Page 1

Alpiarça, Terra de Sensações PROGRAMA ELEITORAL

1


PROGRAMA ELEITORAL Alpiarcenses, A Candidatura do Movimento Todos Por Alpiarça, apresenta-se como a alternativa ao poder que dirigiu os destinos de Alpiarça nos últimos anos. É um facto, que muitos programas foram elaborados, com a certeza de não serem cumpridos e sem uma estratégia de desenvolvimento e crescimento sustentado. Neste contexto, pretendemos cumprir na íntegra o nosso Programa Eleitoral, com a certeza que Alpiarça evoluirá para um patamar de excelência, dentro dos melhores municípios deste país. É fundamental assumirmos perante todos os Alpiarcenses, que só com medidas estruturantes, com efeitos a longo prazo, é possível que Alpiarça se transforme na terra que todos idealizámos, para nós e essencialmente para os mais jovens, evitando assim que o manifesto envelhecimento dos Alpiarcenses, atinja um ponto sem retorno. Alpiarça merece muito mais do que ser conhecida como a “terra dos nossos avós”. Merece ser a “terra de todos nós”, porque tem condições ímpares para o desenvolvimento. É a altura dos Candidatos ao Município de Alpiarça, falarem a verdade e acabarem com exercícios de demagogia barata, que há muitos anos não servem os interesses de todos nós Alpiarcenses. Alpiarcenses, contamos convosco para mudar para melhor o Concelho de Todos Nós. Francisco Saturnino Cunha Todos por Alpiarça

2


PROGRAMA ELEITORAL A nossa Visão Transformar Alpiarça numa Terra de Sensações, apoiada pelo desenvolvimento socioeconómico, consubstanciado em políticas estruturantes que visem a sustentabilidade do setor agrícola e agroindustrial, do comércio e serviços.

A nossa Missão Potenciar o desenvolvimento socioeconómico, consubstanciado integrantes que criem valor para todo o Concelho.

em

políticas

ativas

e

Desenvolver um projeto estratégico que potencie, entre outros setores, o Turismo como um verdadeiro agente económico e gerador de riqueza. Fomentar o capital humano existente no Concelho, através de um modelo de governação autárquica, focado nos jovens, nas famílias, nos profissionais e nos séniores, com políticas sociais e educativas formalizadas, a partir das necessidades individuais de cada Alpiarcense. 3


PROGRAMA ELEITORAL Os nossos grandes desafios! Inverter: •

O défice de Crescimento Socioeconómico;

A não integração dos atores económicos e sociais;

A ausência de um plano de desenvolvimento estratégico para o Concelho;

O condicionamento da atividade autárquica por via do plano de saneamento financeiro;

A ausência de recursos financeiros e cortes sucessivos por parte da administração central.

Apenas com uma grande equipa e uma estratégia focada nas nossas forças condutoras de desenvolvimento económico e social podemos superar os desafios e agarrar as oportunidades que estão ao nosso alcance! ” 4


