Page 35

O Bagaço da Pintura Rogério Rauber Mestrando em Artes Visuais, IA-UNESP RESUMO: Dialogismo teórico e prático entre o conceito de campo expandido (KRAUSS, 1984)

e a nossa produção artística. Investigamos estratégias de atualização de configurações pictóricas neste campo expandido, problematizado consonante à noção de unidade complexa (MORIN, 2005), sob a ótica de redes processuais da criação (SALLES, 2006) e focado em suas potencialidades cognitivas. Descrevemos as questões que geraram os trabalhos da série “O Bagaço da Pintura”, e as respostas emergentes, bem como as novas perguntas que nos levaram à outra vertente da pesquisa: “PictoCartografias”, também descrita e avaliada. Palavras-chave: Campo Expandido. Complexidade. Processo Criativo. *** Estudos de fenômenos em Media Art: forjando uma Metodologia interdisciplinar Rosângela Aparecida da Conceição Mestre em Artes, IA-UNESP Grupos de pesquisa cAt – IA-UNESP e GIIP-IA-UNESP/CNPq RESUMO: Os estudos dos fenômenos em arte e tecnologia exigem, por vezes, a formulação de

uma estrutura metodológica diferenciada, buscando abarcar as diversas camadas que envolvem as produções poéticas em Media Art. Como forma de atingir tal objetivo a interdisciplinaridade foi a característica principal da metodologia desenvolvida para elaboração da dissertação de mestrado Mapeamento Mobile Art: propostas poéticas no uso de telefones celulares – 2001 a 2010, apresentada ao Programa de Pós-graduação em Artes, do Instituto de Artes da UNESP, em junho de 2013. A estruturação desta metodologia levou em consideração os campos atingidos pelo conjunto de trabalhos analisados, que articulam e mesclam a pesquisa artística, pesquisa em ciências humanas, ciência da informação, arquivística, computação e artes visuais. Na seleção dos autores, buscamos conceitos da pesquisa em artes, vistos a partir de Silvio Zamboni (2006), da pesquisa-ação de Michel Thiollent (2009), da Teoria do Insight de Bernard Lonergan (2010) e da Teoria dos Sistemas de Ludwig Von Bertalanffy (2007). Trataremos aqui desta articulação, das possibilidades de aplicação e das dificuldades encontradas ao longo desta pesquisa. Palavras-chave: Metodologia. Pesquisa Interdisciplinar. Media Art. *** A evolução representacional do mito de Pandora nas Artes Visuais e no Cinema Rosangela Canassa Mestre em Artes, IA-UNESP RESUMO: A proposta da palestra tem como objetivo refletir sobre os processos de evolução

representacional do mito de Pandora nas Artes Visuais e no Cinema, bem como, analisar o seu aparato de vinculações simbólicas na cultura contemporânea. Ao comentar sobre o filme “A caixa de Pandora”, a partir de um capítulo da minha dissertação do Mestrado, intitulada “A caixa de Pandora: as deusas e o feminino no cinema”, defendida em 2006, junto ao Programa, se justifica porque o filme tornou-se um ícone do cinema expressionista alemão e portador de uma narrativa atemporal e mítica, com a personagem Lulu, interpretada por Louise Brooks. O filme também apresenta um cenário fantástico, que vai de Berlim, na década de 20 e que volta no tempo a uma Londres, com seu fog encobrindo as ruas escuras, que sinaliza perigo. O filme em 29

Caderno de Resumos - Jornada de Pesquisa 2013 - Programa de Pós-Graduação em Artes - IA/UNESP  

Caderno de Resumos - Jornada de Pesquisa 2013 - Programa de Pós-Graduação em Artes - Mestrado e Doutorado, de 26 a 28 de novembro de 2013, I...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you