Page 277

"Você tem gosto de rum de pêssego." Sua buceta úmida estava quase o empurrando para o seu ponto de ruptura, mas ele queria que desta vez fosse tudo sobre ela. Ele procurou o seu local mais sensível. Quando o encontrou, ela começou a choramingar. "Isso não é tão bom quanto vais ser com o meu pau." "Isso é muito bom agora," ela ofegava. "Só muito bom?" "Você gosta de falar muito.” Ela reclamou, trazendo as mãos para seu cabelo para empurrá-lo de volta para baixo. "Eu pensei que as garotas gostavam dessas merdas." Ele colocou as mãos em seus quadris para que ela não caísse do balcão. "Eu não sou como a maioria das garotas." "Não, você não é." Jackal usou a língua para atormentar a buceta de Penni, entrando e saindo, estocando seu clitóris antes de deslizar para dentro. Sua umidade se espalhou, deixando mais fácil para ele escorregar mais fundo dentro do seu músculo pulsante, deixando ele mais excitado, ficando embriagado com o seu gosto. "Fale o meu nome," Penni gemeu. "Fale o meu nome," ela repetiu. "Penni..." "Jackal... Você nunca me engane novamente, ou vou matar você" ela gemeu. Ele levou o seu aviso a sério. A mulher não fazia nada pela metade. Ela estava toda envolvida... Ou ela estava fora. Jackal não ia deixar isso acontecer. Sua latejante buceta era a única que ele precisava, a única que ele não poderia viver sem provar. E agora, estava convulsionando, quase fazendo-o gozar quando ela se despedaçou em sua língua. Quando ela se sentou no balcão como uma boneca mole, ele pressionou beijos em sua barriga, em seguida, cada um de seus seios em seguida, em sua boca que esperava. Em seguida, ele a ajudou a sair balcão e voltar para seu jeans. Ele empurrou a calcinha em seu bolso de trás. "Me devolva."

J A M I E

B E G L E Y

Profile for Jessica Rosa

Hostage - Jamie BEngley  

Hostage - Jamie BEngley  

Advertisement