Page 1

Cerveja - Refrigerante - Água Mineral - Suco - Leite - Cachaça - Vinho - Destilados - Bebidas em Geral

ENVASADOR Revista

A Revista da Indústria de Bebidas

Prévia da Feira Fispal Tecnologia 2012 Processos de Higienização nas indústrias de bebidas Extratos vegetais e seus beneficios

12 Anos


ZEGLA INDÚSTRIA DE MÁQUINAS PARA BEBIDAS LTDA Travessa José Serafim Fedatto, 277 I Bairro Borgo I Fone/Fax 55 54 3455 3868 CEP 95700-000 I Bento Gonçalves I RS I Brasil E-mail: zegla@zegla.com.br I www.zegla.com.br

ACIONAMENTO POR SERVOREDUTORES

SISTEMA DE PINÇAS

VÁLVULA SEM PISTÃO

TRANSFERENCIA DE GARRAFAS


FABRICANDO DESEMPENHO E TECNOLOGIA

Há 25 anos envolvida no mercado de embalagem de alta tecnologia com a melhor relação custo x benefício, oferecendo soluções inovadoras capazes de satisfazer plenamente todas as exigências em eficiência, confiabilidade, flexibilidade e menor consumo de energia elétrica.

SmiGroup

Filial Av. Dr. Mauro Lindemberg Monteiro, 185 Osasco – SP


ÍNDICE

ENVASADOR Revista

Matéria�������������������������������������������������������6

ENVASADOR

EXPEDIENTE Diretoria José Vilhena Marcos Paulo Vilhena

Edição 59º

Artigo Técnico����������������������������������������16

Administração / Financeiro José Vilhena vilhena_diretoria@revistaenvasador.com.br

Entrevista������������������������������������������������20

Comercial Marcos Paulo Vilhena marcos.vendas@revistaenvasador.com.br

Capa���������������������������������������������������������22

Depto. Jornalismo / Colaboradores Cássia S. Nascimento cassia.redacao@revistaenvasador.com.br

Feiras�������������������������������������������������������26

Mariana S. de Lima mariana.redacao@revistaenvasador.com.br

Novidades�����������������������������������������������32

Prezado Leitor Em mais uma edição, a Revista Envasador traz novidades e questões do mundo das indústrias de bebidas. A palavra de ordem do momento é a classe C e sua ascensão social, que aumenta o consumo de produtos, ajudando a crescer um público mais exigente na hora de escolher o que vai levar da prateleira. Nesta edição vamos mostrar como o mercado das latas de alumínio vem se renovando para atrair mais consumidores ao produzir latas temáticas. No setor de cobertura de feiras, mostraremos as novidades que estarão presentes na feira Fispal Tecnologia 2012 e como esse evento chama a atenção do mundo dos alimentos e principalmente das bebidas. Além disso, traremos um artigo técnico sobre a importância da higienização nas indústrias e também entrevista com especialistas da empresa Diversey, atuante no ramo de higienização, para falar sobre o mercado. Pensando em informar nossos leitores sobre o modo de fabricação de alguns ingredientes naturais, explicaremos 4

Diagramação João Batista S. Guedes joao.arte@revistaenvasador.com.br EDITORA SIGA Rua Heitor V. Lobos, 438 - São B. do Campo - SP Tel/Fax: 55 (011) 4177-4291 www.revistaenvasador.com.br

José Vilhena, Diretor

como eles são produzidos e quais as funcionalidades de alguns extratos aplicados nas indústrias de bebidas. Seguindo a linha do tema saúde falaremos do crescimento do mercado de isotônicos. Nossa missão é atingir e promover o maior conhecimento, mostrando as tendências mercadológicas.

Esperamos com esta edição dar suporte e levar inovações sobre tendências para o segmento de bebidas e contribuir para que as empresas aumentem sua prospecção. Para a próxima edição traremos a cobertura completa da Fispal Tecnologia 2012.

Boa leitura


EDITORIAL


MATÉRIA

ENVASADOR

Mercado de isotônicos invadem prateleiras O aumento da preocupação com a saúde proporciona o crescimento do mercado para as bebidas isotônicas Por Cássia Nascimento

A variedade de isotônicos presentes no mercado fornece um leque de opções aos consumidores. Isso porque cada um deles oferece um tipo de informação nutricional que pode ser consumida dependendo da necessidade de cada pessoa. Mas afinal, o que é isotônico? É uma bebida constituída por água, sais minerais e carboidratos (principalmente maltodextrina, proveniente da conversão enzimática do Amido do Milho), aproximadamente na mesma concentração que os fluidos do corpo e, portanto, sendo incorporados e transferidos para a corrente sanguínea. É usado para repor água e sais minerais perdidos durante a transpiração, com efeito de prevenir a desidratação e melhorar a performance esportiva. A atividade física intensa e prolongada causa à transpiração do corpo e assim a perda de sais minerais, principalmente sais de sódio, importantes para o equilíbrio orgânico, que tecnicamente chama-se hidro-eletrolítico. Porque para a maioria das funções de contração muscular do nosso corpo, os minerais como sódio, potássio, magnésio, cálcio, entre outros, são importantes. Como são produzidos principalmente para repor os líquidos perdidos na desidratação, seu uso deve ser feito com cautela. Se a pessoa beber em muita quantidade pode não emagrecer,

devido à quantidade de carboidratos contida nos isotônicos. Uma pesquisa feita pela Universidade do Texas, nos Estados Unidos, descobriu que adolescentes e adultos que associam o consumo de isotônicos a uma vida saudável, e por isso bebem quantidades exageradas dessa bebida, têm dificuldades de perder peso por causa da grande ingestão de carboidratos presentes nos isotônicos. A RDA (Recomended Dietary Allowances),

GATORADE

POWERADE

órgão que estabelece as necessidades de nutrientes para a população norte-americana, recomendou em sua última pesquisa a ingestão de até 6 g de cloreto de sódio por dia. Uma embalagem de 500 ml de isotônico, por exemplo, contêm 225 mg de sódio, o que significa 1/10 da quantia verificada pela RDA. São contra indicados para pessoas hipertensas, doentes renais ou que tenham retenção de líquidos. Devendo

MARATHON

TAEQ

Valor energético

48 Kcal

31 Kcal

56 Kcal

44 Kcal

Carboidratos

12 g

7,4 g

14 g

11 g

Sódio

92 mg

100 mg

95 mg

83 mg

Potássio

24 mg

25 mg

69 mg

44 mg

Cloreto

84 mg

162 mg

121 mg

43 mg

Vitamina B3

-

2,4 mg

-

Vitamina B6

-

0,19 mg

-

Vitamina B12

-

0,36 mcg

-

Valores com base em 200 ml 6


Energia

Unidade

A Frio

A Quente

Diferença

Diferença (%)

Vapor saturado

kcal/h

370.000

1.240.000

-870.000

-70

Elétrica

kWh

65

47

18

39

Água gelada

kcal/h

138.000

370.000

-232.000

-62

Custo energético 1 litro de XS frio

38,3

Kcal/l

Custo energético 1 litro de XS quente

110,4

Kcal/l


ENVASADOR consultar o médico antes de consumir esse tipo de bebidas. O mercado brasileiro possui uma gama de produtos dos mais variados preços, atingindo assim todos os tipos de classes e gostos. Cada um desses produtos e marcas contém nutrientes em maiores ou menores proporções, sendo recomendado o seu uso de acordo com as necessidades de cada indivíduo. Foi selecionado os produtos das marcas mais populares existentes no mercado e suas características principais. Abaixo uma tabela comparativa exemplifica a diferença nutricional de cada produto/marca. Powerade Para quem pratica esporte e além de repor os líquidos precisa de vitaminas, uma boa escolha é o Powerade, produzido pela Coca-cola. As vitaminas do complexo B estão em quantidade significativa na carne vermelha. Quem é vegetariano e pratica muito esporte, por exemplo, precisa suprir essa falta de vitaminas. O Powerade pode ser uma boa opção, apesar de não ter as vitaminas em grande quantidade. Marathon Quem pratica esportes sabe bem da importância do potássio para prevenir as terríveis câimbras. Não é à toa que toda organização de corridas de rua oferece banana na linha de chegada, já que a fruta é rica em potássio. Quem não consome tanta banana com frequência ou simplesmente não gosta, uma opção é um isotônico com uma quantidade maior de potássio. O Marathon, produzido pela Global Bev, é o campeão disparado na categoria potássio em relação aos outros isotônicos. Isotônico Taeq Quem consome muitos alimentos industrializados e congelados está habituado a ingerir quantidades muito grandes de sódio. Tanto que um bom critério para escolher entre uma marca ou outra é a quantidade de sódio. É claro que a função principal do isotônico é repor os sais minerais. Mas quem quer beber um isotônico com uma quantidade um pouco menor, o da Taeq pode ser uma boa opção.

8

Gatorade O Gatorade é a marca responsável por inventar a categoria a de repositores hidroeletrolíticos, os chamados isotônicos. Por ser o pioneiro na fabricação de bebidas isotônicas, o Gatorade, que é produzido pela PepsiCo, apresenta uma fórmula mais equilibrada. Não vai aos extremos em nenhum componente como as outras marcas, apesar de ter a menor quantidade de potássio de todos. É uma escolha tranquila para as pessoas que não fazem questão nem deste, nem daquele nutriente, e vai trazer aquele conforto dos isotônicos após um treino pesado. Mercado Para aumentar as vendas e abarcar o mercado consumidor, as marcas estão inovando no conteúdo de seus produtos e nas embalagens. A líder de mercado, PepsiCo, produtora do Gatorade, está para lançar três novos produtos que prometem atender os praticantes de exercícios físicos nas variadas etapas no treino: antes, durante e depois. É a chamada linha “Séries G”, que no momento conta apenas com o Gatorade Performan (o vendido tradicionalmente, mas que terá mudança no nome). Além da mudança da fórmula e da variedade, a embalagem está com cara nova, atraindo mais a atenção dos consumidores. Para não ficar para trás, a Cocacola, também mudou a fórmula do Powerade que agora tem a tecnologia ION. Segundo o fabricante, esse nome representa o sistema avançado de eletrólitos da nova fórmula de Powerade que repõe quatro dos eletrólitos que perdemos ao transpirar: sódio, potássio, cálcio e magnésio. Para conquistar a classe C, a Globalbev pretende lançar uma embalagem mais barata e com dois sabores novos. A empresa intenciona vender os novos produtos apenas no varejo deformado (tipo de loja de conveniência) onde os isotônicos são mais caros.

Fontes: http://www.gatorade.com.br/ http://www.globalbev.com.br/Default.aspx http://www.powerade.com.br/ion4-uwb2.html http://www.blogviveresporte.com/2011/08/25/isotonico/


MATÉRIA

ENVASADOR

Ingredientes naturais e suas funcionalidades que proporcionam saúde e bem-estar Cresce a procura por produtos que contém ingredientes naturais e beneficiam a saúde dos consumidores funcionais, bebidas quentes, composição de aromas, chás, refrescos de frutas, entre outros.

