Page 1

Bem-Estar

Tratamento e Prevenção

O seu guia de saúde

Notícias

Dicas e Curiosidades

Edição 01 Dez 2013

Brasil + Cuba

Entenda o programa Mais Médicos

Vitamina C

Chás

Saiba como essa poderosa vitamina ajuda a combater o envelhecimento

Tudo o que você precisa saber para ter uma vida saudável

SUS:

Saiba tudo sobre o Sistema Único de Saúde Bem-Estar

Tratamento e Prevenção

Notícias

Dicas e Curiosidades


Lúpus: da telinha para a vida real

Na próxima edição: A Equilibrium retrata o drama sofrido pela personagem Paulinha, de Amor à Vida. A baixinha sofre de lúpus, uma doença autoimune rara, provocada por um desequilíbrio no sistema imunológico, aquele que deveria defender o organismo das agressões externas causadas por vírus, bactérias ou outros agentes patológicos. Lúpus exige tratamento cuidados por médicos especialistas. Pessoas tratadas adequadamente têm condições de ter uma vida normal. Já as que não tratam, podem ter sérias complicações. Fique atento e não perca!


Editorial

EQUIPE EQUILIBRIUM SE APRESENTA! Caros leitores, essa é a primeira edição da Revista Equilibrium, que trará todas as novidades da área da saúde, esclarecerá as principais dúvidas e curiosidades sobre doenças e cuidados pessoais, além de levar até você dicas de bem-estar. A Equilibrium vai dar as mais diversas informações ligadas à saúde, e, por sua vez, tem como intenção trazer o melhor dos cuidados para o corpo e alimentação, que, nos dias atuais, passam muitas vezes despercebidos e, alguns cidadãos, deixam de cuidar por julgar que para ser saudável é preciso ter tempo hábil. Na matéria especial, trouxemos o SUS para dentro de sua casa, e destacamos quais os problemas enfrentados por esse serviço público. Você ainda vai ficar por dentro das contratações de médicos internacionais e entenderá o porquê desse reajuste na saúde brasileira. Você sabe como detectar o câncer de ovário em estágio inicial? A Equilibrium responde. Além disso, vai saber mais sobre

os benefícios da água, ficar por dentro dos tratamentos para diabetes e alzheimer, conhecer melhor as doenças da primavera e muito mais. Profissionais renomados dão dicas de emagrecimento, alertas sobre cuidados do dia a dia e mostram o que há de melhor no mundo da saúde para proteger você e toda a sua família. Nessa primeira leitura, agradecemos o enorme apoio da equipe gráfica, revisores e entrevistados. Tenham uma boa leitura e até a próxima!

Equipe Equilibrium Paula Reginaldo Bruna Xisto Cinthia Prado Marianna Adduci


Sumário

5

Bem-Estar A água e seus beneficíos

18

8

Conheça as vantagens da Vitamina c

10

21

Mantenha uma dieta sem sentir fome

24

Tudo o que você precisa saber sobre chás

Tratamento e Prevenção

Flores da estação trazem doenças

28

34

42

Notícias

Programa Mais Médicos gera polêmica

Diabetes e suas complicações

SUS: entre precariedades e eficiências

51

Dicas para uma gravidez saudável

Câncer no ovário

54

Pelos, pra que te quero?

Expediente

Revista Equilibrium

Trabalho Acadêmico Editora-chefe Andreia Alevato Editora Cinthia Prado Jornalistas Bruna Xisto, Marianna Adduci, Paula Reginaldo Fotos Equipe da redação e divulgação Direção de Arte Jonesson Oliveira Diagramação e Design Jonesson Oliveira Gráfica Imagine Soluções Gráficas 4

16

Atividade física e saúde

57

Febre, um mal que atinge a todos

26

Alzheimer: a doença que apaga memórias

48

Dicas e Curiosidades

Perda de sono prejudica a saúde

60

Higienização das mãos


Bruna Xisto Bem Estar

A ĂĄgua e seus

benefĂ­cios

Imagem:www.pharman.com.br/

5


Com apenas dois litros por dia,

Bruna Xisto Bem Estar

ela auxilia em toda a hidratação do corpo

O

corpo humano é formado por 70% de água, quantidade que sempre é perdida por meio da respiração, suor e das unhas. Mas ela é reposta pelo próprio organismo. Uma importante função desse líquido é transportar os nutrientes para o interior das células. A água auxilia na temperatura do corpo e no processo digestivo e circulatório. A água ajuda o organismo a eliminar todas as impurezas. Seguir uma dieta ou fazer exercícios com o objetivo de ter um corpo bonito, não terá resultado sem que seja ingerida diariamente a quantidade adequada de água, em média, dois litros por dia. Depois do oxigênio, a água é a substânica mais importante para a vida do ser humano, mesmo que ela não tenha nenhuma caloria ou outros nutrientes. Ela fornece para o corpo uma camada que protege as células e até mesmo o feto em desenvolvimento. Por isso, grávidas devem consumir mais água do que o recomendado. Isso também serve para quem está amamentando. A maior parte do cérebro é composta por água, portanto, ela também permite maior atenção e concentração. É ela quem fornece energia elétrica para todas as funções cerebrais, inclusive para a memória. A desidratação mental pode causar cansaço, depressão, raiva, instabilidade emocional e insônia. Pode-se substituir o uso de remédios para dores de cabeça e nas costas. Beber água hidrata o corpo, melhora a circulação e ajuda no desinchaço das mãos, pernas e pés. “Ao observar que meu corpo inchou de uma forma inesperada, procurei um médico que me aconselhou tomar bastante água e percebi que, conforme eu tomava adequadamente o líquido, meu corpo sofreu grandes alterações positivas”, diz a aposentada Lívia Serra, 65. A água pode ajudar não só quando é ingerida, mas, ainda faz com que o corpo fique 60% mais leve, o que facilita os exercícios dentro de uma piscina, por exemplo. Com o mesmo esforço que você utiliza no solo para fazer dez abdominais, dentro da piscina pode ser feito 50. Quando a temperatura do corpo sobe, o organismo precisa receber mais água do que o normal, como em dias quentes, depois de exercícios físicos ou doenças como febres, gripes e resfriados.

6


Bruna Xisto Bem Estar

O corpo pede A nutricionista Regina Dias diz que para avaliar se seu corpo está bem hidratado deve-se levantar a maçã do rosto com um dedo e observar se na parte superior há algum sinal de estria, casa haja sinais, é necessário aumentar o consumo diário de água. Ela auxilia na textura e na elasticidade da pele. “Não deve esperar ter sede para consumir água, isso já é um sinal de desidratação”, explica. Pessoas com mais de 60 anos devem ficar mais atentos ao consumo de água, porque é comum sofrerem de hipotrofia do centro do controle da sede. Isso significa a falta de percepção da sede e a perda de vontade de beber água.

De onde vem? É importante observar a qualidade da água que é ingerida. O ideal é sempre avaliar a procedência da água. Mesmo ela sendo envazada, é importante olhar se não há impurezas, principalmente as vendidas em galão, pois as chances de contaminação são grandes. Uma dica é procurar comprar sempre as marcas mais consolidadas no mercado para que não haja problemas futuros. Imagem:www.pharman.com.br 7


C Paula Reginaldo Bem Estar

CONHEÇA AS

VANTAGENS DA

VITAMINA

Além de aliviar o cansaço, ela combate o envelhecimento e ajuda no bem-estar

Imagem:www.sxc.hu 8


Paula Reginaldo Bem Estar

O

consumo dessa vitamina é indispensável para manter sempre o corpo saudável. Ela auxilia na formação de colágeno, mantendo a pele e a cartilagem sempre firmes e unidas. Em especial, no rosto das mulheres, ela retarda o envelhecimento e suaviza as rugas e linhas de expressão. Normalmente é indicada para pessoas que possuem pele oleosa, porque suas propriedades limpam e diminuem o suor. Seu uso também é frequentemente indicado no tratamento da anemia, doenças que provoquem febre e no período póscirurgia. Sua falta pode causar gengivite, depressão, ansiedade, hemorragia nasal e pequenas varizes. O corpo humano não armazena a vitamina C e por isso que é tão necessário que seu consumo seja diário. Efeitos das poluições e outras contaminações químicas também podem ser amenizados no organismo ingerindo corretamente a vitamina. “Esse nutriente favorece o sistema imunológico melhorando

as defesas do organismo e ajudando no combate às infecções relacionadas a gripes e resfriados”, afirma a nutricionista Raquel Mendonça. Para atletas, consumir a vitamina C é muito útil, pois age na manutenção dos tendões, ligamentos e articulações. E também está diretamente ligada ao hormônio que combate o estresse físico ou emocional. Essa dica pode ser utilizada até mesmo em animais que tem características de estresse, como por exemplo, mudança no comportamento, perda de peso e agressividade. Quem frequenta academias ou faz atividades físicas diariamente, está sempre bebendo algum suco de frutas rico em vitamina C. “Frequento a academia cinco vezes na semana e todos os dias tomo um copo grande de suco de laranja natural antes e depois do treino. Me sinto mais disposto e fico longe das dores. Recomendo!”, afirma o atleta Thiago Castro, 21.

Sucos ricos em Onde encontrar? vitamina Ela pode ser encontrada em frutas frescas como laranja, uvas, damasco, limão, tomate, manga, goiaba, morango, tangerina, pêssego, cereja, kiwi, abacaxi, mamão e acerola ou também em verduras e legumes como brócolis, ervilhas, pimentão, salsa, agrião, rúcula e couve-flor, porém é necessário que elas sejam consumidas cruas para um melhor resultado. Os sucos de frutas devem ser consumidos assim que forem feitos.

Quanto consumir? Em média, o consumo dessa vitamina deve ser de 60mg diário, o que corresponde, por exemplo, a um mamão papaia, 100g de morangos, um copo de suco de laranja natural ou 50g de goiaba. Mas, deve-se atentar que o consumo pode variar de acordo com a idade de cada pessoa. Para adolescentes e mulheres adultas, recomenda-se 75mg por dia, homens adultos, 90mg, mulheres grávidas, 80mg, e no período de amamentação, 120mg.

Uma maneira de consumir a vitamina está nos sucos de frutas naturais. A mistura do morango e do kiwi é uma rica fonte de nutrientes, com apenas uma xicara de morango, um kiwi médio, 200ml de água e gelo já é ingerida a quantidade necessária diária. Outra opção é misturar o abacaxi com a laranja, que até mesmo em quantidades pequenas trazem muitos benefícios para o corpo.

Contraindicações Pessoas com histórico de problemas renais devem evitar o alto consumo da vitamina, pois ela é solúvel a água, e, qualquer excesso é expelido do corpo pela urina causando diarreias e pedra nos rins. Ela também aumenta a ingestão de ferro, que em excesso pode causar mal-estar. Não é aconselhável ingerir comprimidos que contenham a vitamina, em exceção aos idosos e pessoas com baixíssimo índice de nutrientes. 9


Paula Reginaldo Bem Estar

ATIVIDADE FÍSICA E

SAÚDE

Veja como é fácil eliminar o sedentarismo e ter uma excelente qualidade de vida

A

tualmente as pessoas se preocupam em cuidar mais da saúde, bem-estar, beleza e estética. Tudo isso contribui para que se sentir feliz e satisfeito com o próprio corpo. A prática de atividade física traz auxilia a tornar uma pessoa mais disposta e ágil. Sua autoestima baseia-se na qualidade de vida que ela possui. A atividade física é toda e qualquer expressão corporal que envolve gasto de energia por meio de determinada força impulsionada pelo cérebro, que libera endorfina e serotonina, substâncias responsáveis pela sensação de prazer e bem-estar na execução do movimento. Todo este caminho contribui para um maior equilíbrio psicológico. Os exercícios físicos criam o ambiente ideal para melhorar a produção de colágeno que sustentam a pele e ajudam a diminuir a aparência enrugada, um visual de pele cansada, comprometedora esteticamente. Deve-se ressaltar que, há uma estreita relação entre atividade física e saúde. Há estudos que comprovam que as pessoas que se exercitam de alguma forma, seja caminhando ou em outras modalidades, são pessoas bem ativas. D e m o n s t r a m menores incidências de doenças crônicodegenerativas, se comparadas com as que não praticam.

10

Imagem:www.sxc.hu


Alongue-se

A

ntes de qualquer atividade física, faça um alongamento. Comece alongando os principais músculos do corpo, as pernas, os braços e o tronco. Repita os movimentos. Isso vai fazer com que você não sinta dor depois dos exercícios. Com os músculos todos alongados, o corpo fica mais leve e preparado para a prática.

Aquecimento e relaxamento

N

o aquecimento, o sistema neuromuscular que comanda a mensagem para os músculos, se contrai e ficam ativados. O corpo aquecido lubrifica as articulações e começa a produzir grande quantidade de enzimas, que aos poucos queimam as gorduras localizadas, e logo vem a sensação de prazer e mais vontade de se exercitar. Já no relaxamento, o corpo se adapta e passa gradativamente da corrida ao relaxamento, ao estado de repouso, há uma diminuição da intensidade dos movimentos, neste período continue caminhando mais devagar, para que sua frequência cardíaca volte ao normal e seu organismo elimine todas as toxinas formadas durante os exercícios.

