Page 1


João Libero Rosa Marques Nasceu em Sorocaba-SP em 04/06/1946. Escreve desde os 15 anos. Artesão, poeta e contista. Vencedor do Primeiro Concurso Literário da USE Peruíbe. Tem poemas publicados em jornais e revistas. É Membro Efetivo da Academia Peruibense de Letras. Ocupa a Cadeira 31/Patrono Mario Quintana. Contato: joaolibero46@gmail.com. Mantem o blog: - ”joaoliberopoemas.blogspot.com”

Agradeço a meu neto Breno Lobo que fez toda arte deste livro


Quem disse? Quem disse que eu vou Não sabe que não quero ir Quem disse que eu falo Não sabe que não vou falar Quem disse que eu ouço Não sabe que não quero ouvir Quem disse que eu vejo Não sabe que não quero ver Quem disse que não penso Não sabe o que vou pensar Quem disse que não sinto Não sabe o que vou sentir Quem disse que não gosto Não sabe que vou gostar Quem disse que eu não amo Não sabe o quanto vou amar! [João Libero] 27/12/2017


Uma bela tarde Dia lindo, limpo e claro Tarde gostosa de sol Sorridente e confiante Essa bela mulher vinha Ao meu encontro Uma beleza madura, Cabelos soltos, longos Sorrindo suavemente Me encantou sua suavidade O tom calmo de sua voz Sua conversa inteligente Ela foi uma grata surpresa. Foi uma bela tarde! [JoĂŁo Libero] Nov/2017


Você não está só Quando seu dia é longo E sua noite é solitária Quando você passa a achar Que já está cheio desta vida Aguente firme Não desista de si mesmo Pois todo mundo sofre E de alguma forma se machuca, Quando sente que é tudo em vão Que nada mais tem sentido Não desista, aguente firme Consiga conforto em seus amigos Não se entregue, nunca Quando você pensa que está só Você não está, pois temos Aquele Que nunca nos abandona Que nunca nos deixa sozinhos [João Libero] 11/02/2018


Zona de conforto Todos nós temos Uma zona de conforto Nossa casa, família Trabalho, amigos Rotina, segurança Mas, e se de repente Surgir algo diferente Fora da rotina, incerto Mas, algo que você Achou quase perfeito Sonhou um dia realizar. O que fazer? Arriscar? Deixar sua zona de conforto? Como diz o sábio: viva a vida Esta vida é muito curta. Faça o que seu coração manda! [João Libero] 20/06/17


A bela Caiçara Nasceu perto da natureza Floresta, cachoeiras, mar É uma indiazinha linda, Meiga, alegre e resolvida Viveu, amou, foi amada Os filhos vieram naturalmente Para dar sentido à sua vida Um dia o Destino interferiu E Deus levou o seu amor Mas, a vida segue seu curso Não há tempo de sentir dor É hora de seguir em frente Quem sabe o Destino interfira Trazendo um novo amor Maduro, gentil, romântico Que dará novo sentido à vida Dessa bela caiçara, será? Só Deus sabe! (João Líbero) 21/04/2018


A Corujinha Medrosa Era uma vez uma corujinha, De olhos sapeca e de pés no chão. Estranhamente, para uma ave, Ela tinha medo de voar! Ah! Se ela soubesse como é bom, Alçar voo, ganhar o céu Viver novas aventuras Ao lado do companheiro que A guiará, para uma nova vida, De amor, serena, de paz, que, Lhe dará segurança e abrigo Muito amor e uma vida calma E será um eterno amigo Que lhe sussurrará: Eu te amo Corujinha Não tenha medo, Venha voar comigo! [João Libero] 2017


Passado Deveria existir um botão Onde se desligaria o passado Ou pelo menos parte dele Infelizmente, só alguns conseguem Esquecer as mágoas ou perdoar. Não devemos sair desta vida Levando mágoas, rancores, etc. Um dia, vamos voltar E quando voltarmos Estaremos carregando tudo isso É isso vai pautar a nova vida Deus abençoe os que conseguem Se resolver aqui, hoje E abençoe também e ilumine Os que não conseguem Levar a paz consigo. (João Libero) 19/01/2018