Por Cássia Nascimento

Cuidar da saúde nunca esteve tão em alta como nos últimos anos, por isso tem crescido a busca por produtos naturais que prometem qualidade de vida, com mais saúde, energia e vivacidade. O consumidor moderno é exigente e, às vezes, faz questão de pagar mais caro para cuidar de seu corpo e bem-estar. Embora hoje, o mercado ofereça produtos que equilibra a boa alimentação com preços acessíveis. A correria da vida moderna proporcionou o crescimento do mercado para a fabricação de produtos industrializados que são fáceis de preparar. Mas com esse crescimento acelerado, muitas indústrias se esqueceram de aliar a praticidade à questão da saúde. Ocasionando o surgimento de doenças, devido à ausência de nutrientes, como vitaminas e minerais necessários para o bom funcionamento do corpo humano e para a criação de anticorpos, que previnem as doenças. A partir daí, as indústrias foram se aperfeiçoando para atender a demanda do novo consumidor e cria a cada dia produtos com ingredientes naturais que prometem beneficiar a saúde dos consumidores, aliando sabor e qualidade. Nesse ramo, o mercado de bebidas também está investindo e inovando a cada dia. São produtos a base de soja, fibras, ricos em vitaminas e minerais, energéticos e revigorantes, entre outros, todos com intuito de beneficiar a qualidade de vida e o bem-estar. São os chamados extratos naturais e vegetais. O que são extratos naturais/vegetais? Os extratos naturais são preparações concentradas de diversas 10

Folha de Chá Verde

consistências possíveis, obtidas por meio de matérias-primas (folhas, sementes, frutos, etc) que passarão ou não por tratamento prévio (inativação enzimática, moagem, etc) e serão preparadas por um processo envolvendo um solvente. Isso implica basicamente em duas etapas no processo de fabricação: a separação dos compostos específicos de um meio complexo (a droga, ou parte da planta utilizada, raiz, caule, folha) com a utilização de um solvente; e a concentração, por eliminação mais ou menos completa dos solventes. O grupo Döhle, por exemplo, é um dos maiores produtores, vendedores e fornecedores globais de ingredientes naturais, sistemas de ingredientes e soluções integradas para a indústria de alimentos e bebidas. Ele possui as mais altas tecnologias de extração e processamento de aromas e extratos naturais da América Latina, entre suas opções de extração estão à destilação a vácuo, cromatografia, coluna de ratificação, destilação molecular, entre outras. Existem extratos naturais especialmente desenvolvidos para o uso nos mais diversos segmentos da indústria de alimentos, tais como suplementos alimentares, energéticos, alimentos

Na Döhler, os ingredientes provenientes diretamente das frutas e vegetais são os mais solicitados pelas empresas de alimentos e bebidas. “Extratos como os de chá, do café verde, guaraná, malte, frutas e vegetais são alguns dos destaques que têm chamado à atenção das empresas” afirma Jane Vieira do departamento de marketing da Döhler. Para ela isso se dá pelos amplos benefícios que esses ingredientes trazem à saúde. Por exemplo, os princípios ativos da cafeína natural do café verde, do guaraná e do malte são fontes naturais de energia, pois seus valiosos nutrientes são absorvidos e processados pelo corpo rapidamente, além de poder ser utilizado como um adoçante natural, sem falar do poder antioxidante e alta porcentagem de fibras provenientes de frutas e vegetais, explica Jane Vieira. “Já os chás trazem os antioxidantes e a possibilidade de conceitos com controle de peso, energizantes e até mesmo relaxantes”, conclui. Outra pioneira na fabricação de produtos naturais e vegetais é a Biotae, alicerçada pelos 18 anos de experiência da NAPIÊ. Também comercializa ervas medicinais, óleos vegetais e outras matérias-primas para as áreas: farmacêutica, cosmética e alimentícia. Na Biotae, os extratos mais procurados na fabricação de bebidas, segundo Thais Paulino, farmacêutica responsável, são os que contêm propriedades antioxidantes, estimulantes e antiflamatórias, pois estas trazem bem-estar e saúde, explica. Alguns extratos naturais mais procurados pelas indústrias de bebidas e suas funcionalidades que proporcionam saúde e bem-estar são:


MATÉRIA

ENVASADOR

Extrato Natural de Chá verde

limpeza de peles oleosas.

O chá verde é muito procurado por consumidores que desejam emagrecer. É estimulante, adstringente, antioxidante, antilipêmico, adelgaçante, antibacteriano. Atua também como anti-radicais livres por diminuir os níveis de ferritina e de peróxidos lipídicos caracterizando um potente efeito antioxidante na pele e no organismo como um todo. O chá verde é ideal para ser consumido em forma de chás ou outras bebidas.

Princípios ativos: O Chá Verde contém: bases xantínicas (cafeína e teofilina); proantocianidinas (procianidinas, teasinensinas e asamicaínas); flavonóides; taninos; vitaminas do complexo B; sais minerais (F, Ca, K, Mg); ácidos fenólicos, clorogênico, cafêico e gálico. Extrato Natural de Gengibre

A preparação do chá verde difere um pouco dos chás tradicionais. A água não deve estar fervendo, pois do contrário as folhas acabam sendo cozidas e proporcionando um gosto amargo à bebida. O tempo de infusão também não deve ser maior que 3 minutos. A preparação do chá verde difere um pouco dos chás tradicionais. A água não deve estar fervendo, pois do contrário as folhas acabam sendo cozidas e proporcionando um gosto amargo à bebida. O tempo de infusão também não deve ser maior que 3 minutos. O chá verde é usado na prevenção de câncer, isso porque os flavonóides e às catequinas contidas no chá têm a capacidade de bloquear as alterações celulares que originam os tumores. Além de conter manganês, potássio, ácido fólico e as vitaminas C, K, B1 e B2, que ajudam a prevenir doenças cardiovasculares, já que os estudos associam o consumo diário deste chá a uma diminuição dos níveis sangüíneos de LDL, que é a fração ruim do colesterol, e à melhora das condições das artérias. Estudos recentes mostram que o chá verde em creme melhora o sistema de defesa das células contra os raios ultravioleta do tipo B. Ao reduzir a inflamação causada por essa radiação, aumentaria a proteção contra o câncer de pele. Além disso, a planta do chá verde (Camellia sinensis) é rica em tanino, que também possui propriedades anti-sépticas e adstringentes, podendo ser indicada para 12

Gengibre

Utilizado como aromatizante natural em vinhos, cachaças, chás e outras bebidas é uma planta herbácea com muitos benefícios à saúde. Como planta medicinal, o gengibre é uma das mais antigas e populares do mundo. Suas propriedades terapêuticas são resultado da ação de várias substâncias, especialmente do óleo essencial, que contém canfeno, felandreno, zingibereno e zingerona. O gengibre possui sabor picante e é utilizado tanto na preparação de pratos salgados quanto nos doces. Pode ser usado de diversas formas: fresco,

seco, em conserva, em cápsulas (em pó) ou cristalizado. É bastante indicado para programas de desintoxicação do organismo, além de ser considerado um poderoso anti-inflamatório, anticoagulante, antioxidante e bactericida. Também é recomendado para tratamento de náuseas, vômito, dor de cabeça, congestão do peito, cólera, gripe, diarréia, dor de estômago, reumatismo e doenças nervosas. Essa planta é um excelente remédio para inflamação da garganta, asma, bronquite, além de ser excelente no combate ao câncer. O gengibre pode ser utilizado como antibiótico, além de possuir componentes que tratam a depressão. Os extratos de gengibre estimulam os centros vasomotores e respiratórios. Princípios ativos: óleos essenciais gingerona, saponinas, zingibereno, bisaboleno, geraniol, acetato de geranila, gingeróis, chugaóis, zingiberol, linalol. Extrato Natural de Guaraná O extrato de Guaraná é rico em cafeína e muito utilizado na fabricação de refrigerantes, energéticos e outras bebidas funcionais. Por ser uma bebida refrigerante, reconstituinte e estimulante, aumenta a resistência nos esforços mentais e musculares, diminuindo a fadiga motora e psíquica. Por meio da cafeína que possui, ele produz maior rapidez e clareza do pensamento, retarda a fadiga, tonifica o coração e ainda é considerado popularmente por suas propriedades afrodisíacas. Também provê maior vitalidade do organismo e regula o ritmo cardíaco por ser um potente tônico. É indicado para depressão nervosa, esgotamento físico, enxaqueca, perturbações gastrintestinais, como gases, fermentações anormais e diarréia, além de favorecer a atividade intelectual. Usado também como protetor solar.

Guaraná

Princípios ativos: cafeína; amido; óleo fixo; ácido caprotânico; matérias resinosas, aromáticas ou


MATÉRIA

ENVASADOR

pépticas; fibra; goma; taninos (25%); saponinas; fosfato; teobromina; fósforo; potássio.

algumas gripes, podem ser sanadas com a utilização de alguns chás com cravo.

Extrato Natural de Canela

Princípios ativos: óleos essenciais

A canela provém de uma árvore da Índia, sumamente aromática, que pode chegar a medir 15 metros de altura. Apesar de ser proveniente da Índia, pode-se cultivar em zonas quentes do Brasil. Aroma marcante, ideal para adição em chás, cachaças, achocolatados e outras bebidas. A canela é estimulante, aromática, tônica, digestiva, eupéptica, bactericida, bacteriostática, carminativa, antiespamódica e antioxidante; ajuda a prevenir osteoporose, a controlar a pressão sanguínea e a aliviar sintomas da menopausa.

