Page 138

capítulo doze

NO SÁBADO DE MANHÃ, MAC sentiu que havia recuperado o equilíbrio. O evento do dia anterior transcorrera sem problemas e a Votos arrebatara mais um cliente: os pais do noivo agendaram a comemoração do aniversário de casamento deles para novembro. Além disso, a noiva era alegre e cuca fresca, o sonho dos fotógrafos. A empolgação fez Mac trabalhar nas fotos até bem depois da meia-noite. E só leu mais duas vezes o e-mail de Carter antes de se jogar na cama, para um sono sem sonhos. Era tudo uma questão de concentração, lembrou a si mesma. De se conhecer, saber quais eram suas forças, suas fraquezas, seus objetivos. Só precisava dar uma esfriada com Carter, deixar claro o que cada um queria – e o que ficava de fora desses limites. Assim, estariam livres para curtir um ao outro sem que ninguém saísse magoado. Sua reação fora exagerada, agora conseguia ver isso. Um pouco de espaço, de distância, de tempo e tudo voltaria ao normal. O fim de semana frenético e o campo minado que seria o casamento de hoje eram um antídoto perfeito. Em poucos dias, uma semana talvez, teriam uma conversa. Carter era um sujeito razoável. Entenderia que não fazia sentido aquela coisa entre eles sair do controle. Ele já tinha saído ferido, Mac estava certa disso, do relacionamento com a misteriosa Corrine. Portanto, não ia querer repetir a experiência. Na verdade, Mac concluiu que Carter devia estar se sentindo exatamente como ela e ficaria grato quando o assunto fosse abordado. De forma amistosa, racional, direta. Essas eram as condições. E, no lado profissional, ela e as sócias teriam que se manter atentas o dia todo para que pudesse haver negociação em meio ao campo minado. Sem nenhuma baixa. Escolheu um terninho cinza-pérola, com apenas um pouco de brilho, e saltos não tão altos, mas que ficavam razoavelmente elegantes com aquela roupa e eram confortáveis o bastante, pois teria que ficar de pé quase o dia todo. Enquanto ajeitava o equipamento que usaria nesse dia, repassou suas notas e impressões. O vestido era uma obra de arte, pelo que lembrava, com um corpete brilhante, sem alças, e uma saia quilométrica. Também lembrava que a noiva era fanática por exercício físico e estava com o corpo bem torneado. Os dois, namorados desde o colégio, eram do tipo tradicional. Armada e equipada, chegou à mansão. – Alerta vermelho! Boquiaberta, Mac viu Emma descer voando pela escada.

Álbum de Casamento - Nora Roberts  
Álbum de Casamento - Nora Roberts  
Advertisement