Page 1

INFORMATIVO

Informação de qualidade por toda a cidade.

JoinvilleNEWS

REGIÃO

SUL

BAIRROS: PARANAGUAMIRIM, JARIVATUBA, FÁTIMA, GUANABARA, ESCOLINHA, FLORESTA, JOÃO COSTA, ITINGA, PROFIPO, ADEMAR GARCIA, ITAUM , PARQUE GUARANI E ULISSES GUIMARÃES.

ANO 1 | NÚMERO 2/2013 | DISTRIBUIÇÃO GRATUÍTA | ANÚNCIOS, SUGESTÕES OU RECLAMAÇÕES: joinvillenews@gmail.com | FONES: 47 3463 5639 / 9650 1313 | www.joinvillenews.net

TARIFA MÍNIMA DE ÁGUA As ´´justificativas´´ desta cobrança. pag.3

EMPLACAMENTOS - TRANSFERÊNCIAS - LICENCIAMENTOS MODIFICAÇÕES DE VEÍCULOS - REGULARIZAÇÕES EM GERAL 47

3025 5305 / 3025 5405

Ao ligar, mencione este anúncio e ganhe um brinde especial ao contratar os nossos serviços.

APOSENTADOS E PENSIONISTAS Temos o crédito sob medida para você aproveitar a vida. Ligue agora: 47 3433 8484 Rua Luiz Niemeyer, 53 - Sala 1 - Centro- Joinville/SC


2

Editorial VOCE RECEBERIA JESUS NA SUA CASA? Pr. Sérgio Melfior ‐ sergiomelfior@iadj.com.br

A

crise de insegurança em Santa Catarina ainda está à espera de um relato convincente. O que se constata pelo noticiário é a falência do sistema de segurança pública do estado.O governo de Santa Catarina agiu com absoluta falta de transparência ao longo de todos os anos em que negou a existência de um grupo criminoso enraizado no sistema carcerário local, o PGC, Primeiro Grupo Catarinense. Agiu como o governo de São Paulo ao negar durante a década de 1990 a existência do PCC, Primeiro Comando da Capital. O PCC completará vinte anos em agosto. O PGC completará dez em 3 de março.A origem desses

grupos está no sistema carcerário brasileiro. Ele nunca foi minimamente decente, mas tornou-se o pior dos mundos com a superlotação combinada à perda de controle por parte das autoridades. Perda de controle não só sobre os presos, mas antes sobre os agentes penitenciários.A disfuncionalidade chegou a tal ponto que grupos surgidos como protesto e autodefesa dos presos se transformaram em eficientes máquinas criminosas. Se as cadeias fossem extintas amanhã, esses grupos se dissolveriam em conflitos internos. Não haveria o inimigo comum para se sobrepor às brigas intestinas que são marca registrada dos fora-da-lei.

Expediente

INSEGURANÇA PÚBLICA

E

ste texto narra o encontro de Jesus com Zaqueu [Lucas 19. 1-10]. O publicano Zaqueu exercia um cargo público, como cobrador de impostos. Na época os cobradores de impostos eram muitos desprezados, na verdade erma mal vistos pelas pessoas de boa fama.Ele era rico e riqueza na época era suspeita de ter sido mal adquirida. Estava longe de ser uma pessoa de consideração, até pela sua estatura o atrapalhava. No meio da multidão, precisou subir numa figueira. Porém, mesmo a este Jesus veio.Jesus também pode vir a nós.

Embora sejamos desprezados, considere a necessidade que Jesus tinha de visitar a casa de Zaqueu. Ele sabia que Zaqueu era um pecador que iria aceitar a sua misericórdia. Era uma pessoa que depois de salva iria ilustrar sua soberania, era uma pessoa que teria o caráter moldado para engrandecer a graça divina.Zaqueu e sua esposa receberam Jesus com muito amor e cordialidade. A partir da sua con-

versão, Zaqueu faria divulgação da grandeza do Evangelho. Jesus estava interessado em salvar Zaqueu e abençoar toda sua família e esta, por sua vez, abençoaria alguém.Será que receberíamos Jesua em nossa casa com prazer? Zaqueu o recebeu com gozo. Será que queremos rever Jesus hoje? Zaqueu desceu depressa e o recebeu. Será que o receberíamos vendo a multidão criticando e murmurando de nós? Será que receberíamos o Senhor?Venha depressa! Jesus que hoje pousar em sua casa.

