Page 54

estável e estava prosperando. Agora eu e Blake íamos nos casar e começar nossa vida juntos. Como eu podia pensar no passado quando todos aqueles dias pareciam sem graça em comparação com os dias que eu compartilhava com Blake agora? De alguma forma, com tudo que tínhamos passado, ele se tornara meu lar. Eu pertencia à nossa vida juntos e pensar em entrar no meu passado fazia o chão tremer sob meus pés. — Estou prestes a encarar meu passado. Estou um pouco assustada, eu acho. Ergui os olhos, buscando reconforto. O que encontrei na profundeza dos olhos escuros dele foi um lampejo de reconhecimento. — Você vai se sair bem, gata — disse ele baixinho, apertando minha mão carinhosamente. De repente, éramos iguais, duas pessoas fugindo de quem costumávamos ser, entrando de cabeça em uma nova vida e em uma chance de ser mais juntos. O GPS anunciou que tínhamos chegado ao nosso destino e paramos na casa de Elliot. Apertei o cardigã em torno do meu corpo, apesar de o fato de Blake estar segurando minha mão me dar infinitamente mais conforto. Elliot e Beth viviam em uma casa charmosa de dois pavimentos não muito longe do centro da cidade. Venezianas azuis emolduravam as janelas da frente. Algumas luzes estavam acesas. Os cômodos tinham cores intensas e eu vi um relance de crianças correndo lá dentro. Subimos os degraus de madeira até a porta e abrimos a porta de tela, que rangeu um pouco. Toquei a campainha e dei um passo para trás. Esperei parada na varanda esbranquiçada que rodeava a casa, contorcendo os dedos com nervosismo. Blake segurou minha mão de novo e me puxou para perto dele. O burburinho de vozes lá dentro aumentou e a porta se abriu. — Erica! O sorriso de Elliot não podia ser mais largo quando ele atravessou a porta e me puxou para longe de Blake em um abraço apertado. Eu o abracei de volta e, em um instante, era uma menininha de novo, feliz demais por vê-lo. Ele não tinha mudado. Com exceção de alguns cabelos grisalhos em suas costeletas castanho-escuras, ele era o mesmo homem bonito que sempre tinha sido. De estatura mediana, ele era um pouquinho mais baixo que Blake, mas magro e esbelto da mesma forma. Seus olhos azuis escuros brilhavam. Ao nosso lado, Blake pigarreou. — Blake. — Elliot sorriu e se afastou o suficiente para apertar a mão de

Profile for Jennifer

Potência Extrema - Meredith Wild  

Série: Hacker #4

Potência Extrema - Meredith Wild  

Série: Hacker #4

Advertisement