermin (Cooperativa Mista dos Agricultores e Agricultoras Familiares de Mineiros). Entramos na luta para que o projeto oriundo da agricultura familiar seja comercializado nos programas: PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar) e PAA (Programa de Aquisição de Alimentos). Será uma forma de prover a subsistência, melhorar a renda dos agricultores, garantir alimentação para os alunos e entidades sociais de Mineiros.  Articulação com a Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária e Irrigação para regularização do programa Lavoura Comunitária de Mineiros e sua implantação em 2013.  Cadastramento de novos feirantes para a Feira Livre de Mineiros.  Elaboração do regulamento da Feira Livre de Mineiros, através de parceria com a Secretaria da Fazenda e feirantes.  Atendendo determinação do prefeito Agenor Rezende, iniciamos reuniões com o Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Emater, Coopermin, Senai e Fimes. Tamb��m vamos buscar reuniões com o CDL, ACIM, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, dentre outras entidades

afins, visando buscar parcerias de trabalho e elaboração de projetos em conjunto com a Secretaria Municipal de Agronegócio, Indústria, Comércio e Serviços.  Organização dos programas de assistência rural, em parceria com técnicos da Emater e da nossa secretaria, destinados ao pequeno produtor. Dentre eles, o Programa Balde Cheio, com assistência nas propriedades produtoras de leite. Pretendemos, ainda, prestar assistência e fomentar a piscicultura em Mineiros.  Ao longo deste ano vamos iniciar um trabalho junto à Goiás Industrial, visando a implantação de novos empreendimentos no DAIM (Distrito Agroindustrial de Mineiros).  Pretendemos também promover reuniões com entidades representativas, visando criar mecanismos para o fortalecimento do comércio local.  Na área de geração de emprego e renda vamos buscar parcerias que possibilitem a implantação de cursos de capacitação de pessoas de Mineiros para trabalhar nas grandes indústrias e comércio aqui existentes.

Nossa equipe está trabalhando unida, sempre em busca de resultados positivos para Mineiros

Projetos como o Serviço de Inspeção Municipal (SIM),

criado na gestão passada, serão mantidos? Sergislei Carrijo – O SIM é o órgão responsável pela inspeção e fiscalização dos locais que manipulam alimentos de origem animal e seus derivados, tais como: embutidos, queijos, mel, ovos, etc. Ele orienta os manipuladores desses produtos e entrega um certificado para aqueles que estão adequados às normas sanitárias. Com o SIM o produtor vai

a resposta que também é uma pergunta: Onde eu estou nesse mundo? O que estou fazendo para que o maior número de jovens entenda que só Deus sacia o desejo pela felicidade? Hoje, preciso fazer a diferença muito mais do que ontem.

Onde o Senhor precisa estar é lá que ele conta comigo para estar. Preciso fazer a diferença! Santa Maria, aos pés da cruz, não estava indignada com Deus por Ele ter permitido que o Filho ali morresse, mas o coração dela estava tomado pela certeza

agregar valor ao seu produto, aumentar a sua rentabilidade, além de oferecer à sociedade produtos com alto padrão de qualidade. Atualmente o SIM está regularizando a produção de leite e derivados (queijo minas frescal, curado, mussarela, etc). Na gestão do prefeito Agenor o serviço será ampliado para atender também os produtores de linguiça, carne temperada, mel e ovos.

TRAGÉDIA EM SANTA MARIA – RS

Onde estava Deus? Adriano Gonçalves

Uma tragédia sempre nos desinstala e nos provoca diversas reações. Vamos de juízes a promotores, da compaixão à indignação. Realmente, o que muitos pensam, mas poucos verbalizam é: “Onde estava Deus”? Na última semana de janeiro, o Brasil, senão o mundo foi abalado pela tragédia de Santa Maria, no Rio Grande do Sul. Eu me pergunto: “Onde estava Deus? Por que o silêncio? Como Ele pode tolerar tal destruição?” Só de pensar que foram as mesmas perguntas que o Papa Bento XVI fez, em 2006, quando visitou Auschwitz fico mais tranquilo e não me julgo ateu diante de perguntas que

nos tiram o fôlego e nos lançam a dois sentimentos: indignação ou abertura ao mistério. Nessa hora, escolho a abertura ao mistério de Deus, pois não podemos penetrar em Seus segredos, apenas tateamos os fragmentos de uma tentativa de compreensão. Nesta hora, prefiro escolher o lugar de Santa Maria, a qual, diante da tragédia, olhou com confiança para um Deus que tem o controle de todas as coisas, um olhar que se lança para uma eternidade feliz no Senhor. Não quero assumir o juiz da situação e dizer: “O que eles faziam ali? Q que queriam? O que, o quê?” Não! Não quero ser um dedo que aponta, mas um braço que acolhe e diz: “Há esperança

mesmo que tudo seja ruína”. Prefiro o mistério à acusação, ou ser como alguém metido a 007, tentando achar algum culpado. O Deus, no qual nós cremos, é o Senhor da razão que, certamente, não é uma matemática neutra do universo por teoremas do tipo A+B=AB. Ele é só amor, só o bem. Não tenho dúvidas de que aquelas centenas de jovens tinham um desejo profundo de Deus, queriam ser felizes de verdade; neles, existiam sonhos e esperanças. A fumaça não sufocou o desejo por felicidade apenas, mas vidas que tinham tudo para dar certo. Diante da pergunta inicial  – Onde estava Deus? -, fico com

de que ali começava uma nova história de eternidade. Que seja a Santa Mãe de Deus a consolar tantas famílias que, agora, choram. Que ela mesma possa nos fazer olhar para um Pai que só sabe amar. Santa Maria rogai por nós!


LEGISLATIVO A-5

JANEIRO/2013 Edição válida até 24/02/2013

Legislativo iniciará atividades dia 15/02 Câmara terá novidades, com o aumento do número de parlamentares e a presença de oito novatos

A

Câmara Municipal de Mineiros retomará suas atividades para a legislatura 2013-2016, dia 15/02, às 19:00 horas, com algumas novidades. O número saltou de 9 para 15 vereadores, representantes de 6 partidos políticos: PSDB, PMDB, PPS, PP, PT e PR. Entre os parlamentares 8 deles foram eleitos pela primeira vez: Jeane Rezende Freitas Moreira, pelo PMDB; Gervanir Rodrigues de Rezende, pelo PR; Fernando Costa Lima e Adão Oliveira Lima, pelo PPS; Marcelo Rezende do Vale e Beatriz Carvalho Borges Delben, pelo PSDB; Edmar Ferreira de Andrade, pelo PP; Marcelo Timo Machado, primeiro vereador eleito pelo PT de Mineiros. O Legislativo contará com o retorno de 3 vereadores: Washington Luis Alves Costa (PPS), Paulo Advíncula da

Marcelo Rezende do Vale (PSDB)

Cunha (PSDB) e Renato Vasques de Souza (PMDB), que fizeram parte da Câmara na legislatura 2005-2008. A Câmara contará, ainda, com 4 vereadores reeleitos, sendo eles: Flávia Resende Oliveira Vilela e Sílvio Azarias de Oliveira, pelo PSDB; Ernesto Vilela Rezende e José Sávio Costa, pelo PMDB. DINÂMICA LEGISLATIVA Mesmo antes de iniciar oficialmente as atividades legislativas de 2013, já é possível verificar a atuação e o trabalho dos parlamentares eleitos, visitando obras e repartições públicas e, até mesmo, realizando viagens em busca de benefícios para Mineiros. A expectativa geral é de que teremos uma legislatura dinâmica, proativa e que represente a altura os anseios da população mineirense.

Marcelo Timo Machado (PT)

Paulo Advíncula da Cunha (PSDB)

A Justiça e Você Adão Oliveira Lima (PPS)

Beatriz Carvalho Borges Delben (PSDB)

Edmar Ferreira de Andrade (PP)

Ernesto Vilela Rezende (PMDB)

Fernando Costa Lima (PPS)

Flávia Resende Oliveira Vilela (PSDB)

Gervanir Rodrigues de Rezende (PR)

Jeane Rezende Freitas Moreira (PMDB)

José Sávio Costa (PMDB)

Renato Vasques de Souza (PMDB)

Sílvio Azarias de Oliveira (PSDB)

Washington Luis Alves Costa (PPS)

 Usucapião familiar Desde 16 de junho de 2011, famílias abandonadas por um dos cônjuges, por mais de dois anos, sem motivos específicos, passaram a ter moradia assegurada pelo artigo 1.240-A, da Lei    nº 12.424, que dispõe  sobre o Programa Minha Casa, Minha Vida. Esta mudança no Código Civil ficou conhecida como “usucapião familiar”.   Para garantir mais segurança a todos os envolvidos o artigo contém diversas especificidades. Uma delas define que o imóvel urbano deve ter sido adquirido durante o relacionamento do casal, sendo propriedade de ambos ou de apenas uma das partes. Também é apontado o tamanho do bem, que deve ter o máximo de 250 metros quadrados. Também especifica que o abandonado não pode possuir outro imóvel  e  nem

ter sido beneficiado pela lei anteriormente. Além destes apontamentos, só podem entrar com pedido de usucapião familiar cidadãos que se separaram  e/ou foram abandonados após a criação do artigo. O cônjuge deve, ainda, ter permanecido na residência pelo período de dois anos ininterruptos e sem ter a oposição do ex-parceiro. Atendendo a estes requisitos, o abandonado passa a contar com o direito à posse do local de moradia para si e/ou sua família. Com esta mudança na lei, cônjuges que deixam o lar com o intuito de não mais voltar, sem autorização judicial, passam a ter mais responsabilidade sobre seus atos, já que, anteriormente, o abandonado só tinha o direito de pedir o divórcio e eventual reparação de danos. 

