Page 1

15 de Junho 2012 Ano XI n.º 260 Quinzenal Preço 0.70 €

Directora n Aliette Martins

m

Director-adjunto n Marcos Leonardo

“Queremos sacudir a crise” Pedro Paredes, Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal fala da PIMEL 2012, afirmando que “mais uma vez, houve correria aos expositores e, só não há mais expositores porque não há mais espaço”, afirmou para concluir que a Feira é um dos contributos da Câmara e dos Expositores para sacudir a crise nho/12 15 de Ju n.º 60 • Ano II •

ra Directo tins Mar Aliette to r-adjun Directo onardo Le s co ar M Editor ardo Bern Joaquim

nis - 2ª

divisão

ou-se es sagr onat in S isão e Campe : d ol eb Fut ama à 1º div G iu a b d u s o Vasc rital e ão Dist Campe ital de o Distr

Saida

a

12

de 20 tembro 1 de Se serve já Re espaço o seu

2 570 269 82 5 234 265 23 7 399 87 9 91

l de Juve

Setúba

…e o Povo saiu á Rua! ...e Grândola quer mais médicos

,18; da Gama de 1º Vasco jos ordenada: tela,9; 3º Bre nde,4 Co porque 2º Arren e 4º Quinta do a atitude ma foi com est muitos Ga o,4 e uem eitã da tin con a, lidade a Az O Vasco cretizador Paulo tem muita qua as condições par pontos. is con os. partida, todas ipa ipa ma be.” seis jog , final da dor da equ deles tem seniores do clu seguiu a equ 22 golos em ida , No u nos bat con , treina orgulhoso jogar nos por 2-1 os s marco da a defesa me eense Candeias tou muito uiu este rentela seis jog nos sei ipa sin seg A equ na 2ª fase, cer o Ar s do Vasco da referiu que “es s Foi ain 10 golos, nos con sei ho que Ao ven uiu eni trabal pleno conseg de juv sofreu o título desta equipa . to do bom go da o os realizados, a equipa Sines garantiu realizados úbal de Foi o fru jog ao lon Gama de o distrital de Set antiu a título. envolvemos u assim ade lid as. fico óri qua al vit fin que des de campeã 2ª divisão e gar ficação e da boa icação ao da A classi temporada da sua ded o. Juvenis no futuro 1ª divisã nada, a Quinta dos atletas e ero que subida à jor jogo da Azeitão trabalho. Esp No outro e os Brejos de do Conde a dois golos. m empatara

dela

iran é ombate 2012 C e d s o g pe t r Cam Despo ickboxin Admira acional de K ãN Campe g em M

kboxin

l de Kic

aciona onato N

de Comsportos no RA De Teotónio, -se A ADMI ipa de São sagrou bate, equ de Odemira, kboxing concelho Nacional Kic i-ConSem Campeã lina de de cip nal dis cio 2012, na mpeonato Na Ca decorreu tact, no g 2012, que na cidaxin Kickbo de junho, endo 114 s2e3 olv env nos dia randela, undos de de de Mi 789 atletas ori uido o e ter conseg do Alequipas s. Após o 2º todo o paí mpeã Regional nove quistaram Ca Dois con o Marcelo e título de ixo Alentejo, com renos Ba Machado. s, Joã s e dos garve ssifica os o 1º lu- lugar, foram ele Miguel Corte s 2 cla is, e com o obstaram s. 1os e trê tas conqui scimen- Catarina Gome ição. individua tar o ambiciopos nove atle eles, Pedro Na , 3ª élio na sultados uis ate s nou am o Am Comb reconq equipa gar, for ro, Joã l Mar- termi rtos de al por Ped io jetivo de spo l ion a tón , De nac nue gue de lo ontact to, Ma em S. Teo éprática sen, Mi nado títu a de Semi-C Marciais s, sempre com Christian Jen , Ricardo Am lin rtos de A ano da discip MIRA Despo e 1os , e Artes ncisco s Telles ora 20 AD petitivos. a ques, Inê el Cortes, Fra u nov comem equipa uíd ados com anu conquisto nas classis result almente constit e lio, Em lugar Combate ent de bon atu os e um 3º ividualm O título g equipa é Ind is. . dois 2 tas individua kboxin 12 atle ficações Nacional Kic que a por ano em Campeã ge num 2012 sur

Alcácer quer manter o tribunal...


Litoral Alentejano – Sexta-feira, 15 de Junho de 2012

02

www.jornallitoralalentejano.com

FEI-TUR pode tornar-se na Feira do Turismo do Alentejo Propriedade

LitoralPress, Lda

Directora

Aliette Martins

Director Adjunto Marcos Leonardo

Redacção Aliette Martins (aliette@sapo.pt)

Gisela Benjamim

“Este território tem uma apetência extraordin A Feira do Turismo de Vila Nova de Milfontes abriu ‘passagem’ ao desporto e, em 2012, deu lugar à 6ª edição da FEI-TUR - Feira do Turismo Activo e Desportivo que se realizou no primeiro fim-de-semana de Junho num formato renovado.

(giselabenjamim@gmail.com)

Angela Nobre

(a.v.nobre@gmail.com)

Rute Canhoto

(rutecanhoto@iol.pt)

Joaquim Bernardo

(joaqbernardo@gmail.com)

Helga Nobre

(helga.nobre@gmail.com)

Bruno Cardoso

(brunojpcardoso@gmail.com)

Cronistas

Helga Nobre helga.nobre@gmail.com A marginal de Vila Nova de Milfontes, considerada a pérola do concelho de Odemira, recebeu mais uma edição da Feira do Turismo Activo e Desportivo. O certame que procura “valorizar as actividades

e estrangeiros. “Queremos dinamizar esta actividade porque nos próximos anos será por aí que Portugal terá de crescer”, sublinhou. Colocar na equação o desporto e a cultura é, para

Francisco do Ó

actividades que “ainda não integram o actual mosaico de actividades locais” e promover o território além fronteiras.

Custódio Rodrigues Serafim Marques Veríssimo Dias

Secretaria

Ana Cristina

Fotografia Ana Correia Luís Guerreiro José Miguel Duarte Gonçalves

Publicidade

Marcos Leonardo Telem. 919 877 399

Paginação

BRAIN DAMAGE, LDA geral@braindamage.pt Tel. 265 533 129

Distribuição VelozEficácia 269 862 292

Sede

Colégio de S. José Rua do Parque, 10 7540-172 Santiago do Cacém Tel./Fax: 269 822 570 Telem. 919 877 399 litoralalentejano@sapo.pt

Delegação

Rua do Romeu, 19-2.º 2900-595 Setúbal Telf./Fax: 265 235 234 Telem. 919 931 550 litoralalentejano@portugalmail.pt

Membro :

de turismo activo e desportivo” ofereceu aos visitantes uma panóplia de ofertas centrada nas potencialidades do concelho de Odemira e o presidente da Câmara Municipal, José Alberto Guerreiro, não poderia estar mais satisfeito com o resultado. “A grande aposta vai para o turismo, porque este território tem uma apetência extraordinária, não só com a oferta sol e mar, mas também com o turismo de natureza”, reconheceu o autarca, em declarações aos jornalistas, após a inauguração da feira. Segundo o edil, nos últimos anos surgiu um conjunto de actividades “que intensificaram a oferta turística” do concelho, como é o caso do turismo em espaço rural “a maior e mais qualificada oferta do Alentejo” e a recém criada ‘Rota Vicentina’ que “está a atrair um público muito interessante”, entre jovens

o município, uma ‘maisvalia’ tendo em conta a transversalidade do sector turístico. “Queremos que o desporto se integre nesta estratégia, desde o futebol, voley e ténis de praia, à utilização do estádio de Odemira, onde podem estagiar equipas ou selecções, e ao aproveitamento do rio Mira, onde podem treinar e estagiar selecções internacionais. Por isso, estamos em crer que temos potencial e características para crescer nesta matéria, não só ao nível do turismo desportivo como cultural, associado a uma valência muito forte que é o ambiente”, acrescentou. No discurso inaugural, José Alberto Guerreiro defendeu que a feira do turismo deve “ultrapassar as fronteiras do concelho” de modo a dinamizar a economia local e regional, diversificar um outro conjunto de

“Sabemos que a competição, no sector turístico, vai aumentar um pouco por todo o país e basta perceber que em tempos de crise, com o drama do sector da construção-civil e o estrangulamento do comércio, é necessário olhar para aquilo que ainda temos de bom, exportando, sem alienar os recursos, para voltar a exportar ano após ano”, referiu o autarca, apoiado pelo presidente da Junta de Freguesia de Vila Nova de Milfontes, José Gabriel que partilha a ambição de transformar o certame, na Feira do Turismo do Alentejo. Para o presidente da CM de Odemira, aglomerados populacionais, com as características de Vila Nova de Milfontes, podem funcionar como polos dinamizadores de toda a região, anunciou a implementação do programa POLIS Litoral

para “qualificar o ambiente das praias, os portinhos de pesca e os núcleos urbanos de Vila Nova de Milfontes e Zambujeira do Mar num programa de investimento que se traduzirá em mais de 10 milhões de euros e permitirá melhorar as condições de competitividade da nossa economia local”. Aos jornalistas, o autarca, acrescentou que durante o mês de Julho “serão lançados alguns concursos” do conjunto de projectos do programa POLIS, que abrange um território compreendido entre Porto Covo e Sagres. Quanto aos projectos do concelho de Odemira “estão ainda numa fase de anteprojecto, mas tudo indica que os primeiros concursos aconteçam em Setembro”, adiantou. No entanto, assegurou que a CM de Odemira já

constituiu, até ao momento, “dois terços do montante do capital social” da sociedade POLIS Litoral.

O destino Sol e Mar da Costa Alentejana “Hoje em dia se há um destino qualificado e de excelência em Portugal, na área do sol e mar, esse destino é a costa alentejana”, defendeu o presidente da Região de Turismo do Alentejo, António Ceia da Silva, durante a inauguração da FEI- TUR. “O Litoral Alentejano tem para oferecer, não apenas um turismo de três meses, como do ano inteiro, na área do turismo activo e de natureza”, afirmou. O responsável reconheceu a persistência dos agentes locais e regionais na manutenção da qualidade, diversidade dos produtos


03

www.jornallitoralalentejano.com

nária” e na sua afirmação junto dos mercados português e estrangeiro. “Não é por acaso que esse investimento, muito bem feito, tem dado os seus frutos”, disse. Actualmente, o Litoral Alentejano, representa 25% das dormidas no Alentejo, ou seja 1/4 dos turistas que visitam a região têm como destino a costa alentejana. Mas há um senão, a “diversidade dos mercados que procuram estes destinos”, alerta Ceia da Silva. “Estamos ainda dependentes, em cerca de 83 por cento, dos mercados português e espanhol. É importante captar outros mercados alternativos”, defende o responsável que exige alterações ao nível do Plano Estratégico Nacional de Turismo (PENT) que permitam afirmar o território ao nível internacional e captar novos mercados. “É necessário que o PENT mude e possibilite que o turismo de natureza seja prioritário para o Alentejo e que a Agência Regional de Promoção Turística possa trabalhar outros mercados como o brasileiro, lesteeuropeu e nórdico”. Para Ceia da Silva, a aposta na centralidade é outro dos factores de afirmação turística da região para, no futuro, ser “um destino com autenticidade própria, em estreita ligação com o resto do Algarve e da costa vicentina”.

Litoral Alentejano – Sexta-feira, 15 de Junho de 2012

Falta de médicos em Grândola fez o Povo sair á rua

Grândola uniu-se para exigir mais e melhores condições de saúde no Centro de Saúde de Grândola e o reforço da equipa médica, que está reduzida a menos de metade. O Povo de Grândola, das cinco freguesias do Concelho, saiu uma vez mais à rua para mostrar ao Ministério da Saúde que está farto de promessas não cumpridas e para exigir os cuidados de saúde a que tem direito. Na Concentração/protesto organizada pelo Município e pelas Juntas de Freguesia do Concelho, em que intervieram todos os Presidentes destas autarquias, o Presidente da Câmara insurgiu-se contra a crescente degradação da qualidade dos serviços de saúde prestados no Centro de Saúde de Grândola, sublinhando os esforços que o Município, as diversas entidades e a população têm feito para procurar resolver os problemas existentes pela via do diálogo e

denunciando a total ausência de resposta por parte do Ministério da Saúde. No final da Concentração/ Protesto os autarcas e o Povo presente manifestaram a sua vontade e determinação de prosseguirem a luta por uma melhor saúde para todos, exigindo ao Ministério da Saúde a sua intervenção imediata para o cumprimento da recomendação aprovada há um ano na Assembleia da República, alertando o Governo para o facto de a falta de soluções para os problemas com que a população se debate, conduzir, inevitavelmente, à radicalização das medidas que irão ser tomadas em defesa dos interesses da população do Concelho.

