Issuu on Google+


2

CONFIANTES NEWS

Publicação Bimestral – Maio 2012

OPINIÃO

UM OLHAR

DIFERENTE

PARA

A MAIS NOBRE MISSÃO

É com louvor que se destacou a visita da juventude nos campos missionários neste início do ano – cabe enfatizar que o Retiro Missionário foi proposto para aprovação na primeira reunião do ano e foi aclamado por todos os jovens, que preferiram trocar os tradicionais passeios de convivência no feriadão de carnaval. Por se tratar de um evento da obra missionária, e não de um simples passeio, é motivo para exaltar a atitude e ainda mais quando verificado o resultado do balanço que foi o evangelismo, entrega de alimentos e roupas, conversão de almas e a sensibilidade conquistada graças à evidência das dificuldades encontradas nos campos. Não entendemos porque uma enorme parcela da humanidade ainda não serve ao Senhor. Na visita aos campos missionários, perce-bemos logo na entrada das cidades, espaços públicos fazendo apelo à idolatria. Olhando rapidamente o demonstrativo do senso do IBGE, a parcela de evangélicos é muito pequena nas localidades visitadas pela juventude, só aí chegamos a uma conclusão rápida: ainda há muitas pessoas que precisam ouvir do amor de Cristo.

Para falar de Jesus é preciso ultrapassar as barreiras, passar por cima dos aspectos religiosos e colocar a nossa fé em ação. A razão de Jesus ter ordenado que fôssemos por todo o mundo a pregar o Evangelho (Mc 16.15) se deu por causa da grande obra que Ele fez a fim de beneficiar a humanidade. A mensagem que devemos pregar tem de ser

dura realidade dos campos missionários. Muitos jovens e irmãos pensam que a chamada missionária é somente para o “enviado” – aquele que se desloca fisicamente para as bases e abre mão de sua vida particular – missões começam dentro do templo e envolvem todos os departamentos de uma Igreja, do Círculo de Oração às Crianças, todos têm o dever de proclamar o evangelho de Cristo. Nos tempos bíblicos, Deus enviou Moisés Muitos jovens e irmãos pensam que a chamada a fim de levar os filhos de Israel à liberdade missionária é somente para o “enviado” – aquele física. Quanto a nós, fomos direcionados com a men-sagem do Evangelho para que se desloca fisicamente para as bases e abre fazermos com que os perdidos alcancem mão de sua vida particular – missões começam a liberdade espiritual. dentro do templo e envolvem todos os Para isso, Ele nos equipou com departamentos de uma Igreja, do Círculo de autoridade, do mesmo modo que Oração às Crianças, todos têm o dever de concedera poder a Moisés para fazer Seus sinais. proclamar o evangelho de Cristo. Os nossos sinais beneficiam as pessoas. Somos os libertadores dos opri-midos e positiva, e, com muita convicção, precisamos sempre seremos bem-sucedidos nessa tarefa dizer às pessoas que elas não devem mais se seguirmos as direções divinas. suportar ou levar as suas dores, pois estas já Porém, se cruzarmos os braços, tais indivíduos foram carregadas pelo Filho de Deus (Is 53.4). continuarão a sofrer na escravidão de Satanás. A base missionária da Igreja precisa ser Não somente temos o privilégio de sustentada com oração e contribuições, só representar o Senhor, mas também a obrigação assim, terá condições dignas para enfrentar a de fazer a obra do mesmo modo que Ele fazia.

“ ” - Parafusos em Geral - Ferramentas - Materiais Elétricos - Materiais Hidráulicos - Materiais Abrasivos - Componentes Eletrônicos

Fundadores: Pb. Rogério Marchiore e Cp. Rodrigo Silva Direção: Pastor Gilson Elias Schinemann Editor Chefe Executivo: Cp. Claudemir dos Santos Revisão: Professora Patrícia Sales Diagramação e Tratamento de Imagens: Quieliton Batista Endereço para correspondência: Rua Henrique Correia, 1022 Bairro Alto – CEP: 82840-270 Curitiba/PR. E-mail: imprensa@adbairroalto.com.br Conteúdo Online: www.adbairroalto.com.br As matérias assinadas são de responsabilidade dos autores – Não pode ser vendido – 1.500 exemplares

Maristela Almeida

Órgão Informativo da juventude da Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Curitiba – Congregação do Bairro Alto

maristelalia@hotmail.com

CONFIANTES NEWS BY CONFIANTES EM CRISTO

Fone: (41) 3663-3465

CHARGE

EXPEDIENTE

Rua Huxley, 113 - Jd. Campo Alto Colombo - PR - CEP: 83.408-180 cmferparafusos@yahoo.com.br

Ô Wilson, você tem certeza que esse é o caminho pra Rosário do Ivaí?

Calma, eu sei o que eu tô fazendo...


CONFIANTES NEWS

Publicação Bimestral – Maio 2012

3

PONTOS DE VISTA Patrícia Sales sales-pat@hotmail.com

“Você e eu estamos diante do princípio do fim, o início das dores, e nosso coração ainda hesita ser igual a Cristo. Dizemos que seguimos os seus passos, mas não sentimos os seus sentimentos”.

A um passo da misericórdia O mundo está cheio de misérias. Ligamos a TV, escutamos o rádio, acessamos a internet, e logo nos deparamos com o caos, seja político, humanitário ou social. A imagem da miséria é fonte de renda para muitas pessoas no mundo, e é capaz de embalar campanhas políticas, discursos célebres, e até comover o coração dos ricos e poderosos do globo. Mas, miséria continua sendo miséria quando os fatos passam. As cenas trágicas do dia-a-dia acabam sendo esquecidas logo após o primeiro impacto. Dizem os especialistas em c o m p o r t a m e n t o h u m a n o, q u e n ó s aprendemos a conviver com o caos do mundo, pois mesmo o assistindo, muitas vezes de perto, conseguimos prosseguir e nada muda. E por que não muda? Por que as coisas continuam sendo difíceis mesmo com tanta gente pra ajudar? Porque miséria, meu amigo, não tem gerado em nós um derivado chamado: MISE-RICÓRDIA. Somos impiedosos, e ouso dizer: SOMOS.Você e eu estamos diante do princípio do fim, o início das dores, e nosso coração ainda hesita ser igual a Cristo. Dizemos que seguimos os seus passos, mas não sentimos os seus sentimen-tos. Jesus nos mostrou a praticidade de um evangelho miseri-cordioso, mas porque economizamos a bon-dade se dela recebemos em abundância? A Bíblia nos diz em Lamentações 3:2223 “As misericórdias do Senhor são a causa de não ser-mos consumidos porque as Suas misericórdias não têm fim; renovam-se cada manhã. Grande é aTua fidelidade.” Glória a Deus! Ele tem cuidado de nós! Porém, cuidar do próximo e ajudar a amenizar a miséria e o caos é um dever nosso, instituído por Jesus. O apóstolo Paulo com muita sabedoria já afirmava: “... porque já é manifesto que vós

sois a carta de Cristo, ministrada por nós, e escrita, não com tinta, mas com o Espírito do Deus vivo, não em tábuas de pedra, mas nas tábuas de carne do coração”. (2º Coríntios 3:3) Nosso dever de ser representantes de Jesus vai além de um acordo assinado em papel, nossa “sociedade” está gravada na alma, no entendimento, na RAZÃO. Deus conta com isso, porque você sempre pode contar com Ele. Jesus em seu ministério terreno realizou diversos sinais e maravilhas, e o que chama a atenção é que muitos milagres foram realizados quando pessoas clamaram por MISERICÓRDIA. Ele não resistiu a essa palavra...ao escutála curou 10 leprosos...ao ouvi-la na saída de Jericó, fez com que o cego Bartimeu enxergasse. Cristo ao se deparar com as misérias nunca afugentou-se ou lamentou por elas. Fez a

