Issuu on Google+


10 dias de compromisso pela liberdade religiosa Dedique 10 dias da sua vida em favor da salvação dos povos que vivem na chamada Janela 10/40 e dos missionários que se arriscam por amor a eles.

10 ...dias para se informar sobre o drama de cristãos que vivem em países onde não é permitido manifestar a fé em Jesus. ...parceiros de compromisso. ...ofertas para projetos desenvolvidos em regiões de risco à pregação do Evangelho. ...minutos diários de oração pelo crescimento da obra missionária em países fechados ao cristianismo. ...dias que vão abençoar a sua vida e a de muitos povos que têm sede de Deus.


SEU ALVO

de oração A Janela 10/40 abriga 66% da população mundial e ocupa 33% da área total do planeta, compreendendo 62 países. Falar de Jesus nessa região pode custar a própria vida. Essa parte do mundo vai da África Ocidental até a Ásia. Subindo, a partir da Linha do Equador, fica entre os graus 10 e 40, formando um retângulo.

A maioria dos países da Janela 10/40 segue o islamismo. Alguns se dizem laicos, mas não permitem a conversão de seus cidadãos.

Você, que vive em um país livre para manifestar a sua fé, una-se a Missões Mundiais em um clamor para que a Graça do Pai seja manifestada àqueles povos.


“ Porque ele vê as extremidades da terra; e vê tudo o que há debaixo dos céus.” (Jó 28.24)

Sim! Deus sabe todas as coisas que acontecem no Universo. Ele sabe se você se comprometeu em orar e não orou, assim como sabe dos passos de um povo que caminha sem direção, sem conhecer a Verdade. Por isso, antes de começar a orar pelo fim da intolerância religiosa no mundo, procure conhecer um pouco mais sobre esses povos, cujo sistema dificulta o acesso a eles. Acredite: muitos sequer podem ter acesso à internet. Seus olhos estão sendo vendados de todas as formas. Conecte-se com as necessidades desses povos. Informese sobre eles. Acesse nossas mídias e redes sociais, leia nossas publicações e conheça toda a dificuldade que é falar de Jesus às nações fechadas ao Evangelho. Em seguida, junte-se a mais 10 amigos e, durante 10 dias, reserve momentos de 10 minutos de oração em favor da liberdade religiosa e do trabalho missionário. Sozinho, em grupo, online... o importante é que todos se envolvam neste compromisso.


10

Fatos 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10

Mais de 200 missionários estrangeiros foram deportados do Norte da África só em dezembro de 2012. Igrejas evangélicas estão sendo fechadas no Norte da África, Ásia e Oriente Médio. Muçulmanos convertidos ao cristianismo são marginalizados pelos próprios familiares. O proselitismo é extremamente proibido na maioria dos países do Norte da África, Ásia e Oriente Médio. Cristãos sofrem torturas físicas e psicológicas. Apenas igrejas com autorização legal têm permissão para abrir suas portas. Leis proíbem a conversão de islâmicos a qualquer outra religião. Na maioria desses países a distribuição de bíblias é proibida. O acesso a qualquer tipo de informação é dificultado. O discipulado torna-se deficiente. Sem uma base cristã fortalecida, muitos novos convertidos voltam para o islamismo.


Maisque

amigos

Agora que você já sabe os motivos pelos quais orar, escolha amigos e incentive-os também a se informarem sobre a intolerância religiosa no Norte da África, Ásia e Oriente Médio.

10

Pesquisem, compartilhem informações, falem

disso com outras pessoas. Abram os olhos de sua comunidade para este problema mundial.

Lembrem-se: vocês são livres para se expressar. Portanto, não se esqueçam daqueles irmãos que têm que orar escondidos, sob ameaças até mesmo de morte. Orem juntos, online, por telefone. Sugira campanhas de oração ao seu pastor. Incentive sua igreja a também participar destes 10 dias de compromisso.


É preciso

avançar “ Por isso, a criação aguarda ansiosamente a manifestação dos filhos de Deus.” (Romanos 8.19) Quem são os povos não alcançados? O mundo clama por Cristo. Pessoas têm morrido sem ter tido a oportunidade de conhecer a Verdade; muitas sequer tiveram acesso a uma Bíblia. Elas são vítimas de um sistema que promove o engano. Apesar de tanta repressão, a Palavra de Deus não pode deixar de ser anunciada. Segundo a International Mission Board, existem em todo o mundo cerca de 3.800 povos que nunca ouviram o verdadeiro Evangelho. São os chamados povos não alcançados. Esse termo surgiu para definir um grupo de indivíduos no qual não há uma comunidade nativa de crentes capaz de evangelizá-los. Coloque esses povos em suas orações. Assuma este compromisso.


