Issuu on Google+

1


2


3


4

Introdução 11

Conceito 15

Logotipo 19 Sobre Apresentação Criação Grid Cores Redução Restrições Aplicações


5

Assinatura 47

Cores 71

Linguagem Textual 81

Sobre Apresentação Grid Cores Redução Restrições Aplicações Relação logotipo/assinatura

Paleta Primária Especificações

Sobre Modo de escrita

Paleta Secundária Especificações


6

Tipografia 85

Elementos Gráficos 93

Recursos Fotográficos 109

Sereno Auxiliar Secundária

Sobre Elementos Restrições

Fotos Sereno Aplicações Restrições Fotos Secundárias Escolha das fotos Tratamento


7

Peças Gráficas 149

Materiais e Acabamentos 165

Cartão Cartão Mica Papel Timbrado Cartaz Conceitual Cartaz Divulgação Jornal

Sobre Materiais Acabamentos

Mutabilidade 169 Conceito Nome Tipografia Linha Cores Aplicações


8

Pendrive 177 Sobre

Agradecimentos

181


9


10


11

Introdução


12


introdução 13

Depois de ler o BrandBook do Sereno, foi possível compreender melhor o universo do projeto. No entanto, é preciso também , tomar conhecimento da parte técnica por trás de todo este pensamento.

Siga rigorosamente todas as instruções e sugestões dadas neste material, elas foram desenvolvidas para facilitar o entendimento técnico, servindo como um verdadeiro guia para as mais diversas situações.

Neste Manual, você encontra todas as informações necessárias para a reprodução adequada do sistema gerado para o Projeto Sereno.

Quando for trabalhar com a marca, você deve usar sempre o manual, ele não é uma simples sugestão. Mas não se preocupe, sua intenção não é limitar sua criatividade, e sim auxilia-lo para se manter dentro da estética e valores do Sereno. É valido lembrar que, se em algum momento, surgir alguma dúvida em relação ao conceito do Sereno, deve-se, sem hesitar, voltar ao BrandBook.


14


15

Conceito


16 conceito

Retomando o conceito, temos como guias do sistema grĂĄfico trĂŞs pensamentos principais que se relacionam:

linha, sonho e multiplicidade


conceito 17

A Linha

O Sonho

A Multiplicidade

Em uma metáfora onde o ponto é o indivíduo, a linha se faz presente na sua relação com o plano. Ela é a ponte que liga o indivíduo ao plano da sociedade. Com um conceito simples e puro cria uma identidade atemporal e expansível.

O sonho é a parte lúdica do sistema visual do projeto. É o espaço que valoriza a criatividade e a aspiração.

A multiplicidade é o fator adaptável às realidades sugeridas pelo sonho e transmite o pensamento de expansão mutável.

É a projeção de uma nova realidade, que valoriza a oportunidade dada as pessoas envolvidas com o Sereno. Oportunidade esta que é elemento fundamental do projeto.

Fala da sociedade e de seus múltiplos indivíduos, respeitando suas particularidades e diferenças.

Flexível o suficiente para falar da costura à capoeira, é capaz de receber e se adaptar aos mais diferentes caminhos e realidades que o projeto pode vir a ter. Por ser um conceito tão puro de forma, a linha não traz consigo nenhum conceito pré-definido ou remete a alguma forma familiar. Ela dá chão, suporte, cria, constrói, aponta uma direção e estabiliza. Além de ser um elemento visualmente leve e expressivo.

O sonho é visualmente representado pelas cores leves e inspiradoras, que juntas criam um ambiente agradável e ascendente. No ambiente fotográfico, a sobreposição de linhas cria planos transcendentes, misturando o presente com um futuro otimista, que será possível através da oportunidade criada e oferecida no Sereno.

No que diz respeito aos elementos gráficos de apoio, é possível transmitir esses conceitos através da múltipla exposição, da sobreposição e da transparência.


18


19

Logotipo


20 logotipo

Sobre O Logotipo é o elemento que sintetiza todo o conceito do Projeto Sereno, ou seja, é a forma de representação e identificação do Sereno e sempre será usado quando for necessária uma referência ao projeto. Porém, o modo como é aplicado possui regras que devem ser seguidas para que não haja perdas do seu valor, tanto visual quanto conceitual. A fim de facilitar o entendimento, a forma como foi desenvolvido o Logotipo será abordada, para que seja possível saber em qual contexto ele foi criado e como se encaixa na parte conceitual.

É importante ressaltar que todas as informações expostas aqui foram revisadas e ponderadas e portanto não estão sujeitas a alterações de qualquer natureza.


logotipo 21

Apresentação

Este é o logotipo do Sereno. A linha age como o elemento mutável principal. Por ser um dos conceitos mais básicos de forma, é capaz de ser abrangente o suficiente para falar das diferentes realidades propostas pelo projeto, e ao mesmo tempo unir os indivíduos que o formam, construindo e costurando juntos o futuro.

A tipografia é leve e traz consigo os conceitos de sonho e linha. É neutra, mas possui detalhes que a diferenciam de outras fontes. Estabiliza e sustenta o projeto, e se coloca com sobriedade e tranquilidade.

O próximo tópico irá tratar da forma de criação do logotipo e de como esta linha específica foi criada.


22 logotipo

Criação

O logotipo Sereno foi criado de forma única e experimental. Como se trata de um projeto que envolve uma atividade principal - a costura - era preciso que houvesse um envolvimento com esse ofício, para que, de alguma maneira, a atividade estivesse presente nesse logotipo. Dessa forma, a linha de costura foi o objeto de experimentação usado. Este método usado para gerar a linha que compõe o logotipo do Sereno, consiste no uso da linha como próprio objeto de impressão. A linha foi banhada por tinta e depois pressionada contra o papel. Este ato fez com que a linha deixasse sua forma gravada no papel, e dessa forma, foi criado o elemento gráfico do logotipo.


logotipo 23

O método utilizado para gerar a linha do logotipo não deve ser repetido. Sua descrição é meramente ilustrativa.