diferença para que hoje pudéssemos dar testemunho vivo de que Ele veio e Nele está concentrada toda nossa esperança. Qual miséria você tem visto? Ou quem sabe, vivido? Tem te faltado alimento, paz, perdão, convívio familiar? Seja qual for a resposta, todas elas se solucionam pela MISERICÓRDIA de Jesus, aquela manifesta em nós. Lembre-se, o cativeiro de Jó só foi revertido quando ele orou por seus amigos, usando de grande bondade mesmo sendo necessitado dela naquele momento, contudo Deus o retribuiu. Creia que nada que realizamos no Senhor é em vão. “Bem-aventurados os mise-ricordiosos, porque eles alcançarão misericórdia.” (Mateus 5:7) Precisa de mais? Acho que não. Assim, termino esperando uma resposta: amém ou não amém?! (Qualquer semelhança é mera coincidência, risos).


4

CONFIANTES NEWS

Publicação Bimestral – Maio 2012

BALANÇO E PLANO DE AÇÃO | REUNIÃO DA JUVENTUDE

Lideranças da mocidade exaltam o crescimento dos últimos dois anos e definem as atividades na primeira reunião O plano anual apresentado tem como destaque a realização do grande Congresso em junho, que promete movimentar a Catedral da Adoração.

A 1ª reunião da juventude, realizada no dia 22 de janeiro, homologou, após aprovação da mocidade, a viagem para os campos missionários.

Claudemir dos Santos Em uma tarde de domingo (22 de janeiro), os jovens da Assembleia de Deus, no Bairro Alto, se reuniram no Auditório “Presbítero Oswaldo Meguro” para discutir o plano anual de atividades. Na reunião foi apresentado um balanço das realizações dos últimos dois anos, período exaltado pelas lideranças, que com emoção, lembraram das dificuldades superadas (leia no texto abaixo). Para 2012 uma programação diferente enche de ânimo a juventude do bairro da região norte de Curitiba.

Programação do Congresso de Junho 23 de junho - Abertura às 19h:00 Cantora Amanda Beatrice Caravana de Mariluz/PR Conjunto Confiantes em Cristo e Orquestra Adoração Pastor Gilvan Rodrigues 24 de junho - Início às 18h:30 Cantora Amanda Beatrice Caravana de Mariluz/PR Conjunto Confiantes em Cristo Pastor Gilvan Rodrigues 25 de junho - Inicio às 19h:30 Cantores Locais Conjunto Confiantes em Cristo e Orquestra Adoração Pastor Claudio Gama

Resultados do Balanço Confira as principais conquistas da juventude nos últimos dois anos: - Reestruturação do departamento da juventude; - Crescimento do Conjunto Confiantes em Cristo e do grupo de jovens (atualmente com 75 membros); - Reativação do Círculo de Oração de Jovens; - Construção do Auditório Confiantes em Cristo; - Fundação do Jornal Confiantes News; - Efetivação do Projeto Lava-Car; - Criação da Gincana de Jovens; - Viagens para o interior de Minas Gerais, Mariluz/PR,

Eliziane Jordão no Confiantes News em Pauta O plano integral prevê a realização de dois retiros no primeiro semestre e um grande congresso a ser realizado em junho, além da participação do Conjunto Confiantes em Cristo em diversas congregações do ministério da Assembleia de Deus em Curitiba. O planejamento também garante que sejam mantidas as frentes de trabalhos instaladas, como o Círculo de Oração realizado aos sábados, no Auditório do Confiantes em Cristo e o Lava-Car que acontece a cada bimestre. O Presbítero Rogério Marchiore – 1º Dirigente da Mocidade – ao lançar o desafio do ano, afirmou que não pretende definir nenhuma meta numérica, já que o objetivo não está centrado em números. Com a bíblia aberta citou o livro de João 3:16 “Deus fez o seu melhor para a humanidade, deu o seu próprio filho que além de deixar o melhor exemplo da maneira de viver, ainda morreu por todos os pecadores”, disse Marchiore ao anunciar que o tema para mocidade no Bairro Alto é:“Deus, eu quero fazer a sua vontade”. Os ensaios do Conjunto Confiantes em Cristo serão realizados as terças-feiras e aos sábados. O critério para o jovem participar do Conjunto Musical é estar em comunhão com a Igreja, ou seja, batizado nas águas. Na reunião foi colocada em pauta a realização de retiros no primeiro semestre – os jovens aprovaram a viagem de grupo de 15 pessoas para o campo missionário (leia a cobertura completa nas páginas 14, 15 e 16) e um acampamento em parque aberto com data a ser definida. Grande Congresso em junho Foi definido que a grande festividade em

Paranaguá/PR, Morretes/PR; - Participação em eventos nas Congregações da cidade de Curitiba; - Realização do grande Congresso de Jubileu de Prata do Conjunto Confiantes em Cristo; - Retirada de mais de 950 kilos de resíduos recicláveis das ruas; - Arrecadação de 5 toneladas de alimentos para o Núcleo de Ação Social. Fonte: Coordenação da Juventude Infografia: Confiantes News

comemoração ao aniversário do Conjunto Confiantes em Cristo (36 anos) e o Encontro Anual serão realizados entre os dias 23 e 25 de junho. Foi confirmada a presença dos pastores Gilvan Rodrigues (João Pessoa) e Claudio Gama (Rio de Janeiro) que irão trazer a poderosa mensagem do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Na música, cantora Amanda Beatrice (Brasília/DF), Conjuntos da Juventude de Congregações vizinhas, Cantores locais e a participação do Conjunto Confiantes em Cristo. Nos dias 23 e 24 a juventude da Assembleia de Deus em Mariluz, interior do estado, participa do congresso com uma linda caravana, retribuindo a visita da mocidade do Bairro Alto, realizada em junho de 2010. Liderança destaca o crescimento O Presbítero Rogério Marchiore lembrou os três últimos anos e destacou o crescimento da mocidade da Igreja no Bairro Alto. Em cada período fez questão de separar os momentos que foram importantes para superar as dificuldades. Em 2009, Marchiore lembrou que o Conjunto musical estava parado e a união daquele pequeno grupo foi fundamental para que o projeto fosse iniciado. Em 2010, o destaque foi o crescimento da juventude que passou de 20 para 50 componentes. Neste momento, todos tiveram a certeza que estava renascendo o grande conjunto que marcou a década anterior. Em 2011, ano da concretização de grandes sonhos, construção do Auditório com recursos próprios, sem retirar verba do caixa geral da congregação, foi algo inédito para a juventude no ministério da Assembleia de Deus em Curitiba.


CONFIANTES NEWS

Publicação Bimestral – Maio 2012

5

AÇÕES DE GRAÇAS | INAUGURAÇÃO

A congregação de Vila Rose foi inaugurada no último dia 26 de fevereiro e realizou uma série de eventos durante sete dias para comemorar um sonho que se tornou realidade.

Foto: Claudemir dos Santos

Ministério da Assembleia de Deus, em Curitiba, ganha mais um novo templo

Pr.Valdemar Ferreira dos Santos Dirigente da Congregação

Fachada do bonito templo localizado na região sul de Curitiba.