INFORMATIVO JOINVILLENEWS - REGIÃO SUL - Rua Rodrigo Luiz Gonçalves, 152, Paranaguamirim, Jlle/SC - Distribuição gratuíta no bairros PARANAGUAMIRIM, JARIVATUBA, FÁTIMA, GUANABARA, ESCOLINHA, FLORESTA, JOÃO COSTA, ITINGA, PROFIPO, ADEMAR GARCIA, ITAUM, PARQUE GUARANI E ULISSES GUIMARÃES. Anúncios, sugestões de pauta e contato com a edição: joinvillenews@gmail.com e fones 47 3463 5639 / 9650 1313. Quantidade: 5000 exemplares. Impressão: Exeuni.


3

Geral Previdenciário • Trabalhista • Cível Família • Imobiliário • Empresarial

José Augusto de Souza Neto OAB‐SC 23.999 Marianne Hufen Salomone OAB‐SC 35.157 47 9979.9216 / 8814.5412 jose@augustoneto.adv.br

www.augustoneto.adv.br

TARIFA MÍNIMA DE ÁGUA EM JOINVILLE Na extensa gama de impostos e taxas brasileira, algum dia, poderemos pagar somente pelo que consumimos, como acontece por exemplo, com a emergia?

A

s empresas de abastecimento de água cobram um valor mínimo do consumidor que tem seu estabelecimento comercial ou a sua residência ligados à rede de abastecimento. O valor dessa tarifa mínima corresponde a um determinado volume de água (geralmente de 10 ou 15 m³). Assim, ainda que o consumidor não tenha utilizado uma gota de água sequer, deverá pagar o valor equivalente ao volume mínimo estipulado. O consumidor que utilizar mais que o mínimo pagará pelo excedente. Enquanto o município (responsável imediato pela prestação do serviço de fornecimento de água e coleta de esgoto) estiver prestando diretamente esse serviço, o valor mínimo, que nesse caso tem caráter de taxa (tributo), pode ser cobrado; a própria Constituição Federal assegura a cobrança de taxa pela mera disponibilização do serviço. O problema surge quando o serviço é prestado em caráter

de concessão, ou seja, quando o município repassa a uma empresa, pública ou privada, mediante contrato de concessão, a competência para a sua prestação. Nesse caso, não pode haver cobrança de tarifa mínima para cobrir custos de disponibilização do serviço de saneamento, pelo simples fato que as empresas já os embutiram no preço da tarifa. É porque a lógica das empresas ao prestar um serviço público, evidentemente lucrativa, é diferente da lógica adotada quando o próprio Poder Público faz esse papel. Portanto, são duas as justificativas para se entender que quando o serviço de saneamento é prestado por empresas não cabe cobrança de tarifa mínima pela disponibilização do serviço: O seu custo já está embutido no preço das tarifas e não se pode cobrar duas vezes pelo mesmo serviço; pela Constituição, só cabe cobrança pela disponibilização do serviço se for caso de tributo, e empresa não pode

cobrar tributo. Cobrança indevida: Se a cidade tem os serviços de fornecimento de água e coleta de esgoto que são prestados por empresas, ou seja, mediante concessão, e há cobrança de tarifa mínima, você pode questioná-la em um Juizado Especial Cível (JEC). Alertamos, todavia, ser esta uma questão polêmica, pois há juristas que entendem de forma contrária ao Idec e sustentam que tal cobrança é legal. Polêmica tal, na Câmara de Vereadores, o Projeto de Redução da Tarifa de Água em Joinville, feito pelo Vereador Lioilson Corrêa, teve parecer contrário (inconstitucional) pelo Jurídico da Casa, derrubado e arquivado em plenário pela maioria dos vereadores. Ótimo para os cofres públicos. Péssimo para a população, que como sempre, paga mais essa conta.