A dona do mundo Era uma linda tarde de sol Uma bela mulher caminhava Tranquilamente saindo do mar Sereno e calmo como ela Andava tranquila e sorridente Talvez lembrando de algo, Um momento feliz, quem sabe Arrumava seus longos E sedosos cabelos, Com grande naturalidade E extrema sensualidade Era de uma beleza madura, Andava com tanta graça, Com tamanha suavidade Que me encantou, por isso, Pela graça de sua passada E pelo seu gesto tão natural De arrumar os cabelos, como Se fosse a dona do mundo [João Libero] 07/04/2018


A Estrela Cadente A Menina olhava o céu Admirando estrelas e de repente viu Uma Estrelinha, piscando, tímida Com um brilho único que lhe chamou atenção Apaixonou-se por ela. Queria pega-la nas mãos E guardá-la para sempre Mas, não aconteceu! O universo gira, a vida segue seu rumo E o Destino interferiu, a Estrelinha foi embora Levada pelo ciclo inexorável do universo E a Menina cresceu, tornou-se uma mulher, Como teria que ser, linda e de pés no chão. Passaram-se os anos. Eis que o Destino novamente interferiu! Um dia a Estrelinha ressurgiu, forte, brilhante A Menina encantada, quis pegá-la na mão. Mas, oh! Já tinha uma estrela lá! Não cabia outra. Aquela ainda brilhava! Confusa, a Menina não sabia o que fazer! Soltar a estrela que estava segura em sua mão E pegar a Estrelinha que retornou? A Estrelinha por sua vez, maravilhou-se Quando reconheceu a Menina encantada! Achou que poderia brilhar só para ela Iluminou-a com sua luz brilhante, Tentando fazer com que ela, Se apaixonasse novamente e com isso Quisesse pega-la em sua mão e Guardá-la para sempre em seu coração Mas, tal não aconteceu! A Menina ainda apaixonada pela estrela Que guardava em sua mão, Relutou em solta-la para pegar a Estrelinha, Que, não tendo nada que a prendesse, Levada pelo Destino, seguiu o curso do universo E se transformou em uma Estrela Cadente Vagando perdida pelo espaço... [João Libero] Jan/2017


A gaivota planadora A tarde estava em meio O vento começou a soprar Em princípio timidamente Como se não fosse pegar Aos poucos foi aumentando A ponto da areia levantar A gaivota estava esperando Encarapitada no telhado Do quiosque, só olhando, tensa Com um olhar muito desconfiado. Percebi que ela era nova ainda E devia estar com medo Daquilo que pensava fazer De repente se desprendeu E saiu voando meio sem jeito Num voo meio desequilibrado E levada pelo vento forte, subiu Se equilibrou e como se fosse Um ser encantado, asas abertas, Foi subindo, e de repente parou E assim ficou, parada no ar Planando graciosamente De repente fazendo um leve, Muito leve, movimento de asas Quase imperceptível E ei-la descendo meio de lado, Para em outro leve movimento Com as asas, ainda abertas Subir novamente, suavemente Fiquei ali, parado, olhando aquilo Comovido, porque Deus me deu O privilégio de ver esta cena mágica! [João Libero] Out/2016


A gaveta mágica O corpo podia ter uma gaveta Onde poríamos bem arrumadinho Para distribuirmos aos poucos: Amor para as pessoas que amamos Saúde para usarmos quando preciso Os momentos e as lembranças boas Um monte de sinceras desculpas Muitos pedidos de perdão A verdade para presentear os amigos A bondade para os necessitados A alegria para quem estiver triste Músicas para todos os gostos A fé para os descrentes A oração para os aflitos Esperança para os desesperados E também um cofre com chave Para guardarmos a tristeza A mágoa, a dor, a mentira, A ofensa, o ódio, a inveja O orgulho, a maledicência A aflição, a raiva, a doença. Seria uma gaveta mágica! [João Libero] Ago/17


