Page 42

LESÕ ES C E R E B R A IS L O C A IS E L O C A L IZ A Ç Ã O DE F U N Ç Õ E S / 21

na região paríeto-ocipilal do córtex, a qual recebe impulsos dos sistemas visual e vestibular e do sistema da sensibilidade cinestésica cutânea. Se essa região do cérebro for afetada por uma lesão e as sínteses espaciais comprometidas, um distúrbio dos movimentos de tal complexidade estru­ tural deverá ocorrer. Entretanto, a apraxia que se verifica nesses casos é de índole completamente diferente, e se manifesta primariamente como uma incapacidade para conferir à mão em ação a necessária posição no espaço; o paciente começa a ter dificuldade em arrumar a cama, e fre­ qüentemente coloca o cobertor atravessado, em vez de estendê-lo correta­ mente no leito; não consegue manter na direção correta o garfo que está segurando, movendo-o freqüentemente na vertical em vez de fazê-lo na horizontal; é incapaz de atingir um alvo corretamente, e assim por diante. A apraxia espacial deste tipo obviamente difere bastante da “ apra­ xia cinestésica” acima descrita, não apenas em sua caracterização e. estru­ tura, mas também em seus mecanismos e na localização dos fenômenos responsáveis por ela. Essas duas condições por si sós são insuficientes para a execução perfeita de um movimento ou ação. Toda ação consiste em uma cadeia d e movimentos consecutivos, cada elemento da qual deve ser desnervado uma vez completado de forma a permitir que o próximo elemento tome o seu lugar. Nos estágios iniciais de formação, essa cadeia de elementos motores é de natureza individualizada e cada elemento motor requer o seu próprio impulso isolado, especial. Na formação de uma habilidade motora, essa cadeia de impulsos isolados é reduzida e os movimentos com­ plexos começam a ser executados como uma “melodia cinética” única. Nos seus aspectos essenciais a organização cinética dos movimentos é realizada por sistemas cerebrais completamente diferentes:-pelos gânglios da base nos estádios iniciais da filogênese (os estádios de “sinergismo mo­ tor” elementar) e pelas áreas pré-motoras do córtex nos últimos estádios de formação de habilidades motoras complexas. Por essa razão, quando essas áreas do córtex são afetadas por lesões patológicas, também surge a apraxia, mas desta vez ela é uma “ apraxia cinética”, manifestando-se como incapacidade para sintetizar os elementos motores em uma melodia sucessiva, suave, e como dificuldade para desnervar no momento ade­ quado um elemento do movimento que tenha sido completado e passar suavemente de um elemento motor ao elemento seguinte. A estrutura desta “apraxia cinética” naturalmente difere significantemente das for­ mas de apraxia previamente descritas, e a origem local desses sintomas é bastante diversa. Devemos agora considerar a última condição para a execução correta do movimento. Todo movimento é direcionado para uma determinada mein e leva n cubo uma certa tarefa motora. Ao nível do comportamento

A. R. Luria - Fundamentos de neuropsicologia  
A. R. Luria - Fundamentos de neuropsicologia  
Advertisement