Page 1

Sul ede 30 deLitoral dezembro Vale do Ribeira 30 de dezembro de 2011 Ano II Edição 20

1

2011

Marcelo Strama lidera pesquisa de intenção de voto Ex-vereador lidera com 32,5% a pesquisa do Instituto Mata Atlântica Fotos: Facebook.com

O Instituto de Pesquisas Mata Atlântica (IPMA), vinculado ao jornal Mata Atlântica, realizou sondagem de intenção de voto para prefeito de Itanhaém nos dias 22 e 23 de dezembro. Foram entrevistados 1.030 eleitores residentes no Município. A margem de erro é de 2,5 pontos percentuais para mais ou para menos. Pelo levantamento do instituto, se as eleições fossem hoje, o ex-vereador Marcelo Strama (PSB) seria eleito prefeito de Itanhaém. Strama aparece isolado na frente com 32,52% das intenções de voto. Ele é seguido pelo vice-prefeito Ruy Santos (PR), que tem 17,28%. Em terceiro aparece o atual presidente da Câmara Marco Aurélio (PSDB), com 16,89%. A vereadora Prof. Regina (PT) está

em quarto, com 9,22%. As pessoas que não souberam responder somaram 7,77% e as que declararam que votarão em branco ou nulo somam 16,31%. Se forem considerados apenas os votos válidos, Marcelo Strama fica em uma situação ainda mais confortável, com 42,84% da preferência do eleitorado, contra 22,76% de Ruy Santos; 22,25% para Marco Aurélio e 12,15% para Regina. Marcelo Strama comentou os resultados da pesquisa. Ele entende que os números refletem o trabalho e a dedicação do seu grupo político. “Foi um ano bom, com importantes debates e discussões de temas vitais para o desenvolvimento da cidade. Sobre a pesquisa, gostei dos resultados”.

Estado lança Operação Verão 2012 O Governo do Estado de São Paulo lançou no Parque Roberto Marinho, em Santos (Conhecido como Emissário Submarino), a Operação Verão 2012. Ações e projetos relacionados a diversas áreas serão apresentados, e a Secretaria de Turismo estará presente com os três principais relacionados ao litoral: Festival de Verão – Roda SP, Turismo do Saber – Interior na Praia e Passos dos Jesuítas – Anchieta. O Roda SP é um projeto itinerante, que desde julho percorre diversas regiões do estado acompanhando os grandes fluxos de turistas em festas, eventos e férias escolares. Para essa temporada, até 5 de fevereiro, os ônibus circulam nas oito cidades litorâneas entre Peruíbe e Bertioga, com sete rotas diferentes e pontos de parada nos principais pontos turísticos. Com um ingresso de R$ 10,00, o turista pode subir e descer do ônibus quantas vezes quiser por dois dias consecutivos. Passos dos Jesuítas – Anchieta é uma rota de caminhada e contemplação que envolve diretamente 13 cidades e 360 km do litoral paulista, inspirado nos caminhos percorridos pelos catequistas na época da colonização do Brasil. O destaque vai para o padre, professor, historiador e poeta José de Anchieta. Para participar, basta se inscrever no site www.caminhasaopaulo.com.br e retirar uma identificação eletrônica. Essa identificação será trocada por um Cartão Inteligente, que, ao ser passado por um dos 15 pórticos espalhados pelo

caminho, registra os locais por onde o viajante passou em seu espaço no próprio portal do programa. Quando o caminhante passa por 12 pórticos eletrônicos em menos de um ano, o portal emite automaticamente a “Jesuit Magna”, o certificado de que sua jornada foi completa. Ele também passa a concorrer a viagens para Santiago de Compostella, onde há o famoso caminho peregrino que inspirou a elaboração do projeto. Turismo do Saber – Interior na Praia – Depois de levar 640 crianças de escolas públicas do litoral para conhecer o Vale do Paraíba, em Julho, o Governo do Estado agora vai levar 1280 estudantes (o dobro) do interior para conhecerem a praia. Serão 32 municípios visitantes e 15 anfitriões. O programa é realizado em parceria a Fundação Prefeito Faria Lima, a Secretaria de Educação e as prefeituras municipais, com o objetivo de proporcionar que crianças de famílias com baixa renda possam conhecer lugares completamente novos do que estão acostumadas, unindo diversão, lazer, e conhecimento.

