Page 1

portfolio joão gabriel küster © 2013

1


joão Gabriel KÜster Cordeiro arquiteto &urbanista

Formação Segundo grau completo / Dom Bosco / 2006 Arquitetura e Urbanismo / PUCPR / 2011

Cursos Desenho / Arq Roberto Gandolfi /2007

Photoshop básico / PUCPR / 2010

AutoCad / AutoDesk / 2008

Fotografia / OMNI / 2010

3D Studio Max / AutoDesk / 2008

Ilustraçao / TECPUCPR / 2010

Revit / UCS / 2010

Rhino, Grasshopper, Processing e Arduino / ArchiteturalAssociation of London / 2011

Illustrator / PUCPR / 2010

Workshops Entre Escalas / Atelier UM+D, Ernesto Bueno e Thiago Mundim

Contato

Desenolvimento de mobiliário urbano para a cidade de São Paulo / Archictetural Association Of London

Cel: (41) 9655-0592

Idiomas estrangeiros

Fone: (41) 3336-2107joaogabrielkc@gmail. com

Endereço

Inglês / intermediário / cursando pelo phill young’s Espanhol / básico

Rua Bruno Filgueira 2142 AP 901 Bigorrilho / Curitiba / Paraná

Experiência profissional COHAB / estágio / Setor de Aprovação de Projetos e na elaboração de projetos para moradias populares.

Dados Pessoais

DORIA Construtora / estágio / Setor de Planejamento e Custos.

Estado Civil: Solteiro

Marcelo Calixto arquitetura e paisagismo / estágio / Elaboração de projetos de interiores e de paisagismo

Nacionalidade: Brasileira

REALIZA / estágio / Elaboração de viabilidades e projetos executivos

Idade: 24 anos

PROJETOBLOG+ / Colaborador com textos periódicos para o site de arquitetura

Naturalidade: Curitiba/Paraná Filiação: Reinaldo Cordeiro Junior Maysi de Fátima Cleve Kuster

GP ARQUITETURA / Elaboração de projetos arquitetônicos residenciais, comerciais e institucionais (estudo de viabilidade, projeto preliminar, anteprojeto e projeto executivo) e maquetes eletrônicas MANOEL COELHO ARQUITETURA E DESIGN / Elaboração de projetos comerciais e institucionais (projeto preliminar, anteprojeto, projeto executivo e detalhamento) e maquetes eletrônicas portfolio joão gabriel küster © 2013

2


joão Gabriel Küster Cordeiro portfolio

legenda

projeto

modelagem

render

pós-produção

portfolio joão gabriel küster © 2013

3


urban furniture

1/2

Urban Furniture / Avenida Paulista O mobiliário urbano foi desenvolvido no Workshop AA Visiting School São Paulo 2011 como uma forma de intervenção na Avenida Paulista. Uma das principais avenidas de São Paulo, a Paulista tem um grande tráfego de pedestres diuturnamente, mas carece de locais onde o cidadão possa sentar, simplesmente descansar, bater um papo ou ler um jornal, sem ter que entrar em um café ou bar.

projeto

modelagem

render

pós-produção

portfolio joão gabriel küster © 2013

4


A ideia foi fazer uma superfície moldável que permitisse ao usuário customizar as posições, de acordo com a necessidade e o uso desejado.O estudo da forma começou com o corte de peças em escala reduzida na máquina de corte a laser e a experimentação pela maquete física. O primeiro modelo foi feito com centenas de peças iguais.Após obter um resultado próximo do desejado, foram utilizados softwares a fim de permitir a variação nas duas direções do raio de todas as peças, e uma variação maior na superfície como um todo.

urban furniture

2/2

As peças foram geradas pelo GrassHopper e otimizadas para a fabricação e melhor aproveitamento do material pelo RhinoNest. Para a produção do protótipo na escala 1:1 foi utilizado madeira MDF cortada em máquina de fresa CNC, os encaixes também são feitos de madeira e as peças são unidas por cabos de plástico.

projeto

modelagem

render

pós-produção

portfolio joão gabriel küster © 2013

5


novo mercado

1/3


novo mercado

2/3

Novo mercado municipal de curitiba O novo mercado municipal tem a idéia de servir uma outra porção da cidade e não competir com o mercado existente(que dentro alguns anos estará defasado e não tem para onde crescer).

