Page 5

28

PHP Hacks

Uma vez instalado o Apache, o próximo passo é verificar a existência de uma instalação de PHP. Crie um arquivo chamado index.php e coloque-o no diretório de documentos do Apache. O conteúdo do arquivo deve ser o seguinte: <?php phpinfo( ); ?>

Vá até a máquina que tem seu navegador da Web e examine o arquivo index.php. Se você vir algo como a Figura 1-7, então tem uma instalação de PHP funcionando. Se vir apenas o texto do arquivo index.php, o PHP não está instalado ou não está habilitado. Verifique o arquivo de configuração httpd.conf do Apache. Se você vir linhas como a seguinte: # LoadModule php4_module

libexec/httpd/libphp4.so

ative-as, removendo o sinal numérico do início da linha. Se o arquivo não contiver nenhuma linha que seja relevante para o PHP, você terá de instalar o PHP a partir do código-fonte. Instalar a partir do código-fonte significa fazer o download do arquivo .tgz que se encontra no endereço http://www.php.net/. Siga as instruções de instalação contidas no site do PHP. Você já tem o Linux funcionando; portanto, isso deverá ser muito fácil. Recomendamos instalar o PHP 5, pois é a versão mais recente e tem recursos de linguagem que suportam a escrita de aplicativos mais robustos.

Com o PHP instalado, você poderá navegar até a página index.php que construiu anteriormente neste processo e ver uma saída como a Figura 1-7.

Verificando a instalação de seu ISP* Para verificar os detalhes da instalação do PHP de seu ISP, você precisa criar uma página de teste no servidor do ISP e navegar por ela com seu navegador. O conteúdo da página de teste deve ser o seguinte: <?php phpinfo( ); ?>

Com esse arquivo em seu servidor, você poderá navegar até ele em seu navegador e ver algo parecido com a Figura 1-7. Isso fornecerá uma listagem completa de como o interpretador do PHP foi compilado, assim como quais módulos estão instalados. Dois dos problemas mais comuns são a falta de uma interface com banco de dados e de ferramentas gráficas. Você precisa certificar-se de que sua conta no ISP tenha isso instalado. Se você não tiver essas bibliotecas instaladas, peça para seu ISP para que adicione esses recursos (você não deverá encontrar muita resistência; essas bibliotecas de PHP são padrão e úteis para todos os programadores de PHP). Se você ainda não tem um ISP, certifique-se de que os possíveis ISPs tenham o que precisa instalado, antes de se inscrever. Um pequeno levantamento dos sites de hospedagem, reali-

* N. de R.T.: Internet Service Provider, que seria o seu provedor de internet. Neste caso indicando o provedor de serviço de hosting, onde o seu site será hospedado.

Herrington_Book.indb 28

17.10.07 13:58:03

Editoração PHP Hacks  

Editoração do livro PHP Hacks

Advertisement