Carlos Beato reage á peça da última edição “Ao tomar conhecimento de relatos de utentes do Hospital do Litoral Alentejano sobre as suas dificuldades em aceder aos tratamentos de fisioterapia, não posso deixar de manifestar o meu desagrado pela situação que estas cidadãs têm vindo a viver e a minha desilusão por, 38 anos depois de Abril, ser possível acontecerem este tipo de situações. Gostaria de deixar aqui um veemente apelo às autoridades da saúde para que as medidas necessárias de contenção e de redução de despesas não possam colo-

“Foram dois anos e meio de uma verdadeira batalha, onde os grandolen-

car em causa direitos fundamentais dos cidadãos, de entre os quais o direito à saúde é dos mais importantes. Como um dos militares que, há 38 anos, saiu dos quartéis para devolver ao Povo de Portugal a Liberdade e a Democracia, acredito que uma das principais conquistas de Abril é a possibilidade dos portugueses tomarem nas suas mãos a condução do seu destino. Cabe aos poderes públicos estarem atentos ao sentir e ao pulsar das populações, tomando as medidas necessárias para que situações como esta não possam ocorrer no Portugal livre e solidário que Abril nos permitiu construir”.

ses viram aprovada em Assembleia da República a petição dinamizada pela Junta de Freguesia de Grândola, que reuniu mais de 4000 assinaturas, e que culminou numa recomendação ao Governo para a reabertura do SAP 24h e do Posto Médico de Canal Caveira. Quando chegámos encontrámos um Posto Médico em Canal Caveira encerrado e um SAP (vulgarmente conhecido como urgências) a funcionar apenas até às 24h. Quanto ao encerramento do Posto Médico de Canal Caveira a Junta de Freguesia de Grândola não pode conceber que tenha sido retirado às populações um serviço que estava

A Presidente da Junta de Freguesia de Grândola, Fátima Luzia fez uma retrospectiva da situação

a ser prestado desde Julho de1983, em instalações construídas com o seu esforço, tendo sido encerrado em Outubro de 2009 sem uma justificação aceitável ou alternativa viável. Quanto ao Serviço de Apoio Permanente, que funcionava 24 sobre 24h, o mesmo não seria perfeito mas servia para o serviço básico e, será importante referir, salvaram-se assim muitas vidas. A população que servia estava segura, pois tinha um serviço de urgência a funcionar durante 24 horas. Em 2008, quando houve a reestruturação das urgências, o Governo de então, colocou o Serviço de Urgência a funcionar apenas até às 24h, como Atendimento Complementar. Desde Maio de 2011 este Atendimento Complementar, viu ainda reduzido o seu período de funcionamento, passando a funcionar unicamente entre as 9h e as 20h, por falta de médicos. Actualmente a realidade é bem pior pois o Serviço de Atendimento Complementar só funciona de manhã entre as 9h e as 10h e de tarde entre as 18h e as 20h. A população de Grândola, e restantes utentes daquele serviço, estão a ser gravemente prejudicados, pois tem que se deslocar para Alcácer do Sal ou para o Hospital do Litoral Alentejano a mais de 30 km de distância. Como não temos transportes públicos que possam dar respostas a tais deslocações, a população tem de recorrer, quando pode, aos seus próprios meios. Contudo, esta população, frequentemente não tem

meios financeiros para suportar tantos encargos, pois as suas reformas raramente ultrapassam uns míseros 200€. Estima-se que neste momento, em Grândola, existam cerca de 5000 utentes sem médico de família. A Junta de Freguesia de Grândola não deixará de lutar e nesse sentido tem tido contactos permanentes e de pressão junto do Ministério da Saúde, a primeira reunião foi no dia 8 de Agosto de 2011, com o Secretário de Estado Adjunto do Ministro da Saúde, Dr. Fernando Leal da Costa, logo após o novo Governo ter tomado posse. Recentemente membros do Gabinete do Secretário de

Estado Adjunto do Ministro da Saúde, Presidente da ARS Alentejo e ACES do Alentejo Litoral efectuou uma visita ao Posto Médico do Canal Caveira e Centro de Saúde de Grândola, a convite da Junta de Freguesia de Grândola”.


Litoral Alentejano – Sexta-feira, 15 de Junho de 2012

04

www.jornallitoralalentejano.com

Ciência e Religião

Vida depois da vida CÂMARA MUNICIPAL DE GRÂNDOLA EDITAL 91 PUBLICIDADE DAS DELIBERAÇÕES Aníbal Manuel Guerreiro Cordeiro, Vereador da Câmara Municipal de Grândola, no uso da competência que lhe foi conferida pelo despacho nº 4/2011, de 10 de Janeiro, no âmbito das competências respeitantes ao art.º 91º - alínea v) do nº 1 do artº 68º, da Lei nº 169/99, de 18 de Setembro na redacção que lhe foi dada pela Lei 5-A/2002 de 11 de Janeiro, torna público que em reunião ordinária, não pública, de 31 de Maio de 2012 foram tomadas as seguintes deliberações com eficácia externa: Proposta – Atribuição de subsídio à Associação Equestre D. Jorge de Lencastre: Deliberado, por unanimidade, atribuir um subsídio no montante de 2.000,00€ (dois mil euros) à Associação Equestre D. Jorge de Lencastre, de acordo com a Proposta dos Serviços; Proposta – Protocolo de Colaboração entre o Município de Grândola e a Cercigrândola: Deliberado, por unanimidade, aprovar o Protocolo de Colaboração entre o Município de Grândola e a Cercigrândola, de acordo com a Proposta dos Serviços; Proposta – Cancelamento do ónus de inalienabilidade requerido por Paula Maria Vitorino N. Valente, lote nº 4 de loteamento C1 – Carvalhal: Deliberado, por unanimidade, aprovar o cancelamento do ónus de inalienabilidade requerido por Paula Maria Vitorino N. Valente, Lote Nº 4 de Loteamento C1 – Carvalhal, de acordo com a Proposta dos Serviços; Proposta – Emissão de parecer nos termos do nº 1 do artigo 54º da Lei nº 91/95, com a redação da Lei nº 64/2003 de 23 de Agosto, requerido por Joaquim José Pereira Neves: Deliberado, por unanimidade, emitir parecer favorável nos termos do nº 1 do artigo 54º da Lei nº 91/95, com a redação da Lei nº 64/2003 de 23 de Agosto, requerido por Joaquim José Pereira Neves, de acordo com a Proposta dos Serviços; Proposta – Projeto de Regulamento e Tabela de Taxas, Tarifas e Preços do Município de Grândola: Deliberado, por unanimidade, aprovar o Regulamento e Tabela de Taxas, Tarifas e Preços do Município de Grândola e submeter o mesmo a apreciação e eventual aprovação da Assembleia Municipal, de acordo com a Proposta dos Serviços; Proposta – Isenção de pagamento de taxas de licenciamento referente ao edifício destinado a Creche, requerido por AISGRA – Associação de Intervenção Social de Grândola: Deliberado, por unanimidade, aprovar a Isenção de pagamento de taxas de licenciamento referente ao edifício destinado a Creche, requerido por AISGRA – Associação de Intervenção Social de Grândola e submeter a mesma a apreciação e eventual aprovação da Assembleia Municipal, de acordo com a Proposta dos Serviços; Proposta – Abertura de concurso público para fornecimento de refeições e lanches nos refeitórios escolares do concelho de Grândola, ano lectivo 2012 / 2013: Deliberado, por maioria, com dois votos contra por parte dos Vereadores da CDU, aprovar a Abertura de concurso público para fornecimento de refeições e lanches nos refeitórios escolares do concelho de Grândola, ano letivo 2012/2013, de acordo com a Proposta dos Serviços; Proposta – Concurso Público Internacional para aquisição de Serviços de Higiene e Limpeza – Instalações Municipais – Jardins de Infância e EB1’s: Deliberado, por unanimidade, aprovar o Concurso Público Internacional para aquisição de Serviços de Higiene e Limpeza – Instalações Municipais – Jardins de Infância e EB1’s e remeter o mesmo a apreciação e eventual aprovação da Assembleia Municipal, de acordo com a Proposta dos Serviços; Proposta – Arquivamento do procedimento de elaboração e aprovação do Projecto de Regulamento, de iniciativa Municipal, dos Parques de Estacionamento das Praias da Comporta, Carvalhal e Pego: Deliberado, por maioria, com dois votos contra por parte dos Vereadores da CDU, aprovar o Arquivamento do procedimento de elaboração e aprovação do Projeto de Regulamento, de iniciativa Municipal, dos Parques de Estacionamento das Praias da Comporta, Carvalhal e Pego, de acordo com a Proposta dos Serviços; Proposta – Condições de Utilização e Preço devido pelo Estacionamento das Praias da Comporta, Carvalhal e Pego, de iniciativa da Comissão Liquidatária da SAP – Serviço de Apoio a Praias, dos Parques de Estacionamento das Praias da Comporta, Carvalhal e Pego: Deliberado, por unanimidade, aprovar as Condições de Utilização e Preço devido pelo Estacionamento das Praias da Comporta, Carvalhal e Pego, de iniciativa da Comissão Liquidatária da SAP – Serviço de Apoio a Praias, dos Parques de Estacionamento das Praias da Comporta, Carvalhal e Pego, de acordo com a Proposta dos Serviços. Para constar se lavrou este e outros de igual teor os quais vão ser afixados nos locais públicos do costume. Paços do Concelho de Grândola, 05 de Junho de 2012. O Vereador do Pelouro da Administração, Aníbal Cordeiro

Grande parte da humanidade acredita na vida depois da morte. Mas também há pessoas que não acreditam. Ninguém ama o que não conhece. Aos descrentes (sem provas) na eternidade com Deus, deixo especialmente para eles (mas é igualmente útil para todos nós) o seguinte pensamento da Irmã Madre Teresa de Calcutá: «Só a graça de Deus pode converter as pessoas. A melhor conversão consiste em amarem-se mutuamente. Quem ama de verdade está próximo de Deus». Das pessoas que acreditam na vida depois da morte, umas acreditam na reencarnação e outras na ressurreição. Aos adeptos da reencarnação (reencarnação e ressurreição são coisas muito diferentes e incompatíveis: na ressurreição «trata-se do mesmo espírito e corpo igual fundamentalmente: a mesma pessoa, na reencarnação – que não existe, mas é só para clarificar os conceitos – trata-se do mesmo espírito em corpo diferente, outra pessoa. A ressurreição é no mundo sobrenatural, “no além”, a reencarnação é neste mundo, “no aquém”. A ressurreição só acontece uma vez porque só se morre uma vez, a reencarnação aconteceria vezes sem conta, ninguém mais sabe quando iria terminar. A ressurreição é com corpo glorioso, a reencarnação com corpo “grosseiro”, etc.»); aos adeptos da reencarnação, dizia, que também não têm provas, pois os argumentos apresentados em favor da teoria reencarnacionista, perante a Ciência, a Filosofia e a Religião (revelada por Deus), não têm valor absolutamente nenhum, eu gostaria de recordar o seguinte: «a teoria da reencarnação é sempre dualista, dividindo o ser humano em duas partes: corpo e alma, que na morte se separariam. Esta divisão corpo – alma vem de uma visão antiga e há muito tempo superada. Sem margens para dúvidas, o dualismo já foi superado por todos os ramos do saber humano: Ciências de Observação, Filosofia e Teologia. O espiritismo ao apregoar a reencarnação (que pressupõe a separação alma – corpo na morte), tem insistido nessa tremenda mentira e serve-se dela para continuar existindo como tal». Aliás, se houvesse reencarnação, «Deus, a Sabedoria Infinita, teria cometido o maior absurdo… Toda a vida de Cristo não teria sentido… Ao homem é dado morrer

uma só vez, e, depois, o juízo (Hb 9,27), diz claramente a revelação bíblica… Jesus nos evangelhos, muitas vezes e de muitas maneiras, falou da felicidade eterna do céu. É metafisicamente impossível que Deus cometa algum absurdo, uma vez que Deus não se pode enganar, não pode enganar quem quer que seja, fazer algo de inútil ou de errado. Portanto, por força da lógica, Jesus Cristo é o nosso Redentor e Deus e, assim, não há razão alguma que justifique a existência da reencarnação» (1). Que é um dos maiores absurdos que a mente humana já inventou… Que isto seja encarado como um aviso construtivo para se acertar com o caminho. E, finalmente, aos cristãos (alguns, ou seja, aqueles que ainda estão desactualizados nesta matéria), que ainda julgam que na morte a alma se separa do corpo («na religião cristã, esse dualismo nasceu de uma concepção pagã da filosofia grega, e nada tem que ver com o cristianismo ou com Jesus Cristo. E o conceito bíblico de homem o concebe como uma unidade constituída de várias dimensões completamente inseparáveis» (2), a esses cristãos desejo lembrar que também aqui é preciso evoluir. Não é a fé que muda, mas da nossa parte deve haver um constante progresso na compreensão dessa mesma fé. Jesus foi crucificado entre dois ladrões. Um deles pediu com confiança a Jesus: «Jesus, lembra-te de mim quando estiveres no teu Reino» (Lc 23,42). E recebe uma resposta maravilhosa: «Em verdade te digo: hoje estarás comigo no Paraíso» (Lc 23,43). Reparemos que nesta resposta de Jesus já fica descartado um intervalo de tempo entre morte e ressurreição. Portanto, mais humildade precisa-se… Humildade = verdade. E consequentemente sempre mais amor à verdade. «Porque existo? A nossa razão de ser repousa muito além e muito acima da vontade de nossos pais. Só existimos porque Deus pensa em nós e nos quer. Nós existimos. É um facto. Porque Deus quer. É outro “facto”. Desde todo o sempre e com um amor eterno. O significado verdadeiro e profundo da nossa vida: a glória de existir. Deus gosta e quernos assim, como nós somos. Encontramos aqui todos os motivos para nos aceitarmos como somos… Agora é só desabrochar aceitando as limitações e procurando

superá-las. Como seres humanos somos todos iguais. Mas não somos idênticos. Cada ser humano é único. Por isso ninguém é superior ou inferior a ninguém… Para que existo? Existo para viver. Deus dá a vida para ser vivida. Viver implica realizar-se plenamente… E é o sentido da vida que revela o sentido de tudo o resto. Compreendemos assim que a verdadeira religião é vida, é libertação. A vida é um processo que começa no momento de nossa concepção. E a partir daqui o lema é sempre o mesmo: mais vida. Por isso procuramos superar tudo aquilo que se relaciona com a morte, ou que pode

Custódio Rodrigues

levar a situações de morte. Procuramos substituir essas situações por situações de mais vida. E quando chega a morte biológica que é mais forte do que qualquer esforço humano, é aí que Deus começa a agir de uma maneira toda especial. E quando Deus age, a sua acção segue os parâmetros de sempre: mais vida! Porque Deus é um Deus da vida, quer dizer, é um Deus que tem a vida e que quer a vida. Por isso diante da morte biológica, o próprio Deus toma a iniciativa, ressuscitando os mortos. Ele provou este facto historicamente, ressuscitando o seu filho Jesus Cristo» (3). Portanto só com ressurreição é que há vida depois da vida. Para aprofundar todo este tema, pode ler-se com muito proveito o livro O que vem depois da morte? – A arte de viver e morrer de Anselm Grün, Paulinas Editora. (1) Edvino Augusto Friderichs. (2) Renold Blank, famoso teólogo. (3) Benjamim Bossa, formado em Psicologia, Filosofia e Teologia.