COMO AGIR?

Adote um projeto ou missionário desenvolvido por Missões Mundiais no Norte da África, Oriente Médio e Ásia. A obra missionária tem que continuar. Ore pela segurança dos missionários que estão nessas regiões do planeta. Eles aceitaram o desafio de anunciar Cristo até os confins da Terra. Esteja com eles, seja em oração, oferta, falando pra outras pessoas sobre seus trabalhos ou em possíveis futuras caravanas voluntárias.

Envolva-se. Junte-se a nós nesta missão.


Os países

mais intolerantes A ONU mantém a Unaoc, Aliança de Civilizações das Nações Unidas, responsável pelo diálogo intercultural com a presença de mais de 130 países. A Unaoc foi responsável pelo 5º Fórum Mundial para abordar sobre os riscos da intolerância e do extremismo religioso. Segundo a entidade, o mundo ainda vive sob o clima de xenofobia, conflitos e intolerância em diferentes países. De acordo com a entidade, em muitos países ainda há o desrespeito a símbolos, ritos e literatura religiosa. A Comissão dos Estados Unidos sobre Liberdade Religiosa Internacional, criada pelo Congresso americano no ano de 1998, divulga uma lista dos países onde há mais intolerância religiosa:

1. Mianmar 2. China 3. Egito 4. Eritreia 5. Irã 6. Iraque 7. Nigéria

8. Coreia do Norte 9. Paquistão 10. Arábia Saudita 11. Sudão 12. Tadjiquistão 13. Uzbequistão 14. Vietnã


10 dias de

1º dia

oração Ore por 10 minutos

Sem amor? Nunca “Sem amor, nós não podemos fazer nada para as pessoas”. Como um cristão pode viver em um clima hostil? Por convivência, por testemunho. É assim que acontece no Oriente Médio, no projeto Igreja sem Paredes. Não há como o muçulmano ir até a igreja; é a igreja que o encontra. Abdullah, missionário da terra, crê que é o Espírito Santo que opera no coração de quem ouve e vê seu testemunho. As perseguições têm sido intensas. A Igreja sem Paredes foi proibida de entrar em algumas cidades e de promover qualquer encontro em suas casas. Um dia, durante a madrugada, alguém bateu na porta de um dos irmãos: “Corra! Seu carro está pegando fogo!”. A ameaça era maior: “Se você continuar aqui nessa aldeia, mataremos você e sua família”. A igreja não desistiu. Na reunião daquela semana, Deus levou muitas pessoas para o encontro. Foi necessário alugar um novo local. “Se não fosse o amor, nós não poderíamos ter continuado essa batalha”. Deus colocou compaixão no coração dos irmãos por aqueles que os perseguiam. Eles foram visitá-los em suas casas e, hoje, alguns deles fazem parte da igreja.

Ore Quantas vezes, Deus, nós pensamos que sofremos por causa do teu evangelho, enquanto irmãos como os do Oriente Médio enfrentam a morte por amor ao Teu nome... Perdão, Senhor. Que nós possamos ser suporte em oração para os cristãos desta região, e que nosso amor seja cada vez mais forte por aqueles que são perseguidos por causa de sua fé. Em nome de Jesus, amém.


10 dias de

2º dia

oração Ore por 10 minutos

Missionária, professora, amiga Em algumas regiões do Oriente Médio, quando uma criança repete o ano escolar em uma escola do governo e tem notas baixas no ano seguinte, ela é convidada a se retirar. Nenhuma outra instituição de ensino poderá receber essa criança, pois todas as escolas são do governo. A missionária da terra Azizah Munira cuida dos Pequenos do Reino. Dedicar-se a eles foi algo que nasceu no coração de nossa missionária quando uma mãe a procurou, desesperada. Seu fi lho estava com notas abaixo da média escolar. A vocação de Azizah é ensinar; ela é professora. Num país onde o Evangelho é perseguido, estar próximo das pessoas por meio do que sabemos fazer é uma maneira de viver o amor de Deus sem precisar falar uma palavra. Tudo estaria bem se a criança se esforçasse para aprender, mas… Hassan não gostava muito de estudar. “Hassan”, disse a missionária, “eu tenho um amigo que pode ajudar você. O nome dele é Jesus. Se você acreditar Nele, orar e Ele lhe der sabedoria e ousadia, você vai poder passar de ano”. O menino muçulmano pediu: “Fale de Jesus pra mim!”. Eles oraram juntos. Hassan pediu sabedoria e, sendo atendido, ele passou de ano. Diante dessa experiência, aquela criança pôde ver que Deus agia, respondendo a angústia do seu coração. Hassan aceitou a Jesus! Hoje, 240 crianças participam do Pequenos do Reino recebendo reforço escolar, e suas famílias fazem parte da mesma igreja que Azizah.

