Issuu on Google+


I - 4 ANJOS, 3 MENSAGENS E UM AGENTE Para conclusão do programa evangelístico de Deus, na Terra, especialmente depois de 1844, Ele usa quatro anjos, ou mensageiros, três mensagens e um Agente — o Espírito Santo. Ap 14:6-12; 18:1-4 PA 329 – “Quão marcada se torna a interposição do Céu e como se multiplicam os agentes para a realização da obra de Deus à medida que a grande crise se aproxima! Esta voz do Céu é chamada ‘outra voz’, mostrando que um novo agente é aqui introduzido. Temos agora cinco mensageiros celestiais, expressamente mencionados como estando empenhados nesta última reforma religiosa. São eles: o primeiro, segundo e terceiro anjos do capítulo 14; quarto, o anjo do versículo 1 deste capítulo (Ap 18); e quinto, o agente indicado pela ‘voz’ do versículo 4, que estamos considerando.” AA 52 – O quinto Agente é o Espírito Santo, Agente de regeneração (CJN 145). MM77: 171 – “As mensagens dos três anjos devem ser juntadas, dando ao mundo sua tríplice luz. No Apocalipse, João declara: ‘Vi descer do céu outro anjo, que tinha grande autoridade, e a Terra se iluminou com sua glória’... Isto representa a transmissão da última tríplice mensagem de advertência ao mundo.”


II - O SIMBOLISMO DOS ANJOS Ml 2:7 – O sacerdote é o anjo do Senhor Mt 11:10, 11 – João Batista, o Meu anjo MM 77: 171 – “Os anjos são representados como voando no meio do céu, proclamando ao mundo uma mensagem de advertência e tendo direta aplicação às pessoas que vivem nos últimos dias da história da Terra. Ninguém ouve a voz destes anjos, pois eles são um símbolo para representar o povo de Deus que trabalha em harmonia com o Universo celestial.” MS 131 a) 1º Anjo – Movimento Adventista – Guilherme Miller e seus companheiros (1833 - 1844) Ap 14:7 PE 229 – “Deus mandou Seu anjo mover o coração de um lavrador (Guilherme Miller), que não havia crido na Bíblia, a fim de o levar a examinar as profecias.” PE 232 – “Anjos de Deus acompanhavam Guilherme Miller em sua missão. ... Embora a ele se opusessem cristãos professos e o mundo, e rudemente o atacassem Satanás e os seus anjos, não cessou de pregar o Evangelho eterno às multidões, onde quer que era convidado, fazendo repercutir longe e perto o clamor: ‘Temei a Deus e dai-Lhe glória, pois é chegada a hora do Seu juízo.’ Ap 14:7.”

3


GC 332 – “Em 1833 Miller recebeu da Igreja Batista, de que era membro, uma licença para pregar.” GC 368 – “A Guilherme Miller e seus cooperadores coube a pregação desta advertência na América.” GC 611 – “O movimento adventista de 1840 a 1844, foi uma manifestação gloriosa do poder de Deus. A mensagem do primeiro anjo foi levada a todos os postos missionários do mundo.” b) 2º Anjo – Movimento do 7º Mês – Carlos Fitch, Samuel Snow, Josué Himes e outros (1844) Ap 14:8 GC 389 – “A mensagem do segundo anjo de Apocalipse, capítulo 14, foi primeiramente pregada no verão de 1844, e teve naquele tempo uma aplicação mais direta às igrejas dos Estados Unidos, onde a advertência do juízo tinha sido mais amplamente proclamada e em geral rejeitada.” HNI 174 – “No verão de 1843, Carlos Fitch imprimiu um sermão que pregara pouco antes, aplicando Apocalipse 14:8 e 18:2-4, tanto às igrejas protestantes como ao catolicismo.” GC 391. FM 40 – “Prezado irmão Himes: Vejo no sétimo mês uma glória que eu antes não notara... Que sejam abençoados os irmãos Snow, Storrs e outros.” GC 400 – “O décimo dia do sétimo mês, o grande dia da


