Page 1

3144_RegenPort_RZ

26.04.2007

9:56 Uhr

Seite 1

A floresta húmida Um Ecossistema Ameaçado: Factos e Exemplos


3144_RegenPort_RZ

26.04.2007

9:56 Uhr

Seite 2

As florestas tropicais húmidas são parte dos pulmões verdes da Terra. São de vital importância para a vida selvagem e também para os seres humanos, regulando o clima e possibilitando assim a vida no nosso planeta. Entretanto, a sua destruição vem avançando. Conhecendo tudo o que conhecemos sobre o seu valor extraordinário como um ecossistema inigualável, não podemos ficar alheios a assistir. Como líder mundial na produção de motosserras, a STIHL é invariavelmente associada à destruição das florestas húmidas. Nós da STIHL, no entanto, sentimos uma responsabilidade especial em relação a este assunto. As motosserras podem ser vistas como os ícones mais tangíveis da degradação das florestas. Porém, se você examinar a situação mais de perto, existem outras ameaças bem maiores e reais (no entanto menos óbvias) para as florestas húmidas.

A floresta húmida – um ecossistema ameaçado

02

04

Um tesouro que vale a pena preservar As florestas húmidas – um valioso bioma

06

O recuo do gigante verde A diminuição das florestas tropicais

08

F ósforo ou motosserra - o que está a destruir a floresta? Causas da destruição da floresta húmida

12

O tamanho das florestas húmidas Mapa sinóptico

14

Tudo o que é ecologicamente útil, deve ser preservado Gestão sustentável para protecção das florestas húmidas

16

STIHL – uma empresa que assume responsabilidades Iniciativas e projectos

18

A Fundação EVA MAYR-STIHL e o seu Compromisso Protegendo pró-activamente o bioma da floresta húmida


3144_RegenPort_RZ

26.04.2007

9:56 Uhr

Seite 3

A floresta húmida – um ecossistema ameaçado

03


3144_RegenPort_RZ

26.04.2007

9:56 Uhr

Seite 4

Um tesouro que vale a pena preservar As florestas húmidas – um bioma valioso

A maior parte das florestas húmidas localizam-se em torno do Equador, interrompida somente pelos grandes oceanos, formando um largo cinturão. Estas florestas imensas vão desde a região amazónica brasileira, seguem pela da Costa do Marfim, passam pela bacia do Congo até ao arquipélago malaio. Algumas dessas florestas já existem há mais de 100 milhões de anos. Nesse período, as florestas tropicais tornaram-se um sistema ecológico altamente complexo de vital importância para os seres humanos em todo o mundo. Mais da metade de todas as espécies de animais e de plantas da Terra vive nas florestas húmidas. Em média, em apenas 6 km2 de floresta húmida vivem aproximadamente 1.500 tipos diferentes de plantas floridas, 750 tipos de árvores, 400 espécies de pássaros, 150 de borboletas, 100 espécies de répteis e 420.000 de insectos. Na Malásia crescem, em apenas um hectare de floresta húmida, mais espécies de árvores do que em toda a Europa. Numa única árvore, foram contados mais de 70 tipos de plantas – mais do que é possível encontrar num hectare normal na Europa!

04

Seria impossível calcular a importância de florestas saudáveis. Klaus Töpfer, ex-ministro alemão para o meio ambiente e director executivo do Programa do Meio Ambiente das Nações Unidas (UNEP)


3144_RegenPort_RZ

26.04.2007

9:56 Uhr

Seite 5

As florestas tropicais húmidas são o habitat de muitas tribos indígenas e diferentes povos nativos. Todos esses povos possuem as suas próprias culturas, seus mitos e lendas, tradições e conhecimentos que são passados de geração em geração, que devem ser protegidos e preservados. Como reguladores naturais do clima, as florestas tropicais húmidas têm influência sobre a vida de todos os seres humanos. Elas são, além das reservas de combustíveis como carvão fóssil, óleo e gás, as maiores armazenadoras de dióxido de carbono da Terra. Durante a época de chuvas, as florestas húmidas funcionam como enormes esponjas. Dessa forma elas influenciam a distribuição do calor e da água de toda a Terra. Com isso, as florestas tropicais húmidas estão bem mais próximas de nós do que possamos imaginar. A sua preservação diz respeito a todos nós.