05

www.jornallitoralalentejano.com

Litoral Alentejano – Sexta-feira, 15 de Junho de 2012

Na Praia de Melides

Proprietários de restaurante queixam-se de “desacatos” e de “sujidade” que dizem “prejudicam negócio” “Desacatos” durante a noite, “garrafas partidas”, “vómito” e “urina” pelas ruas são algumas das queixas dos proprietários de um dos restaurantes da praia de Melides, que “apontam o dedo” ao funcionamento do bar “vizinho” até às 06.00h Ângela Nobre a.v.nobre@gmail.com Paulo Caetano Cardoso, um dos proprietários queixo-

06:00, portanto é óbvio que todas as pessoas que estão

quentem os restaurantes, mas não queremos é ver a degradação total que está a acontecer”, acrescentou. “Foi criado um espaço agradável, mas quem vem para aqui hoje não representa o turismo de qualidade que o presidente da Câmara de Grândola delineou para a praia de Melides”, considera, lembrando o investimento de cerca de 250 mil euros feito na construção do novo edifício aquando da requalificação daquela zona.

ter nada contra o funcionamento do estabelecimento nocturno até às 06:00.

Câmara quer “solução concertada” Contactado pelo Litoral Alentejano, o vereador com o pelouro do Planeamento e Ordenamento do Território, Aníbal Cordeiro, assegurou que a Câmara de Grândola está a procurar resolver a situação, defendendo uma “solução” acordada entre proprietários, GNR, Junta de Freguesia local e município. “Se todos chegarem a acordo que a melhor solução é a redução de horário, a Câmara não se opõe”,

Na praia de Melides existem quatro estabelecimentos de restauração abertos todo o ano, dois deles com licença até às 02:00, um até às 04:00 e outro até às 06:00. sos, fala mesmo em “vandalismo”, relatando casos de “bancos arrancados”, “garrafas constantemente por todo o lado”, “vidros partidos” e “paredes urinadas”, situações que diz ocorrem geralmente aos fins-de-semana. “Os bares em todo o lado fecham geralmente às 04:00, mas na praia de Melides trabalha-se até às

noutros lados, ao fim-desemana, são encaminhados para aqui, porque está aberto até mais tarde”, disse, referindo-se ao único bar local aberto até a essa hora. “Nós também queremos que os jovens se divirtam, que venham à praia, que venham beber, que venham comer, que frequentem as casas nocturnas, que fre-

Por várias vezes o presidente da Junta de Freguesia de Melides, Manuel Araújo, diz ter sido chamado ao local pelos proprietários do restaurante, tendo-se deparado “com garrafas partidas e vómitos” no espaço público. “Encontrar o espaço público daquela forma não é dignificante”, disse, assegurando contudo não

A GNR já esteve por diversas vezes no local, mas, enquanto estão presentes os agentes da força de segurança, “não se passa nada”. “O que podemos fazer é ir ao local”, disse fonte da GNR, mas “não é possível lá estar em permanência”. À parte disso, segundo revelou a mesma fonte, o estabelecimento nocturno já terá sido por diversas vezes fiscalizado, sem que fosse detectada qualquer irregularidade. “Tem tudo legal”, acrescentou.

A praia de Melides foi alvo de uma requalificação que começou em 2008, com a demolição das edificações no cordão dunar. A requalificação da praia de Melides incluiu a recuperação da frente dunar e vários arranjos exteriores, como o acesso à praia, bem como iluminação pública e novo mobiliário urbano. Para isso, a localização de quatro restaurantes foi “recuada” cerca de 600 metros, instalando-se em novas infraestruturas.

disse, reconhecendo essa hipótese. “É essa a função da Câmara Municipal, é regular”, sublinhou, ressalvando que a autarquia, principalmente “numa fase de crise, não tem interesse em fazer restrições de oportunidades de negócio e que tudo fará para que todos tenham boas oportunidades”. O autarca, que confirmou a existência de várias queixas da família Caetano Cardoso, bem como da Junta de Freguesia de Melides, relativamente “à sujidade que decorre da utilização do espaço”, assegurou ainda que o proprietário do bar terse-á “prontificado a fazer toda a limpeza na

zona envolvente”. Nesta altura, Aníbal Cordeiro disse já terem sido ouvidos os responsáveis dos quatro estabelecimentos comerciais, faltando ainda agendar uma reunião com a GNR e a Junta de Freguesia de Melides, que deverá decorrer ainda esta semana. “Vamos concertar um modelo que seja vantajoso para todos – comerciantes e pessoas que frequentam aquela zona”, reiterou. “Queremos que todos retirem dividendos da requalificação daquele espaço, que queremos que seja agradável”, concluiu. O Litoral Alentejano contactou o proprietário do bar, que preferiu não tecer qualquer comentário sobre a situação.


Litoral Alentejano – Sexta-feira, 15 de Junho de 2012

06

Fernando Ramos é o novo presidente da Comissão Politica de Sines do PS

“Vamos continuar a fazer uma oposição construtiva” “Preparar convenientemente as próximas eleições autárquicas” é o grande objectivo de Fernando Ramos, eleito para presidente da Comissão Política de Sines do Partido Socialista, no passado dia 1 de Junho

nesse campo, temos várias alternativas”, garante. No entanto, a escolha de um candidato “tem de ser ponderada para que se possa definir um perfil, e encontrar a melhor solução”. Satisfeito com o trabalho desenvolvido pela anterior liderança, Fernando Ramos recusa “rupturas” com o passado e promete “responsabilidade” na actuação do Partido Socialista, durante o seu mandato. “É com essa responsabilidade que vamos continuar a fazer uma oposição construtiva. Não nos vamos opôr a situações que estavam previstas no nosso programa eleitoral, muitas delas foram concretizadas com os votos a favor dos vereadores do PS, mas outras mereceram oposição”, recorda, dando como exemplo a votação da prestação de contas de 2011 na Assembleia Municipal de Sines. “Votámos contra e as contas foram reprovadas, apesar de concordarmos com algumas obras que

CÂMARA MUNICIPAL DE SANTIAGO DO CACÉM

foram feitas, todavia não podíamos concordar com a forma como as coisas foram organizadas, em termos financeiros, e votamos contra”, assegurou. O líder socialista não esconde a sua preocupação em relação à actual situação financeira da Câmara Municipal de Sines e vai mais longe, afirmando que “deveria preocupar toda a gente”. Para Fernando Ramos, “quem tem responsabilidade directa na gestão da autarquia deve tomar as decisões mais adequadas para resolver o problema ou, pelo menos, começar a traçar um

caminho que conduza a outros resultados em termos financeiros, o que não tem acontecido”. Por isso, defende, “maior rigor” e aconselha o executivo municipal a “ser mais criterioso na afectação das verbas”, caso contrário “teremos de tomar posições”, avisa. Militante do Partido Socialista desde 1999, o sociólogo, Fernando Ramos, de 39 anos, exerce o cargo de 1º secretário da Assembleia Municipal de Sines (PS) desde 2009 e é membro da Comunidade Intermunicipal do Alentejo Litoral.

CÂMARA MUNICIPAL DE SANTIAGO DO CACÉM

AVISO

AVISO

Nos termos da alínea b) do nº 2 do artigo 78 do DecretoLei nº 555/99 de 16 de Dezembro, na sua atual redação, torna-se público que a Câmara Municipal emitiu em 31.05.2012, a requerimento de Armando José Rodrigues Pereira Gonçalves Ventura, o aditamento à alteração de loteamento nº 13/2011, sita em Rua General Humberto Delgado Lote 4 – São Bartolomeu da Serra, prédio descrito na conservatória do Registo Predial sob o nº 293/19980806, e inscrito na matriz predial urbana sob o artigo nº 479, da freguesia de São Bartolomeu da Serra.-------------------------A operação consiste no aumento do polígono de implantação, bem como no aumento da área de implantação e de construção do lote nº 4.---------------------------------------O lote 4 passará assim a ter as seguintes características: Área do lote; 400 m²; Área de implantação: 208,43 m2; Área Bruta de Construção Total: 389,56 m²; Número de fogos:1; Uso: Habitação Unifamiliar e Anexos.---------------------------Aprovada por deliberação de Câmara de 05.04.2012.----------------------------------------------------------------------------------Área abrangida pelo Plano Diretor Municipal.------------------

Torna-se publico, nos termos do artigo 148º do Código do Procedimento Administrativo, que foi aprovado por deliberação de Câmara de 31/05/2012, a retificação por erro de cálculo da alteração ao Loteamento da 1ª Fase do Loteamento Municipal da Zona IV, Santiago do Cacém, Processo nº 1/2011, uma vez que por lapso manifesto de escrita, na folha 2 da Memoria Descritiva e Justificativa: no 1º quadro onde diz “Área do Domínio do Município (m2) pretendia dizer-se “Área do Domínio Público do Município (m2)”; Na Planta Síntese do Loteamento o Índice de Construção do Lote 53 foi referido como 1,00 devendo ter sido referido como 1,33, tal como constava em Memória Descritiva e Justificativa.

A Chefe da Divisão de Ordenamento e Gestão Urbanística no uso de Competência subdelegada Por despacho 047/GAP/2011 de 25.03.2011 - Elsa Figueiredo Grade, Arqª -

Missão Coragem inaugura sede em Santiago do Cacém Inaugurada oficialmente no passado dia 19 de Maio, as instalações ficam no antigo Colégio de São José, onde funciona a sede do nosso Jornal, precisamente na sala contígua. A tarde foi de festa e de confraternização para a Missão Coragem que recebeu amigos e convidados, e celebrou através da assinatura do contrato, a cedência das instalações atribuídas gratuitamente pela câmara municipal. A Presidente da Associação Missão Coragem, Maria Antónia Pacheco agradeceu à câmara municipal o gesto, lembrando que “não podemos afastar o cancro da mama mas podemos preveni-lo”. A Associação Missão Coragem conta com 1.200 sócios e já apoiou 340 mulheres com a atribuição de próteses e com outras iniciativas.

Helga Nobre helga.nobre@gmail.com A única lista, liderada por Fernando Ramos, que se apresentou a sufrágio, no primeiro fim-de-semana de Junho, obteve 37 votos de um universo de 45 eleitores/ militantes. “Procurei constituir uma equipa que conjugasse experiência com renovação e consegui reunir um conjunto de militantes com uma média de idades que ronda os 40 anos, cerca de dez anos inferior à anterior equipa”, sublinhou o candidato eleito. Com sangue novo, trabalho “delineado” e “pensado”, o actual presidente da concelhia socialista, reconhece que é necessário “começar a trabalhar numa maior proximidade à população” e “preparar as próximas batalhas eleitorais” e, em concreto, “as eleições autárquicas” que se realizam em 2013. Sem candidato e perfil definido, Fernando Ramos diz apenas que “qualquer militante que esteja disponível e tenha essa ambição deve ser uma mais-valia e uma opção e,

www.jornallitoralalentejano.com

A Chefe da Divisão de Ordenamento e Gestão Urbanística, No uso da competência subdelegada por despacho 047/GAP/2011 de 25.03.2011 - Elsa Figueiredo Grade, Arqª -

A título simbólico na tarde de sábado foram lançados 1.200 balões, o número de sócios da Missão Coragem.

Incêndio devasta pinheiros e sobreiros em Sines Um incêndio florestal de grandes proporções devastou, no passado dia 8 de Junho, uma área significativa de pinhal e sobreiros junto à refinaria de Sines da Petrogal, adiantou fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Setúbal.

O fogo teve início na zona do Casoto e o forte vento que se fazia sentir na altura dificultou as operações de combate do incêndio, cujo alerta foi dado cerca das 14:44 e só entrou em fase de rescaldo perto das 22h00. O incêndio, que obrigou ainda ao corte do ramal ferroviário de Sines, foi combatido por 85 bombeiros, apoiados por 30 veículos e um helicóptero. O responsável da protecção-civil de Sines, adiantou que o incêndio que chegou a lavrar em duas frentes não chegou a por em perigo habitações, apesar da existência de montes nos arredores.


www.jornallitoralalentejano.com

07

Litoral Alentejano – Sexta-feira, 15 de Junho de 2012

PIMEL 2012 – O Melhor de Alcácer

“Queremos sacudir a crise” Pedro Paredes, Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal fala da PIMEL 2012, afirmando que “mais uma vez, houve correria aos expositores e, só não há mais expositores porque não há mais espaço”, afirmou para concluir que a Feira é um dos contributos da Câmara e dos Expositores para sacudir a crise. É sempre um prazer, vindos de qualquer caminho, fazer uma paragem em Alcácer do Sal, que se mostra de imediato, através do Estuário do Sado, para quem está de passagem para o Sul, prendendo o olhar e obrigando a vê-lo em todos os sentidos. “Nos múltiplos jogos de luz e cor, a água (fonte de vida) brilhante engrossa e cresce em fiozinhos de arroz por toda a terra molhada, quando é tempo dele”. Depois, no interior da sede Concelhia, a recolha é feita de história no testemunho dos monumentos e na realidade que se abre a ternurentos horizontes da memória. Se há virtude que a PIMEL

tenha é a de abrir-se ao convite da natureza, o que, para muitos que rumam à Feira, é questionável a sua atracção. Mais um Certame, neste ano de 2012, aberto a todos, através da palavra do Presidente da Câmara Municipal, o arquitecto Pedro Paredes, que revela as suas linhas principais. Litoral Alentejano - 2012, não sei se estaremos melhor ou pior emocionalmente. O que sei é que falta de dinheiro há. Acredito que ninguém tem dúvidas de que falamos a verdade quanto a isso. Entretanto, as feiras e, por exemplo, o futebol, não servirá –

colectivamente - para exorcizar os problemas da população, uma vez que as pessoas terão oportunidade de se juntar e voltar a ver o grande espectáculo das multidões? A seu ver as festas de cariz popular não poderão ser uma grande valia para “sacudir” a apatia instalada? A PIMEL – a Feira – não poderá ser também disso um reflexo? Pedro Paredes - Eu tenho, de facto uma ideia e, dois pequenos indicadores, exactamente sobre aquilo que me acaba de dizer. Posso dizerlhe que a primeira ideia é a vantagem da Câmara Municipal de Alcácer ter a sua situação financeira estabilizada. Estamos completamente “falidos”, mas … não gastamos mais do que aquilo que temos. Ou seja, a vantagem de termos a situação estabilizada é que permiti-nos investir em contraciclo e, isto está a passar-se em relação ao “RUAS”. Como sabe, estamos a fazer uma grande intervenção na marginal de Alcácer, mas também em relação à PIMEL. De alguma forma

quando se punha a questão: “(…) não há dinheiro para a PIMEL”, devo dizer-lhe que há dinheiro para a PIMEL porque, reservamos verba para a PIMEL. Então vai haver PIMEL. E,., porque não andamos a dormir, virtualmente, a PIMEL terá que ser melhor do que a

do ano passado. E, melhor porque, estamos em crise. Ou seja, queremos sacudir a crise e, porque queremos sacudir a crise, teremos que fazer melhor. Entretanto é de referir que as Câmaras não fazem nada se não houver a adesão das pessoas. Em Alcácer do Sal há adesão

das pessoas. E, como é que sentimos essa adesão? - Primeiro porque mantemos o número de standes e expositores do ano passado. Isso quer dizer que ir para a Feira é um bom negócio e, se não houver bom negócio, por mais que a Câmara invista dinheiro não valerá a pena.