Atualmente cidade tem 4 pré-candidatos a prefeito com liderança isolada de Marcelo Strama

73,79% reprovam o governo Forssell Em levantamento anterior, no início do ano, 42,1% da população disseram que o chefe do Executivo é corrupto O levantamento elaborado pelo Instituto de Pesquisas Mata Atlântica (IPMA), vinculado ao jornal Mata Atlântica, trouxe também números negativos para a Administração Municipal. Para 73,79% o governo Forssell é ruim ou péssimo, e apenas para 16,5% ele é bom ou ótimo. Dos entrevistados 9,71% não souberam avaliar a questão. Em outra questão, se o eleitor aprova ou não o governo do Prefeito Forssell, que completa no próximo

dia 31 de dezembro, 7 anos, os entrevistados responderam da seguinte forma: 75,73% reprova e 24,27% aprova, ou seja, a insatisfação por parte dos moradores continua a mesma desde o último levantamento do Instituto de Pesquisas A Tribuna, realizado em janeiro deste ano. Naquela pesquisa inclusive, um dos itens que chamou a atenção é que quase metade da população, 42% achavam que o Chefe do Executivo é corrupto.

Forssell que entra agora no último ano do governo


2

30 de dezembro de Direção Edson Luiz Oliveira Santos

Editorial & Artigos

Até quando? Infelizmente, Itanhaém vem ganhando cada vez mais destaque nas páginas policiais de diversos jornais, inclusive de circulação nacional, pelos constantes casos de violência registrados na Cidade. O último deles foi o assassinato de um aposentado, morador do bairro Santa Júlia. A vítima foi morte em plena ceia de natal. Até quando? II Para se ter uma ideia da repercussão deste caso, a notícia foi veiculada na Rádio Bandeirantes, jornal Folha de São Paulo, jornal A Tribuna e Tv Tribuna. Itanhaém doente A cada dia que passa, o Pronto Socorro vem se tornado um caos para quem necessita de atendimento médico. Além das questões corriqueiras do PS como a falta de estrutura e das péssimas condições de

Projeto Gráfico e Diagramação Mata Atlântica Editora e Publicidade

Publicidade Edson Luiz E-mails: jornalmatlantica@gmail.com editoredinho@uol.com.br

Fotografia Jornal Mata Atlântica, Colaboradores e Assessorias de Imprensas

Administração Edson Luiz E-mails: jornalmatlantica@gmail.com editoredinho@uol.com.br

trabalho dos profissionais, infelizmente está se tornando rotina a unidade ter apenas um médico para atender os pacientes. Itanhaém doente II Enquanto os pacientes continuam sofrendo com a falta de médicos, o Prefeito preferiu investir na reforma da entrada do PS. O destaque da obra ficou por conta da instalação de uma porta preta na entrada. Dizem que a ideia foi para as pessoas da rua não verem o descaso no atendimento no Pronto socorro. Sou o pior do pior de Itanhaém O Instituto de Pesquisa A Tribuna realizou uma pesquisa na cidade para avaliar a opinião da população sobre o desempenho do Prefeito Forssell a frente da Prefeitura. Os números apontaram que o Chefe do Executivo, o mesmo que apoia o Marco Aurélio, bateu recorde de reprovação, com 72,6% de insatisfação,

REDAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO ITANHAÉM - SÃO PAULO Tel. (13) 9788 5760 Nextel (13) 7809-9079 ID 90*12945 Av. Condessa de Vimieiros 770 - Centro Itanhaém - SP - CEP 11740-000

2011

Jornal Mata Atlântica é uma publicação da Mata Atlântica Editora e Publicidade CNPJ 04.456.858/0001-16 Períodicidade quinzenal tiragem de 10.000 exemplares. Distribuição dirigida e em bancas do Litoral Sul e Vale do Ribeira. As materias e artigos são de responsabilidade de seus autores. Todos os direitos reservados.

ou seja, o pior prefeito da história de Itanhaém. Sou o pior do pior de Itanhaém II Outro dado curioso foi relacionado a imagem do Forssell. Segundo a pesquisa, 42,1% dos entrevistados falaram que o Prefeito é corrupto e 79,7% avaliaram ele como alguém que trabalha pouco. Que amigo, hein? Um detalhe que chamou a atenção nas redes sociais durante a última semana foi à circulação de diversas fotografias do pai de um vereador, muito bem relacionado com Forssell, respondendo a pesquisa de avaliação do Prefeito. Que amigo, hein? II A dúvida que ficou, já que o resultado da pesquisa foi de 72,6% de rejeição do Prefeito Forssell, foi se o amigo quis contribuir com a reprovação ou se tentou diminuir a insatisfação da população.