Esta coluna é um serviço de utilidade pública da Amaerj (Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro) e do jornal Centro-Oeste.


A-6 GERAL

JANEIRO/2013 Edição válida até 24/02/2013

Chap Céu Folia vai agitar pela primeira vez Chapadão do Céu Carnaval Popular será no Parque de Exposição Osvaldo Gorgem, com três noites de muita animação

O

Carnaval Popular é uma das promessas políticas do atual prefeito Rogério Graxa. E pela primeira vez será realizado em Chapadão do Céu, já com três atrações, para animar os amantes do carnaval. E este ano será realizado apenas em 03 noites (sábado, domingo e Segunda), no parque de exposição Osvaldo Gorgem com entrada franca. O secretário de cultura e turismo, Marcos Navarini, revelou que algumas pessoas queriam que o Carnaval Popular fosse realizado numa avenida principal da cidade, mas a administração municipal decidiu fazer no Parque de Exposição Oswaldo Gorgem, pelo fato de oferecer mais segurança e ainda não causar transtorno aos munícipes, com o som durante

aqui mesmo e não deslocar para outros municípios, colocando suas vidas em risco de acidentes ao retornarem nas madrugadas”. Afirmou o prefeito. 

Cartaz da festa que promete agitar Chapadão do Céu e região

três dias, perturbando o sono e o descanso de alguns. O prefeito Rogério Graxa adiantou que vai colocar dois ônibus para fazer o transporte das pessoas que não disponibilizam de veículos. “Estamos cumprindo uma

promessa da campanha eleitoral, feita junto à juventude céu-chapadense, que pediu para que seja realizado carnaval popular na cidade. Por outro lado, com a realização do carnaval em nossa cidade, os nossos jovens poderão ficar

SHOWS  Como a administração tem que trabalhar com o orçamento do ano passado, para este primeiro Carnaval Popular foram contratadas três bandas, para animar os foliões. A Abertura será no sábado dia 09, com a Cantora Livia Detes. Recentemente ela participou do programa da TV Globo The Voice Brasil. Dia 10, domingo, a animação será do grupo Melado do Forró.Na segunda feira, 11, véspera do feriado, a animação do Chap Céu Folia será do Grupo Sou do Samba. (Secom- Chapadão do Céu)

Clube está pronto para receber os foliões

Carnaval das Águas Termais de Jataí 2013 no Thermas Beach Park   Este ano o Carnaval de Jataí vai acontecer no THERMAS BEACH PARK. Serão 04 dias de muita animação nas piscinas termais e medicinais do clube, com direito a show com Luana Moraes e Banda. A partir de sábado, dia 09, até a terça-feira gorda de carnaval (12) o Thermas abre suas portas às 9 horas e a folia vai até às 21 horas. 

Com ambiente familiar e segurança reforçada, o Carnaval 2013 do Thermas Beach Park vai oferecer 4 matinês. O show ao vivo acontece das 13 às 17 horas, no domingo e na terça feira, intercalado com som mecânico com muito samba, axé e as famosas Marchinhas de Carnaval. (Assessoria de Comunicação – Prefeitura de Jataí)

Maia Neto promete “fazer grande mandato” em Alto Araguaia Marcos Cardial

Vereadores de Mineiros foram recebidos pelo secretário de Segurança Pública e Justiça, Joaquim Mesquita

Vereadores de Mineiros reivindicam benefícios à AGETOP e SSPJ Agilidade na implantação de uma unidade do Instituto Médico Legal (IML) na cidade de Mineiros e adequações na rodovia GO-341 motivaram a ida de uma comissão parlamentar à Goiânia, dias 28 e 29/01, composta pelos vereadores: Flávia Resende Oliveira Vilela, Fernando Costa Lima, Washington Luis Alves Costa, Adão Oliveira Lima, Beatriz Carvalho Borges Delben e Edmar Ferreira de Andrade. Na Agência Goiana de Transportes e Obras (AGETOP) alertaram para o sério problema vivido pelos moradores de três setores que margeiam a GO-341: “Todos os dias nossas crianças são expostas aos riscos de cruzar

uma rodovia para poder chegar até a escola. Além disso, é intenso o tráfego de veículos que saem da cidade para chegar ao setor industrial, onde fica localizada a BRF – Brasil Foods e o frigorífico Marfrig, aumentando os riscos de acidente nos cruzamentos da referida GO com as vias urbanas”, justificaram os vereadores através de documento. Por esse motivo, solicitaram à AGETOP que tome medidas necessárias para garantir a segurança dos pedestres na travessia da GO-341, organizando o trânsito nos locais de cruzamento. Os vereadores sugeriram a instalação de lombadas eletrônicas e radares, melhoria da sinalização, constru-

ção de passarelas para pedestres e a construção de um trevo nos cruzamentos das vias urbanas com a rodovia. Na Secretaria da Segurança Pública e Justiça do Estado de Goiás (SSPJ), os vereadores de Mineiros solicitaram urgência na instalação do IML, uma vez que a unidade mais próxima está localizada a 100 km, na cidade de Jataí. Justificaram que a falta do órgão causa transtornos aos familiares das vítimas de acidentes e crimes, que precisam aguardar várias horas para remoção do corpo, que por vezes fica estendido em via pública, à mercê de curiosos, de chuva, sol quente e outras adversidades.

O prefeito de Alto Araguaia, Jerônimo Samita Maia Neto (PR), cumpriu parte de sua agenda de compromissos, dia 18/01, concedendo entrevistas ao Jornal da Aurora, da Rádio Aurora FM e ao Araguaia no Ar, da TV Integração, afiliada da Rede Record. Nos dois programas, o chefe do executivo conversou sobre diversos assuntos, entre eles avaliação dos primeiros dias de mandato, além da execução de ações iniciais da administração. O gestor, que já ocupou três mandatos como prefeito, afirmou que assumiu como se fosse a primeira vez e prometeu “fazer uma grande administração”. Ao ser questionado sobre as primeiras ações, Maia Neto informou que a prefeitura vem executando a limpeza da área central do município, bem como adquiriu mais de R$ 160 mil em medicamentos para a Farmácia Básica de Saúde e efetuou a compra de cerca de 150 lençóis, 80 contra lençóis e fronhas, totalizando mais de R$ 4,6 mil. Tudo com recursos próprios. O prefeito anunciou que estão sendo elaborados projetos

e dentro de alguns meses serão iniciadas obras de reforma e adequação do atual layout da recepção do Hospital Municipal Deputado Cacildo Hugueney. “Reformas essas que devem ser iniciadas em 60 ou 70 dias. Vamos melhorar a condição do hospital para melhor atender nossa população. Aos poucos vamos melhorando”, disse o prefeito. Outro prédio que passará por reformas emergenciais, bem como a troca de equipamentos, será o Lar dos Idosos Tia Nega. Sobre os primeiros dias de mandato, avaliou de forma positiva, mas pediu compreensão à população de Alto Araguaia, visto que sua equipe vem executando o planejamento de ações do governo para 2013. “Peço paciência porque o primeiro ano de mandato é difícil. É um ano de planejamento. Então é necessário esse tempo para implantarmos a proposta da nossa administração. Nosso mandato será com total transparência. Vamos promover em Alto Araguaia um grande mandato”, afirmou. A criação de um programa para atuar na limpeza, sinalização e manutenção de ruas foi