Ore Senhor, as crianças precisam conhecê-Lo em todos os lugares do mundo. Elas são o nosso presente. Que especialmente os pequenos do Oriente Médio, onde o Evangelho é perseguido, possam conhecer teu reino e teu amor. Que o projeto Pequenos do Reino seja sempre uma porta para que tua compaixão os alcance. Em nome de Jesus, amém.


Onde hรก perseg


guição religiosa

Coreia do Norte

Uzbequistão Iraque Egito Sudão

Irã

Tadjiquistão

China

Paquistão

Mianmar

Arábia Saudita

Vietnã

Eritreia

Nigéria

Fonte: Comissão dos Estados Unidos sobre Liberdade Religiosa Internacional. www.uscirf.gov


10 dias de

3º dia

oração Ore por 10 minutos

Ensinando Valores “Jesus está morto, tenho medo dele”. Além deste medo, Adib também temia o escuro, dormir e não acordar ou não saber onde poderia estar no dia seguinte. O sistema religioso do seu país não permitia que ele buscasse a resposta da sua dúvida: Quem é Jesus? Um dia, Adib foi à igreja de seu irmão e, lá, recebeu um grande presente para o seu coração: entender que Jesus não estava morto, nem esperando pelas suas obrigações religiosas e pelas suas obras. Jesus esperava Adib dizer: “Perdoa-me, Senhor… Preciso da tua misericórdia”. Foi quando ele, mesmo sabendo da perseguição que enfrentaria, confessou-se a Cristo. Seu pai o proibiu de ir à igreja, mas ele propôs um trato: “Quero que o senhor vá comigo e, se não gostar de alguma coisa, nunca mais entrarei na igreja”. Cumprido o trato, seu pai percebeu que o filho estava num lugar que “fazia bem pra alma”. Daí em diante, Adib passou a levar o amor de Cristo a muçulmanos que nunca tinham ouvido sobre o amor de Deus. Hoje, ele é nosso missionário.

Ore Eu dou graças ao Senhor porque, mesmo em meio à perseguição, Adib Abdullah não abriu mão de Te seguir. O meu desejo como servo é que o Senhor dê sabedoria aos nossos missionários para viverem o Teu amor entre o povo muçulmano. Que eles possam entender que não há outro caminho para a salvação. Em nome de Jesus, amém.


10 dias de

4º dia

oração Ore por 10 minutos

O Bom Testemunho “Por que você saiu de um lugar tão longe para se preocupar conosco aqui?”. Essa pergunta é normal no cotidiano de Veralucia, missionária na África Ocidental. Perseguidos como são, entendem o Brasil como um país rico. “Por quê?” é uma pergunta muito recorrente à nossa missionária. Um menino rico costuma perguntar isso a ela, e a sua resposta é sempre simples: “Estou aqui porque o Senhor me chamou e por amor a vidas que ainda não conhecem ao Senhor. Eu tenho uma mensagem a transmitir. Essa mensagem Deus me confiou, e confiou a muitos outros”. Esta resposta mexeu com ele. Veralucia o conheceu; começaram a conversar. Nos últimos dias, este menino estava percebendo, de fato, a importância de ajudar o outro. Ele abençoou uma das crianças de quem Veralucia cuida, pagando uma cirurgia de olhos para ela. O simples fato de estar ali para abençoar o povo sem querer nada em troca já diz muito a quem tem a fé perseguida naquela região. Viver o amor por meio do dia-a-dia e levar pessoas a viver este amor por meio do exemplo é uma forma de viver como Jesus viveu, superando a força da perseguição do Evangelho, indo em frente pelo poder do Espírito Santo.

