Page 1

ESCOLA SECUNDÁRIA BRAAMCAMP FREIRE Língua Portuguesa 9º2 FICHA DE LEITURA ASPETOS GERAIS Título do livro – Aventuras de João Sem Medo Nome do autor – José Gomes Ferreira Editora – BIIS Local – Alfragide Data – 2009

PERSONAGENS Quais são – O João Sem Medo, a Mãe de João Sem Medo, a Pseudofada, o Monstro sem cabeça, as Rochas, os Seixos, os Pedregulhos, as Árvore de dez braços, as Plantas, os Rochedo, a Pomba, as Onda, o Peixe, a Gaivota, a Coruja, o Casal de namorados, a Menina do baloiço, o Pássaro Bisnau, o Velhinho do gorro vermelho e o Bicho esquisito. Papel que desempenham na narrativa – Desempenham todos um papel de ajudantes. Descrição da personagem principal – Era uma rapaz chamado João, mas todos o conheciam por João Sem Medo, pois todas as aventuras que tinha eram muito perigosas, o único que talvez por capricho de contradizer o ambiente e instinto de refilar resistir à choradeira pegada, era alegre e teimoso. Descrição de uma outra personagem - Mãe de Soão Sem medo, era uma viúva, pobre, preocupada e histérica.

LOCAL Onde se passa a história – A história passasse na floresta branca, perto de uma povoação chamada Chora-Que-Logo-Bebes. Descrição desse local – “Era uma vez um rapaz chamado João que vivia em Choro-Que-Logo-Bebes, exígua aldeia aninhada perto do Muro construído em Redor da Floresta Branca…” TEMPO


Quando se passa a história – A história é contada no passado. Expressões que o comprovem – “Era uma vez um rapaz chamado João que vivia em Choro-Que-Logo-Bebes…” ENREDO Ideia principal da narrativa – A idade principal da história é mostrar a toda agente que querendo muito uma coisa conseguimos sempre. Pequeno resumo da história – Era uma vez um jovem chamado João, que nasceu com o dom de não ter medo de nada, por isso chamavam-no de João Sem-Medo. Um dia decidiu correr o mundo, desejoso de encontrar algo que o fizesse sentir medo. Pelo caminho avistou um castelo negro que se erguia numa colina à beira-mar e ao avistar um homem que se aproximava perguntou-lhe que castelo era aquele. O homem contou-lhe que era um castelo abandonado, e que o rei prometia a mão da filha a quem conseguisse passar três noites seguidas dentro do castelo, porque ainda não havia ninguém que o tivesse conseguido. João Sem-Medo caminhou para o castelo e pediu ao rei para passar as três noites seguidas dentro do castelo abandonado. Entrou pois no castelo e preparou-se para lá dormir. Deitou-se numa cama grande e macia, e esperou. O silêncio era tão grande que se ouvia o coração do valente rapaz que não sentia o mínimo medo e adormeceu tranquilo. De repente, uns ruídos fizeram-no acordar, viu três gatos enormes que ameaçavam saltar com umas garras ameaçadoras. Levantou-se tranquilamente e pegando num pau grosso, fez os gatos fugirem a sete pés. Deitou-se e voltou a adormecer. Na segunda noite, estava sentado numa cómoda poltrona, quando ouviu um arrastar de correntes, aparecendo um horripilante fantasma capaz de assustar qualquer um, mas o João Sem-Medo desatou a rir e quando viu que não o conseguia aterrorizar o fantasma foi-se embora. O rei estranhou muito que nem na segunda noite o jovem tivesse medo mas pensou que na terceira morreria de espanto. Na terceira noite João Sem-Medo ouviu uma voz vinda da chaminé dizendo que ia descer e então caiu pelo buraco uma perna humana, depois outra, a seguir um braço, mais tarde outro, em seguida a cabeça depois o corpo e, à medida que caíam ele foi pondo-os num canto. Quando caiu o último pedaço eles uniram-se sozinhos e formaram um espantoso gigante, mas o rapaz com muita calma aconselhou-o a aquecer-se junto à lareira. O gigante vendo que não o conseguia aterrorizar, desapareceu. O rei não teve outra alternativa senão casar a sua filha com o João SemMedo. Uma noite, enquanto dormia, a princesa deitou-lhe água na cara e João acordou assustado pondo-se de pé num salto e, pela primeira vez tinha sentido medo.


Parte preferida e justificação – Não tenho nenhuma parte preferida, mas achei que é um livro que dá para qualquer tipo de pessoas, desde crianças a adultos. COMENTÁRIOS Achaste o título adequado? Sim, achei. Porquê? Porque o João monstra ser uma pessoa sem medo. Inventa outro título – A coragem de um rapaz. ANÁLISE DO PROCESSO DE ESCRITA Escolhe cinco palavras cujo significado desconheces e procura no dicionário: 1. Assemelhavam (Pág.

18) - Tornar semelhantes.

2. Façanhudo (Pág.19) – Carrancudo. 3. Malabar (Pág.19) – Diz-se de certos jogos em que se fazem habilidades de mão. 4. Souto (Pág.87) – Conjunto de castanheiros. 5. Fole (Pág.87) - Instrumento para soprar o lume, para introduzir ar nos canos do órgão.

Procura, transcreve os seguintes recursos estilísticos e explica a sua expressividade: 1. Comparação (Pág.130) – …”refugiou-se na primeira toca do caminho e adormeceu como uma pedra.” 2. Metáfora (Pág.56) – “Esta, uma novata inexperiente recém-saída a Universidade Mágica, pareceu ficar enervada ante a iminência daquela iniciação de tanta responsabilidade.” 3. Metonímia ou Sinédoque (Pág. 104) – “ Fala mesmo ao coração – asseverava outro.” 4. Personificação / Prosopopeia (Pág.87) – “ A brisa despenteava-lhe os cabelos…” 5. Adjetivação expressiva (Pág.10) – “… em virtude duma contínua ostentação de bravata alegre e teimosa na luta, todos conheciam por João Sem Medo.” 6. Sensação visual (Pág. 95) – “ A princesa nº. 46734 é apenas uma imagem.” Joana Monteiro nº12

9º2


7. Sensação auditiva (Pág. 127) – “ Acuda-me! Socorro! Senhor José Gomes Ferreira, salve-me! Salve-me, Senhor José Gomes Ferreira! Socorro!”

Ficha de leitura, aventuras de João sem medo  
Ficha de leitura, aventuras de João sem medo  

Ficha de leitura, aventuras de João sem medo

Advertisement