Claudemir dos Santos Agência de Notícias AD Bairro Alto Cantora Joseneide Nascimento

Pastor Gilson Schinemann foi o preletor

Conjunto da Juventude, Confiantes em Cristo

O bonito culto realizado na noite de sábado (3 de março) foi abençoado e os irmãos puderam relembrar os momentos da construção, rever as fotos do templo antigo em uma apresentação liderada pelos organizadores do evento. Com a presença do pastor dirigente da Congregação do Bairro Alto, Gilson Elias Schineman, Conjunto Confiantes em Cristo, Vocal e Orquestra Adoração, a Assembleia de Deus no B.A. participou da programação festiva. Com exclusividade, a Catedral da Adoração cooperou com o Conjunto Confiantes em Cristo louvando ao Senhor com um belo hino sob o título “O servo” – que edificou a todos – a Orquestra e Vocal Adoração conduziu o momento de louvor com três belos hinos e a participação foi fechada com a Cantora Joseneide Nascimento. O pastor Gilson Elias Schinemann foi o preletor e fez um alerta sobre o esfriamento espiritual existente nas Igrejas. O pastor comparou os dias atuais com o momento caótico que a Igreja passou nos momentos que antecederam a

Neemias (Neemias 1:3-4 e Malaquias 1:10). Disse que a razão para a decadência espiritual do crente está na oferta de sacrifícios imundos. “Lembre do alerta de Paulo... rogo meus irmãos que apresentem os seus corpos em sacrifício vivo, santo e perfeito que é o vosso culto racional”. Enfatizou o pastor Gilson. A união e o voluntariado foram fundamentais para realização do sonho Quando a Congregação da Assembleia de Deus Vila Rose teve a sua construção iniciada, os irmãos em união foram voluntários nas contribuições e mutirões realizados, segundo afirmou o mestre de obras, cooperador Evanilson Domingues. O templo foi construído em dois anos e mede aproximadamente 300 m². No último ano, a Diretoria de Obras e Patrimônio do ministério da Assembleia de Deus, em Curitiba, assumiu integralmente a obra e terminou o lindo templo. A Congregação fica localizada na Rua Desembargador Cid Campelo, 4971 – Bairro da Cidade Industrial em Curitiba – e tem como dirigente o pastor Valdemar Ferreira dos Santos.


6

CONFIANTES NEWS

Publicação Bimestral – Maio 2012

DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL | ENTREVISTA

Ao mesmo tempo em que as redes sociais trouxeram avanços para a comunicação interpessoal, elas também podem ser ferramentas que prestam desserviços, se não usadas com moderação e respeito. Anchiles Júnior Professor de Marketing na Unibrasil

Eliziane Jordão Não faz muito tempo que se comunicar ou se reunir em grupo para dividir ex-periências tinha como peça fundamental a presença física. Eram assim que as amizades funcionavam. Hoje, é praticamente impossível ignorar o papel das redes sociais nas relações. As redes sociais são canais de relacionamentos, inseridos na internet, formam comunidades online e interagem com os usuários por meio de páginas pessoais, mensagens, troca de informações e notícias mundiais. O marco das redes sociais chegou no Brasil com o Orkut em 2004, e desde então vem ganhando espaço. Aproveitando o sucesso das redes, muitos as aderiram para o marketing empresarial ou até mesmo pessoal. Você é favorável ou contra o uso das redes sociais no ambiente de trabalho? Algumas pesquisas se destacam por apontar altos índices de crescimento, vejamos: De acordo com a revista Exame, publicada em Janeiro de 2012, o uso das redes sociais no ambiente de trabalho triplicou em 2011. Os profissionais estão postando mais e utilizando aplicativos nas empresas. Uma avaliação realizada no tráfego das redes sociais durante o período de outubro de 2010 a dezembro de 2011, apontou o crescimento do Facebook de 3% para 22 % e do Twitter de 5% para 25%. A empresa Webroot, britânica e especialista em segurança, apresentou um estudo que 4 em cada 10 empresas dos EUA e da Grã-Betanha, bloqueiam o acesso ao Facebook e 3 o Twitter e 2 acesso à vídeos doYouTube. No Brasil, um estudo divulgado pela Manpower (consultoria em RH) revelou que as empresas que mais proíbem o acesso às redes sociais são brasileiras, e justificam alegando baixa produtividade, exatamente o que diz a Mundi Trade, empresa de logística que recentemente proibiu o uso.

Mediante os números e pesquisas apresentados, o Confiantes News entrevistou o diretor da Mundi Trade - Bruno Molteni, e Achiles Junior Professor de Marketing na Unibrasil, Coordenador MBA MKT na Faculdade OPET e Coordenador COMEX / Gestão Comercial EAD na UNINTER, autor de livros de Informática Básica, Novos Produtos e Marketing Político. Acompanhe abaixo a entrevista: C.N) Você é a favor ou contra o uso das redes sociais no ambiente de trabalho? (A.J) Sou 100% a favor da liberação, mas vale lembrar que vivemos um processo de aprendizado na utilização dessas novas mídias, essa liberação deve ter um norteamento sobre as regras gerais da empresa, uma questão simples de "educação cibernética", a fim de evitarmos, cada vez mais, a liberdade vigiada. Acredito na evolução do homem em todos os sentidos e nesse caso não seria diferente; é fato que muitos não sabem aproveitar a liberdade que tem até o momento em que a perde. A utilização das redes sociais em horário de trabalho deve ser direcionada ao trabalho, simples assim, e potencializada para a aptidão de cada funcionário. O grande problema é que a maioria das organizações também não sabe ainda como lidar com isso tudo. (C.N) Concorda que o acesso às redes resume a produtividade do cola-borador? (A.J) O acesso às redes resume a produtividade, da mesma maneira que a saída para fumar um cigarro (ainda bem que as pessoas estão deixando de fumar) também faz, tudo que acontece em demasia é prejudicial, o ponto principal é a liberação desse acesso, mas potencializando seu uso. Por exemplo, muitas empresas não tem página no facebook e seus funcionários já fazem parte, ou seja, por que não potencializar esses funcionários dentro da página, como troca de

informações referentes aos stakholders da empresa? Ou mesmo troca de informações profissionais. Imagine uma empresa com 2.000 funcionários, com sua totalidade no twitter e esse twitter ser profissional, como: @FelipeCocacola, @MariaNestle, e assim , por diante, a exemplo também do case: @ronaldoclaro (Ronaldo Fenômeno), imagine um ambiente onde teríamos cada um dos 2.000 funcionários com 500 seguidores (média suposta) cada. Faça as contas da visibilidade dessa marca, isso é potencializar as redes sociais, e tem muito mais a ser explorado. (C.N) E quanto à segurança da empresa, em relação a vírus e vazamento de informações sigilosas? (A.J) Voltamos à questão da educação tecnológica. Regras são feitas para serem cumpridas e esses cuidados e regras devem ficar bem claros a todos os colaboradores da empresa. Imagino que o funcionário não deva fazer no trabalho o que não faz em casa, como por exemplo, baixar arquivos corrompidos ou de fontes obscuras. O acesso às novas mídias deve estar relacionado ao nível gerencial de cada colaborador. (C.N) No caso da liberdade no uso das redes sociais. Quais os pontos positivos e negativos para a empresa? (A.J) Positivos: Em se tratando de acesso à informação - novas tecnologias, novas técnicas mercadológicas, e a confiança depositada ao bom uso do funcionário. Negativo: Ainda não temos a educação tecnológica para isso, deve ser construído a cada dia. (C.N) Que tipos de influência o uso liberado pode gerar para a empresa? (A.J) Pode despertar o interesse por assuntos, acesso a cursos online. Em uma fase inicial, destaco a relevância da necessidade de treinamento do público alvo para a real potencialidade dessas redes.