24 logotipo

Grid O Logotipo do Sereno foi criado dentro de um grid que assegura suas proporções e não permite nenhum tipo de distorção ou distanciamento equivocado dos elementos que o compõe. Este grid deve ser usado para estabelecer as relações dimensionais do logotipo, portanto não pode ser alterado. Independente do tamanho do logotipo a proporção deverá ser sempre a mesma.

Atenção para o tamanho máximo de redução do logotipo. Ver página 33.

No grid ao lado, há ainda uma área de reserva em volta do logotipo, a fim de manter sua visibilidade e impacto. Esta área é responsável por manter a integridade visual do logotipo em qualquer ambiente. Portanto deve ser sempre respeitada, sem excessões.


25

12

22

115

A unidade A unidade‘ utilizada ’ utilizada nono grid grid sese refere refere aa largura largura da haste da haste vertical vertical. da letra ‘E’.

A área de reserva é definida pela altura da letra letra‘E’ ‘E’da dapalavra palavra‘Sereno’. Sereno.


26 logotipo

Cores O logotipo só pode ser aplicado em fundos das cores da paleta de cores do Sereno. Existem combinações específicas para cada tipo de fundo, que não podem ser alteradas. Nos casos em que o logotipo do Sereno assinar uma peça que não esteja com uma das cores da paleta, ele deverá se apresentar em Preto e Branco com a sua área de reserva.

As especificações de cores da paleta do Sereno, podem ser vistas na página 71.


logotipo 27

No fundo escuro da paleta de cores do Sereno, o logotipo pode assumir somente as seguintes combinaçþes:


28 logotipo

No fundo azul da paleta de cores do Sereno, o logotipo pode assumir somente as seguintes combinaçþes:


logotipo 29

No fundo vermelho da paleta de cores do Sereno, o logotipo pode assumir somente as seguintes combinaçþes:


30 logotipo

No fundo amarelo da paleta de cores do Sereno, o logotipo pode assumir somente as seguintes combinaçþes:


logotipo 31

No fundo claro da paleta de cores do Sereno, o logotipo pode assumir somente as seguintes combinaçþes:


32 logotipo

O logotipo pode ser aplicado também em sua versão Preto e Branco., sempre com a área de reserva.

O contorno na área de reserva foi utilizado somente para delimitar seus limites. Quando aplicada esta versão, o contorno não deverá existir.


logotipo 33

Redução O Logotipo poderá ser reduzido até o limite determinado de 14 mm de altura, para que sua legibilidade e forma sejam preservadas. Quando reduzido até o limite, o logotipo deve assumir a sua versão Preto e Branco.

Escala 1,5 :1

Tamanho Real Logotipo reduzido em fundo branco 14 mm

Logotipo reduzido em fundo preto


34 logotipo

Restriçþes Este tópico tem como principal objetivo demonstrar as formas incorretas de uso do Logotipo.


Incorreto Combinações de cores dentro da paleta, mas que não estão autorizadas.

logotipo 35


36 logotipo

Combinações de cores dentro da paleta, mas que não estão autorizadas.


logotipo 37

Combinações de cores dentro da paleta, mas que não estão autorizadas.


38 logotipo

Combinaçþes de cores fora da paleta.


logotipo 39

Combinações de cores dentro da paleta, mas que não estão autorizadas.


40 logotipo

Combinações incorretas de cor.

Fundo com cor incorreta Nas situações em que o logotipo precisa ser aplicado em um fundo com uma cor que não esteja na paleta de cores do Sereno, ele deve estar em sua versão Preto e Branco com sua área de reserva.

Logotipo com cor incorreta Nunca utilize o logotipo com cores que não pertençam a paleta de cores do Sereno.


logotipo 41

Alteração das proporções e forma. O logotipo não pode ser alterado em nenhuma situação. Não podem haver distorções, deslocamentos, alterações de proporção, orientação. Sua forma deverá permanecer intacta, com exceção de redução e mudança de cores, desde que dentro das normas especificadas neste manual.


42 logotipo

Alteração das proporções e forma.

SERENO


logotipo 43

Aplicação de efeitos.

Nenhum efeito e/ou filtro pode ser aplicado ao logotipo.


44 logotipo

Aplicações

Fundo fotográfico Nas situações em que o logotipo precisa ser aplicado em um fundo fotográfico, procure sempre uma área da foto que não tenha muita informação visual. O foco neste caso é a legibilidade do logotipo.

Fundo fotográfico Quando aplicado sobre foto, o logotipo do Sereno pode ser utilizado com as cores da paleta oficial, desde que com atenção redobrada para a legibilidade e harmonia da composição. Ao lado temos exemplos de cores que pertecem a nossa paleta, mas que não se comportam bem com o fundo utilizado.


logotipo 45

Fundo fotográfico O logotipo também pode ser aplicado com sua área de reserva. Porém, neste caso só é permitida a utilização em sua versão Preto e Branco.


46


47

Assinatura


48 assinatura

Sobre Para representar a parceria entre a Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) e o Viva Rio, foi criada uma assinatura especial. Esta assinatura é uma sugestão e deve ser utilizada somente quando houver a necessidade de explicitar esta parceria, junto com o Logotipo. A assinatura nunca deve estar sem o acompanhamento do logotipo.

É importante ressaltar que todas as informações expostas aqui foram revisadas e ponderadas e portanto não estão sujeitas a alterações de qualquer natureza.


assinatura 49

Apresentação

Este é a assinatura PUC + Viva Rio A assinatura foi criada de forma a compor harmonicamente com o logotipo do Sereno. A tipografia utilizada é a auxiliar, que está especificada na página 88.


