Issuu on Google+

O CRAIOVANO craiovano.wordpress.com


CONTANDO O DESCONHECIDO


O Craiovano traz, desde julho de 2013, as informações inéditas na mídia brasileira sobre o curioso caso do Fotbal Club Universitatea Craiova, da Romênia. O clube foi extinto em 2011 e volta às competições a partir da temporada 2013-14. Surge entäo o Clubul Sportiv Universitatea Craiova, de mesmas cores e com um escudo antigo, reivindicando toda a história do clube original fundado em 1948. Começa a “Guerra Civil de Craiova”, uma luta de poderes no futebol da Romênia e na cidade, proporcionando uma história sem precedentes nas entranhas administrativas e passionais do esporte. O blog é feito a partir de seleção de notícias na mídia romena e também por apuração própria, furando a imprensa estrangeira em algumas ocasiões. Entrevistas com pessoas envolvidas na vida do clube também são comuns no blog, trazendo mais credibilidade e propriedade ao conteúdo do blog. Mas O Craiovano é apenas a introdução do que deverá ser um trabalho de conclusão do Curso de Jornalismo da Universidade Federal de Santa Catarina, através de um documentário em vídeo. O documentário abordará a história do Universitatea Craiova e principalmente os conflitos ocorridos a partir de 2011. O Universitatea Craiova foi fundado em 1948, e possui 4 títulos do Campeonato Romeno e 6 da Copa da Romênia. É pioneiro no país em campanhas europeias. Foi o primeiro clube romeno a chegar nas quartas-de-final da UEFA Champions League, o primeiro clube romeno a chegar nas semi-finais da Copa da UEFA (atual Liga Europa) e o primeiro clube do país a eliminar clubes alemães e ingleses em competições oficiais.


A DESFILIAÇÃO DE 2011


Em 2011, o ex-técnico do FC Universitatea Craiova,Victor Piturca cobrava os valores da sua cláusula de rescisão depois de ter sido demitido. A Federação Romena de Futebol ficou do lado do treinador, mas o proprietário do clube, Adrian Mititelu, resolveu entrar com uma ação na justiça comum. Mas o artigo 57 do estatuto da FRF diz que a Federação tem exclusividade sobre todas as questões jurídicas de esportes. A FRF fez um ultimato, Mititelu se recusou e em 20 de julho de 2011, o Comitê Executivo da FRF decidiu excluir temporariamente o clube. A exclusão foi confirmada na Assembleia Geral da FRF em 14 de maio de 2012. Todos os jogadores da equipe tiveram os contratos rescindidos a custo zero e foram obrigados a assinar com outros clubes para continuar suas carreiras. O prejuízo ficou avaliado em quase 30 milhões de euros. Milhões de torcedores ficaram sem o time do coração. Em 22 de outubro de 2011, o Diretório Nacional Anticorrupção (DNA) iniciou uma investigação contra os cartolas da Liga de Futebol Profissional da Romênia (LFP) e da FRF, com acusações oficiais de erro de conduta grave e abuso de poder ao decidir a extinção do Craiova. O DNA fez confisco de bens de vários dirigentes da FRF e da LFP, como os manda-chuvas Mircea Sandu e Dumitru Dragomir, protagonistas no crime que destruiu o clube. Em 22 de junho de 2012, a Corte de Recursos Judiciais de Bucareste estabeleceu que a exclusão do Universitatea Craiova da FRF é ilegal. Em 15 de novembro do mesmo ano, houve a confirmação de que a exclusão na Assembleia de 14 de maio também é ilegal. Os torcedores foram às ruas, reivindicando o retorno imediato do U Craiova às competições. O movimento Justice for Craiova, promovia também invasões aos gramados nos jogos de futebol, incluindo jogos da Seleção Romena e jogos válidos pela Champions League e Liga Europa. Após a sentença de 15 de novembro, o clube pode se reorganizar para voltar à ativa.


A GUERRA CIVIL DE CRAIOVA


Em 1948, foi fundado o Clubul Sportiv Universitar Craiova (CSU Craiova). Pertencendo à Associação Nacional dos Estudantes da Romênia (ANSR), era o clube da Universidade de Craiova. Em 1950, o clube foi renomeado para Stiinta Craiova, e a partir de 1966, o Stiinta Craiova passou a se chamar Clubul Sportiv Universitatea Craiova. Durante a Romênia comunista, todos os times tinham o prenome “Clubul Sportiv”. Em 1991, com o país transitando para o capitalismo, o futebol entrou num regime que obrigava todos os clubes de futebol a serem de propriedade privada. O Universitatea Craiova, nesta mudança, separou o departamento de futebol do resto do Clubul Sportiv Universitatea Craiova. Assim, o nome foi mudado para Fotbal Club Universitatea Craiova. Em 20 de julho de 2011 O FC Universitatea Craiova foi excluído da Federação Romena de Futebol e, por isso, foi dado como extinto. A Prefeita de Craiova, Lia Olguta Vasilescu, usou como promessa na sua campanha eleitoral de 2011 a ressurreição do clube, em uma parceria com o dono da equipe desde 2004, Adrian Mititelu. Lia Olguta Vasilescu foi eleita e começou o mandato em 2012. Em 2013, o FC Universitatea Craiova voltou às competições. Mas Lia Olguta Vasilescu e Adrian Mititelu romperam a parceria, e a prefeita de Craiova se aliou com o empresário de Suceava, Adrian Andrici, e outros investidores para formar o Clubul Sportiv Universitatea Craiova. Utilizando um escudo antigo usado até meados da década de 80 e com o nome usado na época das maiores conquistas do clube (CS Universitatea Craiova). Devido ao temperamento explosivo de Mititelu, os grandes ídolos não o apoiavam, e aceitaram propostas de trabalho no CSU, alegando que este é o time fundado em 1948. Quem defende esta tese é o próprio clube de esportes CS Universitatea Craiova. Praticamente todos os outros clubes da Romênia, além de uma enorme maioria da imprensa e dos torcedores, defende a ideia de que o Fotbal Club Universitatea Craiova é o verdadeiro. Praticamente todos os ídolos da geração Craiova Maxima (a mais vitoriosa da história dos Stiinta) e alguns milhares de torcedores estão do lado do CS Universitatea Craiova. Conforme o que foi apurado até o momento, os dois clubes possuem documentos que defendem suas situações.