Ore Deus, o Senhor tem todo o poder. Conhecer-Te é fruto da Tua graça. Obrigado por isso. Eu peço para que outros possam sentir o toque do Santo Espírito através de gestos de amor, mesmo diante da perseguição. Que atitudes como as de Veralucia mostrem que o Senhor é o Rei dos reis ao povo africano, que começou a encontrar maiores limites para viver a fé em Ti, uma fé que tem transformado o coração de crianças como a desta história. Em nome de Jesus, amém.


10 dias de

5º dia

oração Ore por 10 minutos

Do deserto do Saara Como um nômade no deserto do Saara foi alcançado pelo Evangelho? Pelo poder do Espírito Santo. O mesmo poder que o defende da morte, pois tentaram matá-lo algumas vezes, por causa de sua fé. Quando pequeno, ele memorizou o texto que missionários lhe deram para decorar, num concurso bíblico. Foi assim que a palavra de Deus começou a fazer parte da sua história. Ele havia aprendido que, se pegasse na mão de um cristão, muitas coisas ruins “sairiam” da mão dele; ele se sujaria. Por causa de sua fé, também, seus pais tentaram matá-lo. Sua mãe tentou envenená-lo. Tio e irmãos também. Chegaram a levá-lo a um feiticeiro para “dar um jeito” no menino. Mas ele suportou as aflições em Cristo, superou a perseguição e, hoje, é um homem de Deus, mas que ainda sofre pelo Evangelho. Seu nome não pode ser revelado, mas sua história é o testemunho de quem tem ajudado os missionários de Missões Mundiais no campo a levar Cristo através do amor. Orar por quem dedica a vida ao trabalho missionário arriscando a vida é demonstração de amor de qualquer cristão.

Ore Muito obrigado porque tenho livre acesso ao Senhor. Há pessoas pelo mundo que sequer podem falar em Teu nome. Eu peço ao Senhor, com meu coração prostrado, pela vida dos cristãos perseguidos. Pai, cuida da vida de cada um que renunciou de família, casa, bens, religião e o mundo para servir a Ti. Aqueles que, em nome do Evangelho, sofrem ameaças. Guarda cada um dos meus irmãos, Senhor. Em nome de Jesus, amém.


10 dias de

6º dia

oração Ore por 10 minutos

Quando amamos a Deus, amamos os não alcançados Convidar muçulmanos para entrar em sua casa, construir bons relacionamentos com eles. Mali deixa a casa bem arrumada e faz comidas gostosas para recebê-los. A impressão que Grace tem é de que Jesus faria o mesmo. A moça conheceu o evangelho por meio do casal missionário Dawei e Mali, no Sudeste da Ásia. Ela não conseguia entender o porquê do amor e cuidado deles, mas, um dia, ela percebeu: era o amor de Deus. Grace abriu seu coração para Jesus. Hoje, ela é nossa missionária. Durante seu treinamento, Grace descobriu que as 56 minorias étnicas (grupos de pessoas vinculados a um país, mas que possuem seus próprios costumes, incluindo religião) que aprendeu na escola, na verdade, eram 400. Em todo o Sudeste da Ásia, a maioria nunca ouviu de Jesus. Ela chora e ora com o coração alimentado pelo desejo de alcançar aqueles que são muçulmanos, pois estes são mal vistos pelas maiorias étnicas no Sudeste da Ásia. Agora, ela entende perfeitamente a presença de Dawei e Mali entre este povo: “Eles amam mesmo a Deus e, por causa disso, eu pude perceber que, antes, acho que eu não amava os muçulmanos, ou seja, acho que eu não amava a Deus. Quando amamos a Deus amamos os não alcançados”.

Ore Abençoe, Deus, a Mali, o Dawei e a Grace no dia-a-dia da tua missão, pois eles demonstram o teu amor por meio dos relacionamentos, já que não podem falar abertamente sobre Teu filho, Jesus. E é em nome Dele que oro. Amém.


10 dias de

7º dia

oração Ore por 10 minutos

Nunca desista de Jesus Yani vivia no mundo muçulmano e ouviu de Jesus, crendo que ele é o Salvador. Leu secretamente a Bíblia, mas seu pai descobriu tudo. Embora a amasse e fosse sua única fi lha, ele pediu para que o tio usasse de violência física para “corrigi-la”. Era proibido ler a Bíblia. Mesmo diante da ameaça, a moça continuava a ler, e isto a nutria. Por que ela não desistiu de Jesus? Missões Mundiais crê que essa pergunta tem uma única resposta: o amor de Deus. Ela não negou sua fé; ela e Cristo eram um. Sua situação se complicou e toda a família a ameaçava, levando-a a decidir fugir de casa. Mesmo diante deste cenário, ainda hoje ela segue a Jesus e tem sido uma pessoa que divulga o Evangelho entre os muçulmanos.

