Page 1

JULIANA FOSSA ROCHA

-1-


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

- 2 -


JULIANA FOSSA ROCHA

-3-


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

DIREITOS RESERVADOS: É proibida a reprodução total ou parcial da obra, de qualquer forma ou por qualquer meio, sem autorização prévia ou por escrito do autor. A violação dos Direitos Autorais (Lei Nº 9610/98) é crime estabelecido pelo Artigo 48 do Código Penal. 1ª Edição - 2016 Publicado no Brasil Contato do Autor: Tel. (16) 3664.5045 / 99222.1727 E-mail: julianafsrocha@gmail.com Brodowski/SP Diagramação e Projeto Gráfico: Jonathas L. Miguel Revisão: Janete F. Miguel - 4 -


JULIANA FOSSA ROCHA

Ao meu eterno amor, Thiago A. Rocha, que tĂŁo generosamente me amou e transformou minha vida para sempre!

-5-


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

- 6 -


JULIANA FOSSA ROCHA

Em agradecimento a Deus que me permitiu realizar o sonho de viver uma linda história de amor, e a todos aqueles que estiveram conosco e fizeram parte desta caminhada. Vocês estão guardados para sempre em meu coração!

-7-


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

- 8 -


JULIANA FOSSA ROCHA

PREFÁCIO Acredito que o grande problema em “ser cristão” é não conseguir viver o que se prega, praticar o que se ensina. Para muitos, o cristianismo é maravilhoso, até que seja provado. Por isso, vida cristã não é teoria, se baseia na revelação do Filho de Deus, e uma vida de intimidade com Ele. Este é o diferencial de um verdadeiro cristão! Conheço a Ju há muitos anos, e como vive a vida cristã em sua essência. Sei o quanto é guerreira, valente, preciosa, e o quanto ama, adora e tem intimidade com o Senhor Jesus. Sempre foi uma discípula de excelência! E o Thiago, embora o tivesse conhecido há menos tempo, me cativou de imediato, por reunir tantas qualidades que Deus espera que um homem manifeste. Sei que todos que o conheceram foram agraciados com sua gentileza, seu cavalheirismo, sua doçura, embora fosse educadamente firme, inteligente, de um incrível senso de humor, puro de coração e cheio de alegria. Mas conviver com eles nesta jornada de dor e de fé fez com que eu os admirasse muito mais. Por um curto espaço de tempo, eles escreverem uma linda história de amor, daquelas que todos desejamos viver, mas parece ficção. Tudo que aprendi na Bíblia, eu presenciei em seu relacionamento. Mesmo no período de enfermidade, -9-


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

sempre que perguntava a ele como estava, ele respondia: “Estou bem, pastora”. Nos momentos mais difíceis, nunca os vi murmurar. Muitas vezes me perguntava como a Ju aguentava tanta pressão, sempre com um sorriso nos lábios, sempre confiante. Eles se amaram, se curtiram, desfrutaram da presença um do outro, se apoiaram, permaneceram juntos, choraram muitas vezes, em meio aos altos e baixos da enfermidade, oraram juntos, ficaram abatidos, mas nunca perderam a fé. Este livro é um pequeno relato de que o amor nunca falha, de que o amor sobrevive à morte, de que o amor jamais acaba, porque é eterno. Na alegria, na tristeza, nas vitórias e no sofrimento eles deram testemunho da grandeza desse maravilhoso Deus que serviram. Deus é Amor, e quem O conhece na intimidade, ama de verdade. O Thiago fez dela uma rainha; a Juliana fez dele um campeão. Como Deus sonhou que o casamento fosse, como Ele planejou o relacionamento de Seu Filho Jesus com Sua noiva, a Igreja. Foi isso que presenciei na curta história de amor da Ju e do Thi, que viveram na prática o que muitos conhecem só na teoria. Eles um dia se despediram, mas os frutos serão eternos. Mesmo neste momento que foi de muita dor e perplexidade, depois de tantos milagres que Deus operou, Deus sustentou e tem sustentado a Juliana de uma forma inexplicável. Este livro é uma linda homenagem a - 10 -


JULIANA FOSSA ROCHA

este grande homem que nos deixou, ao grande Deus que os conduziu, e vai emocionar você, como me emocionou fazer parte de suas vidas. Foi uma grande honra escrever esse prefácio, Ju. Amo você! Pra. Janete Faria Miguel Comunidade Metodista de Brodowski Outubro de 2016

- 11 -


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

- 12 -


JULIANA FOSSA ROCHA

ÍNDICE Introdução............................................................................15 Altar de Adoração...............................................................25 Anúncio no Deserto ............................................................26 Quando Suas Práticas Religiosas Não Dão Certo.....................................................................28 Tesouro em Vasos de Barro ................................................29 Tornando-se Consoladores................................................31 Pare de Reclamar.................................................................34 Presença: o Melhor Presente..............................................36 Portadores de Esperança....................................................40 Coração Fortalecido ............................................................41 Não Desista de Si Mesmo: Levante-se, Guerreiro!.........42 O Hospital é Gelado ...........................................................44 O Presente.............................................................................46 Uma Mesa Posta do Deserto Bodas de Algodão...............................................................48 O Improvável.......................................................................50 Dependência ........................................................................52 Desabafo................................................................................53 A Presença Real do Espírito Santo....................................55 Dia de Festa..........................................................................58 Ir Para casa...........................................................................59 - 13 -


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

Lições de Vida......................................................................60 O Bolo Bolo das Lamentações............................................63 A Visita de Jesus...................................................................66 Meu Filho..............................................................................72 Flores e Frutos......................................................................74 Mesmo Morto Ainda Fala..................................................75 Eternidade.............................................................................83

- 14 -


JULIANA FOSSA ROCHA

INTRODUÇÃO Este livro fala das experiências que Thiago, meu marido, e eu vivemos durante três anos. Fala da forma como conseguimos passar por dores e lágrimas, pelas turbulências de uma doença devastadora com a leveza da graça de Deus. Todos nós estamos sujeitos a situações imprevisíveis e dolorosas, nossas vidas não são feitas apenas de sucesso e sonhos realizados. De repente a vida nos vira do avesso, e é nesse momento, em que nossa fé é colocada à prova, em que nossos limites são levados ao extremo que testamos nossa capacitar de suportar e enfrentar com dignidade as intempéries da vida. Espero que este livro enriqueça, encoraja e fortaleça sua vida. Permita-me situar essa história. Cristã, psicóloga, totalmente envolvida com as atividades que exercia na igreja e com minha profissão, estava à espera do grande amor da minha vida. E um certo dia nos encontramos. Conheci o Thiago através do seu tio Sr Ezequiel, e logo descobri que ele era primo da minha melhor amiga da adolescência, minha querida Luciana. Thiago e seus pais haviam se mudado para nossa cidade, vindos da capital, estavam iniciando uma nova vida no interior. Ele era personal trainer, e começou a me dar aulas. Ele também era solteiro e tinha um filho, William de 6 anos de idade, - 15 -


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

que morava em São Paulo. Durante as aulas conversávamos de tudo, e fui descobrindo que havia muita afinidade entre nós. Ele era sempre alegre, gentil, íntegro em suas conversas e na forma como me tratava. Foi exatamente essas qualidades que começaram a despertar minha atenção, e me fizeram apaixonar por ele. Depois de alguns meses orando e buscando uma direção de Deus, Thiago se declarou a mim. Foi o melhor presente de Natal que eu poderia ter recebido. A partir daí vivemos uma linda história de amor. Um ano depois já estávamos casados. Thiago era o homem dos meus sonhos, e sempre me dizia que eu era muito mais do que ele havia pediu a Deus, uma mulher do qual esse mundo não era digno. Ele amou cada detalhe que havia em mim, cada imperfeição do meu corpo e da minha alma. Ele simplesmente me amou e o seu amor transformou minha vida e a encheu de sentido e de significado. Ele me inspirou a ser uma pessoa melhor. Eu adorava quando ele me tirava para dançar, me mandava flores e cartas de amor fora dos dias “oficiais”, quando ele ria de mim, de si mesmo e de nós dois e me levava para um mundo de alegria e leveza. Quando triste, ele me envolvia em seus fortes braços e me apertava, enxugando meus olhos, e me dizendo que tudo iria passar, realmente acho que todo homem deveria aprender a fazer assim com sua esposa, segurança é tudo o que mais - 16 -


JULIANA FOSSA ROCHA

precisamos. Ele adorava abrir a porta do carro para eu descer, puxar a cadeira para eu sentar, estender a mão e me apoiar ao subir e descer de um degrau da escada, um cavalheiro, um príncipe em todos os sentidos. Aprendi a respeitá-lo como meu marido, a honrá-lo e a incentivá-lo a conquistar seus sonhos e objetivos, a me submeter a ele e a confiar em sua liderança, firmeza e direção. Tudo ia bem, cerca de dez meses se passaram, e ele me mostrou uma pequena mancha vermelha em suas costas, parecia uma picada de inseto, aplicamos pomada e nada de preocupante. Algumas semanas depois, várias manchas, como picadas grosseiras se espalharam pelo seu corpo e foram crescendo, parecendo furúnculos, já estávamos indo a vários médicos e nenhum conseguia fechar um diagnóstico, ele tomou vários remédios e nada melhorava, até que um médico, que se tornou nosso amigo, Dr Leonardo, pediu uma biópsia. Era nosso primeiro aniversário de casamento, foi a partir desse dia, que essa história começou... Todos os dias enfrentamos desafios. Desempregos, acidentes, doenças, traições, abandonos, decepções. Paulo, o apóstolo dos gentios, disse que sofria lutas por fora e pressões por dentro (II Coríntios 7:5), e isso é uma verdade para nossos dias. O Senhor Jesus, em certa ocasião, disse que neste mundo teríamos aflições, e que deveríamos manter o ânimo e a esperança para conseguirmos - 17 -


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

superar essas situações difíceis (João 16:33). A Psicologia deu a esse sentimento de força interior para vencer desafios o nome de Resiliência. Ou seja, a capacidade que temos de suportar pressões e dores, de contornar desafios e adversidades, de resolver conflitos e ainda assim não perder o vigor, não sucumbir, e não se tornar amargo. Podemos transformar o caos em oportunidade para crescer. O fato é que precisamos nos preparar para vencer as dificuldades. Há um caminho de fortalecimento em Deus para vivermos de forma plena e abundante, mesmo em meio às provas da vida. O deserto nos conduz à terra prometida, ou, pelo menos deveria nos conduzir, mas muitos estão morrendo no deserto, não conseguem superar seus limites, ter esperança em meio à desolação e muito menos fé para continuar crendo que aconteça o que acontecer Deus continua sendo Deus e continua sendo bom (Naum 1:7). A jornada pelo deserto exige preparo! Somos seres tridimensionais, temos corpo, alma e espírito (I Tessalonicenses 5:23). E precisamos nos preparar nessas três dimensões para enfrentarmos as intempéries da vida.