2013 CHEGOU! Corival Rezende Irineu Este é um ano diferente dos anos, há pouco, passados. Começou numa terça-feira e seus quatros números não se repetem. Contudo, o primeiro mês começou igual aos demais janeiros. Muita chuva, muitas tragédias, notícias boas e outras ruins, aumento do salário mínimo e de todas as mercadorias e serviços, posse dos novos prefeitos e intensas reclamações destes em face das administrações passadas, o que não é nenhuma novidade o sucessor denegrir o trabalho do antecessor no propósito de engrandecer o seu e dar satisfação aos seus correligionários. Janeiro é tempo de renovar o nepotismo (emprego de parentes) nos órgãos públicos e de dizer que as promessas de campanha não poderão ser cumpridas por agora. Isso faz relembrar o adágio de que  “Não há sábado sem sol, domingo sem missa e segunda-feira sem preguiça”, e nunca será

diferente, porque “O mundo é uma bola”, dito numa canção de Gusttavo Lima. Chegou o mês em que os romanos homenagearam o mitológico deus Janu, de duas faces, sem saber o Imperador Júlio César que no Brasil, de tantos e tantos políticos que assumem o poder público em janeiro, muitos são como o deus Janu: têm duas faces. Chegou 2013 e o mau odor exalado da BRF, antiga Perdigão, adentra a cidade e causa náuseas e possíveis doenças a muitas pessoas sem que nenhuma au-

toridade, incluídas entre essas o Ministério Público, consiga dar fim a tamanho pouco caso com a população de Mineiros e com o próprio meio ambiente, que fica extremamente poluído comprometendo o asseio e a higiene. Não é a primeira vez que uso este espaço para falar sobre esse desrespeito ambiental que vem sendo cometido pela BRF e ninguém, parece, nada faz. Nenhuma pessoa e muito menos este escriba, pode deixar de reconhecer os benefícios econômicos trazidos a Mineiros por aquela empresa, mas isso não significa que a população tenha de suportar impassível e calada essa falta de respeito que às vezes incomoda nas refeições e quando se vai deitar. Quando o mau odor está muito forte é comum as pessoas levantarem os pés para observar se não tem o solado do calçado sujo de merda. Outra desagradável situação que as autoridades, entre elas o Ministério Público, não deram

conta de resolver é a questão da duradoura permanência de vários “sem teto” que se hospedam na Rodoviária Municipal. Ali, durante o dia e a noite “reside” um grupo de dez ou mais pessoas desocupadas, bêbadas e aparentemente drogadas, que pedem dinheiro a todos que por ali passam, fazendo gracejos às mulheres, crianças e usuários daquele bem público. Não é incomum ver homens saindo do WC masculino, onde se banharam (?), para o saguão do prédio cobertos por uma pequena toalha com a genitália a descoberto. Há uma nefasta inversão de valores na sociedade brasileira e por aqui, quando se observa que é alta a percentagem de condutores de veículos (autos e motos) que desfilam pelas ruas sem a devida habilitação e sem a documentação legal, pondo em risco a vida e o patrimônio de pessoas que, cumprindo fielmente as leis, se habilitam e documentam seus veículos. Mas como e a quem

reclamar se nesta cidade de mais de cinquenta mil habitantes temos apenas um juiz de direito e a direção do serviço municipal de trânsito, também, é retalho de acordo político?   Apesar desses fatos negativos, janeiro vem com muita coisa boa. Vi vários amigos e amigas bronzeadinhos pelo sol escaldante do lindo litoral brasileiro. É mês de férias e muitas e merecidas viagens foram realizadas por pessoas que passam o ano inteiro na labuta. Começam os campeonatos estaduais e os domingos ficam mais alegres com os gols dos nossos craques. Começa a colheita da soja e com certeza muitas tulhas vão estar abarrotadas de grão$$$.  Os católicos festejam, no dia 20, a memória de São Sebastião em bonita e animada festa. A Associação Esportiva e Hípica de Mineiros, que ajudei a fundar, inaugurou belos apêndices em sua sede para maior conforto dos associados.  As chuvas chegaram para valer

outro assunto tratado. A ideia é de manter equipes atuando permanentemente em cada bairro.   Também esteve na pauta assuntos à implantação de um laticínio, a volta das operações da Agrenco, a permanência de dois defensores públicos no município, obras de pavimentação asfáltica e recapeamento urbano, pavimentação da MT-100, entre outros temas. A não realização do Carnaia – Carnaval de Alto Araguaia – voltou a ser comentado pelo prefeito. A exemplo do secretário de administração Romildo José de Oliveira, Maia Neto reafirmou que a não realização deve-se a medidas para dar fôlego financeiro ao município, visando investimentos em áreas prioritárias para a administração. O assunto repercutiu nas redes sociais. Os usuários apoiaram a decisão. “Não somos contra o Carnaval. Sua não realização em 2013 é uma decisão responsável, visto que necessitamos priorizar investimentos em serviços essenciais como saúde, educação e infraestrutura”, esclareceu Maia. (www.tvinet. com.br)

e as nossas águas começam a aumentar. Em janeiro iniciam as movimentações para o carnaval, festa de muitas tradições aqui em Mineiros, tão esperada pela juventude. Para encerrar, vou falar de Copa do Mundo, indagando: Como pode a “politicagem“ ter escolhido Cuiabá para ser uma das sedes da Copa de 2014, se nem estrada existe para chegar lá? Nem tanto exagero Corival, estrada existe, só que a maior parte dela sem acostamento e de Alto Araguaia a Cuiabá, quem se arriscar a ir de carro tem, quase sempre, de pegar uma “fila indiana” com imensos congestionamentos de carretas e perigo a toda hora. Aeroporto, o de Várzea Grande, é tão ou mais vergonhoso do que o de Goiânia. Hotéis, se o torcedor encontrar um piorzinho, ainda assim, “custa os olhos da cara”. Na capital do Mato Grosso, lamentavelmente, a estrutura deixa muito a desejar. corivaladvogado@bol.com.br


AGRONEGÓCIO A-7

JANEIRO/2013 Edição válida até 24/02/2013

Goiás é o segundo na produção de cana Safra de cana em Goiás cresce 16%. Com o resultado, o Estado passa a ocupar o 2º lugar no ranking nacional de produção de cana e também de etanol

O

Produto Interno Bruto (PIB) de Goiás atingiu no ano de 2010 o montante de R$ 97,576 bilhões, o que representou incremento de R$ 11,961 bilhões sobre 2009, de acordo com o Instituto Mauro Borges de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (IMB) da Secretaria de Gestão e Planejamento (Segplan). Esse é o maior incremento do PIB goiano desde 1995. No ano de 2010, o PIB de Goiás cresceu 8,8%, acima da média nacional apurada no período, que foi de 7,5%. Em 2009 a taxa de crescimento do PIB goiano foi de 0,93%. De acordo com o IMB/Segplan a atividade econômica que mais contribuiu para o PIB goiano de 2010 foi a indústria, que apresentou expansão de 13,7%, puxada pela indústria de transformação (13,2%) e construção civil (14,0%). O cultivo de cana-de-açúcar também teve parcela significativa no crescimento da economia goiana (+9,9%). O presidente do sindicato da Indústria de Fabricação de Etanol e Açúcar do Estado de Goiás (Sifaeg/Sifaçúcar), André Luiz Baptista Lins Rocha, apresentou, dia 23/01, o crescimento da produção de etanol em Goiás, falou do preço do combustível e das perspectivas para o setor.  Produtividade Na safra 2012/2013 de cana os produtores de Goiás recuperaram a produtividade. Entre os motivos que levaram à queda da produção no passado estão a crise de 2008, a estiagem que atrasou a brotação da planta em 2010, o que provocou o endividamento dos

produtores (+130%), e a chuva de maio e junho de 2011. O cenário começou a mudar com o aumento do plantio da cana do Cerrado, e não mais a de São Paulo. “Outro fator positivo é a irrigação que não para de crescer. E ainda tem a frota de veículos que aumentou 8% no último ano no País. O número de carros flex teve um crescimento ainda maior, de 20%, e o de motocicletas flex, alta de 54%. Hoje 90% da colheita em Goiás é mecanizada, e boa parte do plantio”, salienta André Rocha. Etanol em Goiás A região Centro-Sul é responsável por 90% da moagem de cana no País. Em Goiás, atualmente, estão em operação 34 unidades em produção, podendo chegar a 37 este ano. “Tivemos uma safra recorde, com crescimento de 17%, enquanto que o País registrou uma média de crescimento de 7%, e ainda superamos Minas Gerais. Nós não vemos o viés de aumento do preço do etanol porque a produção foi suficiente para suprir a demanda”, destaca Rocha. A safra 2012/2013 cresceu 16%, com 52 milhões de toneladas colhidas, a maior da história do Estado. Hoje Goiás ocupa o segundo lugar no ranking nacional de produção de cana e também a segunda posição na produção de etanol, além de ter o segundo melhor preço do etanol nos postos de combustíveis.  O Governo de Goiás foi decisivo para a recuperação da competitividade do setor, que trouxe de volta o benefício do crédito outorgado de ICMS de 30% para 60%. “Foi interessante essa ação do governo porque no ano passado explodiu o consumo

de gasolina no País, isso porque o etanol é misturado à gasolina”, afirma André Rocha. Da cana plantada em Goiás, 72,9% são destinados para a produção de etanol, e o restante para o açúcar. De 1999/2012 a safra goiana cresceu 636%. O preço do etanol vendido para as usinas em Goiás é o menor do País. Goiás tem a nona maior frota de veículos do País, apesar de ser o segundo maior consumidor de etanol.

Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), referentes à semana encerrada em 18 de janeiro. Nos demais 23 estados brasileiros e no Distrito Federal a gasolina segue mais competitiva, assim como na média do Brasil. Segundo o levantamento, o etanol está hoje em 69,27% do preço da gasolina em São Paulo. Em Mato Grosso, a relação está em 65,87%, enquanto em Goiás o percentual é de 69,75%.