Extrato Natural de Catuaba:

Princípios ativos: óleos essenciais, vanilina, cumarinas, benzoato de bencilo, açucares, taninos condensados, mucilagens, oxalato de cálcio, goma e resina, cinceilanina, manitol, procianidinas oligoméricas. Extrato Natural de Cravo O Cravo-da-Índia vem de uma arvore do extremo Oriente, mas se adaptou muito bem às regiões quentes do Brasil, como a região sul da Bahia, maior produtora dessa especiaria. Para a extração de suas propriedades são utilizados os botões florais, porém para a extração de óleos essenciais utilizam-se também as folhas. A grande importância do cravo é a presença de óleos essenciais. Na composição do óleo essencial, o eugenol é a substância química encontrada em maior quantidade e é a que possui maior atividade e a que obtêm os melhores preços no mercado. Possui ação analgésica e anti-séptica e devido a estas propriedades foi utilizada durante muitos anos pelos 14

Cravo

Canela

dentistas, juntamente com o óxido de zinco, para fazer os curativos nos dentes. Em alguns casos, até nos dias de hoje, ainda são utilizados por alguns profissionais. O cravo possui ação estomáquica e anti-séptica bucal, sendo empregado para corrigir mal hálito. Pode ser usado para gripes e resfriados. Devido a esta ação analgésica do cravo, aquelas dores no corpo, provocadas por

A Catuaba (Anemopaegma mirandum) é um afrodisíaco masculino tendo atividade sobre a dilatação da artéria peniana e aumento do tempo de ereção que aumenta também a irrigação sanguínea e a sensibilidade dos órgãos genitais femininos. A raíz da catuaba é considerada cientificamente um tônico, estimulante do sistema nervoso central, afrodisíaco, ansiolítico e expectorante. È muito usada medicinalmente e pela indústria de bebidas alcoólicas. É bastante usada no tratamento de impotência sexual: como vasodilatador da artéria peniana e estimulante da libido; Estresse acompanhado de sintomas de fadiga física e mental: como estimulante do Sistema Nervoso Central (SNC), antidepressivo suave e agonista adrenérgico suave; Síndrome da fadiga crônica; Esgotamento pós-estresse ou doença prolongada: Como tônico geral, antifadiga, e estimulante do apetite para apressar a recuperação física; Depressão leve ou moderada: como auxiliar no tratamento de depressão, devido suas ações como tônico geral, antidepressivo, e estimulante do sistema nervoso e dificuldade de raciocínio e concentração. Princípios ativos: Os alcalóides que a constituem se concentram na casca, sendo popularmente conhecido afrodisíaco e tonificante do sistema nervoso. Catuabina (substância amarga); matérias aromáticas, resinosas, gordurosas e alcalóides, semelhantes à atropina e ioimbina.

Cravo


ARTIGO TÉCNICO

ENVASADOR

PROCESSOS DE HIGIENIZAÇÃO NAS INDÚSTRIAS DE BEBIDAS Artigo técnico enviado e produzido por ProMinent* Água pura e higiene são indispensáveis na indústria de alimentos e bebidas, pois são fatores intimamente ligados à qualidade do produto final. Sendo assim, um tratamento de água efetivo e uma boa limpeza e desinfecção durante o processo devem ser realizados para garantir que o produto seja seguro nos aspectos microbiológicos e para que suas características sensoriais não sejam afetadas. A ProMinent oferece soluções integradas nos processos de produção de bebidas em diversas etapas, como tratamento de água potável, enxague de garrafas, envase, processo CIP, desinfecção de esteiras transportadoras de garrafas epasteurização. As tecnologias ProMinent empregadas nesses processos são geradores de dióxido de cloro, geradores de

16

ozônio, geradores de cloro por eletrólise, geradores UV, tanques de armazenagem, sistemas de dosagem de produtos químicos, sensores e controladores. DIÓXIDO DE CLORO O dióxido de cloro é um gás de coloração amarela com alta capacidade de desinfecção e oxidação. Diferentemente do cloro, não reage com água e possui alta eficiência em uma ampla faixa de pH (entre 4 e 10). O gás deve ser produzido no local de consumo através de geradores a partir dos reagentes ácido clorídrico e clorito de sódio. A ProMinent já trabalha com essa tecnologia há mais de 35 anos e possui diversas aplicações em indústrias de alimentos e bebidas como método alternativo de desinfecção. A UTILIZAÇÃO DE DIÓXIDO DE CLORO EM CIP

O dióxido de cloro é um agente de controle do processo de desinfecção da água permitido pela legislação brasileira (MS – Portaria nº 2.914, de 12 de dezembro de 2011), o qual é utilizado, desde meados da década de 40 nos Estados Unidos e desde os anos 50 pelas empresas públicas alemãs fornecedoras de água potável. Paralelo ao seu amplo espectro de atuação, possui também uma extraordinária eficácia na eliminação de biofilmes e oferece uma proteção bacteriostática de longa duração. A sua elevada eficácia de desinfecção e boas características de enxágue fizeram do dióxido de cloro um agente interessante para o uso em sistemas CIP. A utilização de dióxido de cloro em empresas de bebidas começou em algumas indústrias de água mineral, que primeiramente utilizaram dióxido de cloro na última água de rinsagem após o ciclo de desinfecção. Após isso, começou a ser utilizado na desinfecção propriamente dita por duas empresas americanas. No primeiro caso, o sistema CIP foi utilizado na limpeza da enchedora e no segundo caso, na desinfecção de tanques e tubulações. A cervejaria Miller nos Estados Unidos utiliza dióxido de cloro como desinfetante no CIP e reportou uma redução de tempo (1997) de 185 minutos para 45 minutos com a utilização de ClO2. No Brasil, a empresa de refrigerantes Fruki também utiliza o dióxido de cloro para essa aplicação. O dióxido de cloro produzido por um gerador é dosado por meio de uma linha de by-pass no retorno da solução CIP. Por meio desta tecnologia de processo, antes do ciclo de CIP, a concentração da solução desinfetante no tanque CIP é reposta dependendo do valor medido. Este processo pode ocorrer automaticamente por meio de uma dosagem precisa da concentração de dióxido de cloro, que é mantida em cerca de2 g /m3 (ppm). Como o dióxido de cloro é um agente

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K


E

O

PR

2011

M IA

D

R

O

ÓT UL

Diferenciação e impacto para sua embalagem!

A Novelprint, referência nacional em soluções completas e integradas de rotulagem e pioneira no Brasil, apresenta um longo histórico de inovações e desenvolvimentos para indústria de bebidas. Conquistou em 2011 o 34th TLMI Awards Competition na categoria Rotogravura com o rótulo Balada 51 Ice da Companhia Müller. Consulte-nos!

www.novelprint.com.br


ARTIGO TÉCNICO

ENVASADOR

oxidante, sua concentração possui influência sobre o valor redox. Quanto mais elevada sua concentração, maior o valor redox. Apesar do valor redox também ser influenciado por outras substâncias presentes na água e, portanto não ser específico, a utilização de um monitoramento de valor redox mostrou-se eficiente. Adicionalmente, pode-se também realizar uma medição do pH. Em

comparação

com

o

ácido

peracético, a utilização de dióxido de cloro em CIP apresenta vantagens. Quando ácido peracético é utilizado, são necessários de 200 a 500 ppm para atingir uma desinfecção suficiente. O mesmo pode ser feito com dióxido de cloro com uma concentração de 2 ppm, o que reduz os custos drasticamente. Além disso, ao contrário de outros desinfetantes, o dióxido de cloro não precisa ser totalmente enxaguado

após a etapa de desinfecção, proporcionando economia de água e de energia, pois alguns desinfetantes requerem enxágue com água quente. A pequena quantidade de água para enxágue é possível, pois uma diluição de 1:1 é suficiente para trazer a concentração para os níveis de água (0,2 g/m3 (ppm) de ClO2 residual). Desse modo, a utilização de dióxido de cloro proporciona economia de tempo e redução de custos operacionais.

UTILIZAÇÃO DE DIÓXIDO DE CLORO NA DESINFECÇÃO CIP Em uma instalação como essa, deve-se dosar dióxido de cloro baseado na medição da concentração, ou ao menos instalar um monitoramento de ClO2, redox e pH. Pode-se circular o conteúdo do tanque de solução desinfetante através de uma simples bomba centrífuga.Ciclo básico de sistemas CIP: 1. Pré-rinsagem 2. Limpeza alcalina 3. Rinsagem intermediária 4. Limpeza ácida 5. Rinsagem intermediária 6. Desinfecção 7. Rinsagem final COMPARATIVO DE CUSTOS OPERACIONAIS: ÁCIDO PERACÉTICO X DIÓXIDO DE CLORO Dióxido de cloro é um agente desinfetante com um custo muito vantajoso. De acordo com experiências até o momento, a amortização do investimento pela redução de custos com produtos químicos ocorre em curto espaço de tempo (1 a 2 anos). Nesse cálculo não foi levado em consideração o potencial de economia na água de enxágue. Exemplo: Comparação entre custos operacionais com ácido peracético e dióxido de cloro Custo de operação: • • • • • • • • •

Volume de água no tanque de desinfecção: 5 m³ Um litro de APA comercial em solução (15%) custa cerca deR$ 14,00* A concentração típica de APA nas cervejarias: 0,3% (300 ppm)* 5 m³ = 5.000 litros x 0,003 = 15 litros de APA Uma limpeza CIP custa 15 litros x R$ 14,00 = 210,00 com APA Um grama de ClO2 custa R$ 0,09 ** A concentração típica do ClO2 em CIP é de: 2 ppm (2 g/m³) 5 m³ x 2 g/m³ = 10 g de ClO2. Uma limpeza CIP custa 10 x 0,09 = R$ 0,90 com ClO2

Considerando uma média de 3 limpezas CIP por dia • 220 dias de produção / ano • Economia com o ClO2: 220 x 3 x (210-0,90) = R$138.006,00 / ano Adicionalmente: economia de 50% de água no processo de enxáguee redução do tempo de desinfecção e rinsagem Obs.: os valores utilizados para o cálculo acima foram obtidos pelas seguintes fontes: *Fonte: Almed (Ácido Peracético 15%) ** Fonte: De Gani Vaduz (Preço de ClO2 calculado a partir dos preços de HCl 9,0% e NaClO 7,5%)

18


ENTREVISTA

ENVASADOR

Importância dos processos de higienização na cadeia produtiva Leandro Rodrigues da Costa e Flávio Reis, da Diversey, empresa atuante no setor de higienização de indústrias de alimentos e bebidas, falam sobre a sua atuação no Brasil. Por Mariana Lima

Quando se trata da produção de alimentos e bebidas, a higiene industrial tem um peso importante. O controle sanitário esta ligada à segurança e qualidade dos produtos originados. Os fatores econômicos e comerciais também devem ser atendidos, pois uma produção que segue as normas adequadas de controle de qualidade viabiliza os custos de produção e satisfaz aos anseios dos consumidores. Em entrevista, Leandro Rodrigues da Costa e Flávio Reis, da área de Sector Expert Beverage da Diversey, indústria especializada no ramo de higienização para as indústrias alimentícias e de bebidas, falam um pouco sobre sua atuação. No mercado brasileiro eles declaram que, devido ao constante aumento no consumo de alimentos e bebidas, as indústrias desses setores buscam constantemente soluções para aumentar a produção de suas fábricas e atender a essas demandas. A Diversey atua fornecendo soluções sustentáveis para garantir a qualidade microbiológica dos produtos e reduzir o tempo total dos processos de higienização nas fábricas, incrementando a produtividade e economia de recursos naturais (água, energia e CO2). A Diversey agora faz parte da Sealed Air, empresa líder mundial no setor de embalagens. Esta nova empresa tem influência sobre toda cadeia produtiva e de consumo. O slogan revela a atuação da empresa: “Nós protegemos o que você come e bebe desde a fabricação nas unidades produtivas, através dos processos mais avançados de higienização, até o momento em que você consome o produto na sua casa, com as embalagens mais modernas e seguras do mundo”. Em um mercado competitivo, é necessário buscar sempre se renovar e inovar para disputar a liderança. Para isso a Diversey trás algumas 20