O CORPO Através do nosso corpo nos relacionamos com o mundo em que vivemos. Nunca se propagou tanto o culto ao belo como nas últimas décadas. A indústria dos - 18 -


JULIANA FOSSA ROCHA

cosméticos fatura milhões por ano. Precisamos ir além da aparência e cuidar da nossa saúde! Seu corpo está sendo tratado ou maltratado por você? Você vive um caso de amor ou de desleixo com seu corpo? Certo dia ouvi do meu irmão Júnior, que existiam quatro inimigos brancos que prejudicam nossa saúde: sal, açúcar, farinha branca e leite. Se você não puder evitá-los, diminua a quantidade. Sem exageros, é necessário cuidar da nossa alimentação. Quantas pessoas que trocam água por refrigerante ou suco em pó ou industrializado? Que trocam alimentação saudável por lanches gordurosos? Quantos sofrem de diabetes e ainda assim não param de comer doces e massas? Ou de problemas na coluna e joelhos e continuam com excesso de peso? Inclua mais peixe, frutas e verduras orgânicas na sua alimentação. Diminua a quantidade de gordura, frituras e alimentos industrializados e superficiais. Muitos acham que comendo ou não esses alimentos irão morrer do mesmo jeito, mas queria chamar sua atenção, para o fato de que ao invés de morrer podemos ficar numa cama ou incapacitados por não ter cuidado do nosso corpo e da nossa saúde. Pratique atividade física, por experiência própria sei que esse é nosso maior desafio. A Ciência Moderna - 19 -


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

não cansa de apontar os benefícios de um corpo em movimento. Aquele famoso 30 minutos por dia, e vale de tudo: caminhar, correr, andar de bicicleta, dançar, nadar, etc. Movimente-se. Thiago tinha ótima saúde, cuidava muito bem do seu corpo e alimentação, era forte e se exercitava sempre. Um dia, o médico nos disse que nunca, em 10 anos de procedimento cirúrgico, havia encontrado um osso tão forte e duro quanto o dele, e depois me perguntou se ele era atleta. Eu afirmei que sim. Foi quando entendi que um corpo saudável, forte, consegue ir mais longe na batalha!

A ALMA Sede das nossas emoções, pensamentos e vontades. Através dela nos relacionamos conosco e com os outros. Os antigos já diziam: “mente sã, corpo são”. Aqui gostaria de abordar as várias instâncias da alma que precisamos reativar. Precisamos limpar nosso interior, confessando nossos pecados a Deus e a pessoas confiáveis, perdoando sempre, inclusive a nós mesmos, colocando limites e não permitindo que os outros depositem seu lixo em nossas vidas. E acima de tudo, precisamos aprender a ser gratos. Gratidão é o sentimento mais poderoso que podemos ter e distribuir, e ela nasce da Contemplação. Contemple os - 20 -


JULIANA FOSSA ROCHA

detalhes belos da vida: pare um instante e escute, ouça o cantar dos pássaros, admire o céu estrelado, o dia ensolarado, o sorriso de quem você ama. Saboreie sua comida predileta, desfrute de um banho perfumado, sinta a leveza de lençóis limpos sobre a cama. O cheiro delicioso de pão saindo do forno. Respire fundo e sinta o ar entrando e saindo dos seus pulmões. Pense e considere tantas coisas maravilhosas que Deus lhe presenteou e agradeça! Contemple o belo de cada dia e seja grato! Renove sua alma, sorrindo mais vezes, abrace e aperte quem você ama, tenha mais bom humor e reclame menos da vida. Um coração amargo e infeliz se torna ingrato, revoltado e não consegue transcender a experiência dolorosa e dar um re-significado à sua dor. Jamais deixe que roubem seu bom humor e seu otimismo. Sem eles não conseguiremos ir muito longe. E por último, estabeleça vínculos afetivos com as pessoas. Ninguém é feliz sozinho. Ter amigos e cultivá-los faz bem ao coração. Uma pesquisa realizada pela National Geografic Society em parceria com a Universidade de Minnesota, descobriu que pessoas que têm uma rede de amigos vivem mais, pois estão sempre exercitando a mente, além de fortalecer o sistema imunológico. Você pode olhar o lado bom das pessoas e das situações. Pode e deve sorrir mais vezes, ser grato, amigo e gentil. Você também pode ficar bravo, mas somente quando ne- 21 -


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

cessário, também pode aprender a colocar limites, a dizer a verdade sempre e a perdoar. Pode fazer o bem sem olhar a quem, e procurar enriquecer a vida de quem está perto de você... Parece uma lista irreal, mas esse era o estilo de vida do meu marido.

O ESPÍRITO Através do nosso espírito, ou homem interior, nos relacionamos com Deus. Sentimos necessidade de estarmos conectados com o Sagrado, com o nosso Salvador Jesus Cristo. A Bíblia fala que Deus colocou dentro de nós, ou seja, no nosso espírito, o desejo profundo pela eternidade, pela presença Dele (Eclesiastes 3:11). Cada vez mais a ciência comprova que a fé traz benefícios incríveis para a saúde do corpo e da alma. Pesquisas com pacientes em crise depressiva grave, que associaram medicamentos e psicoterapia com espiritualidade (oração, canções de louvor e adoração e leitura da Bíblia) tiveram melhoras extraordinárias. Nosso espírito é reavivado quando aceitamos o Senhor Jesus como Senhor e Salvador. Ele passa a ser habitado pelo Espírito Santo, e o que eram trevas, se transforma em luz! Nosso espírito precisa estar pronto para a batalha: jejum, oração, leitura da Palavra de Deus, adoração. A Bíblia é o único livro que eu conheço que quando lemos, - 22 -


JULIANA FOSSA ROCHA

e meditamos nele, o Autor, que é o Espírito Santo se faz presente! Somente uma vida de intimidade com Deus pode nos levar a alcançar níveis que jamais conseguiríamos com nossas próprias forças. É preciso ter azeite em reserva, pois assim como não sabemos quando o Noivo virá (Mateus 25:1-13), também não sabemos quando virá o dia mal. Thiago buscava por uma revelação ainda maior da presença e do amor do Pai em sua vida. Ele estava preparado quando tudo começou...

- 23 -


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

- 24 -


JULIANA FOSSA ROCHA

A LTA R D E A D O R A Ç Ã O Deus não procura adoração, Ele procura adoradores (João 4:23-24). Ele procura pessoas, filhos que se voltem para Ele num relacionamento íntimo e sincero. Asaph Borba, em seu livro “Adoração”, diz que, quando a fé se torna amor, adoramos a Deus com tudo que temos e somos! A adoração é o elo de amor que nos liga, nos irriga, nos nutre, nos entrelaça à Deus. Certo dia, senti no meu coração o Senhor me pedir a Primícia do meu dia em adoração... eu ansiava por uma intimidade maior com Ele, por ver Sua Face... eu O caçava, queria encontrá-Lo, tocá-Lo, senti-Lo em uma dimensão muito mais profunda. Então, por 30 dias, a primeira hora do meu dia, das 0h à 1h, comecei a buscá-Lo em adoração juntamente com minha amada esposa. Sem pedidos, sem reclamações, somente Louvor e Adoração. Tudo o que mais ansiávamos era a Sua Presença! Jesus também espera por você, Ele está procurando Seus adoradores, homens e mulheres, jovens e crianças, que O adorem em espírito e em verdade! Levante um Altar de Adoração na sua vida, na sua família! - 25 -


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

ANÚNCIO NO DESERTO Quinze dias depois, recebemos uma notícia de perder o fôlego... Era nosso primeiro aniversário de casamento, iríamos sair para comemorar nosso amor, mas antes eu tinha uma consulta médica. Várias manchas e nódulos haviam se espalhado pelo meu corpo e os médicos disseram que a causa era muito grave. Eles suspeitavam que eu estivesse com Leucemia. Situações como essas nos abalam, passamos o dia imaginando e sentindo tantas coisas ruins. Perdemos o chão, mas não a Adoração! Você pode imaginar o quebrantamento da adoração dessa noite? Adorá-Lo, sem reclamar nem pedir-Lhe nada, num momento como esse? Quebrantamos nosso coração, e como Deus não despreza jamais um espírito quebrantado, pudemos sentí-Lo conosco. A Presença de Jesus encheu toda a nossa sala, era tão forte e tão real. Eu O senti nos abraçando, e Ele disse assim: “Eu vim porque você preparou esse lugar para mim. Eu nunca te deixei, sempre estive contigo. Você é o meu menino, meu filho amado! Quero caminhar contigo Senhor! – disse eu Jesus me respondeu: Você já caminha comigo há - 26 -


JULIANA FOSSA ROCHA

muito tempo! O Senhor veio me trazer uma espada? – perguntei-lhe Eu vim trazer-lhe uma PORÇÃO MAIOR DE FÉ! Hoje eu levo você para uma outra dimensão, um outro nível! – respondeu Jesus. Perguntei a Ele: Essas manchas vão sair? Ele respondeu com um sorriso dizendo: O Senhor ri de todos os seus inimigos! Não tenha medo. Eu estou com você! Agora você não verá nada, não é tempo de ver, mas de andar pela fé. Depois desse tempo você verá coisas maravilhosas que lhe mostrarei”. Assim terminamos a noite, em profundo êxtase de adoração e gratidão a Deus por não nos abandonar no campo de batalha! A Palavra de Deus é como “âncora da alma, segura e firme, e que penetra até ao interior do véu” (Hebreus 6:19) Você precisa de uma Palavra para caminhar no deserto! Busque uma Palavra, tudo o que você mais precisa é de uma Palavra vindo de Deus para o seu coração! Ela lhe firmará no meio das tempestades.

- 27 -


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

QUANDO SUAS PRÁTICAS RELIGIOSAS NÃO DÃO CERTO Durante um ano, fui submetido a um protocolo dos mais pesados de quimioterapia. Foram oito ciclos, e a cada ciclo, eu poderia ter sequelas sérias devido à baixa imunidade no corpo, e até mesmo morrer... As internações duravam de três a cinco dias para receber a quimioterapia, apenas um ou dois dias em casa, e logo tinha febre, intercorrências graves e passava semanas internado para me recuperar. Com o tratamento fiquei sem cabelo, aliás sem nenhum pelo no meu corpo. Sentia um cansaço absurdo, como uma exaustão, uma fadiga intensa, não tinha forças para andar, levantar da cama ou do sofá, muitas vezes não conseguia comer pois tinha muitos enjoos desencadeados pela quimioterapia. Com a alta dosagem de corticoides, meu corpo foi inchando. E esses mesmos corticoides desencadeavam uma vontade imensa de comer, e uma sensibilidade extrema, nervos à flor da pele, meu humor ficava extremamente abalado e instável. Fora as dores das picadas para exames e transfusões de sangue, e o que mais me apavorava e me fazia chorar era o exame de líquor e o mielograma. Não entendíamos porque Deus havia escolhido para nós o processo do tratamento, o doloroso caminho - 28 -


JULIANA FOSSA ROCHA

da quimioterapia – “nossa via dolorosa”. O que fazer quando tudo o que você sabe, foi ministrado, e aprendeu não funciona? Ore, orávamos; Ore com mais fé, orávamos com mais fé; Declare a Palavra, declarávamos; Profetize, profetizávamos; Expulse demônios, expulsávamos; E nada, absolutamente nada, acontecia... Aprendemos que Ele é Deus, Soberano, que faz somente o que Lhe apraz, e que espera de nós rendição. Fomos ensinados a não nos rendermos facilmente, pois isso é sinônimo de frouxidão, de fraqueza e desistência. Mas, rendição em Deus é a essência da pura e mais profunda adoração. O nível da excelência! Por que você adora a Deus? Qual o real motivo em adorá-Lo? Pelo que tem feito por você ou pelo que Ele é?