Baixada Santista não terá abastecimento de água comprometido, garante Sabesp A dois dias da virada do ano, Guarujá, Santos, São Vicente, Praia Grande e Mongaguá registram queixas de falta d´água. De acordo com o superintendente da Sabesp João César Queiroz Padro, o abastecimento está normal e pleno e não há motivos para preocupação. "Tivemos um pro-

blema apenas na Vila Progresso, em Guarujá, onde ocorreu uma troca da tubulação e uma manutenção na estação elevatória. Este trabalho foi finalizado na manhã desta terça-feira, e só estava faltando água na Rua 6, Rua 2 e Rua 8, afetando aproximadamente 50 imóveis". Em Praia Grande, na

Maxilândia, o superintendente contou que foi um problema pontual e que a situação foi normalizada. Segundo a empresa, não houve reclamação no sistema 0800-05-50-195. "A gente pede para a população fazer a reclamação para os técnicos irem ao local e diagnosticar qual o problema,

que pode ser um entupimento no cavalete, um vazamento, uma oscilação de energia que causa algum problema no bombeamento". Em Santos, no Morro do José Mernino, moradores acumularam louças e roupas sujas e ficaram sem banho na noite de Natal, em

um dos dias mais quentes deste verão. O fornecimento de água voltou ao normal às 2 horas de domingo, dia de Natal. e secas. Na ocasião, o superintendente João César Queiroz Prado alegou que “o sistema de abastecimento funcionou plenamente durante o dia de domingo”. Ainda,

segundo ele, “problemas pontuais e isolados podem acontecer”. A Sabesp informou que investiu, nos últimos cinco anos, R$ 2,2 bilhões no reforço do abastecimento de água e de esgoto. "Estamos preparados para a temporada, mas pedimos para a população evitar o desperdício".


30 de dezembro de

3

2011

Geral Dias de feriado nacional e ponto facultativo são divulgados pelo Governo 2012 ainda não começou, mas os brasileiros já podem conferir os dias de feriado e programar o descanso. No Diário Oficial da União desta segunda-feira, o Ministério de Planejamento Orçamento e Gestão divulgou os dias de feriado nacional no próximo ano. O órgão ainda estabelece datas de ponto facultativo para os órgãos públicos federais. Segundo o texto da portaria nº 585, de 22 de dezembro de 2011, as datas consideradas feriados nacionais são: 1º de janeiro (Confraterniza-

ção Universal), 21 de abril (Tiradentes ), 1º de maio (Dia Mundial do Trabalho), 7 de setembro (Independência do Brasil), 12 de outubro (Nossa Senhora Aparecida), 2 de novembro (Finados), 15 de novembro (Proclamação da República) e 25 de dezembro (Natal). Outro feriado divulgado é de 28 de outubro, em que funcionários públicos comemoram o Dia do Servidor Público, conforme a Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990. Dentre os pontos fa-

cultativos estão: 20 e 21 de fevereiro (Carnaval), 22 de fevereiro (quartafeira de Cinzas, sendo ponto facultativo até as 14h), 6 de abril (Paixão de Cristo), 7 de junho (Corpus Christi), 24 de dezembro (véspera do Natal) e 31 de dezembro (véspera de Ano Novo). A portaria, assinada pela ministra Miriam Belchior, estabelece que os órgãos federais irão observar em cada localidade os feriados declarados em leis estaduais e municipais e que os serviços essenciais de cada área deverão ser mantidos.

Hospital Emílio Ribas ganha sua primeira ‘filial’ Hospital centenário agora terá unidade na Baixada Santista; 1ª fase inclui entrega de 10 leitos e serviço de telemedicina O governador Geraldo Alckmin entregou nesta sexta-feira, 23 de dezembro, no Guarujá, a primeira “filial” do Instituto de Infectologia Emílio Ribas, centenário hospital da capital paulista referência em tratamento de doenças infectocontagiosas pertencente à Secretaria da Saúde. A unidade vai funcionar no antigo prédio do hospital “Ana Parteira” e terá a expertise do maior hospital de infectologia do Brasil. Com implantação gradativa dos serviços, o Emílio Ribas Guarujá Baixada Santista abrirá, de imediato, 10 leitos, dos quais três para terapia intensiva, para suporte referenciado de pacientes encaminhados por outros serviços de saúde da Baixada Santista para o cuidado de diferentes doenças infecciosas como leptospirose, doença meningocócica, salmonela, conjuntivite, hepatites e quadros mais graves de dengue. Cerca de 10 mil exames laboratoriais também serão oferecidos pelo hospital de forma referenciada a outras unidades de saúde nesta primeira etapa.”A Baixada Santista está sendo a primeira referência fora de São Paulo em moléstias infecciosas e a primeira, fora de São Paulo, da rede paulista de com-

bate ao câncer, referência do ICESP. Com isso, a região vai ganhando uma autonomia de resolutividade, de alta complexidade para casos importantes”, ressaltou o governador. Quando estiver operando em plena capacidade, o novo hospital estadual contará com 54 leitos de internação para realizar até 15 mil internações anuais. O Emílio Ribas Guarujá - Baixada Santista terá custeio anual de R$ 33,6 milhões pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, com gestão do Instituto de Infectologia Emílio Ribas de São Paulo e convênio para gerenciamento de recursos humanos com a Fundação Zerbini. “A Baixada Santista vive um momento histórico, pois uma instituição centenária de saúde vai compartilhar toda a sua experiência no combate e tratamento das doenças infecciosas. Esse importante investimento resultará em um expressivo impacto no perfil das principais endemias atendidas na região”, diz o coordenador da Agência de Saúde da Baixada Santista e diretor do Instituto Emílio Ribas, David Uip. Telemedicina O Emílio Ribas Guarujá - Baixada Santista também contará,