ALPIARÇA 2020

CONHECER OE PRESENTE UM PROGRAMA DE SUSTENTABILIDADE CRESCIMENTO PARA PREPARAR O FUTURO

Avaliação das capacidades e oportunidades a explorar

Forças

Fraquezas

• Zonas de lazer e recreio

• População envelhecida

• Equipamentos desportivos

• Mobilidades e Saúde

• Paisagem natural

• Vivência social e cultural

• Agricultura

• Turismo

• Setor Agroindustrial

• Agricultura de subsistência

• Infra-estruturas educacionais

• Empreendedorismo/Défice de informação empresarial

• Ação Social

• Baixa Natalidade

• Vocação Agrícola

• Êxodo social

• Casa dos Patudos – Museu de Alpiarça

• Ruralidade

• Albufeira dos Patudos - Complexo da Barragem

• Vivência Social e Cultural

• Parque de Campismo

• Promoção da Gastronomia local

QUALIDADE DE VIDA

DESENOLVIMENTO ECONÓMICO

CAPITAL HUMANO

TURISMO 5


ALPIARÇA 2020

CONHECER OE PRESENTE UM PROGRAMA DE SUSTENTABILIDADE CRESCIMENTO PARA PREPARAR O FUTURO

A avaliação das capacidades e oportunidades a explorar

Ameaças

Oportunidades

• Ambiente

• Gestão por proximidade

• Degradação dos equipamentos desportivos

• Degradação dos equipamentos desportivos

• Degradação de edifícios

• Mobilidades e Ação Social

• Estagnação económica

• Desenvolvimento do turismo como setor

• Fecho de Fábricas/empresas

• Apoio ao empreendedorismo

• Envelhecimento da população ativa

• Apoio aos empresários

• Fraca especialização profissional

• Formação linguística

• Êxodo jovem

• Capacitação técnico-profissional

• Degradação do parque de campismo

• Reforçar/Recriar a identidade de Alpiarça

• Degradação dos espaços verdes

•Projeto de turismo orientado para eventos culturais, desportivos, gastronómicos e de natureza local

• Degradação da Reserva Natural do Cavalo Sorraia

QUALIDADE DE VIDA

DESENOLVIMENTO ECONÓMICO

CAPITAL HUMANO

TURISMO 6


Uma Estratégia que Prepara o Futuro PROGRAMA ELEITORAL

7


Estratégia de Desenvolvimento 1º Eixo Estratégico - Turismo & Cultura Alpiarça apresenta um potencial turístico cultural

único

no

Ribatejo,

que

deve

e ser

potenciado para que conquiste um lugar de destaque nos Roteiros Turísticos que partem da capital,

para

Santarém,

destinos

Golegã,

consolidados

Tomar,

Alcobaça,

como Óbidos,

Batalha, e Fátima. A nossa estratégia assenta no desenvolvimento de

programas

de

turismo

de

natureza,

gastronómico, cultural e desportivo, que atraiam visitantes aos vários pontos

de interesse do

nosso Concelho, bem como programas do foro

cultural.

8


Estratégia de Desenvolvimento 1º Eixo Estratégico - Turismo & Cultura 1º Eixo operacional: Dotar Alpiarça de fatores de atratividade turística •

Criação da Casa das Artes – Galeria Armando Ferreira, como Escola e Galeria, que apresente uma experiência artística aos alunos e visitantes e, que se defina como um marco do turismo de sensações, pelas exposições permanentes de obras artísticas nacionais;

Requalificação

do

Mercado

Municipal

num

espaço

multidisciplinar onde a arte, o artesanato e a oferta de produtos locais transformam o mercado num espaço vivo e atrativo para residentes e turistas; •

Criação

de

percursos

terrestres

e

respetiva

sinalética,

juntamente com equipamentos de resistência muscular na zona da Albufeira dos Patudos (Barragem); •

Marcação de percursos de BTT georreferenciados e com vários graus de dificuldade;

9


Estratégia de Desenvolvimento 1º Eixo Estratégico – Turismo & Cultura 1º Eixo operacional:

Desenvolvimento de iniciativas de desporto de natureza

na

zona envolvente à Albufeira dos Patudos e Vala Real

nomeadamente pedestres,

pesca desportiva, remo e canoagem, passeios

passeios a cavalo,

desportos de aventura e

observação da natureza; •

Requalificação do Parque de Campismo e reposicionamento

da oferta de Alojamento através da criação de unidades de alojamento temático (bungalows, tendas temáticas e alojamento local sob gestão do parque); •

Analisar seriamente a recuperação da Aldeia do Patacão e a

sua inclusão na futura Rota Turística da Cultura Avieira criando sinergias com Casa dos Patudos –Museu de Alpiarça e novo Centro Turístico; •

Criar condições de atratividade para a instalação de novas

unidades Hoteleiras que apostem em nichos de mercado;

10


Estratégia de Desenvolvimento 1º Eixo Estratégico – Turismo & Cultura 1º Eixo operacional:

Navegabilidade da Vala Real e sua ligação ao Tejo, possibilitando passeios de barcos avieiros;

Dinamizar a Reserva do Cavalo Sorraia transformando o espaço numa Quinta Pedagógica de vocação equestre onde se desenvolvam diversas atividades direcionadas aos jovens;

Promover espetáculos de rua em locais de grande afluência dos Alpiarcenses, nomeadamente no Mercado Municipal, Largo “Os Águias”, Casa dos Patudos – Museu de Alpiarça, Zona da Barragem e, dinamizar Noites de Verão;

Desenvolvimento

de

um

Roteiro

Arqueológico,

explorando os caminhos romanos;