Foto: Divulgação

Rede Social. Prejudica ou ajuda no ambiente de trabalho?


CONFIANTES NEWS

Publicação Bimestral – Maio 2012

7

DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL | ENTREVISTA

Por produtividade, empresa baniu o acesso às redes sociais A explicação para a decisão foi a percepção que o uso das redes sociais afeta a produtividade dos trabalhadores. A Mundi Trade, empresa de comércio exterior, optou por banir os sites de relacionamento justamente por perceber que o acesso ao Facebok, Orkut e Twitter estava afetando o desempenho da equipe. A decisão foi tomada em conjunto com os funcionários, de acordo com o diretor-geral da companhia, Bruno Molteni. Ele conta que, após um levantamento, foi constatado que cerca de 30% das horas de trabalho dos funcionários eram gastas em alguma rede social.“Mostramos os números e eles concordaram que era a melhor coisa a ser feita. O fato de não ser bloqueado gerava certa tentação, então eles próprios foram a favor de bloquear, porque seria uma maneira de melhorarem seus rendimentos no trabalho”, diz Molteni.

Acompanhe a entrevista abaixo: (C.N) Você é a favor ou contra o uso das redes sociais no ambiente de trabalho? (B.M) Contra. (C.N) Concorda que o acesso às redes resume a produtividade do cola-borador? (B.M) Esse foi o principal ponto quando nos posicionamos em relação ao tema. Fizemos um levantamento interno e apresentamos o relatório de acesso à internet numa reunião geral. Houve situações de alguns colaboradores gastando até 30% do tempo de trabalho, tempo remunerado pela empresa, navegando em redes sociais. Quando a organização não tem negócios voltados para

comunicação nessas mídias online, não há motivo para permitir o acesso. Esses mesmos colaboradores não conseguiram justificar o tempo de permanência em sites como Youtube e Facebook no período de trabalho e acabaram concordando com o bloqueio dos portais. Não acredito que exista uma política amistosa que conte com a boa vontade dos funcionários, porque da mesma maneira que não podemos supor que todos deixavam de produzir no tempo contratado profissionalmente, também não temos meios de garantir que será feito um bom uso desse privilégio. Assim, optamos por uma ordem geral, sem concessões. Sabemos que o acesso, hoje, é inevitável, pois a maioria de nossos colaboradores dispõe de smartphones com internet, mas é aí que entra a política de orientação e argumentação, como a que fizemos quando convocamos a reunião para apresentar os relatórios de acesso à internet. (C.N) E quanto à segurança da empresa, em relação a vírus e vazamento de informações sigilosas? (B.M) Como ferramenta de proteção, contratamos um sistema antivírus bastante eficiente que nos protege de ameaças externas. Com relação a informações sigilosas, possuímos um sistema integrado, onde todas as informações são criptografadas e armazenadas em um servidor próprio para consulta e análise quando necessário. (C.N) No caso da liberdade no uso das redes

sociais. Quais os pontos positivos e negativos para a empresa? (B.M) Positivo: Maior liberdade do funcionário. O colaborador sente que a empresa confia nele. Isso fortalece os laços da empresa x funcionário; influenciando também, na criatividade e senso de responsabilidade dele. (B.M) Negativo: Perda de produtividade, do foco. O funcionário pode expor a empresa de modo negativo ou desinteressante. Além do que, algumas postagens podem levar a atritos, no sentido da empresa precisar intervir na liberdade do funcionário de postar informações que oscilam no limite do pessoal e do profissional. Você pode postar algum comentário/ opinião profissional na sua página pessoal? Sim, você pode. Mas as verdadeiras perguntas que devem ser feitas é “Você deveria fazer isso?” “Até que ponto é interessante para a sua empresa?”. (C.N)Que tipos de influência o uso liberado pode gerar para a empresa ? (B.M) Notamos uma enorme queda de produtividade dos nossos funcionários, bem como um aumento da falta de atenção na execução de suas tarefas. Se a empresa que você faz parte do quadro de colaboradores permite a utilização das redes sociais em horário de expediente, utilize com bom senso, apenas pense da seguinte forma: se a empresa fosse sua você gostaria que seu colaborador fizesse o que está fazendo? Fica a dica.

CONFIANTES NEWS EM PAUTA | LIBERDADE CRISTÃ

“E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará”. (João 08:32) Eliziane Jordão Você sabe o que é liberdade? Você é livre? Você se sente livre? Drogar-se, embriagar-se, participar de Raves por horas com dosagens de libertinagem, é ser livre? Para o mundo sim, aos que não conhecem a liberdade em Cristo Jesus. Muitos usam essa falsa liberdade para as satisfações carnais, nestas condições vivem escravos do mundo. Os jovens precisam libertar-se desta escravidão. Nossa vida é feita por escolhas e decisões, Deus nos dá a oportunidade de ser livres, para tanto, basta que nos entreguemos para Ele de coração, pois quando procedemos assim, nos tornamos livres da escravidão deste mundo. O escravo é feito pelo que faz o filho pelo que é. Ter liberdade Cristã não significa que temos licença para pecar, mas para desprender-se deste mundo. O preço da nossa Liberdade foi pago na cruz com o sangue de Jesus.

Em II Coríntios lemos que o Senhor é o Espírito, e onde está o Espírito do Senhor ali há liberdade, somos livres em Cristo, dentro dos limites que Ele nos ensina através das suas escrituras Sagradas. Diariamente, somos condicionados e tentados à liberdade do mundo, escolhendo ser filho ou ser escravo. Necessitamos ser sábios para mantermos nossa liberdade Cristã, conhecendo a bíblia onde estão os parâmetros para a nossa vida e comunhão com Deus. Todos os dias necessitamos vencer os obstáculos, nos tornando cada vez mais livres de todo o pecado. “Foi para a liberdade que Cristo nos libertou, portanto, permaneçam firmes e não se desviem.” (Gl 5 :1). Somos livres no espírito e na adoração, Ele nos libertou... Jesus é o caminho, a verdade e a vida, mas muitos escolhem o atalho, a mentira e a morte.


8

CONFIANTES NEWS

Anderson Santos andertlb@onda.com.br

Publicação Bimestral – Maio 2012

COLUNA SOCIAL


CONFIANTES NEWS

Publicação Bimestral – Maio 2012

47ª EDIÇÃO DA UMADC | CONGRESSO

Foto: Claudemir dos Santos

10

Congresso da UMADC passa pela 2ª vez na história da Congregação do Bairro Alto, em Curitiba. O evento realizado no dia 17 de janeiro lotou completamente o templo.

Pr. Gilson Elias Schinemann Dirigente da Congregação do Bairro Alto

Congregação do Bairro Alto participou da 47ª Edição da UMADC Pouco depois do início do culto, todos os lugares da Catedral da Adoração foram ocupados, obrigando a equipe de Recepção providenciar novas acomodações.

