Issuu on Google+

MOTORES LINHA TM

1

ESPECIFICAÇÃO BÁSICA


2

MOTORES - LINHA TM CAPACIDADES

Sem Cabina Com cabina


MOTORES LINHA TM

3 VISTO PELO LADO ESQUERDO


4

MOTORES - LINHA TM VISTO PELO LADO DIREITO


MOTORES LINHA TM

5 FERRAMENTAS ESPECIAIS

Ferramentas Existentes

Extrator ajustável

518

9539

09539

Protetores do eixo

625-A

9212

09212

Adaptadores escalonados

630-S

9210

09210

Kit de buchas

818

9514

09514

Kit de retificação de guias de válvulas

FT.6202 (SW.502)

2136 (SW.502)

02136

Rolamentos da Árvore de Comando de Válvulas Removedor/Colocador Cabo

FT.6203 N6261-A

1255 (SW.506) 1442

01225 01442

Colocador/Removedor Selo da Boma d'Água

FT.6209

4672

T87T-6312-A

Bucha da Biela: Remoção Colocação Removedor/Colocador Retentor Árv. de Manivelas Retentor dianteiro Retentor traseiro

FNH 00035 OCT 134-00002 630-16 FT 6212

T87T-6019-A FNH 01301


6

MOTORES - LINHA TM

FERRAMENTAS ESPECIAIS Confeccionar as seguintes ferramentas conforme desenho:


MOTORES LINHA TM

7 DESEMPENO DO CABEÇOTE

Medindo o Desempeno do Cabeçote Utilizando uma régua de aço e calibre de lâminas, conferir o desempeno do cabeçote em todas as direções. Assegurar-se de o desempeno não exceda 0,001 pol. (0,003 mm) em qualquer raio de 1 pol. (25,4 mm) ou 0,005 pol. (0,127 mm), no geral. Se o cabeçote exceder a especificação de desempeno, o mesmo poderá ser retrabalhado, desde que a profundidade da face inferior do cabeçote até a válvula não seja inferior a 0,064 pol. (1,63 mm).


8

MOTORES - LINHA TM VÁLVULAS DO MOTOR

Válvulas 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11.

Travas Prato da Mola Retentor Mola Válvula de Admissão Válvula de Escape Mola Retentor Prato da Mola Prato da Mola Travas


MOTORES LINHA TM

9 VÁLVULAS

1. 2. 3.

Diâmetro da Cabeça Ângulo da Face Diâmetro da Haste


10

MOTORES - LINHA TM SEDES DAS VÁLVULAS

1 - Ângulo da sede 2 - Largura da sede 3 - Altura da face da válvula à face do cabeçote


MOTORES LINHA TM

11 SEDES DAS VÁLVULAS

Verificação da Concentricidade da Sede de Válvula Substituir se o valor encontrado exceder 0,051 mm (0,002 pol.). Substituir também as sedes de válvulas se apresentarem mossas, estiverem soltas ou danificadas.


12

MOTORES - LINHA TM REGULAGEM DAS VÁLVULAS

Regulagem das Válvulas (Método Rápido)

Folga das Válvulas Motor frio: Admissão

= 0.36 - 0.46 mm (0.014 - 0.018 pol.)

Escape

= 0.43 - 0.53 mm (0.017 - 0.021 pol.)

1

2

3

4

A B

C D

E F

G H

5

I

L

6

M N

Com o pistão No. 1 em P.M.S. regular as válvulas C - F - G - L - M - N

1

2

3

4

A B

C D

E F

G H

5

I

L

6

M N

Girar o volante 360o e regular as válvulas A - B - D - E - H - I Nota: Com o pistão No. 1 em P.M.S., as válvulas A e B estarão abertas Abertura das Válvulas


MOTORES LINHA TM

13 GUIAS DE VÁLVULAS

Utilizando um calibre telescópico e micrômetro, medir o furo da guia de válvula. Os cabeçotes de produção podem ter uma ou mais válvulas sobremedida de 0,015 po. (0,38 mm) e guias de válvulas montadas. Esses cabeçotes possuem a marcação 15 ou VO15OS estampada no coletor de escape, próximo à válvula em questão. Válvula Tipo

Dimensões do Escareador do Furo da Guia de Mola

Válvula standard

Piloto diâmetro standard 0.003in (0.076mm) alargador sobremedida

0.015in (0.38mm) válv. sobremed.