ALÉM DE CRAIOVA


Com o segundo fim do FC Universitatea Craiova após desistir da segunda divisão romena em março de 2014, O Craiovano precisou passar por mudanças editoriais. A seção “Editorial”, com opiniões publicadas em romeno sobre os conflitos de Craiova, acabou. A cobertura do site se expandiu, tratando agora do futebol romeno em geral, mas sem se desvincular de Craiova, dando mais espaço ao CS Universitatea Craiova. O blog se torna, atualmente, a única fonte especializada de informação sobre o futebol romeno em língua portuguesa. Outras inovações foram feitas no primeiro semestre de 2014. Foi criada a série de entrevistas “Facut in Brazilia” (“feito no Brasil”, em romeno), que consiste em entrevistas exclusivas com jogadores de futebol brasileiros que atuam ou já atuaram na Romênia. A série traz curiosidades e as diferentes histórias dos brasileiros. Outra entrevista que merece destaque é a com o jornalista Emanuel Rosu, editor do site e canal pago de TV, Sport.ro. Rosu representa a imprensa romena na votação da Bola de Ouro FIFA/France Football. Em maio, O Craiovano estreou uma outra série, chamada “România Mondiala” (“Romênia Mundial”, em romeno). A cada semana, são postadas as histórias da seleção romena de futebol em suas participações na Copa do Mundo.


MOTIVOS E DIFERENCIAIS


O Craiovano entende que o material consumido e produzido pela grande mídia no esporte é escasso e limitado. Mas em toda parte do mundo é possível sair das maiores equipes, das grandes competições e dos badalados esportistas, e assim, fazer uma cobertura séria e trazer boas histórias, boas reflexões e exposições a qualquer aspecto de qualquer esporte. Para isto, é necessário sair dos mundiais e continentais, até mesmo das elites nacionais dos países para apurar histórias relevantes, interessantes ou com valor de mera curiosidade. Isto forma extensão do jornalismo esportivo e expansão dos conhecimentos dos desportos. O Universitatea Craiova é um dos clubes mais tradicionais do seu país. A própria Romênia é um país que tem tradição no futebol, com sucessos continentais e mundiais. Os últimos acontecimentos com o clube têm sido muito peculiares e importantes na Romênia. É como se um dos 12 grandes clubes brasileiros estivesse desativado por dois anos. Como se um dos 12 grandes brasileiros tivesse uma réplica sua, e criasse divisões na torcida e na opinião pública. O Craiovano traz informações deste tipo em primeira mão na mídia brasileira, tornando-se um grande arquivo de informações sobre o futebol de Craiova e sobre o futebol romeno. Exporta informações completamente novas e importantes para o fã de futebol que procura algo mais para acompanhar e para simpatizar. Com fontes direto da Romênia, O Craiovano tem contato com jogadores, torcedores, jornalistas, dirigentes e ex-jogadores de muito renome, permitindo entrevistas exclusivas, cobertura ampla de opiniões e coleta de argumentos de qualidade.


QUEM FAZ


João Vítor Chagas Roberge Nasceu em Florianópolis em 5 de junho de 1994 - Estudante de jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina desde março de 2012 - Integrante do Núcleo de Radiojornalismo Esportivo UFSC desde março de 2012, participando dos programas Ponto de Encontro e Grande Jornada Esportiva, fazendo parte também da equipe de organização da cobertura da Copa das Confederações 2013 e da Copa do Mundo 2014 pela Rádio Ponto UFSC


REPERCUSSテグ


Em pouco menos de sete meses de existência, O Craiovano já foi tema de matérias no Brasil e na Romênia. Os sites Stiri de Sport, Editie Speciala (que também conta com versão impressa) e Ora de Dolj já falaram do blog e do projeto de documentário. O site e jornal local Craiova Forum e o site Craiova Fotbalistica entrevistaram o idealizador do trabalho. O blog romeno Tiki-Taka elogiou o trabalho feito n’O Craiovano. No Brasil, o premiado jornalista Rafael Luis Azevedo publicou uma reportagem em seu site, o Verminosos por Futebol.


O DOCUMENTÁRIO


O documentário em vídeo deverá ser um Trabalho de Conclusão do Curso de Jornalismo da UFSC, e vai tratar desde a fundação ao tempo presente do Universitatea Craiova, com foco nos conflitos do período de 2011 a 2013. Um levantamento maior de verba para a viagem será, a princípio, através do site de crowdfunding catarse.me. A campanha está sendo planejada e deverá ser disponibilizada no segundo semestre de 2014. A viagem para produção do trabalho está prevista para setembro de 2015. Os contatos com as fontes já estão sendo cultivados desde dezembro de 2012. Os planos iniciais envolvem um intercâmbio através da organização estudantil AIESEC. Em meio período seriam feitos os trabalhos do intercâmbio, e outro meio período seria reservado para a produção e para as entrevistas do documentário. De qualquer forma, há contatos que garantem a estadia em Craiova sem custos. Os gastos mais urgentes são com as passagens e com os equipamentos.


O Craiovano - apresentação