TESOURO EM VA S O S D E B A R R O Na primeira vez que passei mal, sem defesas no corpo, fui internado com um rapaz chamado Tomaz. Ele estava em tratamento para leucemia também. - 29 -


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

Um rapaz jovem, estava noivo, e tinha muitos sonhos pela frente. À noite, quase no término do horário da visita, ele começou a chorar, e minha esposa se aproximou dele... Ele dizia estar apavorado, com medo da morte. Dizia não estar preparado para morrer. Então começamos a falar da Eternidade com Deus e do Seu grande amor por nós. E ele prontamente abriu seu coração para Jesus. Foi um momento muito lindo, impactante para nossas vidas. Naquela noite houve festa no céu, o nome do Tomaz foi escrito no Livro da Vida e a presença do Príncipe da Paz, que é Jesus Cristo, se manifestou em seu coração. No dia seguinte, eu e meu amigo Tomaz adoramos a Jesus por mais de uma hora... Pude mostrar-lhe tantas verdades da Bíblia, e como era gostoso ver a sua sede ser saciada com a Água da Vida. Demos uma Bíblia de presente a ele, e logo foi para sua casa. Uma semana depois, por complicações da quimioterapia, Tomaz partiu para o Senhor... Sua vida pode mudar a Eternidade de uma pessoa!

Você pode tocar o coração de alguém com o amor de Jesus! Fale do amor de Deus para as pessoas, compartilhe a salvação.

- 30 -


JULIANA FOSSA ROCHA

TORNANDO-SE CONSOLADORES Após um dos ciclos de quimioterapia, tive retorno ao médico e ele me disse que tinha uma notícia boa e outra ruim para me dar, perguntou-me qual eu gostaria de ouvir primeiro. A ruim, segundo ele, era que eu não voltaria para casa com minha esposa, mas ficaria internado por precaução, devido à baixa imunidade e por ter tido diarreia. E a notícia boa era que tinha um leito vago na Hematologia, caso raríssimo de acontecer, e ele ainda me disse: “se eu fosse você não perderia essa chance”! Assim fui concordei e fui novamente internado.

Pela manhã, falei com o Thiago e ele me disse que estava bem, apesar de sentir muito cansaço, falta de ar e febre. Eu estava me preparando para ministrar em um Chá para Mulheres em Sertãozinho, ao chegar à igreja, uma angústia tomou conta do meu coração, e pedi para clamarmos pela vida do meu marido. Ao orarmos unidos com uma só fé, uma paz inundou meu ser. Que privilégio saber que Deus cuida de nossas vidas e daqueles que - 31 -


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

amamos. Quando cheguei ao hospital, juntamente com meu irmão Júnior, a médica veio conversar comigo, explicando que a situação era muito grave, que Thiago estava monitorado por aparelhos, pois havia sofrido um choque séptico. Corria risco de morte pelas próximas 72 horas. E que, se ele estivesse em casa comigo, certamente ele teria morrido, pois não haveria tempo para socorrê-lo. Imediatamente senti uma profunda gratidão a Deus, por seu cuidado e amor para conosco. Foi quando Ele me disse: “enquanto você cuidava do coração daquelas mulheres, sendo um canal de cura para elas, Eu cuidava do seu marido”. Quanta providência há em Deus! Ele se antecipa, nunca atrasa, não dorme, não tira um cochilo, tudo Ele faz perfeito ao seu tempo e propósito. Ao entrar no quarto, o encontrei fraco, monitorado pelos aparelhos, mas sorrindo como sempre, e me disse “Amor, queria lhe fazer um pedido, ore com o Edson, pois Ele deseja entregar seu coração para Jesus!”. Assim, Thiago, Júnior e eu oramos com aquele novo amigo, e mais uma alma pode desfrutar da eternidade com Jesus através do testemunho do meu amor. Depois desse dia, a melhora do Thiago surpreendeu até a equipe médica. Algumas semanas depois, meu marido já estava em casa, sem sequela alguma. Deus nova- 32 -


JULIANA FOSSA ROCHA

mente operou um milagre! Fiquei pensando, em mais uma lição que acabara de aprender: Como alguém, num estado como aquele, poderia contemplar o próximo, e agir em sua direção? Você já percebeu que nossas dores nos deixam cegos, surdos e mudos em relação aos outros? Quando sofremos nossa tendência egoísta é olharmos somente para nós mesmos. Mas Jesus disse que é mais feliz quem dá do quem recebe (Atos 20:35). Um conto chinês, muito antigo, diz que uma mãe, ao perder seu filho, foi atrás de um Sábio para buscar conselhos. Ele lhe disse que havia uma receita para curá-la daquela dor: trazer uma semente de mostarda de uma casa que nunca havia conhecido a dor, a perda, o sofrimento e a morte. Assim, aquela mãe foi de porta em porta e, em cada casa, eles tinham a semente de mostarda, mas em todas, eles lhe contavam histórias de sofrimento, de dores e até mesmo de perda de um ente querido. Ao voltar ao Sábio, ela voltou com as mãos vazias, mas com o coração consolado. E este lhe disse que há um bálsamo derramado em nossos corações quando compartilhamos o sofrimento uns com os outros. Você pode curar alguém através das suas dores! Suas feridas produzem bálsamo para curar outros. Ao recebermos o consolo que vem de Deus, somos capacitados a consolar aqueles que também sofrem como nós sofre- 33 -


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

mos (II Coríntios 1:4). Experimente ajudar alguém, mesmo em momentos de sofrimento pessoal. Quem sofre e passaPpor A Rsofrimentos E D E Restá E Cmelhor L A Mcapacitado AR! a aplacar a dor de alguém.

Seja feita a Tua Vontade e não a minha, Senhor. Em cada internação, aprendi que Deus tinha um propósito. Foi uma das lições mais difíceis de aprender. Deus, às vezes, não nos responde, não realiza a nossa vontade para que a vontade Dele se cumpra. Não nos livra do sofrimento, mas continua conosco e jamais nos abandona. Novamente internado, neutropênico com febre, dores, Herpes Zoster no lado direito da face e cabeça, risco de morte.... Fiquei 20 dias numa maca improvisada de um hospital. Não havia posição para dormir ou relaxar, sentia muita dor, estava cansado e murmurador. Já não sabia o que pensar, sentir, ou orar e comecei a chorar, e perguntar para Jesus o que Ele queria de mim naquele lugar, não aguentava mais ficar ali... Foi quando ouvi sua doce voz me perguntando se - 34 -


JULIANA FOSSA ROCHA

eu não sabia, e começou a me dizer o quanto eu estava amargo, triste e aborrecido pelos sofrimentos, e que eu só reclamava e havia abandonado o altar da Adoração. Fiquei com tanta vergonha e concordei... eu havia deixado o sofrimento apagar minha paixão e meu amor por Jesus. Havia permitido que as dores contaminassem meu coração com amargura e revolta. “Mas ainda está em tempo” - eu parecia ouvir. “Volte-se para Mim e Me Adore ”. Os dias maus se tornam pesados demais quando reclamamos. Parece que tudo piora. Mas quando conseguimos adorar ao invés de reclamar, e somos gratos a Deus apesar de tudo que sofremos, nossos dias se tornam mais suaves. Faça um teste: Experiente dar graças, louvar e adorar a Deus quando tudo parece dar errado. O Senhor contempla nosso coração e nos escuta no meio das lutas e sofrimentos. Há sempre um arco-íris em meio a tempestade, comprovando que Ele continua conosco, mantendo a fidelidade da Sua Aliança!

- 35 -


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

PRESENÇA: O MELHOR PRESENTE Passado um ano de quimioterapia, andando pelo vale da sombra e da morte, aliás bem perto da morte, parecia que a vida iria voltar ao normal. Iniciei o protocolo de quimioterapia de manutenção. Estávamos felizes, estava vivo e sentia-me fisicamente bem. Havia tantos sonhos e planos no meu coração e da minha esposa! Continuava buscando a Deus e Sua vontade, não queria mais correr atrás do vento. Aprendi que não vale a pena dedicar a vida a tantos afazeres, compromissos, que, no fim, são inúteis. Três meses depois, percebi um nódulo no meu braço, bem vermelho, típico da doença. Minha esposa também havia visto. Fomos ao médico, novos exames, biópsia e a doença havia voltado. Fui submetido a sessões de radioterapia muito fortes, enquanto a equipe médica avaliava o que fazer com meu caso. Um turbilhão de coisas passou por minha cabeça e emoções..., mas a paz do Príncipe da Paz nos mantinha em pé. Se Deus havia me sustentado até aqui, ele completaria a obra.

- 36 -


JULIANA FOSSA ROCHA

Os médicos nos deram a notícia de que a única alternativa para o caso do Thiago seria um transplante de medula óssea. Foi quando conhecemos o drama de milhares de pessoas que sofrem e não possuem doadores de medula compatíveis. É uma sensação de descaso, de abandono. Se as pessoas fossem capazes de um ato de amor como esse, milhares de pacientes sem expectativa de vida poderiam voltar a ter esperança se encontrassem um doador compatível. E aqui faço um apelo, faça seu cadastro no hemocentro da sua cidade e seja um doador de medula óssea, não interessa para quem, mesmo um desconhecido poderá voltar a viver, se você se dispor a doar sua medula. Nós não saberíamos contar quantas bolsas de sangue (hemácias) e plaquetas o Thiago precisou receber para continuar vivo, e sabemos que hoje poucos se importam com quem sofre, com quem está nos hospitais. Tem crianças nesse momento que precisam do seu tipo de sangue para passar por uma cirurgia, homens, mulheres, jovens e idosos, precisando do seu sangue, para continuar vivendo. Seja um doador de sangue, de plaquetas, de medula, de órgãos. Só um ser humano pode doar o componente mais vital (seu sangue, sua medula, seus órgãos) para outro ser humano viver! Por isso sempre falo - 37 -


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

que doar é um ato de amor.

Os médicos iniciaram a busca por um doador de medula compatível. Meus irmãos, Rodrigo e Fabiano, foram chamados para fazer exames e, infelizmente, nenhum deles era compatível comigo. No Banco Mundial e Nacional de Cadastro de Doadores de Medula, também não havia nenhum doador compatível. Meu irmão Fabiano era 50% compatível, e o risco de complicações e morte era muito alto. Os médicos foram bem claros: se não tentasse esse tipo novo de transplante, eu poderia morrer; se eu tentasse, eu também poderia morrer. As chances de dar certo e eu ser curado eram mínimas. Nenhum hospital no Brasil fazia esse tipo de transplante, chamado Haplo – Idêntico, a não ser os médicos que me acompanhavam. Minha esposa, sempre presente, amiga e companheira, mais uma vez apoiou minha decisão. Ela estava comigo, não importava qual fosse minha escolha. Ela conseguia dimensionar minha dor, angústia e sofrimento. Oramos e buscamos a Deus até o dia de dar a resposta aos médicos sobre minha vontade. No momento da dor, da ameaça de morte, o que mais precisamos é de presença, e não de receitas de como - 38 -


JULIANA FOSSA ROCHA

agir ou como orar.... Eu tive o colo da minha amada Juliana, ela estava comigo, seu amor e cuidado me protegiam e me davam forças, eu jamais iria suportar tudo isso sozinho. O presente mais valioso que podemos dar a alguém é nosso tempo, atenção, amor e interesse. Presença continua sendo o melhor presente! Os amigos de Jó estiveram presentes em sua dor e tribulação, ficaram com ele, em silêncio, mas com ele. O problema, foi quando eles resolveram abrir a boca, e cada um falou o motivo que achava para justificar o que havia acontecido com seu grande amigo, tentaram dar causas e explicações absurdas sobre os motivos do seu sofrimento. Isso ofendeu tanto a Deus, que Ele os rejeitou. Quando estamos com alguém que sofre, só precisamos ser gente, ouvir sua dor, se importar, se colocar no lugar dele e amá-lo. Como você age quando alguém sofre: •Você é um distribuidor de receitas mágicas e infalíveis de fé? •Você é um acusador, que vive buscando pecados, falhas que justifiquem o sofrimento na vida do outro? •Ou você é um consolador?