desde já, com um serviço de Telemedicina que será coordenado pela Faculdade de Medicina da USP. O recurso online será utilizado para a realização de aulas, treinamento de processos e fluxos, e será um dos principais instrumentos para a extensão da experiência médica do Emílio Ribas de São Paulo a ser aplicada na “filial” do Guarujá. Com a tecnologia, os médicos poderão definir em tempo real procedimentos e condutas nos tratamentos dos pacientes internados. O moderno serviço pretende abranger os nove municípios da Baixada. Os municípios serão cadastrados para participar do projeto. A Telemedicina vai contribuir na participação mais ativa do ensino e pesquisa da Instituição. Nesta rede, está prevista a integração de 40 instituições educacionais que atuam no campo científico da saúde. A previsão é que o serviço de telemedicina tenha capacidade plena de operação ainda no primeiro trimestre de 2012. No total, serão 200 funcionários entre médicos, profissionais de saúde e administrativo. Para a fase inicial, foram investidos cerca de R$ 8,5 milhões em obras e equipamentos.

São Paulo tem 15,58% de aumento em casos de latrocínio em 2011 Os latrocínios (roubo seguido de morte) no Estado de São Paulo registraram aumento de 15,58% nos primeiros 11 meses do ano. Até novembro foram registrados 267 casos, ante 231 no mesmo período do ano passado. Na região do Deinter 6, que engloba os municípios da Baixada Santista e Vale do Ribeira, foram registrados 16 casos até o momento durante o ano, com 17 vítimas fatais. As informações constam das Estatísticas Mensais da Crimi nalidade, contabilizadas pela Coordenadoria de Análise e Planejamento (CAP) da Secretaria da Segurança Pública (SSP). A região e o Vale do Ribeira também registraram queda no número de sequestros no período de janeiro a novembro, em relação ao mesmo período do ano passado. As extorsões mediante sequestro caíram de quatro para apenas uma. Um dado que vem aumentando na Baixada

Santista é o número de homicídios provenientes de acidentes de trânsito. Nos 11 primeiros meses do ano foram 304 casos na região. Homicídios O número de homicídios dolosos no Estado caiu 3,95% de janeiro a novembro. Foram 3.789 casos em 2011, contra 3.945 no mesmo período de 2010, ou seja, 156 ocorrências a menos. Faltando apenas um mês para fechar as estatísticas do ano, São Paulo tem taxa de 9,89 homicídios por grupo de 100 mil habitantes. É a primeira vez na história recente que o Estado completa 11 meses com taxa de homicídios abaixo de 10/100 mil, fora, portanto, da zona considerada epidêmica pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Na região do Deinter 6 também houve queda de 2,65% no número de homicídios de dezembro de 2010 a novembro de 2011, em comparação com o mesmo período do ano anterior.

Furto de veículos Nos 11 primeiros meses deste ano, houve redução de 3,40% no número de furto de veículos, em um total de menos 155 casos de janeiro a novembro de 2011, em comparação com igual período de 2010. Roubos de carga Os roubos de carga caíram 4,04% nos primeiros 11 meses do ano. O número de roubos de carga no mês passado caiu de 739 para 611. Roubos De janeiro a novembro, os roubos em geral se mantiveram numa faixa de estabilidade, com oscilação positiva de 1,33%, o que corresponde a 2.838 casos a mais que no mesmo período do ano passado. Foram registrados 217.014 casos até novembro, contra 214.176 nos primeiros 11 meses do ano passado. Em novembro, foram registrados 231 roubos a mais que no mesmo mês do ano anterior - aumento de 18.929 para 19.160 casos.

‘Golpe da casa de praia’ lidera em queixas Turistas ainda caem em estelionato típico de fim de ano; dica é sempre negociar in loco

Chegar à praia certo de que se tem um lugar para ficar e descobrir, em cima da hora, que o apartamento ou a casa alugados com semanas de antecedência não é bem aquilo que foi prometido - ou pior, nem existe. É o roteiro de um golpe que nunca sai de moda e, surpreendentemente, ainda lidera as reclamações de turistas nas delegacias litorâneas de São Paulo. Praia no Guarujá: turistas devem ficar atentos a ofertas e negociar in loco O cenário é perfeito e a vontade de aproveitar “a” oferta cegam quem cai nesse estelionato. A polícia recomenda que o turista não se afobe, que não tenha pressa antes de definir o local onde pretende ficar, para não ser ludibriado. “A locação deve ser feita in loco. A oferta é grande no litoral, não precisa fechar algo pela internet, sem saber o que está sendo oferecido de fato”, afirma o titular da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Santos, o delegado Luiz Henrique Ribeiro Artaxo, acostumado a ouvir histórias de quem foi enganado por estelionatários. “Algumas

