Page 57

Sugestão para uma nova classificação da miopia Jorge Jorge, Ana Pinho, António Queirós, JM González-Méijome

Departamento de Física (Optometria), Escola de Ciências, Universidade do Minho, Braga, Portugal.

Objectivo: Propor uma nova classificação da Miopia que reflicta os novos conhecimentos sobre o seu aparecimento e desenvolvimento. Métodos: Revisão bibliográfica sobre a classificação da miopia usada nos últimos 150 anos. Resultados: De entre outras a presente classificação da miopia divide-a segundo a teoria de desenvolvimento, influência hereditária e ambiental e idade de aparecimento. A teoria de desenvolvimento por sua vez está subdividida em três partes: a biológica-estatística, o uso-abuso e a teoria da emetropização. A influência da hereditariedade e dos factores ambientais é discutida há mais de 400 anos e continua sem consenso. A classificação baseada na idade subdivide a miopia em congénita, de aparecimento em crianças, aparecimento precoce em adultos e de aparecimento tardio em adultos. A nossa proposta de classificação divide a miopia em primária e secundária. A miopia primária inclui a miopia até agora classificada de congénita, biológica-estatística e a hereditária. A miopia secundária inclui a miopia de aparecimento em crianças e adultos (precoce ou tardio), a de uso-abuso e induzida ambientalmente. Conclusões: A nossa classificação divide a miopia em primária e secundária. A primária é aquela que está presente à nascença e que é hereditária ou congénita. A secundária aparece nas crianças de idade escolar em diante ou em adultos e está relacionada com os factores externos e pode também ser produzida por traumas oculares ou cirurgia.

Posters

55

Português

CIOCV'09 Proceedings  

Proceedings for the International Conference of Optometry and Visual Science 2009 (CIOCV'09). University of Minho, Braga, Portugal

Advertisement