APOSENTADOS E PENSIONISTAS Temos o crédito sob medida para você aproveitar a vida.

Ligue agora: 47 3433 8484 Rua Luiz Niemeyer, 53 - Sala 1 - Centro- Joinville/SC


4

Saúde

Hidratação

Com o calor e a chegada do verão, o copo perde muito líquido pelo suor. Veja a forma correta de repor essas perdas e curtir a estação de forma saudável. fonte: discoverymulher.uol.com.br

Q

a NATUREZA em sua forma mais SAUDÁVEL, agora ao seu ALCANCE!

Produtos naturalmente saudáveis SHAKES, GRANOLAS, SUPLEMENTOS, COMPOSTOS e COSMÉTICOS NATURAIS.

www.edithprodutosnaturais.com.br Ao ligar, mencione este anúncio e ganhe um desconto especial na compra de nossos produtos.

uando você faz exercícios de maneira constante durante uma hora, seu corpo perde mais água do que é capaz de produzir e, se não houver reposição, você se desidrata e prejudica sua saúde. Portanto, é preciso ingerir a água que o seu organismo gasta todas as vezes que você estiver na academia fazendo suas aulas. E mais ainda durante o calor do verão, ou caso a sua prática esportiva aconteça ao ar-livre, em dias de sol. Água e sódio: Durante a atividade física, seu corpo perde muito líquido através do suor, afinal a forma que ele encontra para manter a temperatura a 37 graus é evaporar água através da pele. Por isso, durante um exercício intenso, como pedalar, nadar ou jogar vôlei, noventa por cento da água que você gasta é eliminada atra-

vés do suor. Além disso, a água também interfere em outros mecanismos muito importantes, como transportar oxigênio para os músculos através dos glóbulos vermelhos do sangue, eliminar o dióxido de carbono pela respiração e regular a pressão arterial para o bom funcionamento do coração e da circulação. O suor é composto por água (em 99 por cento), alguns nutrientes, principalmente sódio e cloro, e, em quantidades muito pequenas, potássio, magnésio, cálcio, ferro, cobre e zinco. Qual é a melhor forma de repor esses nutrientes em poucos minutos? Como hidratar-se: A nutricionista Marcia Onzari garante que a água pura ?não é a bebida ideal quando se necessita repor líquido com rapidez e por completo? e enfatiza que o ingrediente essencial que deve estar

presente numa bebida de reidratação é o sódio. Além disso, acrescentar açúcar à bebida melhora o sabor e ajuda o organismo a assimilar a água e o sódio com mais rapidez. Outro conselho da especialista é consumir os líquidos frios ou gelados, porque assim a absorção da água acontece mais rapidamente. Também é preciso descartar os refrigerantes, as bebidas que contêm cafeína ou álcool (por causa do efeito diurético) e os sucos de frutas ácidas (laranja, limão, etc.) Uma forma prática de ficar bem hidratada nos dias de atividade física é tomar água fresca, em pequenos goles, antes e durante os treinos. E também consumir bebidas esportivas, como as isotônicas, que são preparadas com os ingredientes ideais para hidratar o seu organismo em poucos minutos.