pessoas crescem os olhos em ofertas insustentáveis. Temos casos em que nem o imóvel existia de fato ou, se existia, já estava ocupado por outras pessoas.” O delegado titular do Guarujá, Claudio Rossi, diz já ter registrado o golpe neste fim de ano. A expectativa é de que mais enganados comecem a aparecer na delegacia a partir desta semana. “O pessoal ainda não chegou”, disse, na semana passada. Rossi ainda dá dicas para quem vê surgir à frente a oferta dos sonhos. “Não dá para mandar dinheiro sem verificar se o imóvel está realmente para alugar. Se for apartamento, vale a pena ver o endereço do prédio, ligar na portaria e falar com o síndico. Não adianta telefonar para o número oferecido por quem pretende fechar o negócio.” A mesma internet que favorece a aplicação dos golpes também pode ser usada com inteligência por quem pretende se prevenir. “Muitas vezes, eles dizem que o apartamento ou a casa ficam de frente para o mar, mas podem estar a seis quadras da praia...

Vale consultar a real localização pelo mapa da cidade.” Desatenção A falcatrua envolvendo o aluguel para a temporada é a principal queixa, mas não a única ameaça a quem pretende aproveitar alguns dias à beira-mar. “O principal problema é que a pessoa deixa de procurar os cuidados que normalmente teria onde mora. Na capital, por exemplo, ninguém deixa a bolsa dentro do carro ou sobre uma toalha no meio da rua. Agora, vem para a praia e comete esses deslizes. Aqui também tem os oportunistas”, diz Artaxo. Já o delegado Rossi lembra de pessoas que até deixam as chaves dos carros enterradas na areia ou encaixadas nas rodas e vão se divertir no mar. “Os ladrões observam à distância e levam tudo o que está dentro do veículo.” E os cuidados não se limitam ao litoral: nos dez primeiros dias de dezembro, o Centro de Operações da Polícia Militar (Copom) recebeu 50% mais chamados de vítimas de estelionatários na capital.


4

30 de dezembro de

2011

Cidade de

Itanhaém

No vo Ender eço Nov Endereço 20/12/2006

770


30 de dezembro de

5

2011

Cidade de

Itanhaém Cesinha recebe amigos em ato político EM DIA HISTÓRICO PARA A NOVA GERAÇÃO DA POLÍTICA ITANHAENSE, MAIS DE 400 PESSOAS PRESTIGIARAM ATO POLÍTICO QUE DEU INÍCIO A UM NOVO CAMINHO PARA ITANHAÉM.

“Nossa trajetória de vida é uma história de muito trabalho, muito estudo, muitos amigos e muita preocupação com os assuntos que envolvem a nossa cidade. Iniciamos nossa participação política por conta do zelo e amor que temos por esta terra.” afirmou Cesinha “Um caminho que está só começando, um caminho de confiança, respeito ao ser humano, credibilidade, disposição e muito trabalho que fortalece a esperança de vivermos tempos melhores em nossa cidade.” afirmou Marcelo Strama

Com a presença do pré-candidato a prefeito de Itanhaém Marcelo Strama, do vereador Zé Renato e do ex-vice Prefeito de Itanhaém, Dr. Alder Ferreira Valadão, o presidente do PP de Itanhaém, César Ferreira, organizou um Ato Político para fortalecer ainda mais o grupo que representa a nova geração da política itanhaense. Estiveram presentes também o ex-vereador Osvaldo Dominiski, lideranças de diversos segmentos e bairros da cidade, assessoria do vereador Milton Campos, além de amigos e familiares. Cesinha ressaltou que muitas coisas que vem acontecendo por conta da forma que é conduzida a cidade, como o desrespeito ao meio ambiente, o descaso com a saúde pública e com os bairros, o abandono ao esporte, além de interesses diversos que não sejam o interesse público no governo, levam a população a caminhar para um novo caminho. “A mudança é saudável, principalmente quando o ambiente e as pessoas esperam por uma transformação verdadeira. Itanhaém merece um governo que defenda suas raízes, sua história, sua cultura e acima de tudo o bem estar e a saúde da população” afirmou Cesinha


6

30 de dezembro Faleceu na manhã desta terça-feira (27), em Santos, aos 68 anos,dea 2011 senhora biomédica, Paula Regina Strama.