expiação, tempo da purificação do santuário, que no ano de 1844 caía no dia vinte e dois de outubro...” GC 398, 399 – “O que determinou este movimento do 7º mês] foi descobrir-se que o decreto de Artaxerxes... entrou em vigor no outono do ano 457 antes de Cristo, e não no começo do ano, conforme anteriormente se havia crido.” HA 32 – “O ‘movimento do sétimo mês’ espalhou-se até que cada cidade, vila e choupana ouviu as novas.” c) 3º Anjo – IASD – Menos de uma dúzia (Hiran Edson, José Bates, Tiago White, Ellen G. Harmon e outros (1844-1845) Ap 14:9 PE 254 – “Encerrando-se o ministério de Jesus no lugar santo, e passando Ele para o lugar santíssimo, e ficando em pé diante da arca, a qual contém a Lei de Deus, enviou um outro anjo poderoso com uma mensagem ao mundo... ‘Serão trazidos em cerrado combate com a besta e sua imagem. Sua única esperança de vida eterna consiste em permanecer firmes... deverão reter com firmeza a verdade’.” CSP 62 – “Foi-me mostrado que o terceiro anjo, proclamando os mandamentos de Deus e a fé de Jesus, representa o povo que recebe esta mensagem e ergue a voz de advertência para o mundo, para guardar os mandamentos de Deus como a menina dos olhos, e que em resposta a esta

5


advertência muitos haviam de abraçar o Sábado do Senhor.” —Testimonies, vol. 1, pág. 77. DO 9 – “A denominação Adventista do Sétimo Dia tem tido um desenvolvimento fenomenal. Seu começo foi pequeno, um simples punhado de homens e mulheres sinceros, menos de uma dúzia de crentes que se associaram, a princípio, numa irmandade cristã. Foi isto em 1845.” — Quando, Por Quê, e Como Tiveram Começo os ASD, págs. 3, 5, 6, 2; HNI 182. d) 4º Anjo – Movimento de Reforma – Jones, Waggoner e os dois por cento (1888, 1914-1918, 1925) Ap 18:1 HA 281 – “Esse anjo de Apocalipse 18, a exemplo dos três anjos de Apocalipse 14:6-12, é símbólico de um povo que conduz uma mensagem.” PA 323 – “Algum movimento de grande poder é simbolizado nestes versículos” (Ap 18:1-3). GC 603 – “Esta a razão de ser o movimento simbolizado pelo anjo descendo do céu, iluminando a Terra com sua glória.”

III - A OBRA DO 4º ANJO PROFETIZADA Nm 14:21; Is 60:1, 2; Hb 2:14; Ap 18:1 O Anjo de Apocalipse 18, pág. 8 – “Durante a proclamação


da mensagem do terceiro anjo, deve descer do céu ‘outro anjo’ com ‘grande poder’ e a Terra deverá ser iluminada com a sua glória.” RH 20/10/1904. MB 165 – “A seis profetas de Deus foi prometido ver esta grande obra que se realizará antes de Cristo voltar à Terra.” (Sl 72:19; Is 6:3; 11:9; Nm 14:21; Hc 2:14; Ez 43:2; Ap 18:1, 2) PE 277; TM 300

IV - RAZÕES PARA A VINDA DO 4º ANJO a) A igreja perdeu a glória e a arca 1 Sm 4:21, 22 – “A glória” e “a arca” 2TS 157 – “A mesma desobediência e o mesmo fracasso observados na igreja judaica têm caracterizado em maior grau o povo que recebeu esta grande luz do Céu nas últimas mensagens de advertência.” 3TS 254 – “Como se fez prostituta a cidade fiel! A casa de meu Pai é feita casa de venda, um lugar de onde partiram a presença e glória divinas! Por este motivo é que há fraqueza e falta de força. “É chegado o tempo para se realizar uma reforma completa.” TM 411 – “Mas há um povo que levará a arca de Deus.” TM 300 – “... quando a obra avançar sob a direção do anjo, que se une ao terceiro na mensagem a ser dada ao mundo.”

