Page 1

LuĂ­sa Ducla Soares Vida e Obra


Ficha técnica Título: Luísa Ducla Soares, Vida e Obra

Autoras/Ilustradoras: Ana Catarina nº19971 Ângela Resende nº18454 Joana Moreira nº19421 Raquel Soares nº18420 Coordenação: Lúcia Barros Local de Edição: Escola Superior de Educação – IPVC 2017/2018 Educação Básica 2ºA


Índice •

Biografia

Prémios •

Obras

Bibliografia


Biografia • Maria Luísa Bliebernicht Ducla Soares de Sottomayor Cardia nasceu no dia 20 de julho de 1939, em Lisboa. Licenciou-se em Filologia Germânica na Universidade Clássica de Lisboa. • Começou a sua vida profissional como tradutora, consultora literária e jornalista, sendo que, foi diretora da revista de divulgação cultural Vida (1971/1972). Luísa Ducla Soares foi colaboradora de distintos jornais e revistas, tendo-se estriado com um livro de poemas “Contrato” (1970).

• Desde 1979, trabalha na Biblioteca Nacional, na qual, começou a sua atividade realizando uma bibliografia de literatura para crianças e jovens em Portugal.


• Luísa Ducla Soares, dedicou-se à literatura destinada a crianças e jovens, tendo publicado mais de 80 obras. É sóciafundadora do Instituto de Apoio à Criança.

• De outro modo, muitos dos seus poemas foram musicados, sendo editados em distintos CD.

• Ao longo dos anos, tem elaborado distintas publicações seletivas da leitura infantil nacional e internacional para o Instituto Português do Livro e das Bibliotecas, para o Ministério da Educação e Fundação Gulbenkian.


• Por outro lado, desenvolve ações de incentivo nas escolas e bibliotecas, participa em colóquios e contros, apresentado conferências e comunicações acerca das problemáticas relacionadas com os jovens e a leitura.

• Derivado a motivos políticos recusou, o Grande Prémio de Leitura Infantil, no qual o Serviço Nacional de Informação queria distinguir o seu livro “História da Papoila” (1973).

• Em 1984-1985, recebeu o Prémio Calouste Gulbenkian de o melhor livro do biénio, por “Seis Histórias às Avessas” e foi premiada com o Grande Prémio Calouste Gulbenkian pelo conjunto da sua obra, em 1996. Foi candidata de Portugal ao Prémio Andersen.


Prémios • •

Luísa Ducla Soares, com uma vasta carreira literária, já escreveu mais de cem obras e consequentemente, já arrecadou vários prémios. Em 1973 com a sua obra “A História da Papoila”, arrecadou o Grande Prémio da Literatura Infantil Maria Amália Vaz de Carvalho, do qual acabou por abdicar devido a razões de índole política. A autora foi galardoada também em 1986, com o prémio Calouste Gulbenkian para melhor livro do biénio 1984-1985 com a obra “Seis Histórias de Encantar”. Dez anos mais tarde, a fundação Calouste Gulbenkian voltou a presentear a autora com o “Grande Prémio Calouste Gulbenkian”, que recaiu sobre o conjunto da sua obra. No ano de 2004, Luísa Ducla Soares foi nomeada para a atribuição do prémio Hans Christian Andersen da IBBY (Internatinal Board on Books for Young People).


Obras “Todas as crianças têm direitos. Direitos próprios, enquanto seres humanos e enquanto homens e mulheres em desenvolvimento. A ONU considera esse aspeto tão importante que, em 1959, aprovou a Convenção Internacional dos Direitos das Crianças para as proteger até aos 18 anos. Mas as crianças também têm deveres, alguns bem fáceis de cumprir.”

“Este conto tradicional português tem encantado gerações ao longo dos tempos. Depois de recusar vários pretendentes, a linda Carochinha casa-se com o João Ratão, mas a autora nunca aceitou que o ratinho guloso morresse cozido no caldeirão. Que horror! Como é que ela o conseguiu salvar?”


“Livro recomendado para o 2º ano de escolaridade, destinado a leitura orientada. Não se brinca apenas com brinquedos. Também com palavras. Elas aborrecem-se de estar nas gramáticas e nos dicionários sempre sérias e bem-comportadas. As palavras saltam na ponta da língua, pregam partidas e mostram aos mais sisudos que também precisam de um recreio. Divirtam-se com elas, lendo este Abecedário Maluco!”

