Page 1


Ă?ndice

05

Ponto de vista

07

Entrevista

10

NotĂ­cias

11

Eventos

12

Editais


#37


Ponto de Vista

Com a ocasião do Dia Nacional de Controle da Asma, o Boletim Lupa apresenta um texto da Coordenação de Pneumologia Sanitária da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais e entrevista o pesquisador Ernesto Akio Taketomi da Universidade Federal de Uberlândia. Ele coordena o “Emprego de hipoalérgenos para a promoção e proteção à saúde de pacientes com alergia respiratória” financiado pelo Programas de Pesquisa para SUS (PPSUS) em Minas Gerais.

4

LUPA Ciência, Tecnologia e Inovação em Saúde


Ponto de Vista

Ponto de Vista: Pneumologia Sanitária e Asma em Minas Gerais A Asma é uma doença brônquica inflamatória e crônica, que é caracterizada por uma hiper-responsividade de vias aéreas inferiores, com limitação ao fluxo aéreo. Manifesta-se clinicamente com episódios recorrentes de sibilos, dispnéia, sensação de aperto no tórax e tosse. Estudos apontam uma prevalência que varia de 10 a 20% da população mundial, que são portadores da doença. No Brasil anualmente ocorrem cerca de 350.000 internações, sendo a quarta causa de hospitalização no SUS (2.3% do total) e a terceira causa entre crianças e adultos jovens. Os custos anuais com internações no Brasil têm sido da ordem de 200 milhões de dólares/ano. A mortalidade por Asma ainda é baixa, mas com tendência crescente em diversos países e regiões. Em decorrência do grande gasto orçamentário em saúde e na economia (absenteísmo por motivo escolar ou trabalho), mais recentemente a Organização Mundial de Saúde (OMS) tem recomendado aos governos nacionais, através de seus sistemas de saúde, a organizarem ações sanitárias e de processo de trabalho, visando um melhor controle dessa doença e cuidados mais adequados aos pacientes portadores dessa condição crônica. Este conjunto de medidas recebeu o nome de estratégia PAL (sigla em inglês para Abordagem Sistematizada do Sintomático Respiratório)/GARD (sigla em inglês para Aliança Global contra Doenças Respiratórias Crônicas). A Secretária Estadual da Saúde/MG, através de sua Coordenação de Pneumologia Sanitária, em conjunto com a Faculdade de Medicina da UFMG e municípios da região metropolitana de Belo Horizonte (Ribeirão LUPA Ciência, Tecnologia e Inovação em Saúde

5


Ponto de Vista

Edílson Corrêa de Moura é Coordenador do Programa Estadual de Pneumologia Sanitária.

das Neves, Santa Luzia e Ibirité) estão coordenando um projeto pioneiro na América Latina, que recebe o apoio de organismos internacionais (OMS/OPAS/ USAID). As recomendações das referidas estratégias serão validadas por metodologia científica e aplicadas dentro de um novo modelo de atenção à saúde que vem sendo desenhado no Estado nos últimos anos. A reorganização dos processos da saúde no modelo de REDES de Atenção cria uma perspectiva positiva no cenário da Pneumologia Sanitária, viabilizando a continuidade e integralidade da assistência à saúde dos usuários com demandas respiratórias nos 3 níveis de atenção do sistema de saúde (Primária, Secundária e Terciária).

6

LUPA Ciência, Tecnologia e Inovação em Saúde


Entrevista

Entrevista com Ernesto Akio Taketomi A asma é uma doença muito freqüente no Brasil? Especialmente no inverno que se inicia, quais precauções devem ser tomadas para deixar os ambientes mais seguros para os asmáticos? Sim. Evitar as exposições que fazem piorar as suas crises, como friagem, exposição a ácaros, pelos de animais e outros fatores pelos quais os pacientes estejam sensibilizados. Quais as diferenças da asma para as outras doenças respiratórias, alérgicas ou não? A asma pode se desenvolver a partir dessas outras doenças? A asma pode ser alérgica quando mediada pela presença de anticorpos da classe IgE e não alérgica quando as suas crises são desencadeadas e são independentes de IgE. A asma é totalmente diferente de outras doenças respiratórias como DPOC (doença pulmonar obstrutiva crônica), pois enquanto naquela temos uma obstrução brônquica transitória e reversível, nesta temos a ocorrência de obstrução brônquica irreversível dependendo do nível de destruição da árvore respiratória. A asma não se desenvolve a partir de outras doenças respiratórias. A asma atópica desenvolve em indivíduos geneticamente predispostos dependendo da exposição alergênica, em especial a poeira domiciliar.

LUPA Ciência, Tecnologia e Inovação em Saúde

7


Entrevista

Quais os resultados esperados em sua pesquisa? O eles podem representar em termos de avanço nas tecnologias de prevenção de crises alérgicas? O resultado esperado de nossa pesquisa é o descobrimento de moléculas hipoalergênicas candidatas à imunoterapia específica para asma alérgica. Pretendese administrar mais rapidamente e com diminuição de efeitos colaterais devido à diminuição da ligação dos hipoalérgenos aos anticorpos IgE pré-existentes no organismo de pacientes com alergia respiratória, como a asma e a rinite alérgicas. Isso faz com que haja imensa progressão tecnológica na prevenção das crises alérgicas em contraposição aos tratamentos atuais disponíveis no mercado. Mais informações: http://bit.ly/igJNBt

Ernesto Akio Taketomi é médico pela Universidade Estadual de Londrina (1977), especialista em Alergia, Mestre e Doutor em Microbiologia e Imunologia pela EPM-UNIFESP (1982-1986), e Pós-doutorado na Universidade de Virginia (1996). Atualmente é Professor Titular de Imunologia e Chefe da Unidade de Pesquisa em Alergia e Imunologia Clínica da Universidade Federal de Uberlândia.