Litoral Alentejano – Sexta-feira, 15 de Junho de 2012

Deixe que lhe diga que há comerciantes que fecham as suas lojas porque, pura e simplesmente, para irem para a PIMEL. Estes são dois bons indicadores de que a PIMEL vai ser boa e que vai gerar economia. Litoral Alentejano - Deixe-me recuar um pouco e parar no início da sua resposta quando refere que a Câmara está falida… - Desculpe… eu posso estar completamente falido mas não ter dívidas e,., dentro do orçamento da Câmara – porque fizemos as coisas como deve ser (passo a

imodéstia) -, está previsto dinheiro para a PIMEL. Vai haver dinheiro para a PIMEL. Vai haver PIMEL e, pelas expectativas, tão boa ou melhor do que a do ano passado, porém é importante referir que não estamos sozinhos. Imagine o que fazíamos uma Feira linda mas… vazia? Parece que, mais uma vez, houve correria aos expositores e só não há mais expositores porque não há mais espaço. Portanto, esse é o contributo da Câmara e dos Expositores para sacudir a crise.

“Levanta, sacude a poeira e dá a volta por cima”, ou seja, “Caímos, esfolamos os joelhos e… seguimos pr’a frente” Litoral Alentejano - Qual vai ser o tema da PIMEL 2012? - O Tema é “O Melhor de Alcácer”, portanto, Alcácer Melhor, no sentido de que

e, isso vem de uma pequena frase que vai fazer a apresentação da Feira, que é: “Levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima”, ou seja, “Caímos, esfolamos os joelhos e… seguimos prá frente”, diz Maria Betânia numa das suas fabulosas canções, no sentido de escolher, tapar as feridas e exibir o melhor. Litoral Alentejano – Que ofertas terá a PIMEL quanto a espectáculos? - Eu, para já, digo-lhe o seguinte: por razões óbvias, pelo facto de estarmos com as finanças equilibradas não quer dizer que esbanjemos.

Vamos apostar muito na música popular. Vai haver um tributo a Pink Floyd, há os Irmãos Verdade, o Miguel Gameiro, Música Portuguesa música simples, música que toda a gente gosta - Emanuel, etc. vai ser destacada a prata da casa, na valorização do que é nosso. Não estamos em altura de mandar divisas para o exterior, por mais que isso desse um bocadinho mais de espectáculo. Depois, ainda uma realização que eu acho que é fundamental, a homenagem aos alcacerenses que, de alguma forma se destacaram na arte, na música, no associativismo, na vida empresarial. Vamos repetir essa distinção da Câmara por razões óbvias. Também, a não esquecer, o concurso do mel, os petiscos, a doçaria, a maratona e exposição fotográfica, a animação infantil, que remete para as obras e, depois uma coisa muito agradável – até a propósito, temos cá uma nova responsável pela biblioteca que, obviamente sem que o anterior respon-

08

sável não fosse uma pessoa espantosa, mas quem chega de novo tem sempre uma ideia nova sem tirar valor a quem está – e, então, a nova responsável pela biblioteca quer levar a Biblioteca para a Feira – Livros na Feira, Livros na Rua, Pontapé nos Livros, pó em cima dos livros mas, alguém que mexa neles, que os manipule e que os leia, que viva os Livros. Esta vai ser também uma animação nesse sentido. Depois, ainda uma coisa muito engraçada que surgiu aqui de uma conversa da nossa equipa de projecto e fiscalização da Promontório, que é: vamos fazer um

modelo em tamanho real, uma maquete em tamanho real, de um bocadinho do arranjo que vamos fazer. Ou seja, uma calçadinha, a guarda junto à muralha, um banquinho, um candieirinho, ou seja, apresentar na PIMEL uma antecipação em modelo à escala real, do arranjo que estamos a fazer aqui na avenida. Ou seja, como se cortássemos um bocadinho do arranjo e o transportássemos para a Feira. Eu penso que vai ser uma graça. Agora, para a animação infantil, também remete para o tema da obra de realização urbana, tapar as feridas e expor o melhor que temos.

www.jornallitoralalentejano.com

Deixe que lhe diga que há comerciantes que fecham as suas lojas porque, pura e simplesmente, para irem para a PIMEL. castigam os comerciantes. Não será possível suavizar os seus efeitos negativos para o comércio? - Em relação a isso posso dizer-lhe o seguinte: Primeiro, elogiar o empreiteiro que, de acordo com as nossas instruções, tem amenizado esse efeito que sempre as obras provocam. As obras na nossa casa causam um pandemónio – poeirada por todos os lados – o mesmo numa rua, num espaço urbano. Os comerciantes têm dificuldade em manter os seus clientes a entrar e a sair nas questões do trânsito e do ordenamento, no entanto, estamos a investir no futuro, por isso, os beneficiados serão eles quando tudo estiver pronto mas, só para dizer em relação à colaboração ao empreiteiro o que é que temos estado a fazer com o empreiteiro: - Há uma queixa aqui que não se pode fazer esta passagem etc. etc.

Estamos a fazer uma obra muito cirúrgica e, sempre em contacto com os moradores e com os comerciantes. Estiveram, por acaso, agora, hoje, aqui comigo, um grupo da Associação de Comerciantes precisamente para afinarmos esses pormenores. É inevitável fazer a obra, é inevitável terminá-la e é, completamente inquestionável que a obra é para os utentes, não é para nós. É para os comerciantes, para os habitantes é para a população, não é para a Câmara. A Câmara aqui é uma entidade abstrata. O que interessa é a realidade no terreno, no entanto devo dizer-lhe que estamos a tentar minimizar o seu impacto porque os comerciantes estão aflitos. E isso não tem nada a ver com a obra. A obra em si agrada.

- Abre-se um passadissozinho, mete-se umas tabuazinhas. Há uma queixa ali dizendo que dava jeito o caixote do lixo ir mais para o lado …

- Vai manter-se a conclusão das obras - que tem um ano e meio de duração – mas, obviamente que os trabalhos mais complicados são agora no início e, a obra não está

Litoral Alentejano - Vai manter-se o calendário da conclusão das obras?

atrasada, não há falência. Fez-me uma pergunta concreta - dou-lhe uma resposta concreta: agora mesmo – ainda este mês tentando apanhar ainda o fluxo das férias dos Setubalenses, Eborenses, dos Lisboetas, etc., vamos criar ali uma bolsazinha de estacionamento (junto das vendedeiras de camarão do rio), para o pessoal comprar uma sandes, comprar umas t-shirt, logo ali e, já agora para Junho, aumentar um pouco as áreas de esplanadas, reduzindo a intervenção. Depois, logo que termine o ciclo das férias, em Setembro, voltaremos a… partir e a estragar para construir melhor. De qualquer modo, não parece, mas as obras já estão avançadas, por exemplo, as fundações do Posto de Turismo, que têm umas micro-estacas porque são num terreno lodoso, já cá estão em cima, bem como o isolamento geral e o encabeçamento dessas estacas.

Obras na Avenida, um investimento no futuro Litoral Alentejano - Deixe-me aproveitar estra possibilidade para colocar-lhe uma questão relativa às obras em curso na avenida beira-rio. Não lhe será alheio que as obras em curso, nomeadamente agora que o Verão aí está,

Pela explicação dada – quando o céu não chove sobra a força do Homem, construindo os caminhos do futuro.


15 de Junho/12 Ano II • n.º 60 •

Directora Aliette Martins Director-adjunto Marcos Leonardo Editor Joaquim Bernardo

Futebol: Campeonato Distrital de Setúbal de Juvenis - 2ª divisão

Vasco da Gama de Sines sagrou-se Campeão Distrital e subiu à 1º divisão

Saida a

1 de Setembro de 2012 Reserve já o seu espaço

269 822 570 265 235 234 919 877 399

Ao vencer o Arrentela por 2-1, a equipa de juvenis do Vasco da Gama de Sines garantiu o título de campeão distrital de Setúbal de Juvenis da 2ª divisão e garantiu a subida à 1ª divisão. No outro jogo da jornada, a Quinta do Conde e os Brejos de Azeitão empataram a dois golos.

No final da partida, Paulo Candeias, treinador da equipa referiu que “estou muito orgulhoso desta equipa que conseguiu este título. Foi o fruto do bom trabalho que desenvolvemos ao longo da temporada e da boa qualidade dos atletas e da sua dedicação ao trabalho. Espero que no futuro

continuem com esta atitude porque tem muita qualidade e muitos deles tem todas as condições para jogar nos seniores do clube.” A equipa sineense conseguiu o pleno na 2ª fase, nos seis jogos realizados, conseguiu seis vitórias. A classificação final ficou assim

ordenada: 1º Vasco da Gama,18; 2º Arrentela,9; 3º Brejos de Azeitão,4 e 4º Quinta do Conde,4 pontos. O Vasco da Gama foi a equipa mais concretizadora, marcou 22 golos em seis jogos. Foi ainda a defesa menos batida, sofreu 10 golos, nos seis jogos realizados.

Campeonato Nacional de Kickboxing em Mirandela

Admira Desportos de Combate é Campeã Nacional de Kickboxing 2012 A ADMIRA Desportos de Combate, equipa de São Teotónio, no concelho de Odemira, sagrou-se Campeã Nacional Kickboxing 2012, na disciplina de Semi-Contact, no Campeonato Nacional de Kickboxing 2012, que decorreu nos dias 2 e 3 de junho, na cidade de Mirandela, envolvendo 114 equipas e 789 atletas oriundos de todo o país. Após ter conseguido o título de Campeã Regional do Algarve e Baixo Alentejo, com nove 1os e três 2os classificados nos resultados individuais, e com o objetivo de reconquistar o ambicionado título nacional por equipas da disciplina de Semi-Contact, a equipa ADMIRA Desportos de Combate conquistou nove 1os, dois 2os e um 3º lugar nas classificações individuais. O título de Campeã Nacional Kickboxing 2012 surge num ano em que a

prática de Desportos de Combate e Artes Marciais em S. Teotónio comemora 20 anos, sempre com bons resultados competitivos. A equipa é atualmente constituída por 12 atletas. Individualmente

nove atletas conquistaram o 1º lugar, foram eles, Pedro Nascimento, Manuel Pedro, João Amélio, Christian Jensen, Miguel Marques, Inês Telles, Ricardo Amélio, Emanuel Cortes, Francisco

Machado. Dois conquistaram o 2º lugar, foram eles, João Marcelo e Catarina Gomes. Miguel Cortes terminou na 3ª posição.


Litoral Alentejano – Sexta-feira, 15 de Junho de 2012

Maratona de Futsal do Est. St. André

Churrasqueira de Sines a vencedora

A equipa da Churrasqueira de Sines foi a grande vencedora da maratona de futsal do Estrela de Santo André, que decorreu nos dias 9 e 10 de Junho, no Pavilhão Padre Amadeu Pinto. Na final, entre a Churrasqueira de

Sines e o Stand o Putos, depois de uma igualdade a dois golos no tempo regulamentar, na marcação de grandes penalidades a equipa sineense venceu por 3-2. Na 3ª posição terminou o Pintinho Piu e em 4º Equipa Fantasma.

Surf: 3ª Etapa do Nacional de Esperanças

Vasco Mónica terminou no 1º lugar

Ílhavo recebeu nos dias 1, 2 e 3 de Junho, a 3ª etapa Campeonato Nacional de Esperanças. Os atletas de Sines tiveram uma prestação muito positiva. Vasco Mónica no escalão sub-14 teve

uma participação brilhante conquistando o 1º lugar. Gustavo Matos no escalão sub-12, terminou no 4º lugar. A próxima etapa será em São Pedro de Moel nos dias 2, 3 e 4 de Setembro

Melhor médio de 1º ano da AF Setúbal

Diogo Filipe eleito o melhor médio O jovem médio Diogo Filipe do Vasco da Gama foi eleito o melhor médio de primeiro ano de sénior da 1ª divisão da A.F. Setúbal. É o reconhecimento das qualidades deste jovem de 20 anos que fez a sua formação nas camadas jovens do Vasco da Gama de Sines, com uma passagem em infantil pelo Sporting. Diogo Filipe realizou uma época muito positiva na equipa sineense e brevemente poderão chegar propostas para mudar para um clube de uma divisão superior, porque qualidades é coisa que não lhe falta.