- 39 -


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

P O R TA D O R E S D E ESPERANÇA Fiz minha escolha, e decidi tentar o transplante de medula apesar de todos os riscos. Fui internado novamente, mas, dessa vez, eu poderia não voltar para casa com vida. A quimioterapia “mataria” minha medula, e eu ficaria sem defesa, sem imunidade alguma, sujeito a pegar todo tipo de infecções por vírus, bactérias e fungos. Após esse procedimento, eu receberia a medula do meu irmão. E teria que aguardar até 28 dias para a medula nova “pegar”. Durante todo esse processo, eu permaneceria internado no setor de Transplante de Medula Óssea (TMO), num quarto de hospital a uma temperatura de 21º sem poder sair para nada. Teria que seguir rigorosas regras de cuidado e higiene, sem poder receber visitas. Graças a Deus, eu teria duas acompanhantes essenciais: minha mãe à tarde, e minha esposa pela manhã e a noite. Deus estava comigo, a guerra também era espiritual. No deserto, Jesus tinha a Palavra de Deus para vencer. E, em meio às angústias que por momentos atacavam minha mente e coração, eu usava as verdades de Deus sobre mim. Minha esposa me ajudava, em todo o tempo repetia as promessas de Deus para nós, nossa família e nossa missão. Ela me enchia de coragem. Sua confiança e fé em - 40 -


JULIANA FOSSA ROCHA

Deus, e em suas promessas me faziam bem, fortaleciam a minha fé! Na guerra, cerque-se de pessoas de fé. Jesus quando foi curar a filha de Jairo, levou consigo, Pedro, Tiago, João e os pais da menina (Marcos 5:35 - 43). Precisamos de pessoas que creiam conosco, que tragam à nossa memória o frescor das promessas de Deus! Como bem disse Jeremias, “quero trazer à memória aquilo que me dá esperança” (Lamentações 3:21). Às vezes, estamos tão sensíveis e amedrontados com a guerra, que não conseguimos sozinhos. Precisamos de ”Portadores de Esperança”, aqueles que nos ajudam a recordar as Promessas de Deus feitas a nós.

C O R A Ç Ã O F O R TA L E C I D O Dias tão difíceis, fiquei triste e angustiado, mas a Ju me ajudou a louvar ao Senhor e passar por esses dias. A mensagem que Deus me trouxe é de louvar ao Senhor e fortalecer o coração através do louvor. Não enfraquecer a fé e não temer as circunstâncias. Deus está procurando pessoas que tenham um coração leal mesmo quando tudo dá errado, mesmo em meio ao sofrimento, mesmo passando pela sequidão do deserto. Chorar alivia a alma, mas louvar fortalece a fé e o - 41 -


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

coração! Chore, sim, mas não deixe de continuar louvando ao Senhor!

N Ã O D E S I S TA D E S I M E S M O : L E VA N T E - S E , G U E R R E I R O ! Amanhã será o “Dia” do Transplante de Medula. Me sinto tranquilo e essa tranquilidade vem da fé que tenho em Deus. Sei que a mão do Senhor é quem me sustenta. Oro para que Deus me livre de todo inimigo que planeje roubar essa tranquilidade. Eu repreendo todo o mal em nome de Jesus! Amém!

O transplante de medula do Thiago durou 6 horas e, graças a Deus, nenhuma reação ruim ocorreu. Na Batalha, muitos podem lhe apoiar e lhe ajudar, mas tem uma parte que depende totalmente de você. Tem um momento que você terá que decidir se para ou se continua, se desiste ou apenas descansa para recobrar as forças. Se você se mantém otimista, confiante ou se você se entrega ao desânimo e à prostração. E essa parte ninguém poderá - 42 -


JULIANA FOSSA ROCHA

fazer por você! As pessoas somente poderão apoiar sua escolha, mas jamais decidir em seu lugar. Por isso não desista de si mesmo. Thiago só foi além, pois ele era indesistível, um guerreiro que nunca entregou os pontos, que em vários momentos se abateu e cansou, mas que após descansar, recobrava o ânimo e voltava à guerra. Levante-se em oração. Como um soldado em meio a guerra, tome a armadura de Deus (Efésios 6) e repreenda o inimigo, use a autoridade que lhe foi dada na cruz do Calvário. O Sangue de Jesus e a Sua Palavra tem muito poder! É maravilhoso quando temos pessoas que oram por nossas vidas, caminham conosco e nos apoiam, mas somente nós podemos escolher o caminho da fé em Deus e em nós mesmos. É preciso acreditar em nossa capacidade de vencer obstáculos, que iremos conseguir, que cruzaremos a linha de chegada! Quantas situações já vencemos na vida e quando elas surgiram achávamos que jamais iriamos conseguir superá-las. Você pode mais do que imagina, você consegue ir além, acredite! Levante-se guerreiro!

- 43 -


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

O H O S P I TA L É G E L A D O ! Esses dias em que não escrevi foram difíceis. Chega um momento da caminhada em que me sinto cansado, desanimado, com vontade de ir para casa... trinta dias internado, sem contato com as pessoas, confinado num quarto que parece o pólo norte, de tão gelado. Médicos e enfermeiros invadem meu corpo, é como se eu perdesse o direito sobre a minha vida, sobre quando comer, quando tomar banho, deitar. Me roubaram de mim mesmo! Ás vezes me sinto um “boneco” nas mãos dos homens. Tenho conhecido o desamparo da doença, da dor e do medo da morte nesses 14 meses de tratamento. O hospital é gelado em todos os sentidos, máquinas apitando, luzes, pessoas estranhas que aparecem com seringas, frascos, medicações. São raros os momentos de calor humano, sorriso aconchegante, boa piada, uma mão estendida... Diante do desamparo essas coisas são mais importantes do que os protocolos dos médicos e enfermeiros. Acredito, hoje, que é comum sentirmos isso no deserto. Foram dias que aprendi com paciência, a não mur- 44 -


JULIANA FOSSA ROCHA

murar e, sim, louvar a Deus por toda essa situação. Deus sempre está presente no deserto. Ele só se afasta quando escolhemos nos afastar Dele. É no deserto que a intenção do nosso coração é revelada, que somos confrontados, e é nele que devemos ser purificados e fazermos um caminho reto para a vinda de Deus no Seu templo, que somos Nós! Nessa noite, sonhei que estava no jardim de casa onde ficam as orquídeas. Ao olhar para o chão, observei que havia muitas formigas, e fiquei preocupado com as plantas. Nesse momento, senti e vi um braço amorenado me abraçar na altura do tórax, como um pai abraça um filho, na mesma dimensão e sentimento. Que abraço gostoso, aconchegante, que me trouxe paz, alegria, segurança! Então Ele me disse: “Não se preocupe, essas formigas não irão pegar suas plantas! ”. Foi demais, nunca fui abraçado assim. Que bom sonhar sonhos reais! Sonhos que alegram e fortalecem nosso espírito, compartilham uma identidade: “Sou filho amado, e o meu Aba Pai cuida de mim”. E mesmo quanto falta o calor e o aconchego dos homens, Ele nos aconchega em seus braços de amor!

- 45 -


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

O PRESENTE Sessenta dias se passaram... essa semana foi uma angústia muito grande, e eu fiquei emocionalmente muito abalado. A médica veio conversar comigo, e me dar a triste notícia que o transplante de medula não deu certo. Eles consideraram falha no transplante. Meu corpo rejeitou a medula do meu irmão e agora estou há quase sessenta dias sem medula, sem imunidade (sem defesas no organismo contra bactérias, vírus e fungos). Não sei qual será o caminho que Deus já escolheu, mas tenho paz que o final não é morte, é vida! Quando minha esposa chegou, eu estava triste, com saudades de casa... chorei mais uma vez, pois daí dois dias faríamos dois anos de casamento e eu internado, sem muitas chances de vida ou de cura. A Ju chorou comigo, me abraçou e me disse que não importava o lugar, que o importante era a companhia um do outro, o presente da presença, o fato de estarmos juntos, e isso me tocou profundamente. Naquele momento comecei a enxergar quantas bênçãos eu podia desfrutar: a companhia da minha esposa e da minha mãe, fazer as refeições com elas, conversar, dormir, orar, adorar a Deus, ler a Bíblia juntos, ver filmes, fazer palavras cruzadas, jogar `Rummikub`, respirar sem ajuda de aparelhos, tomar banho, ir ao banheiro, enxer- 46 -


JULIANA FOSSA ROCHA

gar, dar pequenos passos, sentar, ouvir, falar com meu filho e com minha família por telefone, não ter infecções, estar vivo! Talvez isso seja ser peregrino nessa terra: não importa o lugar, mas quem está com você, ao seu lado! A vida das pessoas que amamos é mais importante que o lugar e a situação que vivemos! Assim, a Jú me disse que tínhamos muitos motivos para comemorar nosso amor e que iríamos comemorar a vida, o milagre de ter chegado até aqui, desfrutando o presente chamado Hoje, e que o amanhã a Deus pertencia. Ao invés de chorar pelo medo da morte, iríamos celebrar o nosso amor, o presente de estarmos vivos, juntos um do outro. E, então, ela foi conversar com os médicos, e eles autorizaram nosso Jantar à Luz de Velas, em comemoração ao nosso segundo ano de casamento: Bodas de Algodão! Ela ficou responsável pela decoração e preparo do nosso jantar (apesar de eu não conseguir comer devido às fortes reações das medicações), e eu responsável pela trilha sonora... seria um jantar dançante! Isso encheu nosso coração de alegria e entusiasmo, tínhamos tudo o que precisávamos para sermos felizes! O que você mais valoriza: o que possui, ou o que lhe falta? - 47 -


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

Certa vez, li que, se formos esperar as situações perfeitas e favoráveis para sermos felizes, estaremos fadados à melancolia e à depressão. Então, que tal contar as bênçãos? Anote num papel, escreva quantas dádivas e bênçãos você tem recebido, e seja grato! Certamente a alegria, a gratidão e a esperança tomarão conta do seu coração!