Safra 2013/2014 As perspectivas são de aumento da produção etanol na próxima safra (2013/2014), uma vez que a safra de cana deve aumentar, os preços do açúcar se enfraquecem com a grande oferta global e as políticas de governo reanimam a demanda pelo biocombustível, como o possível aumento do percentual de etanol na gasolina de 20% para 25%.  O etanol estará no foco na temporada 2013/14, seguindo uma agressiva renovação dos canaviais, o que deve elevar a produção de cana do Centro-Sul. “O primeiro fator positivo é não aumentar o preço da gasolina. Vai reduzir também a importação de gasolina. Temos segurança que esse aumento é positivo para o País, para o produtor e para o consumidor”, afirma o presidente do Sifaeg.

O etanol como combustível O álcool etílico (etanol) é utilizado como combustível desde o nascimento dos automóveis, na tentativa de adaptar os motores recém inventados para a sua utilização. Desde então, o uso do etanol em veículos automotores tem sido um considerável avanço. O etanol é menos inflamável e menos tóxico que a gasolina e o diesel. Ele pode ser produzido a partir de biomassa (resíduos agrícolas e florestais). No Brasil ele é produzido principalmente da cana-de-açúcar.  O uso de etanol combustível teve seu primeiro ápice no País a partir da década de 70, com a crise de petróleo no mundo e o nascimento do Proálcool, o  Programa Nacional do Álcool, em 14 de novembro de 1975, que incentivava o cultivo da cana-de-açúcar e provia recursos para construção de usinas, e tinha como apelo o fato de ser uma fonte de energia renovável e menos poluidora que os derivados do petróleo, o que possibilitou o desenvolvimento de uma tecnologia 100% nacional. A tecnologia dos carros flex trouxe ainda mais consolidação para o setor. (Agecom-Goiás)

Etanol segue competitivo em SP, GO e MT Os preços do etanol nos postos de combustíveis seguem competitivos em relação à gasolina nos Estados de São Paulo, Goiás e Mato Grosso, de acordo com dados da Agência Nacional de

Cultivo da cana teve parcela de +9,9% da economia goiana

ETH Bioenergia e Inbicon firmam parceria para etanol de 2° geração A ETH Bioenergia, empresa da Organização Odebrecht, que atua na produção de etanol, açúcar e energia elétrica a partir da biomassa de cana-de-açúcar e a Inbicon, companhia dinamarquesa do grupo DONG Energy detentora de tecnologia que permite o uso da palha e do bagaço da cana-de-açúcar para a produção de biocombustível, anunciam um acordo para trazer o etanol de 2° geração para o mercado brasileiro. A parceria irá combinar a experiência industrial e comercial da ETH e a tecnologia e  know-how  da Inbicon para acelerar o desenvolvimento de tecnologias para produção de etanol e outros produtos a partir de matérias-primas lignocelulósicas, como o bagaço da cana. O objetivo é introduzir novas tecnologias às Unidades Agroindustriais da  ETH  e oferecer uma solução integrada e competitiva para outros produtores de bioenergia do País. “A inovação é um dos pilares da estratégia de negócios  ETH. A experiência da Inbicon na conversão de matérias-primas para produção de etanol de 2ª geração e

outros produtos, associada ao nosso conhecimento na implantação e operação de usinas de cana-de-açúcar irá resultar em uma nova oportunidade de negócio que agregará valor à biomassa e trará ao mercado biocombustíveis e produtos bioquímicos mais sustentáveis e competitivos", destaca Luiz de Mendonça, presidente da ETH Bioenergia. Para Henrik Maimann, vice-presidente de DONG Energy, a  ETH  Bioenergia é o parceiro mais atraente para a Inbicon no Brasil, por conta do seu histórico de atuação. “A cooperação com a  ETH  dará às duas empresas, acesso ao mercado brasileiro, um mercado estratégico para implantar a tecnologia de 2 ª geração para agregar valor à biomassa”, finaliza o executivo. A primeira fase do acordo de cooperação abrange, entre outros pontos, uma pesquisa conjunta sobre a viabilidade da produção de etanol a partir de resíduos de cana, utilizando a tecnologia da Inbicon em plantas de produção de etanol de cana-de-açúcar já existentes. (Luiza Franco)

ENERGIA

MAIS BARATA. O Governo Federal decidiu, venceu obstáculos e pode garantir: a conta de luz dos brasileiros vai baixar. O Governo cortou impostos, taxas e tomou outras medidas, porque o Brasil não pode continuar tendo uma das tarifas mais caras do mundo. Essa redução no preço da energia vai trazer mais emprego e mais desenvolvimento. A maioria dos brasileiros apoia a decisão. O Brasil vai crescer ainda mais rápido. E a gente vai crescer com ele.

FUTURO MAIS RICO.


A-8 AGRONEGÓCIO

JANEIRO/2013

Safra de grãos deve chegar a 180 milhões de toneladas O governo federal projeta aumento de 46,5% da produção de grãos no Brasil em um período de dez anos

A

estimativa é para a safra 2012/2013, que deve ter produção de 180,4 milhões de toneladas, na comparação com a de 2002/2003 que registrou colheita de 123,1 milhões de toneladas. O dado fechado será divulgado somente em setembro pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), depois do encerramento da safra em junho. A estimativa de elevação da produção tem base nos levantamentos históricos da Conab e foi divulgada dia 22/01 pelo Ministério da Agricultu-

ra, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Também há projeção de aumento da área plantada em 15,7%, passando de 43,9 milhões de hectares há dez anos para 52 milhões de hectares nesta safra. A Conab prevê um índice de produtividade de 3,46 toneladas por hectare para o país este ano. Caso se confirme, o indicador será 24% superior ao de 2002/2003 e será o maior da história. A estimativa da produtividade é calculada com base nos índices registrados nos últimos três anos.

Produção de grãos no Brasil cresce a cada safra

Seagro discute projeto para futuro do leite em Goiás Vários elos da cadeia do leite estiveram reunidos nesta tarde na Seagro, para dar início a um projeto de promoção do desenvolvimento da pecuária leiteira no Estado. O projeto, que deve ser transformado em programa, tem dois focos principais: tornar o produtor co-agente da própria formação e profissionalização, e aumentar a produtividade  leiteira do Estado como um todo. O objetivo é fazer com que os produtores se tornem mais competitivos, tenham mais rentabilidade na atividade e permaneçam na zona rural.  O trabalho foi proposto pela Seagro, tendo em vista que a atividade leiteira está presente nos 246 municípios. Goiás é hoje a quarta maior bacia do País, mas a atividade em Goiás, ao contrário do que ocorre em

outros Estados, encontra-se estagnada por fatores como a baixa remuneração, mão-de-obra pouco qualificada, baixa tecnificação e descontinuidade na atividade, entre outros fatores. Segundo o secretário de Agricultura, Pecuária e Irrigação, Antônio Flávio Camilo de Lima, tais fatores devem ser combatidos com soluções sustentáveis para que a atividade volte a ter vigor.   “ Temos que repensar o modelo da atividade”, destacou Antônio Flávio. Segundo ele, serão trabalhados pontos como associativismo e cooperativismo, para que juntos e unidos  os produtores se tornem mais fortes na hora de negociar preços. Entre as propostas estão também uma gestão que garanta melhor competitividade, que além da

CNA estima crescimento de 18,2% no VBP da agropecuária A Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) estima crescimento de 18,2% no Valor Bruto da Produção ( VBP) agropecuária em 2013. O aumento representará R$ 450,3 bilhões no faturamento do setor com a venda obtida de 20 produtos agrícolas e cinco pecuários (que trata de carnes e derivados de animais). No ano passado o setor faturou R$ 380,8 bilhões. Em nota, a CNA avalia que “a aceleração dos preços das principais commodities  agrícolas e o aumento no volume de produção, especialmente de soja e cana-de-açúcar, indicam resultado positivo para o ano”. Segundo a entidade, a projeção de faturamento da soja deve chegar a R$ 105 bilhões em 2013. O valor representa aumento de 52% em relação ao resultado do ano passado. “Essa elevação reflete o crescimento de 24,5% da produção, em decorrência

da expansão de 9,2% da área plantada na safra 2012/2013 e da perspectiva de recuperação da produtividade das lavouras nos estados que sofreram perdas na safra passada”, diz o comunicado. Para a cana-de-açúcar a expectativa é de faturamento de R$ 48,565 bilhões neste ano. A CNA destacou que o resultado deve ser impulsionado pelo aumento de 5,6% na produção e de 7,4% nos preços. Do total de 20 produtos agrícolas pesquisados, três podem apresentar queda no faturamento em 2013. No caso do algodão, a CNA estima redução de 22,6% no faturamento do valor bruto da produção. A perspectiva de queda é atribuída ao desaquecimento do mercado de fibras. Pressionado pelo recuo de produção e pela queda de preços, o faturamento do café deve cair 17,9% neste ano, enquanto o trigo pode ter o VPB reduzido em 6,5%. (Luciene Cruz-Agência Brasil)

Atividade leiteira está presente nos 246 municípios de Goiás, hoje a 4ª maior bacia do País

produção ofereça ainda maior rentabilidade ao produtor, aprimoramento das políticas

públicas já existentes,  qualificação profissional continuada e  assistência técnica de

qualidade, além de melhorar a qualidade genética da produção goiana.