Quem foi ao templo da Igreja Evangélica Assembleia de Deus, no Bairro Alto, na noite de uma terça-feira (17 de janeiro), encontrou dificuldades para chegar e conseguir um lugar para acompanhar o evento. Após seis anos, o Congresso da UMADC voltou a passar pela Congregação do Bairro Alto. A UMADC – União da Mocidade da Assembleia de Deus em Curitiba - realizou um bonito culto sob a coordenação do evangelista Rubens Ferreira. Várias participações musicais, visitantes de vários bairros da cidade e da região metropolitana foram participar de um abençoado culto, onde Deus manifestou o seu poder. O pastor dirigente da Congregação do Bairro Alto, Gilson Elias Schinemann, destacou a realização do evento: “Me sinto honrado em receber a grandiosa UMADC em nossa Igreja”. Veja as melhores imagens do evento no conteúdo exclusivo do Portal da Catedral da Adoração – acesse: www.adbairroalto.com.br O evangelista Rubens Ferreira – Coordenador Geral da UMADC - agradeceu a realização do evento no Bairro Alto: “Estamos felizes e

agradecemos ao pastor Gilson por ceder esse lindo templo para a programação da UMADC”, finalizou o evangelista. Várias participações musicais, entre elas, o cantor Paulo Felix e o pastor Marcelo Santos – Rio de Janeiro – que louvaram ao Senhor com belos hinos. O coral regional, formado por jovens dos bairros próximos ao Bairro Alto, também apresentou dois belos cânticos, para edificação da Igreja. O coral regional tem como maestrina a jovem Juliana Lopes, à frente também do Conjunto Confiantes em Cristo. O pastor Eliel Gaby – Diretor da Faculdade Teológica da Assembleia de Deus em Curitiba – trouxe uma poderosa ministração da palavra do Senhor. O pastor enfatizou sobre a necessidade de o crente buscar a santificação espiritual e alertou quanto a não se aliar com povos estranhos:“Não se pode ter alianças com gente que não tem nenhum compromisso com a palavra de Deus, para entrar no Céu é necessário ser santo, portanto, fique distante de quem não zela pelo que Deus diz por meio da sua palavra”, disse o preletor.

Ev. Rubens Ferreira Coordenador Geral da UMADC

Pr. Eliel Gaby foi o preletor.

Veja as melhores imagens do evento no conteúdo exclusivo do Portal da Catedral da Adoração – acesse o site: www.adbairroalto.com.br


CONFIANTES NEWS

Publicação Bimestral – Maio 2012

CRESCIMENTO ESPIRITUAL

11

Cp. Rodrigo Silva rodrigo_silvabr@yahoo.com.br

“Jesus sabia que suas palavras à mulher expressavam exatamente o ponto de vista que os discípulos, como judeus, defendiam. Então, ao realizar o milagre à pedido daquela mulher gentia, Jesus estava mostrando a Seus discípulos que seus pensamentos estavam equivocados”.

Jesus chama

os gentios de

cachorros?

Neste artigo é apresentada uma exegese do texto em Marcos 7.24-30. O texto narra a história de uma mulher sirofenícia que suplicou a Jesus que curasse sua filha, expulsando dela um espírito imundo.A imediata resposta de Jesus à mulher levantou grande discussão, pois Jesus responde: “Não convém tomar o pão dos filhos e lançá-lo aos cachorrinhos.” (v. 27). Estaria Jesus chamando a mulher de cachorrinho? À primeira vista o leitor pode entender que o texto em questão trata-se de um exorcismo, mais um milagre dentre os vários feitos de Jesus. Pois, o texto narra um momento em que Jesus expulsa o demônio da filha de uma mulher sirofenícia apenas com a autoridade de Sua palavra. Porém, ao fazer uma exegese da perícope, é fácil perceber que o texto trata de uma história em que o tema “exorcismo” encontra-se no início e no fim, mas no meio há o diálogo entre Jesus e uma mulher, no qual o exorcismo não aparenta ser o tema central da passagem, apenas uma ocasião, uma moldura para uma mensagem maior. A mensagem central está contida neste diálogo. Tal fato é narrado no Evangelho de Jesus Cristo segundo escreveu Mateus, mas com um outro enfoque. Para compreender bem a história, é necessário levar em conta as diferenças redacionais de Mateus na formulação da resposta de Jesus. Em Mateus, diante da resposta: “Eu não fui enviado senão às ovelhas perdidas da casa de Israel” (Mt. 15.25), torna-se explícito que os cachorros são os pagãos. Em Marcos 7.27, a alusão aos cachorrinhos poderia simplesmente ser proverbial, sem a sobrecarga de preconceito contra os pagãos, apesar de haver atestações da época que comprovam o uso desse termo em sentido negativo. Outra análise que corrobora com o pensamento de que em Marcos não se está

diante da polêmica com os gentios, ao contrário de Mateus, é o fato que dos quatro exorcismos narrados por Marcos, dois ocorrem em ambiente “extrangeiro”. Em ambos, a pessoa beneficiada é pagã: o gadareno (Mc. 5. 1-20) e a filha da mulher siro-fenícia. Em Marcos, está bem mais presente o alcance político da ação de Jesus, ou seja, se entende o significado da prática de Jesus também para o mundo pagão. Uma explicação plausível seria dizer que Ele estava interessado, naquele momento, em preparar ou treinar os doze (os discípulos), que se encontravam ao Seu redor. Jesus sabia que suas palavras à mulher expressavam exatamente o ponto de vista que os discípulos, como judeus, defendiam. Então, ao realizar o milagre à pedido daquela mulher gentia, Jesus estava mostrando a Seus discípulos que seus pensamentos estavam equivocados. Muito embora Ele tivesse sido enviado “às ovelhas perdidas da casa de Israel” (Mt. 15.24), o ministério de Sua mensagem abranger-se-ia aos povos de todas as raças e nações. Para não perder grande parte do teor da mensagem fornecida por este diálogo, faz-se necessário lembrar o público alvo, a quem Marcos escreve o evangelho, e considerar o aspecto sociopolítico em que se passa este episódio. Não tem havido muitos pontos de discordância quanto ao público alvo do evangelho de Jesus Cristo, segundo Marcos, ser formado por gentios. Donald Guthrie apresenta um sumário das evidências que atestam os destinatários deste evangelho como sendo uma classe gentia de leitores. Dentre estas evidências, pode-se citar que Marcos explica costumes judaicos e que algumas expressões aramaicas retidas no texto são esclarecidas.

Quanto ao aspecto sociopolítico, vale ressaltar que na Palestina do tempo de Jesus, a mulher ocupava o nível mais baixo das relações sociais. Em princípio, um homem não poderia dirigir a palavra a uma mulher em público. Marcos, vivenciando este tempo, faz questão de deixar explícito que a interlocutora de Jesus era uma mulher e, ainda, que esta mulher era uma estrangeira, ou seja, não tinha direito às promessas feitas por Deus à Israel (por intermédio de Abraão). No entanto, mesmo sendo uma pessoa duplamente desqualificada, Jesus atendeu a petição daquela mulher. Marcos escreveu para um público gentílico, por isso esse capricho em evidenciar a ação de Jesus em favor de um povo que não era judeu. Ao dialogar com a mulher, Jesus responde com palavras que parecem soar duras e pesadas. Usa a palavra “cachorrinho” para se referir aos pagãos e por conseguinte à mulher siro-fenícia, porém, Ele estava citando um ditado conhecido naquela época em que se referiam aos pagãos como cachorros, ou seja, que não eram puros por não servirem a Deus. O intuito de Jesus aqui não é ofender a mulher, mas sim aproximar Seu discurso à fala corrente na época, ou seja, seu objetivo era ser compreendido. Jesus ensina neste diálogo, que a base de ser aceito por Deus não é uma questão de antecendentes étnicos, mas o rela-cionamento com Ele. Portanto, esta narrativa carrega como tema central, ser um presságio ou prenúncio da missão mundial do evangelho. O texto quer passar a seguinte mensagem: Jesus pode alimentar tanto “filhos”, quanto “cachor-rinhos”, sem que nem um nem outro seja prejudicado. Jesus veio ao mundo para todo aquele que nEle crê.