Vereadores de

Itanhaém Zé Renato faz balanço do seu ano Legislativo

Após três anos de mandato na Câmara Municipal de Itanhaém, espaço no qual esteve sob seu comando enquanto Presidente, de 2009 a 2010, e que neste ano de 2011 proporcionou ao parlamentar ampliar seu trabalho como representante da população. Zé Renato faz o balanço da atuação do seu mandato e se firma como uma das principais lideranças políticas para as eleições de 2012. Como vereador mais votado da história da cidade em 2008, obtendo mais de 2mil votos, Zé Renato esta traduzindo toda a confiança que recebeu da população em trabalho e responsabilidade com as questões públicas. Neste ano de 2011 demonstrou ainda mais competência e ousadia em ajudar a melhorar a vida da população, conseguindo importantes conquistas para toda a cidade.

Primando pela ética e transparência nos atos do legislativo e determinação na busca de resolver os problemas de Itanhaém, Zé Renato demonstra que nesse último ano seu trabalho foi todo articulado para fortalecer sua atenção aos munícipes. “Como vereador atendo a população realizando muitas reuniões com as entidades de bairros para identificar carências. Assim, aumento a interlocução do nosso mandato com o público deixando as pessoas a vontade para nos procurar”, comenta. Principais propostas apresentadas por requerimentos em 2011: Confira através da opinião do vereador Zé Renato as propostas apresentadas através de diferentes requerimentos, no que diz respeito aos diversos setores da sociedade itanhaense.

Política Social Acredito que é preciso incrementar a política social do município, aumentando a ajuda às entidades sociais. Para isso é necessário um projeto de política social, para suprir as desigualdades, acabando com a exclusão social. Devemos investir mais nas associações de bairro, e aumentar o número de projetos sociais. Esporte/Lazer É necessário disciplinar esta área, pois está diretamente ligada ao bem estar da população. Não podemos admitir,que não haja por parte da prefeitura, incentivo às competições amadoras de futebol, e outras modalidades. Nossa Itanhaém possui um intenso acervo de competições, que foram marcantes, e fazem parte da história de muitos itanhaenses. Devemos revitalizar os espaços públicos esportivos, investir nos nossos atletas, sabemos que muitos filhos de Itanhaém por falta de incentivo disputam competições, e conquistam títulos por outra cidade. Isso não pode mais acontecer. Saúde Neste campo devemos respeitar o direito consagrado na Constituição, de acesso a um sistema de saúde digno, onde se respeite o direito a vida. Recursos existem, mas é necessário um planejamento

de investimentos, colocar pessoas capacitadas na gestão. O direito a saúde, nos termos do art. 196 da Constituição Federal, pressupõe que o Estado deve garantir não apenas serviços públicos de promoção, proteção e recuperação da saúde, mas também, dotar políticas econômicas e sociais que melhorem as condições de vida da população, diminuindo assim, o risco de adoecer. Funcionalismo Público Sempre digo que é preciso valorizar o servidor público, que é um importante agente na construção do poder social. Ao contrário das pessoas que desempenham cargos políticos, de confiança, ou contratados, que prestam serviço ao poder público temporariamente, o servidor público estatutário permanece desempenhando sua função, ano após ano, tornando-se portanto, profundo conhecedor da gerência de prestação de serviço à população. Educação Antes de mais nada, quero aqui explicar quais são as responsabilidades do município com relação a Educação: Algumas responsabilidades são bem de-

finidas, sendo que duas, com certeza, merecem destaque: o fornecimento da Educação Básica gratuita para crianças de zero a cinco, e do Ensino Fundamental (1º ao 5º ano), também sem ônus algum ao estudante. Podemos ainda registrar, a obrigação do Poder Executivo com a Educação de Jovens e Adultos, tanto para quem não teve acesso aos estudos, quanto para aqueles que por algum motivo precisou interrompe-los antes da conclusão; educação especial, alunos especiais devem ser matriculados em escolas regulares, com atendimento especializado; gratuidade em qualquer série do ensino fundamental, assim como o material didático, que inclui, material de estudo, material recreativo e uniformes. E ainda, é obrigatório o transporte de ida e volta do aluno, alimentação e assistência a saúde. A capacitação especializada, ou seja, os investimentos em pessoal docente, e em outros profissionais da educação são verbas previstas nos recursos repassados aos municípios. Deve-se investir em política de valorização do funcionalismo da edu-

cação, plano de salário digno, e melhorias nas condições de trabalho. Digo ao gestor da educação, que devemos cumprir a Lei, e escutar aqueles que estão nas escolas, essa é a melhor forma de termos uma boa Política Educacional. Segurança O aumento da violência é consequência da ausência de política de prevenção, como a falta de investimentos em política social, esporte e lazer, saúde e educação. Como os municípios do Brasil, não possuem policias próprias (apenas guardas civis, em geral limitados à proteção de patrimônio público), para enfrentar a violência criminal, é necessário uma política preventiva de natureza não policial, sempre contando com a colaboração dos policiais estaduais (militar e civil). Acredito que essa limitação possa ser convertida em virtude, se houver criatividade. Seria necessário instituir fontes alternativas de atração ou recrutamento dos jovens. O Poder Público Municipal teria de proporcionar benefícios materias, como emprego e renda, aplicar política pública para valorizar o jovem, criando oportunidades para que exerçam suas virtudes e potencialidades criativas e expressivas.