50 assinatura

Grid Assim como o logotipo do Sereno, a assinatura foi criada dentro de um grid que assegura suas proporções e não permite nenhum tipo de distorção ou distanciamento equivocado dos elementos que a compõe. Este grid deve ser usado para estabelecer as relações dimensionais da assinatura, portanto não pode ser alterado. Independente do tamanho da assinatura a proporção deverá ser sempre a mesma. Atenção para o tamanho máximo de redução da assinatura. Ver página 55.

No grid ao lado, há ainda uma área de reserva em volta da assinatura, a fim de manter sua visibilidade e impacto. Esta área é responsável por manter a integridade visual da assinatura em qualquer ambiente. Portanto deve ser sempre respeitada, sem excessões.


51

9

37

A unidade ‘ ’ utilizada no grid se refere a largura da haste vertical.

A área de reserva é definida pela altura da letra ‘i’ da palavra ‘viva’.


52 assinatura

Cores A assinatura só pode ser aplicada em fundos das cores da paleta de cores do Sereno. Existem combinações específicas para cada tipo de fundo, que não podem ser alteradas. Nos casos em que a assinatura estiver em uma peça que não esteja com uma das cores da paleta, ela deverá se apresentar em Preto e Branco com a sua área de reserva. As restrições e aplicações se encontram nas páginas 56 e 61, respectivamente.

As especificações de cores da paleta do Sereno, podem ser vistas na página 71.


assinatura 53

Seguindo a paleta de cores do Sereno, a assinatura pode assumir somente as seguintes combinaçþes:


54 assinatura

A assinatura pode ser aplicada também em sua versão Preto e Branco., sempre com a área de reserva.

O contorno na área de reserva foi utilizado somente para delimitar seus limites. Quando aplicada esta versão, o contorno não deverá existir.


assinatura 55

Redução A assinatura poderá ser reduzida até o limite determinado de 7 mm de altura, para que sua legibilidade e forma sejam preservadas. Quando reduzida até o limite, o assinatura deve assumir a sua versão Preto e Branco.

Atenção, para entender a relação entre a assinatura e o logotipo veja a página 63.

Escala 3 :1

Tamanho Real Assinatura reduzida em fundo branco 7 mm Assinatura reduzido em fundo preto


56 assinatura

Restriçþes Este tópico tem como principal objetivo demonstrar as formas incorretas de uso da assinatura.


assinatura 57

Combinações incorretas de cor.

Cores da paleta É preciso ter atenção com as cores da assinatura, pois assim como no exemplo ao lado, as cores pertencem à paleta, mas estão dispostas de forma incorreta.

Cores fora da paletea Nunca utilize a assinatura com cores que não pertençam a paleta de cores do Sereno.


58 assinatura

Alteração das proporções e forma.

A assinatura não pode ser alterada em nenhuma situação. Não podem haver distorções, deslocamentos, alterações de proporção, orientação. Sua forma deverá permanecer intacta, com exceção de redução e mudança de cores, desde que dentro das normas especificadas neste manual.


assinatura 59

Alteração das proporções e forma.

puc + viva

RIO


60 assinatura

Aplicaçþes de efeitos.

Nenhum efeito e/ou filtro pode ser aplicado ao logotipo.


assinatura 61

Aplicações

Fundo fotográfico Nas situações em que a assinatura precisa ser aplicada em um fundo fotográfico, procure sempre uma área da foto que não tenha muita informação visual. O foco neste caso é a legibilidade da assinatura.

Fundo fotográfico Quando aplicada sobre foto, a assinatura PUC + Viva Rio pode ser utilizada com as cores da paleta oficial, desde que com atenção redobrada para a legibilidade e harmonia da composição. Ao lado temos exemplos de cores que pertecem a nossa paleta, mas que não se comportam bem com o fundo utilizado.


62 assinatura

Fundo fotográfico A assinatura também pode ser aplicada com sua área de reserva. Note que a assinatura está acompanhada do logotipo, e que suas respectivas áreas foram unidas. O próximo tópico aborda e explica como se dá esta relação.


assinatura 63

Relação logotipo / assinatura É importante entender a relação entre o logotipo e a assinatura, e compreender sua forma de uso. Nas próximas páginas iremos abordar suas proporções, restrições e aplicações.


64 assinatura

Proporçþes

A assinatura deve sempre ter metade da altura do logotipo. Esta altura deve contar com a ĂĄrea de reserva.

2x x


assinatura 65

A assinatura e o logotipo têm suas áreas de reserva unidas. O ‘E’ da palavra Sereno é adicionado ao lado direito da área de reserva da assinatura. O logotipo do Sereno deve sempre estar posicionado antes da assinatura.


66 assinatura

Restriçþes


assinatura 67

Aplicações

A assinatura e o logotipo podem ser aplicados com cores. Porém, somente as seguintes combinações são permitidas:


68 assinatura

Fundo fotográfico Quando o logotipo e a assinatura forem aplicados, com cor, sobre uma fotografia, procure sempre escolher a combinação mais adequada. Cuidado para não causar conflito entre a imagem e o logtipo / assinatura. O logotipo e assinatura podem ou não estar com a sua área de reserva com cores. Ela deve estar sempre presente, mas não necessariamente com cor. Se nenhuma opção obter interesse visual, opte pela versão Preto e Branco.


69


70


71

Cores


72 cores

Cores Essa é a paleta de cores do Sereno. Ela é composta por cinco Cores Principais, como pode ser visto nos retângulos maiores. Cada cor principal, possui mais cinco variações de intensidade, chamadas de Cores Secundárias.

Cores secundárias

Exemplo

Paleta primária São as cores principais do Sereno, devem ser utilizadas em 90% dos casos. Paleta secundária Devem estar sempre acompanhadas de sua respectiva cor principal. São utilizadas, por exemplo, para degradês e quando houver caso de mutabilidade. Ver página 169.