05


3144_RegenPort_RZ

26.04.2007

9:56 Uhr

Seite 6

O recuo do gigante verde A diminuição das florestas tropicais

Nós somos parte – não mestres – da natureza. Richard v. Weizsäcker, ex-presidente da República Federal da Alemanha

Os dados estatísticos sobre a diminuição da floresta tropical são muitas vezes duvidosos. Isso tem relação com o facto de que existem definições diferentes dos conceitos de floresta tropical e floresta húmida. O que podemos afirmar é que grande parte vem sendo destruída e que isso infelizmente continua. Há aproximadamente 100 anos, 12% da superfície terrestre estava coberta por florestas húmidas. Hoje, restam apenas de 4% a 6% e a velocidade da destruição está aumentando. 06

As florestas húmidas do oeste da África em grande parte já estão destruídas. As reservas florestais de países asiáticos como a Tailândia, as Filipinas e a Malásia já estão praticamente esgotadas. As florestas húmidas da Amazónia cobrem uma superfície do tamanho da Europa Ocidental formando a maior floresta tropical contígua da Terra. Felizmente, lá o desmatamento está a avançar mais devagar do que foi prognosticado nos anos 80. Mesmo assim, perdem-se aproximadamente 20 mil m2 de floresta húmida todos os anos na Amazónia.


3144_RegenPort_RZ

26.04.2007

9:56 Uhr

Seite 7

Para se ter uma ideia, numa conta simplista, se anualmente fossem destruídos 2% da floresta húmida, então, em cinquenta anos não sobraria quase nada das florestas húmidas da Amazónia e as consequências seriam graves, não somente para o meio ambiente nos trópicos. Devido à interferência na circulação da água, chegaria menos água ao interior dos continentes, o que levaria à quebra no volume de colheitas. Também aumentaria o teor de CO2 na atmosfera o que – consequentemente – intensificaria o efeito estufa. Com o desaparecimento de florestas tropicais húmidas inteiras, também desapareceria para sempre uma grande parte das 3,5 milhões de espécies de animais e plantas nativas. E também dos seres humanos, que lá vivem como caçadores e recolectores, seria tirada a única fonte de subsistência.

07


3144_RegenPort_RZ

26.04.2007

9:56 Uhr

Seite 8

F ósforo ou motosserras – o que está a destruir a floresta húmida? Causas da destruição da floresta húmida

Para reagir efectivamente à destruição das florestas húmidas, você deve entender as causas. Quem ou o que destrói a floresta húmida? É a indústria mobiliária de móveis para jardins que processa a madeira tropical? São as fábricas de papel dos países industrializados? Seria o corte industrial de madeira para exportação?

08

Na verdade, a resposta não está em nenhuma destas opções. A realidade é outra. Nas florestas tropicais húmidas, apenas uma pequena parte das árvores cortadas são usadas para fins industriais. Nas florestas europeias são cortadas cinco vezes mais madeira para fins industriais. Somente na Suécia é extraída mais madeira para fins industriais do que em todas as florestas de África – mesmo sendo estas no mínimo quinze vezes maiores. A América Latina concentra 56% das florestas tropicais húmidas do mundo inteiro. O índice de corte de madeira para exportação é de apenas 6,2%, o menor índice mundial. Em compensação, no entanto, esta região possui o maior índice de desmatamento e destruição da floresta húmida do mundo.


