Page 1

- De onde viemos? - O que queremos? - Para onde vamos? Comissão Política Concelhia JSD Évora


“A social-democracia… é a única via experimentada na Europa que tem conseguido caminhar para a igualdade sem violação da liberdade.”

Sistema-misto de transição: democracia política e económica; democracia social e cultural

Favorável à integração no espaço europeu

Defesa do mercado comum

2

CARNEIRO, Francisco Sá, Por uma social-democracia portuguesa, prefácio de Marcelo Rebelo de Sousa, Dom Quixote, 2010


Perfil Sociológico do PPD: “é um partido que abrange todas as camadas da população…” – partido Interclassista

“O PPD quer ser e já é um partido eminentemente popular. Situado numa linha progressista não marxista, pretende construir uma sociedade nova e aberta.”

3 CARNEIRO, Francisco Sá, Por uma social-democracia portuguesa, prefácio de Marcelo Rebelo de Sousa, Dom Quixote, 2010


1 – O que foi a Ala Liberal? E quem a constitui? 2 – Quando e porquê foi fundado o PPD/PSD? 3 – Qual o significado do símbolo e da cor? 4 – O que é o Povo Livre? 5 – Que valores defende o PSD? 6 – O que distingue o PSD dos outros?

7 – O PSD é um partido liberal e conservador? 8 – Para o PSD, onde pára o Estado?

9 – Qual a posição do PSD perante o mercado? 10 – O que é a JSD? E como apoia a juventude portuguesa? 11 – Quem e como pode ser militante da JSD?

12 – Quando e como perco a qualidade de militante da JSD? 13 – Quais os direitos e deveres fundamentais dos militantes da JSD?

4


• Nova geração de políticos, como Francisco Sá Carneiro, Francisco Pinto Balsemão, Magalhães Mota, Mota Amaral e Miller Guerra. • Defendiam a liberalização do regime e despontaram com a Primavera Marcelista.

• Os deputados da Ala Liberal foram abandonando a Assembleia Nacional, sendo Sá Carneiro o primeiro.

 Projeto de revisão constitucional de 1970: uma forma pacífica de transição para a democracia. A saber…

5


O PPD foi fundado a 7 de Maio de 1974 A corrente ideológica do partido: com raízes no pensamento social-democrata/reformista nórdico e anglo-saxónico. Só em 1977 é que o PPD se passou a intitular Partido Social Democrata (PSD). 6


Ao contrário de algumas forças políticas do espectro político, a social-democracia portuguesa fez, desde a primeira hora, uma opção clara pela democracia parlamentar.

Fez a rutura com o revolucionarismo e apostou na dimensão social do Estado.

Programa de 1992

8


Fonte: Biblioteca e arquivo de José Pacheco Pereira 

>>http://ephemerajpp.wordpress.com/

Importância da JSD no partido

“A pessoa humana é a medida e o fim de toda a actividade” – rascunho de Sá Carneiro

9


O símbolo do PPD/PSD representa os valores fundamentais da Social-Democracia: a liberdade, a igualdade e a solidariedade.

 o preto, os movimentos libertários do séc. XIX;  o encarnado, as lutas das classes trabalhadoras;  o branco, a tradição Cristã e humanista

A cor laranja do partido foi avançada por Conceição Monteiro.

O laranja era a cor da moda internacional, e a carris tinha acabado de encomendar uma frota de autocarros cor-de-laranja. O laranja é a cor de novo amanhecer!

10 Conceição Monteiro, secretária de Sá Carneiro


É um jornal semanário, órgão oficial do PSD. O Povo Livre transmite a atualidade da vida política interna do partido, bem como o agendamento das convocatórias do PSD e da JSD. O semanário está disponível on-line, no site oficial do PSD (www.psd.pt).

11


A consolidação de uma sociedade mais justa e livre, norteada por princípios democráticos inerentes à própria condição humana. 

Valores fundamentais (plano político):

1.

O Princípio do Estado de Direito, respeitador da eminente dignidade da pessoa humana.

2.

Os Direitos, Liberdades e Garantias dos portugueses;

3.

O Estado deve estar ao serviço do cidadão e não o cidadão ao serviço do Estado;

4.

O princípio da afirmação da sociedade civil;

5.

O pluralismo das ideias e das correntes políticas; 12

6.

O princípio democrático, como garantia de participação de todos os cidadãos na organização da sociedade e participação cívica.


• PSD – raízes portuguesas, com inspirações pontualmente nórdicas.

• O PSD defende uma sociedade que estimula a livre iniciativa e a criatividade de cada pessoa.

 1.

O PSD é… Um partido personalista

2.

Defensor do liberalismo político e a livre iniciativa (economia aberta de mercado);

3.

Um partido que aposta no reconhecimento do mérito e na capacidade de afirmação pessoal e social.

13


• Combate da ameaça à dignidade de cada pessoa, bem como os princípios fundamentais da justiça e da solidariedade.

PSD recusa que tais orientações. O PSD advoga o estímulo à livre iniciativa e criatividade de cada pessoa, todavia rejeita o liberalismo clássico e o conservadorismo social.

• O PSD rejeita modelos políticos que defendem privilégios de classe, que sobrevalorizam a eficácia e a confiança cega no mercado.