10

www.jornallitoralalentejano.com

Preparação da época 2012-2013

João Direito continua no União de Santiago Os clubes do Litoral Alentejano começam a definir a época desportiva 2012-2013, algumas com muitas dificuldades e com duvidas quanto ao futuro. Em Santiago do Cacém, está confirmado que João Direito vai continuar a orientar a equipa sénior do União, que volta a participar na 2ª divisão distrital de Setúbal. Em relação a jogadores, João Direito conhece muito bem todos os jogadores da região e neste momento está a preparar uma equipa que lhe dê garantias de poder lutar pela subida de divisão. Com treinador-adjunto vai continuar Jorge Pereira. No Vasco da Gama de Sines, continuam as dúvidas sobre o que será a equipa sénior na próxima época. Atualmente ainda não foi decidido se o protocolo com o Clube Regatas Vasco da Gama vai ou não ser renovado, se for o clube terá todas as condições para formar uma equipa competitiva que lute pela subida à 2ª divisão, já que com o fim da 3ª divisão, os campeões distritais passam a subir diretamente à 2ª divisão nacional. Se o protocolo não for renovado, o Vasco da Gama terá muitas dificuldades económicas e dificilmente conseguirá formar uma equipa que lute pelos primeiros lugares no distrital de Setúbal, a aposta poderá passar por formar uma equipa com jogadores formados nas camadas jovens do clube. Mas, nesta altura nada está decidido e só depois de uma decisão definitiva é que a direção do Vasco da Gama pode começar a planear a nova época desportiva. Em Melides, o Juventude Melidense vai ter uma Assembleia Geral brevemente para decidir o futuro, depois de vários anos a investir muito para subir de divisão, o clube vive agora um período de algumas dificuldades e pouco se sabe em relação ao futuro. Confirmada está

a saída de Fernando Encarnação que anunciou que na próxima época não vai continuar em Melides, neste momento ainda se desconhece onde é que Fernando Encarnação vai treinar na próxima época. Em Alcácer do Sal, o Alcacerense depois de ver confirmada a descida à 2ª divisão, vai agora realizar uma Assembleia Geral para definir o futuro, que deverá passar por formar uma equipa com jogadores da terra para disputar a 2ª divisão distrital. Em Grândola, é o clube com a preparação mais adiantada. António Gomes vai continuar como treinador da equipa e neste momento já chegou a acordo com os jogadores da época passada para continuar e com outros que vão

Estágio da Seleção Nacional Sub-18

entrar para reforçar a equipa. O Grandolense na próxima época vai entrar em competição, além dos seniores com equipas de juniores, juvenis e iniciados. Os clubes debatem-se com a redução de apoios por parte das autarquias e das empresas privadas o que nalguns casos pode colocar em causa a continuidade dos próprios clubes. Muitos dirigentes nas querem falar das dificuldades, mas sabemos que neste momento há clubes que se não conseguirem algumas receitas extraordinárias nos próximos meses podem ter de suspender alguns dos escalões que têm em competição. Este é um problema não só dos clubes de futebol, mas também nas outras modalidades.

Marta Bernardo de Milfontes participou no estágio sub-18 Marta Bernardo, jogadora do Sport Clube Odemirense foi convocada para participar num estágio da seleção nacional de futebol sub-18. Marta Bernardo, natural de Vila Nova de Milfontes, foi uma das duas atletas do distrito de Beja que mereceram a confiança do técnico José Paisana. O estágio decorreu entre 4 e 7 de junho, no Complexo Desportivo do Jamor. Refira-se que Marta Bernardo tem apenas 16 anos de idade, tendo assim uma enorme margem de progressão e muito espaço para crescer, assim lhe sejam dadas oportunidades para tal.


www.jornallitoralalentejano.com

11

Futebol: Campeonato Distrital de Setúbal - 1ª divisão

Litoral Alentejano – Sexta-feira, 15 de Junho de 2012

Torneio de Iniciados em Sines

Alcacerense desceu e H.C. Vasco da Gama venceu torneio o Vasco da Gama não subiu

A equipa de futebol sénior do Vasco da Gama de Sines terminou em segundo lugar, no Campeonato Distrital de Setúbal da 1ª divisão, não conseguindo assim o grande objetivo que passava pela subida de divisão. A equipa sineense venceu na última jornada o Beira Mar de Almada por 2-0, terminando o campeonato com 71 pontos, os mesmos que o Barreirense que venceu o Maritimo Rosarense por 6-1, garantindo o titulo distrital e a subida à 3ª divisão nacional. Foram despromovidos à 2ª divisão, o Maritimo Rosarense, Luso do Barreiro, Zambujalense e Atlético Alcacerense. A equipa de Alcácer do Sal ao perder em casa por 3-1 frente ao Paio Pires foi ultrapassada pelo 1º Maio Sarilhense que derrotou em casa o Luso do Barreiro por 3-0. Resultados da 3ª e última jornada. Zambujalense 0-4 Palmelense; Barreirense 6-1 M. Rosarense; Cova da Piedade 4-3 Comércio e Indústria; Amora 5-1 O Grandolense; Alcacerense 1-3 Paio Pires; Vasco Gama 2-0

Beira-Mar Almada; 1º de Maio Sarilhense 3-0 Luso do Barreiro e Desp. Portugal 1-2 Alfarim. 1º Barreirense,71; 2º Vasco Gama,71; 3º Amora, 59; 4º Palmelense, 53; 5º Cova da Piedade,49; 6º Desp. Portugal,46; 7º Alfarim,44; 8º

Grandolense,43; 9º Paio Pires,43; 10º Beira-Mar Almada,40; 11º Comércio e Indústria,39; 12º 1º de Maio Sarilhense,38; 13º Alcacerense,36; 14º Luso do Barreiro,15; 15º Zambujalense,14 e 16º M. Rosarense,14.

“Comporta Equester” é a nova chancela

A equipa de Iniciados do Hóquei Clube Vasco da Gama venceu o torneio de hóquei em patins que decorreu no domingo em Sines. Nos jogos realizados durante a manhã, o HC Vasco da Gama venceu por 11-0 os Tigres de Almeirim e o Sporting perdeu com a Académica de Coimbra por 4-1. Na disputa do 3º e 4º lugar, o Sporting venceu os Tigres de Almeirim por 7-2. Na final, depois de um empate a zero no tempo regulamentar, o HC Vasco da Gama venceu por 1-0 a Académica de Coimbra, com um golo de ouro

de Bruno Bernardo. Classificação final: 1º HC Vasco da Gama; 2º Académica de Coimbra; 3º Sporting e 4º Tigres de Almeirim. A taça disciplina foi conquistada pela Académica de Coimbra. A nível individual, Frederico Neves do Sporting foi considerado o melhor jogador, enquanto Ruben Cruz do HC Vasco da Gama, foi considerado o melhor guardaredes. No jogo de escolas realizado no intervalo do torneio, o HC Vasco da Gama venceu o Boliqueime por 8-5.

Comporta reforça aposta no Hóquei: Nacional da 2ª divisão desporto equestre H.C. Vasco da Gama A Herdade da Comporta acaba de lançar a marca “Comporta Equester”, que constitui a chancela para a promoção de todas as suas competições equestres. A primeira prova tem lugar de 14 a 17 de Junho e é organizada em parceria com a Empresa Águas do Vimeiro. A marca “Comporta Equester” reflecte o reforço da aposta que a Herdade da Comporta tem feito no desporto equestre enquanto elemento dinamizador da economia e turismo da região. Seis anos depois do início da ligação à modalidade, a Herdade da Comporta procura consolidar a aposta feita e elevar o patamar de qualidade dos eventos promovidos, de forma a afirmar a sua apetência para acolher eventos de referência junto do público nacional e internacional. O primeiro evento com a chancela “Comporta Equester” realiza-se de 14 a 17 de Junho, na “cidade equestre”, junto aos viveiros de relva da Herdade. A prova é organizada em parceria com a Empresa Águas do Vimeiro, entidade que conta no seu currículo com a organização de 40 eventos, nomeadamente 26 Concursos de Saltos Internacionais, 11 Concursos de Saltos Nacionais, dois Campeonatos de Portugal e uma Taça da Juventude. Perto de 115 cavaleiros, em representação de 20 nações, acompanhados por cerca de 250

garantiu manutenção

cavalos, vão entrar em competição no “Comporta CSI 3*” e disputar um prize-money total de 116 mil euros. Este concurso é qualificativo para os Jogos Olímpicos 2012 e conta com três provas pontuáveis para o ranking mundial da modalidade. Reconhecida enquanto um espaço ímpar, com uma localização privilegiada, a pouco mais de uma hora de Lisboa, e beneficiando de um clima ameno ao longo de todo o ano, a Herdade da Comporta tem vindo a afirmarse como um espaço de eleição para alguns dos melhores cavaleiros internacionais prepararem a sua época de outdoor. As boas infraestruturas para a competição, onde se destacam pistas de saltos de areia e fibras de grandes dimensões e o parque amplo para acolher centenas de cavalos, camiões e

viaturas ligeiras completam um conjunto de condições invejáveis proporcionadas pela Herdade da Comporta para acolher provas de alto nível competitivo. Desde o lançamento das provas equestres, em 2007, a Herdade da Comporta já recebeu mais de 1.000 cavaleiros e 2.250 cavalos, que escolhem a Costa Alentejana para iniciar a preparação da sua época competitiva. O desporto equestre assumese cada vez mais como uma aposta da Herdade da Comporta para a promoção e dinamização turística da região. A Herdade já recebeu várias provas de prestígio internacional, nomeadamente o Atlantic Tour, Portugal Nations Cup e Campeonato da Europa da Juventude de Saltos de Obstáculos.

O Hóquei Clube Vasco da Gama conseguiu a manutenção no Campeonato Nacional da 2ª divisão. Sporting e Turquel garantiram a subida à 1ª divisão nacional. A equipa sineense realizou um campeonato um pouco abaixo do previsto, esteve sempre na luta pela manutenção o que acabou por conseguir. Depois de muitas jornadas a ocupar um lugar de despromoção, a equipa sineense conseguiu nas últimas jornadas, duas vitórias, em casa frente à Académica de Coimbra e em Nafarros o que lhe permitiu subir para o 12º lugar e garantir a manutenção. Resultados da 30ª e última jornada: Turquel,9 Santa Cita,2; Parede,4

Biblioteca,6; Campo de Ourique,8 Alenquer e Benfica,7; Sesimbra,4 Sporting,4; Liga de Algés,4 HC Sintra,6; HC Vasco da Gama,1 Sporting de Tomar,6 e Académica de Coimbra,2 Nafarros,1. Classificação final: 1º Sporting,70; 2º Turquel,66 (ambos promovidos à 1ª divisão); 3º Sporting de Tomar,55; 4º Oeiras,55; 5º HC Sintra,52; 6º Biblioteca,51; 7º Alenquer e Benfica,48; 8º Campo de Ourique,48; 9º Sesimbra,41; 10º Liga de Algés,32; 11º Santa Cita,27; 12º HC Vasco da Gama,22; 13º Académica de Coimbra,20; 14º Parede,18 e 15º Nafarros,7 pontos. Nafarros e Parede foram despromovidos à 3ª divisão nacional.

Dias 29 e 30 de Junho de 2012

JAC organiza Maratona de Futsal

O Núcleo de Confraternização dos Árbitros de Futebol de Santiago do Cacém e o Juventude Atlético Clube, vão organizar nos dias 29 e 30 de Junho de 2012, a 5ª Maratona de Futsal “Hotel Vila Park”, no Pavilhão do Juventude Atlético Clube, em Santiago do Cacém. Inscrições e mais informações da sede do Núcleo de Árbitros ou no

Pavilhão do JAC em Santiago do Cacém.O JAC vai organizar a partir do dia 2 de julho o 3º torneio de veteranos, destinado a atletas com mais de 35 anos. Os jogos decorrem à 2ª 4ª e 6ª feira a partir das 19 horas, no pavilhão do JAC em Santiago do Cacém. Informações e inscrições pelo telefone 269 827334.


Litoral Alentejano – Sexta-feira, 15 de Junho de 2012

Futebol: Distrital de Setúbal da 2ª divisão

12

Monte da Caparica e Almada subiram Monte da Caparica como campeão e Almada como segundo classificado do Campeonato Distrital da 2ª divisão, garantiram a subida ao Campeonato Distrital de Setúbal da 1ª divisão. Resultados da 10ª e última jornada: Monte da Caparica,3 Quinta do Conde,1; Arrentela,4 União de Santiago,0 e Melidense,3 Almada,2. Classificação final: 1º Monte da Caparica,38; 2º Almada,33; 3º Melidense,28; 4º Arrentela,27; 5º União de Santiago,26 e 6º Quinta do Conde,23 pontos. O Monte da Caparica que iniciou esta segunda fase na última posição, conseguiu uma brilhante recuperação terminando o primeiro lugar, garantindo a subida de divisão, o que parecia muito difícil inicialmente, acabou por ser conseguido perante adversários que se apresentavam melhores preparados. O Almada realizou um campeonato sempre entre os primeiros e acabou por conseguir o objetivo inicial que passava

www.jornallitoralalentejano.com

Atletismo: Escalada do Mendro

Fernando Beijinha venceu em (M60) O São Francisco da Serra participou no dia 7 de Junho, na Escalada do Mendro, prova de montanha na distância aproximada de 11000 metros que “leva” os atletas desde a Vidigueira ao alto do Mendro com regresso à vila por estradas de terra batida e com subidas e descidas muito íngremes. O vencedor da corrida principal foi Paulo Gomes, com o tempo de 36 minutos e 56 segundos. Coletivamente

venceu o Clube de Natureza de Alvito e o São Francisco da Serra alcançou o 17º

lugar entre as 26 equipas que se classificaram. Classificação dos atletas do São Francisco: 72º Rui Gonçalves (28º Sénior); 105º Fernando Beijinha (1º M60); 115º Richardson Ferreira (42º Sénior); 131º Gonçalo Santos (47º Sénior); 154º Bruno Gamito (56º Sénior); 182º António Simões (32º M45); 211º Nuno Gamito (68º Sénior) e 262º Ermelindo Nunes (31º M50).