3144_RegenPort_RZ

26.04.2007

9:56 Uhr

Seite 9

Então porque razão e como é que as florestas húmidas estão a morrer? Mais de três quartos do consumo da floresta húmida podem ser atribuídos a fósforos – toda esta madeira é simplesmente queimada. Na melhor das hipóteses serve para fins de aquecimento ou para produção de energia. A maior ameaça para a floresta húmida são as queimadas. Entre 1978 e 2000, apenas na região amazónica, mais de 620 mil km2 foram devastados somente por este tipo de prática ilegal. O objectivo das queimadas é a obtenção de áreas aproveitáveis para agricultura – em parte por famílias migrantes de colonos (agricultura migratória) e outra grande parte por latifundiários, que criam enormes rebanhos de gado ou que cultivam temporariamente grandes plantações. Novas estradas permitem que pequenos agricultores acedam a mais e mais áreas de mata virgem, queimando a vegetação e plantando hortaliças até o solo tornarse tão pobre em nutrientes que não consiga produzir mais nada e não garanta mais as receitas mínimas para a sobrevivência das famílias.

Esta é a nossa terra e a nossa floresta, herdadas de nossos antepassados. É nosso dever preservá-las para as próximas gerações Belare Jabu, porta-voz dos Penan (tribo nativa de Bornéu)

Surpreendentemente este processo não demora muito, pois a vegetação abundante das florestas úmidas não é o que parece ser: o solo da floresta húmida tropical é tudo, menos fértil. Apenas uma fina camada é retida pela vegetação da floresta húmida. Quando acontecem as queimadas, a biomassa carbonizada encarrega-se de fazer uma última ”adubação” deste solo tão frágil. Assim que a erosão e a chuva lavam rapidamente os restos de humus férteis, a terra torna-se desértica. Na maioria das vezes, a plantação da quarta cultura já não consegue ser suportada pelo solo infértil A pouca efectividade desse tipo de agricultura é demonstrada pelo facto de que no Brasil, por exemplo, em 100 hectares de solo desse tipo, é possível tirar sustento para não mais que cinco pessoas. Na Holanda, em contraposição, esta mesma área, mas com um solo mais fértil, seria suficiente para o sustento de quinhentas pessoas!

09


3144_RegenPort_RZ

26.04.2007

9:56 Uhr

Seite 10

Necessitamos de governos democráticos nos países envolvidos, que implementem uma política florestal responsável para coibir os abates ilegais e também as queimadas. Dr. Claude Martin, Diretor-Geral do WWF

A pobreza, associada em alguns aspectos com o rápido crescimento populacional, obriga as pessoas a penetrar cada vez mais nas florestas húmidas. Para os pequenos agricultores nas regiões da floresta húmida, esta pode ser a única possibilidade de conseguir terra para cultivo. Os latifundiários invariavelmente abandonam grandes áreas não aproveitadas, apesar de muitos pequenos agricultores não possuírem terras cultiváveis suficientes para o seu sustento. Por essa razão, nos anos 70, a região amazónica foi liberada para colonização. Para muitas outras grandes áreas da floresta húmida, grandes projectos agrícolas, a construção de açudes e a exploração de riquezas do solo (minério de ferro, bauxita, ouro) fazem o resto para destruir permanentemente enormes áreas de floresta húmida.

Produção total de madeira em florestas tropicais

18 % 82 % Lenha

Madeira aproveitável

(África: 92 %) 10

13.5 %

4.5 %

Consumo próprio da madeira aproveitável

Madeira Aproveitável Exportada

Como mostra o diagrama, somente 4,5% da produção de madeira das florestas tropicais são exportados.


3144_RegenPort_RZ

26.04.2007

9:57 Uhr

Seite 11

Pobreza e corrupção parecem caminhar juntas. Mesmo que, em muitas nações, tenham sido recentemente criadas legislações específicas para a protecção das florestas húmidas, a sua aplicação ainda é muito difícil e complicada.