novidades, como a plataforma Water Care. Ela traz soluções para que as indústrias possam reduzir o impacto ambiental, oferecendo opções para diferentes níveis de exigência. Esta plataforma conta com iniciativas desenvolvidas pela Diversey, nos últimos anos, e que comprovadamente auxiliaram clientes em diferentes partes do mundo na redução do Footprint* de suas operações, ou seja, tudo que há de mais avançado em tecnologia de produtos químicos, boas práticas de fabricação e processos de higienização estão dentro do Water Care. A abrangência desta plataforma inovadora pode ser exemplificada pelo uso de uma de suas ferramentas, como o Programa Aquacheck. O Aquacheck é um programa de auditorias para investigação dos fluxos da água dentro das indústrias e posterior definição de projetos para otimização, redução e reuso desta água. Importância da higienização Leandro Rodrigues e Flávio Reis ainda contam como é importante a higienização das indústrias. Os processos de higienização estão diretamente relacionados à qualidade dos produtos, pois um ambiente produtivo livre de contaminantes permite que os produtos mantenham sua qualidade organoléptica e tenham uma maior vida de prateleira. Com a busca por uma vida mais saudável pelos consumidores, nas indústrias de bebidas não alcoólicas há uma tendência em se utilizar menos preservantes nas composições, portanto a higiene no ambiente produtivo se torna essencial para permitir esta redução. No mercado cervejeiro, a importância dos processos de higienização também está relacionada à qualidade da cerveja e sua vida de prateleira, mas principalmente com o aumento da

produção nas cervejarias. A demanda por cerveja no Brasil está crescendo devido a diversos fatores. Um deles foi o aumento do salário mínimo, fato que irá gerar mais renda para a classe C, que tem como característica o consumo de cerveja. A realização da Copa do Mundo no Brasil, em 2014, também promete gerar uma demanda ainda maior por cerveja no país. Portanto, as indústrias cervejeiras já se preparam para entregar estes volumes com investimentos em novas fábricas, novos equipamentos e melhora de sua cadeia de distribuição. A Diversey auxilia as cervejarias a aumentar a produção atual nas fábricas sem grandes necessidades de investimentos em maquinário. Com produtos de tecnologia avançada e equipes altamente capacitadas a Diversey fornece inteligência para redução no tempo total dos processos de assepsia com segurança, permitindo assim o aumento da disponibilidade fabril e, consequentemente, maiores volumes produzidos. Métodos e interferência Para Leandro Rodrigues e Flávio Reis os métodos e a maneira correta de higienização são fundamentais, declaram que no contexto da indústria de bebidas o método de higienização mais aplicado é o chamado de CIP (Clean In Place) que promove a circulação de solução e água alternadamente pela parte interna da linha de produção. Geralmente as linhas de produção são compostas por tanques, tubulações e diversos equipamentos “fechados”. Para a higienização por este método é necessário que na planta tenha uma Central CIP ou similar, que é composta por tanques de preparo e armazenamento de


ENVASADOR solução, tubulações, bombas de envio, equipamentos controladores e dosadores. Quando a linha de produção é conectada com a central CIP para a higienização, temos o circuito de limpeza.

e personalizadas. Realizam ainda acompanhamentos dos processos in loco, auditorias de instalações e processos, além de desenvolver os funcionários do cliente com diversos treinamentos.

Outra aplicação amplamente utilizada nas indústrias de bebidas é o Packaging Hall, em que se fornecem lubrificantes para as esteiras transportadoras de bebidas e também detergentes para a lavagem de garrafas. Além destes, há a aplicação de OPC (Open Plant Cleaning), empregado geralmente para a parte externa de artigos, onde se aplica um produto de alta formação de espuma que vai aderir à superfície dos artigos a serem limpos. Em ambos os métodos, a Diversey contribui com uma ampla gama de produtos, equipamentos controladores, dosadores e, principalmente, com grande expertise para a configuração do método mais adequado com os respectivos produtos e procedimentos, a fim de dar aos clientes soluções inovadoras

Um procedimento inadequado de higienização pode comprometer a qualidade dos alimentos e bebidas produzidos em uma dada linha. Quando os resíduos de um tipo de produto passam a ser indesejáveis para outro, tornando-se contaminantes que causam alterações de cor, aspecto, sabor, odor até contaminação microbiológica. Em alguns casos, falhas na higienização como, por exemplo, enxágue inadequado, podendo gerar contaminações químicas pelos residuais dos produtos usados no processo. Produtividade Eles nos contam ainda como a produtividade pode ser afetada durante o processo de higienização. Existe uma

ENTREVISTA grande interferência da higienização na produtividade das indústrias de alimentos e bebidas. Os pontos de maior impacto são: tempo demasiadamente prolongado para realização do procedimento de higienização, diminuindo assim a disponibilidade da linha para produção, principalmente em troca de sabores, e baixa eficiência na remoção de sujidade dos equipamentos, revelada por análises de qualidade tipo microbiológicas ou de presença de residuais, retardando a liberação da linha para produção. Para as metas de 2012, eles declaram que uma delas se repete a cada ano e se torna cada vez mais importante: “Auxiliar nossos clientes a reduzir o Footprint* na produção de alimentos e bebidas”. *Footprint refere-se aos recursos naturais usados por uma organização para viabilizar suas operações, incluindo insumos, água, terra, florestas, energia, geração de resíduos etc. (Wikipédia)

21


CAPA

ENVASADOR

NOVOS RÓTULOS a 360º Por Mariana Lima

Na hora de escolher nossa bebida, não levamos em conta apenas o conteúdo, mas também a embalagem em que ele se encontra, principalmente se ela tiver cores e imagens diferenciadas. No ramo das bebidas não há embalagem mais chamativa e com possibilidades promocionais ou diferenciadas no tamanho, que a lata de alumínio. Muitas empresas de refrigerantes, sucos e cervejas lançam cada ano uma lata temática, como referência a alguma data comemorativa ou evento especial. Elas chamam a atenção de públicos consumidores diferentes, são produtos limitados que tem duração certa, e após o período promocional retornam a embalagem original. Muitos consumidores inclusive se tornam colecionadores dessas peças. Jalber Nunes, Gerente de Marketing da Rexam para a América do Sul, nos conta que a lata é a embalagem mais versátil para suportar eventos temáticos pela sua rapidez e flexibilidade em viabilizar uma solução. Em alguns casos, em menos de 15 dias já se consegue receber uma arte nova, trabalhar na mesma com as adaptações necessárias, produzir e expedir para o cliente. Isso faz toda diferença em um mercado tão dinâmico. Além disso, a lata tem como outro diferencial expressivo a utilização da 22

arte em 360° para expor todo o tema. A embalagem fala por si só.

Sua história Mas até chegar a todos esses modelos e tamanhos devemos relembrar o inicio das nossas tão queridas latinhas. O armazenamento de alimentos foi uma técnica que evoluiu com o passar do tempo, e tem seu auge com a urbanização, seguindo da necessidade de estarem à disposição dos consumidores com rapidez, com boa qualidade e principalmente com preço acessível. As latas como meio de armazenamento tem surgimento em 1795, quando o governo Francês ofereceu um prêmio de 12.000 francos para quem inventasse um método de conservar comida. O parisiense Nicholas Appert usou sua experiência como ex-doceiro, vinheiro, chef, cervejeiro e fazedor de pickles, para aperfeiçoar sua técnica. Depois de 15 anos de experiências, Appert obteve sucesso na preservação de comida, vedando as garrafas com rolhas e imergindo as garrafas em água fervente. Como ainda não existiam os estudos de Pasteur quanto à ligação da exposição dos alimentos com as bactérias, ele supôs que a exposição ao ar estragava a comida. Assim, a comida

colocada num recipiente que vedava a entrada do ar, ficaria fresca e com boa qualidade. Ele recebeu um prêmio de Napoleão em 1810 e escreveu o livro intitulado “O livro de todos os lares: a arte de preservar comida por muitos anos” em que ele descreve diversas maneiras de armazenar os alimentos. No mesmo ano, o inglês Peter Durand recebeu do rei George III uma patente pela ideia de preservar comida em “recipientes de vidro, cerâmica, aço e outros metais”. Durand pretendia superar Appert com a utilização de recipientes de aço. Durant vendeu sua patente em 1811 para a firma londrina Donkin, Hall and Gamble, que produziu recipientes de chapas de ferro estanhadas - na realidade as primeiras latas a serem produzidas. Essas primeiras latas eram feitas de modo artesanal, uma a uma, por ferreiros, em chapas de ferro batido que posteriormente eram imersas em estanho liquido para serem protegidas da corrosão. O desenvolvimento de latas em grande produção se dá durante a revolução industrial que possibilitou a mecanização da fabricação das latas e também de chapas de aço de baixo teor de carbono. Assim a


ENVASADOR matéria-prima fundamental para a produção da lata passou a ser a chapa de aço recoberta por uma fina camada de estanho, conhecida com o nome de “folha-de-flandres”. Somente em 1930 as latas se tornaram populares A primeira empresa a enlatar a cerveja foi American Can Company, em Newark, New Jersey, para a Cervejaria Krueger em 1933. Lançado em baixa escala para ver a aceitação do público, que teve como resultado total sucesso. Somente em 1935 eles investiram pesado na produção da bebida em lata, e a partir de então os concorrentes também aderiram a esta idéia. No início dos anos 60, começa a substituição da solda a base de chumbo por solda elétrica. Em 1960, é inventada a lata de alumínio com sistema easy-open (fácil de abir). Refrigerantes enlatados começaram a ser vendidos em máquinas em 1961, juntando-se as garrafas de vidro, já vendidas na época, e em

1962 surgem às latas Pull-Tabs (com puxador). A Royal Crown adotou a lata de alumí¬nio em 1964, seguida em 1967 pela Pepsi e Coca-Cola. As latas de alumínio se tornam febre em 1985, se tornando a embalagem mais popular de bebidas do mundo. No Brasil as primeiras latas para bebidas fabricadas eram produzidas em folhas de flandres (chapas metálicas feitas de ferro e uma pequena parte de estanho ou cromo) na Metalúrgica Matarazzo, a pedido da Skol Internacional Beer, em 1968, hoje Skol Cerveja Pilsen. A ideia era abastecer mercados distantes da Capital de São Paulo. Hoje, o Brasil tem um consumo per capita de aproximadamente 90 latas.

