Issuu on Google+

O MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES: METODOLOGIAS DA OPERACIONALIZAÇÃO (PARTE II)

D. GESTÃO DA BE D.2. CONDIÇÕES HUMANAS E MATERIAIS PARA A PRESTAÇÃO DOS SERVIÇOS

Lourosa, 2009


O MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES: METODOLOGIAS DA OPERACIONALIZAÇÃO (PARTE II) D. Gestão da BE D.2. Condições humanas e materiais para a prestação dos serviços

Indicadores

D.2.1 Liderança do professor Bibliotecário na escola / agrupamento.

Factores críticos de Sucesso

-O professor bibliotecário exerce uma liderança forte e eficaz, promovendo: -O trabalho sistemático e a comunicação com a com os órgãos de direcção, administração e gestão (Director, Conselho Pedagógico), departamentos curriculares e demais estruturas de coordenação educativa e supervisão pedagógica. - A participação efectiva no Conselho Pedagógico e demais estruturas de coordenação educativa e supervisão pedagógica, garantindo a integração e adequação dos objectivos e actividades da BE aos objectivos educativos e curriculares da escola. - A gestão integrada que rentabilize recursos e possibilidades de trabalho na escola. - A boa gestão dos recursos humanos, criando boas relações interpessoais com a equipa. - A mobilização das comunidades educativa e escolar para o valor e para o trabalho da/com a BE. - O trabalho articulado com os docentes. - O apoio e o trabalho com as BE / escolas do agrupamento, garantindo igualdade de condições no acesso aos recursos de informação e a actividades que facultem o apoio ao currículo e a formação para as diferentes literacias. - O apoio a projectos e a articulação com outros actores com intervenção pedagógica na escola

Instrumentos de Recolha de Evidências sugeridos

- Auto-avaliação do professor bibliotecário (CK3).

-Questionário aos docentes (QD3).

- Registos do trabalho articulado com departamentos e docentes. - Registos de projectos / actividades desenvolvidos

Evidências extraídas dos instrumentos, a integrar no Relatório de Auto-avaliação (“frases-tipo”) O Professor Bibliotecário (PB) mobiliza a equipa e a escola / agrupamento para o uso da BE e dos seus recursos; O PB gere a equipa fomentando boas relações interpessoais e estimula o desenvolvimento de competências relacionadas com o trabalho de BE; O PB elabora a sua auto-avaliação com base no trabalho realizado e na recolha de opiniões dos diferentes elementos envolvidos (professores, alunos, encarregados de educação, …); … % dos professores consideram que a BE é Muito; Medianamente, Pouco ou Nada eficaz e capaz de favorecer o trabalho com os alunos e a articulação com o currículo; A maioria dos professores (…%) considera que o PB proporciona boas condições de acesso e acompanhamento aos utilizadores na pesquisa e uso da informação; … % dos professores reconhecem o contributo do PB para a melhoria do trabalho escolar e o nível de competência dos alunos; …% de professores avaliam o impacto da BE na vida da escola e no apoio ao seu trabalho enquanto docentes positivamente (ou negativamente); O PB reúne regularmente com os órgãos de direcção, departamentos curriculares, desenvolvendo um trabalho articulado com os docentes; A equipa da BE dinamizou projectos e articulou a sua execução com outros actores com intervenção pedagógica, no âmbito das NACs, Plano Nacional de 2


O MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES: METODOLOGIAS DA OPERACIONALIZAÇÃO (PARTE II) (PTE, PNEP, PNL, outros). - A planificação estratégica e operacional relacionada com os resultados da avaliação, com os objectivos prioritários e o planeamento da escola. - A operacionalização de programas de formação para as literacias e actividades culturais que contribuam para as aprendizagens dos alunos e para o sucesso escolar. - A implementação da autoavaliação dos serviços, introduzindo um processo de melhoria contínua com impacto no processo de planeamento e em acções de promoção e marketing .

pela BE. - Actas do Conselho Pedagógico

Leitura e de apoio ao 1ºCiclo; O PB participa assídua e activamente nas reuniões do Conselho Pedagógico;

3


O MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES: METODOLOGIAS DA OPERACIONALIZAÇÃO (PARTE II)

Indicadores

Factores críticos de Sucesso

D.2.2 Adequação dos recursos humanos às necessidades de funcionamento da BE na Escola /agrupamento.