Nota de Falecimento

Adeus D. Helena Faleceu na manhã desta terça-feira (27), em Santos, aos 68 anos, a senhora Helena Strama, mãe dos empresários Marcelo Strama e Sandro Strama, e da biomédica, Paula Regina Strama.


7

30 deStrama, dezembro dedos 2011 a Helena mãe empresários Marcelo Strama e Sandro Strama, e da

Cidade do

Itanhaém Idoso é morto a tiros durante tentativa de assalto

Poucas horas antes da ceia de Natal, Gilmar Rodrigues dos Santos, 63 anos, foi morto a tiros durante tentativa de assalto à casa onde morava, em Itanhaém. Ele recebia um casal de parentes no portão quando foi abordado. O homicídio aconteceu por volta das 22 horas deste sábado. O morador da residência situada à Rua Turquia, nº 35, no Balneário Santa Júlia, foi abrir o portão da garagem para familiares de São Bernardo do Campo, que vieram passar as festas de fim de ano na cidade. Enquanto o casal estacionava o carro, Gilmar foi surpreendido

por três homens armados que pretendiam assaltar a casa. Por impulso, ele tentou fechar a porta e impedir que os criminosos entrassem. Sem conseguir conter os assaltantes, Gilmar foi puxado para fora e entrou em luta corporal. O idoso segurou o braço de um dos criminosos, mas foi agredido, baleado e morreu no local. Ele sofreu ferimentos na nuca, lábios e sobrancelha. O IML não informou o número de perfurações por bala, no entanto, testemunhas relataram que ouviram de três a quatro disparos. A reportagem apurou ainda que Gilmar

também era de São Bernardo do Campo e morava há alguns anos em Itanhaém, com a esposa. Ela, assim como o casal que presenciou o crime, disseram que no momento da abordagem estavam pouco mais distantes do portão e que se jogaram no chão, ao ouvirem os disparos,. Os três criminosos fugiram sem levar nada e não deixaram vestígios do paradeiro. O Centro de Atendimento e Despachos (CAD) foi acionado. Viaturas da Polícia Militar foram até o local, mas não conseguiram localizar os criminosos. Quando o SAMU chegou, Gilmar já estava morto.

Saiba seus direitos na troca de presentes A semana entre o Natal e o Ano-Novo é a semana anual das trocas de produtos. Consumidores aproveitam os últimos dias do ano para se desfazer dos presentes que não gostaram e trocá-los. Para isso, porém, é preciso conhecer as regras estabelecidas pelas lojas e o Código de Defesa do Consumidor. Vendas de Natal crescem 5,5% em shoppings no país Nível de endividamento recua em dezembro em São Paulo “A troca é uma prática universal”, afirma Luís Augusto Ildefonso da Silva, diretor de relações institucionais da Alshop (Associação Brasileira de Lojistas de Shopping). “O movimento nas lojas na última semana do ano é proporcional às vendas de Natal.”

Silva ressalta que, quanto mais cedo os clientes procurarem as lojas para fazer suas trocas, mais chances terão de encontrar bons produtos. Segundo as leis de defesa do consumidor, os estabelecimentos só são obrigados a trocar produtos com defeito. Mas Andrea Sanchez, diretora de programas especiais do Procon-SP, diz que as lojas costumam oferecer essa opção em acordo com os clientes, até como forma de atrair os consumidores. “E, a partir do momento que ele [comerciante] disser que troca, tem de trocar. O consumidor tem de ficar atento, no entanto, às regras dessas trocas, que podem ser impostas pelo comerciante.” “A loja pode limitar a troca pelo tamanho e pelo

modelo da peça”, diz Mariana Ferreira Alves, advogada do Idec. O consumidor não deve violar a embalagem ou tirar as etiquetas dos produtos que quiser trocar. Geralmente, as lojas dão 30 dias de prazo para que os consumidores busquem substituir os produtos. Algumas redes ainda oferecem um vale-compra no valor do produto caso o cliente não encontre, dentro do tempo limite para a troca, algum item que o interesse. Nas Lojas Renner, por exemplo, o consumidor pode usar esse crédito por até seis meses para comprar um novo produto. Na Livraria Cultura, o crédito fica vinculado ao CPF do cliente, que pode usá-lo na compra de outro produto.