Ernesto Akio Taketomi

8

LUPA Ciência, Tecnologia e Inovação em Saúde


Entrevista LUPA Ciência, Tecnologia e Inovação em Saúde

9


Notícias

Notícias Avanços e desafios no enfrentamento da AIDS depois de 30 anos de sua descoberta Em junho de 1981 foram registrados oficialmente os primeiros casos da síndrome que mais tarde passou a ser conhecida como Síndrome da Imunodeficiência Adquirida. Em 1987 começa a ser utilizado o coquetel de medicamentos AZT para reduzir a multiplicação do vírus no corpo humano. Três anos depois o Sistema Único de Saúde passa a distribuir gratuitamente os antirretrovirais. Dez anos depois da descoberta, a Organização Mundial de Saúde já contava 10 milhões de infectados no mundo. Hoje, a estimativa é que esse número esteja em torno de 33 milhões. A partir de 2011, o Brasil passou a disponibilizar antirretroviral produzido em laboratório público (da Funed, em Minas Gerais). Já no segundo semestre de 2011, o Ministério da Saúde disponibilizará um novo teste para diagnóstico rápido para centros de testagem de HIV e unidades básicas de saúde que já fazem o diagnóstico. Esse novo exame reduz o tempo necessário de 30 dias para 20 minutos, além de diminuir custos para o sistema. Mais informações: http://bit.ly/kBW813 http://bit.ly/jn47D8

10

LUPA Ciência, Tecnologia e Inovação em Saúde


Eventos

Eventos 8º Conferência Internacional de Avaliação de Tecnologias em Saúde – HTAi 2011 A 8º Conferência Internacional de Avaliação de Tecnologias em Saúde – HTAi 2011 será realizado entre os dias 25 e 29 de junho no Intercontinental Rio Hotel, no Rio de Janeiro. O congresso, pela primeira vez na América Latina, terá como tema “Avaliação de Tecnologias em Saúde (ATS) para a Sustentabilidade dos Sistemas de Saúde”. As inscrições estão abertas através do site abaixo. Mais informações: http://bit.ly/mbyr9o XXVII Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde e VIII Congresso Brasileiro de Saúde, Cultura de Paz e Não-violência O XXVII Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde e VIII Congresso Brasileiro de Saúde, Cultura de Paz e Não-violência serão realizados de 9 a 12 de julho de 2011, no Centro de Convenções Ulyssess Guimarães em Brasília/DF. As inscrições estão abertas através do site abaixo. Mais informações: http://bit.ly/lcMlB7 10 ª Conferência Internacional sobre Saúde da População Urbana A 10 ª Conferência Internacional sobre Saúde da População Urbana será realizada de 1º a 5 de novembro, no Minascentro em Belo Horizonte/MG. Trabalhos podem ser enviados até o dia 30 de junho. Mais informações: http://bit.ly/iPxSaB (em inglês) LUPA Ciência, Tecnologia e Inovação em Saúde

11


Editais

Editais Foi publicado o edital do Prêmio de Incentivo em Ciência e Tecnologia para o SUS 2011. Serão premiadas pesquisas que tiveram trabalhos aprovados em banca ou publicados no período de 13 de maio de 2010 a 12 de junho de 2011. São cinco categorias de pós-graduação, totalizando mais de R$ 55 mil em prêmios. As inscrições de 13 de junho a 29 de julho. Mais informações: http://bit.ly/lclheY Estão sendo aceitas inscrições para a edição 2011 do Prêmio FINEP de Inovação. O prazo vai até a primeira quinzena de outubro. O Prêmio tem duas fases: as regionais, cujos resultados estão previstos para novembro, e a nacional, que terá sua premiação em março de 2012. A etapa regional tem 5 categorias: Micro/Pequena Empresa, Média Empresa, Instituição de Ciência e Tecnologia, Tecnologia Social e Inventor Inovador. Na etapa nacional são duas categorias especiais: Grande Empresa e Inovar. Mais informações: http://bit.ly/mqSXmU

LUPA Ciência, Tecnologia e Inovação em Saúde

12


Governo do Estado de Minas Gerais Governador Antonio Augusto Junho Anastasia Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais Secretário Antônio Jorge de Souza Marques Secretário Adjunto Wagner Eduardo Ferrreira Assessoria de Gestão Estratégica Assessor Francisco Antônio Tavares Junior Equipe Héliton da Silva Barros Daniel Augusto Fernandes Renato Rodrigues da Silva Projeto Gráfico Luis Fernando Tavares dos Reis Diagramação Jordana Andrade Neves de Miranda Núcleo de Ciência, Tecnologia e Economia da Saúde Cidade Administrativa de Minas Gerais Rodovia Prefeito Américo Gianetti Serra Verde - CEP: 31.630-901 cientifico.tecnologico@saude.mg.gov.br lupa@saude.mg.gov.br 31 3916-0682

Lupa #37  
Lupa #37  
Advertisement