O partido arquitetônico usado é uma conseqüência do terreno e uma forma de “quebrar” a obrigatoriedade dessa implantação foi fazer a edificação “contorcida” para que traga ao usuário do mercado uma sensação diferente.

Localizado estrategicamente em eixos importantes da cidade (avenida Iguaçu, avenida Getúlio Vargas e a rua presidente Arthur Bernardes (a qual faz ligação com Ponta Grossa e o norte do estado)

Também foi levado em consideração a cidade que está sempre buscando ser referência e inovadora em questões urbanísticas e porque não tentar isso nos edifícios?

projeto

modelagem

render

pós-produção

portfolio joão gabriel küster © 2013

7


novo mercado

3/3

projeto

modelagem

render

pós-produção

portfolio joão gabriel küster © 2013

8


scrap skyscraper

1/3

scrap skyscraper Scrap Skyscraper foi desenvolvido para a competição internacional de arranha céus- EVOLO 2012. O edifçio tem como base dar um novo destino para o lixo através do upcycling. O projeto ocorre em São Paulo, Brasil, a maior cidade do hemisfério sul por população. Seus maiores problemas são a desigualdade social, a poluição e o tráfego de veículos. A cidade tem uma frota crescente de mil carros por dia, gerando poluição e tráfego.Também 17.000 toneladas de lixo são gerados por dia e apenas um por cento é reciclado. Outros dois fatos importantes são o mau uso dos rios que circundam a cidade, que costumavam ser limpos e hoje estão poluídos, e da mentalidade geral dos habitantes, que ainda hoje não se preocupam com maneiras de reciclagem. Assim, o projeto procura uma resolução que irá afetar todos estes problemas através daquilo que não é mais usado e polui a cidade: o lixo. Os edifícios estarão nas margens do rio Tietê e rio Pinheiros, e cada um receberá a parte do lixo que lhe cabe transportado por hidrovias, solução inspirada em estudos do arquiteto AlexandreDelijaicov. Desta forma toda o lixo da cidade pode ser organizado e utilizado.

projeto

modelagem

render

pós-produção

portfolio joão gabriel küster © 2013

9


scrap skyscraper

2/3

A estrutura é constituída de peças abandonadas ou descartadas por antigas instalações industriais. Cada peça é catalogado e, em seguida, alimenta o software que as organiza, aproveitando seus estados originais. O programa, baseado em algoritmos genéticos com feedback estrutural, encontra a combinação de peças disponíveis que formam a estrutura que melhor explora a verticalidade. A proposta é quebrar as regras tradicionais de construção re-utilizandose elementos em seu estado atual. O módulo habitacional é feito de materiais upcycled como pára-brisas, portas de carros e geladeiras, e todo o tipo de material coletado, cada unidade será singular, dependendo dos componentes disponíveis. Da mesma forma que não terá edifícios iguais porque as suas estruturas dependem da combinação das peças recolhidas. É um marco que pode mudar a consciência sobre o desperdício, mostrando possível o ganho de valorização social através do upcycling.

portfolio joão gabriel küster © 2013

10


portfolio joão gabriel küster © 2013

11


aquecimento natural solar durante o inverno. Por outro lado era necessário criar estratégias de ventilação cruzada e sombreamento para picos de calor.Embora não seja necessário em função do baixo ritmo de chuvas, o telhado em duas águas foi utilizado como medida para garantir um bom pé-direito, e auxiliarem outros mecanismos de conforto ambiental, permitindo também a colocação de painéis coletores de energia solar térmica para aquecimento de água Aliado à isso, utilizou-se o conceito de inércia térmica dos materiais, uma composição de painéis em wood frame com câmara de ar, isolamento térmico por poliestireno expandido e mantas hidrofugas, garantem um bom isolamento dos ambiente.