0.003in (0.38mm) piloto sobremedida 0.015in (0.076mm) alargador sobremedida

Medição do furo da guia de válvula 0.030in (0.76mm) válvula sobremed. sobremedida

0.015in (0.38mm) piloto sobremedida 0.030in (0.076mm) alargadores


14

MOTORES - LINHA TM BALANCINS E EIXO DOS BALANCINS

Balancim da Válvula de Admissão 1. Furo de Lubrificação 2. Pastilha de Aço Temperado

Balancim da Válvula de Escape 1. Furos de Lubrificação

Os balancins das válvulas de admissão e escape não são intercambiáveis, pois os balancins da válvula de admissão possuem pastilhas de aço temperado.

Conjunto do Eixo dos Balancins 1. Parafusos 5. Suporte do Eixo dos 2. Balancim Balancins 3. Espaçador 6. Rasgo na Frente 4. Mola do Eixo O eixo dos balancins deve ser montado com o rasgo voltado para a frente e para cima.


MOTORES LINHA TM

15 ÁRVORE DE COMANDO DE VÁLVULAS E TUCHOS


16

MOTORES - LINHA TM BLOCO


MOTORES LINHA TM

17

VERIFICAÇÃO DA OVALIZAÇÃO E CONICIDADE DO BLOCO DO MOTOR A conicidade é verificada comparando-se as cotas A com B e C com D A ovalização é verificada comparando-se as cotas A com C e B com D Combinar os valores para cada cilindro: ex.: Ovalização máxima 0.0025in (0.063mm) Conicidade máxima 0.0025in (0.051mm) 0.0045in (0.114mm) A.

Medição do Cilindro Calibre telescópico

Se o total for inferior a 0.035in (0.089mm), brunir o cilindro e montar anéis novos

B. Se o total ficar entre 0.0035 - 0.005in (0.089 - 0.127mm) retificar os cilindros para receber pistões 0.004in sobremedida. C.

Se o total for superior a 0.005in (0.127mm), retificar para novo encamisamento.

As camisas novas não possuem flange. No encamisamento, usar somente pistões standard.

Camisa do Cilindro Medir o diâmetro externo da camisa em vários pontos.


18

MOTORES - LINHA TM PISTÕES

Motor Tipo Folga Pistão/Cilindro Folga Pistão à Face do Bloco Diâmetro do Pino do Pistão

Aspirado

Turboalimentado

0.0055 -0067in (0.140 - 0.171mm.)

0.0065 -0077in (0.166 - 0.196mm.)

0.011 - 0.023in (0.28 - 0.58mm)

0.00 - 0.012in (0.00 - 0.30mm)

1.4998 - 1.50in (38.095 - 38.10mm)

1.6248 - 1.6250 (41.270 - 41.275mm)

Folga do Pino do Pistão ao Pistão

0.00012 - 0.00055in (0.0030 -0.0140mm) à 70° F (21°C)

o

Verificação da Altura da Câmara de Combustão à Face do Bloco Colocar o pistão em P.M.S. Aspirado 0.28 - 0.58mm. (0.011 - 0.023") Turbo 0.00 - 0.3mm. (00.00 - 0.012") Um avanço ou recesso excessivo acima ou abaixo da face do bloco indica que foi montado pistão de medida incorreta.

o

Verificação da Folga Pistão ao Cilindro 1. 2.

Medir o diâmetro interno do cilindro no ponto A, 3.25 pol (82.6 mm) da face do bloco. Medir da saida do pistão, diâmetro no ponto B 1.11in (28.3mm) Aspirado 0.98in (25.0mm) Turboalimentado 3. Subtrair o diâmetro do pistão do diâmetro do cilindro para estabelecer a folga. Aspirado 0.0055 - 0.0067mm. (0.171 - 0.140") Turbo 0.0065 - 0.0077mm. (0.165 - 0.196")


MOTORES LINHA TM

19

ANÉIS DOS PISTÕES


20

MOTORES - LINHA TM ANÉIS DOS PISTÕES

Anéis dos Pistões A. Turboalimentado B. Aspirado

Verificação da Folga Lateral dos Anéis nas Canaletas dos Pistões

Verificação da Folga entre Pontas dos Anéis


MOTORES LINHA TM

21 BIELAS

Montagem do Pistão na Biela Montar a biela e o pistão com a letra e a seta no pistão alinhadas com a marca na biela. Ao montar os pistões em seus respectivos cilindros, assegurar-se de que a letra e a seta nos pistões estão apontando para a frente do motor. Usar sempre PARAFUSOS NOVOS ao montar as capas de mancal principal e de biela.