Latas Temáticas O diferencial do alumínio é a possibilidade de desenvolver rótulos temáticos que chamam mais atenção do que um produzido em embalagem de garrafas pet ou de vidro. “Uma embalagem temática traz uma

CAPA maior identificação da marca com o consumidor, aproximando-se dele e agregando mais valor ao produto em um mercado tão competitivo. A lata Skol Sensation, Schin Atlântida, Burn David Guetta e Bavária Rodeio são exemplos de embalagens que fazem alusão a eventos. O consumidor se identifica com o rótulo, que ajuda a promover a marca e o evento. Além desse fator, algumas marcas têm utilizado a lata temática para abordar paixões nacionais como times de futebol. Já onsumidor que torce por aquele time.” declara Jalber Nunes, da Rexam. Outros exemplos das latas temáticas, temos a Skol que criou uma promoção pela qual os fãs da marca no Facebook poderão ter fotos estampadas em uma embalagem especial da cerveja, “a lata dos fãs de Skol”. As redes sociais hoje fazem parte da estratégia de marketing das empresas, e na hora chamar a atenção do consumidor elas não ficam de

23


CAPA fora. “Algumas latas temáticas fazem menção a redes sociais como ponto de extensão com mais informações para o consumidor. Creio que ainda há espaço para aumentar esta interação.” Afirma Jalber Nunes, da Rexam. A duração de uma campanha pode variar, Jalber Nunes ainda afirma que para eventos locais como, uma vaquejada, festas municipais etc, normalmente dura um mês. Eventos mais expressivos como Copa do Mundo, Olimpíadas, Carnaval, Fim de ano, pode durar entre 4 a 6 meses. “Normalmente o público alvo é focado nos consumidores de cervejas e refrigerantes. Essas marcas geralmente patrocinam eventos grandes ou ainda locais, o que gera maior identificação da marca junto ao consumidor.” conclui. As prateleiras se enchem mais de latas temáticas durante temporadas como fim de ano, verão, eventos mundiais (Copa do mundo, Olimpíadas etc) e, principalmente, carnaval. A Pepsi lança este ano uma edição especial que estampa o “rei do pop” Michael Jackson em 1 bilhão de latinhas do refrigerante em uma campanha de publicidade global. A edição coincidirá com o aniversário de 25 anos do álbum “Bad” do cantor. Ele foi o garoto propaganda da marca nos anos 80 e agora a campanha o trás em poses de dança. E quando se trata de esportes temos

ENVASADOR

sempre edições especiais por diversas empresas no período da Copa, Pan-Americano e Olimpíadas. A favor disso a Rexam já vem se preparando para os eventos que em breve terão o Brasil como sede “Estamos recebendo várias consultas dos nossos clientes para nos prepararmos para todos os eventos. Com isso, seguimos discutindo quais seriam as principais inovações para encantar o consumidor. Em todos eles, teremos latas temáticas.” Declara Jalber Nunes, da Rexam Para os colecionadores das latinhas, muitas novidades vêm de fora do país. A empresa de refrigerantes Dr. Pepper lançou uma edição especial para o filme “Os Vingadores”, da

Marvel Studios. São oito latas estampadas com os personagens Homem de Ferro, Hulk, Thor, Loki, Hawkeye, Capitão América, Viúva Negra e Nick Fury. Em 2010 foi realizado uma ação parecida para o filme “Iron Man 2”.

Tamanhos Encontramos hoje latas com diferenciações de tamanho, tanto em cervejas e refrigerantes, que vem apostando em uma versão menor de seus produtos. As latas de energéticos são as pioneiras quanto ao tamanho diferenciado como as de 8oz (250 ml) e 16oz (473ml). Para atender um público que hoje busca saber o que ingere, tanto sobre danos e benefícios, e mais ainda com a quantidade consumida, chegaram aos mercados às versões de minilata de refrigerantes. Elas possuem o tamanho 4.9oz (150 ml), a proposta inicial é estimular a diminuição de ingestão de calorias. Indústrias de cerveja também aderiram à moda e produzem em menores versões suas latas de 350ml para 269ml. Jalber Nunes, Gerente de Marketing da Rexam, explica que a Rexam já produzia latas menores na Europa e viram que o consumidor brasileiro estava seguindo algumas tendências mundiais que abririam espaço para uma lata menor. Dentre essa tendências, se destaca: controle da porção

24


CAPA

ENVASADOR

Meio Ambiente

(menores quantidade), o avanço do consumo feminino e crianças, além de oportunidades em praticidade e conveniência (ex. bebida gelar mais rápido, uma dose ideal para ser consumida antes de esquentar etc).

A preocupação inicial das empresas sempre foi quantidade de produção e as maneiras de chamar a atenção para que seu produto fosse cada vez mais consumido. Porém hoje, junto ao consumismo, se tem a preocupação com a sustentabilidade. O alumínio possui um grande potencial de reciclagem, de uma única lata de alumínio, pode economizar energia elétrica necessária para manter um televisor ligado durante 3 horas ou uma lâmpada de 100 watts por 20 horas.

infinitas vezes, com praticamente 100% de aproveitamento. Além disso, a reciclagem de latas gera renda a milhares de brasileiros envolvidas da coleta à transformação final da sucata.

Sem perder suas propriedades duranNo Brasil o tamanho mais comum no te o processo de reaproveitamento, mercado brasileiro é de 12oz (350ml). ao contrário de outros materiais, ele Utilizada pela maior parte dos enva- pode se tornar utensílio doméstico, sadores para refrigerantes e cervejas. latas de bebidas, esquadrias de Suas vantagens são permitir maiores janelas, componentes automotivos, velocidades de envasamento e elimina entre outros, podendo ser fundidos e uma série de problemas de vazamen- empregados novamente na fabricatos. Já a lata de 16oz (437ml) é mais ção de novos produtos. O alumínio é um material que pode ser reciclado estevia_210x95_set11.ai 16/09/2011 18:08:42 utilizada para cervejas1 e energéticos.

Sabor e dulçor na medida certa pra sua saúde A divisão de Nutrição e Ingredientes da M.Cassab oferece uma solução doce e natural como o açúcar, com a redução calórica que seu produto precisa. Através da parceria com a GLG Life Tech, maior fabricante mundial de extratos de estévia, a M.Cassab disponibiliza para a indústria extratos de estévia de alta pureza, com sabor e dulçor na medida certa. Os extratos de estévia da GLG se apresentam como uma solução naturalmente doce, adicionando qualidade e o sabor do açúcar, sem adicionar calorias. Mais uma vez, a M.Cassab proporciona uma solução que faça parte do seu dia-a-dia!

Nossa especialidade é garantir sua qualidade de vida.

Av. das Nações Unidas, 20.882 São Paulo - SP - Brasil CEP 04795-00 - +55 11 2162-7769 nutrihumana@mcassab.com.br

www.mcassab.com.br

25


FEIRAS

ENVASADOR

PRÉVIA FISPAL TECNOLOGIA 2012

Por Mariana Lima

A Fispal Tecnologia, Feira Internacional de Embalagens, Processos e Logística para as Indústrias de Alimentos e Bebidas, chega à sua 28ª edição. Em quatro dias são esperados mais de 64 mil visitantes do mundo inteiro para ampliar sua rede de contatos e fazer grandes negócios. A feira é realizada do dia 12 a15 de Junho, das 11h às 20h, no Pavilhão do Anhembi, em São Paulo (SP). Um dos organizadores do evento, Marco Antonio Basso, CEO do Informa Group no Brasil, ressalta que esse ano serão mais de duas mil marcas expositoras nacionais e mais de 140 internacionais, que ocuparão cerca de 80 mil m2 do Anhembi. Das presenças internacionais, ele cita que serão 16 países como Itália, Estados Unidos, China, Holanda, Bélgica, Espanha, Canadá, Turquia, Taiwan, Emirados Árabes Unidos, Alemanha, Índia, Coreia, Colômbia, Chile e México, que representam cento e quarenta marcas internacionais expositoras, já confirmadas para a próxima edição, superando os 14 países presentes em 2011. O evento é considerado o mais completo para as indústrias de alimentos e bebidas, trazendo os principais lançamentos em embalagens e as últimas tendências em tecnologia e 26

processamento. “A Fispal Tecnologia vem passando por crescimentos constantes. Nosso objetivo é melhorar a qualificação dos visitantes e ampliar o mix de produtos da feira a cada edição.” declara Marco Antonio Basso. Expositores A Fispal Tecnologia é composta por profissionais da indústria de alimentos; de bebidas; de embalagens; da indústria química, farmacêutica e cosmética; dos Centros de Pesquisas Laboratoriais; da indústria de ingredientes e matérias-primas; prestadores de serviços retrofit; e da indústria gráfica. Alguns dos expositores presentes no local nos falaram sobre sua participação na feira, confira! Águia Inox Águia Inox é uma das empresas expositoras, especializada na comercialização e fabricação de equipamentos em aço inox, com mais de 20 anos de experiência. Leandro César Soccol, diretor administrativo e comercial da empresa, declara que esta é uma ótima oportunidade para poder ver a temperatura desta conceituada feira, só que desta vez como expositor e não como visitante. Esta é a primeira vez que atuarão como expositores. “Com esta oportunidade vamos poder

avaliar movimento e público para 2013 estarmos bem preparados”, afirma Leandro. Suas expectativas com a participação na feira deste ano proporcionarão que a Aguia Inox seja um dos Stands referência da Fispal em 2013, segundo Leandro repetindo o sucesso de suas participações em outras Feiras. Durante a exposição trarão equipamentos para linha de Queijaria e Iogurte. Meplast Presente no mercado de tampas plásticas e metálicas, a Meplast atende a empresas de todos os portes nos vários Estados do Brasil. Este ano estréiam como expositores na Fispal Tecnologia. Ricardo Medeiros, gerente de negócios, declara que esta é uma excelente oportunidade para ganhar ainda mais visibilidade nos setores de bebidas e embalagens para alimentos além de consolidar efetivamente nossa presença no mercado nacional. Durante a feira irão expor alguns de seus produtos, como exemplo as tampas com as quais operam atualmente no mercado brasileiro: tampas 28 mm PCO 1810 com e sem vedante, além das rolhas metálicas PVC-free para garrafas retornáveis de vidro.


FEIRAS

ENVASADOR Zeppelin Reimelt A empresa Zeppelin Reimelt conta com seus equipamentos presentes em praticamente todas as fábricas do Brasil, com sistemas de movimentação, transporte pneumático e ensilagem de produtos em pó ou granulados para indústrias químicas, petroquímicas, de cimento e minerais, de borracha, maltarias e de outras áreas. Esta não é a primeira vez que atuam na feira e este ano trazem como lançamento a máquina Codos®.

Xaroparia Ziermann

Ziemman Liess Com 66 anos de história de uma trajetória sempre ligada ao mercado de equipamentos e processos para a indústria de bebidas, a Ziemman Liess é expositora há mais de dez anos na feira Fispal Tecnologia, e este ano também marcarão presença por lá. Anselmo Parisenti, gerente comercial, conta que como sempre, é uma excelente oportunidade para encontrarmos nossos clientes e amigos, reforçando o relacionamento, discutir negócios em andamento e apresentar as novidades e novos desenvolvimentos. Eles trazem alguns destaques para a feira deste ano. “Além da nossa linha de produtos tradicionais, estamos dando destaque para a nova e exclusiva tecnologia de solda a laser para construção de tanques, cozinhadores e reatores equipados com camisas de aquecimento ou refrigeração. É uma tecnologia de ponta disponível até agora apenas em equipamentos importados. Também estamos destacando a tecnologia de dissolução a frio para produção de Xarope Simples para fabricação de refrigerantes.” declara Anselmo Parisenti, gerente comercial.