11


Estratégia de Desenvolvimento 1º Eixo Estratégico – Turismo & Cultura 2º Eixo Operacional: Desenvolvimento de programas e eventos temáticos, catalisadores da atratividade do Concelho em termos de oferta gastronómica, cultural e turística

A nível gastronómico, promover o Festival da Miga Fervida, do Borrego à moda de Alpiarça e da Doçaria tradicional de Alpiarça;

A nível cultural, promover a Casa dos Patudos, como uma experiência cultural, integrada com visitas ao Mercado Municipal (requalificado),

à Casa das Artes - Galeria

Armando Ferreira (a edificar), à Casa Rural (a requalificar),

Igreja Matriz e à Sala de Troféus do Clube Desportivo “Os Águias”, a nível local, regional, nacional e internacional; •

Estabelecer Turismo,

parcerias nacionais

e

com

Agências

internacionais,

de

para

Viagens a

e

promoção

turística do Concelho. 12


Estratégia de Desenvolvimento 1º Eixo Estratégico – Turismo & Cultura 2º Eixo Operacional

• A nível turístico, promover passeios a cavalo e de mota (parceria com Motards e Vespistas), cicloturismo, caminhadas e lançar a Maratona das Vindimas, à semelhança da Maratona de Bordéus; • Desenvolver programas turísticos envolvendo a Casa dos Patudos - Museu de Alpiarça, as Casas Agrícolas e a Restauração; • Apoiar a constituição de uma Confraria Enófila e Gastronómica de Alpiarça “Confraria dos Patudos”; • Desenvolver o Roteiro Turístico de Alpiarça; • Apoiar os Ranchos Folclóricos de Alpiarça e fazer um levantamento dos trajes típicos Alpiarcenses, bem como a sua monografia; • Promover Viagens de Lazer nas áreas da cultura, património, entre outras; • Promover o Concelho em Certames a nível regional e nacional no âmbito do artesanato, gastronomia e doçaria tradicionais.

13


Estratégia de Desenvolvimento 1º Eixo Estratégico – Turismo & Cultura 2º Eixo Operacional •

Criar um Símbolo de Alpiarça (mascote) e desenvolver um conjunto de merchandising para promover a Vila e os seus

produtos; •

Articular, com o Agrupamento de Escolas, visitas, apostando na formação da comunidade escolar e no desenvolvimento das capacidades criativas;

Criar um espaço de trabalho ao vivo e de experienciação das artes, nomeadamente pintura e escultura;

Requalificar uma casa de traça antiga transformando-a na Casa Rural de Alpiarça, onde iremos perpetuar o registo da vida dos Alpiarçolhos, Alpiarceiros e Alpiarcenses, apresentando a vivência rural do século XX;

Criar mais zonas de parqueamento para autocarros turísticos;

Projeto de Arborização e Florestação da zona dos Patudos.

14


Estratégia de Desenvolvimento 2º Eixo Estratégico – Atratividade Residencial

É fundamental, para a fixação dos nossos

jovens e atração de novas famílias, que o Concelho crie as condições necessárias para uma qualidade de vida aprazível e, de bem estar para os Alpiarcenses.

15


Estratégia de Desenvolvimento 2º Eixo Estratégico – Atratividade Residencial 1º Eixo Operacional: Desenvolvimento de estratégia de fixação residencial •

Programa de incentivos fiscais de apoio à fixação da população;

Criação do Cheque Local através do Programa de Apoio à Natalidade;

Fomentar o trabalho ativo e solidário através da criação de uma Bolsa de Voluntariado;

Desenvolver um Sistema de Créditos para os jovens voluntários;

Desenvolvimento

de

espaços

habitacionais

de

excelência,

nomeadamente, ao nível do cuidados e embelezamento das vias municipais; •

Criação de uma política de orçamento participativo, com vista à reabilitação de edifícios degradados;

Requalificação do Centro da Vila, aproveitando o novo quadro comunitário de apoio;

Criação de Bolsas de Estacionamento;

Intervenção no parque de estacionamento “Os Águias”;

Dignificar o Canil Municipal e retirar das ruas os animais abandonados;

16


Estratégia de Desenvolvimento 2º Eixo Estratégico – Atratividade Residencial 1º Eixo Operacional:

Rever a sinalética rodoviária e adaptá-la aos interesses dos habitantes;

Criar condições para a conclusão do asfaltamento das ruas urbanas do Casalinho, Frade de Baixo, Frade de Cima e Gouxaria, bem como respetivos passeios e parqueamentos;