Entrevista Vereador LIOILSON MARIO CORRÊA ‐ PT

F

ilho de agricultores, nascido na zona rural no município de Garuva/SC, Lioilson lembra com muita emoção as dificuldades que passaram quando, na época ele com 3 anos e seus 4 irmãos mais velhos, sofreram com a precoce morte de sua mãe. Além das dificuldades do local, conhecido com Bararas, não tinham luz elétrica e nem agua encanada. Com muita luta e persistência, juntos, venceram essa difícil etapa da vida. Aos dez anos de idade mudou-se com sua família para a cidade de Itapoá para tentar uma vida melhor, onde permaneceu até o ano de 1985. Nesse ano mudou-se para Joinville.Morador há 28 anos em Joinville, sendo 19 anos no Paranaguamirim. Evangélico e Líder do Grupo de Louvor Getsemane, Bacharel em Geografia, pós-graduado em Gestão de Pessoas e Administração de Cidades, pós-graduado em Espaço, Sociedade e Meio ambiente e pós-graduado em Gestão Pública. Casado com Amarilde Roeder Corrêa; dois filhos: Gabriel Lioilson Corrêa e Giulia Adrieli Corrêa, Lioilson teve seu envolvimento com a política desde cedo, aos 13 anos de idade. Trabalhou na campanha eleitoral do seu tio Roni, em São Francisco do Sul no ano de 1982. Seu primeiro emprego foi como cobrador de ônibus na Empresa de Transporte e Turismo Gidion, em 1985. Desde 1994 é funcionário dos Correios, onde atuou ativamente como líder do Sindicato da categoria, em Joinville. Também atuou, no período noturno, como professor de Geografia, Metodologia Científica e Orientador de Monografia na rede pública e privada da cidade. Sua trajetória política começou desde cedo. Isso foi determinante para sua carreira política e de trabalho?

Sim. A minha experiência como cabo eleitoral do meu tio foi muito marcante. Até porque nessa época, 1982, predominavam dois partidos (PDS e PMDB). A militância trabalhava de forma apaixonada, suando a camisa na rua. Haviam grandes comícios e a torcida pelo seu candidato eram feitas de forma muito emotiva. Foi nessa época que entendi o meu papel no contexto político e como a política praticada de forma séria e responsável pode mudar para melhor a vida das pessoas. A luta pelos direitos da minoria, a redemocratização do Brasil eram bandeiras de luta do velho MDB, no qual meu tio era filiado. Hoje como vereador, lembro com muito carinho e saudade da época que vivi ao lado de Ronilde da Silva, mais conhecido como Roni. Esta foi uma influência política positiva e direta na minha vida.Sabemos que o papel do vereador é elaborar projetos e fiscalizar o poder executivo.

hoje temos mais de 20 projetos de lei, 18 moções e mais de 1500 indicações que tramitam na Câmara de Vereadores. Gostaria de destacar o projeto “Lixo no

mais lixeiras em toda a cidade. Após a promulgação desta lei o cidadão (que nao cuida da cidade)que for flagrado jogando lixo no chão vai ser punido com multa.Temos ainda a Da esquerda para direita Lioilson, Giulia, Amarilde e Gabriel. moção do CastraMóvel que apela para o poder executivo para a aquisição de um grande veículo equipado com uma clinica móvel para castrar os animais nos bairros. Sugerimos também, que seja usada a estrutura das subprefeituras como base para a unidade de castração. O projeto que fala sobre a cobrança da taxa mínima de água é hoje, um dos mais polêmicos. Hoje, o cidadão que consumir apenas 1.000 littros, 5.000 litros ou qualquer quantidade abaixo de 10 mil litros, terá que pagar no final do mês  pelos 10 mil, fixo, sem acordo. Essa é a tal “fatura mínima” que é praticada pela Cia Águas de Joinville. Nós entendemos que isso é absoluta...estamos trabalhando mente injusto com o cidadão ou cidadã que economiza, e a todo vapor. Temos uma equipe qualificada por isso, defendemos que seja Como está hoje a sua pauta a cobrado na proporção do e comprometida em de trabalho na Câmara de consumo da água e seja auxiliar nos mais Vereadores de Joinville?  eliminada a tarifa mínima. diversos assuntos Estamos trabalhando a todo Muitos outros trabalhos relativos ao nosso vapor. Temos uma equipe tramitam na Câmara e que qualificada e comprometida podem ser vistos na íntegra em auxiliar nos mais diversos no site www.lioilson.Vereador Lioilson Corrêa assuntos relativos ao nosso com.br.Além disso, procuro mandato. Desde que assumisempre ressaltar que, na chão multa na mão” que tem mos, um dos principais minha visão, o vereador é o objetivo básico a consciência interlocutor da comunidade, e objetivos de toda equipe é ambiental e ecológica, prevê que na verdade ele é a voz do fazer um mandato, de fato, que a Prefeitura de Joinville comprometido com as cidadão. É ele que leva as demandas e o clamor de todas faça uma campanha forte na demandas represadas de um as pessoas e de toda a cidade. mídia orientando os cidadãos determinado seguimento ou a jogar o lixo somente nas Por isso, não tem dia nem associação, para que o poder lixeiras. No texto, o Executivo executivo, possa dar o devido hora para voltar para casa.(Prefeitura) deverá instalar Com relação aos trabalhos, encaminhamento e resolução