Destruição das florestas húmidas – principais causas > A explosão populacional, combinada com a distribuição problemática de terras, obriga pequenos agricultores a continuar invadindo novas áreas para poder plantar, causando mais desmatamento e queimadas. > Grandes projectos agrícolas devastam enormes áreas de terra, que não podem ser novamente recuperadas. > Projectos para a produção de energia e extracção de riquezas do solo destroem grandes áreas de mata virgem > Extracção ilegal de madeira, usando métodos de exploração da madeira (de grande impacto ambiental) sem se fazer o reflorestamento

11


3144_RegenPort_RZ

26.04.2007

9:57 Uhr

Seite 12

Tamanho e Localização das florestas húmidas

Mapa Mundial

O abate ilegal prejudica o meio ambiente e a sociedade. Diminui as receitas do Estado, destrói a subsistência da população mais pobre e, em alguns casos, até provoca co Michael Meacher, ex-ministro britânico do Meio Ambiente

12


3144_RegenPort_RZ

26.04.2007

9:57 Uhr

Seite 13

eio ambiente e a soci e mais pobre e,em algu ns casos, até provoca conflitos armados.

Resumo dos Factos > As florestas húmidas são parte do pulmão natural da Terra. Elas produzem entre 20% e 30% de todo o oxigénio do planeta.

itânico do Meio Ambiente

> Em nenhum lugar do mundo as condições climáticas conservaram-se inalteradas durante tanto tempo como no interior dos trópicos. A flora e a fauna puderam desenvolver-se e multiplicar-se continuamente durante muitos milhões de anos. > A floresta húmida é o habitat de cerca de 75% de todos os tipos de plantas e animais conhecidos. > Aproximadamente 80% da destruição da floresta húmida são causados pelas queimadas. > As queimadas de grandes áreas geram altos níveis de emissões de gases que chegam até as camadas atmosféricas mais altas. Cientistas discutem actualmente o efeito climático a ser esperado, pois além de CO2, uma série de substâncias que prejudicam a Camada de Ozono e cinzas é lançada nas camadas atmosféricas mais altas que se dispersam por grandes distâncias. > 40% das florestas tropicais encontram-se em países nos quais ocorreram guerras civis na última década ou que sofrem com fortes problemas de corrupção.

13


3144_RegenPort_RZ

26.04.2007

9:57 Uhr

Seite 14

Tudo o que é ecologicamente útil, deve ser preservado Gestão Sustentável para proteger as florestas húmidas

Existem muitas maneiras de se proteger as florestas húmidas. No entanto, o boicote às madeiras tropicais pela indústria mobiliária, por exemplo, não seria uma boa ideia. Ao contrário: acredite ou não, ele seria até contraproducente! Porquê? A destruição das florestas tropicais tem a sua génese, por um lado, na pobreza da população nas regiões das florestas húmidas. Por outro lado, também há o facto de que essas pessoas não podem tirar proveito económico efectivo das florestas húmidas. Para eles restariam somente as queimadas – muitas vezes como último meio de garantir a sobrevivência da sua família em terras cada vez mais inférteis. Desta forma, um boicote às madeiras tropicais aumentaria drasticamente essa tendência porque a madeira, se não puder ser vendida, acabará por ser queimada. Sem poder tirar proveito económico da madeira tropical, ela tornar-se-ia completamente ”sem valor” para as pessoas nas regiões das florestas húmidas. Isso é mostrado claramente pelos números. Lá, onde pouca madeira tropical entra na circulação económica, a floresta húmida morre mais rapidamente.

14


3144_RegenPort_RZ

26.04.2007

9:57 Uhr

Seite 15

Somente quando nós conseguirmos usar a madeira das florestas húmidas de forma mais construtiva e responsável (servindo para melhorar as condições de sobrevivência das pessoas locais) conseguiremos mudar a forma de pensamento destas nações que abrigam as florestas húmidas. Os consumidores deveriam comprar somente madeira certificada, que facilita a verificação se a madeira foi legalmente extraída, de forma sustentável, sem comprometer a integridade ecológica da floresta húmida. Fazer uma exploração sustentável da floresta húmida é perfeitamente possível. Colheita e transporte cuidadosos de madeira, o princípio de não extrair mais do que as florestas possam suportar, o aproveitamento selectivo da madeira e a adoção de medidas conservadoras para o tratamento da floresta: tudo isso é viável e deveria ser realizado na prática, pois tudo o que for ecologicamente útil, deve ser preservado.