12

CONFIANTES NEWS

Editor Responsável: Claudemir dos Santos claudemirsantus@hotmail.com

Publicação Bimestral – Maio 2012

RETRATOS DA

OBRA MISSIONÁRIA Juventude encara a estrada para conhecer a realidade de três campos missionários

O Jornal Confiantes News percorreu cerca de 1.500 km, junto com a juventude, com o objetivo de mostrar a entrega dos materiais arrecadados e traçar o perfil de três dos quatro campos missionários sustentados pela congregação do Bairro Alto. Foi montado um painel sobre o desenvolvimento das cidades visitadas. Claudemir dos Santos

Foto: Claudemir dos Santos

COBERTURA ESPECIAL

Entrega de Alimentos e roupas em Paraíso do Norte/PR onde está localizado o Campo Missionário de Mirador.

Várias são as faces da obra missionária e suas explicações. Para o evangelista Ilton da Cruz, (missionário enviado a cidade de Marumbi, na região de Jandaia do Sul/PR, que depende do veículo automotor para se locomover entre Kaloré e Jandaia do Sul) a causa está na falta de recursos para intensificar o evangelismo e driblar os gastos com as distâncias percorridas. Na região de Paranavaí, o missionário, evangelista Luiz Geraldo, relata as dificuldades de acesso às zonas rurais do município de Mirador.A infraestrutura no local é precária. Já em Rosário do Ivaí, completando três anos, o missionário presbítero Carlos Dantas, enfrenta a idolatria da população, que na sua maioria é adepta ao catolicismo. Os relatos acima e tantos outros ouvidos pela reportagem nas três regiões paranaenses visitadas, mostram o desafio da evangelização no campo missionário, que se dissemina e atinge média de 35,29% das três cidades do estado, de acordo com dados de 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A responsabilidade com a obra missionária

cresce a cada ano, na medida em que a volta de Cristo se aproxima. A congregação do Bairro Alto enxergou essa missão e na prática têm feito a sua parte ao enviar cinco missionários nos últimos cinco anos, média de um por ano. Olhando esse crescimento e com desejo de colaborar, a juventude aprovou na sua primeira reunião do ano a troca de um retiro ou um acampamento, no feriadão de carnaval, por uma viagem missionária, onde cerca de 50 cestas básicas e inúmeras peças de roupas e sapatos foram arrecadados pela Igreja após uma campanha de mobilização. Foram quatro dias abençoados (19 a 21 de fevereiro). Os alimentos, roupas e materiais arrecadados foram entregues nas bases missionárias do Rosário do Ivaí, Marumbi e Mirador, e a satisfação e o agradecimento foram sentidos por toda a equipe, através do carinho dos irmãos para com a Igreja do Bairro Alto. O pastor dirigente da Congregação do Bairro Alto – Gilson Elias Schinemann – acompanhou a juventude nas visitas e afirmou estar muito satisfeito com a iniciativa dos jovens. Deus operou maravilhas através dos cultos e

da mobilização para a evangelização corpo a corpo nas ruas da cidade de Marumbi. O balanço foi positivo nestes dias, vidas se renderam aos pés de Jesus Cristo, como por exemplo, no domingo a noite (19 de fevereiro) após a mensagem ministrada pelo Pb. Rogério Marchiore – Coordenador Geral da Juventude do Bairro Alto – um morador da cidade passou em frente ao templo e ali mesmo, na rua, aceitou a Cristo em lágrimas. Glorificado seja o Senhor. Os líderes da juventude, Pb. Rogério Marchiore (1º Dirigente) e Cp. Rodrigo Silva (2º Dirigente) afirmaram que os últimos quatro dias foram fundamentais para que a sensibilidade e o amor à obra missionária fossem sentidos pelos jovens que puderam acompanhar a comitiva.Ao enxergar a realidade dos campos missionários, as nossas contribuições e orações se tornam prioridade para que a obra de Deus continue crescendo e muitas vidas venham se render aos pés de Cristo. Nas próximas duas páginas, iremos mostrar o perfil de cada base missionária, os indicadores sociais e religiosos e uma entrevista exclusiva com o Presbítero Carlos Danta (Missionário de Rosário do Ivaí).

Pb. Rogério Marchiore – Líder da Juventude do Bairro Alto – ministrou a palavra do Senhor em Marumbi/PR

Evangelização realizada nas ruas da região central de Marumbi/PR

Participação da nossa caravana em uma das congregações do campo ministerial de Rosário de Ivaí/PR.


CONFIANTES NEWS

Publicação Bimestral – Maio 2012

RETRATOS DA

Foto: Claudemir dos Santos

Editor Responsável: Claudemir dos Santos claudemirsantus@hotmail.com

Templo Central da Igreja Assembleia de Deus em Rosário do Ivaí.

OBRA MISSIONÁRIA ROSÁRIO DO IVAÍ

Evangelização avança e já representa 12,23% da população. É a melhor situação dos três campos missionários O campo ministerial abrange a região de Rosário do Ivaí com 10 congregações, após um ano sob uma nova presidência, a evangelização avança com fôlego, apesar de ter que lidar com inúmeras dificuldades de infraestrutura e aspectos religiosos.

Claudemir dos Santos Cerca de um ano após assumir a presidência da Igreja Evangélica Assembleia de Deus, em Rosário do Ivaí, Pastor Jeová Pereira de Oliveira, 47 anos, recepcionou a equipe da mocidade do Bairro Alto (que percorreu no dia 18 de fevereiro algumas congregações) após entregar cestas de alimentos, roupas e sapatos arrecadados em Curitiba. O campo missionário em Rosário do Ivaí mostra estar em pleno desenvolvimento, prestes a completar três anos na cidade, o missionário Presbítero Carlos Dantas e família desenvolvem trabalho de evangelização que se estende por todo o campo. Em entrevista exclusiva a reportagem do Jornal Confiantes News, o missionário relatou com satisfação as principais conquistas até agora, revelou que a principal dificuldade para pregação do evangelho de Cristo é a idolatria, já que a maioria da população (84,53% em Rosário do Ivaí e 82,15% em Rio Branco do Ivaí) é católica, apesar do avanço dos evangélicos na região, conforme mostrou o senso de 2010 do IBGE. Na noite de sábado (18 de fevereiro) a equipe da juventude foi dividida para cooperar em algumas congregações do campo. A dura realidade que os irmãos da região precisam enfrentar para louvar ao Senhor foi sentida e sensibilizou os jovens. Dificuldades de infraestrutura, como difícil acesso em estradas rurais, falta de recurso humano para o desenvolvimento dos cultos...apesar de tais problemas, ficou evidente na expressão de cada irmão, o desejo e a dedicação de estar servindo ao nosso Deus da melhor maneira. Principais informações do perfil do missionário Carlos Dantas