Imagem:www.sxc.hu 11


Movimente-se Q

uem pratica exercícios físicos considerados moderados, pelo menos três vezes por semana, corre menos riscos de ter problemas crônicos de saúde. Muitas enfermidades podem ser evitadas com essa prática. Doenças cardíacas, obesidade, hipertensão, diabetes tipo II, alguns tipos de câncer, acidentes vasculares cerebrais e outras. Além disso, nos idosos melhora a saúde óssea e funcional. De acordo com o professor de educação física Alan Torres, da FMU (Faculdades Metropolitanas Unidas), a atividade física é um poderoso remédio para

12

a sociedade curar diversos males, como o sedentarismo, em especial no Brasil, que sofre disso em grande escala. O sedentarismo faz parte da vida de muitas pessoas, até quando ela descobre que isso mais cedo ou mais tarde vai fazê-la sentirse infeliz. Foi o que aconteceu com o músico Felipe Fidelis, 25. “Me sentia muito feio, não tinha boa aparência. Estava sempre exausto e minha autoestima estava lá embaixo. Comecei a praticar exercícios físicos e logo nas primeiras semanas já estava mais disposto, e, com muito esforço e treino consegui chegar ao meu peso ideal”, comenta.


Siga orientações O

bom condicionamento físico tem como base, a prática de exercícios de boa qualidade atrelada a níveis de quantidade por repetição, os quais devem ser realizados de forma correta para não lesionar grupos musculares. É de extrema importância a presença de um educador físico durante um treino ou mesmo numa aula. Cabe a este professor orientar o aluno e acompanhá-lo na execução de cada movimento para um resultado satisfatório. Este profissional deve ter competência para desenvolver neste praticante, um ritmo cadenciado e eficiente, para um bom desempenho do exercício proposto.

Cuide da sua alimentação A

Imagem:www.sxc.hu

lguns alimentos você precisa consumir toda semana para ganhar saúde e maior desempenho no sentido de alcançar suas metas. Amêndoas, feijão-preto, frango, peru, chocolate meio amargo, ovos, salmão, frutas (congeladas também), laranja, ou outra muita rica em vitamina C, verduras e legumes, iogurte desnatado ou light, carboidrato, como a batata-doce, grande fonte de vitamina A, cereal com grãos integrais, pão, massas, macarrão e outros. 13


Imagem:www.sxc.hu

A Caminhada D

entre tantos exercícios físicos existentes, há um mais fácil de fazer que é caminhar. Numa caminhada você mexe com todo o seu corpo. É uma alternativa também para o controle de peso. “Para que haja uma redução da pressão arterial e um melhoramento na circulação do sangue, o ideal é praticar em média 40 minutos diários de caminhada”, explica Alan. A caminhada fortalece o coração, o pulmão, combate a depressão e ainda melhora o bom colesterol (HDL), e diminui o mau colesterol (LDL). Ela atua com intensidade no músculo da barriga e ajuda acabar com aquela gordura localizada. É indispensável visitar um médico e fazer uma avaliação física. Use roupas leves e escolha um tênis confortável e com amortecedor. De preferência caminhe em locais com pouco trânsito, longe da poluição. Evite caminhar sob sol forte, use boné e não se esqueça de passar filtro solar. hidrate muito bem o corpo bebendo água antes, durante e depois do exercício. Ande em terreno plano, para evitar lesões e manter o ritmo sem alterar

14

muito sua frequência cardíaca, e, caso tenha subida e descida, é necessário monitorar com frequência os batimentos do coração, dadas as diferentes intensidades empregadas nos deslocamentos. Acerte sua postura. Os ombros devem permanecer relaxados e nunca caídos, se eles ficarem muito elevados, você terá dores no pescoço. Os braços devem manter o balanço natural, com os cotovelos relaxados. Quanto aos pés, apoie primeiro o calcanhar no chão. Quando for levar a perna à frente, a ponta do pé dá o último impulso. Deixe a cabeça alinhada com a coluna, e mantenha o queixo paralelo ao chão. O ideal é projetar o peito para cima, assim você evita problemas na coluna. Com relação a barriga, mantenha os músculos abdominais ligeiramente contraídos juntamente com os glúteos. No tocante às pernas, os passos devem ser confortáveis, não dê passadas muito largas. Agora que a caminhada já faz parte de sua agenda, vá em frente para a próxima etapa!


A Corrida A

corrida apresenta os mesmo benefícios da caminhada, porém, em um ritmo maior, mas, por menos tempo. Correr aumenta sua adrenalina e o nível de satisfação própria é ainda maior.

É gratuito!

A

os jovens e adultos que estão interessados em praticar atividade física de alguma maneira e de forma gratuita, a Prefeitura de São Paulo dispõe de Céus (Centro Educacional Unificado) e, outras áreas de lazer que estão dentro de muitas comunidades, com o objetivo de facilitar a prática de exercícios físicos. Há piscinas amplas e limpas, com quadras poliesportivas. “A natureza se faz presente com um excelente clima tropical. Em muitos bairros da cidade de São Paulo existem diversos parques amplos, arborizados, e com aparelhos de ginástica.”, diz a educadora física Priscila Santos, da FEFISA (Faculdade de Educação Física de Santo André). Encha-se de coragem e entusiasmo, pois é fundamental praticar exercícios físicos para elevar mais ainda a sua autoestima! Não pare, vá em frente!

Procure correr em ritmo fácil e confortável numa base de três vezes por semana, com dias de descanso intercalados. O tempo até chegar ao trote varia de acordo com o condicionamento de cada um. Sintase como um corredor, faça o aquecimento para começar de forma adequada. Siga o seu ritmo e faça até onde aguentar. Nunca force a capacidade do seu corpo. Cada um tem o seu tempo, que é adquirido ao longo dos anos. Sinta-se cada vez mais motivado e decidido a entrar para o time dos corredores, pois são muitas as vantagens para quem corre. Algumas vantagens são o fortalecimento dos ossos, a melhora no condicionamento cardiorrespiratório, o que significa dizer que o coração e a respiração atingem boa qualidade de funcionamento. Os reflexos do corpo melhoram e, isso se estende também nos testes mentais até para programar a sua agenda e estar sempre atento e conectado.

Faça em casa

M

uitas vezes você pode pensar que o parque é longe, as ruas ao redor de casa são perigosas, e você quer praticidade. Com isso, torna-se mais viável praticar atividades em casa. Esteira, bicicleta e outros aparelhos são ótimos para quem não quer sair de casa. É muito mais cômodo e fácil. O importante é ter força de vontade e querer se mexer. Com referência à proteção, tem-se menor interferência de agentes externos, como vento, desníveis de solo, e ficará livre de chuva, o que permitirá maior economia no processo metabólico. 15


Bruna Xisto Bem Estar

Mantenha uma dieta sem sentir fome A nutricionista Milena Sartorio explica que é possível emagrecer comendo bem

A

Café da Manhã Primeiramente, a refeição mais importante do dia é o café da manhã, a atenção nesse momento deve ser redobrada e ele deve ser consumido até meia hora após acordar. Sair de casa bem alimentado é um passo muito importante para manter a disposição. A dieta se inicia ao deixar de lado o café preto e o pão de queijo logo cedo, substituindo-os por cereais, que são fontes ricas em vitaminas. Um mix feito com aveia, quinua, sementes de linhaça e chia moídas, é prático e pode ser feito em casa mesmo. Essa é uma maneira de manter a sensação de saciez por mais tempo, por fornecer fibras. Uma dica da nutricionista Milena Sartorio, é utilizar duas colheres de sopa desses minerais no iogurte 16

ou na salada de frutas, e, também, substituir o açúcar por similares. Preferindo sucos naturais ao invés daqueles de caixinha. E, caso a fome ainda persista, vale comer uma torrada ou ovos mexidos para se manter satisfeito até o almoço. Depois, tem o lanche da manhã, consumido duas horas após o café. Entram então as frutas, maiores fontes de vitamina. A banana, por exemplo, fornece potássio e garante a energia. A maça e melão fornecem fibras e minerais. O Kiwi e o mamão ajudam no bom funcionamento do intestino. Podese também adicionar castanhas, no máximo três colheres, para que o lanche fique mais saboroso.

Almoco ~

maior preocupação das mulheres é manter a boa forma, principalmente quando o verão está chegando. Com isso, procuram diversas dietas em buscar de resultados rápidos e eficazes. Mas, devese tomar muito cuidado com a maneira de seguir uma dieta, algumas fazem com que os quilos diminuam devido a alimentação não balanceada e o emagrecimento aparece por falta de nutrientes no corpo. Admirar celebridades na televisão com corpos perfeitos instigam ainda mais as mulheres a correr atrás de belas curvas. Mas, é importante ressaltar que, deve-se combinar carboidrato, proteína e gordura em todas as refeições. Todos os detalhes são importantes para que a dieta não atinja diretamente a saúde, com a falta de nutrientes que a ausência de alguns alimentos pode causar ao organismo.

No almoço, consumido aproximadamente quatro horas após o café da manhã, deve-se evitar comidas pesadas. Consumir produtos ricos em minerais, como batata cozida, atum, milho, frango grelhado ou assado, estimulam o cérebro. As fibras e minerais facilitam a digestão e o funcionamento do intestino. Para a sede, evitar refrigerantes, mesmo os lights e zero, recorrer aos sucos naturais ou água sem gás. Outra opção são os frangos e peixes, no máximo duas vezes por semana, com arroz integral, inhame e aipin, alimentos que tem um baixo índice glicêmico. As massas integrais com legumes e molho de tomate caseiro aumentam a sensação de estomago cheio e diminuem no cardápio a quantidade de carboidrato. Sempre abusar das saladas e grãos, elas são boas fontes de aminoácidos essenciais ao organismo.


Lanche da tarde

Após duas horas do almoço, tem o lanche da tarde. Quando começar a sentir falta dos doces, opte por substituí-los por iogurtes desnatado. “Misturando-os com a chia ou maça desidratada, pode ser agradável e ao mesmo tempo mais saudável do que o açúcar”, indica Milena. Evitar o adoçante é outra dica, pois ele aumenta o impulso por doces. Como no café da manhã, evite os pães de queijo, preferindo os pães integrais com queijo branco.

Jantar No jantar, três horas após o lanche da tarde, opte por um cardápio com alimentos ricos em água, como os vegetais, macarrão e sopas, por exemplo. Faça uma sopa de vegetais com ervilha, espinafre, chuchu, salsão, cenoura, cebola, frango ou abobrinha, sem exagerar no azeite e no queijo ralado. Também pode consumir o arroz com bife, desde que seja em pequena quantidade e o bife grelhado. É

interessante as sopas vegetais com couve-flor, legumes, açafrão, lentilha e manjericão, com uma fatia de pão torrado de acompanhamento. Em relação as massas, opte sempre pelas vegetarianas.

Ceia No final de tudo, uma hora antes de dormir, vem a ceia. O alimento deve ser leve, para facilitar a digestão. Tomar um copo de leite desnatado com canela, bolachas integrais ou torradas de aveia são boas opções para matar a vontade de comer. “Foram tantas opções de alimentos que não foi difícil seguir, e os resultados logos vieram, optando pelos alimentos integrais, perdi sete quilos em dois meses. Procurei diversas receitas famosas para eliminar peso e só depois descobri que eu posso perder, sem precisar de tantos esforços, apenas sabendo o que ingerir”, conta a doméstica Joana Silva, 26.

~

Atencão com os horários!

O organismo necessita de alimentos de três em três horas, até mesmo para a perda de peso. Seguindo essa regra básica, evita com que o corpo armazene gordura. Quando aumenta o espaço entre as refeições, as pessoas comem mais do que o corpo realmente necessita e isso faz que armazene parte dessa comida em forma de gordura.

Imagem:www.sxc.hu 17


Paula Reginaldo Bem Estar

TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE OS CHÁS Além dos efeitos satisfatórios para a saúde, ainda auxiliam no combate das gorduras

D

esde a pré-história, as plantas são usadas como remédios. Na Idade Média, as mulheres começaram a fazer preparados com folhas, raízes, flores, sementes e frutos de várias plantas para tratar de diversas doenças e até para emagrecer. Elas acreditavam que agindo assim, obtinham bons resultados com isso. Hábitos esses, que se estende até hoje e reforçam pesquisas científicas que comprovam os poderes medicinais de muitas ervas. Os chás são recursos excelentes e

Imagem:www.sxc.hu 18

poderosos para a cura de doenças e podem ser coadjuvantes de um tratamento de perda de peso, quando acompanhado por uma dieta balanceada e exercícios físicos. Eles ajudam a reduzir as gorduras e repõem os nutrientes perdidos durante uma programação de atividade física. Funcionam também como diuréticos ou laxativos, auxiliando os rins e o intestino a funcionarem bem, e deixa o organismo livre de toxinas e outros resíduos. É importante destacar que as infusões feitas de ervas, podem ter contraindicações e


provocar efeitos colaterais. Caso tenha alguma dúvida, procure um auxílio especializado. Cuidar da saúde é o primeiro passo para uma boa qualidade de vida. Além disso, certas espécies contêm princípios ativos que a medicina usa de forma sintetizada e que são definidos por determinados componentes químicos industrializados.