Dar atenção às limpezas nas valas, valinhas e ribeiros e, eliminar as lixeiras a céu aberto;

Cooperação estreita com as coletividades e associações, facilitando o cumprimento do seu objeto social em todas as suas vertentes, social, cultural, recreativa e desportiva;

Extensão da rede Wi-Fi ao Agrupamento Escolar e às associações do Concelho;

Asfaltagem da estrada de Vale Peixe;

Disponibilizar transportes regulares entre vários pontos da Vila e os Lugares, destacando-se o Cemitério, Centro de Saúde, Paços do Concelho, Centro Cívico e Zonas Comerciais;

Melhoria contínua do saneamento básico e infraestruturas;

17


Estratégia de Desenvolvimento 2º Eixo Estratégico – Atratividade Residencial 2º Eixo Operacional: Garantir a oferta de funções e serviços educativos de apoio à formação e ocupação de crianças e jovens, em articulação com o Agrupamento Escolar

Analisar a possibilidade do serviço de refeições, prestado nas Escolas,

voltar

a

ser

assegurado

pelos

funcionários

da

Autarquia, no sentido de aumentar a qualidade do mesmo; •

Otimizar o serviço da Componente de Apoio à Família, para

que esta seja, efetivamente, um serviço de excelência; •

Desenvolver capacidades de liderança e empreendedorismo;

Desenvolver capacidades criativas através das artes e cultura;

Apostar no comportamento alicerçado nos valores, respeito, ética e etiqueta;

Aproveitar o uso efetivo das novas tecnologias nas escolas;

Promover o ensino de novos idiomas,

nomeadamente, o

mandarim e o espanhol. 18


Estratégia de Desenvolvimento 2º Eixo Estratégico – Atratividade Residencial 2º Eixo Operacional: •

Consignar

um

espaço

para

a

realização

de

OTL’s,

ATL’s,

interrupções letivas e Campos de Férias; •

Rever

e

atualizar

o

espólio

da

Biblioteca

Municipal de

Alpiarça; •

Lançar o Festival da Canção Infantil;

Desenvolver um programa de formação para a inclusão social;

Oferta de manuais escolares e Kit Escolar aos alunos dos 1º e 2º ciclos;

Criar um

Gabinete de Apoio ao Munícipe, com foco no

endividamento das famílias; •

Criar um Gabinete de Apoio Fiscal, para apoiar os munícipes na sua ligação com a Autoridade Tributária, sempre que estiverem em causa os impostos municipais (IMI, IMT, etc.);

Desenvolver o Ciclo de Conferências e Colóquios de Saúde, onde se possibilitam rastreios gratuitos de iniciativas ligadas à

saúde parental, medicina tradicional e apoio psicológico;

19


Estratégia de Desenvolvimento 2º Eixo Estratégico – Atratividade Residencial 3º Eixo Operacional: Garantir a oferta de um patamar elevado de funções e serviços de

saúde e bem estar, de apoio à população sénior

Proporcionar atividades físicas e de bem estar aos séniores;

Desenvolver um programa de voluntariado para apoiar os séniores e combater o isolamento, no âmbito do

projeto “Alpiarça Social”

(programa

social ativo de combate à exclusão e isolamento);

Implementação de um Centro de Dia no Frade de Baixo e outro no Frade de Cima;

Criação

do

Cheque

Local

alimentação e cuidados de saúde;

Sénior

para 20


Estratégia de Desenvolvimento 2º Eixo Estratégico – Atratividade Residencial 4º Eixo Operacional: Investir no desporto, cultura e lazer como catalisadores de um

estilo de vida saudável

Manter as infraestruturas desportivas ao nível da excelência das modalidades de alta competição;

Requalificar os balneários do Estádio Municipal e assegurar a sua manutenção e limpeza;

Estabelecer

um

protocolo

de

cooperação

com

a

DESMOR; •

Apoiar o regresso do futebol sénior;

Apoiar o desenvolvimento do futsal;

Apoiar as modalidades de ginástica, karaté, atletismo, triatlo, ciclismo, BTT, pesca e petanca, entre outras;

Apoiar as coletividades e associações no que respeita às atividades de formação, competição e manutenção. 21


Estratégia de Desenvolvimento 3º Eixo Estratégico – Agricultura

Alpiarça é um Concelho de elevado potencial agrícola que justifica, por si só, um programa

estratégico para o seu desenvolvimento. Um dos maiores desafios que o Concelho enfrenta prende-se

com

o

distanciamento

entre

a

agricultura de alto rendimento e a agricultura entendida como de subsistência.

