Issuu on Google+


Justificativa

No ano de 2015 o mundo estará comemorando os 70 anos do fim da Segunda Guerra Mundial, a guerra mais cara, cruel e abrangente da história da humanidade. O conflito moldou praticamente todos os padrões de comportamento social, tecnológico e político existentes em nossos dias. Mesmo após tantos anos, a Segunda Guerra desperta interesse das novas gerações sob os mais diversos temas, destacando-se o militar. Entre outros exemplos deste carisma estão: o segundo lugar em número de acessos para pesquisa na Internet, superado apenas pela Revolução Francesa e mais recentemente a maior quantidade dos acessos ao arquivo digital do jornal O Globo para o tema “Retorno da FEB ao Brasil”. Outro fator de relevância para a iniciativa é que, segundo a Associação Nacional de Veteranos da FEB - ANVFEB, existem hoje menos de 2% de Veteranos da FEB, tornando esta a última comemoração decenial com a participação destes heróis ainda vivos.


O Projeto Motivado pela vivência do cargo de vice-presidente da Associação Nacional dos Veteranos da FEB-Seção Belo Horizonte, o pesquisador e colecionador Marcos Moretzsohn Renault Coelho decidiu utilizar sua vasta coleção de itens sobre o conflito para contar a história da II Guerra Mundial de forma real e interessante. Praticamente todos os períodos e fatos relevantes sobre o conflito estão representados por objetos de todos os tipos, muitos deles raros, desde uniformes e medalhas a documentos e fotos autografadas. Considerada por Renault como um projeto em movimento, “A Coleção”, assim chamada por ele, é composta por mais de 2.000 itens, e vem crescendo desde seu início a mais de 25 anos. Durante os últimos dois anos, a pedido de escolas e instituições, foram montadas exposições em pequena escala mas que obtiveram resultados acima das expectativas mais otimistas. A frequência, o interesse dos visitantes e a interatividade consequente dos alunos durante as aulas de história marcaram os objetivos da proposta, inédita neste setor.


A Exposição

A proposta de uma exposição itinerante é um desafio aceito pelo curador do Museu do Exército João Henrique Barone. Com a experiência de realizar mostras, salas históricas e exposições temporárias, ele definiu junto a Marcos Renault os tipos e quantidades de objetos que serão mostrados. O próximo passo foi a concepção de vitrinas e gabinetes que ofereçam segurança e visibilidade. O grande volume selecionado está sendo preparado para cadastramento e indexação, que vai gerar um livro/catálogo referencial para orientação dos visitantes da exposição e pesquisas sobre o tema.


Os Locais

4  

1   3   5   6  

2  

Obedecendo aos critérios de segurança e visibilidade, a exposição será realizada prefenrencialmente em Centros Culturais e Organizações Militares de seis estados: 1- Minas Gerais - Belo Horizonte 2- Rio de Janeiro - Rio de Janeiro 3- São Paulo - São Paulo 4- Bahia - Salvador 5- Paraná - Curitiba 6- Rio Grande do Sul - Porto Alegre Para isso está sendo desenvolvida uma parceria com a Diretoria de Patrimônio Histórico e Cultural do Exército para determinar os locais nos estados escolhidos. O início da exposição está previsto para o mês de maio de 2015 em Belo Horizonte, Minas Gerais. Cada ciclo da mostra terá a duração de 15 dias.    


Custo do Projeto


Exposição itinerante