Page 40

Emoções, atitudes e comportamentos do consumidor perante a presbiopia. Alberto Silva

Essilor, Portugal.

Com o aumento da esperança de vida, as necessidades da população vão sendo alteradas e o consumidor acompanha todo este processo evolutivo. Este trabalho pretende estudar as emoções, atitudes e comportamentos do consumidor perante a evidência da presbiopia, que é a necessidade de usar óculos de ver ao perto e que surge por volta dos 40 anos de idade. Esta problemática revela-se importante uma vez que numa fase precoce da sua vida evidencia sinais exteriores de envelhecimento, associados aos estereótipos e às crenças de cada um, que não correspondem à sua própria realidade. Foi elaborado um questionário, baseado na teoria do comportamento planeado, de forma a serem testadas hipóteses de estudo, e aplicado a 81 indivíduos presbitas, na zona da Grande Lisboa, à saída de estabelecimentos de óptica. O questionário aferia questões relativas à intenção, atitude, norma subjectiva e controlo comportamental percebido, bem como crenças e valores relacionados com comportamentos específicos. Os resultados demonstram que os indivíduos quando entram na presbiopia se sentem mais velhos do que aqueles que usam óculos de ver ao perto há mais tempo (presbitas confirmados). Não foram encontradas diferenças quanto ao sexo, relativamente ao sentir-se mais velho pelo uso de óculos de ver ao perto. Entre jovens presbitas e presbitas confirmados, não foram encontradas diferenças relativas à necessidade de recolha de informação, acerca da presbiopia, mas ambos atribuem importância ao acesso da informação. Por último, percebe-se que os jovens presbitas têm maior preocupação em serem vistos como velhos que os presbitas confirmados.

Português

38

Comunicações Livres

CIOCV'09 Proceedings  

Proceedings for the International Conference of Optometry and Visual Science 2009 (CIOCV'09). University of Minho, Braga, Portugal