Page 1

O EMPRESÁRIO DO SÉCULO XXI Amigos, dia virá em que todo Empresário compreenderá a magnitude de sua atuação na Sociedade, assim como os Governantes em geral também darão apoio a eles (Empresários) que são as Células do Progresso numa Sociedade Capitalista. Quase sempre, as pessoas são alçados ao Empreendedorismo por questões meramente financeiras, procurando meios de proporcionar aos seus entes queridos maior segurança, conforto e prosperidade, diga-se de passagem, muito merecido, justo e de direito, pois se ele conseguir tal intento de Sucesso na sua Atividade Privada deve sim receber a colheita dos frutos de sua semeadura quando abriu o seu PRÓPRIO NEGÓCIO. Sabemos das dificuldades gigantescas que o Empresário Brasileiro passa para tocar o seu negócio, pois as crises Econômicas dos últimos 30 anos foram freqüentes, além das Crises Internacionais e pra dar um tempero mais especial ainda nesta “via crucis” do Empresariado Nacional temos a elevada carga de Impostos e Tributos, matando de vez a iniciativa sempre idealista, iconoclasta e estóica de muitos daqueles que se arvoram em Empreender no BRASIL. Ser Empresário no Brasil é ser HERÓI SEM APOIO, estímulo ou reconhecimento, pois via de regra ele tem que matar dois leões, um pela manhã e outro à tarde...isso se tiver algum, pois até Leão tá em falta...rsss


Não fosse isso, neste Mundo Globalizado no qual vivemos já é por si só muitas vezes injusto, mutável, célere e altamente, competitivo e que nos últimos tempos vem dizimando muitos Empresários, pois o EFEITO CHINA tem sido devastador em quase em todos os setores da Economia. Mesmo assim, alguns Empresários Heróis se sobressaem na escuridão do Mundo dos Negócios e se tornam estrelas, servindo a todos os novatos ao Empreendedorismo como exemplos a serem perseguidos e copiados, são os adeptos de que “A História é feita por Homens que não desistem” O que irei discorrer serve a todos os Empresários, porém para estes que se tornam ESTRELAS grandes, pujantes e famosos, tal qual verdadeiros e grandiosos motores SócioEconômico, aí mais do que nunca, deve ser um DEVER os atos abaixo descritos, pois caso contrário não há menor sentido em acumular riquezas, haja vista que o dinheiro corre nas veias do Capitalismo e se estacionado ficar, certamente, promoverá trombose Empresarial com rupturas e débâcle, exemplificadas em falências, ostracismo, atraso tecnológico e perda de mercado. Empresário Rico financeiramente falando, tem o DEVER de se dedicar à Sociedade como um todo em ações básicas via ONGs com serviços humanitários, voltados à Ecologia e principalmente programas de estímulo aos NOVOS Empresários, pois sem este apoio da Iniciativa Privada os milhões de habitantes duma Nação estarão sujeitos à boa vontade Política, o que via de regra NÃO É DAS MELHORES, nem muito menos atuante.


EMPRESÁRIO SÉCULO XXI  

POSTURA PARA NOVO MILÊNIO

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you