Sem gordurinhas extras Especialistas comprovam que existem ervas que ajudam a emagrecer, elas dissolvem as gorduras. Algumas são capazes desse efeito, como a alfafa, fucus, spirulina, centelha asiática , chá verde e chá preto. “Os chás têm inúmeras funções, principalmente a diurética e também são eficazes contra as tão temidas gorduras que assombram a todos, em especial, as mulheres”, comenta o nutricionista Carlos Freitas.

ALFAFA

É diurética e auxilia na redução dos lipídios, que são as moléculas de gorduras.

FUCUS

Possui ação diurética e laxante. Dificulta a absorção da gordura pela corrente sanguínea, além de estimular a glândula tireóide.

SPIRULINA Impede que a gordura se quebre em moléculas minúsculas ao invés de ser absorvida. Ela permanece no fígado e dá sensação de saciedade.

CENTELHA ASIATICA ´

Acelera o fluxo sanguíneo, limpa as gorduras que circulam em direção ao intestino, para que não se transforme em gordura localizada e melhora a circulação.

´

CHA VERDE Acelera o fluxo sanguíneo, limpa as gorduras que circulam em direção ao intestino, para que não se transforme em gordura localizada e melhora a circulação.

Dicas do leitor:

A comerciante Ana Giuseppina, 58, conta que conseguiu emagrecer quatro quilos em um mês com uma nova reeducação alimentar e também o consumo dos chás. “Com o incentivo do meu marido, procurei um especialista, e, a partir de então, comecei a tomar de uma a três xícaras de chá ao dia. A primeira era em jejum, a segunda a tarde, e a outra antes de dormir. Senti uma melhora no meu corpo de 80%. Leve, disposta e enérgica sempre!”. Você também pode fazer que nem a Ana e cuidar do seu corpo. É importante, fácil e prático, basta querer! 19


Prós

Chá x Café

Têm estimulantes mais fracos do que encontrados no café, mas com o mesmo efeito Oxidantes que combatem os radicais livres O chá preto tem substâncias que melhora a função vascular O chá branco tem substâncias que geram pequena perda de peso Chás aromáticos são relaxantes e acalmam o estresse Chás aromáticos ajudam no processo digestivo

Prós

Age no sistema nervoso e melhora o desempenho e a criatividade Dá energia para praticar atividades físicas Auxilia na eliminação da gordura corporal Por ser diurético, evita a retenção de líquido no corpo Diminui o risco de depressão nas mulheres Têm substâncias que causam prazer ao serem ingeridas

Contras

Contras

Alguns chás contêm fluoretos que podem causar osteoporose Beber chá muito quente pode causar câncer no esôfago Chás não têm substâncias que proporcionam prazer como o café O chá de boldo tem efeitos colaterais a longo prazo Consumir em excesso pode provocar a eliminação de cálcio pela urina Alguns chás, se consumidos a noite, podem causar a perda de sono

Têm estimulantes mais fracos do que encontrados no café, mas com o mesmo efeito Oxidantes que combatem os radicais livres O chá preto tem substâncias que melhora a função vascular O chá branco tem substâncias que geram pequena perda de peso Chás aromáticos são relaxantes e acalmam o estresse Chás aromáticos ajudam no processo digestivo

Vai uma xícara de chá? Deve-se ingerir uma xícara pela manhã, e outra à noite, antes de dormir. Frequentemente recomenda-se uma terceira xícara ao meio dia, ou mesmo algumas horas após o almoço. Se preferir pode fazer o consumo também em jejum. Isso não vai trazer problema nenhum para a saúde. Para melhor saboreá-lo tome-o bem quente e de modo dietético, isto é, com atitude de quem come uma boa refeição, bebendo-o lentamente em pequenos goles. 20

Há quem prefira um adoçante no seu chazinho, outros não. Prepare a seu gosto! Existem também os chás instantâneos, os quais são práticos e eficazes. Cada saquinho para infusão está composto de substâncias que são transferidas de maneira rápida para o líquido extrativo para se transformar numa bebida natural. Basta mergulhar o sachê na água quente e seu chá está pronto.


Marianna Adduci Tratamento e Prevenção

DIABETES E SUAS

COMPLICAÇÕES

Conheça os principais cuidados para controlar e prevenir a doença

M

uitas pessoas, de todas as idades, inclusive as crianças sofrem com a diabetes. Ela já afeta cerca de 246 milhões de pessoas em todo o mundo. Até 2025, a previsão é de que esse número chegue a 380 milhões, segundo dados do Portal da Saúde. No Brasil, de acordo com o Vigitel 2007 (Sistema de Monitoramento de Fatores

de Risco e Proteção para Doenças Crônicas Não Transmissíveis), 5,2% da população adulta tem diabetes. Isso representa cerca de 6,4 bilhões de indivíduos portadores da doença. 18,6% das pessoas estão acima de 65 anos, ou seja, a prevalência aumenta com a idade. É uma síndrome metabólica causada pela falta de insulina (hormônio que permite a entrada de glicose nas células para serem transformadas em energia) ou pelo seu funcionamento incorreto, o que causa um aumento de açúcar no sangue. Cerca de

Imagem:www.sxc.hu 21


22

pacientes realizar uma caminhada até três vezes por semana, mas, existem exceções, portanto, sempre procure orientação médica para seguir com o tratamento de forma adequada”, diz Tatiana. A dieta é um item que deve ser seguido. Pacientes diabéticos têm restrições de alimentos ricos em índice glicêmico, como as massas e pães (carboidratos), os doces e chocolates. Especialistas recomendam evitar esses alimentos e realizar um balanceamento semanalmente. O consumo das bebidas alcoólicas tem que ser moderado e ingerido

A probabilidade de um diabético fumante sofrer um infarto é 70% maior que uma pessoa que não fuma.

10% dos pacientes com diabetes, nascem com uma predisposição genética ao problema, podendo se desenvolver em qualquer idade. Os outros 90%, têm resistência à insulina, que é mais grave e com o passar do tempo pode piorar e agravar o quadro. “É uma doença muito perigosa e que requer um tratamento e uma rigorosa dieta para deixar sempre estável”, afirma a médica Tatiana Peloso. A diabetes tipo 1 apresenta sintomas mais leves, como fraqueza, perda de peso, mudanças de humor, nervosismo, sede e fome frequentes, vontade de urinar muitas vezes ao dia e náuseas. O tipo 2, já é mais complicado, com infecções, formigamento nos pés, dificuldades na cicatrização das feridas e problemas na visão. O aposentado Domenico Godoy, 85, enfrenta a doença há mais de 50 anos. “É difícil conviver com a diabetes, eu gosto muito de doces e tenho vontade, mas eu sei que pode me prejudicar e tento evitar ao máximo para me sentir bem”, conta. Para tratar a doença, é necessário ter um controle diário da glicemia, assim, evitando futuras complicações. Esse processo é bem simples, realizado através de um pequeno aparelho. O paciente fura o dedo e com um tira reagente, coleta uma gota de sangue, que inserida no dispositivo mostra o resultado dentro de no máximo 30 segundos. A auxiliar de enfermagem Rosina Melo, é cuidadora de Godoy e faz esse processo todos os dias e, em dias de crise, mais de uma vez se necessário. “É importante fazer esse controle. Eu costumo anotar quando o resultado ultrapassa o normal, e, desta forma, consigo organizar e saber se os remédios estão fazendo efeito, é uma dica bem bacana para os que precisam”, afirma. A prática de exercícios físicos também é um método para manter-se saudável diante da diabetes. Movimentar-se é preciso, porém o exagero dessas atividades também podem causar problemas para uma pessoa com uma saúde fragilizada devido à doença. Recomendação de um profissional é o apropriado. “Eu recomendo para os meus

sempre com um alimento, pois pode causar hipoglicemia –ocorre quando o nível de açúcar no sangue encontra-se muito baixo –, e sintomas como enjoos, tremores ou dores de cabeça. Diabetes não combina com cigarro. A probabilidade de um diabético fumante sofrer um infarto é 70% maior que uma pessoa que não fuma. Quando o paciente é diabético, os cuidados são inúmeros, como controlar o nível de estresse para não abalar o emocional e possivelmente entrar em uma depressão, evitar cortes e feridas pelo corpo, não frequentar saunas e não banhar os pés com água quente para não prejudicar a circulação, cuidar da higiene bucal sempre que ingerir qualquer alimento para evitar o alojamento das bactérias. “A maneira preventiva da doença para aqueles que têm histórico na família é manter o peso normal, praticar atividades físicas com frequência, verificar a pressão sempre que possível, e procurar um médico o quanto antes caso tenha algum sintoma”, completa Tatiana Peloso.


23


FLORES DA ESTAÇÃO TRAZEM DOENÇAS Cinthia Prado Tratamento e Prevenção

A presença do pólen prejudica a saúde dos brasileiros na primavera

A

época do ano conhecida como a estação das flores tem como característica as inúmeras belezas naturais, mas com ela surgem também mudanças climáticas bruscas que provocam doenças infecciosas. Em sua maioria, o principal alvo são as crianças, não deixando de fora a possibilidade de atingir adolescentes e adultos. Com a temperatura variando constantemente entre tardes de calor e noites frias, o sistema respiratório fica mais sensível, o que aumenta a possibilidade

Imagem:www.sxc.hu 24

do desenvolvimento de doenças e também alergias na população. As mais comuns são conjuntivite, varicela (catapora), rinite, dengue, sarampo e rubéola. A médica Janete Brito conta que essas enfermidades aparecem na primavera por conta do pólen emitido pelas plantas; substância que circula no ar e provoca irritações constantes. “Alguns cidadãos possuem baixa imunidade e são contaminados com maior frequência. Por isso é essencial que todo indivíduo esteja com a vacinação em dia e, em casos de contaminação, devem procurar um médico para tomar o medicamento certo, sem se alto medicar”, explica a especialista.


Os males causados pela presença do pólen são comuns nessa estação, que vai de 23 de setembro a 21 de dezembro. Porém, são encontrados casos de infecções na região Sul do Brasil durante o ano inteiro, provocado pelo clima seco, além das substancias químicas que poluem o ar e permitem que os resíduos contagiosos não saiam de circulação. “É comum encontrar crianças de até oito anos infectadas pelo vírus da varicela nessa época. O que ajudou no combate desse contágio nas últimas primaveras foi a intensificação de vacinas contra a epidemia, dada gratuitamente nas UBSs (Unidade Básica de Saúde)”, conta a enfermeira Camila Marin. “Em casos de doenças não tratas, como a varicela, o paciente pode desenvolver pneumonia, meningite e até infecções mais graves”, explica a doutora Janete. O mais indicado é prevenir essas patologias com aplicação de vacinas.

Doenças mais comuns Sintomas

Sarampo: Falta de apetite, coceira nas feridas, febre alta e tosse. Os sintomas aparecem após quatro dias de contagio, e se não for tratado com antitérmicos e analgésicos, pode provocar diarreia, encefalite e dores de ouvido. Rubéola: Dor de cabeça, febre alta, dor de garganta, secreção nas vias nasais e aumento dos gânglios. O repouso, hidratação e isolamento são as principais intervenções a serem feitas. Procurar um profissional da saúde rapidamente.

Varicela conhecida como catapora: Dor de cabeça, falta de apetite e febre. Em um prazo de até 3 dias manchas avermelhadas surgem pelo corpo, envoltas de bolhas e que causam coceira. Com o tratamento ideal, a doença tende a sumir em menos de 20 dias.

Conjuntivite: Secreção nos olhos, inchaço das pálpebras, coceira, sensibilidade à luz. A vermelhidão nos olhos também é frequente e pode durar entre cinco e 21 dias. O recomendado é deixar os olhos sempre limpos Rinite: Tosse, ardência nas e secos. vias nasais, irritabilidade no nariz, boca e garganta, Prevenção espirros e dor de cabeça. O O contato com pessoas recomendado é consultar um infectadas deve ser evitado, pois médico para a aplicação de os vírus são transmitidos pelo ar descongestionantes nasais e e muitos estão em pequenas anti-histamínicos. gotículas presentes na tosse. Há

Alergias: Podem aparecer de diversas formas, porém, os sintomas mais comuns são: coceira, inchaço no local, vermelhidão e até feridas. O tratamento é feito com acompanhamento médico e, na maioria dos casos, são resolvidos com anti-histamínicos. Dengue: Dor de cabeça, febre alta, cansaço, náusea, dor no corpo e manchas avermelhadas na pele. É recomendado que o paciente consuma água em grande quantidade e, se apresentar pelo menos dois dos sintomas, procurar uma unidade de saúde e não se alto medicar.

vacinas e tratamentos eficazes para as doenças da primavera, mas devem ser seguidas com atenção para o quadro não se agravar.