Cor Primária


cores 73


74 cores

Paleta Primรกria

Pantone Coated

Pantone Coated

Pantone Coated

Pantone Coated

Pantone Coated

Pantone Uncoated

Pantone Uncoated

Pantone Uncoated

Pantone Uncoated

Pantone Uncoated

C

C

C

C

C

Black 4c

Neutral Black U 67

M 65

Y 66 K 69

304 C

317 U

37

M 0

Y 17 K 0

7418 C

1795 U

1

M 83

Y 85 K 0

1365 C

1235 U

0

M 30 Y 79 K 0

7499 c

7499 U

1

M 1

Y 9

K 0

R 43

R 157

R 193

R 254

R 252

B 37

B 215

B 77

B 79

B 233

G 39

G 216

G 97

G 186

G 250


cores 75

Paleta Secundรกria

C

30

M 0

Y 14 K 0

C

26

M 0

Y 11 K 0

C

22

M 0 Y 9

K 0

C

18

M 0 Y 8

K 0

C

14

M 0 Y 5

K 0

R 176

R 186

R 196

R 207

R 217

B 222

B 227

B 232

B 235

B 240

G 224

G 227

G 232

G 235

G 240


76 cores

C

0

M 24

Y 63 K 0

C

0

M 20 Y 55 K 0

C

0

M 16

Y 47 K 0

C

0

M 14

Y 38 K 0

C

0

M 11

Y 28 K 0

R 255

R 255

R 255

R 255

R 255

B 115

B 130

B 148

B 166

B 186

G 199

G 207

G 214

G 219

G 227


cores 77

C

18

M 56 Y 54 K 1

C

16

M 50 Y 44 K 0

C

14

M 40 Y 36 K 0

C

11

M 33

Y 29 K 0

C

9

M 26 Y 22 K 0

R 204

R 212

R 217

R 224

R 229

B 112

B 130

B 148

B 166

B 184

G 130

G 143

G 161

G 176

G 191


78 cores

C

63

M 57

Y 56 K 33

C

57

M 52 Y 51

K 20

C

51

M 45

Y 44 K 8

C

44

M 36 Y 39 K 2

C

35

M 29 Y 29 K 0

R 84

R 107

R 128

R 148

R 171

B 82

B 102

B 125

B 145

B 168

G 82

G 102

G 125

G 148

G 168


cores 79

C

1

M 1

Y 6

K 0

C

1

M 1

Y 5

K 0

C

1

M 0 Y 4

K 0

C

1

M 0 Y 3

K 0

C

0

M 0 Y 3

K 0

R 252

R 252

R 252

R 252

R 255

B 237

B 240

B 242

B 245

B 245

G 250

G 250

G 252

G 252

G 252


80


81

Linguagem Textual


82 linguagem textual

Sobre Esta parte do Manual pretende identificar a linguagem escrita do Projeto Sereno, o tom de voz. Aqui, encontram-se todos os aspectos que envolvem a comunicação por meio de textos. O modo de escrita, a relação com o leitor e sugestões que contribuem para um melhor aproveitamento desta comunicação.


linguagem textual 83

Modo de escrita O Sereno não pretende se colocar, textualmente, de maneira muito formal. É imprescindível que a escrita obedeça às regras gramaticais da Língua Portuguesa, porém, a escolha das palavras é o fator que irá diferenciar o tipo de fala. Apesar de não ser formal, a linguagem não pode admitir caráter vulgar. Deve sempre comunicar de maneira sóbria e respeitosa; e em nenhum momento deve sugerir algum tipo de superioridade. O Sereno fala de igual para igual com seu público: de maneira correta, direta e envolvente. É educado sem ser pomposo, é menos empresa e mais família.Ao lado temos um exemplo que transmite o tom de voz do sereno.

‘O Sereno quer convidar você para fazer parte desse novo projeto do Viva Rio em parceria com a PUC-Rio. Você conhece a casa do Sereno? A casa onde antes ficava um posto de saúde agora deu lugar a um novo projeto, que busca bem estar e prestação de serviços para a comunidade. O projeto foi todo pensado em você que vive no Morro do Sereno, por isso é tão importante a sua participação.’


84


85

Tipografia


86 tipografia

Sobre A identidade visual do Sereno dispõe de três fontes tipográficas com importâncias diferentes. Seus respectivos termos são, em ordem de importância: Tipografia Sereno, Tipografia Auxiliar e Tipografia Secundária. Cada fonte tem uma função e deve ser utilizada da maneira correta para preservar a hierarquia da informação.


tipografia 87

Tipografia Sereno

ABCDEFGH IJLMNOPQ RSTUVXZ Está é a Tipografia Sereno. Baseada na fonte Bigmouth, ela foi redesenhada para se adequar ao conceito do projeto. Suas serifas foram removidas, e só a caixa alta pode ser usada. A Tipografia Sereno só deve ser utilizada para alteração do nome do projeto, tópico que será abordado no capítulo Mutabilidade, página 169. As instruções indicam a maneira correta de usá-la.

Esta tipografia nunca deverá ser usada para redigir textos corridos, capítulos, subtítulos ou criação de novos logotipos que não estejam de acordo com as instruções de mutabilidade.


88 tipografia

Tipografia Auxiliar

Cantarell Regular ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ abcdefghijklmnopqrstuvwxyz Cantarell Bold ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ abcdefghijklmnopqrstuvwxyz Cantarell Oblique ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ abcdefghijklmnopqrstuvwxyz Cantarell Bold Oblique ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ abcdefghijklmnopqrstuvwxyz


tipografia 89

Cantarell A Tipografia Auxiliar é composta pela fonte Cantarell, podendo ser utilizada nas variações: regular, bold, oblique e bold oblique. Esta tipografia é utilizada para compor peças gráficas do Sereno, como cartazes, e materiais institucionais. Porém, não deve ser utilizada para grandes massas de texto.

Exemplo Note que a Cantarell Bold se relaciona com a Cantarell Regular, e a Cantarell Bold Oblique com a Cantarell Oblique. Busque sempre fazer estas relações, para facilitar a leitura e a identificação de importância.