22


Estratégia de Desenvolvimento 3º Eixo Estratégico – Agricultura 1º Eixo Operacional: Consolidação e divulgação nacional e internacional das atividades agrícolas existentes em Alpiarça • Estreitar relações com as cidades “irmãs”, no âmbito do programa

de geminação e estabelecer possíveis geminações com cidades africanas, de forma a potenciar o intercâmbio comercial.

2º Eixo Operacional: Desenvolvimento e consolidação da

marca “Produto de Alpiarça” • Fazer uma aposta clara na identidade do Produto de Alpiarça, nomeadamente ao nível da sua promoção, com especial foco na Certificação do Melão e dos produtos gastronómicos;

• Disponibilizar terrenos para utilização de hortas comunitárias; • Criar uma bolsa de excedentes de produtos agrícolas; 23


Estratégia de Desenvolvimento 3º Eixo Estratégico – Agricultura 3º Eixo Operacional: Apoio ao desenvolvimento de projetos de cariz agrícola

Apoiar a criação de uma Associação de Agricultores de Alpiarça, com o objetivo de desenvolver

vários projetos,

nomeadamente, a participação no Projeto de Regantes do campo de Alpiarça; •

Elaborar um Projeto de Segurança para os campos de Alpiarça, em articulação com os Concelhos vizinhos;

Promover ações de formação aos agricultores;

Dar apoio técnico e logístico aos agricultores e à comercialização/exportação dos produtos agrícolas;

Apoiar e facilitar a instalação de jovens agricultores;

Criar condições para a instalação de empresas no ramo agrícola;

Apoiar a agricultura biológica e a floricultura. 24


Estratégia de Desenvolvimento 4º Eixo Estratégico – Iniciativa, Empreendedorismo e Exponenciação Industrial O equilíbrio social só pode ser conseguido se existirem oportunidades para todos dentro da comunidade ou nas fronteiras da mesma. O desafio de qualquer executivo passa pela predisposição para o apoio à iniciativa privada, envolvendo-se em iniciativas de empreendedorismo, facilitadoras ou catalisadoras de atividades económicas, e por um sério investimento na atração de empresas para o Concelho. A criação de condições propícias ao investimento torna-se um desígnio para qualquer executivo que tenha como objetivo o bem estar económico e social dos seus Munícipes. 25


Estratégia de Desenvolvimento 4º Eixo Estratégico – Iniciativa, Empreendedorismo e Exponenciação Industrial

1º Eixo Operacional: Revitalização da atividade comercial •

Remodelação do Mercado Municipal;

Implementação de uma política fiscal que potencie a instalação

de

novos

pontos

comerciais

e

de

serviços;

2º Eixo Operacional: Apoio ao desenvolvimento de indústrias criativas (Design, Comunicação Visual,…) •

Articulação

das

iniciativas

profissionais

com

o

programa estratégico para o turismo, no âmbito de um projeto piloto nacional a desenvolver em Alpiarça; 26


Estratégia de Desenvolvimento 4º Eixo Estratégico – Iniciativa, Empreendedorismo e Exponenciação Industrial 3º Eixo Operacional: Fomentar o acolhimento de novas empresas no Concelho

Criação de um Gabinete de Apoio ao Empresário;

Criação de uma base de dados de jovens com formação profissional e licenciados e divulgação da mesma junto de entidades empregadoras;

Criação

de uma

Incubadora

de

Empresas

que

potencie as valências e formação dos empreendedores, convertendo-as em iniciativas de sucesso, em articulação com programas de incentivos ao investimento, associações empresariais e outras incubadoras de relevância nacional, criando um ecossistema propício ao sucesso empresarial; 27


Estratégia de Desenvolvimento 4º Eixo Estratégico – Iniciativa, Empreendedorismo e Exponenciação Industrial 3º Eixo Operacional: •

Divulgação

e

sensibilização

para

os

programas

de

“Impulso para o Emprego”, “Impulso Jovem” e “Programa Nacional de Microcrédito”; •

