Issuu on Google+

Exercício 3 Guião de Entrevista Semi-Estruturada O estereótipo feminino na publicidade

Figura 1 - Fonte: Unsplash - Milada Vigerova

Discente: Joana Venceslau de Sousa, nº 219816 Licenciatura em Ciências da Comunicação Unidade Curricular: Metodologia das Ciências Sociais Docentes: Profª Marina Pignatelli e Profª Maria da Luz Ramos Ano Letivo 2016/2017


Problemática: De que forma as mulheres encaram o estereótipo feminino na publicidade? Data: Entrevista a realizar dia 5 de Dezembro de 2016. Nota prévia Nos dias que correm, as imagens do ser feminino e do respetivo estereótipo surgem, recorrentemente, nos anúncios publicitários transmitidos pelas mais diversas formas. Quer seja na televisão, na rádio, em outdoors ou em revistas, deparamo-nos, geralmente, com a imagem de uma mulher que, segundo Pinto (2015), constitui “símbolo de beleza física, da sensualidade e da disponibilidade sexual, numa visão deturpada, redutora e subalternizada da realidade vivenciada pelas mulheres e das suas reais capacidades sociais e intelectuais”. Garcia (2015, p.2) complementa esta ideia, surgindo com o conceito de Mulher Contemporânea (...) um ser pensante e operante e não apenas como um monumento da ostentação (...). A imagem da mulher submissa e ocupada unicamente com os afazeres domésticos deu lugar a uma mulher mais interativa e consciente, além de dedicada às responsabilidades de mãe, esposa e profissional.

Objetivos •

Legitimar a entrevista e motivar a entrevistada;

Conhecer o consumo de anúncios publicitários praticado pelas mulheres;

Entender de que forma os anúncios publicitários direcionados ao público feminino o afeta;

Identificar o conceito que as mulheres têm de “beleza”;

Identificar a interpretação da imagem da mulher na publicidade;

Conhecer a opinião das mulheres sobre o conceito de “Mulher Contemporânea”.

Caracterização do universo de estudo O universo de estudo selecionado para este guião é constituído pelas mulheres que assistem a anúncios publicitários. Dada a impossibilidade de entrevistar todas as mulheres portuguesas, a amostra selecionada será constituída pelas mulheres docentes entre os 20 e os 50 anos do Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa.

2


Técnica de recolha de dados A entrevista foi a técnica de recolha de dados escolhida que, como afirma Freixo (2012, p.220), é “(…) uma técnica que permite o relacionamento estreito entre entrevistador e entrevistado”. No nosso estudo, é possível obter respostas mais completas e sinceras, uma vez que, por ser uma entrevista semi-estruturada, é dada alguma liberdade às respostas dos entrevistados. Na entrevista semiestruturada, também denominada por Quivy (2005) como semidiretiva ou semidirigida, o entrevistador parte de uma série de perguntas-guia que funcionam como eixo orientador ao desenvolvimento da entrevista, que se vai adaptando às características do entrevistado

Guião de entrevista O estereótipo feminino na publicidade Bom dia, chamo-me Joana de Sousa e encontro-me, neste momento, a realizar um estudo sobre a opinião da mulher perante o estereótipo feminino presente na publicidade. A sua participação será voluntária, pelo que poderá interromper esta entrevista a qualquer momento. É, por motivos de rigor para a análise, aconselhável a gravação áudio desta entrevista. Será analisada a sua perceção dos seguintes aspetos: consumo de anúncios publicitários, conceitos de beleza e a imagem da mulher na publicidade. De notar que esta entrevista é confidencial, pelo que os seus dados pessoais serão mantidos em anonimato.

Iª Parte Investigação sobre o consumo de anúncios publicitários Parece-lhe bem que comecemos por falar um pouco de publicidade? Consumo Com que frequência assiste a anúncios publicitários? Tem por hábito analisar anúncios publicitários? Em que situações se depara mais com publicidade? i.e. televisão, rádio, revistas, outdoors, etc.

