Page 1

Detalhes do Quotidiano Exposição de Pintura de Maria Ivone Bergamini


Organização:

Núcleo:


Detalhes do Quotidiano Exposição de Pintura de Maria Ivone Bergamini

Inauguração: sexta-feira 20-IV-2012 às 21h30 galeria AMIarte Encerramento: 20-V-2012 Rua da Lomba, 153-159 4300-301 Porto


EXPOSIÇÃO DE ARTES PLÁSTICAS DO NORTE A Arte e a Acção Humanitária têm como objectivo comum: valorizar, unir e dignificar o Homem, partilhando e transmitindo o sentido e a noção do belo e da solidariedade. Tanto na Arte como na Acção Hmanitária, exige a preocupação primeira de partilhar com o outro algo que nos transcende a todos: o Amor á Vida. É o amor pela vida que leva o Homem tanto a ser Artista como a ser Humanista. Por isso, essas duas manifestações de interesse pela Vida acabam por estar unidas na mesma luta essencial para o futuro da Hu-manidade: luta pelo direito à diferença no sentir, no manifestar e no ser; luta pela tolerância dos gostos e das opiniões. É na luta contra a indiferença e a intolerância - quanto a mim, as duas maiores doenças do mundo - que os artistas/humanistas se encontram e se realizam. Só entendo o artista como humanista, e o humanista como amante do belo e, por isso, apreciador da arte. É só porque o amor à vida e ao belo morreu em certas partes do mundo que a acção humanitária se justifica e é imperiosa nos dias de hoje. Foi essa percepção que nos levou a criar a Fundação - AMI - por essência uma instituição humanitária sem fronteiras - e a AMIARTE, um departamento cuja finalidade é a aproximação, nem sempre evidente embora natural, entre humanitário e os artistas. Eis uma forma bela, positiva e generosa, de apoiar o esforço da Fundação AMI há mais de 20 anos para minorar o sofrimento, a solidão e a miséria dos povos, levando-lhes uma mensagem e uma acção con-creta de solidariedade. Isso só tem sido possível com apoios como este. Obrigado. Fernando Nobre Presidente da AMI – Fundação de Assistência Médica Internacional

Detalhes do Quotidiano / 04


MARIA IVONE BERGAMINI revela detalhes do vestuário no quotidiano e exibe as suas obras na AMIarte “A Fundação AMI convida a artista Maria Ivone Bergamini, para expor as suas obras na Galeria AMIarte. A artista atravessa o oceano, trazendo um pouco do calor do Brasil. As suas telas guardam os segredos das vestes do homem ou da mulher, guardados nos mistérios de um punho branco ou de uma gravata de estampa tropical, nas dobras insinuantes ou na leveza da manga em contacto com o botão. Delicadas e ao mesmo tempo plenas de energia, as peças convidam o espectador a entrar nas telas para se envolver na magia das cores e dos movimentos do quotidiano que o olhar da artista consegue revelar com mestria”. Constancia Nèry, Artista do elenco J.ARDIES, Membro da UBT, cad.09 ACAD.PR.POESIA-PR

“A linguagem artística de Maria Ivone é extremamente adequada aos nossos dias. Não há nostalgia; há sim, uma leve saudade dos corpos que já habitaram as camisas. A sua obra é o que está retratado. E, des-te modo, ela existe como a presentificação de uma saudade. A obra trata de ausência. De lembranças que podem tornar-se cada vez mais fortes, potencializando o vazio. É o estar e o não estar presente em função da ausência. O objeto - a camisa - passa a representar a pessoa, mas sem o conteúdo, uma roupa sem dono, um abandono do vestuário que se multiplica inúmeras vezes. A abstração nos seus desenhos constitui-se como essência, como resumo de conhecimentos adquiridos ao longo do tempo e sobre os quais a artista apresenta facetas, explora ângulos e novas abordagens. São variações sobre o mesmo tema que ela pode repetir, pois não cansam - são diferentes entre eles”. Nilza Knechtel Procopiak Filiada às ABCA-AICA – Associações Brasileira e Internacional de Críticos de Arte

Detalhes do Quotidiano / 05


“Maria Ivone Bergamini Vannucchi é uma mulher bem sucedida que, como poucas, coordena com habilidade as suas atividades profissionais e pessoais. Isso é facilmente detectável em poucos minutos de conversa com esta bonita e energizada descendente de italianos. As suas falas e o seu enorme sorriso demonstram a harmonia e a organização com que conduz as complexas actividades de esposa, mãe, dona de casa, professora, profissional da área de Artes e artista plástica. As suas “naturezas mortas” são repletas de simbolismos, de discussões sobre o feminino e o masculino, sobre os papéis da mulher e do homem. Entretanto, as abordagens destes temas, que por outros são defendidos por posições extremistas, são calmas, subtis, sem deixar de ser críticas. Adalice Araujo (1973), já no início da carreira de Maria Ivone, explicava: “artistas como Maria Ivone não pretendem reformar o mundo com as suas obras as quais visam ser, apenas, um acto de amor num mundo que esqueceu o sentido desta palavra”. A produção plástica de Maria Ivone exterioriza as relações que ela trava com a vida e a sociedade. Seus trabalhos são sinceros depoimentos de uma pessoa que busca na simplicidade do dia a dia a beleza daquilo que todos em algum momento sentimos. Em resumo, de modo poético, ela explica que os seus trabalhos ¨...são os filhos silenciosos de uma luta, uma entrega, um despojamento sem vergonha de se mostrar...¨” Rosemeire Odahara Graça, MS. Crítica de arte e professora de História da Arte

Detalhes do Quotidiano / 06


Detalhes do Quotidiano / 07

Da sĂŠrie Gravatas, mista sobre papelĂŁo 50 x 40cm, 2011


Sem tĂ­tulo, mista sobre papel, 115 x 132cm, 2005. Do it yourself, try again!!, mista sobre tela, 150 x 120cm, 2001.