Nome completo: Presbítero Carlos Alberto Dantas, 40 anos – Natural de Panamerin/RN Esposa: Quédina Cristina Câmara Dantas, 36 anos Casamento: 13/01/1996 em Panamerin/RN Conversão a Cristo Aceitou a Jesus Cristo ainda na adolescência na sua cidade natal, exerceu as funções do evangelismo corpo a corpo, discipulado. O missionário veio a assumir duas congregações, após um brilhante trabalho foi consagrado a Presbítero no dia 22/10/2005 em Rio Grande do Norte. Através de profecias ainda no início da sua caminhada cristã estava ciente de sua chamada ministerial. Vinda para o Paraná A confirmação da vinda para Curitiba foi feita através de uma profecia, quando Deus usou uma irmã que não os conhecia. Deus falou sobre a sua vontade em usá-lo como instrumento em suas mãos em outra localidade. No dia 04/10/2006 a família fixou residência na cidade de Curitiba e transferiram a carta para a Congregação do Bairro Alto. Segundo a irmã Quédina foram acolhidos muito bem pelos irmãos do Bairro Alto:“Na chegada a gente até se assustou pelo tamanho da Igreja, mas pudemos sentir que os irmãos tinham um carinho especial, fomos recebidos muito bem, Deus abençoou grandemente a nossa vida”. Envio para o Campo Missionário No dia 22/07/2009 o pastor Gilson Elias Schinemann autorizou o envio do Presbítero Carlos Dantas para o campo missionário de Rosário do Ivaí/PR. Principais resultados: - Auxílio na construção de templos;

Perfil da cidade de Rosário do Ivaí/PR Total população: 5.511 IDH: 0,664 Distância para capital: 306 km Média PIB per Capita: 129,13 Alfabetização: 76,72% Pastor Presidente: Jeová Pereira de Oliveira Quantidade membros: 370 Percentual de Evangélicos: 12,23% Percentual de Católicos: 83,34% Outras religiões: 0 % Sem Religião: 4,43% Esperança de vida aos nascer: 64 anos Fonte: Censo IBGE 2010 e IPARDES Infografia: Confiantes News

- Auxílio na reforma de várias congregações e no templo sede – Destaque para revitalização interna do templo central e da congregação de Rio Branco do Ivaí com cadeiras confortáveis e pintura nova; - Implantação do Culto Infantil em paralelo aos cultos dominicais à noite; - Revitalização do projetoVisitas no Lar; - Intensificação do Evangelismo na Rua; - Evangelização no Lar dos Idosos da cidade (mantido pela Igreja Católica local)– esse projeto começou com a consulta formal a direção, que após a vinda de um irmão da cidade de Manoel Ribas/PR, que solicitou a evangelização da sua Igreja no Lar, a direção acatou o pedido. - Intensificação da Ação Social através da arrecadação de alimentos no Culto de Santa Ceia do Senhor; - Lançamento do evangelismo “Casa a Casa” através de uma rotina guiada por uma escala ministerial do campo; - Irmã Quédina assumiu como dirigente do Círculo de Oração da sede e 2ª maestrina do Coral do Círculo de Oração; - Interação com a juventude através da coordenação do projeto Gincana Bíblica; - Destaque para uma família de 5 pessoas que aceitou a Jesus em um culto do departamento infantil; - A irmã Quédina é convidada pelas escolas rural e municipal da cidade para ministrar palestras voltadas a adolescência e juventude, com assuntos voltados ao combate às drogas, orientações de cidadania e principalmente o evangelho de Cristo; - A irmã Quédina também participa do Conselho Escolar da Cidade para discutir políticas do desenvolvimento do ensino.

Templo da Assembleia de Deus em Rio Branco do Ivaí/PR

Entrega de Alimentos e roupas em Rosário do Ivaí/PR

13

Família de Missionários conquistou o carinho dos irmãos e a admiração da comunidade da região de Rosário do Ivaí/PR


CONFIANTES NEWS

Publicação Bimestral – Maio 2012 Fotos: Claudemir dos Santos

14

MARUMBI

Em dois meses as visitas voltaram a ser intensificadas e levaram ao crescente desenvolvimento da Congregação Apesar das dificuldades, com apenas 60 dias a Igreja viu boa parte dos seus membros e frequentadores retornarem aos cultos, após uma programação de visitas nos lares serem colocadas em prática. Claudemir dos Santos

Ev. Ilton da Cruz – Missionário atende as regiões de Marumbi, Kaloré e Jandaia do Sul.

No dia 19 de fevereiro a juventude da Assembleia de Deus no Bairro Alto, chegou à cidade de Marumbi (a 390 quilômetros da capital), logo pela manhã, o caminhão cedido voluntariamente pelo irmão empresário Francisco da Silva, descarregou cestas de alimentos e inúmeras peças de roupas arrecadas em Curitiba. A boa recepção dos irmãos na cidade foi destaque. Logo após saborear um delicioso almoço, nossa equipe foi até as principais ruas da região central da cidade, e uma distribuição de folhetos foi iniciada. Momento marcante foi quando o Presbítero Carlos Dantas acompanhado do jovem Jeferson, entrou em uma lanchonete a convite da proprietária do

Fotos: Claudemir dos Santos

Templo da Assembleia de Deus em Marumbi/PR

Templo da Assembleia de Deus em Mirador/PR

Apesar do difícil acesso, missionário Luiz Geraldo leva a evangelização para as áreas rurais da cidade O campo missionário de Mirador/PR foi o que apresentou maior dificuldade com infraestrutura e recursos humanos. A evidência dos obstáculos sensibilizou a nossa equipe e deixou um retrato claro do que é um campo missionário.

Cp. Fábio José Carvalho (primeiro plano) e Ev. Luiz Geraldo (segundo plano).

Interior do templo da Assembleia de Deus em Mirador/PR

No dia 20 de fevereiro foi a nossa última visita da expedição “Retratos do Campo Missionário”, logo pela manhã fomos recepcionados pelo pastor presidente da Assembleia de Deus em Paraíso do Norte – José Nilvado Ramos, 57 anos – pastor Nivaldo é responsável pelo campo ministerial que engloba quatro congregações em três municípios na região. Após dois dias rodando pelas estradas, houve um período de descanso em momento maravilhoso de lazer no Pesque e Pague da cidade. À noite fomos recepcionados por um delicioso coquetel no campo missionário em Mirador/PR. O Evangelista Luiz Geraldo – missionário mantido

Fonte: Censo IBGE 2010 e IPARDES Infografia: Confiantes News

estabelecimento, ali foi orado e mais uma semente de evangelização foi lançada. A noite, um bonito culto foi realizado sob a direção do pastor José Marques da Silva – Dirigente em Marumbi – com participação da caravana do Bairro Alto nos louvores e na pregação da palavra, através do Presbítero Rogério Marchiore, uma vida se rendeu aos pés de Cristo em frente ao templo. O evangelista Ilton da Cruz e sua esposa, irmã Eva da Cruz – casal de missionários mantidos pela Igreja no Bairro Alto – relatam com satisfação os resultados alcançados até agora, em 2 meses de trabalho. Neste período, boa parte dos irmãos voltaram a congregar e novos projetos serão lançados na Congregação, os missionários ainda atendem as regiões de Kaloré e Jandaia do Sul.