Omnihilignim quatus Um quunt experiae non endeligedis sitat que et.

Quando utilizada, é preciso respeitar suas variações dentro de uma hierarquia, cuja ordem de importância é a seguinte:

Nones et toriore rferiam

Cantarell Bold

Nis autao toriore loremidis cuscimp oremporrovit.

Cantarell Bold Oblique Cantarell Regular Cantarell Oblique Ao lado temos um exemplo de hierarquia.


90 tipografia

Tipografia Secundรกria TheSans Light ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ abcdefghijklmnopqrstuvwxyz TheSans Regular Italic ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ abcdefghijklmnopqrstuvwxyz TheSans Regular ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ abcdefghijklmnopqrstuvwxyz TheSans Bold Italic ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ abcdefghijklmnopqrstuvwxyz TheSans Semi Bold ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ abcdefghijklmnopqrstuvwxyz The Sans Bold ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ abcdefghijklmnopqrstuvwxyz


tipografia 91

TheSans A Tipografia Auxiliar é composta pela fonte TheSans, podendo ser utilizada nas variações: light, regular italic, regular, bold italic, semi bold e bold. Esta tipografia é utilizada em grandes massas de texto, como em livros ou livretos. Não se deve usá-la como substituição da Tipografia Auxiliar em peças gráficas de pouco texto. Quando utilizada, é preciso respeitar suas variações dentro de uma hierarquia, cuja ordem de importância é a seguinte: TheSans Bold TheSans Semi Bold TheSans Bold Italic TheSans Regular TheSans Light TheSans Italic Ao lado temos um exemplo de hierarquia.

Exemplo Note que as variações Bold, Semi Bold, Regular e Light mantém uma relação de hierarquia, assim como a variação Bold Italic e Italic. Busque sempre fazer estas relações, para facilitar a leitura e a identificação de importância.

Omnihilignim quatus Non experiae Um quunt experiae non. Nis autao toriore loremidis cuscimp oremporrovit.Genda as minti tetur susda evendig endite liqui dolore dessectur, ium que doluptia volupta tisquid ut aspeditatur adi aditasp erumqui dignit ut faccabo ribusaeri sereica boribusa cusdae quam utem utatur? Nones et toriore rferiam Nis autao toriore loremidis cuscimp oremporrovit.Genda as minti tetur susda evendig endite liqui dolore dessectur, ium que doluptia volupta tisquid ut aspeditatur adi aditasp erumqui dignit ut faccabo ribusaeri sereica boribusa cusdae quam utem utatur?


92


93

Elementos Grรกficos


94 elementos gráficos

Sobre O sistema gráfico do Sereno é composto de diversos elementos, que juntos criam o universo e dão ao vida projeto. Essencialmente temos o logotipo, a paleta de cor, as fotos oficiais, e também os elementos gráficos de suporte. Neste capítulo abordaremos quais são e como utilizar estes recurso de forma correta e eficaz.


elementos gráficos 95

Elementos 1. Linha Para dar destaque a uma pequena parte de um texto ou ainda para servir como um espaço de destaque para comentários e citações.

Exemplo

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Donec nulla ligula, molestie eu fermentum id, cursus at ante. Nunc accumsan vehicula mauris at tempus.

Exemplo aplicado


96 elementos gráficos

2. Barra Para dar ritmo e continuidade a uma peça gráfica ou ainda aumentar seu peso visual. Neste exemplo uma barra na frente do cartão de visitas foi utilizada adicionando força a composição e estabelecendo uma conexão com o verso da peça. É importante deixar a barra sempre limpa, sem textos ou imagens sobre a mesma. Deve ser aplicada em materiais impressos como revistas, livros, cartões, folders e etc.

Exemplo


elementos grรกficos 97

2.2. Barra Para dar destaque a uma pรกgina ou ainda para adicionar cor e/ou peso visual. ร‰ importante deixar a barra sempre limpa, sem textos ou imagens sobre a mesma.

Pode ser aplicada tanto em materiais impressos como revistas, livros e folders, como em pรกginas de internet.

Exemplo


98 elementos grรกficos

3. Barra Larga Para dar destaque a uma pรกgina ou ainda para adicionar cor e/ou peso visual. ร‰ importante deixar a barra sempre limpa, sem textos ou imagens sobre a mesma.

Pode ser aplicada tanto em materiais impressos como revistas, livros e folders, como em pรกginas de internet.

Exemplo


elementos gráficos 99

3.2 Barra Larga Para dar destaque a uma página ou ainda para adicionar cor e/ou peso visual. Podemos utilizar a barra larga também como forma de criar uma área de limpeza para colocar o logotipo do Sereno ou um texto .

Pode ser aplicada tanto em materiais impressos como revistas, livros e folders, como em páginas de internet.

É importante deixar a barra sempre limpa, sem textos ou imagens sobre a mesma.

Exemplo


100 elementos gráficos

4. Cor sólida Para dar destaque a uma página ou ainda para adicionar cor e/ou peso visual. É possivel utilizar esta chapada de cor sozinha, ou para abertura de um capitulo por exemplo. Pode-se ainda, colocar sobre ela textos e fotos, desde que com cuidado para não criar, com esse recurso, poluição visual.

Pode ser aplicada tanto em materiais impressos como revistas, livros e folders, como em páginas de internet.

Exemplo


elementos gráficos 101

4.2. Cor sólida Para dar destaque a uma página ou ainda para adicionar cor e/ou peso visual. Ainda utilizando o recurso da cór sólida, temos um exemplo de uma abertura de capítulo, onde a chapada de cor faz um papel importante em demarcar esse inicio de um novo assunto.

Pode ser aplicada tanto em materiais impressos como revistas, livros e folders, como em páginas de internet.

Exemplo


102 elementos gráficos

5. Foto reticulada A retícula de linha remete ao conceito de linhas do Sereno e é mais um recurso que pode ser utilizado para ilustrar uma peça impressa ou uma página da web.