Ore Pai de amor, eu oro pela vida de cada irmão que deseja com todo o coração ler a Tua palavra, falar do Teu amor, viver como servo Teu, mas que é impedido disso. Oro por aqueles que sofrem ameaças, como a Yani. Deus, que ela e também todos os outros que são perseguidos possam ter o amor fortificado, aumentado e aperfeiçoado por Ti. Em nome de Jesus, amém.


10 dias de

8º dia

oração Ore por 10 minutos

O que não podemos fazer “Uma moça se converteu dois anos atrás, no Norte da África, e não contou para sua família, até que todos descobriram. Pela perseguição religiosa, ela teve de fugir do país, mas foi interceptada no aeroporto, deportada logo em seguida”. Este é o caso da filha de um dos líderes do país desta história. Sua conversão suscitou a ira naquela região, que vive uma situação de guerra civil desde metade do século XX. Nossa missionária Mariana Duarte teve de deixar o país por conta dessa situação, pois as autoridades concluíram que os estrangeiros faziam parte deste “movimento de conversão” notado por eles. Mariana e outros missionários foram rastreados e encontrados. Ela, levada em um carro sem saber qual seria o seu destino, foi tratada como criminosa, respondendo a muitas perguntas. Não pôde mais voltar à escola onde estudava, pois o diretor, cristão, foi expulso do país com sua família. Um amigo foi torturado, obrigado a olhar para o Sol por horas. “Você precisa sair; tem três dias de prazo”, disseram à Mariana. Contudo, ela quer retornar. “Nossa oração é para que Deus faça o que nós não podemos fazer”.

Ore Não há nada no mundo que não seja Teu. A vida de cada missionário do Norte da África é Tua e está entregue diante do Senhor, para que a Tua mão vá à frente, protegendo-os e consolando-os. Liberta esse país da escravidão de servir a si mesmo; conforta nossos missionários... Eles sofrem porque querem estar neste país e não podem. Lá é o seu lar, Senhor. Cuide de cada um. Em nome de Cristo, amém.


10 dias de

9º dia

oração Ore por 10 minutos

O menino, um lugar, um deserto Uma sombra escura movia-se no meio do lixo. A missionária firmou melhor seus olhos através das lentes de grau: seria algum animal mexendo nos restos? Não. Era uma criança entre a vida e a morte. Poderia ser apenas mais uma dentre as milhares que os campos de refugiados do Norte da África produzem a cada dia. “Não chore, criança! Eu vou cuidar de você!” O Norte da África vive hostilidades quando o assunto é Jesus Cristo. Num lugar como esse, o amor de Deus deve ter menos palavras e mais vida. Foi assim que aquele menino tão magrinho – mas tão magrinho, que seus quase três anos de idade estavam escondidos na aparência da sua pouca saúde – sentiu o amor do Pai. O pequeno estava com câncer de fígado. O que dizer? Pensar? Fazer? A cura seria impossível… improvável. Mas Ravunah – Jeová para os cristãos do Norte da África – revelou-se em milagres de amor e graça! O impossível aconteceu: quem, agora, corria entre os beduínos, cheio de alegria e saúde? Ele! Nosso pequeno menino, curado de toda dor, trauma e medo! Uma criança feliz e cuidada! O coração da missionária Ludmila Gaspar entende que essa é uma vitória de quem decide estar em missão todos os dias, vivendo os sonhos de Deus para a humanidade. Jesus na vida das crianças. Salvação.

Ore Menos palavras, mais vida, Deus, mais ações.. Aonde nós, filhos Teus, chegamos, deve chegar também o teu amor, tua paz, tua compaixão e justiça. Obrigado porque esse pequeno menino do Norte da África pôde viver o milagre da Tua graça através da sensibilidade da nossa missionária. Obrigado porque ele, mesmo em meio à perseguição, viveu o Teu amor, sendo amado. Em nome de Jesus, amém.