22

MOTORES - LINHA TM ÁRVORE DE MANIVELAS


MOTORES LINHA TM

23 MANCAIS DA ÁRVORE DE MANIVELAS

Verificação do Desgaste do Colo do Mancal da Árvore de Manivelas Para verificar o estado dos colos do mancal principal e colo de biela, medir cada colo da árvore de manivelas conforme indicado.. Ovalização: Ovalização Máxima:

Comparar A com C e B com D 0.002in (0.005mm)

Conicidade: Conicidade Máxima:

Comparar Acom B e C com D 0.002in (0.005mm)

Diâmetro do Mancal Principal Diâmetro do Colo de Biela:

3.3713 - 3.3718in (85.631 - 85.644mm) 2.749 - 2.7500in (69.840 - 69.850mm)


24

MOTORES - LINHA TM BRONZINAS DA ÁRVORE DE MANIVELAS Verificação da Folga do Mancal com Plastigauge Colocar o plastigauge na bronzina em toda a sua largura e 0,25 pol. (6,0 mm) fora de centro. Montar a capa do mancal e apertar os parafusos com torque de 110 lbs-pé (149 Nm) Remover a capa do mancal e usar uma regua para conferir a largura do pastigauge achatado. Ponto mais largo

As bronzinas do mancal principal e mancal de biela são fornecidas nas seguintes sobremedidas: 0.002in 0.010in 0.020in 0.030in 0.040in

(0.051mm) (0.254mm) (0.508mm) (0.762mm) (1.016mm)

Folga entre mancal e bronzina Mancal principal: Mancal de biela:

0.0021 - 0.0046in (0.055 - 0.117mm) :

0.0014 - 0.0037in (0.035 - 0.094mm)

=

Folga mínima

Ponto mais estreito =

Folga máxima

Max. - Min.

Conicidade

=


MOTORES LINHA TM

25 VERIFICAÇÕES DA FOLGA AXIAL E OVALIZAÇÃO DA ÁRVORE DE MANIVELAS

Medição da Folga Axial da Árvore de Manivelas 0.004 - 0.008in (0.10 - 0.20mm)

Instalação do Retentor Traseiro da Árvore de Manivelas Na primeira substituição do retentor, usar a extremidade lisa da ferramenta FT6216. Nas substituições posteriores, usar a extremidade escalonada a fim de conformar o retentor em 0,060 pol. (1,52 mm).

Verificação do Empeno da Árvore de Manivelas 0.020in (0.51mm) Máx.


26

MOTORES - LINHA TM VERIFICAÇÃO DA FOLGA ENTRE DENTES DAS ENGRENAGENS DE DISTRIBUIÇÃO

Engrenagens da Distribuição 1. Árvore comando c/engr. interm. 2. Árvore de manivelas com engrenagem intermediária

3. Engrenagem intermed. c/bomba injetora

Verificação da Folga entre Dentes das Engrenagens da Distribuição

Antes de remover as engrenagens da distribuição do motor, medir a folga entre dentes das mesmas. Substituir as engrenagens caso a folga entre dentes esteja fora de especificação. Folga entre dentes na:

Folga Axial da Árvore de Comando Substituir a placa de encosto da árvore de comando, se a folga axial medida for superior a 0,0003 - 0,014 pol. (0,076 - 0,35 mm).

Engren. árv. manivelas

0.001 - 0.009in (0.025 - 0.023mm)

Engren. do comando

0.001 - 0.015in (0.025 - 0.038mm)

Engren.bomba injetora

0.001 - 0.012in (0.025 - 0.030mm)

Ao instalar a bomba injetora, usar um apalpador para ajustar o excêntrico da engrenagem motriz da árvore de comando, para permitir uma folga de 0,004 - 0,006" (0,10 - 0,15 mm) entre a engrenagem da bomba e a engrenagem inermediária.