25


Marianna Adduci Tratamento e Prevenção

~

a doenca que

apaga memórias

Imagem:www.sxc.hu

Alzheimer: Saiba quais são os primeiros sintomas e como fazer para evitar esse mal

O

filme “Diário de uma paixão” conta a história de um casal, em que, Allie Hamilton, atingida pelo alzheimer é convencida, por meio da leitura do seu próprio diário, a recordar a história vivida pelos dois. Todos os dias, Noah Calhoun vai até a clínica onde sua amada está internada e, aos poucos, lê tudo para ela. O reconhecimento chega em poucos segundos e num estalo, quando ele consegue fazê-la relembrar, tudo volta ao esquecimento, pois ela se assusta por não reconhecê-lo e se apavora. Como na ficção, o mesmo pode acontecer na vida real e a família deve-se mostrar presente e paciente diante disso. Esquecer um nome, o número de telefone, a receita de bolo ou como voltar pra casa, depois dos 65 anos de idade pode ser sinais da doença

26

de alzheimer, que atinge aproximadamente 36 milhões de pessoas no mundo e mais de 1,2 milhão de brasileiros, segundo dados da Abraz (Associação Brasileira de Alzheimer). Embora estudos apontem que a doença possa estar relacionada com alguns genes defeituosos, o principal fator de risco para o desenvolvimento ainda é a idade, e, a população acima de 85 anos é a mais afetada, representando 25% dos doentes. Esquecimentos ou problemas de memória, alterações no comportamento (agitação, insônia e choro fácil) e perda de habilidades para dirigir, vestir-se ou cozinhar são as principais características dessa síndrome. “A doença representa 70% dos casos de demência e requer uma atenção especial ao redor dos pacientes. Uma pessoa


com alzheimer não pode andar sozinha o seu médico e siga recomendações. E nas ruas, por exemplo, é necessário um lembre-se que: “o mais importante é praticar acompanhante para realizar todas as suas a prevenção”, explica Luiza. atividades”, diz a médica Luiza Ohana. A doença é classificada em quatro estágios. A forma inicial, a moderada, a forma É possível prevenir-se da doença com grave e o estado terminal. Na forma inicial são cuidados simples e básicos feitos no dia a dia esquecimentos menores. Na fase moderada, de qualquer pessoa. Manter uma alimentação a pessoa apresenta dificuldades na fala e na saudável, rica em frutas, legumes, verduras coordenação de movimentos. Na grave e no e alimentos antioxidantes, fazer atividades estado terminal, o paciente não consegue físicas, em especial a dança, que trabalha se levantar, pois sente muitas dores, e tem mais a coordenação motora e a memória, já que o “dançarino” deve infecções. O aposentado decorar os passos. Claudio Soares, 64, sente São medicamentos controlados e Médicos e profissionais os primeiros sintomas nem sempre apresentam eficácia. ligados à saúde indicam da doença e procurou Procure sempre o seu médico e siga que o ideal é ter uma recomendações. E lembre-se que: ajuda imediatamente. rotina ativa e não deixar o mais importante é praticar a “Às vezes, tenho o estresse tomar conta, prevenção dificuldades de me pois ele prejudica o cérebro e o corpo. lembrar do caminho de Qualquer atividade volta para a casa. Isso física ou mental ajuda a gerenciar o estresse. acontece quando eu menos espero, parece Exercite a sua mente com frequência, se que me dá um branco”, afirma. possível, todos os dias, com atividades como O alzheimer não afeta apenas o palavras-cruzadas, caça-palavras, leitura paciente, mas toda a família, que precisa de livros, memorização de números, jogos gerenciar todos os cuidados necessários para inteligentes ou até mesmo aprender uma nova a pessoa doente. “É complicado, já recebi língua. telefonemas de pessoas desconhecidas tentando ajudar o meu esposo que estava perdido na rua. Não posso estar com ele o Especialistas afirmam que há diversas tempo todo, também tenho o meu trabalho, mas fico muito preocupada com o que pode maneiras para auxiliar um paciente dentro acontecer quando estou ausente”, conta a de sua própria casa. Espalhar lembretes doméstica Maria Soares, esposa de Soares, (desligue a TV, apague a luz), estabelecer falando sobre as dificuldades que enfrenta uma rotina que deve ser respeitada (horário com a doença do marido. das alimentações, dos banhos e de dormir), limitar as opções de escolha, estimular o convívio social e familiar, redistribuir os móveis Ainda não há cura para o alzheimer, e afastar objetos perigosos e incentivar a apenas tratamentos que amenizam os pessoa a fazer as atividades sozinhas. sintomas. Alguns remédios tornaram-se Para cada etapa da doença, ineficazes dependendo do estágio da doença profissionais especializados podem ser no paciente. Os indícios comportamentais indicados para minimizar os problemas e e psicológicos podem ser tratados com orientar os familiares. Além de médicos medicações específicas e controlados. Muitas delas, com expectativa de bons resultados, (neurologistas, geriatras, psiquiatras ou podem ser indicadas para o controle de clínicos gerais), outros profissionais da saúde, agitação, agressividade, alterações do sono, como os psicólogos, enfermeiros, terapeutas depressão, ansiedade, apatia, delírios e ocupacionais, fonoaudiólogos, fisioterapeutas, nutricionistas e assistentes sociais podem alucinações. “São medicamentos controlados e nem fazer com que o portador do alzheimer tenha sempre apresentam eficácia. Procure sempre uma vida mais produtiva e feliz. ~

Prevencão

Diminuindo o problema

Tratamento

27


Marianna Adduci Notícias

Programa Mais Médicos gera polêmica entre brasileiros Até o fim do ano de 2013, estima-se a chegada de quatro mil médicos para UBSs 28


Imagens:sxc 29


A

vinda de médicos estrangeiros para o Brasil já virou notícia no país inteiro. A presidente da República Dilma Rouseff autorizou a contratação de médicos estrangeiros e de brasileiros formados no exterior, para prestar serviços de atenção básica dentro do país. O objetivo é a atuação dentro das periferias, cidades do interior e regiões Norte e Nordeste. Como os estrangeiros não farão a revalidação de seu diploma, o programa tem a duração de três anos. Paralelamente, o governo adotou como estratégia de longo prazo, a duração maior na formação dos médicos. No início, todos os médicos que vêm de fora, passam por uma espécie de avaliação e treinamento em instituições de ensino participantes do programa. Todos os médicos devem ter o registro provisório, emitido pelo CRM (Conselho Regional de Medicina) de cada estado, para que possam atuar no Brasil. Após o período de atuação, os profissionais da saúde voltam para os seus países e reassumem seus postos que

deixaram lá. Nem todos os brasileiros concordam com o programa. Alguns criticam todo esse processo de importação de profissionais da saúde, e praticam ações não satisfatórias para a imagem do país. Por conta disso, tiverem atos de desrespeitos com as chegadas dos primeiros médicos no Brasil. Alguns deles sofreram racismo e chamados de escravos incompetentes. “Achei uma falta de respeito o que esses médicos sofreram. A população tem que entender que precisamos deles. Tem muita gente carente que não tem atendimento”, afirma a médica Juliana Ferreira. Desde o fim de outubro, o país recebeu mais de dois mil médicos cubanos que participam do programa. Até o final do ano de 2013, a expectativa é alcançar a chegada de quatro mil médicos para ocupar seus postos nas UBSs (Unidade de Serviço Básico de Saúde) em todas as áreas carentes. Em coletiva, Dilma mostra-se completamente satisfeita com essa iniciativa e pretende fazer o Mais Médicos crescer ainda mais.

Polêmica

O

aspecto mais polêmico do programa é a chegada dos médicos cubanos. Para o governo federal, eles são necessários para suprir as vagas que nem os brasileiros e nem outros estrangeiros quiseram. Em Fortaleza, por exemplo, foram mal recebidos, com protestos pelo sindicato dos médicos. Eles exigem que os estrangeiros façam a prova revalida antes de trabalhar no Brasil. Os cubanos só receberão de Cuba, uma parte dos dez mil reais a que os outros estrangeiros, como os espanhóis ou portugueses têm direito. Durante as manifestações, foram chamados de “médicos escravos”. Em uma pesquisa de rua, realizada no centro da cidade de São Paulo, foi perguntada a população se eles concordam com a remuneração dos médicos cubanos. O resultado foi que 68% dos entrevistados deram uma resposta negativa. O acordo entre o governo brasileiro e o cubano, é de que os dez mil reais pagos para os médicos serão repassados para Cuba, onde decidirá o valor a ser entregue para cada um. Os profissionais

30


Fonte: Ministério da Saude

OBJETIVOS DO PROGRAMA

31


só irão receber uma porcentagem disso, que equivale ao salário que teriam caso ainda estivessem em seu país de origem. Durante a pesquisa, o povo brasileiro mostrou indignação, pois a imagem que se passa, é que o Brasil estaria ajudando o governo de Cuba, sendo que o objetivo do programa Mais Médicos não é esse. Em nota, o governo cubano diz que todos esses profissionais terão cobertura de auxílio moradia, transporte e alimentação, além do emprego à sua espera quando cumprirem a missão. “Eu concordo com a vinda dos médicos para nos auxiliar, porém, fico inconformada com essa diferença em relação aos médicos cubanos. Por que não pagam o que realmente merecem? Qual a necessidade de passar o valor para o governo? Discordo plenamente dessa atitude. É uma pena ainda ter pensamentos dessa maneira em um país em evolução”, indaga a auxiliar de enfermagem aposentada Vilma Rodrigues.

Desligamento do programa

D

esistência, ausência sem justificativa plausível, desempenho inadequado e comprovado e o descumprimento de carga horária, são alguns itens que podem causar o desligamento de médicos do programa Mais Médicos. Se houver algum caso de abandono antes de 180 dias sem nenhuma explicação, implicará na restituição da verba ganha.

O profissional que não comparecer aos seus postos de trabalho ou declarar desistência nos primeiros seis meses serão excluídos do projeto e só poderão se inscrever novamente após seis meses. Os reincidentes ficarão impossibilitados em caráter definitivo de voltar a participar do programa.

A falta de médicos

S

egundo dados do CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), nos últimos oito anos, o número de profissionais formados foram de 93 mil. Esse número não suporta a quantidade de postos de atendimentos que foram criados desde o ano de 2003 até 2011. A expectativa do Ministério da Saúde até o ano de 2015 é aumentar ainda mais a quantidade de UBSs e UPAs para atender todas as necessidades da população que necessita desse recurso. Com esses dados, é possível perceber que há uma falta de médicos qualificados para trabalhar na rede pública do país. O governo tem adotado medidas para solucionar o problema da falta de médicos no Brasil. O Ministério da Educação ampliou as oportunidades para os cursos de graduação e com programas como o Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) e o ProUni (Programa Universidade para Todos), os que não tem condições, podem financiar seus estudos com determinadas condições.

Médicas cubanas já atendem em Quiterianópolis

32


Pelo Brasil

T

odos os médicos que vieram de fora, e os que ainda estão por vir, serão espalhados pelo Brasil. Manaus, Fortaleza e Bahia são alguns estados que já receberam os profissionais da saúde. Como as regiões que eles vão atender são de um público humilde, eles podem enfrentar problemas, como falta de medicamentos e equipamentos para o serviço de saúde do país. O intuito é investir na saúde, para que esses médicos estrangeiros possam atender todas as necessidades de pessoas que até hoje nunca tiveram um bom atendimento na saúde. Isso mostra uma conclusão que somente o programa Mais Médicos não pode resolver todo o problema que o país passa nessa área, mas, ao menos o mínimo de atenção e cuidados, as pessoas poderão ter. “Mesmo com todas as dificuldades que o Brasil enfrenta, com toda a escassez e precariedade no serviço público de saúde, a importação dos médicos não irá resolver 100% todo o problema, mas, sim, mostrar para as comunidades que elas também têm esse direito e que podem ser incluídas no sistema”, afirma Juliana.

Investimento

S

egundo o Ministério da Saúde, o valor investido no programa em todo o Brasil até o ano de 2014 é de R$ 15 bilhões. Em média, R$ 7,4 bilhões já foram utilizados, R$ 5,5 bilhões são destinados para novos recursos, além de R$ 2 bilhões para 14 hospitais universitários. Os recursos novos compreendem R$ 4,9 bilhões para construção de seis mil UBS e reforma e ampliação de 11,8 mil unidades, e R$ 630 milhões para construção de 225 UPAs. Para melhorar a estrutura física das unidades, o Ministério também aumentou a área total mínima das obras. A UBS de porte I aumentou de 153,24 m², para 297,72 m² e a UBS de porte II aumentou de 293,28 m² para 374,04 m². Estão sendo financiadas UBS de porte III, com 481,32 m², e UBS de porte IV, com 564,84 m². Todo o dinheiro que já está em uso, somando os R$ 7,4 bilhões estão divididos da seguinte maneira:

Visão de Fora

O

estudante de medicina Jefferson Pinto, decidiu estudar no Paraguai, mas pretende voltar para o Brasil para seguir a sua carreira. Em entrevista, disse concordar com a iniciativa tomada pela presidente Dilma com o programa Mais Médicos. “Foi uma excelente ideia que gerou oportunidades para muitos médicos formados e também os estudantes, como eu. Eu pretendo terminar os meus estudos aqui no Paraguai e sem dúvidas voltar para o Brasil para atuar”, disse. Além de concordar com a lei sancionada pelo governo brasileiro, Pinto diz que toda a polêmica dos médicos cubanos, gera uma “má visão” em outros países. “Os protestos que ocorreram e o desrespeito com eles só contribuiu para uma imagem negativa do Brasil. O programa tem tudo para dar certo e ser uma alavancagem para a saúde brasileira. Realmente, não há necessidades para tumultuo”, afirma.