Detalhes do Quotidiano / 08


Da série Gravatas, técnica é acrílica sobre tela, 70cmX120cm

Sem título, acrílica sobre tela 120 x 70cm, 2007

Detalhes do Quotidiano / 09


Detalhes do Quotidiano / 10


Detalhes do Quotidiano / 11

Da sĂŠrio Todo Dia, mista sobre tela, 17 x 17cm, 2005-2010.


Detalhes do Quotidiano / 12

Sem tĂ­tulo, acrĂ­lica sobre tela 120 x 70cm, 2008


Detalhes do Quotidiano / 13

Sem tĂ­tulo, acrĂ­lica sobre tela 120 x 70cm, 2010


Detalhes do Quotidiano / 14

Da sĂŠrie Gravatas, mista sobre papelĂŁo 50 x 40cm


Detalhes do Quotidiano / 15

Da sĂŠrie Gravatas, mista sobre papelĂŁo 50 x 40cm, 2011


Detalhes do Quotidiano / 16

Da sĂŠrie Gravatas, mista sobre papelĂŁo 50 x 40cm


Detalhes do Quotidiano / 17

Da sĂŠrie Gravatas, mista sobre papelĂŁo 50 x 40cm


Maria Ivone Bergamini Vannucchi Formada em História pela Universidade Federal do Paraná com Mestrado em História do Brasil (opção História Económica). Em artes plásticas, revela o seu talento nas aulas de Emma Koch e Guido Viaro.

Algumas participações: 26º, 29º, 30º, 41º, 44º e 45º Salão Paranaense, SEC/DC, MAC/PR, Curitiba (69, 72, 73, 84, 88 e 89); 8º Salão de Arte Contemporânea - Prémio Aquisição - MACC “José Pancetti”, Campinas (72); XII Bienal de São Paulo, FBSP, São Paulo (73); XXIII Salão Nacional de Arte Moderna, MEC, MAM/

(85); 7ª, 8ª e 10ª Mostra do Desenho Brasileiro, SECE/CPC, MAC/ PR, Curitiba (86, 89 e 94); 20ème Salon “Arts et Couleurs”, Centre Culturel Jacques Brel, Thionville / França (95); 23º Salão de Artes – Artista Homenageada - CEFET/ PR, Curitiba (00).

RJ, Rio de Janeiro (74); XVIII e XX Salão de Belas Artes de Primavera - Medalha de Ouro em Desenho e Prémio - Clube Concórdia, Curitiba (respectivamente 83 e 87); X Salão de Arte Contemporânea, PM, Ribeirão Preto

III Mostra de Artes VisuaisMAVERJ, Governo do Estado, Niterói (74); Arte Brasileira, Skandinavium, São Paulo (94); Artistas brasileiros premiados pela Academie des Arts, Sciencies et Lettres, Galerie Phillippe Gelot,


Paris/França (07); 25 anos da APAP/PR, Memorial de Curitiba FCC, Curitiba (08); Circuito Internacional de Arte Brasileira, Budapeste / Hungria, Hard / Áustria, Bratislava / Eslováquia (09); Obras Recentes do Acervo, MAC/ PR, Curitiba (09); Universo Feminino VII - Artista Homenageada - Museu Alfredo Andersen SEC, Curitiba/PR (10); Primavera, Galeria Vieira Portuense, Porto/Portugal (11); Museu do Espinho, Porto/Portugal (11); “A Arte dos opostos em harmonia” - Sala de Arte Café Majestic, Porto/Portugal (11). Bicho do Paraná, Rede Parana-ense Canal 12, Curitiba (96). Formas, Museu Guido Viaro, Curitiba (89); A Cor e a Linha, MAA, Curitiba (95); Desenhos/ Pinturas, Galeria Municipal de Arte, Blumenau (96); Persistências, Museu Universitário, PUC/ PR, Curitiba (01); Maria Ivone Bergamini, Casa da Cultura, Irati (02); Delicadas Relações Quotidianas (exposição e lançamento de Livro), Noris Espaço de Arte, Curitiba/PR (06); Preto no Branco... e alguma cor a mais, Museu

Alfredo Andersen, Curitiba/PR, (07); MAC / Cascavel / PR (o8); Galeria Osmar Chromiec, Curitiba (09); Com linhas e Cores, Teatro Calil Haddad, SEC, Maringá/PR (10). Em 2007, recebe a condecoração “Medaille de Vermeil” pelo conjunto da sua obra atribuída pela Sociétè Academique des Arts, Sciences et Lettres, Comission Superieure des Distinctions, Recompenses et Promotions, Paris/ FR (07


Detalhes do Vestuário do Quotidiano Abril 2012 Organização Fundação AMI - AMIarte Galeria Presidente da AMI Fernando Nobre Delegado Regional João de Sousa Departamento de Relações Artísticas Isabel Damião Secretariado Paula Pinto Graciosa Praça Curadora

Fundação AMI -

Constancia Nèry

Delegação Norte Rua da Lomba 153 - 159

Design

4300 - 301 Porto / Tel. 225 100 701

João Duarte

www.ami.org.pt Sede - fundacao.ami@ami.org.pt

Impressão Greca - Artes Gráficas

delegação norte delegacao.norte@ami.org.pt

Tiragem 500 exemplares

amiarte -amiarte@ami.org.pt


Núcleo:

Detalhes do Quotidiana  

Exposição Maria Ivone Berganini

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you