A Nova Vida A vela brilhava bruxuleante Iluminando parcamente o quarto A mulher suava e gemia. Segurando a mão da mulher O homem suava e tremia O médico sorria, era o observador De repente a mulher grita É mais um lamento de dor Aperta a mão do homem Forte e convulsivamente. O homem fala algo baixinho para ela O médico sorri e de repente Se abaixa e quando volta Traz em seus braços, contente Uma criaturinha toda pegajosa Berrando alto e furiosamente A mulher cansada e feliz, chora O homem trêmulo e feliz, chora O médico comovido sorri Trouxe ao mundo mais uma nova vida (João Libero) 16/01/2018


A Rainha da Fogueira Era uma vila de pescadores a beira mar Noite de São Pedro, noite muito fria E a última noite das festas juninas Uma grande fogueira estava acesa E a mulher estava sentada bem ao pé do fogo Seu nome era Maria Rita ou a Ritinha do Zeca Os anos não lhe pesaram, pelo contrário, Deram-lhe a beleza da maturidade e aos 50 anos Lá estava ela, serena, linda, quase perfeita Sentada ao pé do fogo, alheia a tudo, esperando Enquanto espocavam fogos e bombinhas Subiam balões, morteiros e chuvas de prata Tinha cabelos curtos, negros como a noite Os olhos semicerrados, olhando para o mar Esperando o seu amor como sempre. Será que desta vez ele vem?...pensava. Em volta da fogueira, os amigos olhavam Penalizados. Pobre Ritinha, o seu amado Zeca Nunca mais viria, pois numa noite de tempestade Véspera de São Pedro, voltando para casa, Seu barco virou e ele nunca mais voltou, Nem Damião, nem Saulo, nem Rodriguinho Mas, ela ainda sentava perto da fogueira Esperava o seu amado Zeca, pacientemente Toda arrumada e perfumada para ele. Todo ano, há vinte anos! No mesmo lugar! Por isso a chamavam de A Rainha da Fogueira [João Libero] 16/05/2018


A Volta De repente, sem alarde Ela voltou, sem mágoas Sem grilos, sem cobranças Sem exigências, só voltou O coração entendeu Se encheu de alegria E lentamente, feliz Sentiu novamente A ternura, o calor Achou o velho ritmo E naquela tarde mágica Pulsaram juntos No ritmo dela [João Libero] 28/10/17


Algum dia Algum dia eu lhe direi Um segredo que guardo Em meu coração Desde aquele dia que, Pela primeira vez eu vi você Sentada, quieta, atenta Algo lhe prendendo a atenção Nesse dia, não sei por que Ouvi uma linda e doce canção Que tocava em algum lugar. Seja esse amor, alegria ou sofrer Seja esse amor, agonia ou prazer O certo é que a lembrança Vai ser sempre essa canção Que marcou esse dia Em que vi você, tão linda Tão serena, tão meiga Que conquistou meu coração [João Libero] 07/01/2017


Amizade Entre todos os amores Que podemos viver, a Amizade é o mais duradouro. É, sem dúvida, o amor fraterno Por um amigo ou amiga Que faz nossos dias serem Muito mais emocionantes. Em todo grande relacionamento Seja com namorados ou familiares A Amizade é a parte principal Da troca de carinho, de afeto, De sentimento verdadeiro E fiel a nós mesmos e ao outro... É por amizade que compartilhamos Nossas mais intimas confidências. É a amizade que nos permite Concordar ou discordar da pessoa Que a gente tanto gosta; discutir, Debater e conversar sobre qualquer Assunto, e ainda continuar amando E curtindo o amigo ou a amiga É esse sentimento único, sincero, Que nasce sem a gente perceber, Que nos dá os irmãos que nunca Tivemos, a família que escolhemos E que logo se tornam parte integrante, Insubstituível, das nossas vidas. Amigos colegas. Amigos irmãos. Amigos amores. Amigos sinceros De todas as horas, todas as cores, Que está ali para todas as dores. [João Libero] Peruíbe/2017