7


b) A igreja caiu no estado de Laodicéia e perdeu o poder para pregar a mensagem Ap 3:15-17 2ME 117, 394 – “Satanás está constantemente buscando lançar sua sombra infernal em torno dessas mensagens de modo que o povo remanescente de Deus não distinga claramente sua importância, seu tempo e lugar. Elas vivem, porém, e devem exercer sua força sobre nossa experiência religiosa enquanto o tempo durar. “O Senhor tem sido insultado. A bandeira da verdade, da primeira, segunda e terceira mensagens angélicas, foi deixada arrastar no pó.” GC 449, 450 – “A mais terrível ameaça que já foi dirigida aos mortais, acha-se contida na mensagem do terceiro anjo. ... A advertência do terceiro anjo, que faz parte da mesma tríplice mensagem, deve ser não menos difundida. É representada na profecia como sendo proclamada com grande voz, por um anjo voando pelo meio do céu, e se imporá à atenção do mundo.” GC 608 – “Ao aproximar-se a tempestade, uma classe numerosa que tem professado fé na mensagem do 3º anjo... abandona sua posição.”

V - O ANJO DE APOCALIPSE 18 ASSUME A DIREÇÃO DA OBRA Is 58:1; Ap 18:1


Ev 230 – “Satanás ideou um estado de coisas por cujo meio a proclamação da terceira mensagem angélica será detida. Devemos acautelar-nos de seus planos e métodos. Não deve haver abrandamento da verdade. ... A mensagem do terceiro anjo deve ser fortalecida e confirmada. O capítulo dezoito de Apocalipse revela a importância de apresentar a verdade, não de maneira acanhada, mas com ousadia e autoridade. ... Tem havido demasiados rodeios na proclamação da terceira mensagem angélica. Não tem a mensagem sido proclamada com a clareza e nitidez com que deveria ter sido.” PE 277 – “Vi então outro poderoso anjo comissionado para descer à Terra, a fim de unir sua voz com o terceiro anjo, e dar poder e força à sua mensagem. ... A obra deste anjo vem, no tempo devido, unir-se à última grande obra da mensagem do terceiro anjo, ao tomar esta o volume de um alto clamor.” Ev 424 – “O anjo que se une à terceira mensagem iluminará a Terra com sua glória.”

VI - O 4º ANJO DESCEU NA CONFERÊNCIA GERAL DE MINEÁPOLIS, EM 1888 Nm 14:30, 21 1ME 362, 363 – “O tempo de prova está exatamente diante de nós, pois o alto clamor do terceiro anjo já começou na revelação da justiça de Cristo, o Redentor que perdoa os pecados. Este é o princípio da luz do anjo cuja

9


glória há de encher a Terra.” CJN 63 TM 91 – “Em Sua misericórdia, enviou o Senhor preciosa mensagem a Seu povo por intermédio dos pastores Waggoner e Jones.” MDPA 1:11 – “Vi que Jones e Waggoner correspondiam a Josué e Calebe. Como os filhos de Israel apedrejaram os espias com pedras literais, vós apedrejastes estes irmãos com as pedras do sarcasmo e do escárnio.” GCB 9/5/1892 Nm 14:6-11, 21 1ME 235 – “Sofreu resistência a luz que deve iluminar toda a Terra com a sua glória, e pela ação de nossos próprios irmãos tem sido, em grande medida, conservada afastada do mundo.” 1ME 234 – “A indisposição de ceder a opiniões preconcebidas, e de aceitar esta verdade, estava à base de grande parte da oposição, manifestada em Mineápolis contra a mensagem do Senhor através dos irmãos Waggoner e Jones.” TM 468, 469 – “Sei que se deve fazer uma obra em favor do povo, ou muitos não estarão preparados para receber a luz do anjo que foi enviado do Céu para iluminar toda a Terra com a sua glória.”

VII - PRIMEIRA FASE DA OBRA DO 4º ANJO a) A obra interna de reforma – preparação para a chuva serôdia