das questões cobradas pela comunidade ou qualquer pessoa que nos procura. A que você relaciona a sua expressiva votação para vereador em 2012? Com a eleição do prefeito Carlito em 2008 o mesmo me convidou para ser Secretário da Regional do Paranaguamirim e Ulisses Guimarães, convite qual aceitei com muita alegria Trabalhei muito, com uma equipe forte e experiente, que me ajudou muito a atender as maiores demandas da região, que não eram poucas.Com o apoio total do então prefeito Carlito, neste período fizemos as duas primeiras praças do bairro, praças quais que eram aguardadas ha mais de sessenta anos na região.Abrimos o canal do Rio Velho, que ocasionava um grande problema de cheias do nosso bairro. Com essa intervenção diminuímos em pelo menos 70% o risco de cheias.Mesmo antes de me tornar Gestor Público, sempre estive envolvido em vários trabalhos voluntários na região. Fui Delegado Sindical dos Correios, por mais de 10 anos, assumi a Presidência da APP da Escola Municipal João Costa Júnior. Função que também exerci no CEI Alegria de Viver e Escola Municipal Ada Sant´anna da Silveira, entre os anos de 1999 a 2008. Por tudo isso, concluo que o resultado da nossa ótima votação, foi uma forma de reconhecimento de todo o trabalho que prestamos para a comunidade. Além disso, a minha trajetória é igual a milhares de cidadãos que teve uma infância pobre em um Município pequeno que vem para a cidade grande em busca de oportunidades, com muita luta e humildade vence; crendo que, para tudo, Deus sempre tem um propósito. Por tudo isso, aproveito esta entrevista para agradecer a cada um que confiou em meu nome e me elegeu vereador. Muito obrigado a todos!


6

Comunidade

24º

Festa da Primavera Igreja Quadrangular

Dia das crianças

Centreventos Cau Hansen

Conserto e Manutenção de: Furadeira, Parafusadeira, Serra Circular, Serra Mármore, Esmerilhadeiras, Serra tico‐tico. Em breve com rebobinamento de motores elétricos em geral.

Rua Seis de Janeiro, 581 ‐ Sala 2 ‐ Paranaguamirim


Julio Cesar Ferreira jc_julio35@hotmail.com (47) 9143 8911

7

Bola 10 ‐ Campeão da Segunda Divisão No sábado, Bola 10 e Operário entraram em campo para decisão da segunda divisão do futebol amador, saindo somente no contra atque, o operario tentou surpreender a forte equipe do Bola 10, jogo morno entre as duas equipes na primeira etapa, deixou a emoção para o segundo tempo, a equipe do Bola 10  atacou mais, e Lu

camisa 9 do bola 10 começou a arrancada ao titulo, Rafael Carioca e o zagueiro Éder trataram de dar numeros finais a decisão, festa com o resultado final de 03 á 00 para a equipe de melhor campanha na competição, foram 14 vitórias, ( 7 como visitante e 7 como mandante ), ainda teve o arilheiro da competição e o goleiro menos vazado.