Pode ser aplicada tanto em materiais impressos como revistas, livros e folders, como em páginas de internet.

Para saber mais sobre este recurso, vá até a página 117.

Exemplo


103


104 elementos gráficos

Restrições Exemplos de algumas formas incorretas de se trabalhar com os elementos gráficos.


elementos grรกficos 105


106 elementos grรกficos


elementos grรกficos 107


108


109

Recursos Fotogrรกficos


110 recursos fotográficos

Sobre Os recursos fotográficos auxiliam na composição e na variedade estética. Este capítulo explica quais são os tratamentos e recursos possíveis para que a aplicação de fotos esteja de acordo com o conceito visual. Junto com esse manual voce encontra fotos que fizeram parte da elaboração do conceito do Projeto Sereno. As formas de uso destas, e outras fotos estão explicitas aqui.


recursos fotogrĂĄficos 111

Fotos Sereno As fotos Sereno estĂŁo no Pendrive que acompanha este Manual. No total existem doze fotos que podem ser utilizadas de acordo com as normas aqui especificadas.


112 recursos fotográficos

Aplicações Fotos Sereno podem ser rotacionadas, redimensionadas e espelhadas. Porém, suas cores e seu tratamento não podem ser alterados. É importante ressaltar que cada foto deve ser utilizadas individualmente. Não deve haver sobreposição, distorção ou efeitos aplicados às fotos. Recortes de bom gosto são bem-vindos, desde que não prejudiquem a integridade da fotografia.

Exemplos de uma mesma foto com diferentes posições.


recursos fotográficos 113

Restrições


114 recursos fotográficos

Fotos Secundárias Fotos Secundárias são fotos que não pertencem à seleção de fotografias do Sereno. Uma etapa muito importante para a aplicação de Fotos Secundárias é a escolha dessas fotos e o tratamento que é dado à elas.


recursos fotográficos 115

Escolha das fotos A escolha das fotos é de extrema importância para que haja harmonia visual. Busque sempre fotos de alta qualidade e sem poluição visual. O assunto também é muito importante, portanto tenha bom senso e escolha uma boa foto.


116 recursos fotográficos

Tratamento O tratamento das fotos está exposto em duas partes na forma de tutorial, utilizando o programa Adobe Photoshop. A primeira parte é a opção do uso de retículas para tratar uma imagem. Na segunda, o tutorial mostra como aplicar o tratamento nas fotos sem usar retículas.

O tratamento das fotos deve ser sempre executado dentro do Adobe Photoshop, para que haja um padrão de resultados.


117

Parte 1


118Parte 1 Para realizar este tutorial a fotografia deve estar em 300 dpi. Fotos com dpi diferentes n達o podem receber este tratamento.

Confira o dpi da imagem acessando : Image > Image Size...


119 Em Image Size, confira se o número em Resolution está igual a 300 e a caixa ao lado apresenta as informações - pixels/inch


120 Depois de conferir o dpi acesse: Image > Adjustments > Brightness/Contrast...


121 Ajuste o Brightness e Contrast para que a imagem tenha um contraste melhor. Cuidado para n達o exagerar.


122 Depois de ajustar o contraste acesse: Image > Mode > Grayscale


123 Agora acesse: Image > Bitmap...


124 Ajuste o Output para 300 pixels/inch e o Method para Halftone Screen... Em seguida aperte OK


125 Na janela Halftone Screen, ajuste a Frequency para 15 lines/inch, Angle para 140 degrees e Shape para Line. Em seguida aperte OK


126 Ao final desse processo a fotografia deve estar parecida com esta.


127 Acesse: Image > Mode > Grayscale...


128 Acesse: Image > Mode > CMYK Color ou RGB Color Para impressão selecione CMYK, para visualização em telas digitais, RGB.


129 Crie uma nova camada acessando: Layer > New > Layer...


130 Na janela New Layer, escreva ‘Fundo’ em Name, e aperte OK.


131 Na paleta de ferramentas do lado esquerdo, procure a ĂĄrea de cores, representada por dois quadrados, um preto e o outro branco. Selecione uma das cores da Paleta do Sereno, com excessĂŁo do Preto e aperte OK.


132 Na paleta de ferramentas do lado esquerdo, procure a ferramenta Paintbucket Tool (Balde de Tinta), selecione-a e clique na imagem.


133 No final deste processo, sua imagem deve estar assim:


134 Na paleta de camadas, no lado inferior direito, clique na aba onde esta escrito Normal e selecione Multiply.


135 Sua imagem estรก pronta para ser salva.


136

Parte 2


137 Acesse: Image > Mode > Grayscale...


138 Depois do Grayscale, acesse: Image > Mode > Brightness/Contrast


139 Ajuste o contraste para melhorar a foto. Cuidado para n達o exagerar. Aperte OK.


140 Acesse: Image > Mode > CMYK Color ou RGB Color Para impressão selecione CMYK, para visualização em telas digitais, RGB.


141 Crie uma nova camada acessando: Layer > New > Layer...


142 Na janela New Layer, escreva ‘Fundo’ em Name, e aperte OK.


143 Na paleta de ferramentas do lado esquerdo, procure a ĂĄrea de cores, representada por dois quadrados, um preto e o outro branco. Selecione uma das cores da Paleta do Sereno, com excessĂŁo do Preto e aperte OK.


144 Na paleta de ferramentas do lado esquerdo, procure a ferramenta Paintbucket Tool (Balde de Tinta), selecione-a e clique na imagem.