los pueblos house

1/2

los puebloshouse Los Pueblos é uma proposta para o concurso de arquitetura “Arquitectura Sosténible con Inclúsion Social 2012”, promovidopelo Green Building Council Peru, com o intuito de desenvolver propostas de habitação social para o clima desértico da região litorânea do país. As Pueblos Houses foram desenvolvidas de maneira a maximizar os espaços reduzidos aonde serão implantadas. A idéia é de que com pequena sintervenções sobre um modelo simples de habitação possam ser criados espaços que melhorem a vida dos habitantes, de forma a preencher o parâmetro social da sustentabilidade. Para promover um ambiente social diferenciado criou-se o pátio coberto, localizado entre os demais ambientes sociais da casa – cozinha e sala – afim de que alipossam ser recebidas visitas tornando-se assim um espaço de convívio aonde também as criança smais pequenas podem brincar próximas a vista de seus pais. No pavimento superior, além de quartos amplos para maior comodidade dos usuários, projetou-se um ambiente sanitário amplo com uma ante sala com lavatório, de maneira aonde mais de uma pessoa possa utilizá-lo. Considerando que os maiores gastos em eletricidade residencial são com iluminação e aquecimento, adotou-se com o partido uma geometria solar, que maximizasse a iluminação natural, bem como o

projeto

modelagem

render

pós-produção

portfolio joão gabriel küster © 2013

12


los pueblos house

1/2 2/2

Analisando a casa estudada com testada de lote para o oeste, situação mais crítica devido ao sombreamento durante o inverno pelo vizinho ao norte, podemos definir três regimes bioclimáticos distintos. No regime de verão as poucas aberturas volta das para o sul, o balanço do pavimento superior, os brises escamoteáveis e beirais maiores proporcionam sobreamento e baixo ganho solar energético, ao mesmo tempo em que as janelas zenitais ao lado norte da casa podem ser abertas criando um efeito chaminé que retira o ar mais aquecido de dentro dos ambientes e traz ar novo para dentro. Na primavera e no outono, quando o sol passa muito próximo de ângulos retos com o plano normal da habitação a um maior equilíbrio térmico, caso seja necessária uma melhor iluminação dos ambientes, os brises-soleiles camoteáveis podem ser transformados em bandejas de luz que levam a luz para o interior da edificação. Durante o inverno quando o sol passa pelo lado norte da casa os raios solares entram pelas janelas zenitais fechadas e aquecem o ambiente como um efeito estufa. Os brizes escamoteáveis nas janelas sul podem então ser fechados evitando a perda de calor via ponte térmica. projeto

modelagem

render

pós-produção

portfolio joão gabriel küster © 2013

13


biblioteca pública do paraná biblioteca pública do paraná 1/2

Exemplo de espaço cultural pulsante da cidade, e um dos prédios mais icônicos de Curitiba, a Biblioteca Pública do Paraná (BPP) ganhará uma ampla reforma. O projeto, que foi lançado ontem na BPP, de autoria do arquiteto Manoel Coelho, responsável pelas bibliotecas da PUC-PR e Universidade Positivo, vai revitalizar e modernizar o prédio, transformando-o em uma espécie de centro cultural. As principais mudanças para os usuários se concentrarão principalmente no hall de entrada: o balcão de empréstimo e devolução, hoje um pouco mais “escondido”, passa a ser o primeiro local visualizado por quem chega à biblioteca. O térreo abrigará, ainda, um café e espaço exclusivo para exposições e lançamentos de livros. Não querendo competir comercialmente, mas sim criar mecanismos para aumentar a permanência dos usuários Projeto Equipe MCA