10 dias de

10º dia

oração Ore por 10 minutos

Eles acreditam Silêncio. Todos lado a lado. Mãos estendidas em sinal de rendição a Deus. Deus? Sim! Eles acreditam que existe um Deus! Veralucia, missionária na África Ocidental, região onde a intolerância religiosa tem crescido, evangeliza uma família muçulmana há cinco anos; é a família de Traoré. Ela sabe que o Espírito é quem convence os corações, por isso, espera em Deus a transformação desta família. Um dia, uma amiga ligou pra ela contando uma novidade: “Sabe o monsieur Traoré? Ele disse que, quando você voltar, ele vai aceitar a Jesus!”. Glórias a Deus! Monsieur Traoré sempre diz à nossa missionária: “Tenho certeza que, se você orar, Deus vai abençoar”. Outro dia, ele pediu para que Veralucia falasse com o Pai sobre seu cunhado. O rapaz estava com uma enfermidade muito séria. “Vou orar”, ela confirmou. “Eu sei que você vai orar” – palavras de Traoré. Alguns dias depois, chega a notícia: “Ele está bem melhor”. O bonito é saber que o monsieur Traoré afirmou para o seu cunhado, com o coração voltado para Deus: “Tenho certeza de que a Veralucia orou por você”.

Ore Pai de amor, Deus de bondade, muito obrigado porque, através do teu amor e misericórdia, tens alcançado pessoas sedentas por tua palavra na África. Apesar de toda miséria e idolatria vivida naquele continente, pessoas como o monsieur Traoré estão se achegando a Ti, convivendo com gente que fala do Teu amor, como nossos missionários. Que a vida de cada africano seja restaurada e livre do pecado. Em nome de Jesus, amém.


Testemunhe Cristo ao

Norte da África, Oriente Médio e Ásia Apesar de um dos países do Norte da África ter deportado mais de 200 missionários estrangeiros em dezembro de 2012, Missões Mundiais ainda mantém o trabalho nesta nação por meio de obreiros da terra e também em outros países desta região do continente africano.

É preciso fé, convicção e persistência para viver o Evangelho Nesses países carentes do verdadeiro Deus, Missões Mundiais atua com projetos que testemunham o amor do Pai pelos povos árabes.

Projeto Bíblias para China Bilhões de chineses anseiam pela Palavra de Deus

A China é o país com a maior população do mundo, com mais de 1,3 bilhão de pessoas, das quais 3% são cristãs. Mesmo com a impressão de bíblias pela igreja oficial (autorizada pelo governo), não há exemplares suficientes para atender às pessoas que se convertem. A China é um dos países mais fechados à entrada de missionários estrangeiros.


Projeto Associação Nova Vida Esperança para meninas e mulheres no Norte da África

A igreja evangélica no Norte da África precisa se tornar visível e vitoriosa. Na busca por este objetivo, Missões Mundiais desenvolve o projeto Associação Nova Vida, a fim de anunciar o Reino de Deus nos países de fala árabe naquela região. O foco são as mulheres e meninas, muito discriminadas na sociedade.

Oásis de Esperança Uma nova geração para o mundo árabe

Em toda a África, é possível encontrar diferentes povos em busca de um oásis. No norte do continente, estão árabes que, ao longo dos séculos nessa busca, vivem em confl ito com seus vizinhos. Diante de um cenário de confl itos, desigualdades sociais e falta de amor, um casal missionário brasileiro desenvolve um trabalho com crianças, a fim de formar uma nova geração, seguidora do verdadeiro Deus. Ore, oferte, mobilize e, se preciso for, seja um dos que vão até os confins da Terra para testemunhar as Boas Novas de salvação.

Não fique de fora do que Deus está fazendo no mundo. Envolva-se com Missões Mundiais.


E agora? Você já orou, se informou e agora conhece um pouco mais sobre o drama daqueles que anunciam o Evangelho em países do Norte da África, Oriente Médio e Ásia onde há intolerância religiosa. O que acha de dar novos passos que ajudarão a alcançar aqueles povos que desconhecem o plano de salvação? “ Meus filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas por obra e em verdade.” (1 João 3.18) Ligue para a Central de Atendimento do Programa de Adoção Missionária ( PAM ) e conheça os projetos da JMM no Norte da África, Oriente Médio e Ásia. Central de Atendimento JMM:

2122-1901 (cidades com DDD 21) 0800-709-1900 (demais localidades) pam@jmm.org.br colabore@jmm.org.br Rua Senador Furtado, 71 Praça da Bandeira, RJ CEP: 20270-021



10 Dias de Compromisso pela Igreja Perseguida