Devemos procurar de modo pragmático soluções que tornem possível aproveitar a floresta sem a destruir. Dr. Claude Martin Abate ilegal com imitações de motosserras STIHL

Mesmo que nem sempre pareça verdade, uma parte significativa do corte ilegal de madeira não é feita com motosserras STIHL. Nos países que abrigam florestas húmidas, a STIHL vende os seus produtos exclusivamente através de revendedores autorizados que procuram cumprir fielmente as legislações ambientais. Em muitos países o comprador de uma motosserra necessita de uma autorização oficial, devendo justificar com detalhe o motivo da compra e a sua utilização. Essa é apenas uma das medidas dos Governos para se tentar proteger a floresta húmida. Por diversas vezes identificamos no mercado imitações ilegais de motosserras STIHL ("motosserras piratas"), que parecem ser cópias fiéis quando vistas rapidamente, sem se verificar os detalhes e atributos dos produtos. Certamente isso não é bom para a STIHL. O nosso nome está a ser associado com abates ilegais (ignorandose completamente o facto que estas motosserras falsificadas são imitações baratas dos produtos STIHL infringindo as leis de protecção às patentes actualmente em vigor em todo o mundo).

15


3144_RegenPort_RZ

26.04.2007

9:57 Uhr

Seite 16

STIHL – uma empresa que assume responsabilidades Iniciativas e projectos

A STIHL, como líder mundial na fabricação de motosserras, está determinada e comprometida com o tratamento responsável das florestas húmidas. Ou seja, a STIHL está comprometida com a utilização responsável de todos os recursos naturais, incluindo a madeira. Prova disso é o seu interesse em incentivar que as pessoas continuem a usar responsavelmente os seus produtos. Os produtos STIHL permitem que a empresa contribua com a protecção de todo tipo de madeira e florestas, incluindo as matas nativas. Na verdade, um trabalho florestal sustentável, para realizar a gestão ecologicamente adequada, só é possível com o uso de motosserras. Uma silvicultura eficaz e, ao mesmo tempo, sustentável, sem motosserras, é praticamente impossível. A STIHL apoia em todo o mundo diversas iniciativas e projectos para a protecção das florestas húmidas. Com isso, um dos nossos principais objectivos é promover a consciencialização dos povos sobre a importância e o valor das florestas húmidas, incluindo aí também o seu valor económico para as pessoas. Quando as pessoas locais se dão conta de que, através da gestão cuidadosa das matas, podem ganhar o seu sustento com e através das florestas nativas, passam a proteger a mata por interesse próprio.

Ao dar apoio à Fundação Floresta Tropical (FFT), a STIHL assume um papel importante na preservação das florestas tropicais. Stephen Meriam, Fundação Floresta Tropical

16

A STIHL está envolvida com o trabalho da Fundação Floresta Tropical (FFT). A FFT definiu um importante objectivo que é o de reunir, na mesma mesa, importantes líderes de opinião da indústria, do comércio e do segmento de protecção ambiental para trabalharem juntos pela conservação das florestas húmidas. O objectivo é aperfeiçoar a forma como é gerida a floresta tropical húmida, aumentando significativamente a segurança dos trabalhadores florestais e acções para valorizar economicamente as florestas húmidas. A chave para uma gestão prudente e sustentável é o que chamamos de Manejo de Impacto Reduzido (MIR). O MIR ajuda a tornar possível o aproveitamento sustentável e eficiente das florestas ao disponibilizar aos trabalhadores florestais ferramentas e técnicas que possibilitam retirar árvores planeadamente escolhidas de modo eficaz e sem abrir estradas e clareiras desnecessárias na mata. Isso quer dizer, antes de mais nada, menos estradas, menor degradação do solo, água de melhor qualidade e menores riscos de incêndio.