projeto

modelagem

render

pós-produção


biblioteca pública do paraná 2/2

portfolio joão gabriel küster © 2013

15


campus ufpr / cabral Localizado no topo de uma colina, com topografia suave em declive considerando seu acesso principal como referência, em um ponto de confluência entre malhas urbanas com topologias distintas (uma quadrangular e outra triangular), com resultante perímetro de geometria irregular, cercado por duas vias públicas de alto tráfego com sentidos únicos e inversos, e ainda, fazendo divisa única com uma praça arborizada, o Pólo de Comunicação da UFPR no Campus Juvevê, sítio do campi escolhido para receber intervenções com a finalidade de abrigar as novas instalações físicas dos cursos de graduação de Música, Arte, Design e Comunicação Social da UFPR, destaca-se na paisagem urbana por suas múltiplas peculiaridades.

campus ufpr

Atualmente, este território está ocupado por: uma edificação de valor histórico (com projeto original alterado) que encontra-se alinhado paralelamente com a Rua Bom Jesus; por uma massa arbórea vigorosa de grande porte, junto às Ruas José de Alencar, Bom Jesus e São Vicente; e por alguns pavilhões de baixa qualidade construtiva dispostos aleatoriamente no centro do lote, passíveis de demolição integral, conforme disposto em edital.

1/3

Considerando estas características urbanísticas e paisagísticas, atendendo integralmente ao programa de espaços físicos proposto e as prerrogativas de se construir em duas fases, definimos algumas variáveis que nortearam a nossa estratégia de ocupação territorial até o final do desenvolvimento do anteprojeto. Determinamos então ser necessário: Manter, reformar e recuperar o edifício antigo, retirando a ampliação que ocupa seu pátio central e abrigar nele parte das atividades comuns do programa (biblioteca, administração central, secretaria geral); Localizar o acesso principal de pedestres do campus pela Rua Bom Jesus (via de veículos de uso quase exclusivo), mais especificamente pelo pórtico central do edifício antigo (recuperado e reformado), desta forma mantem-se todas as árvores de grande porte existentes intactas e qualificando o antigo edifício com nobre utilização;

projeto

modelagem

render

pós-produção

portfolio joão gabriel küster © 2013

16


Aumentar a área de pavimentação em frente ao edifício antigo (calçada da Rua Bom Jesus), permitindo que haja maior aglomeração de pessoas; Manter um recuo de cinco metros no perímetro externo do edifício antigo, inclusive no subsolo, para garantir sua integridade física e permitir sua visualização frontal e lateral; Cobrir o pátio central para qualificar seu uso como espaço de circulação e permanência; Localizar o acesso (entrada) de veículos pela Rua Almirante Tamandaré, inserindo mais uma pista de veículos, evitando o cruzamento com demais veículos que trafegam nas Ruas Paraguassu e Almirante Tamandaré; Localizar a saída de veículos pela Rua José de Alencar, contribuindo para melhor fluidez de tráfego, criando um circuito em torno do campus; Utilizar um pavimento abaixo do térreo (aflorado do solo, com iluminação e ventilação naturais) para abrigar atividades comuns do programa; Utilizar dois pavimentos de subsolo (com iluminação e ventilação naturais) para o estacionamento de veículos; Propor uma solução que permita a construção de uma segunda fase sem comprometer a segurança dos usuários e a realização das atividades acadêmicas; A solução que propomos como estratégia de ocupação territorial considerando aspectos arquitetônicos, paisagísticos e compositivos prevê: Verticalização como solução de ocupação territorial e distribuição programática setorizada (por curso); Embasamento estratificado composto por três pavimentos em subsolo iluminados e ventilados naturalmente, com atividades de uso comum, áreas de convivência e estacionamento de veículos; Pavimento térreo sobre pilotis, integrado por meio de mezanino com o 1º subsolo, com programa reduzido, permitindo permeabilidade visual às áreas verdes da praça (aos fundos) e do pátio descoberto arborizado proposto;