Atlanta ‐ Campeã da Terceira Divisão Zona sul em festa neste final de semana, os comandados do treinador Pedrinho não deram chances para os donos da casa, com a vantagem de jogar um um empate, foram logo tratando de abrir o placar ainda no primeiro tempo, jogando sempre no contra ataque, Beiço empatou no final da primeira etapa, o Atlanta tratou de ampliar com

o artilheiro da competição, Andrézinho marcou no inicio do segundo tempo, dando mais vantagem aos visitantes, o jogo seguiu nervoso até o final da partida, mas sabendo administrar o placar o Atlanta derruba o invicto Profipo em duas partidas, venceu na primeira partida por 03 á 02, e no jogo decisivo venceu por 02 á 01.

Andrézinho ( Atlanta ) foi o artilheiro com 16 gols. Trabalho coroado com o titulo e o acesso para o Atlanta, que retorna a segunda divisão em 2014 juntamente com o Profipo.

Krona sai da briga pelo título da Liga Futsal A Krona saiu da briga pelo título da Liga Futsal 2013. Neste domingo (03/11), o tricolor foi superado pelo Concórdia, por 7 a 4, no Centreventos Cau Hansen, em Joinville. O duelo marcou o joga da volta pela semifinal da competição nacional entre as equipes.  O Centreventos Cau Hansen estava lotado. Sem perder no local durante a temporada, a Krona Futsal entrou para semifinal

confiante na vitória, mas os visitantes foram decisivos nos minutos finais e saíram com o resultado positivo. Os primeiros minutos foram de intensa pressão e rápida movimentação no setor ofensivo. Já o Concórdia explorava os contraataques.Gols da Krona Futsal: Zequinha, Valença, Tiago e Pelé.Gols de Concórdia: Dé, Marquinhos, Felipe, Pito, Joãozinho, Biel e André.


3

Geral

LIDERANÇAS DA REGIÃO PARTICIPAM DE REUNIÃO NO DNIT, EM BRASÍLIA

O

s vereadores de Joinville, João Carlos Gonçalves, Jaime Evaristo e Lioilson Corrêa, de São Francisco do Sul, Clovis Matias e Wilson Ledoux Batista, de Guaramirim, Lino Venturi e Lauro Erthal, e os deputados federais Mauro Mariani e Marco Tebaidi, participaram no dia 24 de setembro de uma audiência com a diretoria de infraestrutura ferroviária do DNIT, representado pelo engenheiro Mário Dirani.A reunião foi destinada a discutir as obras do Contorno Ferroviário de Joinville. Como é de conhecimento da popula-

ção, os trilhos do Contorno Ferroviário cortam as cidades de Joinville, Jaraguá do Sul, Araquari e São Francisco do Sul.O objetivo das obras em questão é retirar toda estrutura ferroviária que tem gerado congestionamentos insuportáveis e inúmeros acidentes na área urbana de Joinville, porém as obras foram paralisadas devido ao projeto mal elaborado.Segundo o diretor Mário Dirani, foi emitido um cronograma errado o que exigiu um novo estudo do terreno da região. Esse estudo já foi finalizado, restando ao DNIT rescindir o contrato com as empresas envolvidas

nas obras e no gerenciamento ambiental do antigo projeto. Será promovida uma nova licitação e, segundo Dirani, a conclusão de todo o processo para que as obras se iniciem se dará entre quatro e seis meses. A previsão para a finalização das obras é de três anos.O grupo avaliou como positivo o resultado da reunião, pois desta vez há um posicionamento oficial, com esclarecimentos sobre os impasses que culminaram na paralisação dos trabalhos e também com prazos para o início das obras na região.

Agrosil PET PROMOÇÃO RAÇÃO DE CACHORRO ADULTO

,90

44

R$

SACO DE 25K

3463.9445 47 8491.6478 47

Rua Monsenhor Gercino, 5937 - Jarivatuba - Jlle/SC


JoinvilleNews 02/2013  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you