3


Emotividade Dos anúncios a que já assistiu ou assiste regularmente, quais aqueles que mais a atingiram ou atingem emocionalmente? Pode clarificar? Nível de crença Dos anúncios a que assiste, considera que a sua maioria transmite a realidade? Consegue destacar alguns?

IIª Parte Investigação sobre o conceito de beleza Gostaria que falasse um pouco de beleza. Parece-lhe bem? Conceitos de Beleza e Perfeição Que conceito tem de beleza? Acredita no conceito de beleza perfeita? E no de vida perfeita? Na sua opinião existe beleza interior e exterior? Clarifique. Que sinónimos encontra para a palavra “beleza”? O que é para si ser bonita? Beleza a nível pessoal Quando se fala em beleza, qual é a primeira pessoa que lhe passa pela cabeça? Considera essa pessoa bonita? Considera-se bonita? Porquê?

IIIª Parte Investigação sobre a perceção da imagem da mulher na publicidade Avancemos para o domínio do conceito de mulher presente na publicidade. Parece-lhe bem? Concentre-se agora nos anúncios publicitários a que assiste em que a mulher assume um papel principal ou de alguma relevância.

4


A mulher na publicidade Desses anúncios, que características lhe parece apresentar a mulher em questão? Nesses anúncios, a imagem da mulher presente corresponde a um estereótipo? Se sim, qual? Considera que a mulher presente nos referidos anúncios pode ser uma boa mãe / esposa / profissional? Beleza, Perfeição e Realização Desses anúncios, a mulher presente é bonita? Porquê? Desses anúncios, a mulher em causa transmite uma vida perfeita? Porquê? Através desses anúncios, consegue perceber se essa mulher é feliz, realizada? Clarifique. Crença Desses anúncios, acha que a mulher transmitida corresponde à realidade? Desses anúncios, acredita na possibilidade de existirem mulheres com uma vida semelhante? “A imagem da mulher surge, recorrentemente, como símbolo de beleza física, da sensualidade e da disponibilidade sexual, numa visão deturpada, redutora e subalternizada da realidade vivenciada pelas mulheres e das suas reais capacidades sociais e intelectuais” (Pinto, 1997). Concorda com esta afirmação? Porquê?

“Mulher Contemporânea” O que é para si uma mulher contemporânea? Nos anúncios referidos, considera estar presente uma mulher contemporânea? Enquanto mulher, sente que deve ser vista como “um ser pensante e operante, e não apenas como um monumento da ostentação” (Garcia, 2015, p.2)? “A imagem da mulher submissa e ocupada unicamente com os afazeres domésticos deu lugar a uma mulher mais interativa e consciente, além de dedicada às responsabilidades de mãe, esposa e profissional” (Garcia, 2015, p.2). Concorda com esta afirmação? Pode explicar?

Muito obrigada pelo tempo dispensado. O seu depoimento é fundamental para o sucesso do meu estudo!

5


Referências Bibliográficas

Freixo, M. J. V. (2012). Metodologia científica. Fundamentos, métodos e técnicas. Lisboa: instituto Piaget. Quivy, R., & Campenhoudt, L. V. (1995). Manuel de Recherche en Sciences Sociales (2ª ed.). Paris: Dunod.

Referências eletrónicas: Fernandes, I. (2015). Sem Título. Guião de Entrevista consultado a 19 de novembro de 2016 em http://repositorium.sdum.uminho.pt/bitstream/1822/10880/3/Instrumentos.pdf

Garcia, E. R. B. (2015). O Estereótipo Confirmado: A Presença Da Mulher Na Publicidade Da Marie Claire. Rca-Revista Científica Da Ajes, 2(5); consultado a 19

de

novembro

de

2016

em

http://revista.ajes.edu.br/index.php/RCA/article/view/80/pdf

Gonzalez, C. G., & Vieira, V. C. (2015). Women as a target public of publicity campaigns: a social semiotic analysis of Nestlé's Nesfit campaign. Linguagem em (Dis)curso, 15(3), 347-365. doi:10.1590/1982-4017-150301-1015; consultado a 19 de novembro de 2016 em http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S151876322015000300347&script=sci_arttext&tlng=pt

6


MCS - Exercício nº3 - Guião de Entrevista Semi-Estruturada