Edição válida até 24/02/2013

Financiamentos de máquinas e equipamentos alcançam R$ 4,7 bi O total de empréstimos para aquisição de máquinas agrícolas, equipamentos de irrigação e estruturas de armazenagem alcançou R$ 4,7 bilhões entre julho e dezembro de 2012, alta de 41% em relação ao mesmos meses de 2011. Os valores são referentes aos financiamentos adquiridos por meio do Programa de Sustentação do Investimento (PSI-BK). No ano passado, a taxa de juros dessa modalidade reduziu de 5,5% para 2,5% ao ano, o que influiu no resultado positivo dos últimos meses. A expectativa para 2013 é que os financiamentos continuem em alta. A taxa entre janeiro e junho será de 3%, aumentando para 3,5% ao ano entre julho e dezembro deste ano. A medida surtiu efeito direto no setor de máquinas agrícolas, que cresceu 6,2% no ano passado em relação a 2011. Ao todo, foram vendidas  quase 70 mil unidades, número que não era alcançando desde a década de 1970, de acordo com a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). A expectativa para 2013 é de novas altas, entre 4% e 5%. A avaliação atualizada mensalmente das contratações do crédito agrícola é realizada pelo Grupo de Acompanhamento do Crédito Rural, coordenado pela Secretaria de Política Agrícola do Mapa.

Inscrições para o Lavoura Comunitária serão abertas dia 13 As entidades e prefeituras interessadas em participar do Programa Lavoura Comunitária 2013/2014 podem se inscrever do dia 13 de fevereiro até o dia 14 de abril. A lista dos documentos necessários à inscrição já se encontra no site  www. agronegocio.goias.gov.br. Esse novo edital também será aberto para as entidades que tentaram pleitear a participação no Programa na última safra, mas não conseguiram por não reunirem a documentação necessária.  A documentação deve ser entregue nos escritórios locais da Emater, e posteriormente será enviada para a Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação, a gestora do Programa. Nessa parceria a Seagro repassa as sementes e fertilizantes para a plantação, e a Emater promove a assistência técnica aos produtores.  O programa  Lavoura Comunitária  teve sua primeira safra no ano de 1999. Ao longo dos anos  foi cada vez mais difundido e fortalecido e hoje cerca de 180 entidades em 130 municípios participam do programa. A estimativa é de que 20

Na safra 2012/2013 foram plantados 8.625 hectares de lavoura comunitária em todo o Estado

mil famílias sejam beneficiadas diretamente. Para os próximos dois anos a meta é atingir 300 entidades em 200 municípios.  Ao todo foram plantados 8.625 hectares em todo o Estado, na safra 2012/2013, e na próxima safra esse número deve ser ainda maior. No que tange à plantação de arroz esse montante representa 20% da área total do Estado. O bom resul-

tado da safra é boa notícia não somente para os produtores que participam diretamente dessa iniciativa. Todos os anos 2% da produção são repassados para a Organização das Voluntárias de Goiás, que beneficia mais de 340 entidades filantrópicas em Goiás, entre elas creches, asilos e escolas.  O   Lavoura Comunitária  também foi um dos pro-

gramas da Seagro selecionado para fazer parte do  Programa de Ação Integrada de Desenvolvimento (PAI), projeto que será desenvolvido nos próximos anos do Governo, visando atender as principais demandas da população goiana. Para tanto, a meta é dobrar nos próximos dois anos a área plantada de arroz e milho em todo o Estado. (Agecom-Goiás)


Ano viI, nº 58, JANEIRO/2013 - fone: (64) 3661-1940 - e-mail: jornalcentrooeste@brturbo.Com.Br

Prefeitura de Mineiros não realizará carnaval Falta de dinheiro nos cofres públicos impede realização de carnaval de rua em Mineiros. A revelação foi feita pelo prefeito Agenor Rezende em entrevista coletiva

A

POR EDUARDO CANDIDO

última entrevista coletiva do prefeito Agenor Rezende, ocorrida dia 22/01, foi um tremendo ‘choque de realidade’ para a população mineirense e deixou muitos foliões, que esperavam ansiosamente o carnaval 2013, aos prantos. A realidade é a seguinte: devido à falta de dinheiro nos

cofres públicos, e a necessidade de resolver problemas de maior prioridade, a Prefeitura local não irá patrocinar o carnaval de rua em Mineiros.     “Eu gostaria imensamente de fazer com que a Prefeitura patrocinasse um carnaval de rua, aberto à juventude e a população, sem custo nenhum. E isso será feito, se Deus quiser,

na nossa gestão. Mas nesse ano, considerando a absoluta falta de recurso da municipalidade, considerando que a cidade está carente de trabalho, de ação da municipalidade e de recursos, não teremos o carnaval”, disse Agenor.  O prefeito destacou que há outras prioridades acima do carnaval. “Nós que andamos

pela cidade, verificamos o tanto que as ruas estão esburacadas, sujas, nós estamos precisando de mão de obra e de dinheiro para tampar buracos, limpar a cidade e trocar cerca de 5 mil lâmpadas na cidade”, avaliou.  Por fim, Agenor ressaltou que poderá haver uma compensação durante a 34ª ExpoMineiros, por conta da ausência

do carnaval. “Por isso tudo, peço desculpas à população, peço desculpa à juventude, mas não vamos patrocinar o carnaval de rua este ano. No entanto, caso a situação melhore até a época da ExpoMineiros, vamos fazer de tudo para abrir os portões do Parque de Exposições, um ou dois dias, para que as famílias possam,

sem custo algum, participar dos festejos do evento. Para o próximo ano vamos fazer um rigoroso planejamento para realizarmos o carnaval de rua para a população”, garantiu o chefe do executivo municipal. (www. eldorado790.com.br)

Aviação regional decola em Goiás As obras de adequação no aeroporto de Catalão, a 249 quilômetros de Goiânia, estão sendo finalizadas e a expectativa da Goiás Turismo é de que a cidade passe a receber voos regulares até o mês de junho deste ano com a linha São Paulo-Catalão-Goiânia. A implementação de voo regular em Catalão integra o Programa de Incentivo à Aviação Regional – Voe Goiás, lançado em 2011 pelo Governo Estadual. Entre as medidas já em andamento estão a redução do ICMS do querosene de 17 para 3% e a assinatura de protocolo de intenções com as empresas Trip, Azul, Sete e Passaredo. O gerente de Política de Aviação Regional da Goiás Turismo, Alexandre Guerra do Nascimento, explica que as ações previstas no Voe Goiás estão sendo desenvolvidas no sentido de criar condições para que as em-

Projeto de Mineiros está sendo estruturado e cidade deverá receber vôos ainda em 2013

presas aéreas de aviação regular passem a operar em aeroportos do interior de Goiás, o que inclui obras de adequação em aeroportos e incentivos. “O combustível equivale a 40% dos custos de uma rota aérea. Por isso, o Voe Goiás prevê a redução do ICMS do querosene de aviação (QAV) de 17% para 3% para as empresas que atenderem os municípios do interior do Estado com voos regionais regulares. O programa também assinou protocolo de intenções com as empresas que demonstraram interesse em ope-

rar no interior goiano, assim que houver estrutura aeroportuária adequada”, afirma Alexandre Guerra. A aviação regional regular já é realidade nos aeroportos de Rio Verde, Minaçu e Caldas Novas, que recebem voos da Trip, Sete e Azul, respectivamente. Em Itumbiara e Porangatu os projetos de adequação dos aeroportos já estão concluídos. Em Mineiros o projeto está sendo estruturado. E diagnósticos estão sendo feitos nos municípios de São Miguel do Araguaia e

Cantinho da Reflexão

Posse. “Além de levar mais um importante modal de transporte a municípios goianos, a aviação regular também leva mais desenvolvimento ao interior”, acrescenta Alexandre. Goiás saiu na frente e agora recebe o reforço do Governo Federal com o lançamento do  Plano Federal de Incentivo à Aviação Civil, no final de 2012. O plano prevê R$ 7 bilhões de investimentos em todo o País para estímulo aos voos regionais, com obras de infraestrutura e subsídio nas taxas aeroportuárias e nos valores das passagens. Desse total, Goiás deve receber R$ 392 milhões até 2015 para estruturação de dez aeroportos. Adicionalmente, o Plano de Ação Integrada de Desenvolvimento (PAI), lançado pelo Governo de Goiás no ano passado, inclui obras em 14 aeroportos do Estado, incluindo aí também a aviação geral.