“Ela consiste de um sistema contínuo de mistura e sova para produção de massas, ao invés do tradicional sistema por bateladas. Com capacidade de produção de 500 a 8.000 kg/h, garante excelentes resultados de produção e alta qualidade do produto final, graças à tecnologia empregada. Ela possui construção enjaquetada, podendo ser resfriado ou aquecido, para garantir a temperatura constante do produto. A utilização de gelo ou CO2 não é requerida.” declara Marcos Leal, Gerente Unidade de Negócios FOOD. Além deste lançamento, estarão apresentados mais dois produtos: Container Mixer e Mic Dos. O Container Mixer é o tipo de equipamento com excelente função de mistura de materiais secos que podem melhorar o manuseio de produtos e o processo produtivo. Adequado aos mais diversos segmentos, dentre eles o alimentício, especialmente nos casos onde há muita perda de produto por contaminação cruzada ou onde a perda de produtividade é elevada durante os tempos de parada para mudança de formulação. Os micro-ingredientes são matériasprimas de alto valor agregado e com impacto significativo no resultado final, quando da composição das mais variadas formulações. Mic Dos é o equipamento utilizado para automatizar a dosagem e pesagem de micro ingredientes. Disponível no modelo semi-automático ou totalmente automático.

JPJ Este é o 19º ano que empresa JPJ com mais de 30 anos de existência, especializada na produção de máquinas rotuladoras, com destaque no mercado Nacional e Internacional e amplamente reconhecida pela vasta clientela – participa da feira Fispal Tecnologia. “Por ser a maior feira de Embalagens, Processos e Logística para as Indústrias de Alimentos e Bebidas da América Latina é uma excelente vitrine para a divulgação de nossa linha de equipamentos abrangendo visitantes não só do mercado interno como também muitos outros países com potencial comprador.” Conta Nilson J. Gavioli, diretor. Ele ainda conta sobre o que irão expor. “Teremos em exposição no nosso estande equipamentos com sistema de Rótulos em Bobina de BOPP, sistema de Rótulos Magazine (Papel e/ou BOPP pré cortado) e sistema de Rótulos Auto Adesivos (automático e semi automático)”. Expectativas Para Leandro, da Águia Inox, as expectativas são grandes. “Acreditamos ser um marco histórico para nosso plano de expansão para outros segmentos além do setor de laticínio. Nossa empresa tem se estruturado muito em termos de Fábrica e precisamos ter maior participação em outros segmentos, como os setores alimentícios, bebidas em geral, cosmético, químico e farmacêutico, e a Fispal com certeza irá nos abrir muitas portas.” afirma. Para Anselmo, da Ziemann Liess, está fazer uma análise da situação do mercado, verificando as potencialidades de investimentos e expectativas dos clientes quanto ao perfil dos futuros negócios. 27


FEIRAS Dos anos de 2010 para 2011, a Zeppelin Reimelt teve um aumento na quantidade de visitas de quase 10% durante a feira. Para Marcos Leal, a expectativa é de que este aumento se repita no evento de 2012 e que, aliado ao aumento de visitas, tenham também um volume de negócios e abertura de novos clientes, igualmente maior. A feira os auxiliará nas metas para 2012. “Face ao valor de vendas atingido até o momento, antes mesmo da exposição, a idéia é de que consigamos superar as expectativas no ano de 2012, até por se tratar de uma área estratégica para a empresa, especialmente após a incorporação da Reimelt ao grupo Zeppelin, que agregou mais tecnologia (fato este ocorrido desde meados de 2009)”, conclui Marcos Leal. Para a JPJ rotuladoras, a expectativa é que apesar do difícil momento de nossa economia, acreditamos que esta feira irá trazer muitas possibilidades de negócios alavancando as vendas para o segundo semestre de 2012, conta Nilson J. Gavioli.

28

ENVASADOR Novas da Fispal Durante quatro dias de realização da feira, os visitantes ficam frente a frente com as principais empresas do segmento e os expositores em contato direto com os mais importantes players do setor. Marco Antonio Basso, do Informa Group no Brasil informa que entre as novidades, este ano a Fispal Tecnologia terá três congressos técnicos. Os temas que farão parte da programação são: Operações Industriais no setor de Alimentos e Bebidas: Redução de Custos e Aumento da Produtividade; Inovação, Sustentabilidade e Redução de Custos em Embalagens no setor de Alimentos e Bebidas; e I Congresso Nacional de Redução de Açúcar, Sal e Gordura do Setor Alimentício. Além disso, também estão programados uma série de workshops voltados para os setores de embalagens e operações industriais. Os temas que farão parte da programação são: Como utilizar os recursos disponíveis para inovar em design de

embalagens, gestão de qualidade e minimização do risco na cadeira do frio, entre outros. Informações gerais Fispal Tecnologia 2012 28ª Feira Internacional de Embalagens e Processos para as Indústrias de Alimentos e Bebidas Data: 12 a 15 de junho Horário: 11h às 20h Local: Pavilhão de Exposições do Anhembi Endereço: Av. Olavo Fontoura, 1209 Santana - São Paulo – SP/ Brasil Contato: Tel: 11 3017-6807. E-mail – visitante.ft@btsmedia.biz Site: http://www.fispaltecnologia.com. br/index.asp Programação dos congressos e workshops: http://www.informagroup. com.br/site/hotsite_ibc.asp?c=FEIRA &a=B&IdEvento=182&r=IF2501012& p=codigoperson


ENVASADOR

FEIRAS

Mais público mais negócios e rumo a 2014 Em quatro dias, 10ª Semana Internacional Brasil Alimenta registra 11 mil visitantes e uma estimativa de US$ 67,2 milhões em negócios. Organizadores entram em campo e já anunciam a data da próxima edição: de 8 a 11 de abril de 2014 enalteceram dois importantes segmentos contemplados pela Semana Internacional Brasil Alimenta. A uva e o vinho, é claro, que nasceram com o evento, não ficaram para trás. O Fórum Internacional de Viticultura e Enologia (Feavin) e o Quality Wine elegeram temas relevantes e úteis para as vinícolas, contribuindo para a melhora da qualidade dos vinhos e de sua apresentação no mercado como fator de maior competitividade.

A 10ª Semana Internacional Brasil Alimenta encerra hoje com recorde de público e de negócios. Em quatro dias de evento, 11.348 profissionais passaram pelo Pavilhão E do Parque de Eventos de Bento Gonçalves para ver de perto as novidades em tecnologia apresentadas pelos 250 expositores de 12 países e oito estados brasileiros nos quatro salões tecnológicos – Vinotech, Envase Brasil, Techlac e MultiAgro. A estimativa de negócios é de US$ 67,2 mi, superando em 20% os US$ 56 milhões alcançados em 2010. Com a mesma bandeira – a da tecnologia -, profissionais das cadeias produtivas da uva e do vinho, bebidas em geral, laticínios e agricultura, comungaram a integração proporcionada pelo evento. O presidente da 10ª Semana Internacional Brasil Alimenta, Vicente Puerta, comemora os resultados confiante de que o evento vem fazendo a sua parte em contribuição ao desenvolvimento do país. “Conseguimos reunir inovação e tecnologia mundial para fazer o Brasil crescer e ser mais competitivo. Quem esteve aqui

conferiu tudo isso de perto. Isso nos deixa muito felizes, pois desde o início nosso compromisso sempre foi o de alimentar os setores produtivos com soluções tecnológicas”, festeja. Todo esforço em reunir o melhor em tecnologia se reverteu em um público qualificado, atendendo o interesse dos expositores. Os 11.348 profissionais vieram de 14 países (Itália, Brasil, Chile, Austrália, França, Alemanha, Argentina, Uruguai, Estados Unidos, Espanha, Áustria, Portugal, México e China) e de 13 estados brasileiros (RS, ES, PR, SC, SP, MG, RJ, PE, BA, MT, GO, CE e MA), atraídos, também, pela ampla programação de palestras técnicas nas áreas afins. Na última edição foram 12 países e oito estados. E como inovação é a palavra chave, não poderiam faltar novidades. A Technobeer, voltada ao mercado microcervejeiro, foi sucesso geral, reunindo 214 profissionais no Fórum Internacional de Bebidas (FIB). Já a Techlac, que estreou no evento apresentando o setor de laticínios e derivados, trouxe o Mercado Lácteo que reuniu 160 profissionais. Ambos

Atualizando conceitos e práticas Um dos diferenciais da Semana Internacional Brasil Alimenta é a intensa programação paralela com a realização de palestras, paineis e mesas redondas em torno de temas atuais relacionados às áreas envolvidas. Com isso, o público pode, além de fazer excelentes negócios nos salões, aproveitar para se reciclar nos eventos paralelos que aconteceram diariamente. Mais de 1.800 profissionais assistiram as palestras de forma gratuita. A 11ª Semana Internacional Brasil Alimenta já tem data marcada. Os organizadores dão o pontapé inicial na preparação da 11ª edição que está confirmada para o período de 8 a 11 de abril de 2014, em plena Copa do Mundo. Mais informações: www.brasilalimenta.com.br Fotos: Gustavo Bottega Legendas: Brinde da integração: Wilson Zanatta, presidente do Sindilat-RS; Alexsandra Machado, diretora do Núcleo de Empresas Cervejeiras da Abrabe; Vicente Puerta e Christian Bernardi, presidente da Associação Brasileira de Enologia 29


NOVIDADES

ENVASADOR

Kaiser quer saber: você tem pressão ou é torneirinha?

A Kaiser, que agora é produzida pela Cervejaria HEINEKEN, foi aprimorada em todos os aspectos e relançada no Brasil nos últimos meses. Desde então, não pára de trazer novidades. A mais recente delas é o lançamento da nova Kaiser Barril, que possui uma tecnologia

patenteada no mundo todo pela Cervejaria HEINEKEN. O seu exclusivo sistema de pressão possui um cartucho integrado de CO2, que permite ao consumidor tirar a sua própria cerveja como chopp. O comercial da novidade pode ser

encontrado no site da Kaiser (www. kaiser.com.br/barril). A campanha tem um tom divertido e aborda a diferença funcional entre os outros produtos disponíveis no mercado e o da Kaiser. No primeiro caso a cerveja sai por baixo por meio de uma torneirinha que dá vazão ao líquido pela ação da gravidade; já na Kaiser Barril o líquido sai por cima, graças ao cartucho integrado de CO2 em seu sistema, que resulta na tirada da cerveja com pressão como se fosse chopp, do primeiro ao último copo, garantindo uma espuma muito mais cremosa e uma experiência única. Além deste atributo, outro diferencial da Kaiser Barril é a durabilidade. Quando o sistema de pressão é acionado, o liquido que permanece no interior do barril não tem contato com o ambiente externo e dura até 30 dias na geladeira depois de aberto.

