Issuu on Google+


HOJE NO BRASIL - 2021 Rio de Janeiro, 04 de janeiro de 2021. “CRIANÇAS SÃO ABDUZIDAS POR ALIENÍGENAS?” Crescem os rumores sobre a abdução de crianças em todo mundo. Já se podem contabilizar milhares de avistamentos de OVNIS em várias partes do mundo, sendo que em cada um desses locais, por coincidência ou não, existe registro de desaparecimento de pelo menos criança, no mesmo período. Esse fenômeno ganhou o nome de “Histeria Alienígena” nas redes de comunicações sociais. Ufólogos experientes afirmam que a existência de vida inteligente extraterrestre é inquestionável, visto os objetos não identificados que possuem a capacidade de pairar no ar e subitamente arrancam em velocidades tão altas que aparentemente, a tecnologia humana ainda não foi capaz de alcançar, dentre outros aspectos. Foi organizada, por mães da cidade de Pasadena, nos EUA, uma passeata nomeada “SAVE OUR CHILDRENS” (Salvem nossas crianças), com o intuito de fazer com que os pais não deixem seus filhos sozinhos, nem mesmo em casa, e que o governo tome providências para evitar que esses casos de desaparecimento, sendo por força extraterrestre ou humana, não ocorram. DEUS NOS AJUDE!


.... Precisa de poder?

Eu sei que esse sentimento de fraqueza lhe consome por dentro....

Deixe eu lhe mostrar como usar o poder.


Houve um período em que rumores de crianças sendo abduzias por seres de outros planetas eram as notícias que mais se ouviam falar, nos jornais e redes de comunicações sociais, entre os anos de 2020 a 2025. Esse período foi batizado pela mídia como “histeria alienígena”. Essas histórias nunca foram comprovadas, mas os relatos são incontáveis. Um império alienígena, com o intuito de reconstruir seu guerreiro mais poderoso, Juruk, do qual eles obtinham algumas amostras de DNA, realizaram experiências em seres humanos, que dentre os seres do universo, eram os únicos que tinham compatibilidade com sua raça. Todas as crianças que foram realmente abduzidas tiveram um chip implantado por baixo de sua pele contendo parte do DNA de Juruk. Algumas famílias, com medo da exposição à mídia, não informaram às autoridades sobre os incidentes. Algumas crianças morreram após alguns meses, outras que revelaram as experiências sofridas e foram levadas para análise por oficias de todos os governos e, algumas outras, viveram no anonimato, levando essa experiência apenas como um pesadelo de infância. Ano de 2045, o Brasil tem crescido rapidamente devido a seus recursos naturais e as crises nos países da Europa e Ásia, se tornando uma potência mundial. Mesmo com todo o crescimento, a desigualdade social de épocas antigas ainda permanece, enriquecendo os ricos e jogando os pobres mais para lama. Nesse quadro encontramos Antônio, um jovem de 25 anos, que abandonou a mordomia que tinha, pois pertencia a uma família rica, aos 18 anos para tentar ganhar a vida com sua música. Antônio poderia muito bem gravar um cd (que já não era mais utilizado, pois sua tecnologia já estava obsoleta, sendo considerado uma forma clássica de arte) devido ao poder do nome de sua família, as portas se abririam com mais facilidade, como todas as coisas no Brasil, mas não, ele queria sentir na pele o calor das pessoas e, com isso, fazer sua música tocar os seus corações. Então passou a fazer demonstrações nas ruas, tocava em bares na Noite Carioca, usando apenas o seu nome artístico, “Tony”. E foi em uma dessas noites que sua história mudou.


Juruk HQ nº 1