Hóquei Clube Vasco da Gama pelo regresso ao primeiro escalão do futebol distrital. Entre as equipas do Litoral Alentejano, o União de Santiago do Cacém realizou uma época positiva, o clube começou a temporada sem equipa, só conseguiu os jogadores com o campeonato já a decorrer, não fez pré-época, mas mesmo assim reunir um grupo de jogadores com valor, que atingiram os objetivos iniciais que passavam por dignificar o clube e manter o clube em competição. O Melides merece o destaque

pela negativa, a equipa orientada por Fernando Encarnação terminou a primeira fase em primeiro, era uma das principais candidatas à subida, mas foi perdendo pontos e acabou com dificuldade no terceiro lugar. O Monte da Caparica com 24 golos foi o melhor ataque da prova. A melhor defesa foi a do Almada que sofreu 10 golos. Pior ataque foi a Quinta do Conde que marcou apenas 5 golos. Pior defesa foi o Melides que sofreu 25 golos.

ss

Direção do HC Vasco da Gama prepara época

A direção do Hóquei Clube Vasco da Gama já está a preparar a nova época desportiva, onde o clube volta a competir na 2ª divisão nacional. O objetivo passa pela manutenção neste escalão, segundo apuramos Nuno Martins vai continuar como treinador principal e está garantida a continuidade dos jogadores que representaram

o clube ao longo desta temporada. Quanto a reforços, segundo apurámos junto do clube sineense, estão garantidos os regressos de Rui Cova e Daniel Paias que representavam o Portosantense e Diogo Mestre que estava sem clube. O plantel não está encerrado e podem ainda entrar mais atletas, o objetivo é conseguir formar uma

Jzz

odemira

5 Joel Xavier 6 Laurent Filipe 4teto The Song Band

7 Herb Geller Trio JULHO 2012 CERRO DO PEGUINHO

22h00 MUNICÍPIODEODEMIRA

equipa que dê garantias de conseguir um campeonato mais tranquilo do que este ano onde foi obrigada a lutar pela manutenção até às últimas jornadas. Na formação, o clube anunciou que vai ter uma equipa de juvenis e que o treinador será Nuno Martins, que acumula os dois cargos de treinador, de juvenis e seniores.


www.jornallitoralalentejano.com

13

Litoral Alentejano – Sexta-feira, 15 de Junho de 2012

Acácia estudada em vários projectos

Jovens investigadores de Odemira destacam-se em concurso nacional de ciência O estudo das acácias, enquanto “planta invasora” nos ecossistemas ribeirinhos de Odemira, e um projecto sobre a recuperação das áreas “invadidas” por essa espécie são trabalhos de investigação científica desenvolvidos por seis alunos de Odemira, que lhes valeram o 2.º lugar no Concurso de Jovens Cientistas, bem como uma menção honrosa. Ângela Nobre a.v.nobre@gmail.com O conhecimento do território onde cresceram, aliado a um projecto que estava já a ser desenvolvido sobre a presença das acácias nas zonas dunares, levaram os alunos Lúcia Martins, Daniel Silva

cia da escola. A investigação estendeu-se ao estudo da biodiversidade, tanto a nível de plantas como de insectos e invertebrados, pelo que foi necessária a construção de armadilhas,

a “recuperação de áreas invadidas por Acacia longifolia” no concelho reconhecida com uma menção honrosa. Segundo explicado no projecto, “Acacia longifolia é uma espécie exótica que tem um comportamento invasor em Portugal e, nas dunas do litoral de Odemira, ameaça uma planta endémica muito rara – Plantago almogravensis, pelo que técnicos do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina cortaram parte do acacial”. Com o trabalho desenvolvido, as três estudantes pretenderam “investigar formas de controlar o reaparecimento do acacial na área recentemente cortada”. Participaram também no concurso as alunas Tatiana Domingos, Iryna Litovska e do Ambiente, Médicas, Sociais, Economia, Engenharias, Física, Informática, Matemática e Química. Paula Canha dá o mérito ao trabalho dos alunos que, disse, “já não precisa de incentivar”, porque “eles vêem o exemplo de colegas mais velhos”. “Todos os anos ganhamos algum prémio e os alunos vão ao estrangeiro”, lembrou, considerando que só isso já é um grande incentivo. A professora reconhece contudo que por vezes, “nas partes mais aborrecidas do processo científico” é preciso “recordar histórias de outros alunos para os animar”.

e Marlieke Pronk a querer investigar o “impacto na flora invasora nos ecossistemas ribeirinhos em Odemira”. São estes os estudantes que conquistaram o 2.º prémio na 6.ª edição da competição, que decorreu entre 31 de Maio e 2 de Junho, no âmbito da Mostra Nacional de Ciência, em Lisboa. “Como residem num sítio onde as linhas de água estão cobertas de acácias, gostavam de fazer alguma coisa para resolver isso, porque lembravam-se de, quando eram mais novos, conseguirem chegar às ribeiras, mas agora estarem impedidos”, explicou Paula Canha, a professora que orientou os projectos, no âmbito do clube de ciên-

mas também de tratamento estatístico dos dados recolhidos. “Tiveram que aprender muito mais estatística do que aquela que a matemática do secundário ensina”, destacou a professora. Outro grupo de jovens investigadoras de Odemira, Ana Correia, Milene Ramires e Mónica Raposo, viu a sua investigação sobre

Cláudia Loução com o projeto “Dinâmica das populações de aves na Ribeira de Água Branca” e Susana Santos, Tiziana Vieira e Ana Silva com o projeto “Amanita na horta”. A Escola Secundária de Odemira foi a única de toda a zona sul do Tejo a participar no concurso, num total de 100 projetos nas áreas de Biologia, Ciências da Terra,

estrangeiro, está prevista outra viagem além-fronteiras, das “equipas” dos dois projectos distinguidos no concurso nacional para

representar o país na Genius Olympiad 2012, que decorre entre 24 e 29 de Junho, em Nova Iorque, nos EUA.

2.º prémio

“Impacto da flora invasora nos ecossistemas ribeirinhos em Odemira” O objectivo do trabalho foi estudar a influência da acácia na biodiversidade dos ecossistemas ribeirinhos no concelho, selecionando como indicadores da biodiversidade dois grupos de plantas e artrópodes. No Rio Mira e na Ribeira das Pimentas selecionaram-se pontos de amostragem em troços com galeria ripícola com dominância de acácia e pontos de amostragem em troços dominados por árvores autóctones. Considera-se essencial investir na divulgação deste problema junto das populações.

Jovens investigadores levam projectos à Eslováquia e aos EUA A participação no Concurso de Jovens Cientistas, promovido pela Fundação da Juventude, vai levar os alunos que ficaram classificados em 2.º lugar para representar Portugal, juntamente com colegas de Arouca, que venceram a competição, na final europeia. O 24.º Concurso Europeu para Jovens Cientistas está agendado para Setembro, em Bratislava, na Eslováquia. Além desta deslocação ao

Menção honrosa

“Recuperação de áreas invadidas por Acacia longifolia em Odemira” Acacia longifolia  é uma espécie exótica que tem um comportamento invasor em Portugal e que ameaça uma planta endémica muito rara –  Plantago almogravensis, nas dunas do litoral de Odemira. Técnicos do Parque Natural do Sudoeste Alentejano cortaram parte do acacial que ameaçava P. almogravensis. O trabalho investigou formas de controlar o reaparecimento do acacial na área recentemente cortada.


Litoral Alentejano – Sexta-feira, 15 de Junho de 2012

14

www.jornallitoralalentejano.com


www.jornallitoralalentejano.com

15

Santo André já tem ilhas ecológicas A população de Vila Nova de Santo André já pode utilizar as ilhas ecológicas instaladas na cidade. Mais uma intervenção no âmbito do Programa de Regeneração Urbana (PIQURB).

No Dia Mundial do Ambiente, foram inauguradas as sete ilhas ecológicas da cidade de Vila Nova de Santo André. O investimento das ilhas

nhou a importância das novas unidades de deposição de lixo. A autarquia adquiriu igualmente uma viatura de recolha de lixo adaptada com

Jaime Cáceres, presidente da junta de freguesia de Santo André diria “trata-se de um grande avanço e esforço no sentido de melhorar a limpeza urbana e os espaços verdes da cidade” e apelou ainda aos moradores para utilizarem os equipamentos

Litoral Alentejano – Sexta-feira, 15 de Junho de 2012

Aniversário da Associação Recreativa de Dança Sineense

13.ª Gala junta mais de 150 dançarinos para “apagar as velas” Mais de 150 dançarinos deverão marcar o ritmo na 13.ª Gala da Associação Recreativa de Dança Sineense (ARDS), que vai recordar vários musicais que marcaram a história do cinema para celebrar mais um aniversário.

para que a “freguesia continue a manter os padrões ambientais de qualidade”. À semelhança do que já se verifica noutros locais, espeCom mais de 300 praticantes, com idades entre os 3 e os 80 anos, as danças de salão já são promovidas em Sines desde os finais dos anos 80, embora só se tenha formalizado a associação dedicada à actividade a 28 de Junho de 1999. O aniversário da ARDS, que actualmente já marca presença um pouco por todo o litoral alentejano com escolas em Santo André, Santiago do Cacém, Sonega e São Luís, está agendada para 30 de Junho, no Pavilhão Municipal de Desportos de Sines, a partir das 22:00.

Zorba ecológicas é de 250 mil euros. Junto aos equipamentos, estão também instalados equipamentos para recolha de dejetos de cães e gatos. O presidente da câmara municipal de Santiago do Cacém, Vítor Proença subli-

uma grua. “Redistribuímos as unidades de lixo sem criar novos circuitos. Estas ilhas permitem uma maior capacidade de recolha e do ponto de vista da paisagem urbana não causam impacto”, referiu o autarca.

ra-se uma taxa de sucesso elevada, dando-se, assim, cumprimento ao objetivo específico: ajudar a preservar o ambiente incutindo nos cidadãos a ideia de reciclagem como um dever cívico.

Z, O, R, B e A. Zorba, claro. Zorba, o grego. Em redor, a regra é um clamor uníssono: «não somos a Grécia», «o nosso país não é a Grécia», «a Espanha não é a Grécia», «a Irlanda não é a Grécia», «a França não é a Grécia», «a Alemanha não é a Grécia», «Portugal não é a Grécia»! Pode ser um clamor no deserto, mas digo ao contrário: eu sou a Grécia! Tu és a Grécia! Somos todos a Grécia! E afirmo mais: «o nosso país é a Grécia», «a Espanha é a Grécia», «a Irlanda é a Grécia», «a França é a Grécia», «a Alemanha é a Grécia», «Portugal é a Grécia»! Decreto para que se cumpra: o nome de todos nós passa a ser ZORBA! ZORBA hoje, para que amanhã, se as coisas estoirarem por cá, outros não digam: «a Grécia não é Portugal», «a Espanha não é Portugal», «a Irlanda não

Lusco-Fusco é Portugal», «a França não é Portugal», «a Alemanha não é Portugal»! A fogueira pode chegar a Madrid, e, no dia seguinte, a Roma, antes de queimar Paris, estorricar Londres, chamuscar Berlim. Z O R B A é a vacina! Digo-vos de novo, nesta época que professa, talvez mais do que nunca, o egoísmo: ZORBA! ZORBA! ZORBA! ZORBA! ZORBA! ZORBA! ZORBA! Lisboa, Roma, Atenas, Madrid, Paris, Berlim. E Portugal, Grécia, Itália, Espanha, França, Alemanha, todos, enfim: ZORBA! ZORBA! ZORBA! ZORBA! ZORBA! ZORBA! ZORBA! ZORBA! ZORBA! ZORBA! ZORBA! ZORBA! ZORBA! ________________ PS: desculpem qualquer coisinha, mas enquanto escrevo estas linhas, ouço e danço Zorba, o grego…

Verissimo Dias


16

Litoral Alentejano – Sexta-feira, 15 de Junho de 2012

www.jornallitoralalentejano.com

Município de Sines – Câmara Municipal EDITAL N.º 54/2012

Carneiro

Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 31 Carta Dominante: 4 de Espadas, que significa Inquietação, agitação.

Amor: Poderá sofrer uma grande desilusão com alguém que lhe é muito próximo. O pensamento positivo é o melhor remédio para qualquer mal!

Saúde: Faça algum tipo de exercício de relaxamento. Dinheiro: Não se distraia. Números da Semana: 1, 3, 24, 29, 33, 36 Pensamento positivo: Vivo o presente com confiança!

Touro

Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 32 Carta Dominante: 7 de Copas, que significa Sonhos Premonitórios. Amor: Não seja tão impulsivo, só tem a perder com isso. Se quer ser verdadeiramente vitorioso, vença-se a si próprio! Saúde: Cuide do seu aspecto físico. Dinheiro: Não pense que o dinheiro estica, se não for você a controlar-se, ele não se controla sozinho. Números da Semana: 7, 11, 18, 25, 47, 48 Pensamento positivo: Eu tenho pensamentos positivos e a Luz invade a minha vida!

Gémeos

Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 33 Carta Dominante: A Temperança, que significa Equilíbrio.

Amor: Se não controlar as suas emoções poderá sofrer com isso. Utilize a sua força de vontade conscienciosamente e de modo sábio. Saúde: Dê atenção aos seus dentes. Dinheiro: Período favorável. Números da Semana: 4, 6, 7, 18, 19, 33 Pensamento positivo: procuro ser compreensivo com todas as pessoas que me rodeiam.

Caranguejo

Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 34 Carta Dominante: 4 de Ouros, que significa Projectos. Amor: Alguém que lhe é muito especial vai preparar-lhe uma surpresa. Cultive a alegria no seu coração e ela dar-lhe-á frutos de Paz. Saúde: Não pense que Deus está muito longe, ele está dentro de si. Dinheiro: Cuide mais do seu bolso pois se não for você a cuidar ninguém cuidará. Números da Semana: 9, 11, 25, 27, 39, 47 Pensamento positivo: O Amor invade o meu coração.

Leão

Virgem

Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 35 Carta Dominante: 8 de Copas, que significa Concretização, Felicidade. Amor: Não deixe que terceiros se intrometam na sua relação afectiva. Siga a sua intuição, siga o caminho do amor! Saúde: Dê mais atenção à sua saúde, pois na verdade mente sã, corpo são. Dinheiro: Período pouco favorável a grandes investimentos. Números da Semana: 10, 20, 36, 39, 44, 47 Pensamento positivo: Eu sei que posso mudar a minha vida.

Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 36 Carta Dominante: Valete de Paus, que significa Amigo, Notícias Inesperadas. Amor: Seja prudente na forma como fala com quem gosta, pois às vezes quando não pensamos naquilo que dizemos ferimos sem querer as pessoas de quem mais gostamos. Saúde: O pensamento positivo é o melhor remédio para qualquer doença! A saúde é o espelho da nossa alma, nunca se esqueça disso. Dinheiro: A sua vida financeira está a passar por um período negativo, mas não se preocupe, pois a tendência é para melhorar. Números da Semana: 7, 18, 19, 26, 38, 44 Pensamento positivo: Sou optimista, espero que me aconteça o melhor!

Balança

Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 37 Carta Dominante: Ás de Espadas, que significa Sucesso. Amor: Estará muito carente, procure ser mais optimista quanto ao seu futuro sentimental. A esperança é uma energia da sua personalidade. Desenvolva-a! Saúde: Tendência para alguns problemas digestivos. Dinheiro: Período positivo para colocar projectos em marcha. Números da Semana: 1, 8, 42, 46, 47, 49 Pensamento positivo: Eu tenho força mesmo nos momentos mais difíceis!

Escorpião

Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 38 Carta Dominante: 8 de Espadas, que significa Crueldade. Amor: Sentir-se-á um pouco sozinho no mundo, mas não é bem assim, afinal tem tanta gente que gosta de si. Permita-se a si próprio a visão da alegria e sinta-a diariamente. Saúde: Poderá ter algumas dores de ouvidos. Dinheiro: Não desista de lutar, pois a vida nem sempre nos sorri quando queremos, e o seu projecto terá tempo de vingar e dar lucros. Números da Semana: 4, 9, 11, 22, 34, 39 Pensamento positivo: Eu acredito que todos os desgostos são passageiros, e todos os problemas têm solução.

Sagitário

Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 39 Carta Dominante: 3 de Paus, que significa Iniciativa.

Amor: Procure ser mais extrovertido, só tem a ganhar com isso. Cultive o relacionamento interpessoal e verá que obterá benefícios. Saúde: Possíveis dores nas articulações. Dinheiro: Esta é uma óptima altura para tentar reduzir os seus gastos. Números da Semana: 1, 2, 8, 16, 22, 39 Pensamento positivo: O Amor enche de alegria o meu coração!

Capricórnio

Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 40 Carta Dominante: O Julgamento, que significa Novo Ciclo de Vida. Amor: Alguém para quem você é muito importante vai dar-lhe um bom conselho. Que a clareza de espírito esteja sempre consigo! Saúde: Tendência para dores musculares. Dinheiro: Possível aumento. Números da Semana: 7, 13, 17, 29, 34, 36 Pensamento positivo: Vivo de acordo com a minha consciência.

Aquário

Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 41 Carta Dominante: 9 de Paus, que significa Força na Adversidade. Amor: A sua capacidade de entrega e sensualidade estarão melhores do que habitualmente. A força do Bem transforma a vida. Que o amor esteja sempre no seu coração! Saúde: Sentir-se-á muito dinâmico e com um acréscimo de força de vontade. Dinheiro: Será ajudado na sua profissão. Números da Semana: 7, 11, 19, 24, 25, 33 Pensamento positivo: O meu único Juiz é Deus.

Peixes

Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 42 Carta Dominante: A Torre, que significa Convicções Erradas, Colapso. Amor: Poderá apaixonar-se ou aumentar o seu interesse por alguém. Dê tempo ao tempo e acredite que é possível ser feliz. Saúde: Tenha muito cuidado com a sua alimentação. Dinheiro: Os seus negócios têm a possibilidade de dar certos. Números da Semana: 5, 25, 33, 49, 51, 64 Pensamento positivo: Esforço-me por dar o meu melhor todos os dias.

MARISA FILIPA RODRIGUES DOS SANTOS, Vice- Presidente da Câmara Municipal de Sines, no uso das suas competências delegadas, e por deliberação da Reunião de Ordinária de 05 de Junho de 2012, manda proceder à venda em hasta pública, a realizar no dia 22 de Junho pelas 14,30 H, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, de 4 lotes de terreno.

LOTEAMENTO MUNICIPAL DE SÃO MARCOS III 3 LOTES PARA HABITAÇÃO Lote k36.1 com a área de 134,50 m2, inscrito na matriz sob o artº P 6623 - Área de implantação ----------------------- 75.60 m2; - Área de construção acima do solo--------151.20m2; - Área de construção abaixo do solo ------ 75.60 m2; - Número de pisos acima do solo – 2; - Número de pisos abaixo do solo – 1; - Número de fogos – 1; - Preço base do lote – 40.000,00 €. Lote k37.1 com a área de 135.50 m2, inscrito na matriz sob o artº P 6624 - Área de implantação ----------------------- 90.00 m2; - Área de construção acima do solo-------- 180.00 m2; - Área de construção abaixo do solo ------ 90.00 m2; - Número de pisos acima do solo – 2; - Número de pisos abaixo do solo – 1; - Número de fogos – 1; - Preço base do lote – 40.000,00 €. Lote k38.1 com a área de 134.50 m2, inscrito na matriz sob o artº P 6625 - Área de implantação ----------------------- 89.00 m2; - Área de construção acima do solo--------178.00 m2; - Área de construção abaixo do solo ------ 89.00 m2; - Número de pisos acima do solo – 2; - Número de pisos abaixo do solo – 1; - Número de fogos – 1; - Preço base do lote – 40.000,00 €.

LOTEAMENTO MUNICIPAL DE SÃO MARCOS II 1 LOTES PARA HABITAÇÃO Lote k35.1 com a área de 206.00 m2, inscrito na matriz sob o artº P 6626 - Área de implantação ----------------------- 155.50 m2; - Área de construção acima do solo-------- 311.00 m2; - Área de construção abaixo do solo ------ 155.50 m2; - Número de pisos acima do solo – 2; - Número de pisos abaixo do solo – 1; - Número de fogos – 2; - Preço base do lote – 55.000,00 €.

CONDIÇÕES GERAIS DE ALIENAÇÃO 1 - Poderão ser licitantes quaisquer cidadãos nacionais ou estrangeiros, residentes ou não no concelho de Sines. ----------------------------------------------------------2 - Serão admitidos lanços de 500,00€ sobre o preço base ------------------------3 - Após a adjudicação provisória, no ato da arrematação, o adquirente deverá proceder ao pagamento de cinquenta por cento (50%) do valor da arrematação.--------------------------------------------------------------------------------------------------4 - O pagamento dos restantes cinquenta por cento (50%) terá lugar no ato da Escritura, a realizar na data fixada pelo Município no Notariado Privativo da Câmara Municipal, no prazo máximo de trinta dias após a arrematação. -------5 - O adquirente poderá se assim o entender, proceder ao pagamento integral da arrematação no próprio dia da realização da hasta pública. ------------------------6 - Não é permitida a utilização industrial ou semi-industrial do lote. -------------7 - Não são permitidas construções precárias no lote. --------------------------------Sines, 05 de Junho de 2012 A Vice- Presidente Marisa Rodrigues dos Santos Do presente edital foram elaborados 2 exemplares, compostos por 2 páginas cada, ficando um exemplar arquivado no serviço emissor (GP) e outro entregue no Núcleo de Expediente Geral para sua afixação.


17

www.jornallitoralalentejano.com

Litoral Alentejano – Sexta-feira, 15 de Junho de 2012

Jorge, sério e obediente

François Baradez A meio do dia, Jorge Manuel Lopes da Silva estava no Largo de Camões, em Alcácer do Sal, bebendo um copo de água com amigos de longa data. Jorge Manuel Lopes da Silva nasceu em Alcácer do Sal no dia 27 de outubro de 1952. António de Oliveira Salazar (1889-1970) era Presidente do Conselho de Ministros de Portugal havia vinte anos e ficaria no cargo mais dezasseis. Oito meses antes, o rei de Inglaterra George VI, tinha sido substituído pela rainha Elisabeth, que continua até hoje no trono daquele país. Dois meses antes tinham-se realizado, em Helsinkian, na Finlân-

dia, os XV Jogos Olímpicos. Um mês depois, Dwight D. Eisenhower (1890-1969), foi eleito como o XXXIV Presidente dos Estados Unidos. Cinco meses mais tarde, morreria José Staline. Os seus pais eram ambos oriundos de Alcácer do Sal. O pai trabalhava na fábrica de tomate COPSADO, que fechou há uns anos. A mãe era doméstica. Jorge estudou até ao sétimo ano do antigo liceu (equivalente ao actual décimo segundo ano). Foi à tropa em 73, onde esteve durante vinte e sete meses: “Corri muito quarteis de norte a sul do país. Estive um ano em Moçambique e participei na guerra colonial. Na altura, pensei que era para o bem do país. Não me arrependo de ter lá estado por obediência”. Começou a trabalhar aos 22 anos de idade numa empresa de construção civil em Alcácer do Sal, durante um ano: “Não gostei. Não se enquadrava nos meus objectivos”.

De 1976 até 2002, trabalhou no Banco Nacional Ultramarino, em Alcácer do Sal e, de 2002 a 2009, na Caixa Geral de Depósitos. Na mesma cidade. “Gostei de trabalhar nos bancos. Foi sempre aquilo que ambicionei”. Reformou-se em 2010. É esposo de Florinda, oriunda de Constância do Ribatejo (terra de Camões), a qual trabalha no escritório do matadouro de Setúbal. Não têm filhos. “Não sei cozinhar. Só sei comer…” Como “gourmet” (gastrónomo, o seu prato de predileção é o cozido à portuguesa “com bons enchidos caseiros”. A televisão interessa-o. Nela olha o telejornal, cultura e desporto assim como o canal de viagens da TV Cabo. O seu lazer preferido é o de caminhar a pé. Todos os dias percorre seis quilómetros “para arranjar apetite para o almoço”. “A política interessa-me de uma maneira geral. O regime do Estado Novo, o que tinha de mau era não

MUNICÍPIO DE ODEMIRA AVISO Discussão Pública de Loteamento (Componente Industrial) Torna público, para efeitos do estabelecido no n.º 5 do artigo 7.º do DecretoLei n.º 555/99 de 16 de dezembro conjugado com o n.º 2 do artigo 27.º do mesmo diploma e nos termos do n.º 3 do artigo 77.º do Decreto- Lei n.º 380/99 de 22 de setembro com nova redação, o seguinte: Em execução da deliberação proferida em 2 de fevereiro de 2012, encontra-se aberto pelo prazo de 15 dias (quinze) úteis, contados a partir do oitavo dia após a publicação no Diário da República o período de discussão pública referente à alteração ao regulamento do loteamento municipal da Boavista dos Pinheiros, freguesia da Boavista dos Pinheiros, concelho de Odemira. O referido processo de alteração ao loteamento municipal encontra-se patente ao público no Balcão Único, da câmara Municipal de Odemira, Praça da República, 7630-139 em Odemira, de segunda a sexta das 9.00h, às 16.00h. Durante o período de discussão pública todos os interessados poderão apresentar reclamações, observações ou sugestões formuladas por escrito, podendo ser entregues em mão, por correio para o Município de Odemira, Praça da República, 7630-139 Odemira, ou por correio eletrónico para planeamento@cm-odemira.pt. Não serão consideradas as reclamações, observações, sugestões ou pedidos de esclarecimentos apresentados fora do prazo acima estabelecido. Para constar e devidos efeitos publicou-se este e outros de igual teor que vão ser afixados nos lugares públicos de estilo 16 de março de 2012.

A Vereadora da Câmara, Sónia Isabel Nobre Correia.

haver liberdade de expressão. No regime actual podemos falar à vontade, mas nada é bom. Nem sempre voto”. Solicitado a dizer, por ele próprio, qual é a sua maior qualidade, declarou que é a de “seriedade”. O político, jornalista e historiador francês Adolphe Thiers (1707-

Gosto também muito do Minho”. Como escreveu em “Portugal” o humanista Miguel Torga (1907-1995): “Terra da nossa promissão - da exígua promissão de sete sementes – o Alentejo é, na verdade, o máximo e o mínimo a que podemos aspirar: o descampado de um sonho infinito e a reali-

1877), recomendava que se deve levar “tudo a sério e não trágico”. Solicitado a dizer, com a mesma franqueza, qual é o seu maior defeito, declarou que é a “teimosia”, e que, para dizer a verdade, também poderá ser uma qualidade. Segundo o escritor inglês Samuel Johnson (1709-1784), “não é a força mas a perseverança que faz as grandes coisas”. O dia mais feliz da sua vida foi quando regressou “são e salvo” do Ultramar. Os dias mais tristes da sua vida foram os em que morreram o seu pai e a sua mãe. Foi alferes miliciano, tendo comandado um pelotão em Moçambique, orgulhando-se de ter feito o que chamou de “normal”. Considera não ter feito lastimável erro. Orgulha-se muito de ser Alentejano: “Para mim é a mais bela região do país.

dade de um solo exausto”. O que Jorge mais deseja que viesse a acontecer neste Mundo é a Paz: “Era o principal. E que Portugal saísse da crise na qual os políticos o puseram”. Não há no Globo nenhum sítio no qual gostaria mais de viver do que em Portugal “pelo que conheço”. A personalidade pela qual tem a maior consideração é Nuno Álvares Pereira, vencedor da batalha de Aljubarrota, em 15 de Agosto de 1385. A personalidade que detesta é o antigo Primeiro-ministro José Sócrates: “Era um aldrabão nato”. A palavra da língua portuguesa que considera a mais bela é “saudade”. A palavra da língua de Camões que considera a mais feia é “pobreza”. O ofício que teria preferido a qualquer outro se tivesse tido oportunidade de o exer-

cer seria o de médico “para salvar vidas”. Há muitos empregos que teria categoricamente recusado praticar: “nomeadamente o de agricultor, antes da Revolução dos Cravos porque, trabalhar de sol-a-sol era muito cansativo”. Por ele “para ser feliz, ter saúde é a primeira coisa”. A infelicidade é “a falta de saúde”. Tendo 60 anos de idade, o alentejano Jorge Manuel Lopes da Silva participou na guerra colonial em Moçambique “por obediência”. Nos seus “Diálogos e Fragmentos Filosóficos” , o escritor francês Ernest Renan (1823-1892), salientou que “é melhor obedecer do que mandar”. Trabalhou nos serviços de Água e Luz da Câmara Municipal de Alcácer do Sal. Em “O Pássaro Preto no Sol Nascente”, o escritor e diplomata francês Paul Claudel (1868-1955) qualificou a água como “o olhar da Terra e do Tempo”. Jorge Manuel Lopes da Silva é um pacifista. Num dos seus sermões, o humanista Padre António Vieira (16081697) apelidou a guerra de “monstro” , dizendo que era “composta de todas as calamidades”. A palavra da língua portuguesa que acha a mais feia é “pobreza”. Quatro séculos antes da nossa era, o poeta cómico, o grego Nénandre chamou, com razão, a atenção para o facto de que “ninguém tem menos sorte que o pobre”. Teria gostado muito de ter tido a oportunidade de ser médico. Segundo o filósofo inglês Francis Bacon (15671626): “A medicina é uma arte muito nobre e da mais ilustre origem”.