Linha Salton Classic apresenta novo produto

Dona da Smirnoff compra cachaça Ypióca por R$ 900 milhões

Com a intensão de ampliar seu portfólio de vinhos, a Vinícola Salton, lança o Salton Classic Cabernet Franc, que integrará a linha Salton Classic. O produto é elaborado com uvas 100% Cabernet Franc, possui coloração roxo vivo, com aromas que lembram frutas vermelhas (amora, framboesa, morango e mirtilo), especiarias, ameixas, passas, eucalipto e nozes. Seu sabor é fresco e maduro de média permanência de sabor no paladar, é ideal para ser harmonizado com carnes vermelhas, massa bolonhesa e queijos curtidos.

O grupo britânico de bebidas Diageo, dono de marcas como Smirnoff e Johnnie Walker, anunciou a compra da cachaça brasileira Ypióca por R$ 900 milhões. A aquisição faz parte da estratégia da empresa de alcançar em mercados emergentes metade de sua receita até 2015. A previsão é que o negócio seja concluído em um mês. Na avaliação da compra, a companhia estrangeira considerou a força da cachaça no país e a posição da Ypióca (terceira na categoria e primeira no mercado premium) entre as suas concorrentes. De acordo com a Diageo, a Ypióca registrou vendas líquidas de R$ 177 milhões em 2011. A Ypióca tem cinco fábricas no país e capacidade instalada para produzir 126 milhões de litros por ano. A empresa foi fundada em 1846, emprega cerca de 3.200 funcionários e exporta para mais de 40 países. A companhia detém 8% do mercado total de cachaças no Brasil, atrás das marcas Pitu (12%) e 51 (24%), que juntas com a VB formam metade da categoria. Já no segmento premium de cachaças, a participação da Ypióca chega a 62%. Fonte: Folha de S. Paulo

A Linha Classic projeta crescimento de 15% para este ano. O sucesso se deve à grande apreciação dos produtos pelos consumidores e ao preço competitivo. Hoje, a linha completa já representa 8% do faturamento global da Vinícola e contempla os produtos Salton Classic Cabernet Sauvignon, Salton Classic Merlot, Salton Classic Tannat, Salton Classic Chardonnay e Salton Classic Riesling e o novo Salton Classic Cabernet Franc. 30


ENVASADOR

Linha Cappuccino Melitta, agora em embalagem 100% reciclável

A Melitta, empresa líder no mercado de cafés embalados a vácuo e de coadores de papel, apresenta ao mercado brasileiro a sua linha Cappuccino Melitta, a 3ª marca mais consumida no país, agora embalada em latas de aço 100% sustentáveis. Por ser mais resistente aos possíveis danos, a nova embalagem garante mais segurança ao produto durante os processos de manuseio, transporte e estocagem, conservando seus nutrientes por muito mais tempo. Outra grande vantagem é que, além de ser reciclável, ela é também degradável. Antes de ser descartada na natureza,

a embalagem permite fácil separação e descarte de cada um de seus elementos: lata, lacre de alumínio e tampa. Um selo educativo foi inserido no verso da embalagem para explicar como esse processo deve ser feito. Com uma fórmula supercremosa, resultado da combinação de leite, café e chocolate na medida exata, como na receita original que remete aos segredos da velha Itália. Os produtos estão disponíveis nas versões Tradicional, Chocolate e Light, podem ser consumidos quentes ou frios e até usados em receitas práticas e saborosas.

NOVIDADES

Setor vinícola pode ter maior produtividade O Kaizen Institute Portugal, em parceria com consultores brasileiros do Kaizen Brasil, estão trabalhando na melhoria de processos do Aveleda, um dos maiores produtores de vinho portugueses. O objetivo é implementar um efetivo programa de excelência e melhoria em diversos setores da empresa, alcançando melhores resultados para o negócio, oferecendo um atendimento premium para seus clientes. A reorganização começou em 2012 e fundamenta-se na metodologia Kaizen, em que o foco é a busca da melhoria contínua, ou seja, atualizar e renovar processos que gerem ganhos reais e que possam se sustentar ao longo do tempo. No Brasil, as perspectivas para o setor, neste ano de 2012, são bastante otimistas. No começo do ano, o governo anunciou medidas de proteção para conter as crescentes importações de vinho e, com a boa safra de uvas projetada pelos agricultores para este ano, tudo indica que o vinho nacional poderá conquistar bom espaço entre os consumidores dentro e fora do país.

A BioTae fabrica e desenvolve uma linha completa de Extratos Naturais para aplicação em alimentos e bebidas funcionais, energéticos, isotônicos, chás, refrescos de frutas entre outros.

Alho Aloe Vera Baunilha Café verde Canela Catuaba B Cha Branco

Cha Verde Chicória Gengibre Guaraná Manjericão Mirtilo Salsa

31


NOVIDADES

ENVASADOR

Tetra Pak identifica 2,7 bilhões de novos consumidores como a próxima grande oportunidade para a indústria de laticínios Produzido por CDN

Uma nova pesquisa da Tetra Pak, líder mundial em soluções para processamento e envase de alimentos, identifica que 2,7 bilhões de novos consumidores serão a próxima grande oportunidade de mercado para a indústria de laticínios. Essa expectativa surge da população de baixa renda que deve emergir nos países em desenvolvimento, graças ao esperado aumento da prosperidade, do poder de compra e do desejo de consumo de produtos lácteos líquidos. De acordo com o estudo Tetra Pak Dairy Index - que acompanha em todo o mundo fatos, números e tendências na indústria de laticínios - o consumo de lácteos da população de baixa renda em mercados em desenvolvimento deve aumentar de 70 bilhões de litros em 2011 para quase 80 bilhões de litros em 2014. Muitos destes

consumidores passarão a comprar o leite embalado, ao invés do leite cru. Segundo Dennis Jönsson, Presidente e CEO da Tetra Pak, os consumidores de baixa renda representam quase 40% da população mundial e, além de viverem em economias que impulsionam o crescimento da indústria, o poder aquisitivo dessa classe está aumentando. “Isso representa uma das maiores oportunidades de crescimento para a indústria láctea e a chave para o sucesso de amanhã está em atingir esses consumidores hoje”, defende Dennis. Atualmente estes consumidores têm uma renda média de US$ 2 a US$ 8 por dia e são virtualmente inalcançados pelos produtores de lácteos. Chamados pela Tetra Pak de “consumidores do meio da pirâmide” – ou Deeper in the Pyramid (DIP), em inglês - representam cerca de 50% da população dos países em

desenvolvimento e consomem 38% dos produtos lácteos líquidos. Muitos destes consumidores DIP devem ter melhor renda, passando da classe baixa para a média até o final da década, aumentando seu poder de compra e a gama de produtos que compram. Tetra Pak identificou que os laticínios devem superar três desafios fundamentais. Desde já, os produtos devem ser economicamente acessíveis, atraentes e estarem disponíveis para os consumidores com rendas limitadas. Inovação e eficiência serão soluções vitais para ajudar a indústria a desenvolver produtos, embalagens e processamento para atender às necessidades desses consumidores de baixa renda, de acordo com o relatório. A quinta edição da pesquisa Tetra Pak Dairy Index pode ser vista na íntegra em: www.tetrapak.com.br

Henkel marca presença entre as “50 Empresas do Bem”

Com projetos sustentáveis, líder global na oferta de adesivos, selantes e tratamentos e superfície integra time de destaque do País conforme reportagem da revista IstoÉ Dinheiro A Henkel, líder global na oferta de adesivos, selantes e tratamentos de superfície, está entre as “50 Empresas do Bem” em reportagem publicada na revista IstoÉ Dinheiro. O levantamento foi dividido em quatros categorias - Inovação, Gestão, Parceria, Comunidade & Social - e mostrou como as empresas mais destacadas do País conseguiram inserir em seus negócios temas como Responsabilidade Social e Ambiental. Com o projeto Estratégia de Sustentabilidade 2030, que tem como filosofia “fazer mais por menos”, a Henkel foi classificada na categoria Gestão. O objetivo do projeto é reduzir o uso de insumos, como embalagens e energia, na fabricação de seus produtos. Produtos que eram fabricados com três materiais diferentes, por exemplo,

32

passaram a ser fabricadas somente com um, economizando milhões de litros de água e megawatts de energia. Essa mudança, além de se mostrar animadora no ponto de vista empresarial, passa a ser muito positiva levando em conta a Sustentabilidade e ajuda a poupar recursos da natureza.

emprega mais de 47 mil pessoas e obteve um faturamento de 15.605 milhões de euros e lucro operacional ajustado de 2.029 milhões de euros no ano fiscal de 2011. As ações preferenciais da Henkel são negociadas na bolsa de valores alemã DAX e a empresa faz parte do ranking Fortune Global 500.

Sobre a Henkel A Henkel opera em todo mundo com marcas e tecnologias líderes em três áreas de negócios: Detergentes e Produtos de Limpeza, Cosméticos e Cuidados Pessoais, e Tecnologias em Adesivos. Fundada em 1876, a Henkel mantém posições de liderança no mercado global, tanto nos negócios ao consumidor quanto nos negócios industriais, com marcas de sucesso como Persil, Schwarzkopf e Loctite. A Henkel

Sobre a Henkel Brasil A Henkel está no Brasil há 57 anos e atua nas áreas de Adesivos, Selantes e Tratamento de Superfícies e Cosmética Capilar Profissional, com marcas como Loctite Super Bonder, Pritt, Cascola, Liofol e Schwarzkopf. A Henkel Brasil conta com mais de 800 profissionais distribuídos nas plantas de Itapevi, Diadema, Jundiaí e Manaus. Em 2011, a Henkel Brasil teve um faturamento de 826 milhões de reais.