Dado Moura

Na hora de romper o namoro Decidir por romper um relacionamento é difícil para ambos Sabemos que um relacionamento exige esforço, especialmente quando nos deparamos com as diferenças que a outra pessoa traz. Muitas vezes, depois de um período de namoro, podemos chegar à conclusão de que o sentimento, os esforços e o desejo de construir uma história em comum não encontraram reciprocidade na convivência com a outra pessoa. Em outros casos, diante dos acontecimentos entre o casal, percebe-se que o relacionamento perdeu o sentido ou  a opção de assumir o namoro foi precipitada. No relacionamento estável é importante que o casal se sinta seguro. Todavia, haverá situações nas quais aqueles que eram apaixonados terão de enfrentar o momento de dizer ao outro do seu desinteresse em continuar o namoro. Romper um relacionamento é uma decisão tão difícil para quem assume o rompimento quanto para o outro que preci-

sará digerir a ideia da rejeição. Nessa hora, a conversa com a (o) ex-namorada (o) precisará ser pautada no respeito, apresentando os argumentos que justificam a decisão pelo fim do relacionamento. Respostas evasivas como "a culpa não é sua" ou “não é você; o problema é comigo..." pouco vai aliviar um coração aflito que, até pouco tempo, acreditava numa relação diferente. Por mais natural que possa ser o uso da internet, nesses casos será um desrespeito para com o outro informar sobre o rompimento do namoro por meio de mensagens, telefonemas ou recadinhos, pois se foi importante a aproximação para pedir a pessoa em namoro, é licito que seja também presente a conversa que estabelecerá o fim do relacionamento. Nesse momento, por mais seguro que possamos parecer, vamos sentir como se o chão saísse de debaixo dos nossos pés ou, por vezes, nos sentire-

mos embaraçados. Contudo, diante da realidade do namoro falido, precisamos ser honestos conosco, entendendo que o rompimento é inevitável. Não podemos permitir que nossa vida fique estacionada em um relacionamento no qual a outra pessoa já não manifesta interesse em viver um projeto de vida conosco. Será um erro para aquele que investia no namoro continuar a se martirizar pelo ocorrido. Há quem, em razão dessa situação, tenha se tornado arredio às novas oportunidades de namoro, simplesmente por conta do medo de novamente viver as mesmas e desagradáveis experiência do “fora” que levou, ou por ainda viver um sentimento de culpa, esquecendo que o namoro é um período de experiência e conhecimento mútuo. Pior do que enfrentar as consequências do rompimento será conviver com alguém que não tem coragem de estabelecer

Paula Fernandes e Cristiano Araújo serão atrações na ExpoMineiros/2013

Pecuária de Mineiros será realizada no final de junho Um público de 60 mil pessoas é esperado para a 34ª Exposição Agropecuária e Industrial de Mineiros, a  ExpoMineiros, que vai acontecer entre os dias 29 de junho e 7 de julho. Entre as atrações, o ranking regional e nacional do nelore, sob a responsabilidade das associações Goiana do Nelore (AGN) e de Criadores de Nelore do Brasil (ACNB). A abertura oficial será

no dia 4 de julho.  Vai ter também cavalgada, torneio leiteiro e leilões das melhores cabeças do nelore e de gado leiteiro. Entre os nomes da música, Cristiano Araújo, no dia 5 de julho, e Paula Fernandes, no dia 6. A Expomineiros é realizada pelo Sindicato Rural. O evento faz parte do Calendário Oficial de Eventos da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Irrigação (Seagro).

Imperdível passeio ciclístico no Parque Nacional das Emas Oscar Rodrigues/Contato10 

o fim do compromisso, embora perceba que o relacionamento não atende mais às suas expectativas. Assim, em vez de resolver o impasse, a pessoa opta por provocar situações desgostosas para que o outro venha a tomar a decisão no seu lugar  ou assuma um compromisso mais sério na irresponsabilidade de sua covardia. Acredito que será um problema para a convivência futura se eles se casarem apenas para justificar o tempo de namoro ou por compaixão devido ao esforço que seu (sua) parceiro (a) investiu na relação. ............................................ Dado Moura é membro aliança da Comunidade Canção Nova e trabalha atualmente na Fundação João Paulo II para o Portal Canção Nova como articulista. Autor do livro Relações sadias, laços duradouros e Lidando com as crises.

Uma programação diferente vai acontecer no dia 24 de fevereiro. Trata-se do 1° Passeio Ciclístico: Pedalar no Parque das Emas é o Bicho, uma criação e realização do site Contato10 e Contato Eventos. A iniciativa visa incrementar o ciclismo em Mineiros, além de proporcionar momentos de contemplação a este santuário ecológico, Patrimônio Natural da Humanidade, conhecido também por última pátria do cerrado, riquíssimo em diferentes espécies de animais silvestres, visitado por turistas e pesquisadores de diferentes países de todos os continentes.  O 1º Passeio Ciclístico Pedalar no Parque das Emas é o Bicho, visa também à integração de pessoas de Mineiros e cidades vizinhas, que terão a

oportunidade de sair do burburinho da cidade e viver momentos de muita tranqüilidade e paz de espírito vendo as belezas da natureza.  O evento terá o acompanhamento de um guia credenciado e especializado, as inscrições são limitadas encerrarão assim que for completado o número de participantes e podem ser feitas no CAT – Centro de Atendimento ao Turista, Ciclin, Leandro Bike e Valentin Bike.  Veja o regulamento completo e mais informações no site: www.contato10.com.br


B-2 ENTREVISTA

JANEIRO/2013 Edição válida até 24/02/2013

REVISTA

Murilo Borges assume presidência da ACIM Manter o foco na inovação e na qualidade do serviço. Esta é a visão do novo presidente da Associação Comercial e Industrial de Mineiros, Murilo Borges, para o triênio 2013 - 2015 “A razão da Associação Comercial e Industrial de Mineiros (ACIM) existir é o associado, e a participação de cada um nas decisões e no desenvolvimento da entidade é o que determina o seu sucesso”. A afirmação é do novo presidente da entidade, Murilo Borges. Em entrevista ao jornal Centro-Oeste ele destaca os fatores que motivaram sua postulação, fala sobre os problemas vividos pelo comércio local e revela metas para sua gestão. Você acaba de assumir a presidência da Associação Comercial e Industrial de Mineiros (ACIM). Como se sente? Murilo Borges – Participei da diretoria da última gestão, presidida pelo Hélio Cabral, e observei de perto os trabalhos desenvolvidos e a importância da associação para a cidade. Poder congregar os empresários locais e representá-los é uma verdadeira honra. A nossa conduta será sempre manter o foco na inovação e na qualidade de serviço, para que a ACIM continue a ser transformadora na vida de todos os associados, empresários e de todos os mineirenses. Quais os fatores preponderantes que motivaram sua postulação e eleição à presidência da ACIM para o triênio 2013 – 2015? Murilo Borges – Gostaria de destacar três. Como Vice-Presidente de Marketing da gestão passada, o primeiro fator foi a vontade e a responsabilidade que a diretoria tinha de colocar vários projetos que já estavam em desenvolvimento em prática.

O segundo fator foi a indicação do Ex-Presidente Hélio Cabral, que depositou em mim sua fé e confiança. Eu aprendi muito com ele vendo a sua forma íntegra e dedicada de conduzir a ACIM. Então, percebi a grande e bem-vinda responsabilidade daquela indicação. E o terceiro fator são as idéias novas e projetos que comecei a traçar desde a indicação. Confio plenamente que, ao implantá-los, a ACIM, o comércio e a vida em Mineiros irão melhorar cada vez mais. Mas, claro, precisei unir forças e consegui formar uma diretoria brilhante do ponto de vista empresarial e bem equilibrada, com experiência e sangue novo. Quem faz parte da diretoria da sua gestão? Murilo Borges – Busquei pessoas proativas e representativas no meio empresarial. E me preocupei também com a experiência dentro da ACIM, mas não me esqueci da renovação com pessoas dispostas. Temos membros de diretorias anteriores, inclusive uma ex-presidente, e empresários da nova realidade local. A diretoria é composta por: Sandra Marchió, empresária emblemática frente à Marchió Materiais de Construção; Dr. Ermínio Parralego, homem

de grandes idéias e pediatra sócio-proprietário do Hospital das Clínicas “Dr. Neves”; Sirley Madureira, habilidoso profissional da área comercial do grupo Citro5 e da marca Poizé; Westerley Rodrigues, consciente empresário que atua em empresas de sucesso como Cartório 1º Ofício, Colégio Ágape, Gráfica Mineiros; Danilo Melo, cabeça pensante da Juicebox Publicidade e Propaganda; Paulo Henrique Brumassio, arrojado empresário frente ao Supermercado Goiano; Avenil Almeida, ávido por novas idéias e centrado gerente comercial da Concessionária Javel; o grande empresário Murilo Carvalho da Trialmoto; e Fábio Silva, competente gerente de vendas da Concessionária Galiléia. Tenho que destacar também o Dr. Paulo Jorge, advogado e assessor jurídico da ACIM, que é peça indispensável e um importante protagonista na luta pelos interesses do comércio e da indústria mineirense. Quais são suas metas de gestão? Murilo Borges – Ser dono do próprio negócio é um sonho comum. Seja qual for a área de atuação, as pessoas investem tempo, energia e dinheiro em seus projetos e nem sempre conseguem tirá-los do papel. Acredito que isso acontece porque não existe a preocupação de desenvolver o potencial empreendedor de cada um. O resultado disso é que a cada três empresas que abrem, duas acabam fechando as portas. A principal meta da nossa diretoria é tentar mudar essa realidade promovendo o empreendedorismo local e defendendo nossa economia de mercado, para que o comércio e a indústria possam encontrar novas perspectivas no mercado de trabalho. Temos