U M A M E S A P O S TA NO DESERTO: BODAS DE ALGODÃO! Hoje é dia das Bodas de Algodão, aniversário de dois anos de casamento. O dia começou difícil. No hospital, somos testados todo o tempo. Consegui com a enfermeira folhas, lápis, tinta, pincéis e uma caixinha em formato de coração para pintar e presentear minha esposa... Minha mãe me ajudou com os preparativos, Deus é fantástico! Escrevi uma carta para o meu Amor: “Ju, Hoje celebramos dois anos de uma união que nasceu do coração de Deus, nesse período nós rimos e choramos, batalhamos, brigamos e acima de tudo nos amamos. - 48 -


JULIANA FOSSA ROCHA

Não posso dizer que te amo como ontem, pois te amo mais que ontem. Aprendi com você a celebrar e hoje vamos celebrar... sempre quero celebrar a vida e quem eu tanto amo: Você, Minha Branca! “ À noite foi muito maravilhoso! Eu estava eufórico, ansioso... mais do que no dia em que nos casamos. Minha amada estava linda, de vestido estampado de azul, brincos longos, cabelo e unhas arrumados. Muito formosa, que sorriso lindo. Ela montou a mesa, decorou o quarto do hospital, enquanto eu tremia de emoção. Ela trouxe roupas para mim, me ajudou a trocar, me perfumei e entreguei a “Caixinha” com uma carta de amor. Ela amou o presente, não conseguimos segurar as lágrimas. As enfermeiras, reprogramaram as medicações para não “atrapalhar” nosso jantar, percebi que até elas estavam emocionadas. Celebramos nosso amor, num jantar à luz de velas, ao som de louvores ao nosso Deus. Depois a tirei para dançar... Foi uma noite perfeita, no centro da vontade de Deus. Aprendi a celebrar a vida e o amor. Como disse o pastor José Rodrigues: “Pessoas são mais importantes que coisas”. Eu parafraseio dizendo que “Pessoas são mais importantes que circunstâncias”. Celebre seu Amor! - 49 -


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

Depois que fizemos tudo isso, uma verdade soou em nosso coração, a de que Deus nos preparou Uma Mesa no Deserto, na presença dos nossos inimigos, e fez nosso cálice transbordar (Salmo 23:5)! Ao amanhecer, estávamos radiantes, ainda sob o efeito da noite maravilhosa que tivemos, rompemos com a rotina do hospital, com o sofrimento. Ao celebrar o amor, ele transbordou e contagiou o ambiente que vivíamos! Deus falou ao coração da minha esposa: “Aquele que não celebra no deserto, não poderá celebrar na Terra Prometida”. Faça o mesmo, lhe convido a preparar uma mesa no deserto da vida. Prepare um café da tarde ou um jantar para sua família e amigos. Festeje no deserto. Celebre a Deus e a quem você ama. Isso trará significado à sua existência.

O IMPROVÁVEL Como já disse, não havia mais saída. Eu não tinha células suficientes da minha medula para o auto-transplante, não havia doador 100% compatível, e o transplante que fiz do meu irmão Fabiano, era apenas 50% compatível, e o meu corpo o rejeitou totalmente. Eu estava há - 50 -


JULIANA FOSSA ROCHA

mais de 60 dias vivo sem medula, sem produção de sangue, sem defesa (sem imunidade) e, o mais incrível, sem infecção, respirando normalmente, e isso, por si só, já era um milagre, algo que impressionava os médicos. Um deles chegou a comentar o seguinte com a Ju: “Tem alguma coisa mobilizando o sistema imunológico do Thiago, porque todo esse tempo em que ele está neutropênico ele está bem, sem sinal nenhum de infecção. É impressionante”. Nós cremos que é a Mão de Deus sobre minha vida, é ela que me mantém vivo. Os médicos resolveram usar a única alternativa possível no momento, que era fazer uma infusão das células da minha medula que estavam guardadas, caso fosse necessário em uma emergência, e este era o caso. Mas a quantidade de células que eu tinha era apenas 1% da quantidade necessária para a medula “pegar”, ou seja, voltar ao seu funcionamento normal, e eu sobreviver. Ao menos, eles ganhariam tempo para meu irmão doar novamente a medula dele para mim. Apesar do risco de rejeição ser muito alto, era a única alternativa diante do risco de morte. Durante o procedimento, pela manhã, passei mal, as reações foram horríveis, um cheiro muito forte de “palmito”, me explicaram que devido a um produto para “conservar” as células. Graças a Deus que a noite eu já estava melhor. - 51 -


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

Momentos como esses desafiam nossa fé. Quando a morte nos ameaça, o desespero nos amedronta e tudo parece perdido, temos um caminho seguro, nos render ao Amado da nossa Alma – Jesus Cristo. Tem coisas que os homens não explicam, é mistério de Deus! Para esses momentos reservo minha adoração em gratidão, pois meu entendimento jamais irá alcançar. “Pois os meus pensamentos não são os pensamentos de vocês, nem os seus caminhos são os meus caminhos, declara o Senhor. Assim como os céus são mais altos do que a terra, também os meus caminhos são mais altos do que os seus caminhos e os meus pensamentos mais altos do que os seus pensamentos”. Isaías 55:8-9 NVI.

DEPENDÊNCIA Quando se tem um problema grande demais para resolver, é melhor entregá-lo logo nas MÃOS de quem pode resolvê-lo. Assim eu tenho feito! Vou escrever o que está no meu coração: “Como é lindo o Teu passear, Por entre a criação a se alegrar. As árvores se põem a dançar - 52 -


JULIANA FOSSA ROCHA

E os pássaros a cantar. Os animais logo fazem festa Diante da Tua Presença tão manifesta. Passe por mim Senhor, passe por mim Senhor, Também quero me alegrar com a presença do Teu Amor. Passe por mim Senhor, passe por mim Senhor, Preciso tanto de Ti me abraçando e cuidando de mim Pois te digo que nada sou sem Ti”.

DESABAFO

Mais quinze dias se passaram, agora já são 75 dias internado, sem contato com as pessoas e com a vida lá fora... quase todos os dias tenho que receber transfusão de sangue (hemácias) e plaquetas... sem perspectiva de vida! Uma oração: “Deus Todo Poderoso te louvo por tudo que tens feito por minha vida, engrandeço Teu Nome que é Poderoso. Hoje, Senhor, me apresento diante de Ti para suplicar por minha vida, já não suporto mais passar por esse tratamento, não me conformo em ver a razão na boca dos médicos. Por que os médicos têm que ter razão? Majestade, não foi o Senhor quem criou os céus, a terra e tudo o que nela há? Foi o Senhor quem soprou o fôlego de vida em mim! Somente Tu Senhor, - 53 -


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

podes mudar minha situação e me tirar desse cativeiro. Até quando se calará, Senhor? Até quando olharei e não te acharei? Deus em nome de Jesus venha em meu favor, com poder, e realiza Teu Milagre em mim. Clamo pela cura, eu rejeito essa doença em minha vida. Se quiseres, podes me curar Senhor. Em nome de Jesus, amém! ”. Dois dias depois dessa oração de desabafo, recebi uma mensagem da minha prima Liliane, que dizia assim: “Deus não é homem, para que minta; nem filho de homem, para que se arrependa. Porventura, tendo Ele prometido, não o fará? Ou, tendo falado, não O cumprirá? ”. Números 23:19. Fiquei emocionado, porque Deus respondeu tudo o que estava no meu coração. Me alegro no Senhor, uma chama que enche meu coração de alegria e tira todo engano. Foi a “bronca” mais gostosa que já tive...rsrsrsr. Receber um sinal de Deus em meio ao deserto é maravilhoso, me trouxe alegria, paz, certezas. Agradeço a Deus por se manifestar e enviar seus mensageiros humanos! Sem vocês, não iríamos conseguir! Não posso citar nomes, seria muito injusto, mas são muitos, temos uma família espiritual, que ultrapassou a nossa amada Comunidade Metodista de Brodowski, o Corpo de Cristo de várias cidades e nações, nossos irmãos, que nos amam, que se importam com nossas dores, que nos sustentam em jejum e oração, que clamam e - 54 -


JULIANA FOSSA ROCHA

oram por nós sem parar. Que nos telefonam, nos visitam quando é permitido pelos médicos. Unidos parece que o fardo fica mais leve, a Bíblia diz “alegrai-vos com os que se alegram; chorai com os que choram” (Romanos 12:15). Uma visita, um telefonema, uma mensagem, um suprimento, um ombro para orar e chorar. “Mensageiros Humanos”, gente como a gente, que demonstram que Deus se importa com nossa dor. Que você possa ser o toque humano de Deus (Corpo de Cristo) para aqueles que sofrem ao seu redor, seja dentro da sua casa, na sua igreja, na sua escola, no seu trabalho. Se coloque no lugar do outro (isso é empatia) e aja com compaixão, pois a fé sem obras é vazia, morta! (Tiago 2:17).

A PRESENÇA REAL DO ESPÍRITO SANTO

Ontem à noite transbordou toda angústia da espera que vinha minando minhas forças. Senti muita tristeza e muito medo, há tempo que pedi para Deus um sinal, uma manifestação física da minha cura. Minha esposa e eu oramos e novamente adoramos - 55 -


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

ao Senhor. Ao clamarmos, pedimos ao Espírito de Deus que pairasse sobre mim, como em Gênesis. Já era madrugada, eu estava terminando de receber plaquetas e sangue... Durante a oração, senti como se fosse o vento do ar condicionado nas “penugens” da minha careca, algo normal, porém, quando terminamos de orar, não O senti mais. Fiquei quieto e guardei isso no meu coração, e fomos dormir. Quando o dia amanheceu, minha médica nos acordou, ela estava visivelmente emocionada, com lágrimas nos olhos, e sorrindo nos disse que a medula deu sinal de vida, pela primeira vez estava começando a produzir!!! O Sobrenatural... Glória a Deus, o milagre aconteceu!!! Começamos a chorar, sorrir, ficamos impactados com o que Deus havia feito! Ele mudou a minha sorte, me tirou da morte para a vida! Aquele Vento na minha careca foi, sim, o Espírito de Deus pairando sobre mim, foi uma manifestação física da presença de Deus em minha vida! Nossa querida amiga e pastora, Vânia Bitun, havia enviado uma mensagem que dizia assim: “Queridos, estava orando por vocês nessa manhã e o Senhor compartilhava a angústia que vocês estão vivendo, e me veio uma convicção muito forte de que nenhum decreto, sentença ou diagnóstico está acima ou comandará o Cetro do Se- 56 -


JULIANA FOSSA ROCHA

nhor. Ele continua reinando, soberano, e edificando sua igreja. Vocês fazem parte deste edifício espiritual que o Senhor está construindo e, portanto, têm lugar e função nessa edificação, e ninguém e nada atrapalhará os planos do nosso Supremo Arquiteto. Caminhem firmes na confiança de que Aquele que começou a boa obra é fiel para concluí-la. Vamos avançar! ”. Deus enviou seus mensageiros e mudou minha sorte. Hoje minha medula voltou a viver, a manifestação física da minha cura! Os médicos já tinham chamado meu irmão Fabiano para os exames e planejamento para um novo transplante, e no dia que ele veio ao hospital fazer os exames, minha medula pegou. E os exames dele foram cancelados. Glória a Deus! Deus frustrou os planos dos homens, minha vida pertence a Ele, e é Deus quem faz planos para mim, meu Amado Criador. “Veja não são as nuvens trazendo mais um tempo nublado, trazendo uma chuva que atrapalha. É sim, um frescor no meio do deserto, sombra e água fresca. Água que vem para dar vida e vida em abundância, para depois de ter passado os dias maus, vermos o lindo jardim que Deus preparou para nós! ”. Glória a Deus que, em uma palavra, em “um minuto” mudou a minha sorte. A medula está produzindo, ela pegou, é real. - 57 -


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

“Quando o Senhor restaurou a sorte de Sião (do Thiago), ficamos como quem sonha. Então, a nossa boca se encheu de riso, e a nossa língua, de júbilo; então entre as nações se dizia: Grandes coisas o Senhor tem feito por eles. Com efeito, grandes coisas fez o Senhor por nós; por isso estamos alegres” Salmo 126:1-3. Fale aos quatro cantos o que Deus tem realizado em sua vida! Espalhe alegria e esperança! Compartilhe boas-novas.