145 No final deste processo, sua imagem deve estar assim:


146 Na paleta de camadas, no lado inferior direito, clique na aba onde esta escrito Normal e selecione Multiply.


147 Sua imagem estรก pronta para ser salva.


148


149

Peรงas Grรกficas


150 peças gráficas

Sobre Para facilitar o entendimento do universo Sereno no que tange a parte das peças gráficas, foram feitos alguns exemplos que estão demonstrados nas próximas páginas. É importante ter em mente antes de criar qualquer peça gráfica para o projet, a essência do Sereno. Usar sempre a paleta de cores oficial, tipografia oficial, fazer bom uso da diagramação e disposição de informaçnao, escolher bem as fotos utilizadas e acima de tudo, sempre conferir, enquanto está sendo criada, se a peça convive bem com o resto do universo.


peças gráficas 151

Peças Gráficas 1. Cartão pessoal O cartão pessoal criado para o projeto Sereno está disponível no Pendrive que acompanha este manual.


152 peças gráficas

1.2 Cartão pessoal - especificações técnicas Medida: 9 x 5 cm Papel: Papel cartão sem brilho Gramatura: 240 g/m2 Tipo de impressão: digital Todos os cartões, independente do cargo que a pessoa ocupe devem ser da mesma cor de fundo, o preto rebaixado Sereno, da paleta oficial. Traço: 1 pt Fonte: Cantarell Nome da pessoa: Cantarell Bold, 9 pt, cor Azul Sereno Função no Sereno: Cantarell Regular, 8pt Telefone e e-mail: Cantarell Oblique, 6 pt A diagramação deve ser seguida pelas medidas indicadas na imagem. A caixa de texto deve ter as seguintes entrelinhas: 14 pt entre o nome e o cargo da pessoa; 19 pt, entre cargo e telefone; 10 pt entre telefone e e-mail.

A imagem da frente do cartão pode variar utilizando qualquer uma das 15 fotos Sereno que estão disponíveis no pendrive. Mas mesmo que a foto mude, a barra na cor preto Sereno deve se manter inalterada, com 5mm de altura e localizada no topo do cartão. O logotipo do Sereno deve estar sempre centralizado.

Regras de uso: O cartão de visita é uma peça disponível apenas para as pessoas que fazem parte do sereno. Nele, devem conter: nome, função da pessoa dentro do Sereno, telefone e e-mail para contato.


peças gráficas 153

Cartão pessoal - Frente

5 mm

9 mm

Cartão pessoal - Vers0


154 peças gráficas

2. Cartão Mica O Mica é uma outra forma de divulgação do projeto, que pode ser veiculado em locais como, bares, lojas e supermercados, por exemplo.

Medida: 10,5 x 5 cm

Nele não devem conter informações muito extensas, já seu objetivo é promover o conceito do projeto ou uma possível promoção de produtos da loja do Sereno. Sempre de forma elegante e sussinta.

Tipo de impressão: offset

Na página ao lado temos alguns exemplos criados para ilustrar como seriam os cartões Micas.

Papel: Supremo Alta Alvura Gramatura: 250 g/m2


peรงas grรกficas 155


156 peças gráficas

3. Papel timbrado O papel timbrado é uma forma de uniformizar e inserir a identidade visual do projeto em todas as mídias que circulam. Dentro do pendrive existe um modelo digital que pode ser impresso diretamente do word, e um segundo que pode ser impresso em gráficas em grande tiragem.

Medida: 21 x 29,7 cm (A4) Papel: Papel Sulfite Gramatura: 75 g/m2 ou 90 g/m2 Tipo de impressão: digital/offset


peças gráficas 157

Papel timbrado impressão Offset

Papel timbrado impressão direto injket/laser (Word)


158 peças gráficas

4. Cartaz Conceito O cartaz é o contato imediato que o público tem com o projeto, ele exibe a linha na sua forma mais pura e trás o lúdico que remete ao sonho. Tem o objetivo de dissolver o conceito do “novo Sereno”, por isso deve instigar quem vê a saber do que se trata o projeto, e trazer a pessoa para o universo conceitual do mesmo através da linha e do sonho. Sendo assim, não deve-se colocar nenhum tipo de informação detalhada sobre o projeto nesses cartazes. Os cartazes sempre devem ser usados com as fotos das linhas que foram disponibilizadas. As frases aplicadas devem ter boa legibilidade. O texto deve ser curto e estar inserido entre as duas linhas de destaque, como aparece no modelo.

A tarja preta deve sempre aparecer no limite da borda superior, e medir 5 cm de altura e largura total do papel que é de 42cm. Dentro da tarja deve sempre conter o símbolo PUC + Viva Rio. Na parte inferior do cartaz ficará localizado o logo do Sereno. O logo deve ter largura de 25cm, estar centralizado, e se localizar em uma área da foto com boa leitura. Não se esqueça da área de reserva.

Medida: 59,4 x 42 cm (A2) ou 29,7 x 42 cm Papel: Offset Gramatura: 180 g/m2 ou 240 g/m2 Tipo de impressão: digital ou offset


peรงas grรกficas 159


160 peças gráficas

4.2. Cartaz Divulgação Os cartazes de divulgação são o meio de comunicar interna e externamente atividades e eventos que podem acontecer no Sereno. Assim como nos cartazes conceito, é importante ter atenção a harmonia da composição e clareza da mensagem. A tarja preta deve sempre aparecer no limite da borda superior, e medir 5 cm de altura e largura total do papel que é de 42cm. Dentro da tarja deve sempre conter o símbolo PUC + Viva Rio. Na parte inferior do cartaz ficará localizado o logo do Sereno. O logo deve ter largura de 25cm, estar centralizado, e se localizar em uma área da foto com boa leitura. Não se esqueça da área de reserva.

Medida: 59,4 x 42 cm (A2) ou 29,7 x 42 cm Papel: Offset Gramatura: 180 g/m2 ou 240 g/m2 Tipo de impressão: digital ou offset


peรงas grรกficas 161


162 peças gráficas

5. Jornal O jornal funciona como uma extensão do cartaz de divulgação, nele vão conter informações importantes, como: o que é o Projeto Sereno, como fazer para participar e sua importância para a comunidade. As informações contidas no jornal não devem ser alteradas para outros fins. A função é ser uma ferramenta de apoio ao cartaz e nada além. Seu conteúdo e diagramação devem ser sempre mantidos e usados de acordo com as regras definidas, assim como as especificações técnicas (formato, material, tipo de impressão). A cor do jornal definida – preto – deve ser respeitada. Não podendo haver mudança de cor.