UBSs(Unidades Básicas de Saúde) Para a reforma e ampliação das 16 mil unidades, foram utilizadas R$ 2,4 bilhões; Para a compra dos 4.991 equipamentos da saúde, houve um investimento de R$ 415 milhões. Todos esses recursos estão espalhados por todo o Brasil, em torno de 3.968 munícipios de todos os Estados.

UPAs (Unidades de ProntoAtendimento) Para as UPAs foram disponibilizados em torno de R$ 1,4 bilhão, onde inclui a realização de obras para construção, reforma e ampliação de 877 postos. Ao todo, 818 hospitais estão em obras, somando uma aplicação de R$ 3,2 bilhões, o que inclui a compra de 2.450 equipamentos. 33


SUS: Cinthia Prado Notícias

ENTRE PRECARIEDADES

E EFICIÊNCIAS

34


75% dos brasileiros dependem apenas do serviço público de saúde 35


C

riado pela Constituição Federal de 1988, o Sistema Único de Saúde (SUS) é o atendimento oferecido pelos governos do Brasil gratuitamente. Considerado um dos maiores serviços na área de saúde do mundo- atende há 25 anos mais de 180 milhões de cidadãos -, ainda sofre uma grande contradição quanto ao atendimento de suas demandas, como consultas e falta de profissionais. Dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) mostram que 75% dos brasileiros dependem da saúde pública para viver, sendo esses, em sua maioria, de renda baixa e miserável, o que leva a enfrentar uma série de problemas do sistema. Os outros 25% restantes utilizam o meio privado para ter uma saúde com melhor qualidade, chegando a pagar até aproximadamente R$ 450,00 reais por mês para garantir um bom atendimento e eficiência nos serviços. Ao mesmo tempo em que o sistema gratuito de medicina falha com carências de infraestrutura, exames laboratoriais e falta de médicos, ainda há o paradoxo de que no Brasil há hospitais de ponta, que são referências no mundo inteiro, como o Hospital do Câncer e HCor (Hospital do Coração). Eles atendem pacientes nacionais e internacionais, mantido com o dinheiro público, mas, ao mesmo tempo em que uns são salvos, outros milhares de doentes morrem em filas de esperas em hospitais carentes da rede pública. Com longa espera nas filas de agendamento de exames, a dona de casa, Marisa Caetano, 51, desistiu de esperar o atendimento do SUS após ser informada de que levaria seis meses para realizar o processo. Devido à urgência de seu problema, Marisa procurou um serviço particular. “Tomo remédios controlados, pois sofro de depressão. O médico pediu uma tomografia do crânio, para ter certeza de que meu estado clínico era somente causado pelo estresse emocional, pois cheguei a ficar internada. Quando procurei o serviço público me deparei com esse problema, e no desespero procurei uma clínica médica. Graças a Deus não foi constatado nada, mas gastei cerca de R$ 150,00, que peguei emprestado com uma vizinha”.

36

Cada vez mais, são comuns os brasileiros que dependem do serviço de saúde do governo optarem por pagar um convênio médico ou até mesmo consultas particulares, por conta da demanda imensa que há nos postos públicos. “Nas UBSs (Unidade Básica de Saúde), cerca de um médico, um enfermeiro e dois auxiliares de enfermagem ficam encarregados de cuidar de uma área de quatro mil pacientes. Esses são os doentes que precisam de acompanhamento constante, e necessitam de consultas em domicílio, o que complica muito no atendimento e eficiência”, conta o médico A.M. Nos postos de saúde, há uma troca frequente de profissionais, pois existem muitos médicos residentes. Alguns não se adaptam a essa dura realidade e, outros, ganham experiência para depois trocar a rotina por plantões em hospitais da rede pública e particular. “Muitas vezes a pessoa acaba perdendo tempo indo até o posto, porque não tem suporte. Os próprios médicos pedem para encaminhar os pacientes com sintomas graves para o hospital de referência da região ou, se tem um AMA (Assistência Médica Ambulatorial), junto ao posto, o paciente é direcionado para lá”, conta a enfermeira D.M.


Instalações

C

ada posto recebe uma verba mensal que vai para o gerente geral da unidade, para ser administrada e direcionada nas principais precariedades. O valor, por ser baixo e insuficiente, muitas vezes é destinado para materiais de escritório, como folha sulfite e cartucho de impressoras, que servem para imprimir as guias dadas pelos médicos e organizar as consultas e encaminhamentos. Apesar de todos os contratempos com instalações e precariedades, os funcionários públicos ainda enfrentam a baixa remuneração, o que já ocasionou o fechamento de muitos postos equipados por falta de profissionais e a depredação de vândalos que invadiram os locais para roubar os pertences das unidades. “O Estado tem o dever de oferecer saúde à população, mas muitos profissionais estão mal preparados e não consegue executar os programas oferecidos, sem contar a falta de segurança que inibe o trabalho, o que dificulta ainda mais. É preciso investir em prevenções, tanto de doenças quanto de marginalidade nas áreas públicas de saúde”, conclui o médico A.M.

Parcerias

M

uitas UBSs contam com parcerias de serviços, o que melhorou os atendimentos e organizações. Cada região é dividida por subprefeituras, e cada empresa terceirizada é responsável pela sua demanda e eficiência do local. As empresas contratadas prestam contas diretamente ao governo, e fica responsável por organizar da melhor maneira a área que lhe foi destinada. “Nós procuramos fazer uma assistência com qualidade, tanto que agora estamos inseridos em um novo programa chamado PMAQ (Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica), que é para melhorar o atendimento. Ele serve para monitorar como cada posto funciona, e, assim todas as administrações das unidades serão observadas e melhoradas, independentes de qual seja a parceira que presta serviços”, conta D.M. Veja algumas parceiras da prefeitura: SPDM, Hospital Sírio Libanês, Hospital Albert Einsten, Associação Saúde da Família, Santa Casa de Misericórdia, Hospital Santa Marcelina, entre outras.

37


AMA’s

O

s AMAs Especialidades, criado em 2008, é uma estratégia desenvolvida pela Secretaria Municipal de Saúde para ampliar as emergências básicas do SUS, que, por ter grande demanda, não possui recursos suficientes para atender todos os usuários. O enfoque desse serviço é o combate às epidemias e procedimentos especializados, como as doenças crônicodegenerativas. Os serviços prestados nessas unidades são organizados mediante a consulta com o clínico-geral e agendamento de consultas com especialistas, dada após o encaminhamento do profissional de saúde. É possível encontrar, dependendo da unidade, atendimento com ortopedista, cirurgião vascular, cardiologista, endocrinologista, neurologista, urologista e reumatologista. Em algumas assistências ambulatoriais, há exames que também estão disponíveis à população, com encaminhamento, tais como: eletrocardiograma, teste ergométrico, holter, monitorização ambulatorial da pressão arterial, ecodopplercardiograma, doppler vascular, eletroencefalograma, ultrassonografia, RX e

38

exames laboratoriais. “Eu sofria com meu problema de pressão arterial. Sempre tentava agendar exames na rede pública de saúde e nunca era atendida. A falta de médico e pouca condição financeira para procurar especialistas foram me desanimando, até que criaram um AMA próximo da minha casa. Demorei cerca de um mês para ser atendida, mas consegui o encaminhamento para realizar todos os exames e hoje faço tratamento. Esse serviço, por mais que ainda tenha que ter ajustes, me ajudou muito e continua ajudando a mim e toda a minha família”, conta a paciente Lucilene Baptista, 54. “O atendimento melhorou, houve um crescimento muito maior de serviços disponíveis aos cidadãos, comparado aos últimos 20 anos, mas a falta de profissionais brasileiros é grande, o que contribui com o caos que ainda vivemos. Colegas meus preferiram mudar sua rotina, fazem plantão noturno, mas não aceitam trabalhar em uma UBS ou hospitais de áreas carentes. Eu mesmo já presenciei situações em que o paciente precisava tomar uma insulina e o hospital não tinha para aplicar. Para um médico ver essa situação e não desistir, é realmente um ato de coragem”, afirma o Doutor A.M.


Melhores programas

A

pesar da falta de investimento, o SUS conseguiu atingir a meta de prevenção aplicada nas vacinas, irrevogavelmente após a aliança com a empresa SUVIS (Supervisão de Vigilância em Saúde). Ela fornece os lotes de vacinas aplicados quando há campanha e quando há surtos em escolas que informam o caso ao posto mais próximo. “Esse é um programa que funciona muito bem. Tem uma nova vacina que vai ser disponibilizada pelo posto agora, que é contra a varicela (catapora), que antigamente só tinha na rede privada. Ela é caríssima, e a SUVIS vai implantar para melhoria do serviço público”, afirma a enfermeira. Outro método implantado que cresceu na rede de saúde é o curativo. Placas de última linha e materiais de prevenção de ferimentos foram trazidas para solucionar essa área. “Temos até o Dersani, que é um óleo hidratante. Mas, o paciente acha que só porque é de graça é ruim ou que ele pode retirar quantos quiser, mas não é assim. Ele precisa entender que está sendo priorizado para receber aquele material, e com isso precisa fazer o tratamento no SUS”, completa D.M.

Enfermeiros receitam!

N

ão entenda mal, mas os enfermeiros também podem prescrever medicamentos! No posto de saúde é o enfermeiro que responde por todos os procedimentos que acontecem, então, nem ao menos uma coleta pode acontecer se na unidade se não tiver pelo menos um profissional da enfermagem presente. O enfermeiro tem a responsabilidade de supervisionar e, por mais que um auxiliar saiba realizar as medidas devidas, não podem, pois é ele quem precisa conferir antes, dar seu parecer e orientar da melhor maneira a atitude a ser tomada. Nem mesmo o curativo de uma ferida pode ser concluído na falta desse profissional da saúde. “Temos uma agenda separada com crianças, adultos, gestantes e idosos. Tem gente que não entende, que pergunta por que enfermeiro atende, medica, colhe exame, passa receita, pede exames, mas no nosso protocolo de enfermagem nós temos esse respaldo para dar o diagnóstico de enfermagem que a gente evolui em cada paciente”, conclui D.M.

39


A

realidade vista atualmente mostra que não há profissionais suficientes para as demandas do serviço público de saúde. Além da falta de médicos, os que existem, recusam a trabalhar em áreas carentes, por conta do baixo salário aplicado, diferente das remunerações em áreas nobres, o que causa um grande transtorno no sistema único implantado. A enfermeira D.M explica o caos da falta de médicos: “Trabalhar em uma UBS localizada em áreas carentes é difícil, porque o salário é menor do que um hospital e até mesmo do que UBSs localizadas em regiões mais nobres, então os médicos não querem ir, não querem chegar à sala dele e ver uma goteira, falta de matérias e ainda correr riscos de chegar a uma área da comunidade e se deparar com um marginal armado, então ele não aceita. Essa realidade deveria ser mostrada dentro das faculdades, para preparar o profissional para essas situações, assim mais médicos aceitariam lidar com isso”. O especialista em saúde pública, Doutor A.M, conta: “O problema está na educação. Muitos brasileiros querem exercer a medicina, mas por falta de recursos não fazem a faculdade. A maioria dos formandos nesta área possui uma condição financeira no mínimo razoável, e negam passar necessidades em postos que foram esquecidos pelo governo. Uma solução adequada seria colocar uma carga obrigatória para os alunos terem acesso à saúde pública, porque muitos deles não têm noção de como funciona o posto, e quando caem nele, não sabem o que fazer”. “Trazer médicos do exterior não resolve todo o problema. Abrir mais vagas nas faculdades públicas e baratear o curso nas universidades particulares seria de grande ajuda. O governo já criou programas que contribuem para isso, porém, continua complicado. Colocá-los na prática também incentivaria o indivíduo, porque senão eles acabam a faculdade e já procuram aquilo que lucra mais. Essa realidade precisa ser mostrada dentro da sala de aula, e não é. Falar que existe é uma coisa, agora mostrar, fazer o cidadão vivenciar, é

40

Imagens:sxc

Médicos x SUS

outra”, explica D.M. As faculdades existentes no Brasil exigem a residência para que o indivíduo tenha a formação concluída, porém, muitos locais direcionados para os estudantes, possui atendimento regular, e não superlotação. No entanto, a falta de médicos residentes em todas as unidades é um alvo comum, mas não tão aparente quando a realidade não é exposta nas comunidades na fase de estudo do profissional. A prática muitas vezes é mínima, e o recém-formado sai da graduação sem ao menos saber aplicar corretamente o que lhe foi passado. “Muitos saem da faculdade sabendo da técnica, mas nada da prática. É preciso que seja exigida uma experiência em saúde pública, para o sujeito ficar próximo da realidade que vivemos”, completa a enfermeira D.M.