Levantamento dos bens e espaços públicos que possam ser postos ao dispôr dos Alpiarcenses, mediante regras e períodos de tempo bem definidos, promovendo assim novas dinâmicas e atraindo empreendedores;

Criar parcerias que promovam a sensibilização e a promoção

do

empreendedorismo

e

financeira junto dos alunos do 1º e 2º Ciclos;

educação 28


Estratégia de Desenvolvimento 4º Eixo Estratégico – Iniciativa, Empreendedorismo e Exponenciação Industrial 4º Eixo Operacional: Apoiar a Zona Industrial de Alpiarça de forma a atrair novas indústrias e empresas

Simplificação dos processos burocráticos e de apoio à fixação e localização temporária de atividades ligadas aos grandes projetos, privilegiando empresas e joint-ventures de âmbito multinacional;

Implementação

de

sinalética

informativa

e

publicitária das atividades económicas e industriais instaladas. •

Requalificação da área frontal da Zona Industrial e respetiva arborização; 29


Estratégia de Desenvolvimento 4º Eixo Estratégico – Iniciativa, Empreendedorismo e Exponenciação Industrial 5º Eixo Operacional: Divulgação da atividade económica junto da população

• Projetar a Alpiagra como uma feira agrícola, comercial e industrial de Alpiarça, devolvendo ao Certame o seu caráter tradicional, privilegiando o Concelho nas suas várias vertentes: económica, social, cultural e gastronómica; • Envolver os Alpiarcenses e os visitantes de uma forma mais participativa; • Envidar todos os esforços para recuperar a organização do Concurso de Vinhos do Tejo e da Feira do Vinho do Ribatejo; • Promover o Festival do Melão como um Certame Nacional.

30


Estratégia de Desenvolvimento 5º Eixo Estratégico – Governação

A Autarquia deverá ser um agente facilitador do desenvolvimento económico e social do Concelho, proporcionando as condições de atratividade necessárias ao investimento, ao turismo e ao desenvolvimento formativo dos seus jovens. A nossa estratégia assenta na otimização dos recursos existentes dentro e fora do Concelho, colocando-os à disposição dos Munícipes, através de um conjunto de programas que promovam a competitividade e a atratividade, criando mais receitas para a Autarquia e apoiando a iniciativa privada que procure tirar partido de todas as valências do Município. 31


Estratégia de Desenvolvimento 5º Eixo Estratégico – Governação 1º Eixo Operacional: Reforçar a eficácia e a responsabilidade na governação da Câmara Municipal

Valorização e otimização dos recursos humanos da Autarquia;

Implementação

de

um

sistema

de

gestão

da

qualidade do serviço público; •

Aplicação de medidas imediatas para e reduzir a burocracia

e

aumentar

a

transparência

de

processos, bem como a adequação de um quadro de incentivos aos funcionários da Autarquia; 32


Estratégia de Desenvolvimento 5º Eixo Estratégico – Governação 2º Eixo Operacional: Aproximar a Junta de Freguesia dos munícipes conferindo-lhe maiores responsabilidades e autonomia

Atribuir o pelouro Junta de Freguesia a um elemento do executivo e assegurar uma presença semanal nos Lugares;

Solicitar a presença do Presidente da Junta nas Reuniões de Câmara;

Melhorar os espaços verdes, tanto na sede do Concelho como nos Lugares;

Descentralizar alguns serviços da Câmara para a Junta de Freguesia;

Fazer uma gestão autónoma dos arranjos exteriores dos

parques infantis e escolas;

33


Estratégia de Desenvolvimento 5º Eixo Estratégico – Governação 3º Eixo Operacional: Política Fiscal ajustada à realidade socioeconómica do Concelho

Levantamento

cadastral

do

Património

Urbano e Rústico, identificando as situações que apresentam inconformidades; •

Reforço dos incentivos fiscais à reabilitação de imóveis, no âmbito da SRU e Arrendamento Habitacional;

34


Estratégia de Desenvolvimento 5º Eixo Estratégico – Governação 4º Eixo Operacional: Reforço das relações entre a Autarquia, Munícipes e Empresários

Criação do Gabinete de Apoio

ao Empresário

e à

instalação de empresas para colocar Alpiarça no radar do investimento; •

Definição de uma comissão executiva para pensar, avaliar e

concretizar projetos PIM (Projetos de Interesse Municipal) (ex.: Recuperação da Aldeia do Patacão,

