Issuu on Google+

As refeições são uma batalha

As refeições são uma batalha

Como agir: é comum que, em determinados dias, a criança

Como agir: é comum que, em determinados dias, a criança

pequena chore, empurre o prato e se negue a comer. Para evitar

pequena chore, empurre o prato e se negue a comer. Para evitar

que isso se torne um hábito, porém, a primeira recomendação dos

que isso se torne um hábito, porém, a primeira recomendação dos

médicos é que se estipule um horário para as refeições – nada

médicos é que se estipule um horário para as refeições – nada

contribui tanto para a serenidade e o conforto das crianças quanto

contribui tanto para a serenidade e o conforto das crianças quanto

a rotina. A segunda dica é que se espere meia hora, e não mais do

a rotina. A segunda dica é que se espere meia hora, e não mais do

que meia hora, para que ela mude de ideia. Se a criança não ceder,

que meia hora, para que ela mude de ideia. Se a criança não ceder,

pule a refeição sem dó: nada de oferecer um alimento que apeteça

pule a refeição sem dó: nada de oferecer um alimento que apeteça

mais ao pequeno, ou ele vai concluir (acertadamente) que fincar os

mais ao pequeno, ou ele vai concluir (acertadamente) que fincar os

calcanhares é a melhor tática para vencer a queda de braço com os

calcanhares é a melhor tática para vencer a queda de braço com os

pais. Essa regra vale tanto para crianças com menos de 1 ano como

pais. Essa regra vale tanto para crianças com menos de 1 ano como

para as maiores, que já se alimentam sozinhas. Outra regra de ouro

para as maiores, que já se alimentam sozinhas. Outra regra de ouro

é fazer com que os pequenos sigam o cardápio da família. “Se os

é fazer com que os pequenos sigam o cardápio da família. “Se os

pais derem muitas escolhas, a criança passará a semana comendo

pais derem muitas escolhas, a criança passará a semana comendo

macarrão e nuggets”, diz o médico Fabio Ancona, da Sociedade

macarrão e nuggets”, diz o médico Fabio Ancona, da Sociedade

Brasileira de Pediatria. Envolver os filhos na compra e no preparo

Brasileira de Pediatria. Envolver os filhos na compra e no preparo

dos alimentos pode estimulá-los a ter uma alimentação saudável.

dos alimentos pode estimulá-los a ter uma alimentação saudável.

“Antes de dizerem que a criança não gosta de determinado prato, os

“Antes de dizerem que a criança não gosta de determinado prato, os

pais devem oferecê-lo pelo menos vinte vezes”, diz o pediatra.

pais devem oferecê-lo pelo menos vinte vezes”, diz o pediatra.


Maio as refeições são uma batalha m