Medicamentos

O

SUS disponibiliza medicamentos à população mediante a receita médica, dada via consulta no posto e assinada por um médico. O Cartão Nacional de Saúde é gratuito e tem a finalidade de supervisionar o número de medicamentos retirados por cada usuário. Portanto, a vinculação com o serviço público é obrigatória para ter acesso ao benefício. Esse feito não garante que o medicamento receitado terá na unidade, tanto que muitas vezes, com a falta, os pacientes procuram ajuda de parentes para conseguir comprar o que lhe foi receitado. A falta de medicamento é de época, e não tem previsão de chegada e informação quanto ao estoque do produto. Quando acontece é na rede inteira, não deixando de fora nenhuma das unidades. “Dá mesma forma que pode falar pomada para assadura, pode faltar insulina para diabético”, diz D.M. A falta de remédio para pacientes que tomam continuamente sempre gera um caos, situação essa que chega a encher hospitais e ouvidorias do SUS. “Sofri meses com a falta do medicamento azatioprina. Tenho a doença de artrite, e quando ela agrava, não consigo ficar sem”, conta a dona de casa, Sandra Aparecida, 50.

Saiba quais medicamentos estão disponíveis na rede do SUS: Dipirona sódica, Paracetamol, Codeína, fosfato, Amoxicilina, Azitromicina, Benzilpenicilina benzatina, Cefalexina, Ciprofloxacino, Claritromicina, Doxiciclina cloridrato, Eritromicina estolato, Espiramicina, Metronidazol, Nitrofurantoína, Sulfametoxazol + Trimetoprima, Tobramicina, Heparina sódica, Varfarina, Butilescopolamina brometo, Cetoconazol, Clotrimazol, Fluconazol, Miconazol nitrato, Nistatina, Timolol, Dexclorfeniramina, Maleato loratadina,

Prometazina cloridrato, Diclofenaco Sódico, Ibuprofeno, Nimesulida, Albendazol, Ivermectina, Mebendazol, Permetrina, Tiabendazol, Aciclovir, Cinarizina, Dimenidrinato, Beclometasona diproprionato, Dexametasona, Hidrocortisona succinato sódico, Prednisolona fosfato sódico, Prednisona, Sinvastatina, Levotiroxina de sódio, Glibenclamida, Insulina NPH, Insulina Regular, Metformina cloridrato, Ácido acetilsalicílico, Amiodarona, Anlodipino besilato, Atenolol, Captopril, Carvedilol, Clopidogrel bissulfato, Digoxina, Enalapril maleato, Espironolactona, Furosemida, Hidroclorotiazida, Isossorbida dinitrato, Isossorbida mononitrato, Losartan potássico, Metildopa, Propranolol cloridrato, Verapamil cloridrato, Algestona, acetofenido + Estradiol enantato, Diafragma, Dispositivo Intra-Uterino, Estrogênio conjugado, Etinilestradiol + Gestodeno, Etinilestradiol + Desogestrel, Gel Lubrificante , Levonorgestrel + Etinilestradiol, Levonorgestrel , Medroxiprogesterona acetato, Nonoxinol, Noretisterona , Preservativo Masculino, Preservativo Feminino, Hidróxido de Alumínio, Metoclopramida cloridrato, Óleo Mineral, Omeprazol, Ranitidina, Ácido Valproico, Amitriptilina, Biperideno, Carbamazepina, Clorpromazina, Diazepam, Fenitoína, Fenobarbital, Fluoxetina, Haloperidol, Lítio, Levodopa + Carbidopa, Levodopa + Benserazida, Nortriptilina, Sertralina, Aminofilina, Budesonida, Fenoterol, Ipratrópio, Salbutamol, Solução Fisiológica nasal, Alendronato de sódio, Cálcio, carbonato + colecalciferol, Ácido fólico, Sais para Reidratação oral, Sulfato Ferroso, Vitamina C, Vitaminas do complexo B, Vitamina B1 + B6 + B12, Vitamina B1, Óxido de zinco + Óleo de fígado de bacalhau + Vitamina A e D3, Lidocaína e Colagenase. Além desses medicamentos, há os manipulados, usados especificamente para tratamentos, como o HIV/AIDS, hanseníase, tuberculose e tabagismo. Nas UBSs e AMAs há funcionários orientados que podem encaminhar o usuário ao melhor local de atendimento. Para maiores informações, consulte um serviço público próximo a você. 41


Bruna Xisto

Notícias

Câncer

no ovário Um mal que começa em silêncio e pode causar muitos problemas

Imagem:www.sxc.hu 42


O

o câncer de mama. São recomendados os exames de rotina para mulheres acima de 20 anos, uma vez ao ano e acima dos 40, duas vezes. Uma vez que, doenças desse tipo são diagnosticadas apenas com exames pélvicos, é importante que esses exames estejam sempre em dia, para evitar grandes problemas de saúde e poder seguir com o tratamento correto, caso haja necessidade. Não existe uma idade certa para que o câncer tenha um risco maior para se desenvolver, todas as mulheres correm riscos, mas frequentemente atinge acima dos 40 anos. E, em uma quantidade menor, pode afetar pessoas com histórico de câncer familiar. Os genes que causam o câncer de

Imagem:Folha de São Paulo

quinto tipo de câncer que mais atinge as mulheres é o de ovário. Ele afeta o órgão reprodutor feminino e se não for tratado corretamente pode até mesmo levar a morte. Os cuidados com essa doença devem ser redobrados, pois esse tipo de câncer, no início não apresenta sintomas e só poderá ser detectado em exames de rotina. Muitas vezes quando é descoberto já está espalhado por outros órgãos. Segundo dados do INCA (Instituto Nacional do Câncer) 75% das mulheres são diagnosticadas com o câncer em seu estágio avançados. E dessa porcentagem, 70% chega à mortalidade. Mas, somente uma em cada 70 mulheres pode desenvolver o câncer durante a vida e uma a cada nove, desenvolve

43


mama estão também relacionados ao de ovário. Essa relação entre o câncer de mama e o de ovário é de que, mulheres que desenvolve um deles tendem a ter o outro, independente da ordem. Outro fator que pode causar o tumor são os casos de endometriose, que causam muitas dores nas mulheres em idade reprodutiva. Caso, os sintomas de qualquer um desses casos, é aconselhável que se procure um médico para fazer exames também no ovário. Existem três tipos desse câncer, os tumores epiteliais, que começam nas células que cobrem a superfície exterior do ovário, que acontece na maioria dos casos. Os tumores de células germinativas, começam a partir das células que produzem óvulos e tumores estrumais, começam nas células de tecidos estruturais que mantém os ovários juntos para a produção de hormônios. Não se deve confundir esse câncer com os cistos que podem aparecer, os cistos são acúmulos de líquido dentro do ovário. Os chamados cistos funcionais podem ocorrer no processe normal de ovulação e eles desaparecem em alguns meses, sem que haja necessidade de um tratamento. E as mulheres devem ficar atentas aos cistos quando elas não menstruam, após a menopausa, ou antes, da primeira. É comum que as pacientes sintam alguns medos ou incertezas enquanto o tumor não é removido completamente, mas não pode deixar que isso afeta a vida pessoal ou profissional. “Eu sentia que as forças da minha irmã vinham no apego que ele teve em nossa família e amigos, ela recebeu apoio de todos, durante todo o tempo”, conta Beatriz Ferreira, que perdeu a irmã com o tumor. É aconselhável que o câncer seja diagnosticado por médicos diferentes, para que haja uma certeza maior nos resultados dos exames, como por exemplo, ser consultado por um médico que não conheça o seu histórico. É importante que se tenha sempre em mãos os exames feitos anteriormente, como laudos de patologia, tratamentos, quimioterapias e lista de medicamentos utilizados. 44

O que causa?

A

causa desses casos ainda é desconhecida, mas ele pode se desenvolver por alguns fatores, como, defeitos em alguns genes, histórico na família de câncer de mama ou do próprio câncer no ovário e mulheres que fazem reposição de estrogênio. Esses têm um risco maior de desenvolver a doença, mas, por outro lado, mulheres com maior número de filhos e quanto mais cedo derem à luz tem chances menores de desenvolvimento do câncer. Portadoras do gene BRCA1 tem uma chance de aproximadamente 45% de desenvolver o tumor durante a vida, já as mulheres com BRCA2 tem 25%. 80% dos casos de câncer no ovário apresentam CA 125 elevada e isso, por ser diagnosticado em exames sanguíneos comuns. Raio-X torácico, tomografia computadorizada, avaliação da função renal e exames hematológicos, podem ajudar no diagnóstico avançado. “Uma dica é procurar sempre controlar o peso e evitar alimentos muito gordurosos, pois existe uma relação com obesidade, gordura e câncer no ovário”, orienta o médico Carlos Albuquerque. É sempre bom também respeitar as datas para retornos de consultas e exames, para que todas as informações estejam sempre em dia e o aparecimento dessas ou outras doenças possam ser tratados a tempo. Albuquerque também explica que o uso de pílulas anticoncepcionais diminui o risco de contrair o câncer no ovário e também os cistos. E diz que esse tipo de câncer não tem relação com o ovário policístico, por isso, mulheres que tem essa síndrome, não correm mais riscos para desenvolver o câncer.

Como identificar?


P

or ter sintomas muito parecidos com doenças comuns, o tumor no seu primeiro estágio é mais difícil de ser diagnosticado. Os sintomas são inchaço no abdômen ou barriga, aumento de pelos, dores abdominais, ciclos menstruais anormais, constipação, aumento de gases, indigestão, falta de apetite, náusea, vômitos, sensação de peso na pélvis, dores nas costas, sangramento vaginal, desconforto no abdômen, ganha ou perda de peso excessivo. “Minha irmã parecia que estava grávida de aproximadamente cinco meses quando foi ao médico e descobriu que tinha câncer no ovário direito”, diz Beatriz. “Como ele foi descoberto em um estágio muito avançado, a cirurgia não teve sucesso, e no decorrer do tratamento após a cirurgia, ela acabou falecendo”, lamenta.

Como tratar?

N

o estágio inicial a cirurgia, chamada ooforectomia bilateral, é a única maneira utilizada para tratamento e nela envolve a remoção do útero, ovários e trompas de falópio, remoção completa ou parcial da gordura que cobre e protege os órgãos do abdômen. Após esse procedimento existem tratamentos que devem ser acompanhados por um médico de confiança. A quimioterapia que é o tratamento mais comum e causam alguns tipos de reações entre elas náuseas, perda de apetite, perda de cabelo, inflamações na boca, hemorragia ou hematomas, anemia, fadiga, falta de ar, neuropatia, infertilidade, menopausa precoce, aumento da possibilidade de infecções, e muito raramente, pode causar a leucemia pode ser feita pelas veias ou diretamente na cavidade abdominal. Existem também outros dois tipos para se tratar. Um deles é a terapia alvo, que é novo e utiliza drogas ou outras substâncias para identificar e atacar as células cancerígenas e danifica minimamente as células normais. É utilizado o medicamento bevacizumab nesses casos e ainda existem novas drogas que estão

sendo avaliadas. O pazopanib, que também é um medicamento alvo, ajuda a impedir que novos vasos sanguíneos se formem. Drogas que inibem a PARO-1 ajudam no processo, combatendo cânceres causados por mutações nos genes BSCA 1 e BRCA 2, como por exemplo, o olaparib, que evita o PARP e também é capaz de reduzir tumores. Outro tratamento é a imunoterapia, que basicamente é o desenvolvimento de vacinas de tumor que programam o sistema imunológico para reconhecer as células cancerígenas. Os anticorpos são versões artificiais dos anticorpos já existentes no corpo humano. Um exemplo que é usado contra uma proteína na superfície das células de câncer no ovário é o farletuzumab. Nas mulheres no período da menopausa pode ser feita a terapia hormonal, que reduzem os níveis de estrogênio e seus efeitos podem ser iguais aos de uma menopausa, como por exemplo, excesso de calor e secura vaginal. Porém ele é raramente usado nos tipos de câncer epiteliais e é aconselhável quando o tumor é de gênero estromal. Em alguns casos, o tratamento pode remover ou destruir o câncer, mas, até que chegue o fim desse período, as mulheres podem passar por fatores que causam problemas em sua saúde emocional, devido ao alto nível de estresse que ela sofre durante o tratamento, e cada etapa que for concluída deve ser considerada uma nova conquista.