MOTORES LINHA TM

27

LUBRIFICAÇÃO


28

MOTORES - LINHA TM LUBRIFICAÇÃO


MOTORES LINHA TM

29 BOMBA DE ÓLEO

Conjunto da Bomba

Folga entre rotor interno e externo 0.001 - 0.0035in (0.025 - 0.089mm)

Antes de remover a bomba, verificar a folga entre a engrenagem da bomba e a engrenagem da árvore do comando de válvulas, que não deve exceder 0.016 - 0.022in (0.40 - 0.56mm)

Folga entre rotor e corpo da bomba 0.022in (0.55mm máx.) Se excedida, substituir a bomba


30

MOTORES - LINHA TM SISTEMA DE COMBUSTÍVEL


MOTORES LINHA TM

31

SISTEMA DE COMBUSTÍVEL

Circuito do Sistema de Combustível 1. 2. 3. 4.

Injetores Linha de alta pressão aos injetores Bomba Filtro secundário

5. 6. 7.

Filtro / Sedimentador Bomba alimentadora (elétrica) Tanque auxiliar

8. Tanque principal 9. Bóia do nível de combustível 10. Thermostart


32

MOTORES - LINHA TM

Bomba Bosch VE - Remoção / Ponto / Montagem

- Colocar o Pistão No. 1 em seu curso de compressão (ambas as válvulas fechadas) - Continuar no curso de compressão até que o ponteiro registre: 6o na polia da árvore de manivelas

- Remover a tampa de acesso à engrenagem da bomba injetora. - Remover a porca e a arruela.

OBS. IMPORTANTE : Nos motores turboalimentados produzidos após 2 de janeiro de 97 (Código de Data 7A02), a sincronização estática da bomba injetora foi alterada como segue: Modelo 140 HP : 1.50 APMS Caso seja montada bomba injetora em um motor produzido após 2 de janeiro 97, a sincronização estática da mesma deve ser feita conforme a NOVA especificação. Motor 135 Hp

Antigo N/P FIP 87840636

Novo N/P FIP 87801139

- Utilizando a ferramenta especial 295042, remover a engrenagem motriz do eixo da bomba injetora.


MOTORES LINHA TM

33 Ponto da Bomba Injetora

- Remover a bomba injetora

- Remover o bujão (1)

- Girar o eixo de acionamento da bomba até que o rasgo de chaveta fique alinhado com o orifício de saída do injetor No. 1. (indicado por um "B" estampado próximo à saída No. 1). - A bomba agora está posicionada na posição No. 1 de injeção. Nota: Todas as bombas injetoras e engrenagens da bomba injetora possuem um rasgo, mas não há nenhuma chaveta interligando a engrenagem com o eixo da bomba. O cônico externo do eixo e o cônico interno da engrenagem quando puxados juntos sob ação da porca do eixo da bomba é o que faz travar o eixo da bomba e a engrenagem juntos na posição correta.


34

MOTORES - LINHA TM Ponto da Bomba Injetora

- Instalar a ferramenta 291755 com um relógio comparador, dando uma pré-carga de aproximadamente 2 mm. - Zerar o comparador. - Girar o eixo da bomba no sentido horário até que o comparador acuse um deslocamento de 1 mm. - Travar a bomba, apertando totalmente o parafuso de trava (1). - Remover a ferramenta 291755 e o comparador. - Instalar o bujão.

- Instalar a bomba injetora no motor, alinhando as marcas de sincronização (1) e (2).

- Instalar a engrenagem da bomba, forçando a engrenagem no sentido anti-horário, para eliminar qualquer folga. - Apertar a porca da engrenagem acionadora com um torque INICIAL de 22 Nm (18 lbs.-pé).


MOTORES LINHA TM

35 Ponto da Bomba Injetora

- Destravar a bomba, liberando o parafuso (1). - Montar o espaçador (2) entre o corpo da bomba e o parafuso (1). - Apertar o parafuso (1) com um torque de 12 Nm (9 libras-pé).

- Reinstalar a tampa da engrenagem da bomba.

- Apertar a porca da engrenagem da bomba com um torque final de 92 Nm (68 libras-pé).


36

MOTORES - LINHA TM

SISTEMA DE ARREFECIMENTO

Circuito do Sistema de Arrefecimento 1. 2. 3. 4. 5.

Aquecedor Radiador do óleo Bloco Bomba d'água Radiador

6. 7. 8. 9. 10.

Tampa do radiador Termostato Tanque de expansão Cabeçote Cartucho do condicionador

11. 12. 13. 14.

Torneira Viscofan Tubo de expansão Indicador de nível do líquido de arrefecimento


MOTORES LINHA TM

37

SISTEMA DE ARREFECIMENTO



Genesis_motor