MIRADOR

Claudemir dos Santos

Perfil da cidade de Maumbi/PR Total população: 4.599 IDH: 0,735 Distância para capital: 390 km Média PIB per Capita: 0,645 Alfabetização: 84,14% Pastor Presidente: Edson Camargo Pastor Dirigente: José Marques da Silva Quant. membros na AD Marumbi: 45 Percentual de Evangélicos: 8,63% Percentual de Católicos: 89,09% Outras religiões: 0,41% Sem Religião: 1,84% Esperança de vida aos nascer: 68 anos

Perfil da cidade de Mirador/PR Total população: 2.385 IDH: 0,724 Distância para capital: 526 km Média PIB per Capita: 154,58 Alfabetização: 77,08% Pastor Pres.: José Nilvaldo Ramos Pastor Dirigente: Ev. Luiz Geraldo Quantidade membros na AD Paraíso do Norte: 260 irmãos Percentual de Evangélicos: 12,16% Percentual de Católicos: 83,76% Outras religiões: 0,52% Sem Religião: 1,72% Esperança de vida aos nascer: 71 anos Fonte: Censo IBGE 2010 e IPARDES Infografia: Confiantes News

pela Igreja no Bairro Alto – recebeu carinhosamente a equipe e agradeceu pelo apoio e destacou a entrega dos alimentos e materiais arrecadados. Logo depois, foi realizado um grandioso culto, onde a caravana de jovens do Bairro Alto participou com louvores e a ministração da palavra do Senhor, através do Cooperador Fábio José Carvalho. Em uma rápida conversa com a nossa reportagem, o missionário relatou com satisfação os resultados do trabalho desenvolvido, que mesmo em um curto período de tempo, já tem produzido frutos. O missionário desenvolve ainda uma programação diária na sua rádio web, por meio do seu blog.A boa palavra é levada para além da região de Paraíso do Norte.


CONFIANTES NEWS

Publicação Bimestral – Maio 2012

PAPO FEMININO

15

Poliana Silva polianaalmeida2012@hotmail.com

“A SIMPLICIDADE É A MAIOR SOFISTICAÇÃO”. Leonardo da Vinci Dar continuidade a um trabalho bem começado não é uma tarefa fácil; eu, Poliana Silva, tenho essa tarefa, continuar essa coluna que a minha querida irmã começou, espero corresponder ao esperado. Para começar, um texto com uma mensagem de reflexão sobre a mulher cristã e a sua aparência. Espero que eu ajude a cada uma de vocês nas suas dúvidas de moda. Quais são os principais passos para se vestir bem? Para ter uma aparência elegante, como ter total confiança na hora em que você está se arrumando? O que fazer? Primeiro você tem que encontrar roupas que combinem com você, que caiam perfeitamente em seu corpo, respeitando e aceitando o corpo como ele realmente é; você irá perceber que determinadas roupas só servem para pôr em evidência algumas áreas problemáticas, esquecendo de explorar o que temos de melhor. Quem sabe por que acreditamos que roupas não tem importância, ou porque não sabemos como fazer. Temos que acreditar que isso é realmente importante para nós, não podemos usar desculpas do tipo: não tenho tempo, tenho filhos, meu marido não liga, isso é só aparência... A maneira como nos vestimos diz ao mundo quem somos; ao conhecer alguém, em apenas um décimo de segundo formamos um conceito sobre essa pessoa. Devemos dar um verdadeiro valor pra isso, não queremos passar uma imagem distorcida do que somos, não é mesmo? Imagine se isso acontecer, o trabalho que seria reconstruir o conceito distorcido que já foi criado em relação a você! Cuidar do seu visual está bem longe de ser algo fútil e desnecessário. Mas, é lógico que não devemos ignorar o fato de que estamos testemunhando exteriormente o que tem no nosso interior; e o que devemos ter nele? Devemos ter a verdadeira beleza, descrita por DEUS, que é revestida de “... entranhas de misericórdias, benignidade, humildade” (1 PE 5.5), “mansidão, longanimidade” (CL 3.12), e “um espírito manso e quieto” (1 PE 3.4); esse é, digamos, o guarda roupa

espiritual de DEUS. Primeiro temos que nos vestir com as roupas mais preciosas aos olhos DEle, aí passamos para a próxima etapa, que é definir as recomendações de vestimentas divinamente inspiradas: MODÉSTIA: A palavra do Senhor nos diz- "As mulheres se ataviem em traje honesto" (1 Tm2.9). Isso, para a mulher temente a DEUS, significa que ela deve se vestir decentemente, revelando um coração virtuoso. Uma mulher temente a DEUS, automaticamente, irá refletir uma aparência honrosa e respeitável.O que ela veste é espelho da sua mente e do seu coração. MODÉSTIA é se vestir e falar de modo adequado, no nosso caso, adequado ao Senhor. Ela está ligada à humildade e ao pudor. Aqui podemos associar uma palavra muito importante, a ELEGÂNCIA. Elegância é a combinação exata de DISCRIÇÃO, N AT U R A L I D A D E , C U I D A D O e SIMPLICIDADE. MODERAÇÃO: no dicionário moderação é definida como prudência, calma; vestir-se com moderação refere-se a um autocontrole", de forma a não levar ao pecado (1 Tm 2.9). Em Provérbios 7.10, a mulher ali descrita sai com "vestes de prostitutas”, roupas provocantes, vulgares.Você não pode colocar uma conduta vulgar nas suas vestimentas. O que seria exatamente uma conduta vulgar? Saias justas e curtas se você tem pernas grossas, por exemplo; é ainda pior se você colocar meia arrastão ou rendada, com saltos altíssimos...tudo isso se torna over. Uma mulher fina e modesta nunca irá apreciar a linguagem visual que essas “combinações” transmitem. A mulher de DEUS sabe discernir entre o vestuário adequado e um vestuário para ser o centro das atenções! Tudo começa com a intenção do seu coração. O que ela deseja? Mostrar a graça e beleza da sua feminilidade? Seu amor e devoção a seu marido? Revelar um coração devotado a DEUS? Ou é chamar a atenção para si própria? Ostentar riqueza? Seduzir os homens? Uma mulher que prioriza a DEUS saberá conduzir seu guarda-roupa e sua aparência. E uma mulher merecedora do

ESPÍRITO SANTO que habita nela, vai cuidar de sua aparência sendo agradável aos olhos do seu marido, seus filhos. As pessoas a sua volta lhe serão gratas, e ela dará um bom exemplo. Se tiverem alguma dúvida ou sugestão podem me mandar um email.Até a próxima edição. MODÉSTIA é se vestir e falar de modo adequado, no nosso caso, adequado ao Senhor. Ela está ligada à humildade e ao pudor. Aqui podemos associar uma palavra muito importante, a ELEGÂNCIA. Elegância é a combinação exata de DISCRIÇÃO, N AT U R A L I D A D E , C U I D A D O e SIMPLICIDADE. MODERAÇÃO: no dicionário moderação é definida como prudência, calma; vestir-se com moderação refere-se a um autocontrole", de forma a não levar ao pecado (1 Tm 2.9). Em Provérbios 7.10, a mulher ali descrita sai com "vestes de prostitutas”, roupas provocantes, vulgares.Você não pode colocar uma conduta vulgar nas suas vestimentas. O que seria exatamente uma conduta vulgar? Saias justas e curtas se você tem pernas grossas, por exemplo; é ainda pior se você colocar meia arrastão ou rendada, com saltos altíssimos...tudo isso se torna over. Uma mulher fina e modesta nunca irá apreciar a linguagem visual que essas “combinações” transmitem. A mulher de DEUS sabe discernir entre o vestuário adequado e um vestuário para ser o centro das atenções! Tudo começa com a intenção do seu coração. O que ela deseja? Mostrar a graça e beleza da sua feminilidade? Seu amor e devoção a seu marido? Revelar um coração devotado a DEUS? Ou é chamar a atenção para si própria? Ostentar riqueza? Seduzir os homens? Uma mulher que prioriza a DEUS saberá conduzir seu guarda-roupa e sua aparência. E uma mulher merecedora do ESPÍRITO SANTO que habita nela, vai cuidar de sua aparência sendo agradável aos olhos do seu marido, seus filhos. As pessoas a sua volta lhe serão gratas, e ela dará um bom exemplo. Se tiverem alguma dúvida ou sugestão podem me mandar um email.Até a próxima edição.



tmp