Page 1

relacionamentos conscientes

«Uma arte, ainda mais viva quando vivida de uma forma presente»

Relacionamentos

Viver é relacionar-se vida com vida. Viver um relacionamento é estabelecer pontes, relacionando o que é dentro com o que é fora, e onde relacionar é a arte de descobrir como ser vida com outra vida. O descobridor relaciona-se com outros descobridores, relacionando o ‘seu mundo’ com ‘outros mundos’. 40 ZEN ENERGY Fevereiro 2016 

R

elacionamo-nos com tanta coisa e tantas pessoas à volta, que tendemos a negligenciar a forma como nos relacionamos com o nosso próprio mundo interior, no vasto oceano de efeito espelho que a vida é. Relaciona-se o futuro com o passado, a procura com o encontro, a emoção com a vivência, a paixão com a inércia, o prazer com a culpa, a verdade com a mentira, a ilusão com a desilusão…

De forma a aprofundar a dinâmica relacional, seja ela em que contexto for, a vida convida a que nos coloquemos na posição de testemunha (mindfulness). Desde um ponto neutro e imparcial, observar e assumir responsabilidade da coerência e transparência da relação que cada um nutre consigo próprio em primeiro lugar. Atraímos à nossa realidade relacionamentos que são reflexo do relacionamento com nós mesmos. Por vezes, há ‘mundos’


PUB

psicoemocionais inconscientes formados por malas do passado e passaportes para o futuro, que influenciam a dinâmica dos relacionamentos no aqui e agora. Muitas vezes, queremos dizer sim e sai um não, muitas vezes queremos ir para a direita e vamos para a esquerda. Direcionamos a atenção tendencialmente para aquilo que está fora, na ânsia de preencher um vazio que se sente dentro. Assim, vemos fora apenas o que acreditamos que queremos ver, não vemos fora o que ainda não aceitamos, conhecemos e compreendemos no interior. Relacionar pode ser uma oportunidade de clareza de ver e ser vida, ou um botão repeat, mais do mesmo, areia para os olhos do ‘descobridor’ que se relaciona. Todo o relacionamento é uma ponte de encontro e comunicação entre dois pontos, duas entidades, dois descobridores, dois mundos. Nessa dinâmica, poderá haver atração ou repulsão, afeiçoamento ou aversão, onde as personalidades relacionadas se transformam tanto individualmente como em conjunto, tal como num processo alquímico.

Um ponto de crescimento e amadurecimento O relacionamento pode funcionar como um ponto de crescimento e amadurecimento em direção a algo profundo, para lá do ‘descobridor’, da entidade que ‘procura’. Aquele que se despe da imagem de si próprio, da persona, será aquele que se capacita a si mesmo para estar presente, sem ruído mental e emocional do passado ou do futuro. Simplesmente, está. Presente. Aquele que está agarrado a algum tipo de ilusão de segurança, de identificação, carregará consigo todo um mundo

de memórias, de emoções, de crenças, julgamentos e ‘agrafos’, de sentimentos e projeções que interferem nas pontes criadas com o outro, condicionando o presente. Relacionamento é sempre uma arte, ainda mais viva quando vivido de uma forma presente. Uma arte de comunhão e comunicação viva, interagindo com a vida para lá dos olhos do outro. Tudo se relaciona na mesma forma como se relaciona com ele próprio. Tudo caminha e se relaciona na medida do tempo certo e no lugar certo, no momento certo. Seja qual for o relacionamento para o qual olhe na sua vida – afetivo, familiar, social, profissional – esse será sempre o relacionamento perfeito para lhe dar a observar e a sentir o ponto de liberdade consciente onde se encontra na forma como se relaciona consigo mesmo de acordo com o seu grau de entendimento do momento. E isso por si só é perfeito. Respire e seja grato. Ter liberdade em qualquer tipo de relacionamento é não só poder escolher relacionar-se ou não com o outro, mas estar consciente da forma como se relaciona consigo próprio no relacionamento com o outro. Não se trata de egoísmo, mas de respeito para com a expressão única e individual do seu próprioZ -amor, o ser essencial.

Jorge Miguel Porfírio – Mahar Professor de Yoga Transpessoal e Terapeuta Transpessoal www.jorgemiguelporfirio.com jmnporfirio@gmail.com

Relacionamentos Conscientes  

Revista ZenEnergy Fevereiro 2016

Relacionamentos Conscientes  

Revista ZenEnergy Fevereiro 2016

Advertisement