“Livro recomendado para o 1º ano de escolaridade, destinado a leitura orientada. Há crianças que resistem a usar óculos porque acham que eles as desfavorecem. Mas não reparam que os óculos servem de moldura a uns lindos olhos. Com eles o mundo, de repente, torna-se mais rico, mais nítido e colorido. Conseguem ver a formiga atarefada, o botão que caiu na carpete, a pintinha do i, o berlinde que rebolou para longe. Passam de alunos desatentos a garotos interessados. E começam a ter boas notas…”


“Os Poemas da Mentira e da Verdade são dois olhares simultâneos sobre a realidade. O da imaginação, da fantasia, do "nonsense" e o da seriedade, da objetividade, do espírito crítico. Num e noutro perpassa um humor muito característico da autora. Dedicados a crianças avessas à leitura e particularmente à poesia, este livro cativá-las-á pela irreverência, pelo jogo de palavras, pela cumplicidade com o mundo das crianças. Revela-se, na opinião de muitos professores, como um excelente recurso para os miúdos que não lêm.” “Esta antologia, dirigida especialmente a crianças do 1.° Ciclo do Ensino Básico, é certamente uma bela iniciação à poesia e constitui um apoio para professores e encarregados de educação. Inclui poemas de todos os livros presentes nas Metas Curriculares de Português para este nível de ensino e muitos dos que figuram no Plano Nacional de Leitura.

Através dos mais reconhecidos poetas do passado e contemporâneos, abrange temáticas abordadas nos quatro primeiros anos de escolaridade, procurando estimular o prazer de ler e o gosto pela poesia e pela língua portuguesa.”


“Livro recomendado para o 1º ano de escolaridade, destinado a leitura orientada. Luísa Ducla Soares, que dispensa apresentações, e Sofia Castro, que nos ofereceram as primeiras Lengalengas, voltam a juntar-se para nos proporcionar mais emoções e divertimento.”


Contrato (Poesia), 1970

A História da Papoila, (Infanto-juvenil), 1972 ; 1977

Maria Papoila, (Infanto-juvenil), 1973 ; 1977

O Dr. Lauro e o Dinossauro, (Infanto-juvenil), 1973 ; 1988

Urso e a Formiga, (Infanto-juvenil), 1973 ; 2002

O Soldado João, (Infanto-juvenil), 1973 ; 2002

O Ratinho Marinheiro (Poesia para a infância), 1973 ; 2001

Histórias de Bichos, prosa (Infanto-juvenil), 1981

O Menino e a Nuvem, prosa (Infanto-juvenil), 1981

Três Histórias do Futuro, prosa (Infanto-juvenil), 1982

O Dragão, prosa (Infanto-juvenil), 1982 ; 2002; 2015 (Porto Editora)

O Rapaz do Nariz Comprido, prosa (Infanto-juvenil), 1982 ; 1984

O Sultão Solimão e o Criado Maldonado (Poesia para a infância), 1982

Poemas da Mentira... e da Verdade (Poesia para a infância), 1983 ; 1999

O Gato e o Rato, prosa (Infanto-juvenil), 1973 ; 1977

Oito Histórias Infantis, prosa (Infanto-juvenil), 1975

O Homem das Barbas, prosa (Infanto-juvenil), 1984

O Meio Galo e Outras Histórias, prosa (Infanto-juvenil), 1976 ; 2001

O Senhor Forte, prosa (Infanto-juvenil), 1984

A Princesa da Chuva, prosa (Infanto-juvenil), 1984

AEIOU, História das Cinco Vogais, (prosa) (Infantojuvenil), 1980 ; 1999

O Homem alto, a Mulher baixinha, prosa (Infantojuvenil), 1984

O Rapaz Magro, a Rapariga Gorda, prosa (Infantojuvenil), 1980 ; 1984

De Que São Feitos os Sonhos: A Antologia Diferente, prosa (Infanto-juvenil), 1985 ; 1994