Rotatória do Anchieta sufoca o bairro Dr. Endrigo auxilia nas reivindicações O advogado Endrigo Leone Santos é procurado pelos moradores e comerciantes do Anchieta para ajudar em suas reivindicações. Eles sofrem com as consequências de uma obra de trânsito mal planejada e perigosa. Por Maricy Ferrazzo

Poluição sonora, tremor no solo, confusão e perigo no fluxo dos automóveis. É esse o cenário atual que moradores e comerciantes enfrentam no bairro Cidade Anchieta, onde há quatro meses a instalação de uma rotatória alterou o curso do trânsito, dando ensejo a maior tráfego de ônibus, caminhões e outros veículos pesados. Localizada na confluência das ruas Cidade de Iguape, Oscar Simões de Carvalho e João Mariano Ferreira, a rotatória ficou mal posicionada, fazendo com que os veículos tenham que passar muito próximos das residências e outras construções ao redor. A moradora Ana Maria Lopes da Silva, cuja casa se localiza no ângulo mais crítico da rotatória, conta que sua calçada foi diminuída e o rebaixamento de passagem para sua garagem retirado. “Para mim foi uma invasão de privacidade, um desrespeito a minha moradia, que acaba sendo desvalorizada”, comentou enquanto um caminhão, a menos de 20 centímetros de seu muro, manobrava para conseguir completar a rotatória. Ainda, para que essa alteração da via de trânsito fosse realizada, a Prefeitura de Itanhaém recuou as outras calçadas e as transformou em locais de faixa amarela, impedindo o estacionamento de veículos. Ocorre que boa parte do comércio do bairro se encontra exatamente no local, e foi prejudicado pela medida que dificultou o embarque e desembarque de mercadorias. O comerciante Clarindo, cujo estabelecimento se encontra numa das ruas alteradas, conta que das 32 vagas anteriormente disponíveis na localidade, somente dez permaneceram para os 21 comerciantes. “O comércio foi afetado diretamente. Posso dizer que isso já ocasionou uma diminuição de cerca de

15% na movimentação do meu comércio. Fora a reclamação dos clientes, que não encontram mais lugar para estacionar e os acidentes que passaram a ocorrer.” Clarindo ainda menciona que na hora da chegada de mercadorias os caminhões têm que parar a vários metros de sua porta, e a entrega é feita unidade por unidade, levada em carrinhos de mão ou até mesmo nas costas dos entregadores: “O caminhão estaciona 70 metros pra lá porque onde era nosso estacionamento agora é faixa amarela”. A falta de planejamento adequado na instalação da rotatória no bairro é visível nas partes quebradas das calçadas, onde alguns veículos chegam a subir por não haver espaço suficiente para a passagem, o que torna a travessia perigosa para os pedestres. A moradora Ana Maria igualmente se mostra preocupada com os riscos para ela e sua família, considerando que qualquer deslize de um motorista colocaria seu portão na mira da colisão. Ela ainda reclama do barulho e da ameaça à estrutura de sua residência em médio prazo devido ao constante tremor do solo quando da passagem de veículos pesados. “Eu tenho muita preocupação que com o tempo isso abale a construção da minha casa, porque esse asfalto não é tão grosso a ponto de conseguir evitar esse abalo, sendo que até o meu armário de cozinha já cedeu”, conta. Os moradores e comerciantes do bairro Cidade Anchieta se organizaram em setembro desse ano e, juntamente a um abaixo-assinado, protocolaram sua reivindicação pela retirada da rotatória e das faixas amarelas

junto à Secretaria de Trânsito do Município; contudo, até o momento, nenhuma melhoria eficaz foi feita, tendo sido tomadas apenas medidas paliativas, como a substituição de uma divisória de concreto por uma fileira de “olho de gato” no pavimento. Sabendo da atuação do advogado Endrigo Leone Santos no caso da denúncia contra a instalação de esgoto nas praias da cidade, os moradores do bairro o procuraram para pedir aconselhamento no tratamento da questão. Desde então, reuniões estão sendo realizadas com o intuito de requerer mudanças para atender as necessidades do bairro, porém essa causa comunitária tem encontrado obstáculos na Administração Municipal. “Essa situação é um absurdo, um desrespeito aos moradores do Anchieta. Além de não ter seguido as exigências básicas dos padrões de engenharia de trânsito, essa rotatória alterou a harmonia do bairro e colocou em perigo seus moradores e seu comércio. Não houve melhoria para a coletividade, logo, não é uma estrutura que deva permanecer”, afirma o advogado. Segundo Endrigo Leone Santos, os moradores irão aguardar por um curto período alguma manifestação da Prefeitura de Itanhaém, e não havendo tomada de providências recorrerão ao Legislativo e ao Ministério Público Estadual. “Toda obra deve vir de encontro ao interesse do povo, os princípios fundamentais da Administração Pública, encontrados no artigo 37 da nossa Constituição Federal, pregam o princípio da supremacia do interesse público, ou seja, se não é para o bem da população, então não é aceitável”, explica Endrigo.


8

30 de dezembro de

2011


Jornal Mata Atlântica nº 20  

Edição numero 20 do Jornal Mata Atlântica

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you