Antepassados Era uma noite calma, mas nublada De repente um ribombo, um trovão Seguido de um raio riscando o céu Em seguida uma parceria entre eles Transformou a noite numa sinfonia A água presa nas nuvens se soltou Desceu do céu vindo beijar a terra As aves noturnas se abrigaram Os cães se encolheram de medo Alguns latiram furiosamente Os gatos se enfiaram em cantos A mulher se agarrou no homem Trêmula e murmurou: tenho medo O homem também tinha medo, Mas, tinha que se mostrar forte Abraçou a mulher fortemente E disse: não tenha medo Estou aqui, te protejo Olhou para as paredes sólidas Da sua caverna, se acalmou E dormiu tranquilamente. [João Libero] 12/06/2018


Bom dia Amor! Como vai você? Eu preciso saber da sua vida Porque você é uma pessoa Muito importante e querida E saber de você faz diferença, Melhora meu dia e alegra minha vida Quando não sei de você O dia fica triste, meio sombrio até Mas, quando ouço ou vejo você É como, se num passe de mágica O mundo de repente mudasse E de triste e sombrio que era O mundo se iluminasse A sua voz aquece meu coração A sua imagem deleita meus olhos Por que você é isso para mim Ouviu Amor? [João Libero] 03/02/2018


Cães e Gatos O cão depende da gente O gato é independente O cão é mais amoroso O gato é mais dengoso O cão é despreocupado O gato é mais desconfiado O cão come o que se der O gato só come o que quer Não há quem duvide Da fidelidade canina Como também é notória A paciência felina Você pode ter em casa Um gato e/ou um cão Mas tenho certeza, Ama os dois de coração [João Libero] Dez/2017


Cardápio semanal Segunda-feira, dia de ressaca Então, arroz e uma salada Um suco e mais nada Terça-feira faremos um rango De um prato só, sem mistura Quem sabe arroz e filé de frango Quarta-feira é dia de feirinha Arroz integral com legumes Refogado ou farofinha Quinta-feira, meio da semana Pede um pouco de atenção Uma salada e purê de batatas Molho e um bom macarrão Sexta-feira dia estranho né? Um arroz branco e salada Fritar peixe feito filé. Chegou o sábado então Arroz, batata frita, salada Farofa pronta, bife e feijão Domingo já é tradição Molho de carne ou soja Para acompanhar o macarrão Purê de batata. E vinho tinto Para esquentar o coração [João Libero] 23/10/17


Carpe Diem Não olhe para trás Você não conhecia a vida. As lembranças são outras O Passado nada vai acrescentar. Não olhe para a frente O Futuro é incerto, é ilusão Poderá ou não ser vivido Você não sabe se vai chegar lá Mas, hoje? Ah! Hoje é diferente, O Hoje está aqui, Não atrás, nem na frente, mas, ao seu lado Como disse Horácio a amiga Leucone Em Odes seu famoso poema: “ Carpe Diem”. Viva o momento O momento é Hoje. Viva-o! [João Libero] 10/10/17


Demoramos demais! Você sai para caminhar Vai até a praia e vê Aquele céu maravilhoso O sol, a praia, o mar e é Como se Deus dissesse: Olhe bem meu filho, Essa maravilha é toda sua Eu a fiz para você apreciar Por que eu amo você Quero que seja feliz Olhe a sua volta e veja Tudo o que eu fiz Por que você ignora? Eu lhe dei a vida, o mundo Desfrute, viva a vida Quando Eu lhe chamar Você não levará nada A não ser suas ações E as memórias do que viu! E como demoramos a ver! [João Libero] 19/06/17