ENVASADOR

Cervejaria Bamberg conquista seis medalhas no Australian International Beer Awards 2012 O Australian International Beer Awards é um dos maiores e mais conceituados prêmios internacionais que avalia cervejas do mundo todo. Neste ano, mais de mil cervejas de 41 países concorreram às diversas categorias do concurso. Entre tantos rótulos e estilos que passaram pelos jurados, o destaque ficou com a Cervejaria Bamberg. A cervejaria artesanal de Votorantim, interior de São Paulo, ganhou seis medalhas na competição. Os seis novos prêmios que a Bamberg conquistou no Australian International Beer Awards 2012 reafirmam a trajetória de sucesso, qualidade e prestígio internacional que a cervejaria conquistou ao longo de seus seis anos. Reconhecida mundialmente, a Cervejaria Bamberg oferece estilos únicos de cervejas que conquistam até os paladares mais exigentes. Desde sua fundação, o principal objetivo da Bamberg é propiciar experiências gastronômicas que possibilitem ao consumidor vivenciar este novo momento da cerveja no Brasil, por meio de produtos artesanais, elaborados com ingredientes provenientes de regiões da Alemanha que nos permitem manter o sabor e originalidade de cada estilo. Mais informações através do site www.cervejariabamberg.com.br

Para Embalagens Cilíndricas PET,PVC,PE,PP e VIDRO

Alto Rendimento e Produtividade

Revestimento em Aço Inox

NOVIDADES

Uvas da longevidade

Introduzir o cultivo de novas variedades de uva em solo brasileiro e transformá-las em vinhos exclusivos de alto padrão é um desafio que estimula e diferencia a vinícola catarinense Villaggio Grando. Mais de 80 variedades de vitis viniferas (videira mais utilizada para produção de vinho) são encontradas ao longo da propriedade. Vindas do sul da França, as uvas Petit Manseng e Gros Manseng são exemplos de uvas inéditas em solo brasileiro. Sua qualidade se traduz em um vinho doce natural, com boa acidez e força aromática, que evolui na garrafa ano após ano. As videiras são diariamente pesquisadas e acompanhadas levando em consideração sua adaptação em solo brasileiro. São 13 diferentes castas de uva já cultivadas para fins de produção dos vinhos. As pesquisas contam com o suporte técnico de importantes institutos de pesquisas agronômicas no Brasil e no exterior, como a Embrapa, a Epagri, o Instituto San Michele (Itália) e o Inra (França). Mais informações: www.villaggiogrando.com.br


ENVASADOR

SEE SISTEMAS transfere propriedade para a empresa norte-americana ITW A SEE SISTEMAS que atua há 22 anos no mercado brasileiro com a fabricação e automação de sistemas de movimentação de materiais firmou acordo de transferência de propriedade para a empresa ITW (Illinois Tool Works) baseada nos E.U.A. A Illinois Tool Works Inc. (ITW) é uma Companhia global com cerca de 100 anos de historia especializada em manufatura industrial, catalogada entre as duzentas maiores empresas do mundo. Seus produtos de consumo, equipamentos e serviços, servem a clientes ao redor do mundo seja em mercados desenvolvidos ou em mercados emergentes. A ITW emprega mais de 60.000 pessoas em todo o mundo com um faturamento de $17,8 bilhões (R$ 33 bilhões) em 2011, sendo que mais da metade deste faturamento foi gerado fora dos Estados Unidos. De acordo com a estrutura descentralizada de negócios da ITW, a SEE manterá o nome de sua marca e continuará a operar como um negócio separado. A ITW dará acesso a recursos para ajudar a desenvolver mais tecnologias e serviços aos clientes da SEE. Para isso, trabalharão sempre em contínua melhoria de seus produtos, explorando oportunidades e agregando ainda mais valor para seus clientes.

Sabor refrescante, momentos descontraídos e amigos reunidos – chegou SMIRNOFF® MIX! A SMIRNOFF®, líder mundial na fabricação de vodca, lança mais uma novidade, a SMIRNOFF® MIX, bebida levemente gaseificada com uma mistura refrescante à base de frutas e pronta para beber. Nos sabores: maracujá com limão, cranberry com limão e maçã com canela, a bebida promete agitar os momentos de descontração da galera. Para os consumidores que não dispensam o sabor durante momentos despojados, SMIRNOFF® MIX possui teor alcoólico de 5% e formato conveniente, perfeita para churrascos, happy hours, jantares, entre outros. “Desenvolvemos SMIRNOFF® MIX especialmente para o Brasil e esse lançamento é resultado dos nossos investimentos em inovação, pesquisas e análises de consumidores que sentiam a falta de uma bebida diferente, com novo sabor de frutas e refrescante para os momentos casuais com os amigos”, afirma Sergio Giorgetti, gerente de Marketing de Smirnoff. Os incríveis sabores SMIRNOFF® MIX já estão disponíveis em todos os supermercados do Brasil, ao preço sugerido de R$ 2,99 e prontos para tornar os encontros ainda mais descontraídos.

34


NOVIDADES

ENVASADOR

Cervejaria HEINEKEN completa dois anos no Brasil e anuncia ampliação na produção Companhia holandesa cresceu 21.4% nesses dois anos de operação no país

No mês de maio, a Cervejaria HEINEKEN completa dois anos no Brasil e aproveita para comunicar a ampliação da sua cervejaria em Araraquara, no interior de São Paulo. A Unidade, que já produz as demais marcas do portfólio, passará a produzir a cerveja Heineken a cerveja Premium mais internacional do mundo. As obras de expansão da planta começaram em setembro de 2011 e a inauguração está prevista para agosto desse ano. Hoje, a Heineken é produzida apenas em Jacareí, também no interior de São Paulo e, com a ampliação, a meta é dobrar o volume de produção da empresa, que chegará a 150 milhões de litros. “Somente em 2011, a cerveja cresceu 87%. A expansão na linha de produção nos permitirá continuar a crescer no mercado premium brasileiro”,afirma Chris Barrow, presidente da Heineken

Brasil Desde a aquisição da divisão de cervejas da FEMSA, a companhia instalou sua sede na capital paulista, e selecionou um time de gestores de diferentes áreas que colocaram em prática estratégias para cada uma de suas marcas: Heineken, Kaiser, Bavaria, Sol, além de todo seu portfólio Premium, batizado pela cervejaria de United Beers of The World, que conta com as marcas Amstel Pulse, Birra Moretti, Edelweiss, Murphy’s Irish Stout, Murphy’s Irish Red, Sol Premium, Dos Equis e Xingu. Atualmente, a operação brasileira possui mais de 2.300 funcionários no escritório central e nas oito fábricas HEINEKEN no país. Além de Araraquara e Jacareí, a empresa conta com unidades de produção em Cuiabá (MT), Feira de Santana (BA),

Gravataí (RS), Manaus (AM), Pacatuba (CE) e Ponta Grossa (PR). Os destaques do 2º ano da HEINEKEN Brasil Em seu segundo ano no país, a HEINEKEN Brasil trouxe novidades que reforçaram sua presença no mercado. O destaque foi o relançamento da marca Kaiser, no final de 2011. A marca ganhou nova identidade visual e uma forte campanha publicitária, com foco na qualidade de seus ingredientes e rigoroso processo de produção, que atende aos padrões da tradição cervejeira europeia. Além disso, a marca foi a primeira fora da Europa a ganhar um barril com a tecnologia exclusiva de pressão, patenteada pela cervejaria. Em 2011, a marca Heineken apresentou

A fórmula ideal do seu produto você já sabe.

E agora, a solução ideal

em filtração também. Para garantir máxima qualidade na formulação e desenvolvimento de seus produtos, conte com soluções completas em filtração 3M. Temos laboratório equipado com tecnologia de ponta, além de equipe técnica e de vendas preparadas para personalizar soluções para sua necessidade em filtração. Tenha em sua empresa toda a credibilidade que a fornecedora das melhores indústrias do setor pode oferecer. Qualidade máxima para seu produto final, só com Soluções em Filtração 3M.

Entre em contato e agende uma visita técnica. 0800 0170507 faleconosco@mmm.com www.3M.com.br/3Mpurification


NOVIDADES um aumento de 87% em volume de vendas. “O crescimento considerável da Heineken no último ano confirma o destaque que obteve com os grandes patrocínios e a intensificação de sua estratégia de marketing digital”, acredita Chris Barrow. A marca trouxe pela primeira vez ao Brasil o festival Lollapalooza, e patrocinará, pela terceira vez consecutiva, o festival SWU, que possui foco em sustentabilidade. A cerveja reforçou ainda suas campanhas de marca e é pioneira quando o assunto é inovação e novas experiências de consumo. Para o início desse ano, HEINEKEN Brasil vem apostando na marca Bavaria, que fez um resgate em sua essência – de ser a cerveja dos amigos - e reformulou sua identidade visual e receita. Pelo quarto ano consecutivo, a marca mantém o sucesso do Circuito Bavaria, que passa por estados como São Paulo, Paraná e Minas Gerais. No último ano, o mercado brasileiro, por diversos fatores econômicos, teve uma alta na procura por produtos do segmento Premium, que representa 5% de toda

36

indústria. Cada vez mais, os brasileiros buscam por produtos importados e de alta qualidade. Para atender esta demanda, a HEINEKEN lançou seu clube de rótulos Premium: Amstel Pulse, da Holanda; Birra Moretti, da Itália; Edelweiss, da Áustria; Murphy’s Irish Stout e Murphy’s Irish Red, ambas da Irlanda; Sol Premium e Dos Equis, do México e a brasileira Xingu. Sobre a Cervejaria HEINEKEN A Cervejaria HEINEKEN foi criada formalmente no Brasil em maio de 2010, após a aquisição da divisão de cerveja do Grupo FEMSA. Baseada em São Paulo, é subsidiária da HEINEKEN NV, uma das maiores cervejarias do mundo. No país, a empresa gera cerca de 2,3 mil empregos e possui oito cervejarias localizadas em Jacareí (SP), Araraquara (SP), Gravataí (RS), Ponta Grossa (PR), Cuiabá (MT), Feira de Santana (BA), Pacatuba (CE) e Manaus (AM) com capacidade total de produção de 20 milhões de hectolitros. São produzidos e comercializados no país os seguintes produtos: Kaiser, Heineken, Bavaria, SOL, Xingu, Sol

Premium, Summer, Kaiser Bock, Gold, Bavaria Premium, Bavaria sem álcool e Santa Cerva. A companhia importa ainda as cervejas Dos Equis, do México, Amstel Pulse, da Holanda, Birra Moretti, da Itália, Edelweiss, da Áustria, Murphy’s Irish Stout e Murphy’s Irish Red, ambas da Irlanda. Marca de cerveja Premium mais internacional e valiosa do mundo, a Heineken está presente em quase todos os países. A HEINEKEN International é a maior cervejaria da Europa, segunda do mundo em rentabilidade e a terceira em volume. A HEINEKEN opera 140 cervejarias em mais de 70 países, e em 2011 vendeu 214 milhões de hectolitros. Informações atualizadas estão disponíveis na homepage da Cervejaria HEINEKEN: http://www.heinekenbrasil.com.br Informações adicionais: http://ww.theHEINEKENcompany.com e http://www.enjoyheinekenresponsibly.com


15

anos

A sua impressão no mundo.

Empresa especializada em impressão de rótulos de até 8 cores UV nos métodos de flexografia ou letter-press, com hot stamp, cold stamp, verniz UV total ou localizado nos materiais papel couchê ou papéis especiais para vinhos finos, BOPP branco/transparente/metalizado, para os setores: - Alimentícios; - Automotivo; - Bebidas em geral; - Cosméticos; - Farmacêuticos; - etc.

Etikor Indústria Gráfica LTDA.

Rua Júlia Gomes, 18 - Sagrada Família Caxias do Sul/RS - Cep: 95054-240 Site: www.etikor.com.br | e-mail: etikor@etikor.com.br

Fone/Fax (54) 3229-1077 / Nextel: 96*51927

REPRESENTANTE SP (11) 9584-6731 REPRESENTANTE PE (81) 9975-3242


Revista Envasador  

A revista das Empresas de envasamento.

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you