D I A D E F E S TA ! Hoje recebi uma surpresa: a Jú preparou uma festa de Re-nascimento para mim! Ela comprou bolo, docinhos, salgados, bebidas e bexigas. Minha esposa é muito especial, ela tem um valor que nunca vi na terra. Os médicos, enfermeiros e equipe técnica entraram no quarto cantando parabéns... não consegui me conter, chorei de emoção junto com eles... Para mim é muito mais do que a “pega” da medula, é a minha cura, meu renascimento. O Espírito de Deus pairou sobre mim e me refez, me trouxe luz, me transformou. Nasci em abril de 1981, mas renasci em novembro de 2013. Hoje foi decretado o meu Renascimento! GLÓRIA A DEUS! - 58 -


JULIANA FOSSA ROCHA

Precisamos aprender a festejar, a celebrar nossas vitórias e conquistas! Celebrar os feitos do Eterno por nós! Uma pequena vitória, como uma oração atendida, uma batalha vencida, precisam ser celebradas. A celebração, muito mais que uma festa, é um sentimento de superação, é um marco na nossa caminhada. Celebrar nos impulsiona e nos dá maior motivação e fé para vencer. Celebre os feitos do Senhor. Com certeza, você deve ter muitos motivos para festejar, agradecer, se reunir com quem você ama e celebrar as bênçãos que Deus tem lhe dado! Celebre os pequenos começos, as pequenas vitórias e conquistas. Comemore a mudança para uma casa nova ou um emprego, celebre um aumento salarial, conseguir concluir mais um semestre da faculdade. Aprenda a celebrar, a comemorar pequenas vitórias, pois elas são os degraus para as grandes conquistas!

I R PA R A C A S A No período da tarde, a alegria contagiou o quarto do hospital, a doutora me disse que eu provavelmente poderei ir para casa hoje. - 59 -


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

Antes dela chegar, “alguma coisa” no meu espírito me dizia que eu iria para casa finalmente. Durante a troca do plantão, as enfermeiras e técnicas de enfermagem vieram me cumprimentar. Algumas choraram, emocionadas, e, o melhor de tudo, o nome de Deus foi glorificado através da minha vida, pois, quando ninguém mais acreditava, Deus se manifestou. No final da tarde, a confirmação chegou: terei alta! Fui tomado por uma euforia misturada de alegria e gratidão. Meu irmão Fabiano veio me buscar. Seria a primeira vez que eu sairia na rua depois de quase três meses internado. Quando cheguei em casa, um pouco fraco, mas em paz, fiquei admirando cada parte do nosso lar, cada móvel, cada planta, cada detalhe, o cheiro, os barulhos da rua. Finalmente eu estava em casa. Como diz na canção do Fernandinho: “Uma nova história Deus tem pra mim. Um novo tempo Deus tem pra mim. Tudo aquilo que perdido foi Ouvirei da sua boca: te abençoarei! ” É o começo de uma nova história, de uma nova vida... serão necessários muitos cuidados, mas vamos seguir para vitória com toda prudência.

- 60 -


JULIANA FOSSA ROCHA

LIÇÕES DE VIDA Passados 3 meses do transplante, os médicos me deram ótimas notícias: posso andar sem máscara, comer fruta da fruteira, voltar a ter algumas atividades. Suspenderam alguns medicamentos... Deus nesse tempo está me mostrando uma outra vida, um outro significado. Eu renasci para viver os planos Dele para mim. Fizemos um culto de ações de graças, e pudemos mencionar as maravilhas do Senhor em nossas vidas. Em todo o tempo, Deus é bom, fiel e perfeito em todos os seus caminhos. Ficar noventa dias internado, foi um período de reflexão, aprendizado e transformação. No pré-transplante percebi que se entra com toda força interior, mas, se não tivermos fé em Deus não há forças para prosseguir. Depois vêm as sessões de quimioterapia, transplante e o pós-transplante; este último é a fase pior. Nele, o corpo sente a ação implacável da quimioterapia, e o emocional sente a angústia e a apreensão da espera. Eu vivia um dia de cada vez, porque estar bem num dia não significava estar bem no outro. Não há certeza do que vem amanhã, a qualquer momento poderia ocorrer uma infecção ou qualquer complicação vital. É literalmente a vida por um triz. Mas também isso nos trouxe um significado maior de desfrutar o dia de hoje, - 61 -


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

valorizar os momentos que vivemos no momento exato em que ocorrem, viver o presente, viver um dia de cada vez! Aprendemos a valorizar ainda mais a vida, cada segundo dela, a valorizar nossa saúde. Aprendemos também que a alma nunca está satisfeita, sempre quer mais, ou sempre deseja reivindicar alguma coisa, sempre quer reclamar de algo ou de alguém. Aprendemos a valorizar a “presença”. Muito mais do que o lugar, ou coisas, é o “Presente da Presença”. Desfrutar da companhia de quem amamos, seu sorriso, seu abraço, seu cheiro, seu beijo, suas histórias. Pessoas são mais importantes, a vida é mais importante do que os compromissos e coisas. Precisamos arrumar tempo para “estar” junto, para “ser presente” na vida de quem amamos. Estar conectado sem celular. Ligado sem telefone. Momentos simples, mas que enchem nossa vida de significado. Passe tempo com quem você ama!

Aprendemos também que estamos aqui de passagem. Nossa vida é apenas uma representação profética de uma eternidade perfeita, sem dor, doenças ou problemas. Parece que o sofrimento nos faz lembrar que aqui - 62 -


JULIANA FOSSA ROCHA

não é o fim, o nosso fim. Nossa casa não é aqui, somos peregrinos nessa terra. O Céu é o nosso lar, é a Casa do nosso Pai, que nos aguarda e espera por nós. Outra lição que aprendemos é que devemos festejar no deserto, que devemos celebrar mesmo na dor e quando fazemos isso, trazemos à memória aquilo que nos dá esperança (Lamentações 3:21), e essa atitude nos ajuda a manter uma postura de fé, de bom humor e otimismo no meio da crise. E a lição mais importante, aprendemos que podemos extrair uma lição do sofrimento, e dar um re-significado para nossa dor. Como disse o pastor Carlos Barcelos, “Deus não desperdiça feridas”. Quando amamos o Senhor de todo coração, “Ele faz com que tudo concorra para o nosso bem “ Romanos 8:28.

Medite nisso: quais lições você aprendeu através daquilo que sofreu?

Dê um novo significado para as experiências dolorosas em sua vida. Você verá que os dias maus e difíceis contribuem para nosso crescimento pessoal, forjam nosso caráter, ampliam nossos limites e podem nos fazer pessoas melhores.

- 63 -


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

O B O L O D A S L A M E N TA Ç Õ E S Cerca de 5 meses após o transplante, apareceram nódulos no braço e nas costas do Thiago. Fomos confrontados novamente com a doença, parecia que não dava trégua. Muito choro, medo e incertezas invadiram nossos corações. Mas fomos lá encarar esses fantasmas, sabíamos que não estávamos sozinhos, Jesus estava conosco. Esse problema era grande demais para ficar em nossas mãos. Deus nos ajudou mais uma vez a enfrentar tudo isso, acreditávamos que essa doença não seria para a morte, mas para a glória de Deus. Assim, Thiago seguiu em tratamento mais um ano, devido a recidiva da doença, ele foi submetido a outro esquema de quimioterapia. Teria que ser uma dose mais fraca, pois sua medula já estava debilitada por todo o tratamento anterior. E uma das medicações era neurotóxica e havia afetado seu pé esquerdo, causando perda da força e da sensibilidade. Novamente estávamos toda semana no hospital para as consultas médicas e exames. Vivíamos entre o hospital e nossa casa. Muitos problemas ocorreram, muito sofrimento foi experimentado, o cerco foi se fechando para nós. Ele nunca desanimou, mesmo nos momentos em que tanto a doença como o tratamento faziam nossos dias - 64 -


JULIANA FOSSA ROCHA

ficarem mais difíceis, Thiago sempre sorria e agradecia pela vida, a despeito do medo, da angústia e dos sintomas. Meu marido, nunca teve dó de si mesmo, jamais. Tentou de todas as formas levar a vida o mais normal possível, com os limites que a doença impunha, mas nunca sucumbiu à prostração, nunca parou de sonhar e de agir. Minha missão era auxiliá-lo e incentivá-lo a manter a fé, a não desistir, a vencer, a prosseguir em pé. Lembro-me a frase de alguém que disse que “a parte vital da coragem é permanecer em pé”. Um espírito alegre mantém o foco na esperança e não na dor, protege nossa alma de emoções negativas. Assim era meu Thiago. Que mesmo na dor e no sofrimento da vida, você possa ter um sorriso nos lábios, uma piada engraçada, e até mesmo assistir filmes de comédia, que lhe tragam alegria em momentos de tristeza e desamparo. A Alegria é a fonte da nossa força (Neemias 8:10). Recordo-me bem de uma noite, já quase meia noite, em que Thiago percebeu um nódulo enorme atrás do joelho, do tamanho de uma laranja, e como ele estava assustado com a descoberta, me mostrou. Nesse momento nos abraçamos e choramos. Unidos oramos e clamamos a Deus. Daí o convidei para a cozinha. Fui fazer um bolo de fubá, demos o nome a esse bolo de “Bolo das Lamentações”. - 65 -


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

Assim, já madrugada, sentados à mesa com o Senhor Jesus, comemos, tomamos café, choramos e rimos... “O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã” Salmo 30:5. Acredite, acordamos renovados. O medo foi-se embora, e já não importava mais o que os médicos poderiam nos dizer, a certeza da presença de Jesus, que Ele estava conosco até o fim, era o suficiente.

