Page 1

Bibliotecando Notícias da Biblioteca

Agrupamento

Aver-o-Mar

Edição 8 Maio 2010

DESTAQUE Leituras em...

CASA

NESTA EDIÇÃO:

Leituras em casa... Luisa Dacosta em Aver-o-Mar

+

Neste mês de Maio, o destaque centra-se nas leituras que os nossos alunos desenvolveram através das obras requisitadas nas respectivas BE (s). O livro chegou a casa… abriram-se páginas de sonho, fantasia… a família envolveu-se e todos saíram enriquecidos desta experiência. Porém, outras actividades aconteceram também e que merecem, sem dúvida, aqui serem referenciadas. Desde logo, a presença da escritora Luisa Dacosta na Biblioteca da escola Básica de Aldeia Nova e ainda as actividades no âmbito do Projecto ―ALer+-os-Livros‖, bem como, as actividades de articulação com os serviços educativos da Biblioteca Municipal.. Disso tudo daremos conta neste Bibliotecando.

Leituras em casa... As leituras domiciliárias têm vindo a ser implementadas ao longo do ano. Os alunos aderem com entusiasmo à requisição das obras, desde o pré-escolar até ao 9º ano de escolaridade. Os registos da BE têm revelado o quanto esta dinâmica tem crescido. Com esta promoção da leitura pretende-se fomentar hábitos de leitura , construir uma cultura literária e permitir que cada um se encontre e aprofunde o diálogo com os textos. Com os projectos ―Leitura em vai vem‖ do Préescolar e ―Já sei ler‖ do 1º ciclo , o livro envolve também as famílias. Se bem que a adesão a estes projectos por parte dos pais tenha sido diferente em cada escola, traduzindo-se em diferentes registos de participação: maior ou menor expressividade no acompanhamento e preenchimento dos ―Cadernos de Leitura‖, bem como, na adesão às actividades propostas (manta de retalhos com as histórias lidas, enriquecimento lexical para os quadros de registos da sala de aula…), o facto é que há já sinais de consciencialização para a importância da leitura na formação integral dos alunos – assim o revelam os relatórios produzidos pelas diferentes escolas. As imagens ao lado revelam os níveis de participação dos pais, nestes projectos. Assim, no quadro de registo (pré-escolar) assinalam-se as novas palavras descobertas nas leituras em conjunto e faz-se a apreciação da história, bem como, se menciona o membro familiar envolvido na leitura daquela obra. E os livros circulam, dentro de mochilas, num vaivém constante, ora levando os textos para dentro de casa, ora trazendo as novidades das obras para a escola. Relativamente aos cadernos de leitura que os alunos do 1º ciclo têm de preencher, conjuntamente com algum familiar, constata-se que há pais que efectivamente se dedicaram a esta tarefa com os filhos, todavia, muitos cadernos de leitura permanecem sem preenchimento o que significa que nem todos os alunos tiveram supervisão na leitura. Na escola Básica de Aldeia e de Aldeia Nova, conforme já referenciamos noutras edições do Bibliotecando, alguns professores desafiaram os encarregados de educação para um trabalho mais elaborado. É caso das ―mantas pedagógicas‖, em que cada membro familiar cooperando com o educando na interacção com o texto, retrata essa impressão ou emoção num retalho de pano ou numa tela., utilizando as mais variadas técnicas (pinturas, bordados, colagens…). Depois, em cada turma, uma das mães encarrega-se de unir os fragmentos e eis que surge uma manta, a tal ―manta pedagógica‖.

Marcadores de livros

JI Navais

JI Barros

JI Navais

JI Teso

A pequena sereia

As andanças do Senhor Fortes

A princesa da chuva

TELAS

Outras actividades Histórias tradicionais

Destaques do PNL

Navais

Newsletter nº8


Bibliotecando No âmbito das actividades que a BE desenvolve em articulação com a BM, as turmas de 3º e 4º anos das escolas de Aldeia Nova e Refojos, receberam a escritora Luisa Dacosta. No decorrer da actividade, levada a cabo pela agente da BM, Cláudia Ribeiro, em torno da obra ―O elefante cor-de-rosa‖, estes alunos tiveram como desafio elaborar um final para a história. Luisa Dacosta ouviu cada um dos finais e depois num exercício de confronto, contou o final da história original. Foi interessante escutar a diversidade de soluções encontradas pela imaginação e criatividade dos alunos para resolver o problema do elefante corde-rosa. E no conto original o elefante acaba por ficar a morar, precisamente, na imaginação de cada criança. Num momento de pós-leitura, estabeleceu-se um diálogo e reflexão sobre a mensagem implícita neste conto: as crianças poderão fazer a diferença na construção de um mundo renovado. A escritora respondeu ainda às questões que os alunos colocaram sobre esta obra, em particular, mas também sobre a sua biografia e bibliografia em geral. O evento contou ainda com a participação do vereador da cultura, Dr Diamantino e o Director da Biblioteca Municipal, Dr Manuel Costa.

Poesia em Fieiro

Nesta interacção com os serviços educativos da BM, outras actividades aconteceram nas escolas do Agrupamento. Algumas escolas , designadamente, Teso Fieiro, Aldeia e Barros foram palco de sessões de poesia dinamizadas pela agente da BM, Educadora Claúdia Ribeiro. Os meninos do Pré-escolar aplaudiram com entusiasmo a história do Capuchinho Vermelho, animada com os fantoches. O projecto Aler+-os-Livros foi objecto de inúmeras actividades. Este mês destacamos os seguintes trabalhos: “A casa da mosca fosca” de Raquel Martins — ―Era uma vez uma mosca fosca que vivia num bosque distante. Farta de zunir e de dar voltas sem parar, decidiu construir uma casa para morar…‖ os alunos do Pré-escolar de Aldeia construíram um bonito cartaz retratando a casinha da mosca e os seus convidados. Apreciem os pormenores dos trabalhos com materiais reciclados. “Franklin anda de canoa” de Brenda Clark — a partir desta obra, os pequeninos de Navais construíram um livrinho que retrata as canoas em que cada um gostaria de viajar, tal como a personagem da história. O rapaz de pedra de José Viale Moutinho, o Tesouro de Manuel António Pina e Contos da mata dos medos de Álvaro Magalhãescom base nestas obras os alunos da escola do Teso elaboraram cartazes onde as impressões e emoções foram registadas com textos e ilustrações. Contos de fadas de Hans Christian Andersen — foi objecto de trabalho pelos alunos da escola de Outeiro — Navais resultando diferentes produções: resumos, ―livros‖, ilustrações sobre momentos mais significativos... Receber os baús e fazer leituras com as obras é sempre um momento muito significativos e afectivo para os alunos, em todas as escolas.

+

Barros

A casa da mosca fosca O rapaz de pedra

O tesouro

Conto da mata dos medos

Navais

Teso

Contos de fadas

Newsletter nº8 Até ao próximo mês!!!

edição 8  

Marcadores de livros DESTAQUE Destaques do PNL CASA NESTA EDIÇÃO: Outras actividades Leituras em casa... Edição 8 A princesa da chuva As and...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you