Page 1

ESCOLA SECUNDÁRIA BRAAMCAMP FREIRE Língua Portuguesa 9º2 FICHA DE LEITURA

ASPECTOS GERAIS Título: “A culpa é das estrelas” Nome do autor: John Green Editora: ASA Data: 2012 PERSONAGENS Quais são: Hazel, Augustus (Gus), a mãe e o pai de Hazel, a mãe e o pai de Gus, Isaac, Peter

van Houten e Lidewij. Papel que desempenham na narrativa: Hazel e Augustus são personagens principais. Os pais de ambos, o Isaac, o Peter e a Lidewij são personagens secundárias. Descrição das personagens principais: Hazel é uma rapariga de 16 anos que foi diagnosticada com cancro da tiróide, que depois se descobre que tem metáteses. Augustus é também um rapaz com o mesmo problema, tem 17 anos e tem uma perna amputada. Descrição de uma outra personagem: Isaac é o melhor amigo de Gus. Tem um problema de visão que se vai agravando ao longo da história, tornando-o cego.

LOCAL Onde se passa a história: Na cidade americana de Indianapolis. TEMPO Quando se passa a história: Passa-se no presente, mas no início Hazel fala do passado, ao explicar o que era o Grupo de Apoio. Expressões que o comprovem: “Em finais do inverno do meu décimo sétimo ano, a minha mãe concluiu…” (pág. 11) ENREDO Resumo da história: Hazel Grace Lancaster, de 16 anos, é forçada por seus pais para assistir a um grupo de apoio para as crianças que vivem com cancro. Hazel foi diagnosticada com cancro da tiróide, quando tinha 13 anos. Isaac, um amigo, também participa do grupo de apoio. Isaac é o melhor amigo de Augustus "Gus" Waters, um ex-astro do basquete que perdeu a perna direita para osteosarcoma, e está em remissão. Hazel conhece Gus através de Isaac e do grupo de apoio. Ela convence Augusto a ler "Uma Aflição Imperial”, seu livro favorito, e ele se torna quase tão obcecado com o livro como ela é. Hazel e Gus começam a passar mais tempo juntos. Gus tinha guardado o seu desejo de "Os Gênios" (uma versão fictícia da fundação Make a Wish), e quer usá-lo para ele e Hazel irem para Amsterdão, na Holanda para conhecer Peter van Houten, o autor alcoólico de “Uma Aflição Imperial”. O encontro com o autor não corre bem, Van Houten é desdenhoso e rude com os adolescentes, e recusa-se a responder às suas perguntas. Depois, Augustus revela que seu cancro voltou e tem metástases em várias outras partes do seu corpo. Mesmo que ele comece um regime de tratamento agressivo quando voltar para casa, ele não deverá sobreviver por muito tempo. Pouco antes de morrer, ele pede a Hazel e Isaac para lhe realizarem um pré-funeral, para que ele possa ouvir como eles vão falar dele.


Oito dias depois, Gus morre, e Hazel fala no funeral dele. Em vez do discurso sério que ela disse no pré-funeral a ele e ao Isaac, ela repete frases que vão tranquilizar os pais de Gus. Após o funeral, ela conhece van Houten, que viajou aos Estados Unidos para estar lá. Ele revela que teve uma filha que morreu de cancro há vários anos. Ela forneceu a inspiração para Anna, o personagem principal de "Uma Aflição Imperial e a sua maneira de ser pode ser parcialmente atribuída à aparência de Hazel (ela parece-se e veste-se como Anna quando eles se conheceram). Hazel encoraja-o a ficar sóbrio e escrever outro livro. Ela também descobre que Gus tinha escrito algo para ela, embora as páginas foram arrancadas do seu livro de notas. Eventualmente, ela é capaz de rastrear as páginas para Amsterdão, e depois de um e-mail para Lidewij, eles são recuperados por van Houten. Augustus queria que van Houten transformasse as suas notas em um elogio apropriado para Hazel, mas van Houten decide deixar palavras de Augustus intocadas. No final do livro são mostradas essas folhas escritas por Gus.

ANÁLISE DO PROCESSO DE ESCRITA Escolhe palavras cujo significado desconheces e procura no dicionário: 1. “redentora”(pág. 13) - adj. s. f. Que redime ou resgata. 2. “eremita” (pág. 48) - s. 2 g.Pessoa que vive longe das cidades para fugir ao trato social.

3. “enrubescidas” (pág. 52) - fem. pl. part. pass. de enrubescer, vermelhas, coradas.

Procura, transcreve os seguintes recursos estilísticos e explica a sua expressividade: 1. Comparação: “O seu modo de andar era enviesado como o seu sorriso.” (pág. 20, linha 11) 2. Adjetivação expressiva: “…e agora ele usava o tipo de óculos grossos que lhe tornavam os olhos enormes a um ponto sobrenatural, como se toda a sua cabeça não fosse mais do que aquele olho falso e aquele olho verdadeiro que nos fitava.” (pág.14, linhas 20 a 23) 3. Sensação visual: “Reunia-se todas as quartas-feiras na cave de uma igreja episcopal que tinha as paredes em pedra e a forma de uma cruz.” (pág.12, linha 2)

ficha de leitura 3ºperíodo  

ficha de leitura 3ºperíodo

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you