45


Novas possibilidades para detectar a doença

U

m estudo recente feito pelo MD Anderson Câncer Center, dos Estados Unidos, propõe utilizar dados de exames de sangue comuns, que, aplicados a um algoritmo, possa classificar os níveis de gravidade em que o câncer está na mulher. Com esse resultado, as pacientes, mesmo que não apresentem sintomas, já poderiam ser encaminhadas para uma ultrassonografia transvaginal e, ainda, se o caso for mais crítico, imediatamente para uma cirurgia. Os dados da pesquisa já são satisfatórios. Foi realizada em mais de quatro mil mulheres que já passaram pela fase da menopausa, quando a doença se torna mais comum. Durante 11 anos de acompanhamento, quatro casos do câncer foram detectados ainda na fase mais

Fatores de Risco • História ginecológica

Mulheres que nunca engravidaram têm mais chance de desenvolver a doença. A amamentação é uma espécie de proteção contra esse tipo de câncer. As mulheres que retiraram o útero sem ter seus ovários retirados, também corre menos risco.

• História Familiar Mulheres em que a mãe, irmã ou filha tiveram o câncer de ovário, apresentam mais chances de ter esse tipo de doença do que a média da população.

• Uso de medicação Algumas mulheres que utilizam medicações para infertilidade, também tem um risco maior para o desenvolvimento desse tipo de câncer.

46

inicial. O câncer no ovário é uma doença rara, e apresenta sintomas que pode ser relacionados com outros tipos de doenças, o que é dificulta o trabalho dos profissionais. Com a utilização desse método, barateia os custos, inclusive evitando a realização de exames desnecessários. A proposta desse estudo é baseada em um calculo que considera a variação do nível da proteína CA125 no sangue. Essa substância aumenta na presença de tumores malignos e já usado para o diagnóstico de câncer, porém, não tem se mostrado muita eficiência. Essa mesma substância pode apresentar variações na detecção de outros problemas de saúde. O ano de 2015 será o lançamento da definição do estudo. Mais de 200 mil mulheres já passaram pela pesquisa que pode mudar o futuro de muitas portadoras desse mal silencioso, que é o câncer no ovário.


O câncer em gestantes

O

tratamento de quimioterapia pode ser realizado em mulheres grávidas sem que haja a necessidade de interromper a gestação. Ele pode ocorrer até mesmo no pré-natal sem que o bebê ou a mãe sejam prejudicados. A maioria desses casos de tumor é benigna, causando miomas ou má formação do útero. Algumas drogas não são usadas nesse tipo de tratamento, pois elas podem causar a má formação do feto. E passam por algumas regras do início ao fim, e só pode ser iniciado a partir das 15ª semana de gestação, período em que já foram formados os órgãos do bebê e assim as chances de algum efeito são menores. A placenta e alguns órgãos como fígado e rim protegem o bebê e fazem com que as drogas não cheguem até ele. A última sessão da quimioterapia deve acontecer entre a quarta e sexta semana antes do parto, pois assim o organismo do feto é totalmente desintoxicado de qualquer resíduo que possa ter.

Pós tratamento

O

acompanhamento das pacientes após o término do tratamento é realizado com exames de rotina. Quando a cirurgia ainda é recente, nos primeiros três anos, ele é realizado a cada quatro meses. No quarto e quinto ano a frequência de avaliação passa a ser duas vezes ao ano e após esse período, passa a ser anual. Nas pacientes que não conseguirem completar o tratamento com sucesso, é necessário que os exames sejam feitos mais rigorosamente, com base naquilo que os médicos exigirem. E os exames laboratoriais e de imagem devem ser realizados de acordo com os sintomas e sinais apresentados pela paciente.

Imagem:www.sxc.hu 47


Cinthia Prado Dicas e Curiosidades

Perda de sono prejudica a saúde

Especialista comprova os malefícios da insônia e dá dicas de como dormir melhor

Imagem:www.sxc.hu 48


D

escansar, dormir, desligar-se do cotidiano. Essas atitudes do dia a dia são necessárias para que o corpo humano aguente as tarefas diárias e ainda tenha uma vida saudável. A falta de sono é tão prejudicial à saúde que pode afetar o sistema nervoso, causando estresse, além de aumentar a proporção de açúcar no sangue, afetar a memória, saúde física, emocional, sistema imunológico e coordenação motora. Para dormir bem e aumentar a longevidade, o recomendado é passar cerca de sete ou oito horas, com pausas de 24 horas, descansando o corpo e a mente, em um sono profundo. Crianças precisam de 14 a 16 horas diárias de sono diariamente, sem contar os cochilos durante o período vespertino. A psicóloga Nathália Tavares indica alguns cuidados aos leitores: “É importante não deitar após as refeições, tampouco praticar atividades físicas entre quatro e cinco horas antes de dormir. Fumar antes de deitar nem pensar! Muitos fumantes não sabem, mas a nicotina é estimulante e inibe o sono”, conta. Bebidas que contenham cafeína também estimulam o organismo e devem ficar fora do cardápio próximo ao horário de dormir. Ir para cama com fome também

não é uma boa estratégia. “Nesse caso, o recomendado é comer algo leve, como uma fruta”, explica Nathália. A televisão ligada, ao invés de ajudar, prejudica. O indivíduo não consegue realmente descansar e seu sono fica leve demais. Ouvir músicas calmas é mais indicado nessa situação, sem contar a importância de comer bem para auxiliar no bom funcionamento do sono. “Eu não dormia a noite e passava o dia inteiro com sono, com preguiça e sem paciência. Procurei fazer terapia, mas não ajudava. Foi quando uma médica pediu que eu mudasse meus costumes alimentares e me dedicasse a uma vida mais saudável, com frutas e mais verde nas refeições, além do exercício físico regular. Em um prazo de uma semana já vi um grande resultado. Hoje me livrei da insônia”, diz o estudante de Hotelaria, Bruno Silva, 27. As causas da perda de sono podem ser diversas e varia de pessoa para pessoa, por isso o ideal é procurar um especialista para realizar exames minuciosos e detectar o grau que a insônia se encontra. Não esperar a situação ter agravantes é a melhor solução para um tratamento rápido e eficaz.

Entenda as 5 fases do sono No segundo momento do ciclo, a temperatura do corpo diminui e as ações do cérebro ficam mais lentas, mas ainda permanecem sob alerta como o primeiro momento. Os estágios três e quarto são considerados profundos, causando um efeito relaxante nos músculos e possui um fluxo sanguíneo mais demorado.

Imagem:www.sxc.hu

Na primeira etapa, ele é leve e está sob alerta, podendo assim ser despertado com facilidade.

A quinta e última fase têm o nome de paradoxal. Essa é responsável pelos sonhos, por produzir uma intensa energia cerebral e causar o aumento da pressão arterial. 49


A fonte da juventude

Os estudos sobre o sono estão em desenvolvimento, tanto que muitas questões são desconhecidas pela ciência, como quais substâncias incentivam o organismo a produzir o sonho. Mas, em contrapartida, uem dorme pouco, vive menos. Dormir já é comprovado pela Universidade Federal de São Paulo que o sono produz moléculas a quantidade suficiente e continuar com de oxigênio que auxiliam na recuperação de sonolência durante o dia também não é energia celular, o que bom sinal, é necessário chega a se equiparar ao É importante não deitar que a qualidade do sono organismo de um idoso. após as refeições, tampouco seja boa, agregando o praticar atividades físicas Portanto, a diminuição descanso suficiente para entre quatro e cinco horas do sono estimula o seu corpo. Atualmente, antes de dormir. Fumar antes o envelhecimento de deitar nem pensar! os médicos dizem antecipado. Muitos fumantes não que cada um sabe a Durante o sono, sabem,mas a nicotina é quantidade de sono que cai a produção de estimulante e inibe o sono precisa. O descanso noradrelaina, que é um precisa ser de boa qualidade e suficiente para neurotransmissor ativo em todas as situações o corpo descansar dos longos dias. O ideal que estresse que as pessoas passam no é que não haja sonolência no dia seguinte. cotidiano. Existe uma etapa do sono que é Aparentemente é simples, afinal, quem não chamada de REM (Rapid Eyes Movement), gosta de uma boa noite de sono? E aquele que significa “movimento rápido dos olhos”, cochilo? Parece, mas, não é. Muita gente onde ocorrem os sonhos. Nessa fase, a ainda sofre com isso. produção da noradrelina é cortada. Quanto De acordo com estudos realizados na menos horas que o indivíduo tiver de sono, o Universidade de Nagoya, no Japão, foi tempo do REM diminui e o corpo passa mais constatado que o índice do risco fatal para tempo sob o efeito do estresse. É preciso quem dorme menos de sete horas por dia é, ao relaxar, ter boas noites de sonos para o corpo menos, duas vezes maior do que de pessoas ficar mais leve. que dormem de sete a dez horas diárias.

Q

Imagem:www.sxc.hu 50


Bruna Xisto Dicas e Curiosidades

Dicas para uma gravidez saudรกvel O sonho de muitas mulheres em ser mamรฃe exige muitos cuidados

Imagem:www.sxc.hu 51


E

xistem alguns detalhes que devem ser observados antes de planejar a gravidez, como por exemplo, o excesso de gordura, que não pode existir, e também o hábito de fumar, beber ou consumir outros tipos de drogas. Tanto o pai quanto a mãe devem interromper tais hábitos que prejudicam o desenvolvimento do feto e os efeitos podem afetar até mesmo os óvulos e espermatozóides dos pais. Desde o momento em que é descoberta a gestação, é importante que a mulher faça o acompanhamento do pré-natal com um profissional de confiança. Por meio do ultrassom o médico pode avaliar com precissão todos os detalhes do bebê, como o

sexo ou qualquer deficência que o feto pode ter. O contato entre médico e mãe é importante para que sejam esclarecidas dúvidas. Com todas as orientações importantes, evitam-se problemas de saúde no bebê e na mãe. Os males que o álcool e o cigarro podem causar na gravidez são grandes e podem resultar ao feto grandes deficiências, como má formação de alguns órgãos e lesões no sistema nervoso. Filhos de mulheres fumantes têm mais chances de nascerem abaixo do peso e tendem a apresentar problemas respiratórios. Problemas que podem ser carregados ao longo da vida, por isso, esses vícios devem estar distantes de mulheres grávidas.

1º Período 2º Período 3º Período

Os primeiros três meses são os mais importantes e arriscados da gestação, por isso a atenção deve ser redobrada. Após o 17º dia, o feto já começa a sofrer influência, mas como muitas mulheres ainda não sabem que estão grávidas, nesse período existe muitos riscos. Nas primeiras dez semanas, existem um aumento pequeno de peso e a mulher ganha massa apenas pelo aumento do útero. O feto ainda pesa apenas cinco gramas e o ideal seria um aumento de um a dois quilos no fim do primeiro trimestre.

52

O segundo trimestre, que acontece a partir da 13º semana, é o momento em que a gestante começa a engordar cerca de 450 gramas por semana, e segue assim até o fim da gestação. Todos os órgãos do bebê já estão formados e nos meses seguintes acontecem o amadurecimento e crescimento. A partir do quarto mês já é possível a descoberta do sexo.

Quando a contagem regressiva já está no final e chegam os últimos três meses, a apreensão fica maior e então surgem alguns desconfortos. Emoções fortes e esforços físicos devem ser evitados. Nesse momento final é muito importante que haja interação com o bebê, com conversas. Assim, o bebê já nasce reconhecendo a voz da mamãe.


Controlando Calcule o seu o peso IMC

O

cuidado com a alimentação deve ser a maior preocupação da gestante. Procurar sempre ingerir muito ferro e cálcio. É comum ouvir dizer que as grávidas comem por dois. Isso mostra que a alimentação deve suprir as necessidades das mamães e também dos bebês. “As necessidades energéticas de uma gestante são maiores de uma mulher que não está, pois o organismo começa a se preparar para dar suporte ao feto e a amamentação”, ressalta a auxiliar de enfermagem de UTI Neonatal Lourdes Cunha. A alimentação deve ter um aumento considerável nos laticínios e carnes leves, como aves e peixes. O aumento necessário do ferro pode ser encontrado em alimentos com vitamina B6, C e D. “Logo na minha primeira visita ao médico, já fui orientada a trocar minha alimentação e aumentar o consumo de alimentos frescos e crus”, diz Daniela Ohoseki, 25, grávida de cinco meses. A demanda de energia que é exigida na gravidez é de aproximadamente 80.000 calorias, aumentando cerca de 300 por dia. Por isso, é muito importante manter o peso adequado em casa período da gestação. O ganho ou perda de quilos varia muito de pessoa para pessoa, mas segundo o médico Ivaldo Santos, em média é aconselhado que a mulher ganhe de 11 a 13 quilos. “Existe a tabela básica de calculo de IMC que pode auxiliar ainda melhor a gestante”, sugere Santos.

P

ara calcular o IMC é necessário dividir o peso pela altura multiplicada por ela mesma, peso (kg): (altura x altura). Caso o resultado seja abaixo de 20, que indica baixo peso é recomendado o ganho de 12,5kg até 18 kg. IMC entre 20 e 26, peso normal, ganho de 11,5kg até 16 kg. Resultado entre 26 e 30, acima do peso, é recomendado ganhar apenas de 7kg até 11,5kg. E nos casos de mulheres obesas, IMC acima de 30, deve-se atentar para a média de apenas 6kg a mais no período da gravidez.