A construção de duas torres distintas para atender à prerrogativa de construção em duas fases; A implantação das torres de forma angulada, gerando um pátio que permite simultaneamente: ventilar e iluminar naturalmente todos os níveis do complexo; aproveitar as visuais do sky line da cidade ao poente; qualificar paisagisticamente os pavimentos do embasamento e o térreo por meio de arborização; O pátio proposto, gerado pela disposição concorrente de parte dos blocos, permite: maior permeabilidade do solo; a inserção de um reservatório de contenção de cheias; e coleta de águas pluviais para reuso; A integração entre as duas torres por meio de um conector de circulação vertical composto por passarelas e escadas a ser construído na segunda fase; A utilização de lajes ajardinadas para a coleta e reaproveitamento de águas pluviais e amenização da paisagem edilícia; portfolio joão gabriel küster © 2013

17


A implantação do Studio de Tv fora da projeção das torres em função de suas características técnicas de funcionamento e especificidades de acesso (docas);

A utilização de muros de arrimo em gabião, terminadas em jardins (para facilitar a drenagem do solo) como solução para as estruturas de contenções de solo necessárias;

A utilização de pilares (colunas) em concreto armado, de lajes alveolares e protendidas em concreto (com extremidades em balanço – nas torres) e núcleos das circulações verticais em concreto armado;

projeto desenvolvido com os arquitetos Orlando Ribeiro, Gustavo Pinto, Guilherme Medeiro, Guilherme Macedo e Flávia Scussel

campus ufpr

3/3

projeto

modelagem

render

pós-produção

portfolio joão gabriel küster © 2013

18


ampliação puc

1/1

puc / centro de ciências jurídicas e sociais Projeto de ampliação do bloco de CJS, previsto para ser finalizado em 2 etapas a primeira etapa de mais de 4.000 mil m² é prevista para começo de 2013 a segunda etapa para a mesma época de 2014, foi utilizado de materiais pré fabricados devido a necessidade de agilizar o tempo da obra O partido arquitetônico adotado é o mesmo utilizado na universidade para não perder a linguagem do campus. Projeto Equipe MCA

projeto

modelagem

render

pós-produção


casa cb

1/2

Casa CB A residência unifamiliar localizada em um condomínio do bairro barigüi constitui em duas laminas se sobrepondo, o andar superior com a parte intima (suítes, quarto de visita e sala de televisão)o primeiro andar mistura-se com o restante do terreno, tendo a divisão dos espaços mas tudo de uma forma muito integrada a parede de pedra serve de divisão para as áreas de serviço da casa (cozinha, lavanderia, dependência de empregada). Projeto Equipe GP Arquitetura

projeto

modelagem

render

pós-produção

portfolio joão gabriel küster © 2013

20


casa cb

2/2

projeto

modelagem

render

pós-produção

portfolio joão gabriel küster © 2013

21


ampliação rpc

1/2

projeto

modelagem

render

pós-produção

portfolio joão gabriel küster © 2013

22


ampliação rpc

2/2

rpc - rede paranaense de comunicação O projeto da RPC é uma ampliação de 3.000 m² da sede existente nas mercês, esquina das ruas Tenente João Gomes da silva com a Mamoré, foram previstas áreas para ÓTV além do marketing e área comercial, financeiro e presidência da empresa, a sala de reuniões ganhou uma vista privilegiada da cidade assim como um lounge para os funcionários interagirem em intervalos A edificação consiste em uma caixa de vidro com uma aba revestida de painéis de ACM a idéia é diferenciar o edifício novo do antigo, mostrando contraste nas duas edificações Projeto Equipe MCA

portfolio joão gabriel küster © 2013

23


(41) 9655-0592 (41) 3336-2107 joaogabrielkc@gmail.com

portfolio joão gabriel küster © 2013

24

Portfolio  

CV+Portfolio

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you