Novo Centro

Turístico, Projeto de Regantes e Ligação Tejo-Vala,

Projetos

Hoteleiros, Novas Indústrias, etc.); •

Facilitar a constituição de uma Bolsa de Investidores disponíveis para apoiar a iniciativa privada; 35


Estratégia de Desenvolvimento 5º Eixo Estratégico – Governação 4º Eixo Operacional: •

Promover o capital humano dos Alpiarcenses junto de entidades

empregadoras

através

da

base

de

dados

de

currículos; •

Apoiar e dinamizar o Conselho Municipal da Juventude e propor que, no regimento da Assembleia Municipal, seja convidado a participar numa sessão;

Analisar a possibilidade de disponibilizar alojamento nos legados

situados

em

Lisboa,

aos

Alpiarcenses

que

frequentem o ensino universitário; •

Estabelecer/enriquecer o trabalho de equipa entre a Autarquia e o Agrupamento de Escolas José Relvas através do apoio a parcerias e dinamização de projetos;

Apostar na melhoria das soluções e opções dos transportes escolares. 36


Estratégia de Desenvolvimento 5º Eixo Estratégico – Governação 5º Eixo Operacional: Reforço das relações entre a Autarquia e as Instituições Governamentais • Estabelecer e manter parcerias com a Segurança Social e com o IEFP, que permitam encontrar

soluções de ocupação para os beneficiários do RSI e de Subsídio de Desemprego; • Criar um protocolo com uma ou mais Instituições de Ensino Superior, de modo a colocar em funcionamento um conjunto de Cursos de Especialização Tecnológica (CET) dirigidos aos nossos jovens; • Consolidar este Plano Estratégico, de modo a facilitar a tomada de decisões no âmbito de diversas temáticas, especialmente sobre os novos fundos do QREN e do PRODER; • Dotar o Serviço municipal de Proteção Civil - Bombeiros Municipais de Alpiarça de todas as condições de excelência para um desempenho adequado às necessidades da população, nomeadamente: • Nomear um comando forte e dar-lhe todo o apoio;

• Recorrer aos fundos comunitários do QREN, para aquisição de um veículo urbano de combate a incêndios (VUCI), equipamentos de proteção individual, instalação de um refeitório adequado ao corpo de bombeiros e aquisição de meios técnicos informáticos atualizados. 37


Sinopse Ligação do Tejo à Vala Real, em articulação com o Projeto de Regantes

Requalificação e funcionalidade do Largo de “Os Águias”

Criação da Casa das Artes e Galeria Armando Ferreira, Criação da Casa Rural e da Marca “Produto de Alpiarça”

Requalificação e Dinamização do Mercado Municipal

Gabinete de Apoio ao Empresário e Criação de uma Incubadora de Empresas

Criação de Hortas Comunitárias e Bolsa de Excedentes de Produtos Agrícolas

Segurança nos Campos e Apoio à comercialização e exportação de produtos

Cheque Local de apoio à Natalidade e Criação de uma Bolsa de Voluntariado

Aposta nas novas tecnologias e aprendizagem de idiomas

Gabinete de Apoio ao Munícipe para o Endividamento das famílias e Oferta de manuais escolares

Desenvolver “Alpiarça Social” e Criação de um Centro de Dia no Frade de Baixo e Frade de Cima

Requalificação dos Balneários do Estádio Municipal e Apoio às Coletividades e Associações

Apoio claro à Junta de Freguesia e aos Lugares

Promoção da Casa dos Patudos – Museu de Alpiarça, a nível nacional e internacional

Criação de Bolsas de Estacionamento para Autocarros e Requalificação do Centro Cívico

38


Contactos • Visite-nos no www.facebook.com/groups/todosporalpiarca/ • Visite o nosso site

www.todosporalpiarca.com

• Visite o nosso canal meo • Contacte-nos

todosporalpiarca@gmail.com 243 556 117

Nota: Fotos gentilmente cedidas por http://fotoaoacasoalpiarca.blogspot.pt/

Imagens cedidas pelos autores e/ou adquiridas em arquivos online de fotografias, com efeitos meramente ilustrativos

39


Alpiarça, Terra de Sensações PROGRAMA ELEITORAL

40

Programa eleitoral tpa  

Programa Eleitoral do Movimento TODOS POR ALPIARÇA

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you