Corpo e mente

É

importante a atenção nos exercícios corporais e respiratórios, que são úteis até o último momento da gestação e devem ser orientados por um profissional da área da saúde. O emocional é outro fator que pode afetar diretamente o bebê, por isso mantê-lo sempre equilibrado e evitar grandes emoções, ajudam no bem estar do feto e também da gestante. Essas medidas garantem uma gravidez sem grandes complicações e um parto tranquilo.

Imagem:www.sxc.hu

53


Marianna Adduci Dicas e Curiosidades

Pelos: Pra que te quero?

OrifĂ­cios do corpo ficariam desprotegidos sem algumas penugens

Imagem:www.sxc.hu 54


O

s pelos incomodam muita gente. Uns têm de mais e outros de menos, mas ninguém sabe ao certo para que servem. Nascem em lugares estranhos e as mulheres são as que mais reclamam, descolorem e depilam. Em geral, todos esses pelos espalhados pelo corpo tem uma função de proteção. Alguns deles só surgem na puberdade, devido ao início da ação de hormônios que se tem nesse período. E, da mesma maneira que aparecem na adolescência, eles se extinguem quando a produção dos hormônios entra em decadência. No caso das mulheres, isso ocorre na menopausa, e dos homens, na andropausa. Em geral, eles têm uma função de proteção, inclusive os que estão localizados nas regiões mais estranhas no corpo, como nas narinas, ouvidos e na região pubiana das mulheres. Os do nariz funcionam como um filtro para que as impurezas do dia-adia, como a poeira, não sejam inaladas. Os pelos dos ouvidos têm a mesma função, que em conjunto com a cera, protegem que qualquer partícula entre e prejudique o corpo. Os que nascem na região pubiana feminina são de extrema importância para a proteção do sensível canal vaginal e deve-se tomar cuidando quanto à depilação. Os pelos do corpo humano passa por duas fases, a de ativo e a de descanso. Eles não crescem indefinidamente. No caso dos cabelos, há um processo da divisão celular que aumenta o seu crescimento, é a fase ativa. O período pode variar de três a seis anos, dependendo do tipo do pelo. O cabelo é feito de uma matéria morta, que cai em uma determinada fase, a de descanso. Os pelos da cabeça crescem mais do que os dos braços ou pernas, pois essas variações fazem com que isso aconteça. Ao contrário do couro cabeludo, essas regiões do corpo têm uma fase ativa que dura apenas por poucos

Imagem:www.sxc.hu 55


meses. Os pelos nascem finos e com o passar do tempo, podem engrossar. É muito comum perceber essa mudança com a frequente utilização de aparelhos ou lâminas de barbear, tanto em homens, quanto nas mulheres. “Utilizar a cera, seja quente ou fria, retarda o crescimento do pelo e evita que ele fique mais grosso, principalmente nas mulheres. No salão onde trabalho, a procura por esse método é bem grande.”, comenta a micropigmentadora e esteticista Tatiane Pinho. Outros milhões desses indelicados pelos compõem o corpo e auxiliam na saúde, mas, nem todos pensam dessa forma. Em uma pesquisa de rua, realizada em São Paulo, com homens e mulheres entre 17 e 31 anos, mostra que a população realmente é insatisfeita e não faz ideia que isso pode contribuir para uma vida saudável. Aproximadamente 80% das respostas foram negativas em relação aos pelos e afiram que preferiam não ter. Em um todo, a depilação é o principal método utilizado pelas pessoas, sejam mulheres ou homens. O incentivo de um companheiro também é muito influenciável na hora de decidir fazer uma depilação completa. “Antes de tudo, é importante buscar dicas de um

56

especialista da área em que deseja depilar, para não prejudicar o bom funcionamento do corpo”, afirma a dermatologista Lígia de Castro. A analista financeira, Fernanda Amorim, 29, detesta os pelos que nascem em seu rosto, mais especificamente ao redor das sobrancelhas e no buço. “Não vejo necessidade de isso nascer na gente, ainda mais nas mulheres. Dá trabalho para tirar e mais do que isso, dói. Dói e muito!”, comenta. Uma boa aparência necessita de inúmeros cuidados, e isso inclui os cuidados com esses pelos inconvenientes. Sobrancelhas trocam de pelos constantemente. Por dia, surgem em média, mais 10 para substituir os que caem. Esses protegem os olhos do suor e impurezas. Mas, isso não quer dizer que você não possa limpar sua sobrancelha dos pelinhos a mais que surgem. Pode e deve! Os homens gastam mais de um mês da sua vida barbeando-se. As mulheres passam horas intermináveis em clínicas ou salões de estéticas para se depilar. Isso requer tempo, e vontade de deixar a preguiça de lado. “A vida seria bem mais simples se todos fossem carecas, mas o que seria de mim, não é mesmo?”, brinca Tatiane.


Paula Reginaldo

Dicas e Curiosidades

Febre, um mal que atinge a todos! Saiba quais s達o os primeiros sintomas e como fazer para evitar esse mal

Imagem:www.sxc.hu 57


A

febre tem o nome científico de pirexia, que significa a elevação da temperatura do corpo humano para acima dos limites considerados normais, que é entre 36 e 37 graus centígrados. Uma parcela com cerca de 95% da população apontada como sadia está na faixa adequada do nível de temperatura. Ela não representa uma doença, porém é um dos sinais clínicos mais comuns no ser-humano. A febre é uma parte da luta do organismo contra infecções, o que significa que algumas células do indivíduo estão sempre em alerta, e quando encontram algo diferente como no caso de uma bactéria, vírus, protozoários ou fungos, sinalizam o problema para regiões especiais do cérebro, que elevam a temperatura corporal como

defesa. Esses agentes estranhos podem causar alterações em órgãos ou tecidos, como distúrbios hormonais e emocionais, transfusões sanguíneas incompatíveis, excessiva exposição ao sol, uso de certas drogas e algumas lesões. A febre quando atinge 39 graus é considerada alta. Já para as crianças, a menor mudança de temperatura deve ser vista com atenção. No caso de recém-nascidos, a situação pode ser ainda mais grave, portanto, é preciso recorrer a um médico o quanto antes. A convulsão febril só acontece quando a criança possui uma predisposição genética, por volta de seis meses a três anos. Para que se tenha um quadro de meningite a temperatura do corpo deve ultrapassar 41 graus.

Recomendações Não é recomendado o uso de medicamentos antifebril abaixo dos 38 graus, a menos que sejam receitados pelo médico; É fundamental que se tome bastante água e sucos de frutas como mação e manga e chás os recomendados são: tomilho, tília, camomila e salgueiro-preto. Legumes como a beterraba, tomate e cenoura são recomendados; Manter-se em repouso, em um ambiente confortável, com temperatura ambiente. Se o local for abafado, recomenda-se deixar um ventilador ligado. Se o frio foi intenso, deve-se utilizar um cobertor leve, para que a temperatura não suba; É indicado chupar cubos de gelo; Deve-se tomar um banho com água morna por dez minutos, ou mesmo fazer compressas com água morna. Em caso de febre mais alta, use água fria, aplicando nos pulsos, na fronte e na barriga da perna (panturrilha), e mantenha o resto do corpo coberto para maior eficácia do método. Imagem:www.sxc.hu 58


O médico Guilherme Webster, residente do hospital Bandeirantes, explica: “Todo e qualquer mal-estar é regulado pelo hipotálamo anterior, que age como termorregulador em qualquer situação. No caso específico de febre, pode haver uma queda do rendimento cardíaco e causar sérios problemas”. A temperatura corporal é medida através do termômetro, fixado por cerca de três minutos nas regiões da boca, axilas, ouvido ou ânus. “Tive febre alta e não medi corretamente. Quando meu marido chegou em casa, eu estava com 39,5 graus. Cheguei ao hospital pálida, fraca e falando enrolado. O médico me alertou sobre o princípio de convulsão e, depois disso, nunca mais deixei de usar o termômetro no período certo”, conta a paciente Ana Lúcia, 39.

Você Sabia? • Quando criança, até o período de um ano de idade, a temperatura normal é maior do que de um corpo adulto. Normalmente, a partir dos seis anos a garotada atinge a temperatura ideal do corpo, que será a mesma até seu envelhecimento, variando entre 0,9 e 1,1°C;

• Nosso corpo possui uma probabilidade de baixar a temperatura no período da madrugada e no começo do dia. Em sua maioria, atinge uma temperatura maior no fim da tarde; • O corpo da mulher tem elevação maior na temperatura quando pratica atividade sexual do que o homem, e pode variar de acordo com o fluxo e fase da menstruação; • Atividades físicas não podem ser realizadas quando se está com febre. Ela aumenta ainda mais a temperatura corporal, o que eleva a febre e a fraqueza do indivíduo.

Previna-se Mesmo que o indivíduo não esteja com febre, é extremamente necessário que se previna contra infecções, pois elas são causadoras do estado febril e de muitos malefícios. Para evitar esse problema, é recomendado que as mãos sejam lavadas com frequência. Manter a casa limpa deve tornar um hábito, além de evitar contato com doentes e não compartilhar copos, talheres calçados e roupas.

59


Bruna Xisto Dicas e Curiosidades

A importância da higienização

das mãos

60


Água e sabão são eficazes para eliminar todas as sujeiras e micro-organismos transitórios Imagem:www.sxc.hu 61


C

ontatos com objetos e pessoas fazem com que nosso corpo adquira alguns germes. Como eles são invisíveis a olho nu, não são tomadas as devidas medidas de prevenção. Pelas mãos é a maneira mais fácil para isso acontecer, ao apertar um botão de elevador, segurar em barras de transportes públicos, puxadores de portas ou até mesmo cumprimentar outras pessoas apertando a mão, é transmitido muitos micro-organismos. Conhecidos como flora transitória, os micro-organismos que a pele adquiri através de contatos, podem ser evitados se as mãos forem lavadas adequadamente. É indispensável que desde criança tenha o hábito de ter um cuidado especial com essa lavagem e também entender os benefícios que isso pode trazer à saúde do ser humano. Fazendo a higienização é possível eliminar o suor e a oleosidade, reduzindo a possibilidade de infecções.

62

Principalmente os profissionais da área de saúde devem ter um cuidado ainda maior com essa higiene, porque estão sempre em contato com pacientes contaminadas. Pode levar de 40 a 60 segundos para que a lavagem seja completa e sempre deve ser feita em água corrente. Caso seja feita em torneiras com contatos manual para fechar, é indispensável o uso de papel toalha para o procedimento. Infecções respiratórias e estomacais, gripes, resfriados, diarreia, doenças de pele, espinhas, dor de garganta, dores de ouvido, são exemplos de doenças que podem ser evitados ao manter sempre as mãos limpas. “Eu confesso que não acreditei no começo quando o médico me disse que minha gripe contínua era causada por falta de lavar as mãos, mas depois que peguei esse hábito, é muito mais difícil ficar doente”, informa I.A., 25.

Quando lavar?

Como lavar?

Antes de comer, manipular ou preparar comida, manipular utensilios esterelizados para alimentação de bebês, preparar alimentos para crianças e colocar lentes de contatos. Antes e depois de tocar em uma ferida, dar medicamentos, fazer curativos, cuidar de uma pessoa que esteja doente. E, depois de manipular alimento cru, como por exemplo, carne, aves e peixes, usar o banheiro, trocar fralda, ter contato com sangue, tocar em animais e seus objetos e tocar em superfícies sujas, como panos de limpeza, lençóis, ralos ou chão.

O procedimento é simples e são necessários apenas sete passos para que a limpeza esteja completa. E pode ser feita com sabão e água nos casos em que as mãos não estejam visivelmente sujas e com álcool em gel, quando as sujeiras estiverem visíveis. “Uma dica bem interessante é carregar na bolsa aqueles frascos de álcool em gel que pode ser comprado em qualquer farmácia, para limpezas rápidas do dia a dias”, indica a enfermeira Regina Lemos.

Dia mundial de lavar as mãos Dia 14 de outubro é comemorado o dia mundial de higienização das mãos, isso nos mostra a importância que esse ato traz. Levar mãos sujas aos olhos e nariz pode causar sérios problemas de saúde e adotando a lavagem fica mais fácil evitálos. Lembrando que toalhas de pano e sabão em barra não são recomendados para a higienização e caso o sabão liquido não esteja disponível, não se esquecer de lavar bem o em barra antes de utilizar.


Veja na próxima edição:

Proteja-se. A doença de chagas pode estar perto de você!

Causada pela picada do inseto barbeiro, pode provocar problemas digestivos e doenças cardíacas. É possível pegar a infecção em ambientes com frestas, como depósitos, camas, ninhos, colchões, árvores e muito mais. Atente-se!

63


Revista Equilibrium

O seu guia de saĂşde Todo mĂŞs, nas bancas!

64

Revista Equilibrium  

Revista direcionada à pessoas que buscam levar uma vida mais saudável, com dicas de saúde, esportes e lazer.