1, 2, 3, poesia (Infanto-juvenil), 2001 ; 2003

Alhos e Bugalhos (Divulgação), 2001

Meu bichinho, meu amor, prosa (Infanto-juvenil), 2002

Cores, prosa (Infanto-juvenil), 2002

Gente Gira, prosa (Infanto-juvenil), 2002

Com Eça de Queirós nos Olivais no ano 2000 (Divulgação), 2000

Tudo ao Contrário!, prosa (Infanto-juvenil), 2002

Com Eça de Queirós à roda do Chiado (Divulgação), 2000

Viagens de Gulliver, adaptação livre (Teatro para a infância), 2002

Mãe, Querida Mãe! Como é a Tua?, prosa (Infantojuvenil), 2000 ; 2003

O Rapaz que vivia na Televisão, prosa (Infanto-juvenil), 2002

Contrários, poesia (Infanto-juvenil), 2003

Roteiro de José Rodrigues Miguéis: do Castelo ao Camões (Divulgação), 2001

Quem está aí?, prosa (Infanto-juvenil), 2003

A flauta, prosa (Infanto-juvenil), 2001

A Cavalo no Tempo, poesia (Infanto-juvenil), 2003, 2015 (Porto Editora)

Uns óculos para a Rita, prosa (Infanto-juvenil), 2001, •

Pai, Querido Pai! Como é o Teu?, prosa (Infanto-juvenil), 2003

• • • •

• •

A Gata Tareca e Outros Poemas Levados da Breca (Poesia para a infância), 1999 ; 2000; 2014 (Porto Editora) ABC, poesia (Infanto-juvenil), 1999 ; 2001 25 (Poesia para a infância), 1999 Seis Contos de Eça de Queirós (Contos), 2000 ; 2002

Lisboa de José Rodrigues Miguéis (Divulgação), 2001

Todos no Sofá, poesia (Infanto-juvenil), 2001


A Carochinha e o João Ratão, poesia (Infantojuvenil), 2003

Se os Bichos se vestissem como Gente, prosa (Infanto-juvenil), 2004

Mais lengalengas (recolhas ), Livros Horizonte,2007

A festa de anos, prosa (Infanto-juvenil), 2004

Contos para rir, prosa (Infanto-juvenil), 2004

Desejos de Natal (Infanto-juvenil ), Civilização,2007

Abecedário maluco, poesia (Infanto-juvenil), 2004

As Canções do Alfa, Porto Editora, 2013

Histórias de dedos, prosa (Infanto-juvenil), 2005

Números com Histórias, Porto Editora, 2013

A Cidade dos Cães e outras histórias, prosa ( Infanto- juvenil ), 2005

Poesia para Todo o Ano, Porto Editora, 2013

Os animais do Natal (ilustrações de Ângelo Vieira), Porto Editora, 2012

Há sempre uma estrela no Natal, contos ( Infantojuvenil ) Civilização,2006

Doutor Lauro e o dinossauro, prosa (InfantoJuvenil), 2.ª ed, Livros Horizonte, 2007


Webgrafia •

http://www.casadaleitura.org/portalbeta/bo/documentos/vo_dossier_luisa_ducla_soares_ c.pdf

https://www.wook.pt/

http://quemcontaumcontosoueu.blogspot.com/2009/06/luisa-ducla-soares-biografia.html https://www.presenca.pt/autor/luisa-ducla-soares/

https://pt.wikipedia.org/wiki/Lu%C3%ADsa_Ducla_Soares

https://www.portoeditora.pt/autor/luisa-ducla-soares

https://www.fnac.pt/n1113162/Todos-os-Livros-Infantis-e-Juvenis/Luisa-Ducla-Soares

https://www.portoeditora.pt/autor/luisa-ducla-soares

http://quemcontaumcontosoueu.blogspot.com/2009/06/luisa-ducla-soares-biografia.html

http://visao.sapo.pt/visaojunior/os-livros-de-luisa-ducla-soares=f593493

https://pt.wikipedia.org/wiki/Lu%C3%ADsa_Ducla_Soares#Obras


“A grande escola de um escritor é o convívio com outros escritores, suas técnicas, formas de trabalhar e a língua. Um escritor tem de ser autêntico.”

Luísa Ducla Soares, Vida e Obra  

Vida e obra de Luísa Ducla Soares

Luísa Ducla Soares, Vida e Obra  

Vida e obra de Luísa Ducla Soares

Advertisement