Descomplicar a vida Acordou com uma sensação ruim Que vida complicada, meu Deus! O que fazer para resolver isso? Procurou ajuda em vários lugares. Psiquiatra, psicólogo, médicos Disseram: é depressão, ansiedade Todos receitaram calmantes, Antidepressivos, ansiolíticos O amigo gerente do banco Disse: é problema financeiro Vou te dar um empréstimo A amiga religiosa, querendo ajudar Disse: faça uma peregrinação Mas, quem resolveu o problema Foi o Zelão dono do boteco Senta aí que eu resolvo Abriu uma cerveja gelada Colocou uma porção De calabresa frita em rodelas Metade de um limão galego E pronto, o dia ficou bonito. Descomplicou a vida! [João Libero] Jan/2018


DOIS SERES ENCANTADOS ELA Nasceu sozinha e pelada Por uns anos foi amamentada Cresceu muito amada Foi uma adolescente educada De um belo jovem foi namorada E com esse jovem foi casada Foi uma amante apaixonada Amou muito e foi muito amada Foi uma mãe muito dedicada Na família era respeitada Mas, tinha a vida traçada Ficou viúva, triste, abandonada Se tornou uma mulher amargurada Foi pelos filhos rejeitada Morreu no asilo abandonada Sozinha, sem alguém a sem nada Mas, foi por Deus abençoada Pois ela era encantada! ELE Nasceu sozinho e pelado Por uns anos foi amamentado Cresceu muito amado Foi um adolescente educado De uma linda jovem foi namorado E com essa jovem foi casado Foi um amante apaixonado Amou muito e foi amado Foi pai muito dedicado No trabalho era respeitado Mas, seu destino estava traçado Ficou triste depois de enviuvado Se tornou um homem amargurado Foi pelos filhos rejeitado Morreu no asilo abandonado Sozinho, sem alguém a seu lado Mas, foi por Deus abençoado Pois era um ser encantado! [João Libero] 27/01/2018


Esperança Procuro deixar sempre Pedaços de esperanças Espalhados pela casa Pois quem sabe, um dia O vento me traga notícias. Se vier uma brisa suave E me trouxer notícias boas E acabar com esta angústia Ficarei feliz e grato, mas, E se vier uma ventania E soprar para longe Os pedaços de esperança Espalhadas pela casa? [João Libero] 21/06/17


Eu queria Eu queria ser um canรกrio Pra trinar em seus ouvidos Eu queria ser um gatinho Pra ronronar no seu regaรงo Eu queria ser um cachorrinho Pra pular de alegria na sua chegada Eu queria ser uma borboleta Pra sugar o mel dos teus lรกbios Eu queria ser um lindo jardim Para maravilhar seus olhos Eu queria ser uma flor Para perfumar ar que respira Eu queria ser o sol Para iluminar o seu dia Eu queria ser a noite Para embalar o seu sono [Joรฃo Libero] Agosto/17


Eu seria Se meu pai fosse um canário E minha mãe uma canária Eu seria um canarinho Se meu pai fosse a tristeza E minha mãe a decepção Eu seria uma lágrima Se meu pai fosse o passado E minha mãe uma lembrança Eu seria a saudade Se meu pai fosse o futuro E minha mãe a ilusão Eu seria a esperança Se meu pai fosse a paixão E minha mãe a ternura Eu seria o amor [João Libero] Fev/2018


Eu vi! Eu vi a praia quieta Senti a serenidade Eu vi o mar calmo Senti tranquilidade Eu vi o sol brilhando Senti a divindade Eu vi um lindo dia Fiquei maravilhado Eu vi o idoso andando Senti o seu cansaço Eu vi um bebê chorar Senti a fragilidade Eu vi a Estrela no céu Fiquei emocionado Eu vi seu sorriso largo Fiquei apaixonado [João Libero] Um dia


Mensagem Oi Sonho Meu, como vai? Saudades de você! Tivemos bons momentos Que agora são lembranças Doces lembranças! Pena que o destino Não nos foi favorável, Vou guardar com carinho, Lá no fundo do meu coração, Todos os momentos em que, Juntos relembramos o passado, Com ternura, com saudade. Todos os momentos em que Rimos das lembranças alegres. E dos momentos de emoção Ao lembrarmos dos que se foram; Saudades dos longos papos Quase diários e divertidos. Saudades da tua voz! Enfim... [João Libero] Algum dia