Ap 18:1; 14:7; 2 Co 3:18 HNI 250 – “O Congresso terminou deixando uma sensação de confusão e desapontamento... ‘Foi-me mostrado que a terrível experiência do Congresso de Mineápolis é um dos capítulos mais tristes da história dos crentes da verdade presente!’ Chegou, porém, a ser um capítulo proveitoso porque revelou com alarmante clareza a falta de genuíno cristianismo da parte de muitas pessoas que desempenhavam postos elevados, e assinalou o início de uma grande reforma.” MDPA 1:23 – “Se quisermos receber a luz do glorioso anjo que deverá iluminar a Terra com a sua glória, cumpre-nos certificar-nos de que nossos corações estejam purificados, esvaziados do eu, e dirigidos para o Céu, a fim de estarem preparados para a chuva serôdia. Procuremos, pois, habilitarnos e unamo-nos na proclamação do anjo que há de iluminar a Terra com a sua glória.” ST, 1/8/1892. 2ME 114 – “A obra aprofundar-se-á mais e se tornará mais intensa para o fim do tempo. E todos quantos são coobreiros de Deus contenderão mais zelosamente pela fé que uma vez foi dada aos santos. Não serão desviados da mensagem presente, que já está iluminando a Terra com sua glória.” GC 310; PV 442 b) Leva a mensagem de reforma a Laodicéia Ap 18:1; Is 58:1; Ap 3:18

11


TM 411 – “Mas há um povo que levará a arca de Deus. ... “Proclamarão a Palavra do Senhor; erguerão a voz como uma trombeta. A verdade não será amesquinhada nem perderá seu poder em suas mãos. Mostrarão ao povo as suas transgressões e à casa de Jacó os seus pecados.” MDPA 1:23, 24 – “O profeta declara: ‘Depois destas coisas vi descer do céu outro anjo que tinha grande poder, e a Terra foi iluminada com a sua glória’ ... Deus tem luz para Seu povo, e todos aqueles que quiserem aceitá-la verão que é pecado permanecer na condição de mornidão. Esses atenderão ao conselho da Testemunha Verdadeira.” RH, 1/4/1890. MDPA 1:7; MDPA 3:9, 10; TM 402 c) Confirma a doutrina original adventista Ap 14:8; 18:2, 3 A repetição da mensagem do segundo anjo em Apocalipse 18 mostra que a obra do quarto anjo está identificada com a tríplice mensagem de 1844. Sua missão é restaurar os princípios fundamentais do adventismo, tais como: 1- A Lei de Deus: Is 8:20 2- A santificação do Sábado: Is 58:13 3- A reforma do vestuário: Lm 1:9; Dt 22:5; 1 Tm 2:9; CSP 203, 204 4- A reforma de saúde: Sl 104:14; Is 7:21, 22; 22:13, 14; Zc 14:21 5- A instituição do matrimônio: Hb 13:4; Ml 2:16; Mt 19:5, 6 6- A não-participação na guerra: Tg 4:1, 2; GC 588 7- O assinalamento dos 144.000: Ap 7:4; 14:1-5; Sf 3:12, 13


Jo 16:13 – E outros pontos vitais da verdade presente. 2TS 372 – “Nenhuma mudança deverá efetuar-se nos traços gerais de nossa obra. Deve permanecer clara e distinta como foi criada pela profecia... Nenhum traço da verdade que tornou o povo adventista do sétimo dia o que ele é deve ser apagado. Temos antigos marcos da verdade, da experiência e do dever, e cumpre-nos defender firmemente nossos princípios em face do mundo.” Ev 230 – “A mensagem do terceiro anjo deve ser fortalecida e confirmada. O capítulo dezoito do Apocalipse revela a importância de apresentar a verdade, não de maneira acanhada, mas com ousadia e autoridade.” 2ME 116, 114; MM83: 271 d) Distribui as publicações que contêm a Verdade Presente Ap 18:1 SC 148 – “É em grande parte por meio de nossas casas editoras que se há de efetuar a obra daquele outro anjo que desce do Céu com grande poder e ilumina a Terra com sua glória.” GC 612 – “As publicações distribuídas pelos missionários têm exercido sua influência.”