Crianças e Jovens na era digital A era digital é dos elementos mais relevantes na comunidade jovem da actualidade, permeando toda a nossa sociedade e exigindo respostas institucionais adequadas e profícuas. As V Jornadas da CPCJ de Sines pretendem, assim, ser um espaço de debate e reflexão sabre a importância da era digital nas nossas crianças e jovens, através de um conjunto de painéis com oradores com curriculum relevante na temática e que poderão fornecer um contributo essencial para todos os interessados na utilização segura das novas tecnologias de informação. As V Jornadas da CPCJ de Sines, “Crianças e Jovens Na Era Digital”, irão decorrer no Auditório do Centro de Artes de Sines pelas 8:30 horas no dia 21 de Junho de 2012.


Litoral Alentejano – Sexta-feira, 15 de Junho de 2012

18

www.jornallitoralalentejano.com

Atendimento Pessoal

Astrólogo – Mestre SANHA Dotado de poderes, ajuda a resolver problemas difíceis ou graves em 15 dias, como: amor, insucessos, depressão, negócios, injustiça, impotência sexual, maus-olhados, invejas, doenças espirituais, vícios de drogas e tabaco, alcoolismo e emprego. Aproxima e afasta as pessoas amadas com rapidez. Se quer prender a si uma vida nova e pôr fim às suas preocupações, não perca tempo, contacte o Mestre Sanha, ele tratará o seu problema com eficácia e honestidade. Consultas á distância e pessoalmente, de segunda a Sábado, das 9h às 20h

Em Odemira – Estrada Nacional 120 Casa da Palmeira – Portas de Transval tel. 283 106 150 – 967 139 257

Atendimento Pessoal

VENDE-SE Em Vila Nova de Santo André (bem localizado) Informa:

931 768 909

Continente - 20,00€ w Europa - 25,00€ w Mundo - 30,00€


www.jornallitoralalentejano.com

19

Litoral Alentejano – Sexta-feira, 15 de Junho de 2012

Alcácer do Sal quer manter “o seu” Tribunal A primeira ação pública de protesto aconteceu no passado dia 11, às 18h, no largo do Tribunal. Uma vigília noturna de protesto, a realizar já na próxima segunda-feira, dia 18 será a próxima acção. A Câmara Municipal de Alcácer do Sal reuniu de emergência para tomar uma posição sobre a proposta de extinção daquela comarca, presente na versão do Quadro de Referência para a Reforma da Organização Judiciária disponível no site da tutela. O documento, a que a autarquia teve acesso informalmente, propõe o fim da Comarca de Alcácer do Sal alegando “valores reduzidos ao nível do movimento processual” e “uma diminuição da população residente de 9,15%” patente nos últimos censos, de 2011. A Câmara Municipal de Alcácer do Sal condena veementemente esta medida, por a mesma assentar em pressupostos falaciosos

e por consubstanciar um duro golpe na estratégia de desenvolvimento do concelho e pôr em causa os direitos fundamentais dos seus habitantes, designadamente o acesso ao direito expressamente consagrado no artigo 20.º da Constituição da República Portuguesa. Numa das duas moções aprovadas na reunião, os eleitos consideram que “esta é mais uma medida cega do Governo, que em prol de números, se limita a cumprir ordens da troika”, “contribuindo para o isolamento da população” do concelho e “para o seu atraso e empobrecimento, o que, nos últimos anos,

tem sido contrariado pelo trabalho desenvolvido localmente pelas autarquias”. Recorde-se que, em dezembro de 2011, Alcácer do Sal ficou sem serviço ferroviário de passageiros e ainda recentemente viu encerradas extensões de saúde e escolas, enquanto que, em contraciclo, a Câmara Municipal construiu dois centros escolares e está a levar a cabo uma profunda operação de regeneração urbana - que vai tornar mais atrativa e organizada toda a zona ribeirinha, para além de criar condições para o tratamento dos esgotos produzidos na cidade - não obstante estar classificada em 11º lugar entre os municípios com menos dívidas a nível nacional.

“A Câmara Municipal de Alcácer do Sal está consciente das sérias dificuldades económico-financeiras que afetam o país e da necessidade urgente e inadiável de promover a redução da despesa pública. Porém, considera que esta redução de despesa não pode ser feita de forma cega e distante, à custa de um sacrifício injustificado de valores e direitos básicos e fundamentais dos cidadãos, do seu bem-estar e da sua qualidade de vida, inerentes à vivência num Estado de Direito Democrático!”, refere o documento.

“A Câmara Municipal de Alcácer do Sal reitera, assim, a sua condenação à medida preconizada pelo

microfone aberto, música e uma fogueira. Esta é uma das ações já marcadas e que partiu

do tribunal. A juntar à vigília, vai colocar-se a correr um abaixoassinado e serão enviadas

cada concelho dessa região, tendo Alcácer ficado com competências de pequena e média instâncias cível e

Direção-Geral da Administração da Justiça (…) que empurra o nosso concelho para níveis de sub-

da reunião pública que a Câmara Municipal de Alcácer do Sal realizou, no largo do Tribunal, para protestar contra o anunciado encerramento daquele serviço, no âmbito do Quadro de Referência para a Reforma da Organização Judiciária. A “manifestação” reuniu cidadãos anónimos do concelho, mas também os elei-

cartas a cada um dos deputados eleitos na Assembleia da República pelo Distrito de Setúbal. Pedro Paredes pretende também que a PIMEL – Feira do Turismo e das Atividades Económicas, espelhe esta “indignação por estarmos a regressar a um País em que tudo era decidido no terreiro do Paço e

criminal. A atual reforma aponta para uma divisão que colocaria os cidadãos de Alcácer do Sal a deslocar-se a Grândola para questões de pequena e média instâncias cível e criminal; ao Barreiro para questões relacionadas com execuções; Santiago do Cacém para grande instância cível e Setúbal para

desenvolvimento indesejáveis, prejudicando todos aqueles que aqui vivem e trabalham atualmente e dificultando a fixação de mais e novos residentes, investidores e visitantes!”, conclui, “exigindo a continuidade da Comarca de Alcácer do Sal”.

Após “manifestação”, Alcácer do Sal lança vigília noturna pela manutenção do Tribunal local Uma vigília noturna de protesto, a realizar já na próxima segunda-feira, com

Ângela de Sousa, em representação da Ordem dos Advogados da Comarca do Alentejo Litoral, manifestou a preocupação dos advogados pelo fecho do tribunal, estando ao lado das autarquias na luta pela manutenção do tribunal em Alcácer do Sal. tos na Câmara Municipal e nas juntas de freguesia, representantes da Ordem dos Advogados e do Sindicato dos Funcionários Judiciais. Ficou claro que “de forma ordeira ou, se for necessário, radicalizando”, como frisou o presidente da autarquia, Pedro Paredes, Alcácer do Sal não vai aceitar o encerramento

o resto era paisagem”. Desde logo e como forma de protesto, não será convidado qualquer membro do Governo para participar na abertura oficial do certame. O Tribunal de Alcácer do Sal está integrado na Comarca Piloto do Alentejo Litoral, criada em 2009, que apostou numa especialização dos tribunais de

processos criminais, o que envolve todas as diligências dos postos da GNR de Alcácer do Sal (a 50 km) e da freguesia do Torrão (a 90 km). Há registos que apontam para a existência de tribunal em Alcácer do Sal pelo menos desde a década de 1630, tendo então jurisdição até Sines.


Registado na ERC com o nº 123876 Propriedade e Editor - LitoralPress, Lda Tel./Fax: 269 822 570

www.jornallitoralalentejano.com

Casting para a Miss Mundo no distrito de Setúbal

Cátia Narciso, natural de Alcácer do Sal, eleita 1ª Dama de Honor No passado dia 2 de Junho realizou-se no cinemateatro Joaquim d’Almeida no Montijo a Gala Miss Setúbal 2012. As candidatas desfilaram com traje casual, biquíni e vestido de noite. Foi perante um Júri bastante qualificado que as candidatas a Miss desfilaram e de entre elas foi escolhida a Miss Setúbal e as suas Damas de Honor. A candidata nº 324 – Adriana Conduto, natural da Moita que arrecadou o título de Miss Setúbal 2012, a 1ª Dama de Honor foi a candidata nº 365 – Cátia Narciso, natural de Alcácer do Sal, e a 2ª Dama de Honor foi a candidata nº 284 – Andreia Correia,

natural de Setúbal. A Miss Setúbal 2012 Adriana Conduto, foi coroada pela Miss Ana Rodrigues, a vencedora da Gala Miss Setúbal 2011. A Miss Simpatia eleita entre as 57 candidatas finalistas foi a candidata nº 324 – Adriana Conduto, natural do concelho da Moita. A Miss Fotogenia seleccionada pelos fotógrafos oficiais do evento e que acompanharam os castings foi candidata nº 353 – Nadine Gonçalves, natural do concelho da Moita. A Miss Arrábida, seleccionada no passado dia 12 de Maio num desfile em Biquíni em homenagem à Serra da Arrábida, foi a

candidata nº 321 – Sónia Campos, natural de Almada. A Miss Popularidade foi a candidata nº 364 – Andreia Fradinho, natural de Setúbal foi eleita pelo público numa votação online que decorreu no Facebook, votação esta que contou com a participação massiva do público, com mais de 6.200 pessoas a votar nas candidatas finalistas. As fotos do concurso foram vistas por mais de 280.000 pessoas segundo estatísticas fornecidas pelo Facebook. As candidatas vencedoras das Provas de Talento foram: Talento de Dança: Adriana Conduto (nº 324) Moita

Talento de Representação: Sheila Valenciano (nº 275) Setúbal Talento Desporto: Andreia Gonçalves (nº 374) Seixal Talento Musical: Lúcia Martins (nº 272) Setúbal O Júri da Gala foi composto por: - Isidro de Brito Presidente da associação MMRP (Miss e Mister República Portuguesa) – Beleza com Propósito; - Diogo Lino – Representante do betaleiloes.net patrocinador principal deste evento; - Melanie Vicente – Miss República Portuguesa MUNDO 2012 - Fátima Luzes Marques – Modelo e Actriz, professora de expressão corporal e dramática, de representação e casting; - Fátima Adão – Eleita Miss Fotogenia no concurso Miss Tróia em 1987; Miss Setúbal Press Release - Rita Amaral – Candidata na edição de 2011 da Miss Setúbal, apurou-se para a fase nacional do concurso e foi a candidata do distrito que chegou mais longe no concurso nacional, tendo participado no estágio de duas semanas da Miss República Portuguesa; - Ana Rodrigues – Miss Setúbal 2011, vencedora da primeira edição do casting distrital Miss Setúbal; - João Marreiros – Fotógrafo de Moda, na qualidade de representante dos fotógrafos oficiais que acompanharam os castings da Miss Setúbal.

Beleza com Propósito A este evento estava adjacente um objectivo social, apoiar a RUMO – Cooperativa de Solidariedade Social, Crl, sediada no concelho do Barreiro. Em particular a sua Residência para Jovens, a qual acolhe órfãos dos concelhos do Barreiro e Moita. Este apoio concretizou-se com a recolha de bens alimentares, cada candidata que se apresentou aos castings entregou dois ou mais

alimentos não perecíveis. Os alimentos foram recolhidos e entregues à instituição. Adicionalmente através da venda de entradas para a Gala Miss Setúbal 2012, a organização conseguiu pagar o aluguer do espaço e ainda ajudar quem mais precisa, doando 1.000 euros à instituição de solidariedade social RUMO.

Miss República Portuguesa Em representação do distrito de Setúbal no concurso nacional da Miss República Portuguesa, irão entrar na semi-final regional do Sul, a Miss Setúbal 2012, Adriana Conduto e as suas Damas de Honor, Cátia Narciso e Andreia Correia. Adicionalmente Alexandra Água, representante da associação MMRP (Miss e Mister República Portuguesa)–Beleza com Propósito, decidiu seleccionar mais 24 jovens para o concurso nacional, são elas: - Ana Dias-Setúbal - Ana Duarte -Almada - Ana Tavares-Alcácer do Sal - Andreia Fradinho-Setúbal Miss Setúbal Press Release

- Carina Mata-Sesimbra - Cátia Pintão-Setúbal - Sheila Valenciano-Setúbal - Cíntia Pereira-Setúbal - Cláudia FernandesAlmada - Cláudia RaimundoSetúbal - Cláudia Silva-Setúbal - Inês Ramos-Setúbal - Ingrid Lourenço-Almada - Iolanda Silva-Setúbal - Jéssica Cruz-Setúbal - Jéssica Oliveira-Setúbal - Joana Amaral-Setúbal - Nadine Gonçalves-Moita - Patrícia Suzano-Alcácer do Sal - Rafaela Pardete-Setúbal - Sara Suzano-Alcácer do Sal - Sónia Campos-Almada - Vanessa Rocha-Setúbal As candidatas agora seleccionadas para representar o distrito têm ainda um caminho longo a percorrer para atingir o título da Mulher mais Bela do Mundo, é um caminho que se faz caminhado com passos firmes na direcção do sucesso. Estamos convencidos que estas jovens vão representar bem o nosso distrito esperamos que nos encham a todos de orgulho quem sabe vencendo a Miss República Portuguesa.

Jornal Litoral Alentejano  

Jornal Litoral Alentejano - Edicao 260

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you