Medida: 66 x 58 cm Papel: Papel jornal Gramatura: 45 g/m2 Tipo de impressão: Silk ou offset


peรงas grรกficas 163

Capa do jornal

Interior do jornal


164


165

Materiais e Acabamentos


166 materiais e acabamentos

Sobre Por questões de disponibilidade de mercado e da oscilação de preços, não há neste capítulo uma lista de papéis e/ou materiais a serem utilizados. Não há também exemplos de orçamento.


materiais e acabamentos 167

Materiais

Acabamentos

Apesar de não haver uma determinação fechada de materiais, a regra principal é utilizar sempre materiais sem brilho, papéis com acabamento fosco e sem cobertura (Uncoated).

As peças gráficas produzidas podem ter vincos e cortes, mas somente quando realmente necessário.

Exemplos de papeis: Offset Marrakesh Papel Jornal Chambrill Reciclato

Não devem ser utilizados acabamentos como hot stamping, laminação brilhosa, verniz, verniz localizado ou qualquer outro tipo de acabamento brilhoso. Os únicos acabamentos permitidos são: laminação fosca (atenção, não confundir com plastificação fosca) e relevo seco.


168


169

Mutabilidade


170 mutabilidade

Conceito A mutabilidade é um dos conceitos mais importantes da Identidade Visual do Projeto Sereno. Sua função é praticamente transferir todo o conceito do Sereno para um outro projeto derivado do Projeto Sereno. Imagine que uma nova casa, em uma outra comunidade seja oferecida como local de projeto para o Viva Rio. Eles podem querer realizar um projeto similar ao Sereno, mesmo que este novo envolva alguma outra atividade principal, os conceitos podem ser os mesmos e consequentemente a Identidade será a mesma. Dessa forma, a mutabilidade é responsável por permitir este tipo de transferência, garantindo uma uniformidade entre os projetos. Ao longo deste capítulo, trabalharemos com uma situação hipotética para facilitar o entendimento de como a Identidade Visual irá se desdobrar. Suponhamos que este novo projeto vá ser realizado em uma casa na comunidade Alfajor, e a principal atividade será o judô.


mutabilidade 171

Nome O projeto seria realizado na comunidade hipotética chamada Alfajor. Portanto a escolha do nome deve manter a mesma linha de raciocínio do projeto Sereno, e assim o nome do novo projeto será Alfajor. A alteração do Logotipo deve acontecer com a mudança no nome, utilizando a Tipografia Sereno. A linha em cima do Logotipo continuará existindo acompanhando o comprimento da palavra Alfajor. As relações, proporções e área de reserva deverão ser as mesmas do Logotipo Sereno. Nos casos de mutabilidade a assinatura não deve ser usada. Ao lado, uma demonstração de como seria o logo do projeto Alfajor.

Tipografia Todas as regras tipográficas com relação a hierarquia e aplicação se mantém as mesmas. A única alteração tipográfica ocorrerá na troca de nome do Logotipo, como descrito no parágrafo anterior.


172 mutabilidade

Linha A linha que compõe o Logotipo não deverá ser redimensionada, as mesmas regras de aplicação e restrições do Logotipo Sereno devem ser respeitadas. No pendrive, linhas referentes ao número de caracteres de cada possível nome de projeto estão inclusas. A aplicação desta linha deve ser feita no grid respeitando as proporções do logotipo. Se o nome do projeto possuir dois caracteres, a opção de linha referente a dois caracteres deve ser aplicada, e assim por diante. No caso do projeto Alfajor, a linha aplicada é a de sete caracteres.


mutabilidade 173

Cores Cada projeto derivado do Sereno deverá assumir uma cor primária, da paleta de cores do Sereno, como sua cor principal. As outras cores poderão ser usadas, em menor proporção. As cores que cada projeto deve assumir foram separadas em categorias que se referem ao assunto da principal atividade do mesmo. As cores secundárias de cada cor primária principal, devem estar mais presentes do que as outras cores primárias. No caso do projeto Alfajor a proporção de cores assumida deve ser a de Esportes. Neste caso, a cor primária e principal é o azul Sereno. Dessa forma, as cores secundárias do azul devem ser exploradas.

Esportes

Artes

Infantil

Outros


174 mutabilidade

Aplicação Estes é um exemplo de aplicação da identidade do hipotético projeto Alfajor. Lembre-se que todas as regras de aplicação de logotipo são as mesmas do logotipo Sereno.


mutabilidade 175


176


177

Pendrive


178 pendrive

Sobre Junto deste Manual, você encontra um pendrive com todos os arquivos digitais necessários para poder aplicar a Identidade Visual do Projeto Sereno. Dentre os arquivos estão as cópias digitais do logotipo, assinatura, fotos, vídeos, tutoriais e tudo que possa ajudá-lo a entender e aplicar os conceitos do projeto.

O pendrive está bloqueado para alterações. Os arquivos não podem ser modificados em nenhuma hipótese. É importante mantê-los intactos para que o projeto não seja danificado.


pendrive 179


180


181

Agradecimentos


182


183

Agradecimentos Nós, Bernardo Bonilauri e João Costa, gostaríamos de agradecer aos orientadores do projeto DSG1005 do curso de Design - Comunicação Visual da PUC-Rio, Marcelo Pereira e Roberta Portas, por nos guiarem ao longo do período de realização deste projeto. Fica aqui também o nosso agradecimento aos colaboradores desta disciplina: Izabel Oliveira, Gilberto Mendes e Jorge Langone. E finalmente, ao Viva Rio e sua parceria com a PUC-Rio que foi peça fundamental para que este projeto acontecesse.

Junho de 2012


184


185


186


Manual Sereno