- O professor bibliotecário possui formação e competências adequadas ao seu conteúdo funcional, nos termos da legislação vigente. - A equipa é pluridisciplinar, adequada em número e possui formação e competências adequadas seu conteúdo funcional. - O professor bibliotecário e a equipa, que deve integrar pessoal não docente, asseguram uma gestão integrada e serviços eficazes à escola/agrupamento. - O professor bibliotecário e a equipa têm uma atitude proactiva que: induz comportamentos de acesso e uso dos recursos; garante uma mediação eficaz entre as necessidades dos utilizadores e as fontes de informação; promove as possibilidades de trabalho facultadas pela BE. - O professor bibliotecário e a equipa formam os alunos para o uso da BE, para as diferentes literacias e acompanham-nos em trabalho orientado na BE. - O professor bibliotecário e a equipa trabalham articuladamente com outras BE/escolas e com o exterior

Instrumentos de Recolha de Evidências sugeridos Currículo profissional dos membros da equipa.

- Horário da equipa.

- Registos das reuniões da equipa / memorandos apresentados ao Director

Evidências extraídas dos instrumentos, a integrar no Relatório de Auto-avaliação (“frases-tipo”) O PB possui formação na área das Bibliotecas Escolares; A análise dos currículos profissionais dos elementos da equipa permite identificar lacunas ao nível da formação na área das bibliotecas (gestão, avaliação, promoção das literacias, …); A equipa da BE é composta por 6 professores (PB incluído) e uma auxiliar a tempo inteiro que assegura a abertura da Biblioteca durante a totalidade do horário lectivo da escola; A equipa da BE integra elementos com competências e saberes complementares, mas a distribuição horária não é adequada ao desempenho das suas funções – carga horária reduzida e falta de articulação nos horários de modo a favorecer o trabalho coordenado; O PB define, com o Órgão de Gestão, a equipa da BE, tendo em conta os perfis de competência exigidos e as necessidades do trabalho da Biblioteca; As tarefas são destinadas à equipa sob o critério da formação de base e do perfil de competências de cada um; A BE promoveu (nº) … acções de formação sobre as diferentes literacias, que envolveram (nº)…. Turmas / alunos; A equipa faz a avaliação periódica do funcionamento da BE; A BE participou/desenvolveu… projectos com outras BE /escolas do Agrupamento e com o exterior (Bibliteca Municipal de Santa Maria da Feira);

4


O MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES: METODOLOGIAS DA OPERACIONALIZAÇÃO (PARTE II) - Questionário aos docentes (QD3).

…% de professores consideram que o trabalho da equipa da BE na criação de instrumentos de apoio aos utilizadores e na criação de condições de acesso e de acompanhamento aos utilizadores é … (Muito Bom / Bom / Suficiente / Insuficiente…); … % de professores avaliaram positivamente / negativamente as condições de acesso à informação na BE; … de professores referem que o contributo da BE para a promoção da leitura e da literacia é … (Muito Bom / Bom / Suficiente / Insuficiente…); … % de professores reconhecem o trabalho articulado da BE com outras BE/escolas e com o exterior;

5


O MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES: METODOLOGIAS DA OPERACIONALIZAÇÃO (PARTE II)

Indicadores

Factores críticos de Sucesso

D.2.3 Adequação da BE em termos de espaço às necessidades da escola / agrupamento.

- A BE reflecte e integra os normativos definidos pelo ME/RBE. - A BE disponibiliza condições de espaço capazes de responder, no seu funcionamento, às solicitações da comunidade escolar e a uma utilização diversificada. - A organização do espaço e dos recursos permite uma utilização integrada e flexível e o trabalho individual e em grupo. - O mobiliário é adequado em termos de ergonomia, quantidade, cor, altura à faixa etária e necessidades dos alunos, proporcionando boas condições de acomodação e o acesso livre dos utilizadores à documentação.

Instrumentos de Recolha de Evidências sugeridos - Docs caracterizadores da BE (planta, equipamentos, outros).

- Registos de observação do funcionamento.

- Registo de actividades (visitas guiadas à Biblioteca / formação de utilizadores) - Questionário aos docentes (QD3). - Questionário aos alunos (QA4).