3144_RegenPort_RZ

26.04.2007

9:57 Uhr

Seite 17

Projectos STIHL para a protecção das florestas nativas > Patrocínio STIHL do projecto sócio-ambiental chamado "Cuidando da Mãe Árvore” criando uma escola e viveiro florestal em Ondangwa (África) e viveiros florestais (em conjunto com a DIHK – Câmara Alemã da Indústria e Comércio) > Criação da reserva florestal Pro-Mata para o projecto de pesquisa da mata de araucárias no Brasil (em conjunto com a Universidade de Tübingen e da Escola Técnica Superior para Silvicultura de Rottenburg) > Patrocinador da União Internacional das Organizações de Pesquisas Florestais > Apoio à instituição educacional Fundação Floresta Tropical (FFT) > Parcerias com escolas sobre estudos da floresta húmida

17


3144_RegenPort_RZ

26.04.2007

9:57 Uhr

Seite 18

A Fundação EVA MAYR-STIHL e o seu Compromisso Protegendo pró-activamente o bioma da floresta húmida

A floresta húmida está intrinsecamente ligada à nossa memória colectiva, à nossa própria herança. Luis Germán Flores/Porta-voz dos povos ameaçados da Amazónia

Há muitos anos a Fundação EVA MAYR-STIHL vem apoiando – em todo o mundo – projectos e iniciativas de protecção à natureza, com o foco principal nas florestas nativas.

18

Além da protecção das florestas, a Fundação EVA MAYR-STIHL está directamente comprometida na protecção aos animais. Por exemplo, há um ênfase especial no apoio e patrocínio de projectos ligados ao tratamento de animais doentes e medidas para a preservação de espécies de animais ameaçados de extinção. Isso abrange também diversas espécies de animais das florestas húmidas. A Fundação EVA MAYR-STIHL apoia a ”Fundação de Protecção das Espécies (Stiftung Artenschutz)” desde os seus primeiros passos. Com os recursos da fundação, está a ser financiado, por exemplo, um projecto de investigação do papel dos morcegos na polinização de plantas raras das matas nativas.


3144_RegenPort_RZ

26.04.2007

9:57 Uhr

Seite 19

A cada dois anos acontece o Congresso de Ciências Florestais, promovido pela FUNDAÇÃO EVA MAYR-STIHL, numa das Faculdades de Silvicultura na Alemanha. Simultaneamente, este evento oferece o ”Prémio de Ciências Florestais” que é dado pela FUNDAÇÃO EVA MAYR-STIHL a um projecto que se destaque no campo das ciências florestais. Em parceria com ”Bäume für Menschen – Árvores para o Mundo” (um projecto de recuperação baseado em Weilheim, Alemanha) a Fundação EVA MAYR-STIHL patrocinou o reflorestamento da mata nativa próxima de Oshakati no noroeste da Namíbia, com o apoio de trabalhadores florestais locais.

Resumo – projectos seleccionados 19 > Apoio à Fundação de Proteção às Espécies da Alemanha > Apoio à Fundação Floresta Tropical (www.tropicalforestfoundation.org) > Prémio FUNDAÇÃO EVA MAYR-STIHL de Ciências Florestais > Trabalho em parceria com ”Bäume für Menschen – Árvores para o mundo”


3144_RegenPort_RZ

26.04.2007

9:56 Uhr

Seite 2

ANDREAS STIHL AG & Co. KG Badstrasse 115 71336 Waiblingen 0463 968 0000 © ANDREAS STIHL AG & Co. KG M6.E6.DHM

Internet: www.stihl.com

Papel: Sensation Tactile 120 g/m2, papel natural com superfície envernizada e percentuais de algodão

floresta_tropical_stihl  

A floresta húmida Um Ecossistema Ameaçado: Factos e Exemplos

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you