diversos projetos importantes em fase de implantação, que buscam facilitar o dia a dia dos empresários, como a Certificação Digital; o Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC); o plano Rede Celular; a implantação do SEBRAE em Mineiros, que acredito que iniciará uma nova era empreendedora na cidade. E ainda acredito que, a cada reunião, novas idéias surgirão e serão discutidas, analisadas, melhoradas e executadas. Uma ideia, que foi sugestão do Sirley Madureira, é implantar a AGOS (Associação Goiana de Supermercados) ITINERANTE. Estamos longe do grande centro e fica mais difícil o acesso a treinamento específico no segmento de supermercados, o que acaba aumentando o turnover (rotatividade de funcionários). A ideia é trazer essa capacitação da mão de obra dos supermercados através da AGOS. Como está a entidade no que toca ao seu quadro de associados? Esse quadro precisa ser ampliado? Murilo Borges – A ACIM conta hoje com 120 associados. Um número baixo se observarmos o número de empresas em Mineiros, que hoje gira em torno de 1600. Aristóteles já dizia que “uma andorinha só não faz verão” e os empresários mineirenses precisam entender isso. A razão da ACIM existir é o associado, e a participação de cada um nas decisões e no desenvolvimento da entidade é o que determina o seu sucesso. Uma associação comercial além de defender os interesses de seus associados, pode e deve se preocupar com o desenvolvimento da economia local, bem como com o desenvolvimento geral do município, criando mecanismos de geração de novos postos de trabalho e capacitação do trabalhador. Um dos objetivos

da nossa diretoria é levar essa mensagem a todas as empresas locais. Com a minha voz, a sua e a de todos os empresários, cada reivindicação isolada pode virar um forte coro. Como você qualifica o momento vivido pelo comércio local? Existem problemas? Você tem idéia de como solucioná-los? Murilo Borges – O comércio local vem se desenvolvendo bastante nos últimos anos. O bom momento tem motivado o empresariado a investir mais e tem atraído empresas de grande porte para cá. Todavia, alguns probleminhas cruciais fazem com que essa evolução acabe não sendo percebida da forma que deveria. Posso destacar alguns: - O serviço entregue não é referência de qualidade, na maioria das vezes; - Falta de planejamento; - Falta de qualificação profissional; - Péssimo atendimento; - Falta de mão de obra qualificada; - Carência de ações que potencializem datas importantes para o varejo. A ACIM vem buscando solucioná-los trazendo cursos de qualificação, treinamentos, programas que desenvolvem o empreendedorismo como o Empretec do Sebrae. Vale ressaltar também a parceria com a GoiásFomento, que promove cursos sobre investimento e dá a possibilidade de conseguir financiamentos com baixas taxas. Sem contar que a associação é a instituição mais representativa para lutar para que esses problemas citados não piorem. Quanto mais associados, mais soluções. Percebe-se que você pretende fazer com que a ACIM esteja mais presente nas atividades

que movem a cidade... Murilo Borges – Já estamos presentes. Participamos ativamente de vários conselhos, entre eles o Conselho do Turismo, da Saúde, do SINE, do Banco do Povo, do Meio Ambiente, da UNIFIMES, entre outros. Queremos uma participação ainda maior nos eventos turísticos, culturais e sociais de Mineiros, pois eles fomentam o comércio e geram receitas inesperadas para quem está preparado. Mas participar não se resume em dizer que apoia essa ou outra causa. É pensar estrategicamente, traçando planos de marketing e colocando ações em prática que ajudem a mover a economia durante o ano todo, potencializando datas quentes e esquentando as datas não tão atrativas para o consumo. Haverá um trabalho harmônico da ACIM com as demais entidades e poderes constituídos? Murilo Borges – O melhor para Mineiros é o melhor para a ACIM. Então, ter o melhor relacionamento com o Poder Público Municipal, Estadual e Federal é nosso papel. Mas é lógico que um bom relacionamento não se constroi apenas dizendo “sim”. Estamos abertos para discussões construtivas e troca de idéias para Mineiros se transformar. Como a proposta, e até slogan da atual administração, é “Governo da Transformação”, acredito que teremos uma convivência harmoniosa. Inclusive, temos vários projetos para apresentar para a atual administração para desenvolvermos em conjunto. O primeiro deles é o projeto de instalação do Sebrae. Ele está pronto, com todas as documentações aprovadas e só depende de uma assinatura. Um divisor de águas no desenvolvimento do comércio de Mineiros que depende de uma caneta. E ela já está no meu bolso.

Um dos objetivos da nossa diretoria é levar essa mensagem a todas as empresas locais. Com a minha voz, a sua e a de todos os empresários, cada reivindicação isolada pode virar um forte coro.

Não estresse. Viva Tranquilo. Nós cuidamos da burocracia para você.

Sexta Avenida, Qd. 11, Lt 22, Setor Mundinho, Mineiros - GO. Fones: (64) 3661-4418, 3661-6391, 3661-5599 E-mail: arno@arnocontabilidade.cnt.com.br


JANEIRO/2013 Edição válida até 24/02/2013

saúde B-3 REVISTA

Não descuide da saúde no carnaval

Dicas para um carnaval feliz e seguro: Aumente a intensidade de exercícios aeróbicos. Mesmo quem não pratica atividade física pode iniciar um treino. Priorize os exercícios direcionados para os membros inferiores (pernas) e abdômen para proteger a coluna.

O Carnaval é uma das maiores festas populares do Brasil. Mas, para aproveitar bem os dias de festa, é preciso ficar atento aos cuidados com a saúde

Preferencialmente coma alimentos mais leves, como frutas e verduras, para repor a perda de sais minerais.

T

Opte por calçados confortáveis, como tênis ou sapatilhas. Evite as sandálias para não machucar os pés.

odo ano a história se repete. E em parte é bom que se repita mesmo. Exprimidos entre os 360 dias de trabalho, compromissos e seriedade que nos são impostos, aparecem aqueles três dias (podendo ser estendidos por toda uma semana) de redenção de alegria. Uma alegria contagiante e a vontade de fazer qualquer coisa que não seja ficar em casa, e, é claro, festejar! Tanta disposição, no entanto, precisa ser acompanhada de alguns cuidados com o corpo para não fazer do Carnaval um verdadeiro pesadelo. Se você é daqueles que planeja cair na farra durante o reinado de Momo é bom colocar na lista dos planos uma atenção cuidadosa com o físico. A pessoa que sabe que vai brincar o Carnaval tem que se preparar fisicamente, adquirir um condicionamento, paulatinamente, ver como anda o seu condicionamento para não ter surpresas desagradáveis. Um teste que pode ser feito é fazer uma caminhada diária de uma hora e verificar se há algum mal-estar envolvendo órgãos vitais, como coração e pulmões, e dores fortes nas pernas. Caso apareçam alguns desses sintomas procure um médico antes de ir

Carnaval nasceu na Grécia e se expandiu pelo mundo. Brasil o adotou de corpo e alma. Na foto o Carnaval Axé Mineiros 2012

para qualquer folia, até para não atrapalhar a festa dos outros. Para garantir uma boa evolução na avenida, em blocos, na rua ou salão é importante redobrar a atenção em relação à alimentação e hidratação, para garantir energia até o último

dia de folia. Isso pode ser feito cortando frituras e gorduras e acrescentando proteínas ao cardápio. Nestes dois dias anteriores à principal festa do Brasil é bom investir nos carboidratos, como macarrão, feijão, arroz e pão. Inclua também muitas frutas,

legumes e verduras para manter os sais minerais. Comidas e bebidas em fartura. Foi assim que se originou o Carnaval. A festa nasceu na Grécia por volta dos anos 600 a 520 a.C. Os gregos realizavam o festejo para agradecer aos deuses pela produção e fertilidade do solo. Sob influência dos romanos foi inserida a prática de se embebedar nesses dias e realizar práticas sexuais. Exagerar na bebida é uma prática bastante comum nessa festa. Um aspecto importante é se alimentar enquanto bebe. As pessoas que ingerem bebida alcoólica com o estômago vazio sofrem mais facilmente os sinais de embriaguez. Seja qual for a bebida escolhida, a preferência deve ser pela cerveja que tem menor teor alcoólico; além de se alimentar previamente é imprescindível a hidratação contínua com água, ao mesmo tempo em estiver bebendo cerveja, uísque ou vodca... Beba água várias vezes. O já surrado termo “beba com moderação” não é apenas toque de moralismo, mas resultado de uma preocupação séria com os efeitos do álcool no organismo. Cuide-se. (Leidiane Montfort)

Antes da folia, faça uma alimentação rica em carboidratos para manter sua disposição em alta. Vista roupas leves e claras para facilitar a transpiração.