VIII - ÚLTIMA FASE DA OBRA DO 4º ANJO Ap 18:1-4

13


O movimento simbolizado pelo quarto anjo, depois de passar por lutas, angústias, até choro, agonia, conflitos, perseguições, orações, sacudidura, resplandece com a glória do Céu. Recebe a chuva serôdia. Prega a verdade com grande poder. PE 271 – “Muitos tinham sido amarrados, algumas mulheres pelos maridos, e crianças por seus pais. Os honestos, que tinham sido impedidos de ouvir a verdade, agora avidamente a ela aderiam. Fora-se todo receio de seus parentes, e somente a verdade lhes parecia sublime. Haviam estado com fome e sede da verdade; esta lhes era mais querida e preciosa do que a vida. Perguntei o que havia operado esta grande mudança. Um anjo respondeu: ‘Foi a chuva serôdia, o refrigério pela presença do Senhor, o alto clamor do 3º anjo.’ ” GC 604 – “Mas Deus ainda tem um povo em Babilônia; e, antes de sobrevirem Seus juízos, esses fiéis devem ser chamados a sair, para que não sejam participantes dos seus pecados e não incorram nas suas pragas. Esta a razão de ser o movimento simbolizado pelo anjo descendo do céu, iluminando a Terra com sua glória, e clamando fortemente com grande voz, anunciando os pecados de Babilônia. Em relação com a sua mensagem ouve-se a chamada: ‘Sai dela, povo Meu.’ ” GC 611 – “O anjo que se une na proclamação da mensagem do terceiro anjo, deve iluminar a Terra toda com a sua glória. Prediz-se com isto uma obra de extensão mundial


e de extraordinário poder.” GC 611, 612 – “O movimento adventista de 1840 a 1844 foi uma manifestação gloriosa do poder de Deus. A mensagem do primeiro anjo foi levada a todos os postos missionários do mundo, e em alguns países houve o maior interesse religioso que se tem testemunhado em qualquer nação desde a Reforma do século dezesseis; mas isto deve ser superado pelo poderoso movimento sob a última advertência do terceiro anjo. “Esta obra será semelhante à do dia de Pentecostes. ... “A grande obra do Evangelho não deverá encerrar-se com menor manifestação do poder de Deus do que a que assinalou o seu início. “Servos de Deus, com o rosto iluminado e a resplandecer de santa consagração, apressar-se-ão de um lugar para outro para proclamar a mensagem do Céu. Por milhares de vozes em toda a extensão da Terra, será dada a advertência. “A mensagem há de ser levada não tanto por argumentos como pela convicção profunda do Espírito Santo de Deus.” GC 612 – “As publicações distribuídas pelos missionários têm exercido sua influência, todavia, muitos que ficaram impressionados, foram impedidos de compreender completamente a verdade, ou de lhe prestar obediência. Agora, os raios de luz penetram por toda parte, e a verdade é vista em sua clareza, e os leais filhos de Deus cortam os liames que os têm retido. Laços de família, relações na igreja, são

15


impotentes para os deter agora. A verdade é mais preciosa do que tudo o mais. Apesar das forças arregimentadas contra a verdade, grande número se coloca ao lado do Senhor.” PE 277, 278 – A luz que acompanhou este anjo penetrou por toda parte da Terra. GC 606 – “Assim será proclamada a mensagem do terceiro anjo.” GC 612.

IX - ESTAIS ENTRE O POVO SIMBOLIZADO PELO 4º ANJO? RH 5/11/1889 – “A questão de maior importância vital para este tempo é: ‘Quem está ao lado do Senhor?’ Quem quer unir-se ao anjo (de Ap 18) na proclamação da mensagem da verdade ao mundo? Quem receberá a luz que há de encher toda a Terra com a sua glória?” MDPA 1:23. RH 18/08/1885 – “Pergunto-vos: ‘O que estais fazendo a fim de estardes preparados para esta obra? Estais construindo para a eternidade? Deveis lembrar-vos de que este anjo (de Apocalipse 18) representa o povo que possui esta mensagem para proclamar ao mundo. Pertenceis a esse povo?’ ” LES (ASDMR), 4º tri/99, p. 18). Nm 14:21; Ap 18:1

Edições Vida Plena - Série Doutrinas (5/11) Editora Missionária A Verdade Presente. www.emvp.com.br Rua Flor de Cactus, 140 – Jd Qta da Boa Vista – Caixa Postal 75 Cep 08570-970 – Tel (0XX11) 21981800 Itaquaquecetuba, SP

Mensagens extraídas do livro “Ide e Ensinai”

Ex 32:26; Is 2:5; Ap 18:1


05 estudo 04