A V I S I TA D E J E S U S Em julho de 2015, parecia que a doença estava fora de controle, vários nódulos haviam se espalhado pelo meu corpo, mas eu tentava levar uma vida normal, fazendo natação, aprendendo a tocar saxofone, discipulando pessoas, todo ocupado! Eu não tinha condições físicas para dirigir até São Paulo e minha esposa foi dirigindo, novamente eu via o quanto ela se sacrificava por mim. Para nossa alegria meu filho William, passaria as férias escolares em nossa casa. Fomos ao Parque de Diversões, tudo estava bem, até que comecei a ter sintomas de resfriado e febre. Fui internado para exames e não detectaram nada. Mesmo assim, a febre não cedia, e os médicos diziam que era da - 66 -


JULIANA FOSSA ROCHA

doença. Comecei a ter tosse, mas não era uma tosse comum, era muito forte, perdia o fôlego, cansava e quase vomitava. Quinze dias depois fui internado. O quadro respiratório foi piorando e precisei de máscara de oxigênio para conseguir respirar. Os médicos fizeram vários exames, mas para mim, o pior foi o mielograma (punção da medula) no meu tórax, nunca gritei tanto e senti tanta dor como naquele dia. Infelizmente detectaram que a doença estava em atividade, que a quimioterapia não estava conseguindo “segurar” o avanço do câncer. Senti muita dor, fiquei triste e chorei muito. Tive medo de morrer. Chorava e orava, clamava, mas não tinha resposta. Piorei rápido demais. Banho e as necessidades fisiológicas eram no leito, já não conseguia sair da cama para nada. A máscara de oxigênio estava no máximo, e, ao mínimo esforço, tinha dificuldade para respirar. Há uma semana assim, e os antibióticos não estavam resolvendo. Os médicos mudaram as medicações para ver se conseguiam alguma melhora, mas os exames de imagem estavam piores. Sem eu saber, os médicos disseram à minha esposa que meu caso era muito grave, e se eu saísse dessa com vida, seria dependente de um cilindro de oxigênio. Em uma das minhas orações de desabafo com Deus eu clamava pedindo-lhe uma palavra, algo que me - 67 -


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

desse chão para andar, que me ajudasse a redirecionar a bússola. Pois bem, em casa, meu filho fez um desenho sozinho, para me entregar no hospital, antes dele voltar para São Paulo. Eu como super-herói, com ele e a Ju. Esse desenho foi um sinal de Deus que reacendeu a fé no meu coração. Em meio a toda turbulência, falatórios, programas de TV, enfermeiros, notícias ruins... eu colocava o fone de ouvido e louvava a Deus, assim eu era transportado para um mundo de paz. Numa dessas noites, adorando ao Senhor, de olhos fechados, e somente em pensamento pois não conseguia cantar ou falar mesmo com a máscara de oxigênio. Foi quando eu vi Jesus - o próprio. Ele se achegou até mim, estava lindo, vestido de vestes talares brancas, resplandecentes. Na cintura, usava um cinturão de ouro, em sua cabeça uma coroa de ouro com diversas pedras preciosas. Seu rosto e cabelos emanavam uma luz que não existe nesse mundo. Suas mãos eram grandes, bonitas, e resplandeciam a mesma luz. Lindo! Com a Sua Mão tocou o meu tórax, e da Sua Mão saiu uma luz que iluminou meu peito, como uma “descarga” de luz resplandecente. Ele me disse para ficar em paz que tudo daria certo, pois Ele estava ali comigo, e sentou-se ao lado do meu leito. Fiquei maravilhado e O louvava com mais intensidade e prazer... Eu vibrava em meu espírito pela presença glo- 68 -


JULIANA FOSSA ROCHA

riosa de Jesus comigo e assim adormeci. Pronto, o milagre estava feito! Na manhã seguinte acordei e percebi uma diferença no meu corpo, eu estava me sentindo muito melhor, respirava melhor, sentei no leito depois de quinze dias deitado, me alimentei. Me sentia diferente. Quando o médico passou e me viu sentado, perguntou se eu estava me sentindo bem, e eu afirmei que sim. Admirado, ele me disse que “eu era um novo homem, não tinha explicação”. O enfermeiro me levou na cadeira de rodas e usando máscara de oxigênio ao banheiro, isso era um milagre depois de quinze dias sem me levantar do leito, consegui com sua ajuda tomar banho. Deus me tirou do leito de enfermidade mais uma vez! Glória a Deus! Alguns dias depois, eu estava milagrosamente de alta, e respirando normalmente sem ajuda de aparelhos, sem sequelas em meus pulmões. Deus me curou. O sobrenatural aconteceu. Como disse Jó: “Bem sei (Senhor) que tudo podes, e nenhum dos teus planos pode ser frustrado” ( Jó 42:2). Desenho do Meu Filho: Você é curado PAI! O Vermelho significa que você é protegido pelo sangue de Jesus; O J no símbolo significa Jesus; O Azul, os mares feitos para você; O Amarelo: são as ruas de ouro lá no céu. - 69 -


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

- 70 -


JULIANA FOSSA ROCHA

Esse desenho, foi um sinal concreto que fortaleceu e manteve a fé do Thiago até o fim. Mesmo sem saber, William foi um instrumento de Deus para manter viva a fé em nossos corações. Você também pode ser usado por Deus, na simplicidade, nas pequenas coisas, através de um abraço, de uma oração, de um cartão, de um poema de amor, um desenho, uma flor, uma visita, uma palavra, um café! São tantos pequenos detalhes, que podem aquecer a fé e o amor. Tenho certeza, alguém será fortalecido e se sentirá amado através da sua vida!

- 71 -


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

MEU FILHO De volta para casa, alegres e cheios de gratidão, pudemos mais uma vez contar com a intervenção e o milagre de Deus num momento tão crucial das nossas vidas. Um mês depois, os médicos permitiram que fôssemos para São Paulo, passar o final de semana com meu filho William. Que saudades do meu menino, ele é um garoto muito especial, e acredito que Deus tem algo tremendo para realizar na vida dele. Brincamos, conversamos, desfrutamos da companhia um do outro. Ele me faz muita falta, é sempre bom quando podemos estar juntos. Carta escrita pelo Thiago para seu filho em Outubro de 2015: “Filho o meu amor por você ultrapassa as barreiras deste mundo, nada que você faça de bom aumentará o meu amor por você e nada que você faça de ruim diminuirá o que sinto por você. Te amo simplesmente por você existir. Ver você sorrindo é o meu maior presente. Infelizmente estamos distantes no corpo, mas penso em - 72 -


JULIANA FOSSA ROCHA

você todos os dias e o desejo do meu coração é estar com você todos os dias. Quando você está aqui você enche nossa casa de alegria. Oro para que você conheça a Deus como tenho conhecido, Ele é maravilhoso e faz milagres acontecer, por isso estou vivo. ‘Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu Seu Filho unigênito (Jesus Cristo), para que, todo aquele que Nele Crer, não morra, mas tenha vida eterna’ (João 3:16) Beijos, amo você! Seu Paizão”.

- 73 -


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

FLORES E FRUTOS No final de semana que passamos em São Paulo, Thiago desfrutou de cada momento na companhia do William, mesmo sentindo que não estava bem. Os médicos haviam suspendido os quimioterápicos devido a toxicidade, e os nódulos se multiplicaram rapidamente em seu corpo. Em todo o tempo Ele me dizia que esse assunto era para Deus, nós não tínhamos o poder de fazer nada, a não ser confiar em Deus. Retornando para casa, voltamos aos médicos e à rotina de exames e hospital... alguma coisa estranha estava acontecendo, mas eles não diziam nada. Sabíamos da gravidade da situação, e continuávamos crendo em Deus. Um mês depois, comemoramos nosso quarto ano de casados: “Bodas de Flores e Frutos”. Nosso amor floresceu e deu frutos excelentes. Deus nos escolheu a dedo. Extraímos o que havia de melhor um do outro. Thiago tornou-se um homem melhor, mais forte, decidido, firme, tornou-se um gigante na fé, na comunhão íntima com o Senhor. Sua vida passou a exalar o amor e a grandeza do nosso Deus, uma fé - 74 -


JULIANA FOSSA ROCHA

inegociável. Thiago tornou-se um Herói da Fé. Enquanto, eu, tornei-me mais leve, mais doce e gentil. Uma mulher, quando amada de verdade, exala um aroma suave e agradável. Seu amor curou meu coração e me fez sorrir para a vida novamente. Você tem extraído o pior ou o melhor das pessoas com as quais se relaciona?

MESMO MORTO A I N D A FA L A Uma semana depois de comemorarmos nossas Bodas, Dra Belinda, chefe da equipe médica veio falar conosco. A Leucemia havia atingido 70% da medula do Thiago, ele não tinha doador compatível, e também não sabiam se ele aguentaria mais um transplante. Não havia nada a ser feito, a não ser uma quimioterapia muito agressiva para conter a doença, mas a sua medula poderia não resistir, não voltar a produzir. Ele corria risco de morte se fizesse ou não a quimioterapia. Ele decidiu enfrentar, ir para a batalha novamente, certo de que não havia nada que pudesse matá-lo se Deus não o quisesse. Ele estava vivendo uma fé acima do natural, a ponto de acreditar que, ainda que morresse, Deus poderia ressuscitá-lo. - 75 -


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

Choramos bastante, nos abraçamos, oramos... almoçamos juntos num restaurante pela última vez, conversamos com nossas famílias, mas ninguém parecia acreditar no que estava acontecendo. Na noite de sexta – feira ele foi internado para a última quimioterapia. Um procedimento doloroso e muito difícil de enfrentar. Ainda assim, a fé de que tudo daria certo estava em nossos corações. Sabíamos que Deus tinha o melhor para nossas vidas. Ele me pediu para levar o saxofone para ele tocar no hospital. E ele tocou uma linda declaração de amor: Love me Tender (Me Ame Com Ternura) Elvis Presley Me ame com ternura, me ame com doçura Nunca me deixe partir Você tornou minha vida completa E eu te amo tanto Me ame com ternura, me ame de verdade Todos os meus sonhos realizados Porque, meu amor, eu amo você E eu sempre amarei

- 76 -


JULIANA FOSSA ROCHA

Me ame com ternura, me ame por muito tempo Leve-me ao seu coração Pois é lá que eu pertenço E nós nunca nos separaremos Me ame com ternura, me ame, de verdade Todos os meus sonhos realizados Porque meu amor eu amo você E eu sempre amarei Me ame com ternura, me ame com carinho Diga-me que você é minha Eu serei seu durante todos os anos Até o final dos tempos Me ame com ternura, me ame de verdade Todos os meus sonhos realizados Porque meu amor eu amo você E eu sempre amarei De repente a enfermeira entrou no quarto, emocionada, enxugando as lágrimas e dizendo que os pacientes dos outros quartos estavam chorando, também emocionados, ao ouvir o Thiago tocar... sua música havia trazido esperança aos corações. Um ambiente tenso, cheio de dores e sofrimento, deu uma pausa para o som do amor e da - 77 -


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

paz. O som do amor aqueceu o coração de todos naquela noite. Como alguém, mesmo sofrendo tanto, pode extrair forças e alegrar as pessoas à sua volta? Como alguém consegue deixar de lado suas dores e amenizar a dor do próximo? Terminado a quimio, Thiago teve alta e passou um dia em casa, lembro-me que seus pais jantaram conosco, ele estava cansado, mas pode desfrutar da companhia deles, não sabíamos que seria nosso último jantar juntos, uma despedida. Durante a madrugada, ele teve febre, se sentia muito fraco e debilitado, acordei nosso vizinho e amigo, Pr Osmar, e fomos para o hospital há 30 km da nossa cidade, chovia forte demais. Thiago foi internado novamente, passamos por várias tensões no hospital. Três semanas se seguiram, com muito sofrimento, angústia e dores. Semi-intensivo... choque séptico, pneumonia. Thiago não conseguia mais respirar sem ajuda de aparelhos, seu corpo não reagia aos medicamentos e transfusões de sangue e plaquetas pois sua medula estava aplasiada (morta). Ele não conseguia mais conversar, mal se alimentava. Os médicos conversaram comigo e disseram que a qualquer momento ele não aguentaria mais tamanho sofrimento e teria que ser entubado, mas que eles já haviam falado isso para o Thiago, mas ele não aceitava. - 78 -


