Page 1

Escola Secundテ。ria Quinta das Flores

PLACAS DE SOM E Vテ好EO Disciplina: SDAC Professora: Filomena Fernandes Trabalho realizado por: Joテ」o Paulo Lopes nツコ12


INTRODUÇÃO AO TRABALHO Neste trabalho vou falar sobre as placas de som e de vídeo, como é referido no título, vou fazer uma pequena introdução de cada uma delas e referir alguns aspetos técnicos.


INTRODUÇÃO DAS PLACAS DE VÍDEO No início da utilização de computadores de uso pessoal, a placa de vídeo tinha a função básica de simplesmente transformar os dados vindos do processador central, em formato digital, para sinais analógicos compreensíveis pelo monitor.

Porém, com o avanço das aplicações, as placas de vídeo começaram a ter um papel mais sofisticado a ponto de influenciar no desempenho geral do PC.


INTRODUÇÃO ÀS PLACAS DE VÍDEO Atualmente, as placas de vídeo têm inteligência própria e são capazes de realizar cálculos envolvendo um grande volume de dados necessários para exibir em jogos ricos em imagens.


O QUE É UMA PLACA DE VÍDEO? A placa de vídeo determina a definição (resolução) das imagens e cores dos documentos que aparecem no ecrã. Quanto mais memória tiver a placa de vídeo maior será a capacidade de resolução da mesma.


O QUE É UMA PLACA DE VÍDEO? Um factor importante que determina a velocidade e a qualidade de uma placa de vídeo é a memória que incorpora. Quanto mais memória, melhor é a placa.


PLACAS AGP As placas AGP surgiram como uma excelente alternativa às placas PCI comuns. Elas oferecem algo que as placas PCI não possuíam: a alta transferência de dados pelo barramento. Criada pela Intel, a AGP (accelerated graphics port) permite que a placa de vídeo armazene dados directamente na memória RAM.


SLOT PCI DE 64 BITS O slot PCI de 64 bits surgiu também como uma forma de aumentar a capacidade de transferência de dados. O sistema com um barramento PCI de 64-bits é menos congestionado, componentes de 64-bits assedem à memória em metade do tempo, fazendo com que o barramento PCI seja mais eficiente.


SLOT PCI EXPRESS PCI Express (também conhecido como PCIe ou PCI-Ex) é o padrão de slots criada para placas de expansão utilizadas em computadores pessoais para transmissão de dados. Introduzido pela empresa Intel em 2004, o PCI-Express foi concebido para substituir os padrões AGP e PCI.

A sua velocidade vai de 1x até 32x, mesmo a versão 1x consegue ser seis vezes mais rápida que o PCI tradicional.


SLOT PCI EXPRESS No caso das placas de vídeo, um slot PCI Express de 16x (transfere até 4GB por segundo) é duas vezes mais rápido que um AGP 8x. Isto é possível graças à sua tecnologia, que conta com um recurso que permite o uso de uma ou mais conexões para transmissão de dados.


SLOTS AGP, PCI E PCI EXPRESS


INTRODUÇÃO ÀS PLACAS DE SOM No início da era dos PCs, as placas de som nem existiam, o único dispositivo sonoro presente em alguns computadores era o "PC Speaker", utilizado até os dias de hoje para emitir avisos sonoros da placa-mãe.

Não demorou muito para as placas de som se tornarem comuns. Hoje, é até difícil encontrar uma placa-mãe nova que não tenha uma placa de som integrada (onboard).


CONVERSORES ADC E DAC Denominados

ADC

(Conversor

Analógico-Digital)

e

DAC

(Conversor Digital-Analógico). • ADC cabe a tarefa da digitalização dos sinais sonoros. • DAC para o áudio chegar até os nossos ouvidos por esses dispositivos, é necessário fazer outra conversão: a de sinais digitais para sinais analógicos, feita pelo DAC.


SNR E THD SNR (Relação Sinal/Ruído) indica o nível de ruído existente na placa de som. Esse indicativo é medido em decibéis. Placas de boa qualidade geralmente têm SNR acima de 90 dB. THD (Distorção Harmônica Total), trata-se de um indicativo do nível de distorção, neste caso, um ruído captado durante a emissão do áudio para as caixas de som ou para os fones. Essa medição é feita em percentagem, quanto menor esse valor, melhor.


FM E DSP FM (Frequência Modulada) é um dos mais comuns, já que permite

a criação de áudio na placa de som sem a necessidade de usar áudio digitalizado. DSP (Digital Signal Processor) é um parte importante para a qualidade do áudio, portanto, a sua presença é praticamente

obrigatória em placas de som mais sofisticadas. Trata-se de um chip dedicado a processar informações sonoras, não necessitando do processador do computador.


CONEXÕES As placas de som podem ter vários tipos de conexões, tudo depende do modelo e da finalidade de uso do dispositivo. A lista abaixo mostra os tipos de conexão mais comuns: • MIC: entrada para microfone; • Line-In: entrada para conectar aparelhos sonoros, como um rádio, por exemplo; • Line-Out: entrada para conectar caixas de som ou fone de ouvido;


CONEXÕES Speaker: nesta entrada, pode-se ligar caixas de som sem amplificação; Joystick/MIDI: entrada para ligar joystick (controle para jogos) ou instrumentos MIDI; SPDIF: entrada para conexão de aparelhos externos.


CONEXĂ•ES Rosa Azul Verde Preto

MIC Line-In Line-Out Speakers SPDIF e Laranja Subwoofer


WEBGRAFIA •

http://www.cefetsp.br/edu/tsi/site_2007-1002/trabalhos/turma_b_2004/placas_acel_video_t_b.pdf

http://gadicas.blogspot.pt/2010/11/sobre-placa-de-som-escolha-da-placa.html


Placas de som e vídeo joão lopes  
Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you