Pise com cuidado! Pise com cuidado! O chão está cheio de Cacos da vida e grãos de tristeza, Você pode machucar seus pés! Pise com cuidado! O chão está molhado Com lágrimas de amargura, Você pode escorregar! Pise com cuidado! Há uma depressão à frente São os altos e baixos da vida, Você pode cair! Pise com cuidado! Há um buraco no caminho É o poço da depressão, Sua alma vai sofrer! Cole os cacos da vida, Junte os grãos de tristeza Enxugue as lágrimas de amargura Procure pisar só nos altos da vida Encha o poço da depressão, Com esperança, alegria e amor. [João Libero] Abr/2017


Quem sabe um dia... Quem sabe um dia eu serei No jardim da vida de alguém, Das flores, a mais bela rosa A inspirar poemas, poesias E contos, em verso e prosa Quem sabe um dia eu serei No céu da vida de alguém, Seu Sol, ou sua Lua Iluminando o caminho Para seu coração alcançar Quem sabe um dia eu serei No mar da vida de alguém, O tesouro mais cobiçado E das pedras preciosas O item mais sonhado Quem sabe um dia eu serei Nos sonhos da vida de alguém, O que ela anseia ser realizado E que seja entre todos, O sonho mais desejado Quem sabe um dia eu serei Na solidão da vida de alguém, Aquele que levará alegria E amor como mais ninguém A partir desse dia então, Serei o mundo de alguém... [João Libero] Um dia...


Tipos de mulher Mulher tem De todo tipo: Mãe, esposa, filha Neta, irmã, amiga Mulher tem Com todo tipo de pele: Branca, negra, amarela, Mulher tem Com todo tipo de cabelo Preto, ruivo, loiro Mulher tem Com todo tipo de gênio Bom, mais ou menos Ruim, agitado, calmo Mulher tem Com todo tipo de sentimento Felicidade, tristeza Medo, coragem, ira Bondade, prazer, dor Orgulho, raiva, ciúme, Sensibilidade, amor Mulher tem Tudo isso e mais: Mulher é complexa Mulher é completa! [João Libero] 04/11/17


Um dia ... Um dia, na vida de alguém, Serei a coisa mais importante Que esse alguém irá desejar, Serei o maior inspirador De prosas, poesias e poemas. Serei para ela seu céu, Seu pôr do Sol, sua Lua Sua estrela mais brilhante E entre todos esses brilhos Serei aquele brilho que O seu coração mais quer Entre todos os seus sonhos Serei o mais belo sonho O que mais deseja realizar E entre todos os homens Serei o homem que irá amar E que a amará mais que tudo [João Libero] Jul/2017


Este poema é uma homenagem a minha amiga Celia Amaral, uma guerreira que depois de sofrer um terrível acidente de carro, de onde saiu quase morta, sofreu por dez longos anos todas as dores possíveis e ressurgiu, como uma fênix, e hoje está vivendo normalmente para alegria do marido Mario e de todos nós.

Um Vaso Novo Era uma mulher bonita Quase perfeita, quase, Por que perfeição, só Deus. Um dia fatal, sofreu Um terrível acidente Então, o pior aconteceu Ela quebrou literalmente E o diagnóstico se deu, Terrível, tenebroso, Não há o que fazer Não vai andar, nem falar Nunca mais vai se mover Ah! Mas, ela podia pensar E sabendo o que ia sofrer, Lutou, sofreu muito, juntou Os pedaços do seu ser Destroçado e os reuniu. Hoje ela está novamente Quase perfeita, quase Por que perfeição, só Deus! [João Libero] 07/12/2017

Quem Disse?  

Poemas do poeta e escritor João Líbero da Academia Peruibense de Letras Peruíbe/SP - Brasil

Quem Disse?  

Poemas do poeta e escritor João Líbero da Academia Peruibense de Letras Peruíbe/SP - Brasil

Advertisement