Divirta-se, mas não perca a gentileza. Agite a bandeira branca da paz e diga não à violência! A alegria do carnaval não pode terminar em tragédia. Se tiver alcoolizado não dirija. Conheça seu limite físico. O sono é fundamental. Diga não ao preconceito e trate a todos com respeito. Não beba só água que “passarim” não bebe! Evite refrigerantes, tome suco natural de frutas, água de côco e água pura. Sol demais queima e pode causar câncer de pele. Use chapéu e roupas leves. Não se esqueça de passar sempre o protetor solar se for brincar o Carnaval durante o dia. Não jogue latas, garrafas e copos na rua. Proteja-se contra o dengue! Evite a poluição sonora. Ouça música em tom baixo ou moderado e aconselhe os (as) amigos (as) a fazerem o mesmo. Um elefante musical chateia muita gente. Lave frequentemente as mãos. Evite as conjuntivites e a gripe H1N1. A solidariedade e a compaixão fazem a diferença em um humano coração. A busca do prazer é humano. Use camisinha, proteja você e a pessoa amada.


B-4 MEIO AMBIENTE

JANEIRO/2013 Edição válida até 24/02/2013

REVISTA

À espera dos ciclistas Leonardo Moura Vilela Recentemente, ao lado de companheiros da Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), participamos de uma trilha no parque dos Pireneus, em Pirenópolis, e no Parque Estadual de Caldas Novas. Em cada momento a experiência foi única e gratificante. Aproximar a prática esportiva dos aspectos mais necessários da preservação ambiental pode ser uma ótima estratégia. É claro que estamos falando de uma ação tópica e específica, voltada para atender determinados parques. A Semarh iniciou uma campanha para sinalizar e adequar os parques estaduais à prática de mountain bike (MTB), um esporte com inúmeros adeptos, muitas vezes verdadeiros ecologistas que podem nos ajudar a proteger o meio ambiente. Essa prática nos faz ter um contato direto com santuários ecológicos de Goiás e nos informa de imediato a respeito da preservação dos mesmos. É impossível visitar estes espaços verdes e não se emocionar, tomando de imediato as dores da natureza.  A Semarh implementou uma série de estudos e adequações nestas unidades, tendo em vista a segurança dos visitantes. É preciso alertar, de antemão, a necessidade de uso de equipamentos adequados para a travessia destes parques. �� fundamental o uso de capacetes e bicicletas adequadas, para realizar um passeio seguro.  É necessário, portanto, se informar quanto às especificidades de cada localidade e participar das visitas com equipamento adequado, respeito e reverência. Podemos integrar o cicloativismo com a prática da defesa ambiental aliada às políticas públicas de educação e preservação. Acreditamos que valorizar as unidades de conservação de Goiás e o transporte sustentável é meio caminho andado para termos  mais qualidade de vida no presente e futuro. A cultura da bicicleta é um caminho sem volta. Existem hoje teóricos da indústria automobilística que acreditam mais no mercado das bikes do que no de carros, tamanha a procura por elas.  No tocante aos parques podemos garantir que eles são ótimos cenários para quem deseja pedalar. Comprovamos pessoalmente isso. É claro que trabalhamos sempre com o princípio da legalidade, que nos orienta e limita. Temos, por exemplo, o dever de seguir o  Sistema Estadual de Unidades de Conservação no Estado de Goiás, marco legal instituído há dez anos. É desta norma que retiramos os princípios que nos orienta a atuar nos parques do estado. A cada pedalada, reiteramos o conteúdo da lei.   O manejo do uso humano da natureza deve estar atento para a preservação, manutenção e utilização sustentável destas áreas.   Neste sentido, quando instituímos as trilhas temos em mente respeitar a  proteção integral dos parques, a partir da manutenção dos ecossistemas livres de alterações diretas dos seus atributos naturais. Um dos artigos desta lei diz que devemos  favorecer condições e promover a educação e interpretação ambiental, a recreação em contato com a natureza e o turismo ecológico. É exatamente daqui que procuramos partir, com nossas convicções de que a prática de mountain bike será benéfica para os parques.  Diante disto, convido a todos os esportistas e praticantes por hobby a enviarem sugestões e ideias para a Semarh, tendo em vista o aprimoramento da prática nos parques. Aos visitantes, pedimos que respeitem a cobertura vegetal e tenham a exata noção de que os ecossistemas frágeis e ameaçados merecem respeito. Vamos todos nos preparar para mais esse desafio.  ___________________________________ Leonardo Vilela é médico, deputado federal e secretario do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos de Goiás

Parque Serra de Caldas ganha trilha de mountain bike Com 12 mil hectares de Cerrado nativo, Pescan foi o primeiro parque estadual criado em Goiás

E

ntre as várias atrações turísticas do município de Caldas Novas, o Parque Serra de Caldas (Pescan) é a que mais integra o visitante à natureza. Com um grande fluxo de turistas em seu território, o parque vai contar com mais uma atração: uma trilha de mountain bike será aberta aos praticantes deste esporte. Este é o objetivo da visita que o secretário do Meio Ambiente do Estado, Leonardo Vilela, fez ao parque dia 18 de janeiro último. Juntamente com uma equipe técnica de servidores da Semarh, Leonardo Vilela avaliou o traçado para definir quais investimentos devem ser feitos para que a trilha ofereça segurança aos visitantes. A equipe verificou também o grau de dificuldade e os melhores roteiros para que os visitantes não se percam. Também serão feitas as sinalizações da trilha, que deve estar disponível em dois meses para os praticantes do esporte. Leonardo Vilela explica que primeiramente faz todo o reconhecimento da trilha para depois

FOTO: TOTE MASSETI

FOTO: LEO IRAN

Ciclistas poderão apreciar as belezas do Parque Serra de Caldas

Secretário Leonardo Vilela avalia traçado da trilha

realizar a inauguração. “Estamos escolhendo o melhor trajeto, com as maiores belezas e com terrenos propícios para a prática do mountain bike tanto para iniciantes como para os avançados”, declara Vilela. Ele diz que há um cuidado grande para que não haja a prática do esporte em áreas críticas, como nascentes de córregos, e nem cause impactos negativos pela presença de um número grande de pessoas. A trilha do Pescan começa com uma subida íngreme de cerca de dois quilômetros. Em seguida, há um

aquífera termal, que abastece os hotéis e pousadas de Caldas Novas e Rio Quente. As trilhas no Parque são compostas, em grande parte, por aceiros abertos para prevenção e combate a incêndios. O Pescan, por suas características naturais e pelo grande volume de visitas, sempre foi atingido por incêndios florestais no período de estiagem. Todavia, com os investimentos feitos pela Semarh, o Parque se manteve intacto durante todo o ano de 2012, o que não ocorria há vários anos. Esta segurança

trecho de mais nove quilômetros de relevo praticamente plano, até chegar a um dos pontos mais altos do parque, de onde é possível ver os paredões de rocha. O retorno tem emoção garantida com forte descida. Criado em áreas dos municípios de Caldas Novas e Rio Quente, o Pescan foi o primeiro parque estadual a ser criado em Goiás, em 1970. Reserva de espécimes de fauna e flora ameaçadas de extinção, o Pescan possui 12 mil hectares de Cerrado nativo e é o principal ponto de recarga

que agora o Parque oferece é o que possibilita a sua abertura para a prática de esportes ao ar livre. No último dia 11 a equipe da Semarh também fez o reconhecimento do Parque dos Pirineus, em Pirenópolis. A intenção é implantar trilhas de mountain bike  em todos os 11 parques estaduais. Para Vilela, a iniciativa é uma forma de, além de incentivar a prática de mountain bike, estimular os cidadãos a conhecerem melhor os parques, as floras e as faunas, o que ajuda a preservá-los.

PRESERVAR A NATUREZA É LEI.

! e t r a p a u s a ç Fa Lei Orgânica do Município de Mineiros: Art. 145 – Na defesa e proteção do meio ambiente, o Governo Municipal proibirá qualquer tentativa de implantação no Município de reatores nucleares e depósitos de lixo atômicos e/ou radiativos. Art. 146 – As nascentes dos córregos Mineiros, Capoeira, Cambauva e Cedro, são patrimônios do Município e sua utilização dar-se-á na forma da lei, dentro das condições que assegurem a sua preservação. 1º - Fica proibida toda e qualquer tentativa de

urbanização na nascente do córrego Cambauva, ressalvados os direitos dos prédios já edificados no local. 2º - O Poder Executivo demarcará a área da nascente do córrego Cambauva a ser preservada, conservando os lotes que não abrangerem a área da nascente. Art. 152 – O Município assegurará a participação das entidades representativas da comunidade, no planejamento e na fiscalização da proteção ambiental, garantindo o amplo acesso dos interessados às informações sobre as fontes de poluição e de degradação ambiental a seu dispor.


JCO-ED-58