JULIANA FOSSA ROCHA

Depois de dois dias na máquina que fazia a função de seus pulmões, ele estava em desespero e pranto, fez um sinal para que chamássemos o médico, e então disse: - “Doutor, eu descobri como essa máquina funciona... O emocional não pode entrar nela, e o meu já foi, eu não aguento mais. Eu tentei, mas não aguento mais, pode me entubar...” Nessa hora toda equipe de enfermagem e eu começamos a chorar, entrei em choque. Para quem conhecia o Thiago, somente um sofrimento extremo, quase desumano o faria dizer isso. O médico lhe disse: “Thiago, eu nunca conheci um paciente como você, um homem tão valente e corajoso, foi um enorme prazer e uma honra tê-lo conhecido”. Balançando a cabeça em negativa, ele disse ao médico: “Não... não acabou! Eu ainda vou comer acarajé na sua casa, Doutor.... Enquanto houver vida, haverá esperança! ”. Eu lhe perguntei se queria falar com sua mãe ou se queria falar alguma coisa para mim, ele moveu a cabeça que não... eu o abracei, chorei, declarei meu amor por ele e oramos juntos pela última vez. Me pediram para sair do quarto para o procedimento. “Enquanto houver vida haverá esperança! ” ... foram suas últimas palavras. Dois dias depois, ele descansou no Senhor. Deixou – nos com uma saudade imensa, - 79 -


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

mas com um legado enorme. E são essas as palavras que ecoam na minha alma, fazendo-me lembrar a cada dia, a cada manhã, que a esperança nasce a cada fôlego de vida, a cada amanhecer. Por onde Thiago passou, ele tocou o coração das pessoas, através da sua fé, da sua contagiante alegria, amor e gentileza! Várias pessoas foram marcadas por sua vida. Um dia uma bancária me disse, emocionada, que todas as vezes que meu marido vinha até ela, ele sempre a cumprimentava com bom dia ou boa tarde, e agradecendo-lhe, não ia embora sem desejar-lhe que ´Deus lhe abençoasse`. Em outra ocasião, o dono de uma papelaria, enxugando as lágrimas, me disse que não sabia que ele tinha leucemia, pois nunca o viu abatido, reclamando. Sempre chegava em sua loja, com um sorriso nos lábios, gentil, e nunca se despedia sem desejar-lhe a bênção de Deus. Quanto custa desejar um “Deus lhe abençoe” a alguém? Quanto custa abençoar uma pessoa? Certo dia, realizamos o sonho de uma vizinha nossa, muito querida, D.Cida. Ela ia completar 86 anos, e disse para o Thiago que nunca havia tido um bolo de aniversário... fizemos uma surpresa para ela, compramos um bolo e comemoramos seu aniversário. Certamente isso marcou seu coração. Quanto custa um bolo de ani- 80 -


JULIANA FOSSA ROCHA

versário? Podemos, em pequenos gestos de amor, realizar desejos e sonhos! Como sua esposa, ele mudou a minha vida. Aliás, ele fez com que a minha vida fosse muito melhor ao seu lado. Lembro-me de uma ocasião em que chegamos numa escola, onde faríamos uma palestra e ele, como sempre fazia, abriu a porta do carro para mim. Entramos na escola, fizemos nosso trabalho e, ao sairmos, a diretora nos falou: “Eu vi o que você fez! ” Sem entender, perguntamos o que havia acontecido, e ela disse que estava dentro da escola quando viu pela janela a cena dele abrir a porta do carro e dar a mão para eu descer. Há muito tempo ela disse que não presenciava uma cena como aquela, que já não existiam homens como ele, com tamanha gentileza e amor. O coração daquela mulher foi tocado pela forma como vivíamos. Thiago marcou o coração das pessoas por onde ele passou. Ele deixou uma marca em sua geração, um testemunho de amor. Pessoas como ele não morrem jamais, se eternizam. Mesmo morto, ainda falam... Abaixo, um trecho de uma carta que minha pastora, Janete Miguel, escreveu: “Jú querida: O Thiago foi um agente de cura para sua alma. Ele a compreendeu, valorizou e fez desabrochar toda beleza interior - 81 -


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

que estava escondida em você. E você floresceu como pessoa, como mulher, e se tornou radiante, doce, amável e intensamente produtiva. Você amadureceu na sua convivência com ele. E você, foi escolhida a dedo para estar ao lado dele nestes últimos anos de sua vida, Deus a preparou para estar ao lado dele em todo esse processo. Você foi uma guerreira, cheia de fé, garra, otimismo e bom humor. Você abriu mão de quase tudo com alegria fazendo-o sentir-se especial todo o tempo. Você também fez desabrochar o melhor que havia nele. Por isso, ele foi esse grande guerreiro, que honrou a Deus em toda sua luta e sofrimento. Vocês conseguiram extrair o melhor um do outro... Isto é casamento, o cumprimento de um propósito... O Thi foi um instrumento do amor de Deus, cumpriu seu propósito e partiu. E você, também foi um instrumento do Seu amor na vida do Thi. Então, guarde essas palavras em seu coração...e continue avançando...” Existem pessoas que são assim, elas passam por nossas vidas e são capazes de tornarem nossos dias melhores, e nos marcam para sempre... mesmo mortas continuam falando!

- 82 -


JULIANA FOSSA ROCHA

ETERNIDADE Tudo o que não é eterno, é eternamente inútil (C.S. Lewis). Muitos acham que falar de vida após a morte, de céu, é como usar uma muleta, é para os fracos e covardes, para os frustrados na vida. Mas quando olho para Cristo, e vejo sua ressurreição, é como se Ele nos mostrasse que o ciclo da vida não termina com a morte, mas com a eternidade. Ele mesmo disse: “Eu sou a ressurreição e a vida, quem crer em mim ainda que morra viverá” (João 11:25). Existe outro mundo, um mundo que compensa toda dor e todo sofrimento que vivemos aqui. Um mundo onde não existe tristeza, lágrimas, doenças e aflições. O Céu é esse lugar lindo, iluminado, cheio de paz e alegria, de delícias e da presença de Deus. Onde seremos tocados por esse amor sem barreiras, onde desfrutaremos da perfeita comunhão com nosso Deus e com nossos irmãos (aqueles que morreram na esperança da salvação em Cristo Jesus). Ali nunca mais existirá células de leucemia, morte, tristeza, choro e dor (Apocalipse 21). O apóstolo Paulo, em II Coríntios 11, faz um resumo das situações difíceis que sofreu nessa vida, ameaças de morte e perigos de todas as partes, prisão, tortura, apedrejamento, naufrágios, traição de falsos irmãos, fome e sede, frio e nudez. E Paulo disse que se não houvesse - 83 -


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

vida após a morte, tanto a nossa pregação, como a nossa fé, seriam inúteis (I Coríntios 15:13,14). No versículo 19, ele continua falando que “Se é somente para esta vida que temos esperança em Cristo, dentre todos os homens somos os mais dignos de compaixão” (1 Coríntios 15), ou seja, a morte não é o fim, mas o início de uma nova vida, de uma vida eterna com o Senhor Jesus. Sendo assim, a resposta que damos a Jesus Cristo em vida determinará nosso destino eterno: céu ou inferno. A morte nada mais é que uma passagem para a eternidade. Lembro-me de uma experiência do pai das minhas amigas, que estava na UTI, quando teve uma experiência com o sobrenatural, ele viu vários demônios e uma completa escuridão, eram seres sombrios, olhos fumegantes e horrorosos, e ele estava sendo levado para um túnel escuro e de trevas. E ele começou a clamar por Jesus e de repente aqueles seres o deixaram e ele voltou ao seu corpo. Nesse exato momento, minhas amigas e sua família estavam orando em casa, clamando ao Senhor para que Deus o salvasse e tivesse misericórdia da vida dele. No dia seguinte, quando chegaram ao hospital, seu pai lhe disse o que havia visto e orou entregando sua vida ao Senhor Jesus. Recordo-me também da experiência que Thiago teve na sua última internação, os médicos não sabiam - 84 -


JULIANA FOSSA ROCHA

mais o que fazer, e ele começou a morrer diante do meus olhos. Eu chamava por ele e nada dele responder, comecei a orar e a clamar ao Senhor Jesus, foi quando vi que seus batimentos cardíacos e pressão arterial foram voltando e depois ele me disse que me ouvia chamando e orando por ele, mas que ele estava muito distante, longe, vestido de roupas brancas, resplandecentes, com os anjos de Deus, e que estava indo para um lugar iluminado, e de repente voltou ao seu corpo e me ouviu chamando por ele. A eternidade é real. Lembre-se que o céu é o nosso lar, que estamos aqui de passagem, e que tudo que sofremos nem se compara com a Glória que Deus irá nos revelar na eternidade (II Coríntios 4:17). A morte não é o fim da estrada da vida, é apenas o começo! Precisamos viver com a perspectiva da eternidade. Centenas e talvez milhares de pessoas oravam pelo Thi e buscavam a cura dele. Acredito que fizemos de tudo o que considerávamos necessário. Mas por que Deus não o curou? Existem perguntas cujas respostas teremos apenas no céu. Com certeza, naquele dia, entenderemos tudo, mas por enquanto, na nossa mente natural ficamos sem entender o agir de Deus, mas confiamos que Ele sempre faz o melhor! Continuo acreditando na cura, sei que Deus pode - 85 -


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

curar. Mais existe algo mais excelente que a cura. O apóstolo Paulo descreve isso em I Coríntios 13: O que seria de nós sem o amor? Ele relata a importância dos dons no capítulo 12 de I Coríntios, para depois entrar no capítulo 13 falando de uma coisa tão nobre. Ainda que eu tivesse dons, e desse meus bens aos pobres, e desse minha vida para morrer no lugar de alguém, se não tivesse amor, nada seria. Ele termina o capítulo falando “Agora permanecem a fé, a esperança e o amor. O maior deles, porém, é o amor’’. Tínhamos fé e esperança de que o Thiago seria curado. Mas o que permaneceu foi o amor. Quão profundas são essas verdades! Ele não foi curado, mas algo extraordinário relacionado ao amor aconteceu na vida dele, e em todos os que estavam ao redor dele. O amor é que muda o mundo, e o amor é eterno. Deus amou o mundo de tal forma que deu seu Filho (João 3:16)... o amor fala de coisas eternas, e as coisas eternas são maiores que as passageiras aqui da Terra. Um dia estaremos todos com ele, e somente o que era importante permanecerá. Essa é nossa história de amor, como disse a princípio. Uma grande história de amor, escrita por Deus, que gerou frutos eternos que nem eu, nem o Thiago podemos dimensionar. Sei que colheremos esses frutos, com grande alegria, na eternidade. - 86 -


JULIANA FOSSA ROCHA

- 87 -


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

- 88 -


JULIANA FOSSA ROCHA

- 89 -


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

- 90 -


JULIANA FOSSA ROCHA

- 91 -


M E S M O M O R T O , A I N D A FA L A .

- 92 -

Mesmo Morto Ainda Fala  

Testemunho de vida

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you