14


O Estado tem deveres nos domínios: da saúde, da educação, da cultura, da solidariedade social e das infraestruturas

públicas básica.

Os excessos do Estado-Providência conduziram ao atrofiamento da sociedade civil.

 Ao Estado cabe garantir a justiça e solidariedade social, num cenário de economia aberta.  O PSD privilegia o recurso a formas criativas de cooperação do Estado com a iniciativa privada… maior eficiência… satisfação das necessidades dos 15 cidadãos.




Numa economia de mercado o Estado deve ser o regulador, fixando as regras e dando as garantias necessĂĄrias ao pleno desenvolvimento da economia.

16


DEIXO-VOS COM O PRESIDENTE DA JSD E DEPUTADO À AR:

Duarte Marques

17


Representa a juventude portuguesa:

1. Educação cívica e formação política da juventude

portuguesa;

Presidentes:

-> António Rebelo de Sousa (Secretário-Geral) -> António Lacerda de 2. Luta pela garantia e exercício dos direitos civis e Queiroz -> Pedro Pinto políticos; -> Carlos Coelho -> Pedro Passos Coelho -> Jorge Moreira da Silva 3. Definição da política de âmbito nacional, regional, -> Pedro Duarte municipal, local e sectorial; -> Jorge Nuno Sá -> Daniel Fangueiro -> Pedro Rodrigues -> Duarte Marques18(desde 4. Processo político europeu, a nível nacional e no quadro 28 de novembro de 2010)

da participação portuguesa na União Europeia;


A JSD é a juventude partidária do PPD-PSD. Surgiu em Junho de 1974, sendo anteriormente chamada “Núcleo de Jovens do PPD”. É a maior juventude partidária do país. A única que faz formação política regular.

19


Perde a qualidade de militante quem:

• Qualquer jovem português ou residente em Portugal (com capacidade política), com idade compreendida entre os 14 e os 30 anos.

1.

• A inscrição dos militantes com idades compreendidas entre os 18 e os 30 regulase de acordo com os Estatutos do PSD.

Atingir a idade de 30 anos; completar a idade de 18 anos sem solicitar a sua inscrição no PSD no prazo de um ano;

2.

Renunciar a essa qualidade por escrito ou for expulso da JSD, por decisão nos termos estatutários.

20


Direitos: 1.

Participar nas atividades da JSD;

2.

Contribuir, através das vias estatutariamente previstas, para a definição das linhas programáticas da JSD face aos problemas do País, designadamente os da juventude portuguesa;

3.

Eleger e ser eleito, nos termos estatutários;

4.

Propor a admissão de novos militantes;

5.

Não sofrer sanções disciplinares sem ter as garantias de defesa previstas nos Estatutos e no Regulamento Jurisdicional.

Deveres: 1. Participar nas atividades da

JSD, através do órgão a que pertençam; 2. Ser leal às linhas

programáticas, respeitar os Estatutos e demais diretrizes da JSD, bem como o programa do PSD; 3. Participar nas tomadas de

decisão da estrutura à qual pertencem; 4. Contribuir para a difusão

dos ideais defendidos pela21 JSD junto da juventude portuguesa.


Territorial 

Núcleo  Concelhia 

Regional • Nacional

Sectorial 

Estudantes Sociais-Democratas (ESD) • Jovens Autarcas Sociais Democratas (JASD) • GRUPOS TEMÁTICOS

(FONTE: PPT André Pardal)

22


 Missão:

resgatar o futuro da nossa geração

 1. 2. 3. 4. 5.

6. 7. 8. 9. 10.

A JSD preconiza uma nova narrativa social nos seguintes domínios: Educação. Habitação. Emprego. Qualidade da Democracia. Solidariedade inter-geracional. Globalização do Jovem português. Vida saudável e comportamentos de risco. Cultura crítica e Democrática. Coesão Territorial. Triângulo Institucional: -Estado, -Mercado, -Pilar Social-Solidário.

23


Formação sub-18 numa escola secundária

• • •

Discurso Apelativo Moderação Pragmatismo (FONTE: André Pardal)

24 CNJ’s JSD


• Falar a linguagem dos jovens – Novo Discurso

4 vetores estruturais:

• Novas Causas

 Emancipação geracional

• Novas Caras

 Compromisso e coerência nas propostas

• Tornar Jovens parte da decisão

 Social-democracia – nova narrativa social  Resgatar o futuro – geração liderante

COMO ATRAIR OS JOVENS PARA A POLÍTICA? (FONTE: André Pardal)

25


 Superar o desemprego jovem: a) Criação de um modelo de contrato de trabalho mais flexível, paralelo ao modelo existente; b) Diminuição dos custos do trabalho jovem para as empresas; c) Dinamização da economia fomentando a colaboração entre o Setor Público, Setor Privado e o Setor Social; d) Aposta no Empreendedorismo Jovem: incentivo a uma reforma económica com base na criação de emprego por parte dos jovens.

26


NOVO SITE 

JSD na WEB 2.0 http://www.jsd.pt/

27


OBRIGADO!

28


Formação Política JSD Évora  

Formação Política sobre a história e ideologia do PPD/PSD

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you