Evidências extraídas dos instrumentos, a integrar no Relatório de Auto-avaliação (“frases-tipo”) A planta da BE está de acordo com as orientações da RBE e as suas diferentes áreas funcionais permitem a realização de actividades diversificadas; O equipamento e mobiliário são adequados ao espaço, permitem a sua boa utilização seja individual seja em pequenos grupos da BE, a circulação fácil e o livre acesso; A BE coordena utilização do seu espaço em actividades de grupo/turma, adaptando equipamento / mobiliário em função das necessidades; A BE realizou … (nº) sessões de formação, destinadas aos professores e alunos sobre os procedimentos de utilização do seu espaço, dos equipamentos e serviços. … % de professores avaliam a área, organização do espaço, mobiliário existente e condições de acomodação nas deslocações com alunos como … muito bons / bons / suficientes / insuficientes…) … % de alunos consideram que a área da BE é … boa, suficiente, pouco ou nada adequada para a sua circulação à vontade e para realizar bem os trabalhos; … % dos alunos referem que o horário da BE é adequado e responde às suas necessidades de acesso, classificando este indicador como … Bom / Suficiente / Pouco / Nada;

6


O MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES: METODOLOGIAS DA OPERACIONALIZAÇÃO (PARTE II)

Indicadores

Factores críticos de Sucesso

D.2.4 Adequação dos computadores e equipamentos tecnológicos ao trabalho da BE e dos utilizadores na escola / agrupamento.

- Os equipamentos são suficientes para as necessidades locais e para responder aos serviços de biblioteca que a BE realiza no agrupamento. - Os equipamentos respondem em actualidade, adequação e funcionalidade aos desafios que o paradigma actual coloca e ao trabalho e uso da documentação em diferentes suportes. - Os equipamentos de leitura áudio / Mp3 e vídeo / DVD são adequados em número e condições de funcionamento às necessidades dos utilizadores. - O número de computadores responde à procura e às solicitações da escola / agrupamento. - O hardware está actualizado e o software responde às exigências das solicitações. - O professor bibliotecário rentabiliza possibilidades de afectação de recursos e de trabalho no contexto do desenvolvimento do PTE ou de outros projectos na área das TIC. - A BE funciona em rede (Intranet e Internet) e explora as potencialidades que as redes facultam. - A BE recorre a diferentes tipos de ferramentas: WEB, plataformas (LMS) ou outros dispositivos da WEB2, para incentivar o diálogo e desenvolver processos formativos ou criativos com os utilizadores e com o agrupamento.

Instrumentos de Recolha de Evidências sugeridos - Inventário de equipamentos.

- Registos de reuniões da equipa PTE da equipa da BE

- Questionário aos docentes (QD3).

Evidências extraídas dos instrumentos, a integrar no Relatório de Auto-avaliação (“frases-tipo”) Os computadores são suficientes em número e estão actualizados, quer em hardware quer em software, respondendo às necessidades dos utilizadores; Os equipamentos de leitura áudio / Mp3 e vídeo / DVD são em número reduzido. O fundo documental da BE está a ser informatizado e o catálogo estará, em breve, acessível em rede concelhia de bibliotecas (RBESMF); O PB e a equipa da BE articulam o seu trabalho com o PTE e os professores de Informática / TIC; A BE aproveita as potencialidades das ferramentas da Web, através do blogue, em construção, email e disciplina no Moodle, a ser melhorada, como forma de promover a comunicação e desenvolvimento de processos formativos com os utilizadores e com o agrupamento. … % dos professores consideram que a quantidade, actualização e adequação dos equipamentos tecnológicos afectos à BE são … muito bons / bons / suficientes / insuficientes ; ... % de professores referem que a BE disponibiliza recursos e ferramentas Web para acesso, produção e difusão da informação muito positivas / pouco positivas; … % de professores avaliam os serviços prestados pela BE no sentido de criar condições para o uso das TIC e para a exploração e uso qualificado da Internet e disseminação de ferramentas Web como sendo muito bons / bons / suficientes insuficientes;

7


O MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES: METODOLOGIAS DA OPERACIONALIZAÇÃO (PARTE II)

- Questionário aos alunos (QA4)

… % de alunos referem que os computadores da BE dão uma resposta positiva / negativa às suas necessidades; A maioria dos alunos inquiridos (…%) afirma que a sua experiência no acesso a informação on-line a partir da BE é muito boa / suficiente; … % de alunos declaram que recorrem a diferentes tipos de ferramentas WEB, blogs e wikis para aceder e comunicar informação … % de alunos sugerem que a BE deve aumentar o número de computadores /aparelhos de leitura áudio e vídeo na BE;

Lourosa, 4 de Novembro de 2009

Joaquim Octávio Santos Soares da Rocha

8


Tabela D.2. Condições humanas e materiais para a prestação dos serviços